Fapesp: Parcerias para a Inovação - ?rico... · “pioneiras em tecnologia” pelo Fórum ... microeletrônica…

  • Published on
    16-Dec-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

Fapesp: Parcerias para a Inovao

Carlos Amrico Pacheco Diretor Presidente 28 de Maro de 2017

1

Fapesp: Fundao de Amparo Pesquisa no Estado de So Paulo

Apoio pesquisa em todas as reas Financiada pelo estado de SP com 1% da receita tributria Solicitaes de financiamento selecionadas pelo sistema de reviso

por pares (25.000 propostas por ano) Tempo mdio para deciso 65 dias

Dispndio em 2016: R$ 1,2 bilhes Bolsas (IC, MS, DR, PD)

Pesquisa Acadmica (CEPID, Temticos, Jovens Pesquisadores, Regular)

Pesquisa Cooperativa Universidade - Empresa

Pesquisa Invadora em Pequenas Empresas

Estratgia de aumento da qualidade e do impacto: temticos, JP, cooperao internacional

2

FAPESP expenditures, 2012 Total: R$ 1,035 million

3

Pesquisa em Parceria: acordos FAPESP-Empresas

O PITE destina-se a financiar projetos de pesquisa em instituies de pesquisa, desenvolvidos em cooperao com empresas e cofinanciados por estas. So trs modalidades, diferenciadas conforme o maior ou menor grau de risco tecnolgico, com uma durao e at 60 meses.

FAPESP e Empresa se associam para convidar propostas: Temas propostos pela empresa Pesquisa exploratria (adequada academia) Comit Gestor paritrio Anlise do mrito pela FAPESP (com assessores indicados pela empresa e

pela FAPESP)

Embraer, Natura, Ouro Fino, Oxiteno, Microsoft Research, Telefonica,

Dedini, PadTec, Ci&T, Braskem, Whirlpool, Sabesp, Boeing, GSK, Vale, BP Biocombustveis, BG, Peugeot-Citroen, .....

4

PITE: Embraer e IAE, CTA Fluidodinmica Computacional

5

Simulao CFD

(Computational

Fluid Dynamics)

e testes:

Pesquisa co-

financiada pela

FAPESP

envolvendo

vrias

universidades

Laboratrio de Estrutura Leves: IPT, ITA, Embraer; financ. BNDES, FINEP, FAPESP

6

Biologia Molecular Avanada para Sade e Agricultura

7

Centros de Pesquisa em Parceria Universidade-Empresa

Centro sediado numa universidade, um professor o Coordenador Coordenador Adjunto um pesquisador da empresa parceira, vinculado

universidade como professor visitante Outros pesquisadores da empresa podem tambm ser vinculados

Contrato por 10 anos; R$ 2-6 milhes por ano da FAPESP e da Empresa, mais salrios e outros custos pela Universidade Composio tpica de custos: FAPESP/Industry/University 1/1/2

Um Centro selecionado, outros cinco em seleo Peugeot-Citroen (PCBA)

Centro de Pesquisa sem Engenharia de Motores a Biocombustvel: sediado na Unicamp (incl. ITA, USP, Mau); PCBA+FAPESP - R$ 16 milhes + Universidades - est. R$ 16 milhes

GSK Centro de Pesquisa em Aplicada sobre Qumica Verde; R$ 32 milhes + parte da Universidade Centro de Pesquisa Aplicada em Descoberta de Frmacos: R$ 32 milhes + parte da Universidade

Natura: Centro de Pesquisa Aplicada sobre Bem-Estar e Comportamento Humano R$ 20 milhes + parte da Universidade

BG: Centro de Pesquisa em Engenharia de leo e Gs

8

FAPESP+Peugeot-Citroen: Advanced Research Center for Biofuel Engines

10year contract

Unicamp, USP, Mau, ITA

Researchers from universities and from company Vice-director is a Company

scientist

Other 4 ERCs: Natura

Glaxxo-Smith-Kline, GSK Green Chemistry

Target Discovery

British Gas, BG

9

Glaxo, Smith, Kline (GSK) and FAPESP

GSK-FAPESP Center for Target Discovery Butantan Institute Identification of molecular

targets and signaling pathways applicable to inflamatory diseases as reumathoid arthritis, metabolic syndrome, neurodegenarative diseases

Use of natural products such as venoms and animal secretions to be validated as theurapeutic targets for new drugs

GSK-FAPESP Center for Green Chemistry Federal Univ. S. Carlos; with

Unicamp, USP-RP, UNESP, UFSC Reducing environmental impact

in organic synthesis Use of sustainable solvents,

energy sources, safer reactants, cleaner processes, renewable feedstocks

10

FAPESP-BG Brasil-Poli, USP: Engineering Research Center on Natural Gas

11

Pesquisa Inovativa na Pequena Empresa PIPE FAPESP

Pesquisa na pequena empresa potencial de retorno comercial

aumento da competitividade da empresa

estimular a criao de cultura de inovao permanente (FAPESP 1997)

