of 8 /8
FOLHA DE IT FOLHA DE IT FOLHA DE IT FOLHA DE IT FOLHA DE IT APE APE APE APE APE TININGA TININGA TININGA TININGA TININGA ANO XLIll Nº 6.360 Diretora-Proprietária Benedita Rosely Salem Cerqueira E-mail: [email protected] homepage: www.folhadeitapetininga.com.br Itapetininga, terça-feira 12 de março de 2013 Com Itapetininga e Região 44 Anos 44 Anos 44 Anos 44 Anos 44 Anos Em Itapetininga, poli- ciais da Rocam, após de- núncias sobre tráfico de entorpecentes, por volta das 20,30 hs. da última 6ª feira, 8, se dirigiram à Rua Bem-Aventurado José Maria Escrivã, Bloco 6, em Vila Sônia. No local, o Sgt Santos e Sds.Duarte eTâ- nia abordaram três indi- víduos de posse de 13 pedras de crack já emba- ladas para venda. Indaga- dos sobre o fornecedor das drogas, os policiais se dirigiram ao aparta- mento denunciado e, na escada do prédio, aborda- ram P.L.(50 anos), locali- zando com ele 7 porções de entorpecentes embala- das para venda. A seguir, POLÍCIA MILITAR PRENDE 5 ACUSADOS DE TRÁFICO DE DROGAS NA VILA SÔNIA ( dois homens, uma mulher e dois adolescentes foram surpreendidos com crack) na vistoria do apartamen- to, os PMs localizaram um total de 686 pedras de cra- ck de posse da mulher J.A.A.P.(34 anos).Também foram detidos J.A.P.(19 anos) e os adolescentes L.V.C.C.P.(15 anos) e L.V.R.R.(16 anos). Também foram apreendidos 0,108 kg.de maconha. Após voz de prisão, todos foram con- duzidos ao Plantão da Del- Pol, sendo autuados em flagrante.Os adultos encar- cerados à disposição da Justiça, bem como os dois adolescentes apreendidos ,encaminhados à Vara da Infância e Juventude. Nas fotos, o casal detido e as drogas apreendidas pelos policiais da Rocam. No próximo sábado, dia 16, às 17 horas, a Loja Maçônica “União Paulista 1”, sediada à Rua Monsenhor Soares, 1.063, Centro, promoverá a pa- lestra sobre “Drogas e os Cuidados com a Internet PALESTRA SOBRE DROGAS NA LOJA MAÇÔNICA “UNIÃO PAULISTA 1" para os Adolescentes”. Ela será proferida pelo dr. Thi- ago Giavarotti,Delegado da Polícia Federal. O convite é do presi- dente da referida Loja Ma- çônica, Sergio Estéfano De Lucca. Até a próxima 6ª feira, 15, estarão abertas as ins- crições para as transferên- cias e de novos alunos atra- vés do Sistema Central de Vagas. Os interessados de- vem dirigir-se à Unidade Escolar mais próxima de sua residência para inscrever o aluno com a idade entre 3 meses e 5 anos. As vagas são para o perí- odo parcial e integral e vale ressaltar que o Sistema Cen- tral de Vagas não permite mais de uma inscrição, levan- do em consideração os dados da certidão de nascimento da criança. Os documentos necessári- os no ato da inscrição são cer- tidão de nascimento da crian- ça, comprovante de residên- cia, comprovante de trabalho da mãe ou responsável, se possuir, comprovante de ren- da, se possuir, cartão do Pro- grama Bolsa Família, se pos- suir, no caso de transferência, apresentar a declaração da Unidade Escolar onde o alu- ATÉ 6ª FEIRA AS INSCRIÇÕES PARA EMEIs E EMEIFs DA REDE MUNICIPAL no estiver matriculado, cer- tidão de nascimento de ou- tros filhos menores de 14 anos, se possuir. Para fazer a inscrição basta apresentar os documentos originais. So- mente no ato da matrícula é que deverão ser entregues as cópias dos documentos. Após o período de inscri- ção, os pais devem retornar à Unidade Escolar para efe- tuar a matrícula de 20 a 22 de março. A listagem dos atendidos será afixada nas Unidades Escolares, sendo que os pais devem acompa- nhar o resultado do proces- samento. O não comparecimento dos pais no período de efeti- vação da matrícula, no pra- zo estipulado, implicará na desistência da vaga atendida, sendo automaticamente can- celada a inscrição pelo pró- prio sistema. Mais informações podem ser obtidas na Unidade Es- colar onde foi efetuada a ins- crição. Com entrada franca, apre- sentação terá participação da atriz Raquel Barcha no papel de Sherazade A Banda Sinfônica do Es- tado se apresenta, no próximo domingo, 10, às 11h, na Sala São Paulo. O espetáculo faz parte da série de "Concertos Matinais" e tem entrada gratui- ta. A retirada de ingressos já pode ser feita na bilheteria da Sala São Paulo. O programa será aberto por "Festival Overture", composta pelo maestro norte-americano radicado no Brasil Daniel R. Havens (1946). Na sequência, será apresentada a obra de Ri- Sinfônica do Estado apresenta “As mil e uma noites” amanhã msky Korsakov (1844-1908), que conta a história das "Mil e Uma Noites", com participação da atriz paulista Raquel Barcha no papel de Sherazade - ela re- presentou a mesma personagem no programa X-Tudo, da TV Cultura. Banda Sinfônica Criada em 1989, a Banda Sinfônica do Estado de São Pau- lo é considerada um dos princi- pais grupos sinfônicos do país, tendo em 1997 conquistado re- conhecimento internacional ao participar da 8º Conferência da WASBE (World Association for Symphonic Bands and Ensem- bles), na Áustria. O Procon-SP identificou que empresas têm desres- peitado o Código de Defe- sa do Consumidor ao ofer- tar diretamente a pais e alu- nos concessões de bolsa de estudos, vagas de trabalho ou estágio, que são apenas atrativos para a venda de materiais didáticos na sede da empresa. O contrato acaba se tor- O programa Emprega São Paulo/Mais Emprego, agên- cia de empregos pública e gratuita gerenciada pela Se- cretaria do Emprego e Rela- ções do Trabalho (SERT), oferece nesta semana 172 postos de trabalho na região de Sorocaba. Para o preenchimento das vagas os itens escolaridade e experiência variam de acor- do com a área de atuação e com a empresa. Como se cadastrar Para ter acesso a estas va- Procon-SP alerta para armadilhas de cursos gratuitos nando uma “armadilha”, quando o cliente descobre que não pode devolver os materiais e que há uma mul- ta em caso de rescisão do contrato. No primeiro se- mestre deste ano, o Procon- SP registrou mais de 2 mil atendimentos relativos a cursos livres e grande parte está relacionado com estas práticas ilegais. O Procon-SP destaca que o consumidor deve avaliar atentamente a proposta do curso, certificando-se que atende às suas expectativas, necessidades e também o seu orçamento. Outra dica importante é visitar o local do curso, conversar com outros alunos e, se possível, fazer uma aula-teste antes de efetuar a matrícula. Mais Emprego oferece mais de 150 vagas para pessoas com deficiência na região gas, basta acessar o site: www.empregasaopaulo.sp.gov.br , criar login, senha e infor- mar os dados solicitados. Outra opção é comparecer a um Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) com RG, CPF, PIS, Carteira de Traba- lho, laudo médico com o Código Internacional de Do- enças (CID) e Audiometria (no caso de deficiência au- ditiva). Mesmo que não tenha os laudos solicitados compare- ça a um PAT e obterá toda a orientação para conseguir a documentação. E para mais informações sobre as vagas para pessoas com deficiência e sobre o PADEF, entre em contato pelo telefone: (11) 3241.7172. É importante que o usuário mantenha seus dados de cadas- tro atualizados para não perder oportunidades de trabalho e para ter acesso aos programas de qualificação da SERT, como o Time do Emprego e o Pro- grama Estadual de Qualifica- ção (PEQ).

Folha 12/03/2013

Embed Size (px)

DESCRIPTION

O melhor e mais moderno jornal da região

Text of Folha 12/03/2013

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013 pgina 1Edio n 6.360FOLHA DE ITFOLHA DE ITFOLHA DE ITFOLHA DE ITFOLHA DE ITAPEAPEAPEAPEAPETININGATININGATININGATININGATININGAANO XLIll N 6.360 Diretora-Proprietria Benedita Rosely Salem Cerqueira

    E-mail: [email protected]: www.folhadeitapetininga.com.brItapetininga, tera-feira 12 de maro de 2013 Com

    Itapetin

    inga

    e Regi

    o

    44 Anos

    44 Anos44 Anos

    44 Anos

    44 Anos

    Em Itapetininga, poli-ciais da Rocam, aps de-nncias sobre trfico deentorpecentes, por voltadas 20,30 hs. da ltima 6feira, 8, se dirigiram Rua Bem-Aventurado JosMaria Escriv, Bloco 6, emVila Snia. No local, o SgtSantos e Sds.Duarte eT-nia abordaram trs indi-vduos de posse de 13pedras de crack j emba-ladas para venda. Indaga-dos sobre o fornecedordas drogas, os policiaisse dirigiram ao aparta-mento denunciado e, naescada do prdio, aborda-ram P.L.(50 anos), locali-zando com ele 7 poresde entorpecentes embala-das para venda. A seguir,

    POLCIA MILITAR PRENDE 5 ACUSADOSDE TRFICO DE DROGAS NA VILA SNIA

    ( dois homens, uma mulher e dois adolescentes foram surpreendidos com crack)na vistoria do apartamen-to, os PMs localizaram umtotal de 686 pedras de cra-ck de posse da mulherJ.A.A.P.(34 anos).Tambmforam detidos J.A.P.(19anos) e os adolescentesL.V.C.C.P.(15 anos) eL.V.R.R.(16 anos). Tambmforam apreendidos 0,108kg.de maconha. Aps vozde priso, todos foram con-duzidos ao Planto da Del-Pol, sendo autuados emflagrante.Os adultos encar-cerados disposio daJustia, bem como os doisadolescentes apreendidos,encaminhados Vara daInfncia e Juventude. Nasfotos, o casal detido e asdrogas apreendidas pelospoliciais da Rocam.

