of 16 /16
www.folhametro.com.br Guarulhos, Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 - Ano 40 . nº 12302 - Distribuição gratuita Mundo Web Celebridade Saiba quais os melhores lugares para viver na aposentadoria: http://vocesa.abril.com.br/ga- lerias/seu-dinheiro/melhores- -lugares-para-viver-na-apo- sentadoria/ No verão, atenção redobrada com áreas de risco Pág. 9 Frase “Se é que já aconteceu ou ainda vai acontecer, o coração é quem deve perdoar. Eu não guardo mágoa de ninguém, mas não sei se perdoaria” A escritora norte-americana Stephenie Meyer faz 39 anos hoje. Disse a cantora Paula Fernandes sobre perdoar ou não uma traição. Foragido DISQUE DENÚNCIA 181 DIAS 1590 19 de novembro de 2008 Evandro Gomes Correia DIVULGAçãO JOãO COTTA / TV GLOBO ENTREVISTA MAURíCIO BUILCATTI Comandante do CPA-M7, coronel Glauco Silva de Carvalho, fala dos crimes na cidade e dos desafios da Segurança Pública. Pág. 4 LUCAS DANTAS Alto Tietê descarta reabertura de consórcio para aterro sanitário Eles não param nem para curtir as festas Médicos, taxistas e vigilantes estão entre os profissionais que não param para nada. Pág. 6 SILVIO CESAR Guarulhense é tema de curta metragem canadense VARIEDADES Pág. 12 Faculdade de Medicina ainda é pura utopia CIDADE Pág. 10 O antigo Consórcio Intermu- nicipal para Aterro Sanitário (Cipas) entre as cidades de Guararema, Biritiba Mirim e Salesópolis, pode estar bem distante de voltar a funcio- nar. Com a interdição do SILVIO CESAR aterro Anaconda, em Santa Isabel, o caos em relação ao despejo do lixo afetou diver- sas cidades que agora têm de buscar em Tremembé, no Vale do Paraíba, espaço ideal para os despejos. Pág. 3 Por estas mãos, todas as bolas voltam ao gramado Bola murcha, furada, rasgada. No país do futebol, para tudo dá-se um jei- to. Praticamente em‘extinção’, a profissão de consertador de bola ainda persiste em Guarulhos, graças ao senhor Donato da Paz, bem conhecido no Calçadão da Dom Pedro II. Habilidoso, o ex-pedreiro é baiano e está na cidade há quase 30 anos. Pág.8

Folha Metropolitana 24/12/2012

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Folha Metropolitana - Guarulhos e Alto Tietê

Text of Folha Metropolitana 24/12/2012

  • www.folhametro.com.brGuarulhos, Aruj, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Po, Salespolis, Santa Isabel e Suzano

    Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 - Ano 40 . n 12302 - Distribuio gratuita

    Mundo WebCelebridadeSaiba quais os melhores lugares para viver na aposentadoria:

    http://vocesa.abril.com.br/ga-lerias/seu-dinheiro/melhores--lugares-para-viver-na-apo-sentadoria/

    No vero, ateno redobrada com reas de risco Pg. 9FraseSe que j aconteceu ou ainda vai acontecer, o corao quem deve perdoar. Eu no guardo mgoa de ningum, mas no sei se perdoaria

    A escritora norte-americana Stephenie Meyer

    faz 39 anos hoje.

    Disse a cantora Paula Fernandes sobre perdoar ou no uma traio.

    Foragido

    DISQUE DENNCIA 181

    DIAS1590

    19 de novembro de 2008

    Evandro Gomes Correia

    divulgao

    Joo Cotta / tv globoentrevista

    Mau

    rCio bu

    ilCa

    tti

    Comandante do CPa-M7, coronel glauco Silva de

    Carvalho, fala dos crimes na cidade e dos

    desafios da Segurana

    Pblica. Pg. 4

    luCaS dantaS

    Alto Tiet descarta reaberturade consrcio para aterro sanitrio

    Eles no param nem para curtir as festasMdicos, taxistas e vigilantes esto entre os profissionais que no param para nada. Pg. 6

    Silvio CeS

    ar

    Guarulhense tema de curta metragem canadense

    variedades Pg. 12

    Faculdade de Medicina ainda pura utopia

    cidade Pg. 10

    O antigo Consrcio Intermu-nicipal para Aterro Sanitrio (Cipas) entre as cidades de Guararema, Biritiba Mirim e Salespolis, pode estar bem distante de voltar a funcio-nar. Com a interdio do

    Silvio CeSar aterro Anaconda, em Santa Isabel, o caos em relao ao despejo do lixo afetou diver-sas cidades que agora tm de buscar em Trememb, no Vale do Paraba, espao ideal para os despejos. Pg. 3

    Por estas mos, todas as bolas voltam ao gramadoBola murcha, furada, rasgada. No pas do futebol, para tudo d-se um jei-to. Praticamente emextino, a profisso de consertador de bola ainda persiste em Guarulhos, graas ao senhor Donato da Paz, bem conhecido no Calado da Dom Pedro II. Habilidoso, o ex-pedreiro baiano e est na cidade h quase 30 anos. Pg.8

  • Sede, Redao e Publicidade: Rua Ip, 144 Jardim Guarulhos - Guarulhos - SP

    CEP: 07090-130 - Fone: (11) 2475-7800

    CNPJ : 44 .193.423/0001-40

    Tiragem e distribuio auditada por:

    Gerente Comercial: Alceu dos Santos - [email protected] Gerente Comercial (Grandes Agncias): Ramon Martins Silva - [email protected]: [email protected] Comercial: [email protected] Distribuio: [email protected] Recursos Humanos: [email protected]: Reportagem local e Agncia Estado. Filiado a: APJ - Associao Paulista de JornaisRepresentantes Comerciais em Braslia e Rio de Janeiro: Pereira de Souza & Cia. Ltda. Fones: (61) 3226-6601 / (21) 2544-3070Impresso: FolhaGrficaOs artigos assinados so de responsabilidade de seus autores.

