Click here to load reader

Folha de Pagamento

  • View
    11

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um breve relato sobre os proventos e descontos da folha de pagamento bem como a contabilização da mesma.

Text of Folha de Pagamento

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARING

    Contabilidade Industrial e Comercial

    Registro de Funcionrios e Folha de Pagamento

    Professora: Mara Cristina Piovesan Cortezia * Salrio contribuio um valor fixado pela Previdncia que serve de base para o calculo das contribuies previdenciria

    1

    FOLHA DE PAGAMENTO

    1. Introduo

    A folha de pagamento um documento de emisso obrigatria para efeito de fiscalizao

    trabalhista e previdenciria. A empresa obrigada a preparar a folha de pagamento da

    remunerao paga, devida ou creditada a todos os empregados a seu servio.

    Para sua elaborao no existe modelo oficial, ou seja, podem ser adotados critrios que

    melhor atendam as necessidades de cada empresa. Uma folha de pagamento,por mais simples

    que seja, apresenta pelo menos os seguintes elementos:

    Discriminao do nome dos empregados (segurados), indicando cargo, funo ou

    servio prestado;

    Valor bruto dos salrios;

    Valor da contribuio de Previdncia, descontado dos salrios;

    Valor liquido que os empregados recebero.

    Da folha de pagamento origina-se o recibo de pagamento, que indica os dados que constaram

    da folha relativamente a cada um dos empregados e a estes entregue.

    2. Clculo de Folha de pagamento

    2.1 Valor bruto dos salrios

    o valor, considerado, para a empresa como despesa total de salrios, alm dos salrios

    tambm despesa para a empresa a contribuio de Previdncia parte empresa e o FGTS (Fundo

    de Garantia do Tempo de Servio)

    2.2 Previdncia Social - INSS

    De acordo com a legislao atual, todo empregado assalariado, regido pela Consolidao das

    Leis do Trabalho (CLT), est obrigado a contribuir com a Previdncia Social. Essa contribuio

    descontada do empregado em folha de pagamento, ela varia de acordo com a faixa salarial de

    cada empregado e, calculada mediante aplicao de um percentual sobre o salrio de

    contribuio*.

    Atualmente, o calculo feito com base na tabela abaixo:

    1. Segurados empregados, inclusive domsticos e trabalhadores avulsos.

    RGPS - Regime Geral da Previdncia Social TABELA DO INSS - Empregado Segurado - 2015 At - 1.399,12 8%

    De 1.399,13

    a 2.331,88 9%

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARING

    Contabilidade Industrial e Comercial

    Registro de Funcionrios e Folha de Pagamento

    Professora: Mara Cristina Piovesan Cortezia * Salrio contribuio um valor fixado pela Previdncia que serve de base para o calculo das contribuies previdenciria

    2

    De 2.195,13

    a 4.663,75 11% Limite de Deduo - R$ 513,01

    A Contribuio de Previdncia parte referente empresa, corresponde a 28,8% sobre o valor bruto da folha de pagamento

    . O valor de 28,8% tem o seguinte destino:

    Previdncia Social..........................................................20,0 %

    Seguro Acidente do Trabalho........................................1,0%, 2,0% ou 3,0 %

    Terceiros.........................................................................5,8 %

    2.3 FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Servio)

    Corresponde a 8% sobre o valor bruto da folha de pagamento, o qual ser recolhido na Caixa

    Econmica Federal, em nome dos empregados. Constitui uma despesa paga pela empresa aos

    empregados.

    2.4 IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte)

    um imposto varivel de acordo com o valor do salrio, de acordo com a tabela progressiva

    imposto, divulgada pela Receita Federal.

    Sobre o valor bruto do salrio aplica-se a tabela progressiva a seguir:

    TABELA DO IRRF - 2015

    Base de clculo mensal em R$ Alquota % Deduo

    At 1.903,98 isento -

    De 1.903,99 a 2.826,65 7,50% 142,80

    De 2.826,66 a 3.751,05 15,00% 354,80

    De 3.751,06 a 4.664,68 22,50% 636,13

    Acima de 4.664,68 a 27,50% 869,36

    Deduo por dependente 189,59

    2.5 Salrio Famlia

    um auxilio da Previdncia Social aos trabalhadores de baixa renda que possuem filhos

    menores de 14 anos de idade. A empresa paga este valor para o empregado e reembolsada

    pela Previdncia Social quando efetua os recolhimentos correspondentes a folha de

    pagamento.

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARING

    Contabilidade Industrial e Comercial

    Registro de Funcionrios e Folha de Pagamento

    Professora: Mara Cristina Piovesan Cortezia * Salrio contribuio um valor fixado pela Previdncia que serve de base para o calculo das contribuies previdenciria

    3

    Benefcio pago aos segurados empregados, exceto os domsticos, e aos trabalhadores avulsos

    com salrio mensal de at R$ 915,05, para auxiliar no sustento dos filhos de at 14 anos de

    idade ou invlidos de qualquer idade. (Observao: So equiparados aos filhos os enteados e os

    tutelados, estes desde que no possuam bens suficientes para o prprio sustento, devendo a

    dependncia econmica de ambos ser comprovada).