    No prximo sbado,dia 16, s 17 horas, aLoja Manica UnioPaulista 1, sediada RuaMonsenhor Soares, 1.063,Centro, promover a pa-lestra sobre Drogas e osCuidados com a Internet

    PALESTRA SOBREDROGAS NA LOJAMANICA UNIO

    PAULISTA 1"para os Adolescentes. Elaser proferida pelo dr. Thi-ago Giavarotti,Delegado daPolcia Federal.

    O convite do presi-dente da referida Loja Ma-nica, Sergio Estfano DeLucca.

    At a prxima 6 feira,15, estaro abertas as ins-cries para as transfern-cias e de novos alunos atra-vs do Sistema Central deVagas. Os interessados de-vem dirigir-se UnidadeEscolar mais prxima de suaresidncia para inscrever oaluno com a idade entre 3meses e 5 anos.

    As vagas so para o per-odo parcial e integral e valeressaltar que o Sistema Cen-tral de Vagas no permitemais de uma inscrio, levan-do em considerao os dadosda certido de nascimento dacriana.

    Os documentos necessri-os no ato da inscrio so cer-tido de nascimento da crian-a, comprovante de residn-cia, comprovante de trabalhoda me ou responsvel, sepossuir, comprovante de ren-da, se possuir, carto do Pro-grama Bolsa Famlia, se pos-suir, no caso de transferncia,apresentar a declarao daUnidade Escolar onde o alu-

    AT 6 FEIRA AS INSCRIES PARAEMEIs E EMEIFs DA REDE MUNICIPAL

    no estiver matriculado, cer-tido de nascimento de ou-tros filhos menores de 14anos, se possuir. Para fazer ainscrio basta apresentar osdocumentos originais. So-mente no ato da matrcula que devero ser entregues ascpias dos documentos.

    Aps o perodo de inscri-o, os pais devem retornar Unidade Escolar para efe-tuar a matrcula de 20 a 22de maro. A listagem dosatendidos ser afixada nasUnidades Escolares, sendoque os pais devem acompa-nhar o resultado do proces-samento.

    O no comparecimentodos pais no perodo de efeti-vao da matrcula, no pra-zo estipulado, implicar nadesistncia da vaga atendida,sendo automaticamente can-celada a inscrio pelo pr-prio sistema.

    Mais informaes podemser obtidas na Unidade Es-colar onde foi efetuada a ins-crio.

    Com entrada franca, apre-sentao ter participao daatriz Raquel Barcha no papelde Sherazade

    A Banda Sinfnica do Es-tado se apresenta, no prximodomingo, 10, s 11h, na SalaSo Paulo. O espetculo fazparte da srie de "ConcertosMatinais" e tem entrada gratui-ta. A retirada de ingressos jpode ser feita na bilheteria daSala So Paulo.

    O programa ser aberto por"Festival Overture", compostapelo maestro norte-americanoradicado no Brasil Daniel R.Havens (1946). Na sequncia,ser apresentada a obra de Ri-

    Sinfnica do Estadoapresenta As mil euma noites amanh

    msky Korsakov (1844-1908),que conta a histria das "Mil eUma Noites", com participaoda atriz paulista Raquel Barchano papel de Sherazade - ela re-presentou a mesma personagemno programa X-Tudo, da TVCultura.

    Banda SinfnicaCriada em 1989, a Banda

    Sinfnica do Estado de So Pau-lo considerada um dos princi-pais grupos sinfnicos do pas,tendo em 1997 conquistado re-conhecimento internacional aoparticipar da 8 Conferncia daWASBE (World Association forSymphonic Bands and Ensem-bles), na ustria.

    O Procon-SP identificouque empresas tm desres-peitado o Cdigo de Defe-sa do Consumidor ao ofer-tar diretamente a pais e alu-nos concesses de bolsa deestudos, vagas de trabalhoou estgio, que so apenasatrativos para a venda demateriais didticos na sededa empresa.

    O contrato acaba se tor-

    O programa Emprega SoPaulo/Mais Emprego, agn-cia de empregos pblica egratuita gerenciada pela Se-cretaria do Emprego e Rela-es do Trabalho (SERT),oferece nesta semana 172postos de trabalho na regiode Sorocaba.

    Para o preenchimento dasvagas os itens escolaridade eexperincia variam de acor-do com a rea de atuao ecom a empresa.

    Como se cadastrarPara ter acesso a estas va-

    Procon-SP alerta para armadilhasde cursos gratuitos

    nando uma armadilha,quando o cliente descobreque no pode devolver osmateriais e que h uma mul-ta em caso de resciso docontrato. No primeiro se-mestre deste ano, o Procon-SP registrou mais de 2 milatendimentos relativos acursos livres e grande parteest relacionado com estasprticas ilegais.

    O Procon-SP destaca queo consumidor deve avaliaratentamente a proposta docurso, certificando-se queatende s suas expectativas,necessidades e tambm oseu oramento. Outra dicaimportante visitar o localdo curso, conversar comoutros alunos e, se possvel,fazer uma aula-teste antesde efetuar a matrcula.

    Mais Emprego oferece mais de 150 vagaspara pessoas com deficincia na regio

    gas, basta acessar o site:www.empregasaopaulo.sp.gov.br

    , criar login, senha e infor-mar os dados solicitados.Outra opo comparecer aum Posto de Atendimento aoTrabalhador (PAT) com RG,CPF, PIS, Carteira de Traba-lho, laudo mdico com oCdigo Internacional de Do-enas (CID) e Audiometria(no caso de deficincia au-ditiva).

    Mesmo que no tenha oslaudos solicitados compare-a a um PAT e obter toda a

    orientao para conseguir adocumentao. E para maisinformaes sobre as vagaspara pessoas com deficinciae sobre o PADEF, entre emcontato pelo telefone: (11)3241.7172.

    importante que o usuriomantenha seus dados de cadas-tro atualizados para no perderoportunidades de trabalho epara ter acesso aos programasde qualificao da SERT, comoo Time do Emprego e o Pro-grama Estadual de Qualifica-o (PEQ).

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013pgina 2 Edio n 6.360

    Natao & Fitness

    * Atividades : Natao - Hidroginsti-ca - Acqua Mix - Musculao* Programas : Bodypump - Power Jump - Bo-dycombat , DANA DE SALO / Y PILATES(pilates de solo) / Y RITMOS / ACQUA MIX

    Rua Benedito Leonel Ferreira, 71 / Tel: 3373-3535/3511-5174

    ColaboradoresAlberto Isaac, Carlos Jos de Oliveira, Cludio Souto , Darcy Pereira Pinto,

    Dirceu de Campos, Dr. Bastos, Dr. Jorge Paunovic, Joel Franco, Jos Raimundo Cor-reia, Manoel Silvrio, Marcos Cintra, Mauro M. Leonel, Maria do Carmo A. Franco,Waldomiro B. Carvalho.

    A redao nao se reponsabiliza pelos conceitos e artigos assinados.Fica esclarecido que os colaboradores com colunas assinadas no tem vnculoempregatcio com a Editora Folha de Itapetininga Ltda, exceto os que tiveremcontrato assinado com a mesma.

    Representante Exclusivo: So Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre,Belo Horizonte e Braslia.

    Consrcio Brasileiro de Imprensa - CBI - Av. Jos Maria Whitaker, 890CEP: 04057-000 - SO PAULO - SP FONE: (11) 5589-4643 - FAX (11) 5589-4662

    homepage: http://www.folhadeitapetininga.com.bre-mail: [email protected]

    Redao Administrao, Publicidade:Rua Saldanha Marinho, 532 - Centro

    Fone/Fax: (15) 3271-1576Oficina: Rua Sofia Cerqueira, n 125 - Centro

    CEP 18200-005 Itapetininga So PauloRegistrado no Cartrio Oficial de Registro

    de Pessoa Jurdica de Itapetininga sob o n 004437

    Proprietrios: Benedita Rosely Salem Cerqueira e filhosJornalistas Responsveis: Jos Octvio Salem Cerqueira - Registro n 52.755/SP -Marcello Salem Cerqueira - PR1226Diretores Adjuntos:Jos Octavio Salem Cerqueira e Marcelo Salem CerqueiraRedator Chefe: Silas Gehring CardosoReprter: Jorge Luiz de Almeida - MTB 37782Diretor Comercial - Carlos Renato M. Gomes,Diagramadores: Henrique Jos de Oliveira Almeida

    A Ordem dos Advoga-dos do Brasil (OAB) vaiajuizar uma ao diretade inconstitucionalidade(Adin) no Supremo Tri-bunal Federal (STF) con-tra o limite de deduo degastos com educaopara fins de recolhimen-to do Imposto de Renda(IR) de pessoas fsicas.

    Em reunio realizadanesta segunda-feira, opleno do Conselho Fede-ral da OAB aprovou, porunanimidade, a proposi-tura da ao. O objetivo questionar os limitesfixados nos anos base de2012, 2013 e 2014.

    A despesa com educa-

    s vsperas do incio deum conclave critico para ofuturo da Igreja, o italianongelo Scola e o brasileiroOdilo Scherer concentramas atenes em Roma e doindicaes que entram paraa eleio como os favoritos.

