Folha Diocesana

  • View
    834

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Folha Diocesana - Maio de 2009

Transcript

INFORMATIVO DA DIOCESE DE GUARULHOSANO XII - N 155 - MAIO DE 2009

A Palavra de Deus Viva e Eficaz Hbr. 4,12

DISTRIBUIO GRATUITA

Maio de 2009

2

PERMANECEI NA CIDADE

FOLHA DIOCESANA N 155

E ditorialA lembrana do justo para sempre sentida por demais pelo Senhor, a morte de seus santos, seus amigos(Sl 115,15)Nem sempre fcil enfrentar a morte. Ela, embora to prxima de ns, incomoda e inquieta. Na madrugada da ltima tera-feira, faleceu o padre Joo Roque, como era chamado pelos amigos brasileiros. Missionrio canadense, nascido em 1 de agosto de 1938, profundamente apaixonado pela Igreja do Brasil, faleceu vtima de enfarto. Aberto s necessidades da Igreja no Terceiro Mundo, o recm ordenado, optou pelo cho do Brasil, onde exerceu inmeras atividades pastorais, desde 1966, no interior de So Paulo, na cidade de Tupi Paulista, diocese de Marlia, onde assumiu como poucos o rduo processo de inculturao. Como sempre dizia, na rodas com os amigos: No nada fcil aprender o portugus num pas de rica diversidade cultural. Atuando na diocese de Guarulhos por quase 30 anos, teve grande participao no processo da criao e consolidao de nossa Diocese, como pode ser comprovado pela diversidade de atividades: Coordenador diocesano de pastoral, proco da Parquia N. Sra. de Ftima na Vila Ftima, ecnomo diocesano, tesoureiro da Critas e membro atuante do Conselho Presbiteral, com valiosas propostas e reflexes aliadas aos refinados discernimentos pastorais. Os estudos filosficos e teolgicos somados cincia matemtica, que fazem parte de seu currculo, conferiu-lhe um modo prprio de pensar: lgico, pertinente e muitas vezes, inquestionvel. To preciso assim, tinha

Enfoque da CODIPALanamento da Misso Continental(*)

GIOVANNI BANCHIO

aparncias de um homem frio e calculista. Pensa diferente quem com ele conviveu, porque testemunha de um homem profundamente apaixonado pela Igreja e sempre buscando a melhor maneira de servir a ela e aos pobres da sociedade. Como falar da Pastoral da Criana presente h 22 anos na cidade de Guarulhos das atividades da Critas Diocesana, das atividades pastorais diocesanas bem como da administrao financeira da diocese sem relacionar-se diretamente pessoa e ao nome do Pe. Joo? A exemplo do apstolo Paulo, assumiu o bom combate da f, completou a corrida (2Tm 4,7). Viveu intensamente seu batismo como sacerdote da Igreja, contribuindo valiosamente para a formao de um corpo presbiteral e criao e fortalecimento das comunidades, em toda a Diocese de Guarulhos. Sua memria ficar viva para sempre. Hoje se apresenta diante de Deus para receber a coroa da glria, assim o cremos. A Redao

Entre as muitas propostas prticas de ao pastoral que o nosso Plano Pastoral indica, as primeiras so todas voltadas renovao missionria (cf. pag. 23). Entre estas, destaca-se a necessidade de estudar e acolher o Projeto Nacional de Evangelizao que visa o encaminhamento, tambm em nossa diocese, da Misso Continental. Trata-se de despertar nossas comunidades para que se abram ao impulso do Esprito Santo e incentivar nelas e em cada batizado o processo de converso pessoal e pastoral. Precisamos assumir o compromisso de uma misso permanente para que todos tenham a vida plena de Cristo e proporcionar assim a alegre experincia do discipulado que brota do encontro com Cristo ressuscitado. Por isso, a Coordenao Diocesana de pastoral CONVOCA os membros do todos os CONSELHOS PAROQUIAIS de PASTORAL da diocese, bem como os membros de todas as EQUIPES DIOCESANAS de PASTORAL, no SBADO, dia 30 de MAIO, s 14h00 no CENTRO DIOCESANO DE PASTORAL para o LANAMENTO DA MISSO CONTINENTAL. Escolhemos esta tarde por ser vspera de Pentecostes e assim implorar a fora e os dons do divino Esprito Santo para que a nossa diocese seja fiel ao mandato de Cristo de ir e fazer discpulos todos os povos e entre em estado permanente de misso.

Assemblia Nacional dos Bispos do BrasilIniciou-se no dia 22 de abril, em Itaici, a 47 Assemblia anual da CNBB. O tema central que os 330 Bispos foram chamados a debater

foi a formao presbiteral diante dos desafios da sociedade atual e a formulao de novas diretrizes. Dom Srgio da Rocha, Arcebispo de Teresina (PI) e presidente da Comisso de redao do tema central da Assemblia disse que O documento que iremos aprovar deve contemplar, maneira integrada, as cinco dimenses da formao dos padres... As dimenses humano-afetiva; comunitria [presena do padre na sociedade]; espiritual, intelectual e pastoral [evangelizao]; devem ser trabalhadas em conjunto para que o padre possa desenvolver um trabalho de acordo com as necessidades da sociedade atual. Durante a Assemblia foram abordados outros temas prioritrios como o andamento da Misso Continental no Brasil e os processos da Iniciao Vida Crist. Reflexes sobre o apstolo Paulo (Caminho de Paulo, caminho do Bispo) marcaram o dia de retiro dos Bispos que foi encerrado com a peregrinao Catedral da S Este momento significativo uma vez que So Paulo exemplo de discpulo missionrio de quem todos devemos aprender neste tempo de renovao missionria afirmou o Cardeal, Dom Odilo. No decorrer da Assemblia foram, pois, tratados temas diversos: assuntos de Liturgia; mensagem para o dia 1 de maio; manifesto da famlia; Igreja e Povos Indgenas; Campanha da Fraternidade 2010; Campanha Ficha Limpa; Setor Mobilidade Humana; Caderno de comunicaes, entre outros. Foi, enfim, dedicada uma noite especial aos cem anos do nascimento de Dom Hlder Cmara. A 47 Assemblia da CNBB terminou no dia 1 de maio.(*) Pe. Giovanni Banchio Coord. Diocesano de Pastoral

