Filosofia do .Sumário Unidade 1 | Filosofia geral Seção 1.1 - Filosofia geral Seção 1.2 - A

  • View
    241

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Filosofia do .Sumário Unidade 1 | Filosofia geral Seção 1.1 - Filosofia geral Seção 1.2 - A

FILOSO

FIA D

O D

IREITO

Filosofi a do direito

KLS

KLS

Isis Aparecida Conceio

Filosofia do direito

Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)

Conceio, Isis Aparecida

ISBN 978-85-8482-418-2

1. Direito - filosofia. I. Ttulo.

CDD 340.1

Londrina : Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2016. 260 p.

C744f Filosofia do direito / Isis Aparecida Conceio.

2016 por Editora e Distribuidora Educacional S.A.Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicao poder ser reproduzida ou transmitida de qualquer modo ou por qualquer outro meio, eletrnico ou mecnico, incluindo fotocpia, gravao ou qualquer outro tipo

de sistema de armazenamento e transmisso de informao, sem prvia autorizao, por escrito, da Editora e Distribuidora Educacional S.A.

PresidenteRodrigo Galindo

Vice-Presidente Acadmico de GraduaoMrio Ghio Jnior

Conselho Acadmico Dieter S. S. Paiva

Camila Cardoso RotellaEmanuel SantanaAlberto S. Santana

Regina Cludia da Silva FiorinCristiane Lisandra Danna

Danielly Nunes Andrade No

PareceristaGustavo Henrique Campos Souza

Betania Faria e Pessoa

EditoraoEmanuel Santana

Cristiane Lisandra DannaAndr Augusto de Andrade Ramos

Daniel Roggeri RosaAdilson Braga FontesDiogo Ribeiro Garcia

eGTB Editora

2016Editora e Distribuidora Educacional S.A.

Avenida Paris, 675 Parque Residencial Joo PizaCEP: 86041-100 Londrina PR

e-mail: editora.educacional@kroton.com.brHomepage: http://www.kroton.com.br/

Sumrio

Unidade 1 | Filosofia geral

Seo 1.1 - Filosofia geral

Seo 1.2 - A Filosofia do direito Seo 1.3 - A filosofia do direito na idade antiga

Seo 1.4 - A filosofia do direito na idade mdia

7

9

27

47

65

Unidade 2 | Filosofia do Direito na Idade Moderna

Seo 2.1 - Filosofia do Direito e Modernidade

Seo 2.2 - Filosofia do Direito Moderno

Seo 2.3 - Filosofia Contempornea

Seo 2.4 - A Filosofia do Direito Comparado e Brasil

85

87

99

115

129

Unidade 3 | Filosofia do direito contemporneo

Seo 3.1 - Direito e moral

Seo 3.2 - Direito e poltica

Seo 3.3 - Direito e poder

Seo 3.4 - Direito e justia

145

147

159

173

185

Unidade 4 | A filosofia e seus tpicos conceituais

Seo 4.1 - Direito e liberdade

Seo 4.2 - Direito e tica

Seo 4.3 - Direito e lgica

Seo 4.4 - Direito e norma

201

203

215

227

241

Palavras do autor

O direito reflete a sociedade e o mundo. Assim como o ser humano, esta cincia social aplicada evolui e aprimora-se. As crises de paradigmas da histria da humanidade refletem-se no Direito e a Filosofia a disciplina responsvel por intermediar este dilogo necessrio entre os inmeros fenmenos e o direito. Para que serve a lei? Toda lei promove justia? Leis injustas devem ser obedecidas?

O extremo tecnicismo levou, por exemplo, a Alemanha ao Estado nazista, onde todos os procedimentos eram regulados por leis e nem por isso foram aceitos ou tolerados pela humanidade. Nos dias atuais penas de morte, leis cruis, trazidas nos noticirios mostram que aceitar sem crticas as normas e instituies jurdicas pode tambm levar sociedades barbrie e este no o objetivo do direito na contemporaneidade e em democracias republicanas, a exemplo do Brasil, EUA, Frana, etc.

por este motivo, tambm, que a resoluo 75 do Conselho Nacional de Justia (CNJ) passou a exigir do profissional do Direito, que este pense esta disciplina em todas as suas complexidades nos concursos diversos da rea jurdica. Aprendem, assim, a questionar e problematizar os temas jurdicos que surgem a todo o dia, resultados da velocidade da contemporaneidade, aprendem a interpretar as normas da melhor forma, transmitir suas interpretaes de forma coerente, argumentar a fim de convencer a superioridade de sua concepo de justia, e todas essas prticas jusfilosficas garantem a adaptao do direito contemporaneidade, e, por isso, so to importantes.

No decorrer do curso, as quatro unidades e dezesseis sees, aprenderemos como utilizar os conceitos que lhe sero apresentados na soluo de uma situao-problema. A Situao-Problema (SP) est vinculada Situao Geradora de Aprendizagem (SGA) da unidade e para solucion-la voc ser convidado a pensar como um assistente de um Ministro do Supremo Tribunal Federal, ou como um Advogado Geral da Unio, ou como um Advogado em incio de carreira, como um Juiz, um Promotor. Voc aprender como a Filosofia do Direito pode ajud-lo a solucionar os conflitos jurdicos/legais do cotidiano e notar como ela se faz presente nos casos onde no possvel apenas a aplicao direta da lei.