    Ontem, como uma esp-cie de ltimo dia de campa-nha, cardeais saram s ruas,receberam um banho depovo, deram entrevistas emandaram suas ltimasmensagens antes de iniciarum perodo de silncio totale isolamento. Nos bastido-res, reunies se proliferaramem busca de apoios concre-tos a cada candidato.

    Espalhados por Roma,cada cardeal realizou umamissa e cada uma delas ser-viu como um termmetro depopularidade dos prncipesdo Vaticano. Mas foram ascelebraes do brasileiro edo italiano que estiveramentre as mais concorridas,levando s igrejas batalhesde jornalistas e at polticos.

    Se Scherer se concentrouna mensagem religiosa eevitou a palavra "conclave",Scola transformou o altarem palanque. Enquanto obrasileiro adotou um tom deesperana para o futuro da

    Os Corre ios in ic ia-ram um projeto-pilotopara testar a entrega decorrespondncias no pe-rodo da manh. Os tes-tes sero feitos nos pr-x imos t rs meses nosmunicpios de Impera-triz (MA), Rondonpo-l i s ( M T ) , A r a g u a n a ,Gurupi e Palmas (TO).

    A inverso do hor-rio de entrega de cor-respondnc ias em lo -

    s vsperas do conclave,cardeais falam de reconciliao

    Igreja e saiu do local em umcarro com vidros fume, oitaliano posou para fotgra-fos, falou da "aflio" quepermeia a Igreja e deu si-nais de que vai estender amo a todos os grupos naCria, numa esperana deobter votos.

    Entre os outros cardeais,as missas foram marcadaspor tons e mensagens dife-rentes, ainda que o tema dahomilia a parbola do filhoprdigo - tenha sido sem-pre o mesmo para todos.

    Apesar do cala-boca quereceberam h poucos diasdo Vaticano por estaremrevelando detalhes das reu-nies pr-conclave, carde-ais americanos usaram asmissas para indicar os de-safios da Igreja com o novopapa.

    O cardeal de Boston,Sean Patrick O Malley, dis-se que os problemas estorelacionados ao secularis-mo cada vez mais acentua-do: "As pessoas deixam oPai, a Igreja, por muitas ra-zes: ignorncia, uma re-cepo pobre, experinciasnegativas, escndalos, me-diocridade espiritual".

    Apesar de ser citadocomo possvel sucessor de

    Bento XVI, o americanominimizou suas chancesdiante de dezenas de cme-ras. Gerando risos, disseque levaria da igreja onderezou a missa uma esttuade Santa Tereza, feita porBernini, numa indicaoque no apostava em suaeleio. "Aps o conclave,estarei de volta aqui e tal-vez ainda tente levar a es-ttua para Boston." Assimcomo os demais cardeaisontem por Roma, ele pediuoraes para que o "Espri-to Santo iluminas se a Igreja para que se possa esco-lher um novo papa".

    Outro que optou por ate-nuar suas chances foi o car-deal de Nova York, Timo-thy Dolan, um nome queromperia com os lordesfeudais da Cria, Ontem,ele preferiu apenas falar desua volta aos EUA, "Espe-ramos que o conclave sejacurto", disse. Mas no per-deu o bom humor. Diantedo nmero de pessoas naIgreja, brincou: "Acho quehoje vou fazer duas coletas(de doaes)". Em. sua mis-sa, fiis levaram para a igre-ja doces e alimentos, "Tal-vez eu leve um saco de do-ces ao conclave. Ouvi falar

    que a comida mais oumenos."

    O canadense Marc Ou-ellet, tambm apontadocomo um dos nomes maisfortes sucesso, pediuque o pblico orasse "paraque o Esprito Santo indi-que aos cardeais qual de-les Deus escolheu" para sero papa.

    Tambm apontadocomo um nome de peso, ocardeal hngaro : Peter

    Erd deu seu recado. "Ago-ra o momento oportuno.Agora temos de levantar,erguer nossas cabeas e, seno encontrarmos o cami-nho que conduz casa, en-to temos de perguntar antiga estrada qual o cami-nho que leva da priso paraa casa verdadeira", disseele.

    O cardeal filipino LuisAntonio Tagle lotou suaigreja de fiis, muitos deles

    trabalhadores domsticosdas Filipinas que vivem deforma irregular em Ro ma.J na periferia da CidadeEterna, era o cardeal deGana, Peter Turkson, quemtambm pedia que oraesfossem, feitas para um mo-mento decisivo da Igreja.Para o cardeal nigerianoJohn Olorunfemi, Deus "jescolheu o prximo papa"."Resta a ns cardeais des-cobri-lo", disse.

    Correios testam mudana de horriode entrega de cartas em 5 cidades

    cais onde a temperatu-ra muito elevada noperodo da tarde foi umcompromisso assumidopela empresa durante adiscusso do dissdiocoletivo dos trabalha-dores. Nessas localida-des, a entrega ser fei-ta a par t i r das 8h damanh. A empresa ga-rante que, mesmo fa-zendo a inverso do ho-rrio, os Correios cum-

    priro o mesmo prazode entrega de objetos.

    Depois do per odode experincia, a em-presa vai avaliar os re-sultados na populaoe nos empregados parasaber se a medida deveser implantada defini-t i v a m e n t e . Ta m b mexiste a possibilidadede a mudana ser es-tendida para outras ci-dades.

    OAB vai questionar noSTF limite para abatimento

    com educao no IRo dedutvel nestes anosfoi de, respectivamente, R$3.091 mil, R$ 3.230 mil eR$ 3.375 mil. O teto paraabatimento est previsto naLei n 9.250, de 1995.

    Para a OAB, limitar adeduo com educaoviola garantias constituci-onais, como a dignidadeda pessoa humana e o di-reito de todos educao,que dever do Estado.

    Segundo a entidade, oobjetivo da ao no queo Supremo fixe novos te-tos de deduo, mas simque no exista limite.

    Em maro de 2012, oTribunal Regional Fede-ral (TRF) da 3 Regio

    (So Paulo e Mato Gros-so do Sul) declarou in-constitucional o limiteestabelecido para dedu-o de despesas com edu-cao no IRPF. Na oca-sio, a maioria dos de-sembargadores federaisentendeu que no permi-tir o abatimento integraldos gastos com educaoinfantil, ensino funda-mental, cursos de gradu-ao e ps-graduao,alm do ensino tcnico,viola o direito de acesso educao, alm da ca-pacidade contributiva. AFazenda Nacional, po-rm, recorreu da deciso,ao STF.

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013 pgina 3Edio n 6.360

    * Clnica *Pet Shop

    * Banho e Tosa *Raes

    *Medicamentos/Vacinas

    Rua Lopes de Oliveira, 125Centro-Itapetininga/SP

    Polcia

    R. Silva Jardim, 724Fones: 3271-7720 / 3271-

    7721 e 3271-7722

    EmpreendimentosImobilirios S/C

    Ltda.

    Dr. Carlos Alberto do NascimentoTelefone para Contato (3271 0889)

    CROSP-5.209

    Rua Alberto Ernesto Ginter, 22 - Rech - Tel.: 3307-3152Rua Natal Favalli, 519 - Angatuba - Tel.: 3255-1205Rua Monsenhor Soares, 1.032 - Centro - Itapetininga/SP

    Clnica Geral - Ortodontia - ImplantesClnica Geral - Ortodontia - ImplantesClnica Geral - Ortodontia - ImplantesClnica Geral - Ortodontia - ImplantesClnica Geral - Ortodontia - Implantes

    Cirurgias Avanadas

    uma honra muitogrande ver meu filho re-ceber uma medalha toimportante, disse PauloDias, ao ver seu filho,Daniel Dias, ser um doshomenageados, na manhdesta sexta-feira (8), noaniversrio de 103 anos daEscola de Educao Fsi-ca da Polcia Militar doEstado de So Paulo(EEF/PMESP).

    Daniel no policial,mas um dos atletas daEEF e, muitas vezes, trei-na na companhia de PMs.

    Pioneira: Escola de EducaoFsica da PM faz 103 anos

    Eles sempre torcem pormim e por outros atletasparaolmpicos. muitogratificante saber que ospoliciais, que salvam nos-sas vidas diariamente,tambm acompanham ereconhecem meu traba-lho, disse o nadador.

    Natural de Campinas,Daniel nasceu com mformao congnita dosbraos e da perna direita.Inspirado em outros atle-tas, o jovem comeou atreinar natao aos 16anos e, agora com 25, j

    conta com 15 medalhas deouro em competies para-olmpicas (nove em Pe-quim 2008 e seis em Lon-dres 2012), alm ser o de-tentor de diversos recordesmundiais.

    "Vemos nos nossos atle-tas paraolmpicos umexemplo de vida. Esse le-gado que eles passam ser-ve para todos policiais, quepossuem uma funo tra-balhosa, e por isso preci-sam sempre praticar exer-ccios fsicos", fala o co-mandante da EEF e diretor

    de Ensino e Cultura(DEC) da PM, coronelAntnio Csar Cardoso.

    No evento, o campi-nense recebeu a MedalhaCentenrio da Escola deEducao Fsica, maisuma para a sua coleo, edisse estar feliz com omrito. Fico at sem pa-lavras. Pode parecer sin-gela, mas, para mim, uma grande homenagem.Como cidado fico muitofeliz e agradeo sempre Polcia Militar, conta.

    Junto com Daniel, ou-tras autoridades civis e mi-litares receberam a meda-lha das mos do coman-dante geral da PM, coro-nel Benedito RobertoMeira, do coronel Cardo-so, e do presidente do Tri-bunal de Justia Militar(TJMSP), coronel juiz Or-lando Eduardo Geraldi.