    Presidente: Paschoal Thomeu (in memoriam)Diretora-Presidente: Andra Santos Thomeu - Diretor-Geral: Orlando Reinas Jr.Gerente de Marketing: Alberto Frazo Junior - [email protected]

    Editor e Jornalista Responsvel: Paulo Manso - [email protected] Editores: Luciene Oliveira - [email protected] e Lourdes Dias - lourdes.r[email protected] - Chefe de Reportagem: Las Domingues - [email protected] - Editor de Arte: Sidney Joo de Oliveira - [email protected] - Subeditor de Arte: Ricardo Leocadio - [email protected] - Diagramao: Rafael dos Anjos Candido, Mauro Dias dos Santos e Neri Gonalves Pereira - Fotos: Guilherme Kastner e Silvio Cesar - Redao: [email protected]

    www.folhametro.com.br

    Relatrio em poder da Administrao

    rena que estamos fazendo neste mundo. No so as circunstncias que transfor-mam o nosso interior e, sim, nossas inter-pretaes a respeito delas.

    A vida movimento, energia e sem-pre tem o melhor para nos oferecer. Cada um de ns pode compar-la a uma tela em branco. Podemos fazer dela uma obra de arte, ou, simplesmente deix-la do jeito que a recebemos, mantendo-a sem gran-des detalhes ou qualquer relevncia. pena que muitas vezes nos deixamos do-minar por pensamentos negativos e limi-tantes. A existncia de cada ser vivo no obra do acaso. Existe um propsito e ele no se restringe aos atos de trabalhar, es-tudar, casar e, sobreviver. Voc e eu exis-timos para contribuir de maneira especial e nica com a evoluo da humanidade e com o nosso prprio crescimento.

    Em todas as esferas da vida, quem mais colhe bons frutos e obtm resultados aquele que desafia a si mesmo. Quando as-sumimos o prprio eu, o que envolve sen-timentos, desejos, realizaes, conflitos e medos, tudo se torna menos complexo, porque fica muito mais fcil enxergarmos a nossa verdadeira essncia. Faz diferena aqueles que reconhecem e utilizam todo o seu potencial, aceitando e vivenciando suas riquezas e fraquezas interiores.

    Pessoas seguras e felizes vivem inten-samente cada momento e se permitem explorar alm do convencional. Muita gente vive estagnada, sem usufruir o me-lhor da vida, simplesmente porque no arrisca uma nova maneira de agir, novas formas de autodescobertas. Cumpre o seu propsito e faz diferena no mundo aque-las pessoas que concretizam seus prprios sonhos. Porm, para isso, imprescind-vel ns mesmos criarmos condies para materializ-lo, o que significa agir para torn-lo realidade.

    Aproveite e use seus medos para im-pulsion-lo e seus talentos para concreti-zar seus maiores sonhos!

    Tempo! O que o tempo? Teoricamen-te seria sensato dizer que apenas a su-cesso de horas, dias e anos que envolvem a noo de presente, passado e futuro ou, simplesmente, o momento ou ocasio apropriada para que alguma coisa se con-cretize. Na prtica, porm, tempo algo muito mais abrangente e valioso. Envol-ve a essncia do que viemos fazer nesse mundo e a manifestao de todo o poten-cial que temos.

    Na correria quase insana que nos en-volvemos dia a dia, muitas vezes deixa-mos passar despercebido que cada instan-te muito precioso, nico e pode revelar grandes oportunidades de transformao. So as nossas escolhas, desde as mais sim-ples s mais complexas, que determinaro o saldo das nossas experincias e a dife-

    SiLviO CS

    AR

    Aeroporto - Expectativa por chegadas e partidas maior no Natal e Ano Novo

    n A Secretaria de Servios Pblicos informa que, em virtude dos feriados de Natal e Ano-Novo, as coletas domiciliares realizadas nos dias 25/12 e 1 de janeiro de 2013, sero antecipadas para hoje e dia 31 de dezembro. Aps este perodo a coleta voltar ao normal.

    n Hoje, s 21h, a Secretaria de Assistncia Social promove a ceia de Natal para os moradores de rua no Albergue Municipal.

    A partir do momento em que voc toma conscincia das suas riquezas interiores, de-fine o que importante para a sua vida e assume o leme do prprio destino, est ca-pacitado a realizar seus maiores sonhos e co-mea a definir sua posio no mundo.

    rodrigo fonseca

    especialista em

    inteligncia emocional

    Ponto de Vista

    Em todas as esferas da vida, quem mais colhe bons frutos aquele que desafia a si mesmo

    ANOTEcENA GUARULHENSE

    EdiTORiAL

    OpiniO2

    O que voc faz com seu tesouro?

    2 Folha metropolitana2 Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

    Sem teorias, Natal tempo de solidariedade e companheirismo

    Muito se discute, nesta poca do ano, sobre a verdadeira mensagem que o Natal pretende passar humanidade. Espe-cialistas se empenham em confirmar ou desmentir preceitos sobre o 25 de dezembro ser ou no o aniversrio de Jesus Cristo. Mesmo os religiosos cristos no tm vises exatamente iguais sobre a data e a maneira de se comemor-la, conforme trouxe a Folha Metropolitana em reportagem publicada ontem.

    H quem acredite que o passar dos anos desvirtuou a mensagem original e tornou a data estritamente comercial. Dizem, estes, que o Natal - assim como outras datas come-morativas - serve apenas e to somente para movimentar as

    lojas e encher os bolsos dos comerciantes de dinheiro e o dos consu-midores de dvidas.

    Mas basta um olhar mais atento ao redor para perceber que, re-almente, alguma coisa muda em dezembro. Ao

    longo dos anos a mudana se verifica cada vez mais prxima do fim do ms, verdade. No entanto, impossvel ficar impassvel alegria que o famoso esprito natalino impregna nas pessoas.

    Os contestadores de planto diro que as festas de con-fraternizao das empresas e das famlias foram a barra e obrigam as pessoas que nem se do to bem assim a se abra-arem, de forma no natural. Mas ser que no isso mesmo o que est faltando para que vivamos dias menos tensos? Um empurrozinho, mesmo que forado? Talvez essa seja a fer-ramenta necessria para quebrar coraes e mentes viciadas de cotidianos impiedosos.

    Podem falar o que quiserem, mas que no Natal as pessoas se mostram menos armadas, se mostram. A caridade ganha fora, com aes sociais se espalhando por comunidades ca-rentes e ruas das grandes cidades.

    Que a noite de hoje acenda a chama do companheirismo, da no-agresso e da solidariedade nas pessoas. E que esse fogo permanea ao longo do Ano Novo, que se aproxima. Tal-vez assim no precisemos mais explicar o que significa o tal Esprito do Natal todo ms de dezembro.