Condies no se exige contrapartida

Empresas com menos do que 250 empregados

at R$ 1.250.000 por projeto

pesquisador principal deve ser vinculado empresa

12

PIPE FAPESP: ampliao recente praticamente 1 projeto / dia til

Localizao dos projetos boas universidades atraem PE

14

Munic. Qtd

SP 359

Campinas 224

S. Carlos 220

SJCampos 129

Rib. Preto 98

Piracicaba 28

Botucatu 23

SBIR e PIPE : similaridades e diferenas

15

empresas nacionais de vrios setores mdia com 6 anos de vida faturamento pequeno mas crescente baixa taxa de mortalidade (8%) no atrativas p/ take over, mas atrativas p/ aporte de capital pouco menos de 1/3 estiveram incubadas e 10% ainda

estavam quando apresentram a proposta 12% (26 empresas) criadas para submisso do projeto PIPE

Controle de Pragas e Endemias

16

A BR3 desenvolve tecnologias em qumica e biotecnologia voltadas para aplicaes na

agricultura e na sade pblica. Em 2001, a BR3 lanou o fungicida Fegatex, a partir de um

ingrediente ativo de uso indito no mundo. um produto extremamente interessante no

manejo fitossanitrio e possu registro para as culturas de batata, caf, cenoura, citros, feijo,

ma, milho, soja e tomate. A empresa tambm desenvolveu, uma linha de larvicidas para

controle de vetores da dengue, malria e filariose, a partir de tecnologia licenciada pela

FIOCRUZ. O DengueTech o mais eficaz inseticida biolgico contra os vetores da

Dengue, Zika e Chikungunya.

Controle de Processos

17

Utilizando softwares

exclusivos baseados no estado

da arte do controle avanado

e da inteligncia artificial, a

I.Systems traz estabilidade e

eficincia aos processos

industriais de seus clientes.

Em pouco mais de 5 anos

foram mais de 60 aplicaes

em diferentes equipamentos e

mais de 25 grupos atendidos

em diversos setores.

Mais Leve que o Ar

18

A ALTAVE foi criada por engenheiros

qualificados com experincia

internacional e desenvolve veculos

mais leves que o ar, com foco em

servios inovadores. A ALTAVE esta

localizada no DCTA, em So Jos dos

Campos, e possui parcerias com o

ITA, IAE, IPEV e IFI. A ALTAVE

hoje fabricante sem similar nacional

de aerstatos cativos para

monitoramento e radiocomunicaes.

Monitoramento da Presso Intracraniana

19

Braincare

Veculos Areos No Tripulados

20

A XMobots uma empresa

de VANTs, fundada em

2007 por engenheiros

mecatrnicos em So

Carlos. Ela desenvolve

VANTs de alto desempenho,

que se destacam pela grande

autonomia, acurcia,

robustez estrutural,

resoluo de imagens e

facilidade de operao. Primeira companhia brasileira com

VANTs certificados pela ANAC.

Fertilizao In Vitro

21

A In Vitro Brasil foi fundada em

2002 para atender o mercado de

produo in vitro de embries

bovinos. Ao longo dos anos a

empresa fez parcerias e se consolidou

em todo o Brasil e em outros pases,

ampliando sua ao tambm para

outros animais. O PIPE da FAPESP

viabilizou o desenvolvimento da

tecnologia de vitrificao de

embries, um diferencial tecnolgico

da IVB at hoje.

Omnisys: So Caetano Radares, 250 funcionrios

Parceiros: Unicamp IPT; USP ITA; FEI CTA; IPqM CLA, INPE

22

Manejo Biolgico de Pragas

23

A PROMIP uma empresa de

base tecnolgica, criada em 2006

na incubadora da ESALQ. A

empresa criou a primeira

biofbrica brasileira com registro

para a comercializao de caros

predadores para controle biolgico

de pragas. Em 2014 recebeu

investimento do Fundo de

Inovao Paulista que rene como

cotistas a Desenvolve SP, a

Fapesp, a Finep entre outros.

Controle Biolgico

24

A Bug foi uma das 36 startups consideradas

pioneiras em tecnologia pelo Frum

Econmico Mundial e eleita como uma das

mais inovadoras do mundo pela revista Fast

Company. Fundada por estudantes de ps-

graduao da Esalq/USP, com apoio do

Programa PIPE da FAPESP, a empresa

produz e vende agentes de controle biolgico,

como vespas que parasitam ovos de pragas

das culturas de cana-de-acar e soja.

Embalagens Plsticas Bactericidas

25

A Nanox uma empresa criada por pesquisadores de

um dos CEPIDs da Fapesp, que desenvolveram

materiais bactericidas para embalagens plsticas de

alimentos, j aprovada pelo FDA para comercializao

nos Estados Unidos. A empresa tambm foi

selecionada pelo Global Entrepreneurship Lab (G-

LAB), do MIT, para desenvolver um