Física - Mecânica

  • View
    515

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Física - Mecânica

EXERCCIOS DE FSICA MECNICA1 (UELONDRINA-PR) Em 1984, o navegador Amyr Klink atravessou o Oceano Atlntico em um barco a remo, percorrendo a distncia de, aproximadamente, 7000km em 100 dias. Nessa tarefa, sua velocidade mdia foi, em km/h, igual a: a) 1,4 b) 2,9 c) 6,0 d) 7,0 e) 70 2 (UFPE) Um terremoto normalmente d origem a dois tipos de ondas, s e p, que se propagam pelo solo com velocidades distintas. No grfico a seguir est representada a variao no tempo da distncia percorrida por cada uma das ondas a partir do epicentro do terremoto. Com quantos minutos de diferena essas ondas atingiro uma cidade situada a 1500km de distncia do ponto 0? a) 5 b) 4 c) 3 d) 2 e) 1

3 (PUC-SP) Duas bolas de dimenses desprezveis se aproximam uma da outra, executando movimentos retilneos e uniformes (veja a figura). Sabendose que as bolas possuem velocidades de 2m/s e 3m/s e que, no instante t=0, a distncia entre elas de 15m, podemos afirmar que o instante da coliso : a) 1 s b) 2 s c) 3 s d) 4 s e) 5 s

4 (FUVEST-SP) Um carro viaja com velocidade de 90 km/h (ou seja, 25m/s) num trecho retilneo de uma rodovia quando, subitamente, o motorista v um animal parado na sua pista. Entre o instante em que o motorista avista o animal e aquele em que comea a frear, o carro percorre 15m. Se o motorista frear o carro taxa constante de 5,0m/s2, mantendo-o em sua trajetria retilnea, ele s evitar atingir o animal, que permanece imvel durante todo o tempo, se o tiver percebido a uma distncia de, no mnimo, a) 15 m. b) 31,25 m. c) 52,5 m. d) 77,5 m. e) 125 m. 5 (FUVEST-SP) Num toca fitas, a fita F do cassete passa em frente da cabea de leitura C com uma velocidade constante v=4,80cm/s. O dimetro do ncleo dos carretis vale 2,0cm. Com a fita completamente enrolada num dos carretis, o dimetro externo do rolo de fita vale 5,0cm. A figura adiante representa a situao em que a fita comea a se desenrolar do carretel A e a se enrolar no ncleo do carretel B. Enquanto a fita totalmente transferida de A para B, o nmero de rotaes completas por segundos (rps) do carretel A a) varia de 0,32 a 0,80 rps. b) varia de 0,96 a 2,40 rps. c) varia de 1,92 a 4,80 rps. d) permanece igual a 1,92 rps. e) varia de 11,5 a 28,8 rps.

6 (MACKENZIE-SP) Um motorista deseja fazer uma viagem de 230 km em 2,5 horas. Se na primeira hora ele viajar com velocidade mdia de 80 km/h, a velocidade mdia no restante do percurso deve ser de: a) 120 km/h. b) 110 km/h. c) 100km/h. d) 90 km/h. e) 85 km/h. 7 (FEI-SP) Uma esfera de ao de massa 200g desliza sobre uma mesa plana com velocidade igual a 2m/s. A mesa est a 1,8m do solo. A que distncia da

mesa a esfera ir tocar o solo? Obs.: despreze o atrito. Considere g = 10 m/s2 a) 1,25m b) 0,5m c) 0,75m d) 1,0m e) 1,2m

8 (UELONDRINA-PR) Dois mveis partem simultaneamente de um mesmo ponto e suas velocidades esto representadas no mesmo grfico a seguir. A diferena entre as distncias percorridas pelos dois mveis, nos 30s, igual a: a) zero. b) 60 m c) 120 m d) 180 m e) 300 m

9 (UNIRIO) O grfico a seguir mostra a velocidade de um automvel em funo do tempo. O deslocamento sofrido pelo automvel de 0 a 8s foi de (em m): a) 2. b) 4. c) 8. d) 16. e) 24.