    Que a noite de hoje acenda a chama do companheirismo e da

    no-agressonas pessoas.

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 3Folha metropolitana

    Prefeito de Guararema, Mrcio Alvino: sua cidade j possui um aterro aprovado e com vida til de 30 anos

    Prefeitura vai postar os carns aos contribuintes no incio do ano

    Os carns tero vencimento em 15 de maro de 2013

    Falta licena ambiental ao aterro Anaconda, em Santa Isabel

    Reabertura de aterro sanitrio descartada n SANDRA PAULINO

    Reabrir o antigo do Con-srcio Intermunicipal para Aterro Sanitrio (Cipas) en-tre Guararema, Biritiba Mi-rim e Salespolis pode estar distante de acontecer. Com a interdio do aterro Anacon-da, em Santa Isabel, o caos no despejo do lixo afetou di-versas cidades que agora tm de buscar em Trememb, no Vale do Paraba, espao ideal para os dejetos. Novas ade-quaes e emisso de licena ambiental impedem o funcio-namento do aterro.

    A inteno de reativar o Cipas j foi declarada pelo prefeito eleito Benedito Rafael da Silva (PR), de Salespolis, mas, est fora dos planos dos gestores dos outros munic-pios. Segundo Mrcio Alvino (PR), prefeito de Guararema, sua cidade j possuiu um aterro aprovado e com vida til de 30 anos. A rea para o despejo e as clulas nome dado aos lotes ainda tm ca-pacidade para receber o lixo. Poderia ser uma sada para as trs cidades, apesar de que o lixo tem que ser tratado de maneira regional. Acho que o Cipas vai servir por um tem-po para a cidade de Biritiba e Salespolis e, eventualmente, Guararema, mas seria uma so-

    Deputado tenta apoio do Estado para estudo O deputado estadual e

    ex-prefeito de Guararema, Andr do Prado (PR), tem intermediado apoio do go-verno do Estado para ajudar as cidades de Biritiba Mirim e Salespolis. Em encontro com o secretrio Estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas, e integrantes da Com-panhia Ambiental do Estado de So Paulo (Cetesb), ele foi informado que a reabertura

    do Consrcio Intermunicipal para Aterro Sanitrio (Cipas) teria de passar por uma ade-quao e obras para amplia-o e manejo do lixo. No algo to simples e vai deman-dar alto custo, sentenciou.

    De acordo com Prado, res-ta, agora, esperar a posse do prefeito de Salespolis, Bene-dito Rafael da Silva (PR), para que os gestores tentem nego-ciar uma alternativa com os

    rgos ambientais. Eles no tm condies de levar o lixo para mais de 100 quilme-tros e queremos uma soluo mais imediata. Isso pode ser n0 Cipas, mas precisa fazer o projeto ambiental e seguir to-das as normas. Vamos ajudar os prefeitos a fazer esse estu-do. Se no for possvel (rea-brir) vamos ter que aguardar a construo do aterro com usina, avaliou. (SP)

    Suzano emitir 105 mil carns de IPTU a partir de fevereiro de 2013

    n CAROLINe LOPeS

    A Prefeitura de Su-zano informou que emi-tir, para 2013, 105 mil carns do Imposto Pre-dial Territorial e Urbano (IPTU), que comearo a ser postados nos Cor-reios a partir de feverei-ro. Tanto a parcela ni-ca (para pagamento vista), como a primeira prestao (para quitao em dez vezes), vencero

    luo provisria. Isso tem que ser encarado por municpios maiores, como Mogi, Aruj, Suzano e Ferraz, ponderou.

    Principal integrante do consrcio, o prefeito de Biriti-ba Mirim onde est o Cipas Carlos Alberto Taino Ju-nior (PSDB), o Inho, tambm no se mostrou favorvel reabertura. Ele justifica seu posicionamento pelo eleva-do custo com a readequao do local. Economicamen-te para ns seria vivel. O Cipas hoje tem que rever o encerramento e ampliao do aterro. Isso no fcil, precisa de recursos. Vamos batalhar nisso buscar na Se-cretaria de Meio Ambiente para ver a possibilidade, diz.

    Por outro lado, ele ainda argumenta que a cidade est inserida num novo consrcio firmado com Aruj, Mogi das Cruzes e Salespolis para um projeto piloto de aterro sani-trio encabeado pela (Sa-besp. Isso ser um modelo

    no prximo dia 15 de mar-o. Com base no ndice de Preos ao Consumidor Am-plo (IPCA) acumulado de dezembro de 2011 a novem-bro de 2012, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geo-grafia e Estatstica (IBGE) no incio deste ms, o rea-juste ser de 5,53%.

    At o vencimento, o pa-gamento do imposto pode-r ser feito em toda a rede bancria, casas lotricas ou agentes bancrios autoriza-

    dos pela Caixa Econmica Federal. Aps o vencimen-to, o pagamento ter de ser feito nas agncias da Caixa ou nas lotricas.

    diego barbieri

    maurcio builcatti

    CIDADE

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 20124 Folha metropolitana

    Coronel Glauco Carvalho defende que o preso deve cumprir a pena com dignidade, mas precisa responder pelo mal

    Crimes violentos exigem tratamento diferenten Alfredo Henrique

    O comandante da Polcia Militar de Guarulhos, coro-nel Glauco Silva de Carvalho, recebeu a Folha Metropoli-tana, na quarta-feira passada em seu gabinete, no Coman-do de Policiamento de rea Metropolitano 7 (CPA-M7), e projetou que o nmero de homicdios praticados em Guarulhos vo diminuir. Tambm admitiu que crimes contra o patrimnio, como furtos e roubos, tero au-mento quando a estatsticas forem fechadas em 2013.

    Carvalho tambm deu sua opinio sobre os benef-cios aos rus primrios, que praticam crimes violentos, e falou ainda sobre maiorida-de penal e os indultos con-cedidos a presos em datas comemorativas.

    Folha Metropolitana - O senhor diz que os ndices de homicdio iro diminuir. De que forma?

    Glauco Silva de Carvalho - Apesar de o Estado de So Paulo ter registrado aumento neste tipo de crime, Guaru-lhos - mesmo com a onda de violncia em novembro - re-gistrou baixa. Isso se deve ao trabalho de monitoramento e inteligncia realizados pela PM. Porm, os crimes contra o patrimnio registraram um aumento expressivo.