    Entre os homenagea-dos, estavam o secretrioestadual de Esportes, La-zer e Juventude, Jos Au-ricchio Junior, o coman-dante da Base Area Mi-litar de So Paulo, coro-nel aviador Jefferson C-sar Darolt, o vereador daCapital, coronel PauloAdriano Lopes LucindaTelhada, alm de antigoscomandantes da EEF, po-liciais militares e atletas daescola.

    Eterno comandanteO coronel Hudson Ta-

    bajara Camilli, que foi di-retor da Escola de maio de2010 a abril de 2012, e,depois, subcomandante daPM at novembro do anopassado, recebeu uma ho-menagem especial: o re-trato de Camilli ficar ex-posto na Galeria dos Eter-nos Comandantes da EEF.

    Posso dizer que osanos mais felizes da mi-nha carreira de mais de 30anos na PM foi no coman-do desta casa. A PM estno caminho certo, e comas suas escolas, continua-remos a progredir ainda

    mais no nosso objetivo,que servir e proteger apopulao paulista, con-ta Camilli.

    A Escola pioneiraA Escola de Educao

    Fsica da PM foi funda-da em 1910 e, desde2009, um Centro deTreinamento para Tcni-cas Policiais. A EEF for-ma bacharis em Educa-o Fsica e tambm atuano treinamento operacio-nal dos PMs, alm debuscar uma melhoria naqualidade de vida dos po-liciais.

    O desafio desta nobrecasa estender o condi-cionamento fsico paratoda tropa. A instituio de grande importnciapara a Polcia Militar,pois aqui, todos os poli-ciais possuem acesso aatividades que benefici-am a sade e o bem-es-tar, disse Meira.

    A Escola a institui-o de ensino mais anti-ga que forma professoresde Educao Fsica no

    pas. A EEF possui aulasde tiro defensivo na pre-servao da vida, seguran-a e sade, policiamentocom bicicleta, tcnicasno-letais, defesa pessoal,e diversas especializaese atualizaes tcnicas.

    Alm dessas discipli-nas, conta com aulas tra-zidas pela Misso MilitarFrancesa, como ginsticasueca, boxe-savate (boxecom golpes focados nouso dos punhos e das per-nas), esgrima-a-baioneta(movimentos de luta cor-poral com baioneta) e bai-lado Joinville Le Pont (es-tilo de dana, similar marcha, de origem france-sa, mas praticado apenaspela PM de So Paulo).

    "A Educao Fsica,como curso, foi introduzi-da pela Misso Francesa ehoje representa muitomais para a Polcia Mili-tar do que uma graduao. uma especializao,atravs de modalidades eprogramas, que visa me-lhorar a sade do polici-al", explica Cardoso.

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013pgina 4 Edio n 6.360

    Auto Escola CFC A E CFC B

    Av. Francisco Vlio, 438 - Centro- Itapetininga - SPFone: (15) 3271-2273

    ...35 anos de tradioCurso para renovao de carteirade habilitao diurno e noturno

    CU AZULALIMENTOS LTDA

    Pessoas portadoras de necessidades especiais

    Os candidatos devem procurara empresa na Rodovia Raposo

    Tavares, km 177, ou pelose-mails:

    [email protected]@ceuazul.ind.br

    CONTRATA

    2013

    A consultoria Ernst &Young lana hoje um pro-grama para apoiar mulhe-res atletas que deixam acarreira esportiva. A em-presa, que apoiadorados Jogos Olmpicos Rio2016, pretende criar umarede global de lideranasfemininas para comparti-lhar experincias e pro-duzir pesquisas sobre oimpacto das mulheres noesporte e na sociedade.

    O 'Women AthletesGlobal Leadership Ne-twork' ser formado poresportistas aposentadasque j fizeram a transio

    s vsperas do inciode um conclave criticopara o futuro da Igreja, oitaliano ngelo Scola e obrasileiro Odilo Schererconcentram as atenesem Roma e do indica-es que entram para aeleio como os favori-tos.

    Ontem, como uma es-pcie de ltimo dia decampanha, cardeais sa-ram s ruas, receberamum banho de povo, deramentrevistas e mandaramsuas ltimas mensagensantes de iniciar um per-odo de silncio total e iso-lamento. Nos bastidores,reunies se proliferaramem busca de apoios con-cretos a cada candidato.

    Espalhados por Roma,cada cardeal realizou umamissa e cada uma delasserviu como um term-metro de popularidadedos prncipes do Vatica-no. Mas foram as celebra-es do brasileiro e doitaliano que estiveram

    Programa pretende apoiar mulheresatletas em transio de carreira

    para uma outra carreira desucesso, atletas ainda ematividade que estejam embusca de oportunidadesalm do esporte e outrasmulheres que queiramapoiar as participantes,como as empreendedorasparticipantes do programaWinning Women, realiza-do no Brasil pela primei-ra vez neste ano. As re-presentantes que faroparte da rede ainda seronomeadas. Elas se torna-ro responsveis poridentificar mais mulherescom potencial para parti-cipar do grupo, que deve

    ser ampliado at a Olim-pada de 2016.

    'Queremos construirum ambiente melhor apartir da expanso deoportunidades para lide-ranas femininas. Comsua inerente confiana,disciplina e experinciacom trabalho em equipe,as atletas tm um valorinestimvel para negcios,governos e ONGs', diz avice-presidente global depolticas pblicas da Ernst& Young, Beth Brooke.

    A transio entre a car-reira esportiva e o merca-do de trabalho tambm

    foco de um programa damultinacional sua de re-cursos humanos Adecco,que comeou a ser desen-volvido no Brasil no anopassado. Voltada paraatletas de ambos os sexos,a iniciativa existe desde2005 em outras regies ej ajudou mais de oito milesportistas, de 120 pases.O ACP ('Athletes CareerProgramme') promovetreinamentos e acompa-nhamentos de carreira,alm de trabalhar comempresas para incentivara contratao de mais es-portistas.

    s vsperas do conclave, cardeaisfalam de reconciliaoentre as mais concorridas,levando s igrejas bata-lhes de jornalistas e atpolticos.

    Se Scherer se concen-trou na mensagem religi-osa e evitou a palavra"conclave", Scola trans-formou o altar em palan-que. Enquanto o brasilei-ro adotou um tom de espe-rana para o futuro da Igre-ja e saiu do local em umcarro com vidros fume, oitaliano posou para fot-grafos, falou da "aflio"que permeia a Igreja e deusinais de que vai estendera mo a todos os grupos naCria, numa esperana deobter votos.

    Entre os outros carde-ais, as missas foram mar-cadas por tons e mensa-gens diferentes, ainda queo tema da homilia a par-bola do filho prdigo -tenha sido sempre o mes-mo para todos.

    Apesar do cala-bocaque receberam h poucosdias do Vaticano por es-

    tarem revelando detalhesdas reunies pr-concla-ve, cardeais americanosusaram as missas para in-dicar os desafios da Igre-ja com o novo papa.

    O cardeal de Boston,Sean Patrick O Malley,disse que os problemasesto relacionados ao se-cularismo cada vez maisacentuado: "As pessoasdeixam o Pai, a Igreja,por muitas razes: igno-rncia, uma recepo po-bre, experincias negati-vas, escndalos, medio-cridade espiritual".

    Apesar de ser citadocomo possvel sucessorde Bento XVI, o ameri-cano minimizou suaschances diante de deze-nas de cmeras. Gerandorisos, disse que levaria daigreja onde rezou a missauma esttua de Santa Te-

    reza, feita por Bernini,numa indicao que noapostava em sua eleio."Aps o conclave, estareide volta aqui e talvez ain-da tente levar a esttuapara Boston." Assimcomo os demais cardeaisontem por Roma, ele pe-diu oraes para que o"Esprito Santo iluminasse a Igrej a para que sepossa escolher um novopapa".

    Outro que optou poratenuar suas chances foio cardeal de Nova York,Timothy Dolan, um nomeque romperia com os lor-des feudais da Cria, On-tem, ele preferiu apenasfalar de sua volta aosEUA, "Esperamos que oconclave seja curto", dis-se. Mas no perdeu o bomhumor. Diante do nme-

    ro de pessoas na Igreja,brincou: "Acho que hojevou fazer duas coletas (dedoaes)". Em. sua mis-sa, fiis levaram para aigreja doces e alimentos,"Talvez eu leve um sacode doces ao conclave.Ouvi falar que a comida mais ou menos."

    O canadense Marc Ou-ellet, tambm apontadocomo um dos nomes maisfortes sucesso, pediuque o pblico orasse"para que o Esprito San-to indique aos cardeaisqual deles Deus esco-lheu" para ser o papa.

    Tambm apontadocomo um nome de peso,o cardeal hngaro : PeterErd deu seu recado."Agora o momentooportuno. Agora temos delevantar, erguer nossas

    cabeas e, se no encon-trarmos o caminho queconduz casa, ento te-mos de perguntar anti-ga estrada qual o caminhoque leva da priso para acasa verdadeira", disseele.

    O cardeal filipino LuisAntonio Tagle lotou suaigreja de fiis, muitos de-les trabalhadores doms-ticos das Filipinas quevivem de forma irregularem Ro ma. J na perife-ria da Cidade Eterna, erao cardeal de Gana, PeterTurkson, quem tambmpedia que oraes fos-sem, feitas para um mo-mento decisivo da Igreja.Para o cardeal nigerianoJohn Olorunfemi, Deus"j escolheu o prximopapa". "Resta a ns car-deais descobri-lo", disse.