FOLHA DIOCESANA N 155

PERMANECEI NA CIDADE

3

Maio de 2009

A voz do Pastor Obrigado, Senhor(*)

LUIZ GONZAGA BERGONZINI

Uma das virtudes que enobrecem a pessoa o ser grato. Reconhecer o beneficio ou favor recebido com gratido. Se a gratido entre ns homens constitui uma virtude, a gratido a Deus pelos benefcios dEle recebidos, uma obrigao. Tudo que temos e somos, recebemos de Deus. Acontece at que muitas vezes sequer atentamos para esses favores. De modo especial, neste ano, devemos agradecer a Deus as bnos que Ele enviou a nossa Diocese. Isso porque as graas por Ele concedidas ao Clero, aos(as)

Religiosos(as) e aos fieis em Ordenao de quatro novos geral como que se espar- Presbiteros e quatro Dicogem sobre toda Diocese. O nos. E a primeira vez que em nossa enriqueciDiocese mento pesTemos mais acontecem soal de cada que agradecer oito Ordenaum causa o do que pedir. es Sacras enriqueciNo entanto, numa mesmento de topor mais que ma celebrados. o. Neste Motivo recebamos ano, no Dia especial de ainda somos da Diocese, agradecipobres e celebrado na mento a necessitamos da Baslica NaciDeus o augraa de Deus onal de mento de voAparecida, ticaes sacerdotais e religiosas que vm vemos a felicidade de conacontecendo em nossa ferir o Presbiterato aos Diconos Ordenados no ano Diocese. No ano passado, tive- passado: Daniel Reichter, mos grande alegria pela Fabrcio Bezerra Lopes, Pau-

lo Leandro da Silva e Pelegrino de Rosa Neto e a Ordem Sacra do Diaconato ao Seminarista Cleber Leandro de Oliveira que ser Ordenado Presbtero no prximo ano, se Deus quiser. Temos mais que agradecer do que pedir. Entretanto, o prprio Cristo nos recomenda: pedi e recebereis. Por mais que recebamos, ainda somos pobres e necessitados das graas e favores de Deus. Peamos pois que Ele continue abenoando nossa Diocese concedendo-nos muitas e santas vocaes sacerdotais e religiosas para que o Evangelho seja mais conhecido e vivido e que

Ele cresa cada vez mais no corao de cada um de ns. Luiz Gonzaga Bergonzini Bispo Diocesano

J ubileu de Dom Luiz - Vida e Misso TU ES SACERDOS IN AETERNUMNa manh fria, tpica de nossa cidade, o sol anunciava o dia 29 de junho de 1959. Era uma segunda feira, porm, festiva, os sinos da Igreja Matriz de So Joo da Boa Vista, hoje Igreja Catedral, iniciaram a alvorada, convidando os sinos das outras igrejas e capelas da cidade a se unirem ao badalar festivo, para acordar o povo sanjoanense para a grande festa! Monsenhor Antonio David, como sempre, preparou e comandou o grande acontecimento! Era o Dia de So Pedro e de So Paulo, Apstolo, Dia tambm do Papa! Na praa Roque Fiori, na casa de seus pais, o jovens seminarista Luis Gonzaga Bergonzini, depois de uma noite de viglia, talvez rezasse, em suas laudes, as antfonas: Tu s Pedro, e sobre esta pedra eu construirei a minha Igreja e continuava: - So Paulo, Apstolo das Gentes, vs sois instrumento escolhido, pregadades locais e por amigos, fechavam o cortejo. A procisso de entrada na Igreja foi linda e emocionante! O coral, misturando uma verdadeira orquestra e vozes, entre ns j famosas, enchiam a Igreja com os cnticos adrede ensaiados. O presbitrio repleto de flores recebeu os celebrantes, o aspirante ao sacerdcio e familiares. Presidiu a ordenao o Arcebispo de Ribeiro Preto, Dom Luis do Amaral Mousinho, tendo como aclitos e assistentes o Cnego Silvio de Morais Mattos e os diconos e padres: Jos Loureno Arago e Leocdio Pontes. Para o ato religioso, o pregador convidado foi o Padre Jos vila que, em eloqente homilia, abordou o tema A vocao, base para sermos a Igreja de Pedro. O momento emocionante, para quem assistiu esta ordenao, variou muito. Para uns, foi a despedida e o abrao de Dom Lus aos seus pais. Para outros, foi o momento em que o postulante ao sacerdcio se deitou junto ao altar e a assemblia, de joelhos, cantou a Ladainha de Todos os Santos. Ainda alguns escolheram como pice o momento da imposio das mos do arcebispo e dos padres presentes sobre a cabea do novo padre. Pelas fotos, que vi desta solenidade, a uno das mos foi a que mais me comoveu! Sim uma ordenao sempre bela e significativa, em todos seus momentos. No final de celebrao, os sanjoanenses organizaram longas filas, para que todos pudessem beijar as mos sacerdotais recm ungidas! Completando esta festa, para