    FM - A quais fatores o se-nhor atribui este aumento?

    Carvalho - Quando voc comea a coibir determina-das modalidades de crime, aquele indivduo que no se recupera migra para o crime mais fcil de ser praticado. Se ele trabalha com roubo de carga e a polcia comba-te esta prtica, ele comea a fazer roubo de veculo. Por isso que sou a favor do au-mento de pena.

    FM - Poderia dar um exemplo?

    Carvalho - O indivduo condenado a uma pena x. Se ele for primrio e com

    bons antecedentes, cumpre um sexto da pena. Ele en-tra em sua residncia, rou-ba, mantm a sua famlia l dentro e condenado a seis anos de recluso e vai cum-prir um ano. Isso est certo? Eu acho que no.

    FM - Mas tem como re-verter isso?

    Carvalho - difcil, pois este discurso que estou fa-lando aqui, hoje, politica-mente incorreto.

    FM - Qual o discurso po-liticamente correto?

    Carvalho - Diminuir pena. Prestao de servio comunidade. S que o cri-me que envolve violncia ou grave ameaa no pode ter o mesmo tratamento que um crime de estelionato, o crime de furto e crimes em que no h o emprego da violncia.

    FM - E os crimes violen-tos praticados por menores, como o senhor os avalia?

    Carvalho - No d para voc dar um tratamento para adolescente entre 14 e 18 anos como se eles no soubessem o que esto fa-zendo. Eles matam uma pessoa, roubam, barbari-zam e tm um tratamento privilegiado.

    FM - O que fazer para mu-dar isso?

    Carvalho - No digo que o menor deve estar no mesmo estabelecimento [prisional] que o adulto. Mas que ele responda com as mesmas penas que os maiores, s que em um estabelecimento pr-prio. Como em qualquer pas do mundo civilizado.

    FM - E como calcula a res-ponsabilidade do menor?

    Carvalho - O que define um menor de idade con-ferir se ele tinha conscin-cia da ilicitude. Se ele sabe que o que est fazendo er-rado, ele responde, portan-to, pelo crime que praticou.

    Se ele no tem conscincia da ilicitude do fato, ele no responde.

    FM - Como saber sobre presena ou ausncia de conscincia?

    Carvalho - Podemos usar casos de Guarulhos como exemplo. O adulto pratica o crime, mas o menor assume sabendo que no vai dar em nada. Hoje a polcia no sabe quais crimes um maior cometeu quando era menor, pois isso no disponibiliza-do. Aps um menor infrator completar 18 anos como se ele comeasse a vida com zero ano de idade, sem ne-nhuma ilicitude em sua fi-cha. No vamos acabar com o crime nunca desta forma.

    FM - O que fazer ento?Carvalho - O preso deve

    cumprir sua pena com dig-nidade. Mas precisa respon-der pelo mal que promoveu ao seu semelhante. Quando transgride regras da socie-

    dade, deve pagar. Por isso vemos este caos de impuni-dade. O cara condenado a 12 anos, fica dois anos [pre-so] e liberado. Veja o caso do indulto de Natal.

    FM - Como o senhor ava-lia este benefcio?

    Carvalho - No sou con-tra o indulto. Porm, pes-soas que cometem crimes que envolvem violncia e grave ameaa no podem ser beneficiadas com o indulto. O indivduo que praticou roubo, homicdio, estupro, no poderia ser beneficiado com o indul-to. Ns tivemos um caso no Dia dos Pais. A pessoa saiu do sistema prisional de manh e tarde foi pre-sa em flagrante, pratican-do um roubo no Centro de Guarulhos. Foi preso nova-mente. Entre 10% a 15% dos indultados no retor-nam para os presdios.

    FM - Quem so estes in-dultados?

    Carvalho - So justa-mente os indivduos que praticaram os crimes mais graves. A sociedade volta a ser ameaada por um exrcito de criminosos nas ruas. Isso precisa ser combatido. Quanto 10% de 15 mil ou de 20 mil presos? um exrcito de pessoas que no voltam para os presdios. quase a populao carcerria de dois presdios inteiros que deixa de retornar.

    FM - Isso ajuda a aumen-tar as estatsticas criminais?

    Carvalho - Sem dvida. Mesmo que em um primei-ro momento o indivduo fique com sua famlia, na primeira oportunidade ele volta a praticar o crime, quando este indivduo um criminoso contumaz. Nossa taxa de reincidncia mui-to alta. Quem transgride as regras deve pagar pelo que fez dentro dos limites que o estado democrtico de direi-to estabelece.

    Lucas dantas

    entrevista

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 5Folha metropolitana

  • 6 CIDADE Folha metropolitana6 Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

    A prpria equipe se torna a famlia. Perto do horrio [da ceia], a gente senta junto.

    Algumas funes no param nem durante as Festas

    n ChiCo Junior

    Algumas funes exigem a atuao dos profissionais mesmo durante as festas de fim de ano. Em certos casos, as atividades pedem suas presenas mesmo enquanto as ceias ainda so sabore-adas. A maioria dos entre-vistados ouvidos pela Folha Metropolitana faz planto no Natal ou no Rveillon h mais de sete anos.

    O coordenador de intera-o da NovaDutra, Peter Ri-beiro, disse que atuou mais de 15 anos nas bases insta-ladas na Rodovia Presidente Dutra, que liga So Paulo ao Rio de Janeiro. Virei muito ano atendendo na pista. s vezes na sequncia, Natal e Ano Novo, afirmou. Ele dis-

    Sou taxista, t na rua, t na pistaTrabalhando h 18 anos

    como taxista, Durval Batis-ta dos Santos passou quase todas as datas festivas aten-dendo passageiros. Teve ano que passei a madrugada na rua porque a maioria [dos fa-miliares] viajou e os poucos que sobraram dispersaram, diz. Segundo ele, a rotina nas festas natalinas chegar em casa s 23h30 e retornar s ruas depois da meia-noite.