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013 pgina 5Edio n 6.360

    DESPDESPDESPDESPDESPACHANTE POLICIALACHANTE POLICIALACHANTE POLICIALACHANTE POLICIALACHANTE POLICIALCompetncia e RCompetncia e RCompetncia e RCompetncia e RCompetncia e Responsaesponsaesponsaesponsaesponsabilidadebilidadebilidadebilidadebilidade

    TTTTTrrrrransfansfansfansfansferncia,erncia,erncia,erncia,erncia, licenciamento licenciamento licenciamento licenciamento licenciamento,,,,, 1 emplacamento 1 emplacamento 1 emplacamento 1 emplacamento 1 emplacamento,,,,,rrrrrenoenoenoenoenovvvvvao de CNH,ao de CNH,ao de CNH,ao de CNH,ao de CNH, IPV IPV IPV IPV IPVA,A,A,A,A, m m m m multasultasultasultasultas,,,,, etc etc etc etc etc.....

    Financiamento em at 12x.O mais completo escritrio de despachante da

    regio.EM NOVO ENDEREO: RUA Capito Jos Leme, n 258Telefones: 3271-9155 e Telefax: 3271-8084

    04/03/2013 JOSE MOREIRA PAESDATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 04/03/2013 AS 09:35 HsEM ITAPETININGAIDADE: 87 ANOSPROFISSO: APOSENTADOESTADO CIVIL: VIUVO DA SR TEREZA KRUSZYNSKIPAESFILHO DE : ANTONIO MOREIRA PAES E ISAURA MAR-TINSDEIXA OS FILHOS : ANDRE, JOSE, ANTONIO, MARISTE-LA E MARIA BERNADETEVELRIO : CENTRAL DA EMPRESA FUNERARIA CA-MARGO DE ITAPETININGASALA: 03SEPULTAMENTO: 05/03/2013 AS 09:00 HsCEMITERIO: SO JOAO BATISTA EM ITAPETININGA

    04/03/2013 BENEDITA SIMOES ANASTACIODATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 04/03/2013 AS 06:30 HsEM ITAPETININGAIDADE: 82 ANOSPROFISSO:APOSENTADAESTADO CIVIL: VIUVA DO SR JOSE ANASTACIOFILHA DE : JOAO MANOEL RODRIGUES E VICENTINAMARIA SIMOESDEIXA OS FILHOS : APARECIDA, PEDRO, LOURDES,MARIA, JOAO, JOSE, JOAQUIM E CLEUZAVELRIO : NA RESIDENCIASEPULTAMENTO: 05/03/2013 AS 08:00 HsCEMITERIO: MUNICIPAL DE SARAPUI

    04/03/2013 - DENY LISBOADATA/LOCAL DO FALECIMENTO : 04/03/2013 AS 00:30 HSEM ANGATUBAIDADE : 86 ANOSPROFISSO: APOSENTADOESTADO CIVIL : CASADO COM A SR THAMAR DIAS LIS-BOAFILHO DE : ANTONIO LISBOA E FLORESMILIA LISBOADEIXA AS FILHAS: MARIA, DENISE, LYSIS E ELISABETEVELRIO : EMPRESA FUNERARIA CAMARGO UNIDA-DE DE ANGATUBASALA - 02SEPULTAMENTO : 04/03/2013 AS 17:00 HsCEMITERIO : MUNICIPAL EM ANGATUBA

    04/03/2013 FLORENTINO SOARESDATA/LOCAL DO FALECIMENTO : 04/03/2013 AS 06:00 HsEM SO MIGUEL ARCANJOIDADE : 77 ANOSPROFISSO : APOSENTADOESTADO CIVIL : CASADO COM A SR LEONTINA DA SIL-VA SOARESFILHO DE : CUSTDIO SOARES DA SILVA E ANNA COR-REA SOARESDEIXA AS FILHAS : LUCILA E LDIAVELRIO : RESIDNCIASEPULTAMENTO : 05/03/2013AS 09:00 HsCEMITERIO : ABAITINGA EM SO MIGUEL ARCANJO.

    Intensas discusseseconmicas e sobre opacto federativo devemmarcar a semana doCongresso Nacional.Senadores e deputadostero reunio na quarta-feira (13) com governa-dores de todos os esta-dos e do Distrito Fede-ral para discutir a novafrmula de clculo dascotas do Fundo de Par-ticipao dos Estados

    A p s s e m a n t e re s t v e l e m 7 , 2 5 %por 16 semanas con-secutivas, a expec-ta t iva de anal i s taspara a Selic ao fimde 2013 subiu para8%, de acordo com obolet im Focus, di -v u l g a d o n e s t a s e -g u n d a - f e i r a p e l oBanco Central, quea p u r a e s t i m a t i v a sjunto a cerca de ceminstituies.

    Essa mudana sesegue mais recen-te reunio do Comi-t de Poltica Mone-t r i a (Copom) , naquarta-feira passa-da, que, embora te-nha mantido o jurobs i co e s t ve l em7,25% ao ano, feza l t e r aes em seucomunicado que, nai n t e r p r e t a o d o sa n a l i s t a s , a b r i u apossibilidade para ae l e v a o d a S e l i cneste ano.

    N o c o m u n i c a d oa p s a d e c i s o , oC o p o m i n f o r m o uque acompanhar aevoluo do cenriom a c r o e c o n m i c opara definir os pr-ximos passos de suaestratgia de polti-ca monetria. Almdisso, retirou a fra-se em que defendiaque a "estabilidadedas condies mo-

    Congresso Nacional ter semana cheiacom temas de interesse dos estado

    (FPE).O objetivo conhecer

    as demandas dos gover-nadores antes da primei-ra votao do projetoque altera as regras doFPE, que ocorrer noSenado no dia 19. Naquinta-feira (15), umaaudincia pblica con-junta de comisses doSenado dever definir asltimas negociaes so-bre o texto que ser vo-

    tado na semana seguin-te.

    Antes disso, na tera-feira (12), os parlamen-tares devero ser reunirem sesso conjunta daCmara e do Senadopara concluir a votaodo Oramento Geral daUnio (OGU) para 2013.O Oramento foi votadoe aprovado na Cmarana ltima quarta-feira(6), porm como no ha-via qurum entre os se-nadores, a votao noSenado foi marcada paratera-feira.

    Tambm na tera-fei-

    ra a Comisso de Assun-tos Econmicos do Se-nado ir votar um proje-to de resoluo para al-terar os limites de endi-vidamentos dos estadose far audincia pblicacom secretrios estadu-ais de Fazenda e com osecretrio executivo doMinistrio da Fazenda,Nelson Barbosa.

    Na parte da tarde, acomisso mista que ana-lisa a medida provisriaque trata da revitaliza-o dos portos vai pro-mover audincia pbli-ca com os empresrios.

    Os parlamentares que-rem ouvir as demandasdo setor produtivo in-teressado na criao deportos privados paraescoamento da produ-o brasileira. Naquarta-feira (13), amesma comisso farmais uma audinciasobre o mesmo tema.

    Tambm na quarta-feira, a Comisso deConstituio e Justiado Senado ir votar aproposta de emenda Constituio (PEC)que amplia os direitosdas trabalhadoras do-

    msticas. O texto prevque elas passem a ter di-reito ao Fundo de Garan-tia do Tempo de Servio(FGTS) e horas extras re-muneradas, entre outrascoisas. Depois da vota-o, a matria seguirpara o plenrio do Sena-do, onde ainda precisarde cinco turnos de discus-so e dois de votao.

    Na quinta-feira (14),haver uma audincia p-blica na comisso especi-al que analisa a medidaprovisria que destina osroyalties do petrleo paraa educao.

    Projeo do mercado para Selic aofim de 2013 sobe a 8%, mostra Focus

    netrias por perodos u f i c i e n t e m e n t eprolongado a es-t ra tg ia mais ade-quada para garantira convergncia dai n f l a o p a r a ameta".

    Essa mudana depostura se segue deteriorao da in-flao, que foi con-firmada pelo Insti-tu to Bras i l e i ro deGeografia e Estats-tica (IBGE), na sex-ta-feira, quando in-formou que o ndiceNacional de Preosao Consumidor Am-plo (IPCA) - que ba-l i z a o s i s t e m a d emetas do BC - subiu0 , 6 0 % , b e m m a i sque o 0,50% espera-d o p e l o m e r c a d o .Em 12 meses, a in-flao acumula altad e 6 , 3 1 % , n v e lmuito prximo, por-t a n t o , d o t e t o d ameta de 6,50% per-seguida pelo BC.

    No Focus divul-gado nesta segunda-feira, a expectativapara a inflao pio-rou. A mediana dasp r o j e e s p a r a oIPCA em 2013 saiud e 5 , 7 0 % p a r a5,82%. Em 12 me-

    s e s , c o n t u d o , ap r o j e o f o i d e5,62% para 5,51%.Para 2014 , a ex-pectativa segue em5,50%.

    O mercado tam-bm ajustou parac ima suas p rev i -ses para o IPCAe m m a r o , d e0,43% para 0,45%.

    Top 5A e x e m p l o d o

    que ocorreu com amediana do merca-d o e m g e r a l , o sanalistas do grupoTop 5 - o que maisacertam as previ-s e s n o F o c u s -tambm elevarams u a s p r o j e e spara o IPCA e paraa Selic.

    A mediana paraa inflao subiu de5,57% para 5,81%em 2013 e para aS e l i c a o f i m d e2 0 1 3 s a i u d e7,25% para 8,50%.

    Para 2014, a ex-pectativa de infla- o d e s s e g r u p ocaiu de 6,20% para6,05%, mas a me-diana da Selic su-biu de 7,63% para7,88%.

