Folha da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular n150

  • View
    774

  • Download
    10

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Caso de estenose carotídea com aspecto bem característico de string sign publicado na Folha da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular n˚150.

Text of Folha da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular n150

  • | 1Binio 2012 / 2013 N 150 - JUNHO 2013

    Pg.: 10Pg.: 08Pg.: 06

    FIQUE POR DENTRO CIRCULANDOREUNIO CIENTFICA

    Impresso fechado pode ser aberto pelo ECT

    Informativo da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular - SP

    O ltimo encontro teve como tema principal as anomalias vasculares

    Confira as ltimas notcias e os eventos acerca da especialidade

    No ms de maio aconteceu o Programa Circulando na seccional Campinas-Jundia

    Eleies SBACV 2013

    A Regional So Paulo apoia a candidata Dra. Ana Terezinha Guillaumon para eleger-se como presidente da Nacional. Conhea a chapa e suas

    propostas e entenda tudo sobre o novo formato de votao

  • 2 |

    E xpediente

    2012Presidente:Adnan NeserVice-Presidente:Adilson Ferraz PaschaSecretrio Geral:Arual GiustiVice-Secretrio:Nilo M. IzukawaTesoureiro Geral:Marcelo Calil BurihanVice-Tesoureiro:Joo Antonio CorraDiretor Cient co:Rogrio A. NeserVice-Diretor Cient co:Walter Campos JniorDiretor de Publicaes:Jorge Agle KalilVice-Diretor de Publicaes:Alberto Jos Kupcinskas Jr.Diretor de Defesa Pro ssional:Salomo GoldmanVice-Diretor de Defesa Pro ssional:Marcos Augusto de Arajo FerreiraDiretor de Patrimnio:Francisco Cardoso Brochado NetoVice-Diretor de Patrimnio:Newton de Barros Jr.

    Presidente da Gesto Anterior:Calgero Presti

    Conselho Fiscal:Ivan de Barros GodoyJos Carlos IngrundLeonardo Hisao Hirose Armando Lisboa CastroCarlos Eduardo Pereira Rubem Rino

    Conselho Superior:Antonio Carlos Alves SimiBonno van BellenCid J. Sitrngulo JrEmil BurihanFausto Miranda JniorFrancisco Humberto A. Ma eiJoo Carlos AnacletoJos Carlos Costa Baptista-SilvaPedro Puech-LeoRoberto SacilottoValter Castelli JniorWolfgang Zorn

    Seccionais:

    ABC - Sidnei Jos Galego

    Alto Tiet - Adalcindo Vieira Nascimento FilhoBaixada Santista - Mariano Gomes da Silva FilhoBauru Botucatu - Marcone Lima SobreiraCampinas Jundia - Carla A. Faccio BosnardoFranca - Daniel Urban RaymundoMarlia - Marcelo Jos de AlmeidaPresidente Prudente - Cesar Alberto T. MartelliRibeiro Preto - Edwaldo Edner JovilianoSo Carlos - Araraquara - Michel NasserSo Jos do Rio Preto - Daniel Gustavo MiquelinSorocaba - Lus Carlos Mendes de BritoTaubat So Jos dos Campos - Ricardo de A. Yoshida

    Departamentos:

    Doenas Linfticas - Jose Maria Pereira de GodoyDoenas Arteriais - Andr SimiDoenas Venosas - Henrique Jorge Guedes NetoAngiorradiologia e Cir. End. - Armando de C. LobatoCirurgia Exper. e Pesquisa - Jose Dalmo de Arajo FilhoTrauma Vascular - Rina Maria P. PortaMultimdia e Diag. por Imagem - Alexandre C. M. AmatoMarketing e Informtica - Antonio Eduardo ZeratiEventos - Reinaldo Mulatti e Candido Ferreira da FonsecaAssessoria de Sade - Carlos Eduardo Varela Jardim

    2013

    Folha Vascular um rgo de divulgao mensal da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular - So Paulo. Edio: Way ComunicaesLtda. - Rua Cotox, 303 - Cj 16 - CEP: 05021-000 - So Paulo - SP - Tel/Fax: (5511) 3862-1586 Jornalista Responsvel: Junia Chaves Mtb 0066409/SP Redao: Bete Faria Nicastro / Junia Chaves / Stfanie Rigamonti Reviso: Alessandra Nogueira Tiragem: 3.100 exemplares Produo: ES Design (11) 3739-0230 Correspondncia para a Folha Vascular como sugestes, dvidas, trabalhos cient cos ou eventos a serem divulgados podem ser encaminhados para: SBACV-SP - sede - Rua Estela, 515 - Bloco A - Cj. 62 - Paraso - CEP 04011-904 - So Paulo - SP - Brasil - Tel/Fax: (5511) 5087-4888 e-mail: secretaria@sbacvsp.org.br Site da Regional So Paulo: www.sbacvsp.com.br Diretor de Publicaes da SBACVSP - Dr. Jorge Agle Kalil Rua Itapeva 240, Cj. 1605 Bela Vista - CEP: 01332-000 So Paulo SP Brasil Tel.: (5511) 3253-3034 e-mail: jorge.kalil@uol.com.br Permite-se a reproduo de textos se citada a fonte. Acesse: www.sbacvsp.com.br Crdito (Capa): Google