    Para a concesso do salrio-famlia, a Previdncia Social no exige tempo mnimo de

    contribuio.

    Valor do benefcio

    SALRIO FAMLIA - 2015

    Remunerao Mensal Valor

    At 725,02 37,18

    De 725,03 a 1.089,72 26,20

    Acima de 1.089,73 No em direito

    Quem tem direito ao benefcio o o empregado e o trabalhador avulso que estejam em atividade; o o empregado e o trabalhador avulso aposentados por invalidez, por idade ou em

    gozo de auxlio doena; o o trabalhador rural (empregado rural ou trabalhador avulso) que tenha se

    aposentado por idade aos 60 anos, se homem, ou 55 anos, se mulher; o os demais aposentados, desde que empregados ou trabalhadores avulsos,

    quando completarem 65 anos (homem) ou 60 anos (mulher).

    Os desempregados no tm direito ao benefcio.

    Quando o pai e a me so segurados empregados ou trabalhadores avulsos, ambos tm direito

    ao salrio-famlia.

    2.6 - Proviso de Frias

    A Proviso de Frias contabilizada mensalmente pelo valor equivalente a 1/12 (um doze avos)

    do salrio atualizado de cada funcionrio. A contabilizao feita baseada no princpio da

    competncia, pois devemos registrar todas as despesas no momento em que elas acontecem,

    ou seja, quando incorridas. Cada ms transcorrido representa 1/12 (um doze avos) de

    obrigao para a empresa e conseqentemente 1/12 (um doze avos) de direito para o

    funcionrio.

    Como encargos parte da empresa, vamos considerar:

    Abono pecunirio, equivalente a 1/3 sobre o valor de frias;

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARING

    Contabilidade Industrial e Comercial

    Registro de Funcionrios e Folha de Pagamento

    Professora: Mara Cristina Piovesan Cortezia * Salrio contribuio um valor fixado pela Previdncia que serve de base para o calculo das contribuies previdenciria

    4

    INSS sobre frias = para efeito didtico considerar um percentual nico de 20%,

    lembrando que deve ser consultada a legislao pertinente antes de se fazer o clculo;

    FGTS sobre frias = Neste caso vamos tambm usar um percentual de 8% para efeitos

    didticos.

    2.7 - Proviso de 13 Salrio

    A Proviso de 13. Salrio, assim como a Proviso de Frias contabilizada mensalmente pelo

    valor equivalente a 1/12 (um doze avos) do salrio atualizado de cada funcionrio. A

    contabilizao tambm obedece o princpio da competncia, registrando a cada ms

    transcorrido o valor equivalente a 1/12 (um doze avos) de obrigao para a empresa e

    conseqentemente 1/12 (um doze avos) de direito para o funcionrio relativo ao salrio

    atualizado do funcionrio.

    Lembramos mais uma vez que os percentuais aqui considerados so meramente didticos. Para

    efeito de clculo real deve-se consultar a legislao pertinente.

    No caso da Proviso de 13 Salrio os encargos referem-se apenas a INSS e FGTS, no existindo

    a questo do abono pecunirio (1/3) como era o caso da Proviso de Frias

    INSS = para efeito didtico considerar um percentual nico de 20%, lembrando que deve

    ser consultada a legislao pertinente antes de se fazer o clculo;

    FGTS = Neste caso vamos tambm usar um percentual de 8% para efeitos didticos.

    2.8. Vale transporte

    O desconto do Vale transporte de 6% sobre o salrio base, ou valor de compra do mesmo,

    entre os dois o menor.

    3. Contabilizao da Folha de pagamento

    A contabilizao da folha de pagamento extremamente simples, vamos acompanhar com um

    exemplo.

    Nome Salrio INSS IRRF VT Liq a Receber

    Jos da Silva 1.000,00 80,00 - 60,00 860,00

    Antonio da Silva 2.500,00 275,00 25,68 107,80 2.091,52 Total 3.500,00 355,00 25,68 167,80 2.951,52

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARING

    Contabilidade Industrial e Comercial

    Registro de Funcionrios e Folha de Pagamento

    Professora: Mara Cristina Piovesan Cortezia * Salrio contribuio um valor fixado pela Previdncia que serve de base para o calculo das contribuies previdenciria

    5

    Encargos Sociais BASE CALCULO ALIQUOTA Valor

    FGTS 3.500,00 8% 280,00

    INSS - parte Empresa 3.500,00 28,80% 1.008,00

    Proviso de Frias 3.500,00 1/12 avos 388,88

    Proviso de 13 salrio 3.500,00 1/12 avos 291,67

Search related