    Presidente de uma em-presa de txi, Fernando Louano disse que elaborar a escala nos dias de festas uma das tarefas mais com-plicadas. Fica difcil tirar o direito de a pessoa viajar, declarou. Nos dias de festas, 40 carros da frota de 110 t-xis ficam na escala. Contudo, Louano afirma que outros taxistas tambm ajudam na demanda. (CJ)

    Fogos de artifcio, champanhe e nascimentosO mdico obstetra Ada-

    mor Marques Malheiros Neto contou que seu primei-ro planto foi h sete anos em um Rveillon. Foi bem agitado. Fiz vrios partos e tive muito trabalho. Sempre quando fao planto no Ano Novo tem uma expectativa de fazer o parto do primeiro beb do ano, mas nunca tive essa sorte, diz. Ele atua na rede Unimed Paulistana.

    Questionado sobre a re-ao da famlia a respeito dos plantes, Neto afirma que o perodo mais difcil foi quando nasceram os filhos. Tento fazer deste ambiente algo bom para comemorar. Tem pessoas que esto em situaes piores. E, como nessa poca do ano ficamos mais sensveis, tambm me sensibilizo e consigo reagir bem, declarou. (CJ)

    se que as equipes recebem ceia da empresa. Todos sa-bem que um sacrifcio estar ali. Muitas vezes tem de largar tudo no meio da ceia e fazer um atendimento, que s vezes uma simples pane. Mas isso no quebra essa harmonia, declarou. Para este ano, a pre-viso que aproximadamente 269 mil carros passem pela Dutra entre sexta e sbado.

    O segurana Valdecir Ca-etano Fernandes trabalha em expediente noturno h 15 anos. Trabalhei pela pri-meira vez em festa de fim de ano em 1992. Desde esta ocasio, sempre trabalho Natal ou Ano Novo, disse. Semelhante a Ribeiro, o se-gurana diz que os amigos do trabalho se tornam uma famlia nesses perodos.

    O taxista Durval diz que passou quase todas as datas festivas trabalhando

    Peter ribeiro Coordenador de interao da NovaDutra

    No comeo foi bem difcil, sobretudo porque minha famlia segue risca as tradies natalinas. Antes de sair, festejamos um pouco e meia-noite, nos falamos por telefone.

    ValDeCir CaetaNo FerNaNDes, segurana da UnG

    silvio cesar

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 7Folha metropolitana

    Base Territorial: Guarulhos e Aruj

    Sindicato dos Trabalhadores nas Indstriasda Construo e do Mobilirio de Guarulhos

    Uma Homenagem daDiretoria e seus funcionrios do

    Sindicato da Construo Civil Guarulhos e Aruj 12/08/2012Edmilson Giro da SilvaDiretor Presidente

    Feliz Natal e um Prospero Ano NovoFeliz Natal e um Prospero Ano NovoQue este Natal seja um momento especial a todos!

    Natal no uma poca nem uma estao, mas um estadoda mente. Apreciar a paz, ser abundante em clemncia, ter o real esprito de Natal. O Sindicato da Construo

    civil de Guarulhos Aruj Deseja a Todos um Feliz Natal

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 20128 Folha metropolitana

    n Alfredo Henrique

    No pas do fu-tebol, quase todos se consi-deram craques ou tcnicos. Isso possibilita

    que as peladas ocorram en-tre amigos e, para que isso ocorra, necessrio ter bola.

    Com o tempo, a pelo-ta fica gasta e pode furar. Quando isso acontecer, em Guarulhos, s procurar pelo senhor Donato da Paz no calado da Dom Pedro II, ao lado da Inspetoria Cen-tro da Guarda Civil Munici-pal. Ele o nico da cidade a fazer esse tipo de conser-to. A concorrncia, segundo ele, acabou h cerca de cinco anos. Baiano da gema, o ex--pedreiro de 58 anos se mu-dou para Guarulhos h 28 anos. Aprendi na cidade o ofcio de costurar bolas, com um conhecido que no lem-bro o nome. S sei que era do Cear e j morreu.

    Paz trabalha sentado sob uma pequena cobertura me-tlica, de segunda sexta-

    -feira, das 9h s 16h30. Con-serta quase todos os tipos de bola. S no d conta de bola de basquete furada, nem de bola de ping-pong.

    Disse que demora em tor-no de 30 minutos para arru-mar uma bola de futebol, o tipo mais frequente em sua barraquinha. Cobra R$ 12 por conserto. Assim ele criou quatro filhos, dois homens e duas mulheres, fazendo a manuteno de bolas no Centro da cidade. Questio-nado sobre seu time de cora-o, Paz desconversou para no perder clientes.

    Disse, tambm, que joga-va muitas partidas em seus dias de folga. Foi impedido por causa de leso no ten-do, como bom jogador de ponta ou de fim de semana.

    Paz s no d conta de bola de basquete furada, nem de bola de ping-pong

    A vida dedicada ao conserto de um smbolo nacional

    Nosso boleiro disse que o tipo mais difcil de pelota para consertar a que tem cmara de pano. Ele explicou que necessrio remover camadas de linha at se chegar borracha. Outra dificuldade deixar as contas em dia com seu lucro de R$ 900,00 mensais. Paz usa como ferramentas de trabalho agulha, linha, remendos, estilete, tesoura e per-severana. Diz que no se arrepende de ter dedicado a vida em seu traba-lho e que no se imagina fazendo outra coisa. Quando pode, ele tambm engraxa sapatos na mesma barraquinha. Chuteira l no tem vez.

    desafio

    Donato diz que

    aprendeu a costurar bola morando em

    Guarulhos

    Nesse ofcio ele conseguiu criar quatro filhos, dois homens e duas mulheres

    Conserto de bola de futebol com Donato da Paz demora cerca de 30 minutos

    Fotos: silvio cesar

    CIDADE

  • 9CIDADE 9Folha metropolitana 9Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

    Desejamos a todos os guarulhenses um Feliz Natal e um Ano Novo com muitos avanos no

    caminho da contruo de uma cidade global e desenvolvida econmica e socialmente

    H 13 anos trabalhando pelodesenvolvimento e inovao da Cidade.

    www.agendeguarulhos.org.br - tel.: 3488-9535

    Operao Vero em 76 municpios vai at o ms de maro de 2013

    Vero ser mais chuvoso, alerta Defesa Civiln Alfredo Henrique

    A Defesa Civil (DC) do Estado de So Paulo alertou que o vero de 2013 ser mais chuvoso do que o mes-mo perodo do ano passado, possibilitando mais ocorrn-

    cias na faixa Leste do Esta-do. Para auxiliar no combate a inundaes e desmorona-mentos, lanou no dia 22 a Operao Vero 2012/2013 em 76 municpios. A ao dura at 31 de maro de 2013.