    Dr. Adnan NeserPresidente da SBACV-SP 2012-2013

    E ditorial

    Diretoria Binio

    Prezados associados,Vive-se um perodo de grande efervescncia em

    que especialidades solicitam ao Conselho Federal de Medicina (CFM) que analise e publique uma re-soluo que reserve os procedimentos de alta com-plexidade aos especialistas registrados no CFM que tenham formao em 5 anos. O pedido principal, j data de algum tempo, foi formulado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plstica com o objetivo de desqualificar cursos rpidos para uma determinada modalidade de tratamento ou aplicao, principal-mente com fins estticos. Talvez, de forma equivo-cada, a Sociedade foi convidada a participar desde a primeira data agendada em Braslia e agora, re-centemente, na sede da AMB. Esclareceu-se devi-damente que um residente ou estagirio em servio reconhecido pela SBACV, deve obrigatoriamente, cumprir requisito de 2 anos em Cirurgia Geral e mais 2 anos em Cirurgia Vascular, onde desde o 1 ano, tem treinamento em Radiologia Vascular reali-zando diagnsticos e participando de procedimentos endovasculares quanto a anlise radiolgica, indi-cao e no ps-operatrio. Participa, ainda, ativa-mente de implantes de port ou cateteres de duplo ou triplo lmem. O residente de 2 ano de Cirurgia Vascular (R4) participa ativamente de procedimen-tos em escala de complexidade maior e auxiliando

    preceptores quanto orientao e execuo, sem ocupar o lugar deste ltimo.

    Lamentavelmente, criou-se uma barreira aos Ser-vios com a instituio da Portaria Ministerial da Alta Complexidade que instituiu um critrio geo-grfico e demogrfico para o credenciamento pela classificao e tipo da entidade hospitalar e a abran-gncia populacional de 4 milhes de habitantes. Felizmente, aps algum tempo, houve modificao da exigncia para 500 mil habitantes. Claro que o credenciamento tem um outro breque representado pelo oramento e mais do que isto pela disposio da Secretaria do Estado da Sade. De qualquer for-ma, houve um crescimento do nmero de Servios credenciados para o desenvolvimento da rea de atuao da Angiorradiologia e Cirurgia Endovas-cular.

    Constam na Comisso Nacional de Residncia Mdica 28 instituies credenciadas para esta rea de atuao com nmero de vagas por ano de 1 a 3 por Programa, num total de 45 vagas disponibiliza-das. Neste momento, constam como vagas disponi-bilizadas para R1 de cirurgia vascular, o total de 218 vagas.

    Fao questo de ressaltar estes dados em razo do questionamento do nosso Presidente Calgero para

    consubstanciar qualquer atitude doravante.Tenho observado a dificuldade para credenciar a

    rea de atuao e acho que se deve refletir muito se efetivamente deve-se propor ou no a ampliao do nmero de anos de residncia. S para efeito de comparao, a rea de atuao em Ecografia Vascu-lar com Doppler tem apenas 5 instituies creden-ciadas com um total de 5 vagas apenas.

    De qualquer maneira, a Sociedade precisa estar atenta e provavelmente, assumir um papel prepon-derante no estabelecimento de normas e fiscaliza-o de Servios visando qualificao dos egressos objetivando frente, a titulao como especialista, franqueando o ingresso dos residentes como as-pirantes e instituindo provas peridicas ao longo da residncia, incluindo a prtica, tomando como exemplo Sociedades bem constitudas que j exer-cem tais funes, associando-se Comisso Nacio-nal de Residncia Mdica em franca parceria, em vez de aguardar as avaliaes pelo Banco Pblico de Avaliadores que dispe de poucos especialistas em Cirurgia Vascular.

    Teremos continuidade.

  • | 3

    Dr. Salomo GoldmanDiretor de Defesa Pro ssional da SBACV-SP

    D efesa profissional

    Temos duas candidaturas postas na mesa para a presidncia da nossa SBACV: Ana Terezinha Guillaumon (de Campinas) e Pedro Pablo Komlos (de Porto Alegre).

    nesta oportunidade que devemos, por obrigao, discutir ideias, programas e enfoques que possam tornar as candidaturas, no s fruto de vontades individuais ou de grupos, mas sim produtos da necessidade de enfrentar os grandes problemas que atravessamos.

    Qual a posio de cada um dos contendores frente ao problema do nmero de faculdades e de mdicos, e uma consequncia, qual a necessidade de uma demografia mdica vascular em todo o pas?

    Qual a posio e como se comportar o candidato frente aos contratos com as empresas, seguradoras ou convnios? preciso ter posio firme e avanar na luta contra a dominao dessas empresas que nos asfixiam.

    Qual a posio dos candidatos frente s diferenas das tabelas que contemplam de modo distinto quem Radiologista Intervencionista de quem Cirurgio Vascular? Passamos anos discutindo as questes, mas ningum se disps a efetivamente por o dedo na ferida. O nosso colega Dino Colli tem trabalhado nisso h anos, tirando vrias concluses e protocolos, mas no consegue respaldo de nossas associaes.

    O CFM continua postergando as decises, com receio de ferir suscetibilidades.

    Qual a posio dos candidatos frente a problemas como: angioplastia isolada paga, mas se colocarmos Stent pago s implante de Stent? No nosso caso, se h necessidade de vrias angioplastias, como nas distais, acrescida de colocao de Stent proximal, recebemos s pelo segundo procedimento. Cada vez que necessitamos de protocolo para enquadrar os procedimentos, os convnios se utilizam de pareceres que mais lhes convm. O prprio CRM envia a discusso para a Radiologia Intervencionista e no para a SBACV!!!

    Qual a posio da SBACV frente aos chamados dirios para passagem de cateteres, de qualquer tipo, at para intracaths? Necessitamos de protocolos para posio oficial. E o que dizer de implantes de cateteres de permanncia remunerados a 80 reais? J viram o trabalho que d, s vezes com uso de Doppler, tomando Rx na cabea?

    Qual a posio da SBACV frente aos ilustres colegas que vo aos meios de comunicao exibir tratamentos miraculosos (espumas, por exemplo)?

    Qual a posio que os candidatos vo tomar frente interferncia e ao tempo que os convnios levam para autorizar procedimentos?

    Qual