    Economia maisforte

    O s a n a l i s t a s d emercado aumentaramsuas projees para aexpanso do ProdutoInterno Bruto (PIB) eda produo indus-trial brasileira nesteano, de acordo com ob o l e t i m F o c u s . A sprojees para am-bos t m reg i s t r adopequenas altas e bai-xas nas l t imas se-manas, sem mostraru m a d i r e o m a i sclara.

    Para o PIB, os ana-listas projetam agoraexpanso de 3,10%,pouco maior que os3,09% estimados nasemana passada . Ae x p e c t a t i v a p a r a aproduo industr ialpassou para aumentode 3%, ante 2,86% nasemana an t e r i o r, eagora est mais pr-xima do nvel est i -mado h quatro se-manas, de 3,10%.

    Para 2014, a esti-mativa de expansod o P I B c a i u d e3 ,65% para 3 ,50%.H quat ro semanasera de 3,80%. A ex-pectativa para a pro-d u o i n d u s t r i a l dprximo ano seguiue m e x p a n s o d e3,75%.

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013pgina 6 Edio n 6.360

    Vende-se 7 galoes de defensivo AgricolaGLIZ MAX fone: 96204484

    Vende-se 30 novilha Nelore 96204484

    Folha nos Esportes

    As obras da Arena Pan-tanal, em Cuiab, corremrisco de no ficarem pron-tas a tempo da Copa doMundo de 2014 aps duasconstrutoras que tocavam oprojeto abandonarem a em-preitada, na semana passa-da. Agora, a empreiteiraresponsvel que sobrou terque triplicar sozinha o rit-mo em que segue atualmen-te a construo para conse-guir entregar o estdio den-tro do prazo, em outubrodeste ano.

    Beirando a falncia, aconstrutora Santa BrbaraEngenharia SA, lder doconsrcio Santa Brbara-Mendes Jnior, responsvelpelo projeto, est deixandoos trabalhos para serem to-cados apenas pela constru-tora Mendes Jnior e suassubempreiteiras contrata-das. Uma delas, a respon-svel pela montagem dasestruturas metlicas do es-tdio, deixou a obra aps terficado oito meses sem re-ceber por seus trabalhos.

    A sada da construtoralder do consrcio aindano foi anunciada. Tanto asempreiteiras envolvidasquanto o governo do Esta-do de Mato Grosso (quebanca a obra) no negamnem confirmam o abando-no, dizem apenas que a sa-da da Santa Brbara nomuda a situao do contra-to entre o poder pblico e oconsrcio. A informao,

    Duas empresas deixam construo do estdio deCuiab, e obra corre risco de no ficar pronta

    porm, foi confirmada aoUOL Esporte por membrosda Rede de Controle (grupoformado por promotores,procuradores e membros detribunais de contas queacompanha as obras daCopa), funcionrios da obrae empreiteiros que preferi-ram manter anonimato.

    A concluso da ArenaPantanal, a um custo de R$519 milhes e prevista paraoutubro desde ano, no sertarefa fcil. Desde que co-meou, em maio de 2010,at o final de fevereiro des-te ano, a obra atingiu 62%de concluso. Ou seja, oavano em 34 meses se deuao ritmo de 1,82% ao ms,em mdia. Assim, para aempreitada ser levada acabo dentro do prazo, o rit-mo dos trabalhos ter queser triplicado, e a constru-o dever andar a 5,48% aoms em mdia.

    A Arena Pantanal come-ou a ser construda emmaio de 2010 - a primeiraentre todas as 12 que serousadas na Copa do Mundo.A previso inicial era queela estivesse concluda emdezembro de 2012. Noocorreu. Em julho de 2012,o estdio tinha 46% de suasobras concludas. Naquelems, o governo de MatoGrosso assinou um aditivoao contrato e estendeu o pra-zo de entrega at outubrodeste ano.

    O custo inicial previsto

    pelo governo de MatoGrosso era de R$ 342 mi-lhes. Atualmente, est emR$ 519 milhes (aumentode 51%). A assessoria decomunicao do consrcioconstrutor, porm, infor-mou que, em breve, umterceiro turno de trabalhoter que ser criado para quea obra possa ser entregue atempo, o que significa umanova repactuao contratu-al, com mais um aumentode custo.

    Hoje, de acordo com oconsrcio, cerca de 800operrios se revezam emdois turnos no canteiro deconstruo do estdio.Apesar disso, presenciou omomento do encerramentode um turno de trabalho nofinal da tarde do ltimo s-bado (9) e no havia maisque 50 operrios deixandoa construo. Alm disso,operrios disseram repor-tagem que os funcionriosda Santa Brbara no tra-balham mais no local.

    Beirando a falnciaCom problemas na Jus-

    tia e uma dvida de R$ 543milhes, a Santa Brbaraest em processo de recu-perao judicial e beira afalncia. Alm disso, partedo dinheiro que entra nocaixa da empreiteira, depo-sitado pelo governo estadu-al de Mato Grosso para serutilizado na Arena Panta-nal, segue outro caminho:o pagamento de dvidas daSanta Brbara com outroscredores.

    Pesa sobre a Santa Br-bara uma srie de bloque-ios de valores autorizadosjudicialmente: a uma em-presa chamada BK Trans-portes e Servios, a emprei-

    teira deve R$ 272 mil. J Topzio Inspees tem R$908 mil a receber, enquan-to outros R$ 5,24 milhesdevem ser pagos MillsEstruturas de Servios eEngenharia.

    Dessa forma, recursos daSecopa-MT (Secretaria Ex-traordinria para a Copa deMato Grosso) transferidosao Consrcio Santa Brba-ra Mendes Jnior para pa-gar o estdio so sequestra-dos pela Justia desde o anopassado, em agosto do anopassado. De acordo comempresrios do setor deconstruo civil em Cuiab,a sada da construtora daempreitada uma manobrapara que o dinheiro do go-verno de Mato Grosso vol-te a ficar na obra e no vpara cobrir dvidas anterio-res da Santa Brbara.

    O Consrcio Santa Br-bara-Mendes Jnior no sepronuncia sobre a situao.No sendo autorizada a en-trar no canteiro de obras daArena Pantanal, mas o atra-so visvel mesmo do ladode fora. Em alguns locais doentorno do estdio, o terre-no ainda no foi sequeraplainado. A superestruturadas arquibancadas a ni-ca parte pronta. A estruturametlica que envolvertodo o estdio no est nametade e, na semana passa-da, causou a paralisao dasobras e virou caso de pol-cia.

    Caso de polciaA Loyman Assessoria e

    Montagem Industrial Ltda,contratada pelo consrciopara montar a estrutura me-tlica do estdio, retirou noincio da semana passada osseis guindastes e os funcio-

    nrios que mantinha nocanteiro de obras da ArenaPantanal. imprensa cuia-bana, o dono da empresa,Ib Loyola Jnior, chegoua dizer que no aguentavamais, pois estava haviamais de oito meses sem re-ceber pelo servio prestado.

    Esgotado financeira eemocionalmente, o empre-srio decidiu tirar seusequipamentos do canteiro,mas foi barrado pelos segu-ranas da Santa Brbara eda Mendes Jnior. A pol-cia foi chamada e um bole-tim de ocorrncia foi lavra-do. Os guindastes l perma-neceram at que um distra-to entre a Loyman e o con-srcio fosse assinado. Ocaso mexeu com a sade deIb Loyola Junior, que dei-xou Cuiab para um per-odo de descanso no inte-rior do Rio Grande doSul.

    A Santa Brbara e aMendes Jnior negaramque vinham atrasando pa-gamentos e ainda coloca-ram toda a culpa na em-presa que abandonou aobra. "O Consrcio San-ta Brbara/Mendes Jni-or afirma que as acusa-es de inadimplnciafeitas em desfavor desteConsrcio pela empresaLoyman - Assessoria eAssistncia Tcnica Ltda

    no procedem e que, in-clusive, a referida empre-sa abandonou, de manei-ra injustificada, o cantei-ro de obras, motivo peloqual todas as medidas le-gais cabveis sero rigo-rosamente adotadas poreste Consrcio, disse, emnota, o consrcio.

    "O Consrcio esclare-ce ainda que a situaogerada pela Loyman - As-sessoria e AssistnciaTcnica Ltda j foi con-tornada, sendo que umnovo fornecedor dar re-gular continuidade exe-cuo dos trabalhos.Apesar disso, at domin-go (10) a montagem daestrutura metlica no ha-via sido retomada.

    J com a ameaa deprocesso posta na mesa, aLoyman enviou uma notatentando amenizar a gra-vidade do problema e seminformar qual o tamanhoda dvida do consrciocom a empresa. "Ocorreudesacordo comercial, mo-tivado pelo no cumpri-mento contratual do con-tratante (Consrcio SantaBrbara Mendes Jnior).() Esclarecemos aindaque a deciso da sada docanteiro da obra foi toma-da de comum acordo entreas partes envolvidas, diz ocomunicado da Loyman.

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013 pgina 7Edio n 6.360

    INDICADOR PROFISSIONALM D I C O S

    GinecologiaDR. DAVID CAVALHEIRO SALEM JR.