    A diretora de comuni-

    cao social da DC, tenente Aline Betnia Ribeiro Mattos Carvalho, disse que agen-tes do rgo e pessoas que vivem em reas de risco fo-ram orientados e treinados, durante o segundo semestre deste ano, para diminuir os

    riscos em caso de desastres. As inundaes so mais

    frequentes neste perodo, as-sim como desmoronamentos. Fazemos um trabalho intenso de preveno e, em 2013, re-foraremos ainda mais isso.

    Ela informou que as regi-

    es mais crticas do Estado so o Vale do Paraba, Vale do Ribeira, Regio Metropoli-tana e Baixada Santista. Dis-se ainda que, para 2013, a De-fesa Civil pretende ampliar de 76 para 130 o nmero de cidades atendidas pelo rgo.

    Guarulhos registrou 18 casos de desalojadosSo Paulo foi a sexta ci-

    dade com mais casos de de-salojados durante a Opera-o Vero 2011/12 feita pela Defesa Civil. Segundo dados do rgo, 22 pessoas ficaram sem casa durante o perodo de chuvas do ano passado na cidade. Ficou atrs do ABC, que a regio campe, com 800 desalojados. seguida de Osasco, com 213, Litoral

    Norte, com 180, regio da Campinas, com 143, e Vale do Ribeira, com 27.

    As cidades que registra-ram menos ocorrncias de desaloajamentos em relao Capital so Santos, com 20 casos, Guarulhos, com 18, Vale do Paraba, com seis, Sorocaba e Jundia, que no registraram nenhum caso do gnero. (AH)

    Agentes e pessoas que vivem em reas de risco foram orientadas e treinadas, segundo a DC

    fotos: sidnei barros / arquivo fm

  • 10 CIDADE Folha metropolitana10 Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

    Cidade com PIB menor que Guarulhos, Ribeiro Preto tem trs faculdades de medicina: USP, Unaerp e Centro Universitrio Mau

    consumidor

    Jorge Wilsonespecialista em Direito do Consumidor

    Consumidor: Ateno!

    Troca de produtos

    Qualquer dvida, entre em contato no telefone 2408-6556 ou pelo site: www.jorgewilson.org.

    Passadas as comemoraes de Natal, voc agora volta s lojas para trocar aquela roupa que no serviu, o sapato que no gostou, o eletro-eletrnico que voc j tem e surge a seguinte pergunta: eu tenho direito de trocar o produto?

    A resposta : depende.O Cdigo de Proteo e Defesa do Consumi-

    dor estabelece em seu artigo 49 que o consumi-dor pode desistir do contrato no prazo de sete dias a contar da assinatura ou do ato de rece-bimento do produto ou servio, sempre que a contratao do fornecimento de produtos ou ser-vios ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou domiclio.

    Desta forma, voc tem possibilidade de tro-ca simplesmente porque o produto no do seu agrado ou porque no serviu. a chamada troca imediata.

    No caso de compras feitas pessoalmente, as lojas, em regra, procuram efetuar trocas para fi-delizar seus clientes, mantendo assim um bom relacionamento com sua freguesia. Optam por conceder um prazo para realizar a troca. Verifi-

    que no produto se consta prazo para troca e fi-que atento ao prazo estabelecido e as condies que foram determinadas no ato da compra.

    Se o produto apresentar algum defeito, voc tem o prazo de 90 dias para reclamar sobre produtos durveis e 30 dias para produtos no durveis. Caso a loja ou o fabricante conceda garantia contratual maior que 90 dias, voc poder reclamar no prazo estabelecido. O que importante neste momento, consumidor, a boa relao e o respeito do fornecedor com o seu cliente.

    Cidades menores tm faculdade de medicinan AlfreDo Henrique

    So Paulo conta com 28 instituies de ensino su-perior na rea de medicina, distribudos em 19 cidades. Dez so pblicas e 18 parti-culares, informou o Conse-lho Regional de Medicina de So Paulo (Cremesp).

    Apesar de Guarulhos contar com o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB)

    UnG quer dar curso de medicina populaoAntonio Veronezzi, chan-

    celer da Universidade Gua-rulhos (UnG), afirmou que a instituio atende ao apelo da cidade ao programar a cria-o de um curso de medicina. No sou eu que quero um curso desses, a comunidade.

    O conselheiro do Cre-mesp de Guarulhos, Kazuo Uemura, disse que para se

    criar um curso de medicina necessrio construir um hospital-escola.

    Veronezzi explicou que eventuais convnios com hospitais iro possibilitar os estgios dos alunos do futuro curso. Alm disso, a UnG j conta com diversos laborat-rios na rea da sade, com-pletou o chanceler. (AH)

    do Estado, de R$ 37,1 bilhes, no conta com uma faculdade para a formao de mdicos. A cidade tambm detm a se-gunda maior populao, qua-se 1,3 milho de habitantes. Os dados so do Instituto Bra-sileiro de Geografia e Estats-tica (IBGE), referentes a 2010.

    Outras cidades com popu-lao e PIB inferiores, chegam a contar com at trs institui-es de ensino na rea mdica.

    Dados do Cremesp indi-cam que funcionam trs uni-versidades com curso de me-dicina em Ribeiro Preto. A cidade tem cerca de 620 mil habitantes e PIB de R$ 17 milhes. Formam mdicos na cidade a Universidade de So Paulo (USP), Universida-de de Ribeiro Preto (Una-erp) e Centro Universitrio Baro de Mau.

    Com populao de

    610,120 mil habitantes e PIB de R$14,1 milhes, Sorocaba conta com o curso de medi-cina oferecido pela Pontifcia Universidade Catlica (PUC).

    Ainda segundo o Cre-mesp, h tambm no Esta-do seis escolas de medicina aprovadas, mas que no iniciaram suas atividades. E outras duas j em funciona-mento que ainda no forma-ram profissionais na rea.

