FLAUTA TRANSVERSAL - .2 oitava - Flauta Transversal

  • View
    337

  • Download
    10

Embed Size (px)

Text of FLAUTA TRANSVERSAL - .2 oitava - Flauta Transversal

  • MTODO DE ESTUDO

    PARA

    FLAUTA TRANSVERSAL

    Histria

  • A flauta transversal existiu na China por volta de 900 a.C., mas s em 1500 d.C. chegou Europa. Nos anos que se seguiram famlia das flautas ganhando destaque na msica de cmara.

    No final do sculo XVII foi redesenhada pela famlia Hotteterre e em vez de ser feita como uma nica pea foi construda com trs peas, ou juntas e uma chave. Era esta a flauta utilizada nas orquestras no final do sculo XVIII.

    Gradualmente foi sofrendo alteraes at que em 1847 o construtor de flautas alemo Theobald Boehm a aperfeioou, apresentando o modelo to popular nos nossos dias. A flauta cilndrica de Bem feita de metal ou madeira, com treze ou mais furos controlados por um sistema de chaves, que se estendem por trs oitavas.

    FOTOS

  • Posio dos dedos

    DIGITAO BSICA E ALTERNATIVA

    1 oitava - Flauta Transversal

    Nota Escrita Digitao Descrio

    B3C 4

    T 123|123B Bsica.

    B 3C4

    T 123|123C Bsica.

    C 4D 4

    T 123|123C# Bsica.

    D4 T 123|123 Bsica.

  • D 4E 4

    T 123|123Eb Bsica.

    E4F 4

    T 123|12Eb Bsica.

    E 4F4

    T 123|1Eb Bsica.

    F 4G 4

    T 123|3Eb Bsica.

    T 123|2Eb Digitao trinada com E4.

    G4 T 123|Eb Bsica.

    G 4A 4

    T 123G#|Eb Bsica.

    A4 T 12|Eb Bsica.

    A 4B 4

    T 1|1Eb Bsica.

    Bb 1|EbBsica, use em passagens sem B4 ou B5.

    T 1|BbEb Digitao trinada com B4.

    B4C 5

    B 1|Eb Bsica.

    B 4C5

    1|Eb Bsica.

    C 5D 5

    |Eb Bsica.

    Continuar para a segunda oitava>>

    http://www.casadaflauta.pop.com.br/digita2.htm

  • 2 oitava - Flauta Transversal

  • B 5C6

    1|Eb Bsica.

    C 6D 6

    |Eb Bsica.

    Continuar para a terceira oitava >>

    3 oitava - Flauta Transversal

  • G 6A 6

    23G#|Eb Bsica.

    A6 T 2|1Eb Bsica.

    A 6B 6

    T |1D Bsica.

    B6C 7

    B 13|D# Bsica.

    B 6C7

    123G#|1 Bsica com B-foot.

    123G#|1 Bsica com C-foot.

    Continuar para a quarta oitava (digitao alternativa) >>

    4 oitava - Flauta Transversal

  • C 7D 7

    2G#|1

    2G#|1C

    2G#|13C Sustenido.

    2G#|123Eb

    2|123Eb

    2|13C

    2|1C

    2|1

    2|1

    23G#|1

    D7

    T 3|12C

    T 3|12Eb

    Bb |23Eb

    Bb |3BBoa resposta. til no primeiro movimento da Sonata Prokofiev.

    Bb |3

  • D 7E 7

    B 3G#|D2

    B 3|D2

    B 3G#|D2C

    T 3|1DC

    T 3|1DEb

    T 3|1D2Eb

    B 3|2

    B 3|2C

    T 23|1DEb

    T 3G#|1DEb

    T 123G#|1D3Eb

  • E7F 7

    12|2D#

    12|2D# Sustenido.

    12G#|2D# Sustenido.

    123G#|DD#3C

    12|D2D#3CDifcil para o dedo em modelos de buraco (ao invs de sapatilhas).

    T 123G#|0DD#3Eb C#Desajeitado, mas no tom.

    123|D2D#C

    123|12D#

    123|2D#3

    123|2D#

    120|2D#

    12|D#3Eb C#Sustenido. Excelente resposta.

    123|12Sustenido, requer coluna de ar muito rpida.

    12|12C

    12|12D#

    12|D23C

    12|D3C Boa resposta.

    12|3Eb

    12G#|D#3Eb

    12|D#3Eb

  • E 7F7

    2|2D#

    20|2D# Melhor resposta.

    2|D#3Eb C#

    10|D#3Eb C# Excelente resposta.

    0|D#3Eb C#

    T 13|13Eb B Sustenido.

    123|1DD#

    12G#|1DD#C

    12G#|DD#C

    F 7G 7

    T 23G#|23

    T 13|1D#3

    T 13|1D#3Eb C#

    T 3|1D#3Eb B

    T 13|1D#3C

    T 13|13Eb C# Excelente resposta.

    G7

    T 23G#|D2

    T 23G#|D2B

    T 23G#|23B

    De Robert Dick sobre G4 do site Larry Krantz Flute Pages.

    G 7A 7

    T 23G#|D23B

  • A7

    A 7B 7

    T 23G#|D23B Muito area.

    CUIDADOS COM O INSTRUMENTO

    Sempre guarde o estojo com a flauta num lugar fora do alcance de crianas que no saibam como manuse-la ou de pessoas curiosas.

    Nunca deixe a flauta montada em cima de uma cadeira ou cama. So locais perigosos pois, sem querer, podemos assentar.Utilize uma mesa ou uma superfcie plana, de preferncia mais no centro, onde no tem perigo de cair.

    Mantenha sua flauta longe de fontes de calor (estufas, aquecedores) e tambm de fontes frias (mrmore, pedras). Tanto o calor quanto o frio podero alterar as sapatilhas, prejudicando seu perfeito funcionamento.

