FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO MESTRADO EM ?· 1 fae centro universitÁrio mestrado em organizaÇÕes e desenvolvimento…

Embed Size (px)

Text of FAE CENTRO UNIVERSITÁRIO MESTRADO EM ?· 1 fae centro universitÁrio mestrado em organizaÇÕes e...

  • 1

    FAE CENTRO UNIVERSITRIO MESTRADO EM ORGANIZAES E DESENVOLVIMENTO

    LINHA DE PESQUISA SUSTENTABILIDADE E DESENVOLVIMENTO LOCAL

    DISSERTAO DE MESTRADO

    A APROPRIAO DO DISCURSO DA SUSTENTABILIDADE PELAS ORGANIZAES: UM ESTUDO MULTICASO DE GRANDES EMPRESAS

    HELOISA KAVINSKI

    CURITIBA 2009

  • 2

    HELOISA KAVINSKI

    A APROPRIAO DO DISCURSO DA SUSTENTABILIDADE PELAS ORGANIZAES: UM ESTUDO MULTICASO DE GRANDES EMPRESAS

    Dissertao apresentada ao Curso de PsGraduao Stricto Sensu em Organizaes e Desenvolvimento, FAE Centro Universitrio, Linha de Pesquisa Sustentabilidade e Desenvolvimento Local, como requisito para a obteno do grau de Mestre em Organizaes e Desenvolvimento.

    Orientador (a): Prof. Dr. Jos Edmilson de Souza-Lima

    Curitiba, 08 de junho de 2009.

  • 3

    Dedico este trabalho a meu filho Aruan, aos meus sobrinhos Otvio e Thomaz, a

    minha afilhada Beatriz e a todas as crianas que merecem nossos esforos por um

    mundo digno.

  • 4

    AGRADECIMENTOS

    Agradeo Marilia de Souza, sem os conselhos da qual eu no teria iniciado esta

    caminhada.

    A minha me Elizabeth, que me apoiou em mais esta etapa da minha formao e ao

    meu pai que me ensinou que devemos aprender por toda vida.

    Aos meus irmos Mauricio, Alexandre e Vinicius com quem tenho oportunidade de

    entender a vida pelo prisma masculino.

    Aos meus amigos e colegas de trabalho, Karol, Sidarta, Juliana, Ana Paula, Raquel,

    Ariane, Fabiana, Beatriz, ngelo, Augusto, Rodrigo e todos os demais, com os quais

    eu dividi durante algum tempo minhas descobertas e frustraes na tarefa de escrever

    estas pginas.

    Aos grandes amigos e companheiros de vida, Ramiro, Renata, Karin, Luciana, lvaro,

    Kaki, Murilo, Snia, Antenor, Irma, Paulo, Geisa, Mariana e tantos outros que esto ao

    meu lado em todas as horas.

    E por fim, ao meu orientador Jos Edmilson, a quem admiro pela retido dos

    princpios, e a todos os professores da FAE com quem dividi meu aprendizado.

  • 5

    O ser humano construiu, atravs do esforo titnico de inmeras

    geraes, um ambiente social e cultural para escapar da dor e da

    violncia que lhe impunha o meio natural. Mas, como se fosse um

    pesado lastro que no pode deixar para trs, nunca conseguiu se

    desprender definitivamente desse comportamento agressivo e as

    sociedades que criou continuaram marcadas pelo mesmo signo

    trgico. A violncia fsica, racial, religiosa, psicolgica, sexual e

    sobretudo, a violncia econmica derivada da injustia social e de

    desigualdade de direitos e oportunidades chegaram at o presente

    com uma herana sinistra

    HIRSCH

  • 6

    RESUMO

    A temtica da Sustentabilidade ocupa lugar de destaque no discurso das mais importantes lideranas mundiais. Naes, organizaes e pessoas acreditam que apesar do agravamento da crise socioambiental a sociedade encontrar alternativas que salvaro a espcie humana, hoje ameaada. Neste estudo busca-se identificar as origens do fenmeno de apropriao do discurso da Sustentabilidade pelas organizaes, e iniciar um processo de compreenso do conceito que respalda as prticas sustentveis de empresas brasileiras. Com este fim, os captulos desta dissertao foram elaborados de forma a descrever: a insustentabilidade do modelo civilizatrio vigente; a construo do conceito de sustentabilidade; a apropriao do conceito pelas organizaes; a construo da racionalidade ambiental, uma contraproposta ao modelo vigente; e a anlise de relatrios de sustentabilidade publicados por cinco grandes empresas brasileiras. Como concluso, os relatrios apresentados pelas organizaes so comentados a luz da teoria da racionalidade ambiental, buscando diferenas e sinergias entre as propostas e uma reflexo sobre o real poder de transformao dos atuais modelos de sustentabilidade. Palavras-chave: Sustentabilidade, racionalidade ambiental, discurso.