    Uemura lembra que para criar curso necessrio construir hospital

    silvio cesar

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 11Folha metropolitana

    Nmero de roubos nos

    primeiros 11 meses aumentou

    11,34%

    Foram visitadas 3,3 mil escolas pblicas pelos graduandos

    Vaga em direito com bolsa de R$ 600 mais benefcios

    O CIEE est com uma vaga aberta de estgio para Direito. Os alunos devem cursar o 4. ano da graduao. A empresa est loca-lizada em Itaquaquecetuba e oferece uma bolsa-auxlio de R$ 600 mensais para jornada de 6 horas dirias, das 9h s 16h, alm de auxlio-transporte. Os interessados precisam mandar um currculo por e-mail para [email protected] no assunto infor-mar o cdigo da vaga (00651416).

    Outras oportunidades:

    Mais informaes

    Administrao de empresas - Alunos do 3. e 5. semestre. Empresa localizada em Mogi das Cruzes. Bolsa-auxlio de R$ 900. Cdigo 671170.

    Administrao de empresas - Alunos do 1. ao 3. semestre. Empresa localizada na Vila Flrida. Bolsa-auxlio de R$ 600. Cdigo 630808.

    Administrao de empresas - Alunos do

    1. ao 6. semestre. Empresa localizada na Vila Augusta. Bolsa-auxlio de R$ 800. Cdigo 649819.

    Administrao de empresas - Alunos do 3. ao 6. semestre. Empresa localizada em Cumbica. Bolsa-auxlio de R$ 900. Cdigo 671162.

    Educao Fsica (bacharelado) - Alunos do 4. ao 6. semestre. Empresa localiza-da no Parque Cecap. Bolsa-auxlio de R$ 540. Cdigo 666737.

    Para acessar as vagas de Guarulhos e regio, basta fazer o cadastro no site do CIEE www.ciee.org.br ou ligar no telefone 3046-8211 e informar o cdigo da vaga. J as vagas de Mo-gi das Cruzes e regio, ligar para 4799-2500.

    Ensino mdio - Alunos do 1. e 2. ano. Empresa localizada em Mogi das Cruzes. Bolsa-auxlio de R$ 300. Cdigo 671151.

    Ensino mdio - Alunos do 1. e 2. ano. Empresa localizada em Mogi das Cruzes. Bolsa-auxlio de R$ 400. Cdigo 671195.

    Odontologia - Alunos do 1. ao 4. se-mestre. Empresa localizada no Centro, em Guarulhos. Bolsa-auxlio de R$ 500. Cdigo 615656.

    Pedagogia - Alunos do 1. ao 5. semes-tre. Empresa localizada em Pimentas. Bolsa-auxlio de R$ 520. Cdigo 660562.

    Tcnico em logstica - Alunos do 1. e 2. semestre. Empresa localizada no Polo Industrial, em Aruj. Bolsa-auxlio de R$ 800. Cdigo 664570.

    Tcnico em mecnica - Alunos do 1. e 2. semestre. Empresa localizada na Vila Zanardi, em Guarulhos. Bolsa-auxlio de R$ 500. Cdigo 661151.

    O roubo de veculos cres-ceu 8,7% na Capital nos 11 primeiros meses deste ano e 11,34% em todo o Estado em comparao com o mes-mo perodo de 2011. Segun-do policiais e especialistas em Segurana Pblica, ao lado do trfico de drogas, esse um dos setores crimi-nosos com maior presena de quadrilhas.

    Os bandos so compar-timentados e os integrantes tm funes distintas: quem rouba no corta o carro, por exemplo, para vender as pe-

    centro de integrao empresa-escola

    Alunos incentivam inscrio na Fuvest

    Roubo de carros cresce no Estado

    Alunos que entraram na USP, depois de ter estudado em escola pblica, visitaram este ano 3.328 escolas esta-duais e municipais de ensino mdio em vrias cidades do Estado. O objetivo do Progra-ma Embaixadores da USP incentivar que os alunos fa-am a inscrio na Fuvest.

    O programa existe desde 2007, quando a bonificao foi instituda na USP. Entre-tanto, o nmero de escolas visitadas este ano foi maior do que o acumulado dos outros cinco. O projeto de cotas anunciado nesta se-

    divulgao

    mana prev recrutamento nas escolas e projetos como esses sero fundamentais.

    Neste ano foram atingi-dos 100.847 mil alunos, se-gundo a pr-reitora de Gra-duao da USP, Telma Zorn. O objetivo nosso trazer mais alunos, diz. H alunos que no sabem que a USP gratuita. Temos de mostrar que possvel estudar l.

    Os prprios embaixado-res fazem inscries no Pro-grama de Avaliao Seriada (Pasusp), que chega a dar 15% de bnus. Tambm so produzidos relatrios sobre o resultado das visitas.

    Em 2012, participaram do projeto 1.543 alunos de gra-duao. Professores tambm se envolvem - 102 docentes visitaram escolas. A pr-rei-toria de Graduao planeja fazer com que esse trabalho valha crditos. (AE)

    as em desmanches.Os mesmos nmeros di-

    vulgados na ltima sexta--feira pela Secretaria da Se-gurana Pblica, no entanto, mostram uma possvel ten-dncia de queda nessa rea. Isso porque em novembro os assaltantes levaram 13% menos carros do que no mes-mo ms de 2011. H reduo tambm quando a compara-o com o ms de outubro (-6,2%). O mesmo ocorre com os dados do Estado queda de 5% em comparao com novembro de 2011. (AE)

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 201212 Folha metropolitana

    Marcelo Luz construiu um carro eltrico que j percorreu 36.400km

    ServioEspetculo: Os Monlogos da VaginaElenco: Adriana Lessa, Cacau Melo e Gabriela Al-ves ToulierConcepo Original e Adaptao: Miguel FalabellaAutora: Eve Ensler Gnero: ComdiaTemporada: 11 de Janeiro a 17 de FevereiroLocal: Teatro Brigadeiro - 700 lugares - Av. Brig. Luiz Antnio, 884, Bela VistaClassificao etria: 12 anosDurao: 90 minutosIdealizao - Cssio L. ReisRealizao - Phoenix Produes Artsticas e Entre-tenimento

    Guarulhense protagoniza filme no Canad n Rmulo magalhes

    O guarulhense Marce-lo Luz, 44, est sendo ho-menageado em um curta--metragem produzido pelos cineastas canadenses Rich Williamson e Shasha Nakhai. O filme conta as conquistas realizadas pelo brasileiro, em relao ao meio ambiente e serve tam-bm de inspirao para ou-tras pessoas a terem a mes-ma conscincia.