    Nunca deixe a flauta dentro de porta-malas ou fechada dentro do carro. Alm do calor que toma indiretamente do sol, corre o risco de ser roubada.

    Ao terminar seus estudos dirios enxugue a flauta por dentro com um pano bem absorvente(fralda) e que no solte fiapos, enrolado numa vareta de madeira ou metal, eliminando qualquer umidade que possa estragar as sapatilhas.

    Aps enxugar a flauta por dentro aconselhvel utilizar uma flanela para limp-la por fora, tirando assim as marcas da transpirao que oxidam o metal. No mecanismo, limpe as chaves uma a uma para que o seu funcionamento no seja prejudicado. Nunca use o mesmo pano para enxugar por dentro e por fora.

    Quando der um intervalo em seu estudo, deixe a flauta sobre uma superfcie com as chaves paralelas superfcie (chaves para cima). Isto evita que a saliva escorra encharcando as sapatilhas.

  • Periodicamente utilize um pincel de seda bem macio para limpar todo o mecanismo da flauta. Isto pode ser feito com ela montada e evita que a poeira v acumulando nos eixos e mecanismos, alm de mant-la com uma excelente aparncia.

    Raul Costa d'Avila professor no Departamento de Instrumento e Canto do Conservatrio de Msica da Universidade Federal de Pelotas. responsvel pela traduo do "Flauta Transversal - Mtodo Elementar" de Pierre-Yves Artaud. Bacharel pela Universidade Federal de Minas Gerais e Especialista em Msica pela Faculdade de Msica Carlos Gomes - SP.

    MONTAGEM

    Ao montar ou desmontar sua flauta, escolha sempre uma superfcie plana e bem larga para colocar estojo sem perigo de cair. Se for numa mesa, coloque-o mais para o centro.

    Evite mont-la ou desmont-la apoiando o estojo nas pernas.

    Afaste-se de qualquer objeto que possa bater na flauta durante a montagem.

    Procure segurar sempre nas partes em que no tem mecanismos. Eles so muito frgeis e quando segurados ou apertados indevidamente podem trazer problemas.

    Sequncia para montagem da flauta: primeiro segure com firmeza, com mo direita, o corpo da flauta pela parte onde vem escrito a marca. Depois, com a mo esquerda, pegue o bocal e o encaixe girando-o, bem devagar, de modo que entre com facilidade. Aps isto pegue o p, com a mo esquerda, e o encaixe com um leve giro na base do corpo da flauta. Ajuste-o com muito cuidado, pois o encaixe final do corpo muito curto e fino.

    Quanto ao alinhamento da flauta tomamos como referncia as chaves do corpo. O bocal alinha-se o seu orifcio com a chave do d sustenido e o p alinha-se de modo que seu eixo coincida com o meio das chaves do corpo.

    Certifique-se de que a flauta est bem acondicionada dentro do estojo. Muitas vezes ela pode ficar sacudindo dentro do estojo o que acaba afetando seu mecanismo e tambm arranhado-a. Solucione isto usando uma pequena flanela para ajustar a folga.

    Raul Costa d'Avila professor no Departamento de Instrumento e Canto do Conservatrio de Msica da Universidade Federal de

  • Pelotas. responsvel pela traduo do "Flauta Transversal - Mtodo Elementar" de Pierre-Yves Artaud. Bacharel pela Universidade Federal de Minas Gerais e Especialista em Msica pela Faculdade de Msica Carlos Gomes - SP.

    SAPATILHAS

    As sapatilhas so responsveis pela integridade do som da flauta. Qualquer problema nelas como folgas, sujeira, pequenos cortes, ressecamento, umidade excessiva, entre outros, causa consequncias imediatas na resposta sonora da flauta. Muito embora sejam frgeis, quando bem cuidadas tem bastante durabilidade.

    Sempre que comear seu estudo escove os dentes. A saliva pode conter resqucios de alimentos (doces, caf, biscoitos, entre outros) que em contato com as sapatilhas ficam aderidos a elas. Com o passar do tempo isto causa um pequeno rudo quando em contato com a chamin.

    Para solucionar o problema apresentado acima, utilize o papel de seda (para fazer cigarros). Coloque-o entre a chave e a chamin e pressione a chave algumas vezes at que a sujeira seja eliminada. EM CASOS MUITO CRTICOS aconselha-se passar um mnimo de talco na seda, com a ponta do dedo, espalhando-o muito bem e depois coloque novamente entre a chave e a chamin, pressionando algumas vezes, como j foi explicado. Cuidado para no deixar a parte que tem cola na seda encostar nas sapatilhas.

    Nunca aperte as chaves de sua flauta com fora. Isto antI-natural e desgasta as sapatilhas. Uma flauta bem sapatilhada nunca necessita de fora para perfeito fechamento das chaves.

    Evite utilizar objetos com ponta para mexer ou limpar as sapatilhas. Isto, com certeza, pode cort-la.

    Tanto o excesso de calor como de frio podem afetar as sapatilhas. Portanto mantenha sua flauta longe destas fontes.

    LUBRIFICANDO aconselhvel que periodicamente voc lubrifique o

    mecanismo de sua flauta. O uso no dia-a-dia, aps horas de estudo, naturalmente desgasta os eixos e para repor isto nada melhor do que um leo bem fino.

  • Primeiro voc deve ter um leo bem fino e especfico para o instrumento (no use Singer ou outros do gnero). O local precisa ser bem iluminado e utilize uma superfce bem plana e larga. Pingue algumas gotas num pires e com uma agulha coloque-a no leo do pires e depois leve esta em cada eixo. um trabalho que precisa de tempo e pacincia. O resultado timo! Todo o mecanismo vai