10 (UELONDRINA-PR) Um observador v um pndulo preso ao teto de um vago e deslocado da vertical como mostra a figura a seguir. Sabendo que o vago se desloca em trajetria retilnea, ele pode estar se movendo de: a) A para B, com velocidade constante. b) B para A, com velocidade constante. c) A para B, com sua velocidade diminuindo. d) B para A, com sua velocidade aumentando. e) B para A, com sua velocidade diminuindo.

11 (UELONDRINA-PR) Os trs corpos, A, B e C, representados na figura a seguir tm massas iguais, m=3,0kg. O plano horizontal, onde se apiam A e B, no oferece atrito, a roldana tem massa desprezvel e a acelerao local da gravidade pode ser considerada g=10m/s2. A trao no fio que une os blocos A e B tem mdulo: a) 10 N b) 15 N c) 20 N d) 25 N e) 30 N

12 (ITA-SP) Fazendo compras num supermercado, um estudante utiliza dois carrinhos. Empurra o primeiro, de massa m, com uma fora F, horizontal, o qual, por sua vez, empurra outro de massa M sobre um assoalho plano e horizontal. Se o atrito entre os carrinhos e o assoalho puder ser desprezado, pode-se afirmar que a fora que est aplicada sobre o segundo carrinho : a) F b) MF/(m + M) c) F(m + M)/M d) F/2 e) outra expresso diferente. 13 (PUC-SP) Uma criana de 30kg comea a descer um escorregador inclinado de 30 em relao ao solo horizontal. O coeficiente de atrito dinmico 3 entre o escorregador e a roupa da criana e a acelerao local da 3 gravidade 10m/s2. Aps o incio da descida, como o movimento da criana enquanto escorrega? a) no h movimento nessas condies. b) desce em movimento acelerado. c) desce em movimento uniforme e retilneo. d) desce em movimento retardado at o final. e) desce em movimento retardado e pra antes do final do escorregador.

14 (FUVEST-SP) Uma locomotiva de massa M est ligada a uma vago de massa 2M/3, ambos sobre trilhos horizontais e retilneos. O coeficiente de atrito esttico entre as rodas da locomotiva e os trilhos , e todas as demais fontes de atritos podem ser desprezadas. Ao se por a locomotiva em movimento, sem que suas rodas patinem sobre os trilhos, a mxima acelerao que ela pode imprimir ao sistema formado por ela e pelo vago vale: a) 3g/5 b) 2g/3 c) g d) 3g/2 e) 5g/3 15 (FUVEST-GV SP) O sistema indicado na figura a seguir, onde as polias so ideais, permanece em repouso graas a fora de atrito entre o corpo de 10kg e a superfcie de apoio. Podemos afirmar que o valor da fora de atrito : a) 20N b) 10N

c) 100N d) 60N e) 40N

16 (FATEC-SP) Certa mola, presa a um suporte, sofre alongamento de 8,0cm quando se prende sua extremidade um corpo de peso 12N, como na figura 1. A mesma mola, tendo agora em sua extremidade o peso de 10N, fixa ao topo de um plano inclinado de 37, sem atrito, como na figura 2. Neste caso, o alongamento da mola , em cm; a) 4,0 b) 5,0 c) 6,0 d) 7,0 e) 8,0

17 (PUC-MG) A figura mostra um bloco, de peso igual a 700N, apoiado num plano horizontal, sustentando um corpo de 400N de peso, por meio de uma corda inextensvel, que passa por um sistema de roldanas consideradas ideais. O mdulo da fora do plano sobre o bloco : a) 1100 N b) 500 N c) 100 N d) 300 N e) 900 N

18 (FUVEST-SP) Um sistema mecnico formado por duas polias ideais que suportam trs corpos A, B e C de mesma massa m, suspensos por fios ideais como representado na figura. O corpo B est suspenso simultaneamente por dois fios, um ligado a A e outro a C. Podemos afirmar que a acelerao do corpo B ser: a) zero b) g/3 para baixo c) g/3 para cima d) 2g/3 para baixo e) 2g/3 para cima