    Clnica GeralCRM 27291

    R. CEL: AFONSO, 422 - ITAPETININGA-SP

    FONE: 3271-8810 - CONSULTA C/HORA MARCADA

    CONVNIOS UNIMED, IAMSPE

    CardiologiaCONSULTAS COM HORA MARCADA E PARECERES

    - ESTACIONAMENTO PRXIMO

    Direito Famlia - Criminal - Trabalhista - Tributrio -Justia Federal - Sustentao Oral nos Tribunais

    LUIZ GONZAGA LISBOA ROLIMSEPTIMIO FERRARI FILHO

    Rua Major Fonseca, 85 SL 1-2 e 3 Sobreloja

    Fones: 3271-1331Fax: 3272-5128

    Dentista

    Jos Hrcules Ribeiro de AlmeidaUedney Junqueira do Amaral

    ADVOCACIA GERALEscrit. Av. Domingos Jos Vieira, 1561

    - fone/fax 3271-3062Resid. R. Leonor A. Camargo, 166 - Fone: 3272-5437

    CEP: 18200-000 - ITAPETININGA/SP

    Adriana Quintella OziAdriana Quintella OziAdriana Quintella OziAdriana Quintella OziAdriana Quintella Oziadvogada

    R. Vicente Eugnio Piedade, 230 - Vila BarthCEP 18205-610 - ITAPETININGA -SP

    e-mail: [email protected] (15) 3272-4447

    Dr. Luiz Antonio Orsi BernardesDr. Luiz Antonio Orsi BernardesDr. Luiz Antonio Orsi BernardesDr. Luiz Antonio Orsi BernardesDr. Luiz Antonio Orsi BernardesCRM 44559

    Cardiologia Clnica Mdica Cardiogeriatria

    ADVOGADOS

    DR. VITOR CAMARGO HOLTZ MORAES

    R. Adolfo Arruda Melo, 210 - Jd. Italia Itapetininga -SPFone/Fax: (15) 3272-9300 / Cel. 9715-4602 CEP 18201-750

    Advocacia Cvil, Criminal e Trabalhistae-mail: [email protected]

    OAB N 134.223

    Entre os produtos queapresentaram alta de pre-os, o campeo o tomatepara mesa que j acumulaalta de mais de 290% nosltimos 12 meses. A laran-ja para mesa tambm su-biu consideravelmente,mas apresenta resultadonegativo no acumulado deano.

    O IqPR ndice Qua-drissemanal de Preos Re-cebidos pela AgropecuriaPaulista encerrou o ms defevereiro em alta de2,04%. Os produtos queregistraram as maiores al-tas foram: amendoim(38,55%), tomate paramesa (34,98 %), laranjapara mesa (31,85%) e ovos(11,62%), de acordo como levantamento realizadopelo Instituto de EconomiaAgrcola (IEA/Apta) daSecretaria de Agricultura eAbastecimento do Estadode So Paulo.

    O aumento das exporta-es e o bom desempenhodas vendas pelas indstri-as de confeitos provoca-ram elevao dos preosdo amendoim recebidospelos produtores paulistas.No caso do tomate paramesa, as chuvas geraramperdas na colheita, comimpacto conjuntural noabastecimento do produto,elevando seus preos, afir-

    Preos Agropecurios fechamo ms de fevereiro em alta

    mam Luis Henrique Perez,Danton Leonel de Camar-go Bini, Eder Pinatti e JosAlberto Angelo, pesquisa-dores do IEA.

    A escassez de laranja dequalidade e o aumento dademanda com o fim das f-rias escolares propiciaramo reajuste nos preos rece-bidos pelos citricultores. Aoferta reduzida de ovos noms de fevereiro apresen-tou enorme reajuste dospreos recebidos pelosgranjeiros.

    Os produtos que apre-sentaram as maiores que-das de preos neste msforam: batata (13,55%),soja e caf (5,23%).

    Na ltima semana de fe-vereiro foi ofertada batatade baixssima qualidade, oque colocou o preo mdiorecebido pelos produtoresem queda. A expectativade uma maior oferta desoja no mercado, pormcom perda na qualidadedos gros, devido ao ex-cesso de chuvas, atuou ne-gativamente na cotao doproduto.

    A queda observada dacotao para o caf arbi-ca resultado de uma di-minuio mundial na de-manda por essa commodi-ty, que vem sendo paulati-namente substitudo pelocaf robusta na composi-

    o das principais ligas decaf torrado e modo.

    Em resumo, em feverei-ro, 10 produtos apresenta-ram alta de preos (8 de ori-gem vegetal e 2 de origemanimal) e 10 apresentaramqueda (6 de origem vegetale 4 de origem animal).

    Acumulado dos ltimos12 meses

    Na comparao de feve-reiro/2012 com fevereiro/2013, 15 produtos apresen-taram variaes positivas,os maiores destaques so:tomate para mesa(291,74%), batata(156,74%), carne de frango(81,75%), trigo (60,75%),ovos (51,45 %), arroz(33,20%), soja (32,47%),carne suna (29,26%), fei-jo (21,03%), amendoim(17,25%) e milho (8,40%).Em menor expresso vari-aram tambm positivamen-te o leite C (5,25%), o al-godo (3,84%), o leite B(3,18%) e a carne bovina(0,90%).

    Apresentaram reduesde preos no perodo anali-sado os seguintes produtos:laranja para indstria(43,38%), banana nanica(36,53%), caf (32,73%),laranja para mesa (6,63%)e cana-de-acar(4,68%).Para ler o artigo nantegra e conferir as tabe-las

    A secretria de Agri-cultura e Abastecimento,Mnika Bergamaschi ,participou da solenidadede abertura do seminrio"Licenciamento Ambien-tal da Aquicultura", pro-movido nesta quarta-fei-ra, dia 6, pela FIESP.

    Mnika anunciou asaes da Secretaria comoo Cadastro de Aquicultu-ras, que j est disponvelno site da Coordenadoriade Assistncia TcnicaIntegral (Cati), na rea deDeclarao de Conformi-dade, integrando as ativi-dades agropecurias queesto liberadas do Estudode Impacto Ambiental.

    Falou ainda sobre o"Mapeamento Aqucolado Estado de So Paulo",desenvolvido pela Secre-tar ia de Agricul tura eAbastecimento (SAA) emparceria com a Secretariado Meio Ambiente(SMA). O trabalho repre-senta a primeira fase doProjeto de ZoaneamentoAqucola, que tem por ob-jetivo demarcar os princi-

    Secretria de Agricultura participado seminrio "LicenciamentoAmbiental da Aquicultura"

    pais locais destinados prtica da aquicultura,com nfase na sustenta-bilidade.

    A secretria reforoua importncia da cinciapara o desenvolvimentodo setor e ressaltou osinvestimentos do Gover-no do Estado nos insti-tutos de pesquisa, comoo Centro Apta do Pesca-do Continental. Locali-zado em So Jos do RioPreto e vinculado ao Ins-tituto de Pesca, o Centrorecebeu investimento to-tal de R$ 9 milhes parapromover suas ativida-des de pesquisa aplica-da aquicultura e de su-porte tcnico e cientifi-co s atividades de pis-cicultura.

    A SAA levou para oseminrio tcnicos daCati e da Agncia Pau-lista de Tecnologia dosAgronegcios (Apta)que abordaram questessobre o licenciamentoambiental no Estadopaulista.

    Participaram tambm

    o secretrio de estado doMeio Ambiente, BrunoCovas; o vice-presidentee diretor titular do depar-tamento de Meio Ambi-ente da Federao das In-dstrias do Estado de SoPaulo (FIESP), NelsonPereira dos Reis; diretorpresidente da Companhiade Tecnologia de Sanea-mento Ambiental (Ce-tesb), Otavio Okano; asecretria de Planeja-mento e Ordenamento daAquicultura, Maria Fer-nanda Nince Ferreira (re-presentando o MinistroMarcelo Crivella); o co-ordenador titular do Co-mit da Cadeia Produti-va da Pesca e da Aquicul-tura da FIESP, RobertoImai; deputado ItamarBorges (representando opresidente da AssembleiaLegislativa do Estado deSo Paulo) ; deputadoBarros Munhoz; e o di-retor de Meio Ambienteda FIESP e do Centro dasIndstrias do Estado deSo Paulo (CIESP),Eduardo San Martin.

  • FOLHA DE ITAPETININGA Tera-feira 12 de maro de 2013pgina 8 Edio n 6.360

    Silas Gehring CardosoAjori - 033

    FONE: 3271-8011

    Seu carro na melhor forma!Seu carro na melhor forma!Seu carro na melhor forma!Seu carro na melhor forma!Seu carro na melhor forma!

    AUTO POSTO PAUTO POSTO PAUTO POSTO PAUTO POSTO PAUTO POSTO PAQUEAQUEAQUEAQUEAQUETTTTT

    24 HO

    RAS

    ROUPAS E CALADOSINFANTIS

    MODA GESTANTEJOVEM E ADULTO

    SETOR DO BRANCOPARA QUEM USA

    BRANCO NO DIA A DIA

    Silas Gehring Cardoso redator chefe dos jornaisFolha de Itapetininga eTribuna Popular e presi-dente da AJORI Associa-o dos Jornalistas e Ra-dialistas da Regio de Ita-petininga.

    Pessoas esto morrendopor motivos banais

    Nos ltimos dias, osjornais de chamada"Grande Imprensa",voltaram a noticiar cri-mes chocantes, pratica-dos no s por assaltan-tes , mas sim, por paren-tes, por namorados, en-fim, por pessoas que ath pouco, estavam jun-tas e demonstravam afe-to. Muitas pessoas estomatando outras pessoas"a troco de nada", comose a vida humana fosseum simples brinquedo.E muitas vezes, quandono se mata fisicamen-te, se tentar matar mo-ralmente, com intrigas ecalnias que destroem oconceito das pessoas,acabam com a estabili-dade das famlias ecomprometem o futurodos supostos envolvi-dos. Onde ser que o serhumano quer chegar ?Ser que as coisas maisimportantes da nossaexistncia, que so a

    vida, o sentimento e asolidariedade, de repen-te passam a virar meraspalavras para muitos ?