Pense que, convencer um juiz de que a sua interpretao equivocada, e convenc-lo a decidir conforme a sua interpretao do que o direito todo uma prtica jusfilosfica lgico interpretativa, como voc aprender nas unidades 1 e 4. Ponderar solues para conflitos no previstos nas leis, e traz-los de forma coerente e alinhada com a cincia do direito, produzir novo conhecimento jurdico. A prtica do bom profissional do Direito toda uma prtica filosfica, como voc aprender.

Conheceremos, tambm, a histria do pensamento jusfilosfico, desde a pr Grcia Antiga at o pensamento contemporneo no Brasil e no mundo da Jusfilosofia nas unidades 1 e 2.

Voc ir qualificar o seu pensar jurdico e distinguir-se do lugar comum do que a prtica jurdica aprofundando os valores, pensando consequncias sociais e polticas de sua atuao, e qualificando sua prtica nas unidades 3 e 4 do curso.

Vamos l?

Unidade 1

FILOSOFIA GERAL

O mundo muda de forma muito rpida. O homem aprendeu a manipular o ambiente em que vive e deixou de submeter-se s variaes da natureza. Se tomarmos como ponto inicial de referncia a Grcia Antiga, podemos perceber que fenmenos como a chuva, antes creditados a entidades sobrenaturais hoje so significativamente previsveis. A evoluo da cincia tem criado novas realidades a cada dia e o ser humano tem sido forado a interagir de forma consciente com este mundo em constante mutao.

Interagir de forma consciente com o ambiente e as pessoas no se valendo de crenas imutveis ou dogmas inquestionveis uma das maiores contribuies da Filosofia e do pensamento filosfico. A histria da Filosofia ensina no somente como esta permitiu o surgimento do pensamento cientfico, como tambm explica a que se prope esta disciplina.

Alm de aprender o que a Filosofia Geral, como se desenvolve e podemos identificar o pensamento filosfico no cotidiano, aprenderemos nesta unidade o que a Filosofia Geral, o que vem a ser a Filosofia do Direito e como esta se distingue da Filosofia Geral. Conheceremos, tambm, as teorias das escolas filosficas, conhecidas como Escola da Filosofia Antiga e da Escola da Filosofia Medieval.

Para alcanarmos tudo isso iremos viver a experincia de um juiz assessor que auxilia um Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e ir ajud-lo a decidir e fundamentar seu voto em um julgamento de grande proporo filosfica da histria do nosso Tribunal Constitucional: o julgamento da lei de biossegurana e a alegada inconstitucionalidade do artigo 5 dessa lei, que previa o uso de clulas-tronco embrionrias para pesquisas cientficas.

Nesse julgamento, inmeros debates e questionamentos filosficos se fizeram presente. Ministros valeram-se de Filsofos do perodo da Grcia Antiga

Convite ao estudo

Filosofia geral

U1

8

at filsofos dos dias atuais para fundamentar as suas concluses. Todas essas sero, como voc ver, analisadas nas sees de nossa unidade 1.

Em especial, os autores da ao afirmavam que o uso de clulas que tm potencial embrionrio, de tornarem-se um ser humano, era um ataque ao direito constitucional de proteo vida, bem como violava a tica cientfica, que probe o assassinato de seres vivos com fim de realizar experimentos. Os requeridos alegavam a importncia das pesquisas para encontrarem resultados que protegeriam vida de pessoas doentes. Afirmaram, tambm, que as clulas-tronco embrionrias eram inviveis, ou seja, apesar de serem embries, jamais tonar-se-iam seres vivos se estes embries fossem implantados em um tero. O julgamento debateu incessantemente os limites da pesquisa cientfica, bem como se tais clulas poderiam ser entendidas como pessoa humana (cuja dignidade da vida garantida na constituio).

E agora, voc, como assistente do Ministro do STF, ir ajud-lo a pensar solues para conflitos que so levados at a Suprema Corte e a analisar as alegaes das partes, e a decidir e fundamentar o seu posicionamento e seu voto neste julgamento.

Conheceremos como as informaes que iremos adquirir no decorrer desta unidade, sobre o que a Filosofia, o que a Filosofia do Direito, como pensavam os filsofos antigos e medievais sobre a justia e o direito, pode nos auxiliar na nossa atuao cotidiana, como juzes, promotores, advogados, assessores, consultores, etc.

Voc vai descobrir como o pensamento filosfico se faz presente e necessrio nos espaos mais nobres do Judicirio nacional e como ele ir qualificar a sua atuao cotidiana como jurista.

Vamos comear?

Filosofia geral

U1

9

Seo 1.1

Filosofia geral

Voc j se viu em situaes onde tem que pensar de forma inovadora para solucionar problemas para os quais voc nunca pensou sobre? Pois assim o dia a dia de um jurista, aquele que faz o direito acontecer.

Em regra, o dia a dia de um profi