19 (UELONDRINA-PR) Em uma estrada, um automvel de 800 kg com velocidade constante de 72km/h se aproxima de um fundo de vale, conforme esquema a seguir. Dado: g=m/s2 Sabendo que o raio de curvatura nesse fundo de vale 20m, a fora de reao da estrada sobre o carro , em newtons, aproximadamente: a) 2,4.105 b) 2,4.104 c) 1,6.104 d) 8,0.103 e) 1,6.103

20 (PUC-SP) Um avio de brinquedo posto para girar num plano horizontal preso a um fio de comprimento 4,0m. Sabe-se que o fio suporta uma fora de trao horizontal mxima de valor 20N. Sabendo-se que a massa do avio 0,8kg, a mxima velocidade que pode ter o avio, sem que ocorra o rompimento do fio, : a) 10 m/s b) 8 m/s c) 5 m/s d) 12 m/s e) 16 m/s

21 (FEI-SP) Uma fora F paralela trajetria de seu ponto de aplicao varia com o deslocamento de acordo com a figura a seguir. Qual o trabalho realizado pela fora F no deslocamento de 1 a 5 m? a) 100J b) 20J c) 12J d) 15J e) 10J

22 (FUVEST-SP) Um pequeno corpo de massa m abandonado em A com velocidade nula e escorrega ao longo do plano inclinado, percorrendo a distncia d = AB . Ao chegar a B, verifica-se que sua velocidade igual a gh . Pode-se ento deduzir que o valor da fora de atrito que agiu sobre o corpo, supondo-a constante, : a) zero. b) mgh. c) mgh/2. d) mgh/2d. e) mgh/4d.

23 (PUC-SP) Numa montanha russa onde os atritos no so desprezveis, um carrinho de massa 400kg parte, sem velocidade inicial, de um ponto A situado 20m acima do solo. Ao passar por um ponto B, sua velocidade 2m/s e sua altura em relao ao solo 10m. Considerando g=10m/s2, podemos afirmar que a quantidade de energia dissipada entre os pontos A e B da trajetria de: a) 120,8 KJ b) 120 KJ c) 39,2 KJ d) 40 KJ e) 40,8 KJ 24 (FUVEST-GV SP) Uma empilhadeira eltrica transporta do cho at uma prateleira, a 6m do cho, um pacote de 120 kg. O grfico adiante ilustra a altura do pacote em funo do tempo. A potncia aplicada ao corpo pela empilhadeira : a) 120 W b) 360 W c) 720 W d) 1200 W e) 2400 W

25 - (ITA-SP) A figura a seguir ilustra um carrinho de massa m percorrendo um trecho de uma montanha-russa. Desprezando-se todos os atritos que agem sobre ele e supondo que o carrinho seja abandonado em A, o menor valor de h para que o carrinho efetue a trajetria completa : 3 R 2 5 R 2 2R 5gR 2 3R

a) b) c) d) e)

26 (VUNESP-SP) Um bloco de massa m desliza sem atrito sobre a superfcie indicada na figura a seguir.Se g a acelerao da gravidade, a velocidade mnima v que deve ter para alcanar a altura h : a) 2 gh b) c) 2 gh gh

2 gh d) 2 e) 2 2 gh

27 (FATEC-SP) Um objeto de massa 400g desce, a partir do repouso no ponto A, por uma rampa, em forma de um quadrante de circunferncia de raio R=1,0m. Na base B, choca-se com uma mola de constante elstica k=200N/m. Desprezando a ao de foras dissipativas em todo o movimento e adotado g=10m/s2, a mxima deformao da mola de: a) 40cm b) 20cm c) 10cm

d) 4,0cm e) 2,0cm

28 (PUCCAMP-SP) Um carrinho de montanha russa parte do repouso do ponto A e percorre a pista sem atrito, esquematizada a seguir. Dado: g=10 m/s2. A mxima altura h do ponto A, em metros, para que o carrinho passe por B, cujo raio

Search related