    Muitas pessoas que-rem justificar suas atitu-des, pelos reveses queenfrentaram na vida.Postura equivocada. Odinheiro a gente perde,mas pode ganhar outravez. Enquanto tivermosdois braos para traba-lhar, inteligncia e cora-gem, sempre haver es-perana. Insucessos fi-nanceiros atingem qua-se todas as pessoas, emdiferentes fases de suas

    vidas. importante quese levante a cabea e sesiga em frente. As difi-culdades fazem partenatural de nosso pro-cesso evolutivo. Nadajustifica que a pessoavenha partir para o tr-fico ou outras modali-dades de crime.

    A ascenso financei-ra, a busca de um me-lhor padro de vida,so desejos naturais. Oprogresso uma lei na-tural da vida. Devemosbusca-lo nos aspectosmaterial, espiritual eintelectual. s vezes,no conseguimos al-canar tudo o que que-remos. Mas isso nopode, em hiptese al-guma, servir de pretex-to para buscarmos sa-das menos dignas. Seas pessoas no enten-derem uma realidadeto clara como essa, denada adiantar o maioraparato policial paratentar garantir a segu-rana. A sociedade estdoente porque as pes-soas esto doentes "pordentro". preciso cen-tralizar mais atenono ser humano. E esse agora o maior desa-fio que temos pelafrente.

    Dr. Bastos AJORI 372

    CALEIDOSCPIO 860 - DR. BASTOSA SANTA TIA AVELINA

    COLUNA DO ENSINONewton Albuquerque

    Newton Albuquerque

    ALFABETIZAO - TEMA PALPITANTE

    Modesta, carinhosae prestativa, minha tiaAvelina, irm de meupai vivia com seusdois filhos dos pro-ventos que recebia dapenso deixada pelomarido falecido, queera agente dos correi-os.

    Os dois filhos Ro-ney e Hilton foram es-tudantes, tendo o pri-meiro falecido de fe-bre tifide aos dezes-seis anos. O segundocompletou o curso deFormao de Oficiaisda Fora Pblica doEstado do Par, tendochegado, apesar dasdificuldades, ao postode 1. Tenente. Tor-nou-se escravo da in-desejvel cachaa to-mando a cada diamais.

    Certa vez tia Aveli-na foi chamada, poisseu filho se encontra-va em estado pr-co-matoso devido in-gesto de considervelquantidade da drogada qual j se tornaradependente..Seu cal-vrio j se iniciara.Foi

    recolher o filho que seencontrava bbadonuma vala da AvenidaTamandar que s seencontrava seca nomomento da mar va-zante. E Belm, comoat hoje, chove todasas tardes.

    Certa vez, porm,os problemas se agra-varam, pois da quedaresultou numa fraturacompletado fmur di-reito. Nesse tempo, lse vo quarenta e maisanos, o tratamento or-topdico dessa terrvelleso, era constitudopela imobilizao comgesso no membro in-teiro, at a bacia. Omartrio duraria no-venta e alguns dias eesse foi o tempo desant i f icao de t iaAvelina. Religiosa, pa-

    ciente e tolerante ti-nha muita f no Sa-grado Corao de Je-sus, sendo membro dairmandade. e porquem dedicava pelomenos meia hora deleitura todos os dias.

    Tio Ilton que erarebelde, no que dizrespeito a religio, re-agiu aos primeirosdias de catequese. TiaAvelina que assumiuintegralmente os cui-dados do filho, tevea satisfao de v-lotornar-se abstmio dolcool e aceitar pro-gressivamente a cate-quese da me.

    De irascvel e mauhumorado, tornou-semanso eterno, toman-do interesse por tre-chos religiosos da B-blia, indicados princi-palmente por sua ca-tequista e me.

    Ao completar osdias da imobilizao,sempre sob a orienta-o da venerandame, criou um grupoe uma vez por sema-na, reunia-se com to-dos os membros, paraestudos religiosos.

    Eis o milagre doamor materno.

    Vemos, frequentemente, aimprensa escrita abordar oassunto,mesmo no sendo aespecializada , tratando daquesto daalfabetizao,como realmen-te merece ser tratada, isto, com nfase,frequncia edestaque ,como o artigo pu-blicado na revista Vejadesta semana que se finda,de autoria de Nathalia Butti.

    Ao definir um novo pla-no que garanta a alfabeti-zao das crianas at os 8anos de idade,a meta j tra-r desvantagem nalargada,porque nos colgiosparticulares,assim como emtodo o mundo desenvolvido,elas chegam l, no mximo,aos 7 anos, afirma a arti-culista.

    Concordamos que devemser previstas metas para a al-fabetizao, ponto que j foicontrovertido principalmen-te em pocas no muitolongnquas.Alguns diziamque a alfabetizao iria ato fim da vida, o que seriadeix-la sem parmetro, in-definida, sem metas respon-

    sveis.Estivemos no magistrio

    desde 1951, fomos profes-sor alfabetizador, a das s-ries seguintes do antigo en-sino primrio, diretor deGrupo Escolar por mais dedez anos e, naqueles tempos,a maioria dos alunos era al-fabetizada no 1 ano, aos 7anos de idade.Agora a metaser, por medida provisria,aos 8 anos.

    Ser que aconteceu oemburrecimento genticoda populao ?( frase porns ouvida,certa ocasio, naSecretaria da Educao Es-tadual) , em outro contex-

    to.E vejam,agora, a alfa-

    betizao est comeandono ltimo ano da Pr-Escola,hoje denominado 1ano, no total de nove doEnsino Fundamental. Aos 8,o aluno estar no terceiroano.

    Uma coisa achamos es-tranha prazo por lei ?. E oque acontecer para os pro-fessores, qual o castigo setal meta no se realizar ?

    UM POUCODE HUMOR

    Como matar uma bara-ta.

    Voc sabe como mataruma barata,usando sal, pin-ga, fsforo e pedra ? Voccoloca tudo no cho, nasequncia citada. A baratacome o sal pensando que acar, fica com sede ebebe a pinga,pensando que gua, fica bbada,tropeano palito de fsforo, batea cabea na pedra e morrede traumatismo craniano.

    terca_1a4terca_5a8

    /ColorImageDict > /JPEG2000ColorACSImageDict > /JPEG2000ColorImageDict > /AntiAliasGrayImages false /CropGrayImages true /GrayImageMinResolution 150 /GrayImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleGrayImages true /GrayImageDownsampleType /Bicubic /GrayImageResolution 300 /GrayImageDepth -1 /GrayImageMinDownsampleDepth 2 /GrayImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeGrayImages true /GrayImageFilter /DCTEncode /AutoFilterGrayImages true /GrayImageAutoFilterStrategy /JPEG /GrayACSImageDict > /GrayImageDict > /JPEG2000GrayACSImageDict > /JPEG2000GrayImageDict > /AntiAliasMonoImages false /CropMonoImages true /MonoImageMinResolution 1200 /MonoImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleMonoImages true /MonoImageDownsampleType /Bicubic /MonoImageResolution 1200 /MonoImageDepth -1 /MonoImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeMonoImages true /MonoImageFilter /CCITTFaxEncode /MonoImageDict > /AllowPSXObjects false /CheckCompliance [ /None ] /PDFX1aCheck false /PDFX3Check false /PDFXCompliantPDFOnly false /PDFXNoTrimBoxError true /PDFXTrimBoxToMediaBoxOffset [ 0.00000 0.00000 0.00000 0.00000 ] /PDFXSetBleedBoxToMediaBox true /PDFXBleedBoxToTrimBoxOffset [ 0.00000 0.00000 0.00000 0.00000 ] /PDFXOutputIntentProfile (None) /PDFXOutputConditionIdentifier () /PDFXOutputCondition () /PDFXRegistryName () /PDFXTrapped /False

    /CreateJDFFile false /Description >>> setdistillerparams> setpagedevice

    /ColorImageDict > /JPEG2000ColorACSImageDict > /JPEG2000ColorImageDict > /AntiAliasGrayImages false /CropGrayImages true /GrayImageMinResolution 150 /GrayImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleGrayImages true /GrayImageDownsampleType /Bicubic /GrayImageResolution 300 /GrayImageDepth -1 /GrayImageMinDownsampleDepth 2 /GrayImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeGrayImages true /GrayImageFilter /DCTEncode /AutoFilterGrayImages true /GrayImageAutoFilterStrategy /JPEG /GrayACSImageDict > /GrayImageDict > /JPEG2000GrayACSImageDict > /JPEG2000GrayImageDict > /AntiAliasMonoImages false /CropMonoImages true /MonoImageMinResolution 1200 /MonoImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleMonoImages true /MonoImageDownsampleType /Bicubic /MonoImageResolution 1200 /MonoImageDepth -1 /MonoImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeMonoImages true /MonoImageFilter /CCITTFaxEncode /MonoImageDict > /AllowPSXObjects false /CheckCompliance [ /None ] /PDFX1aCheck false /PDFX3Check false /PDFXCompliantPDFOnly false /PDFXNoTrimBoxError true /PDFXTrimBoxToMediaBoxOffset [ 0.00000 0.00000 0.00000 0.00000 ] /PDFXSetBleedBoxToMediaBox true /PDFXBleedBoxToTrimBoxOffset [ 0.00000 0.00000 0.00000 0.00000 ] /PDFXOutputIntentProfile (None) /PDFXOutputConditionIdentifier () /PDFXOutputCondition () /PDFXRegistryName () /PDFXTrapped /False

    /CreateJDFFile false /Description >>> setdistillerparams> setpagedevice