  • 7

    ABSTRACT

    The Sustainability theme occupies a highlighted position in the speech of the most important world leaderships. Nations, organizations and people believe that, despite the worsening of the social-environmental crisis, society is going to find alternatives that will save the mankind, which is endangered today. This study seeks to identify the origins of the movement of appropriation of the Sustainability speech by organizations, and start a process of understanding of the concept that backs up the sustainable practices of Brazilian companies. With this purpose, the chapters of this dissertation have been elaborated in a way that describes: the unsustainability of the current civilizing model; the construction of the sustainability concept; the appropriation of the concept by organizations; the construction of environmental rationality, a counterproposal to the current model; and the analysis of sustainability reports published by five big Brazilian companies. As a conclusion, the reports presented by the organizations are commented in the light of the environmental rationality theory, searching for differences and synergies among the proposals and a reflection about the real transformation power of the current sustainability models.

    Key-words: Sustainability, environmental rationality, speech

  • 8

    LISTA DE QUADROS

    Quadro 1 Modelo de anlise dos relatrios de Sustentabilidade .................................. 90

    Quadro 2 Anlise do relatrio (1) de Sustentabilidade: empresa de energia eltrica .... 93

    Quadro 3 Anlise do relatrio (1) de Sustentabilidade: empresa do setor financeiro .... 95

    Quadro 4 Anlise do relatrio (1) de Sustentabilidade: empresa de cosmticos ........... 97

    Quadro 5 Anlise do relatrio (1) de Sustentabilidade: empresa de gs e energia ........99

    Quadro 6 Anlise do relatrio (1) de Sustentabilidade: empresa de mveis e madeira . 101

  • 9

    SUMRIO

    INTRODUO.................................................................................................................. 10

    I. REFERENCIAL TERICO ............................................................................................ 11

    1.1 A Construo Histrica da Sociedade .................................................................. 11

    1.2 Da Causa Ambientalista ao Desenvolvimento Sustentvel .................................. 40

    1.3 Da Responsabilidade Corporativa a Sustentabilidade .......................................... 64

    1.4 Sustentabilidade e Racionalidade Ambiental ........................................................ 76

    II. PROCEDIMENTOS METODOLGICOS ...................................................................... 87

    2.1 Questes Norteadoras e Quadros de Anlise ....................................................... 88

    III. ANLISES DOS RELATRIOS DE SUSTENTABILIDADE................................... 93

    IV. CONSIDERAES .............................................................................................. 103

  • 10

    Introduo

    Na enorme maioria, estamos totalmente satisfeitos com a feira das nossas cidades, com o desperdcio que domina nossa economia, com a alegre incompetncia dos nossos lderes, com a ausncia de significado do debate pblico, com a insensibilidade geral ao perigo de destruio que nos ameaa. Com a viso, perdemos tambm a capacidade de indignao, a capacidade de experimentar uma ira csmica por tudo o que vemos acontecer ao nosso redor (MASI, 1999, p.24).

    O discurso da Sustentabilidade tem sido largamente empregado por

    organizaes em todo o mundo, quase sempre no sentido de apresentar uma sada

    para a crise do atual modelo civilizatrio. Contudo, o conceito de Sustentabilidade

    ainda permanece vago, assim como sua aplicao, que orienta diversas prticas nem

    sempre convergentes.

    Esse trabalho objetiva identificar como surge historicamente o conceito de

    Sustentabilidade e como se d sua apropriao pelas organizaes, especialmente

    focado no discurso das empresas de grande porte no Brasil. Para tanto, utiliza-se da

    teoria da Racionalidade Ambiental, proposta por Enrique Leff, como parmetro de

    anlise para cinco relatrios de Sustentabilidade divulgados por grandes corporaes

    com sede no pas. Na construo do documento, optou-se pela utilizao do termo

    Sustentabilidade pela sua amplitude, englobando nesse conceito tambm os debates

    acerca do Desenvolvimento Sustentvel.

    Ainda neste sentido, o conceito de organizao utilizado diz respeito a

    instituies empresariais, e aproxima-se do proposto por Srour (1992), que as

    representa como uma coletividade especializada na produo de um determinado bem

    ou servio, que combinam agentes sociais e recursos e se convertem em um

    instrumento econmico. Para o autor (SROUR, 1992), as organizaes so planejadas

    para realizao de objetivos determinados e constituem-se em unidades sociais

    portadoras de necessidades e interesses prprios.

    Salienta-se que todo o esforo de pesquisa aqui empreendido buscou

    responder a uma questo fundamental, curiosidade que acompanha a autora ao longe

    de anos de trabalho desenvolvido na rea da Responsabilidade Corporativa e da

    Sustentabilidade aplicada s organizaes: Qual o conceito de Sustentabilidade

    apropriado por organizaes empresariais de grande porte no Brasil?

    Nesta jornada acadmica, partiu-se do pressuposto de que as organizaes

    no baseiam suas prticas em teorias solidificadas,