    H 12 anos, Marcelo Luz mora no Canad, em Toronto. Em Guarulhos, ele viveu no bairro de Torres Tibagi. Com exclusividade Folha Metropolitana, ele contou como e por que foi homenageado em um curta--metragem canadense: O curta conta a minha hist-ria, o que presenciei quando criana ao ver o Rio Tiet poludo, a poluio dos ve-culos e as enchentes de So Paulo. Minha inspirao para buscar alternativas e ajudar o meio ambiente.

    Para essa contribuio Marcelo Luz construiu um carro eltrico que j percor-

    reu 36.400 km usando ape-nas luz solar como combust-vel. Seu carro solar chamado XOF1 quebrou vrios recor-des mundiais e tornou-se o primeiro carro eltrico do mundo a chegar ao rtico e a atravessar a estrada de gelo mais longa do planeta sobre o Oceano rtico.

    Para mim, a questo no era somente construir um carro solar, mas tambm con-quistar o maior desafio no planeta para um carro mo-vido a luz, disse o ambien-talista. O XOF1 foi ao rtico no s uma, como duas ve-zes. Quebrou vrios recordes mundiais e tambm atraves-sou a estrada de gelo mais longa do mundo, completou.

    Curta poder participar do festival de filmes de SundanceO filme, com narrao

    em ingls do prprio Marce-lo Luz, j se destaca entre os semifinalistas da competio de filmes GE Focus Foward. Caso consiga a maioria dos votos, o filme ser exibido no festival de filmes Sundance, o maior festival de filmes in-dependentes dos EUA.

    Ser uma conquista maravilhosa, uma grande oportunidade de divulgar o projeto para o pblico. Alm disso, pode continuar servindo de inspirao para as pessoas que querem aju-dar o meio ambiente, de-clarou Luz.

    Questionado se j rea-

    lizou trabalhos em sua ci-dade natal, o ambientalista disse que no, apesar de j ter feito apresentaes em vrios pases, universidades e escolas. Se for convidado para fazer apresentaes em Guarulhos, seria gratifican-te, faria com muito prazer, concluiu. (RM)

    Monlogos da Vagina comemora 13 anos

    Filme conta as conquistas realizadas pelo brasileiro em relao ao meio ambiente

    Comemorando 13 anos de sucesso de pblico e cr-tica no Brasil, a comdia Os Monlogos da Vagina retor-na dia 11 de janeiro ao Tea-tro Brigadeiro, em So Paulo, para curtssima temporada com novo elenco.

    Produzido em mais de 150 pases e traduzido para mais de 50 idiomas, o espe-tculo tornou-se fenmeno mundial. A estreia brasileira aconteceu em 7 de abril de 2000, no Teatro Clara Nu-nes, no Rio de Janeiro, com incrvel sucesso de pblico e crtica. A genialidade de Mi-guel Falabella na adaptao e direo do texto o tornou o primeiro diretor no mundo a escalar trs atrizes para, ao mesmo tempo, encenarem as narrativas das entrevistas

    originais colhidas pela auto-ra da obra, Eve Ensler.

    Com ingressos esgotados em todas as apresentaes, o espetculo transformou--se em fenmeno de pblico e crtica no Rio de Janeiro e em So Paulo, ganhando 5 prmios Qualidade Brasil: Melhor Espetculo (Rio e SP), Melhor Direo (Rio e SP) e Melhor Atriz (Zez Po-lessa). O sucesso continuou em turns pelos maiores te-atros de todo o Brasil alm de novas temporadas no Rio de Janeiro e So Paulo. Atrizes consagradas, como Zez Polessa, Cludia Rodri-gues, Cissa Guimares, Fafy Siqueira, Totia Meirelles, Bia Nunnes, Lucia Verssi-mo, Tnia Alves, Elizngela, Mara Manzan, Maximiliana

    Reis e Chris Couto, entre ou-tras, se orgulham de um dia ter tido a oportunidade de encenar, com muito carinho e respeito, os depoimentos reais de todas as mulheres que inspiraram a autora a conceber essa obra. Em ja-neiro de 2013 a atriz Gabriela Alves Toulier assume o mes-mo papel que sua me Tnia Alves fez por quase 4 anos.

    Adriana Lessa integra o novo elenco do espetculo a partir de janeiro

    JOO MAChADO / ARquIVO FM

    VARIEDADES

    DIVuLGAO

  • VARIEDADES 13Folha metropolitana 13Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

    EM CARTAZ nos Cinemas

    Direo: J.A. Bayona. Com: Ewan McGregor, Naomi Watts. Maria, Henry e seus trs filhos iniciam suas frias na Tailndia. Porm, na manh de 26 de dezembro, enquanto a famlia relaxa na piscina depois das festividades de natal, um terrvel barulho surge do centro da terra. Baseado em uma

    histria real, O Impossvel um inesquecvel retrato de uma batalha travada por uma famlia em meio milhares de estrangeiros, no caos de uma das piores catstrofes naturais dos ltimos tempos. Internacional

    Shopping 11, 12h20 (exc. 25/12), 14h55 (exc. 25/12), 17h45 (exc. 24/12), 20h15

    (exc. 24/12). Sex. e Sb., 23h00.

    Direo: Ang Lee. Com: Suraj Sharma, Irrfan Khan, Adil Hussain e Grard Depardieu. Uma histria sobre um jovem em uma viagem fatdica que, depois de um desastre espetacular no meio do oceano, o arremessa em uma jornada pica de aventura e descoberta. Ele se encontra sozinho em uma embarcao salva-vidas com outro sobrevivente do naufrgio, um temvel tigre de Bengala com quem ele faz uma conexo surpreendente e inesperado. Shopping Bonsucesso 1, 13h10, 16h00, 18h40, 21h20. Mogi Shopping 3, 13h00, 15h50, 18h40, 21h30. Ter. 15h50. Suzano Shopping 4, 13h00, 15h40, 18h20, 21h00. Ter., 15h40, 18h20, 21h00. Internacional Shopping 4,10,13, 11h30 (exc. 25/12), 12h30 (exc. 25/12), 13h20 (exc. 25/12), 14h20 (exc. 25/12), 15h25, 16h15 (exc. 24/12), 17h25 (exc. 24/12), 18h30 (exc. 24/12), 19h15 (exc. 24/12), 20h30 (exc. 24/12), 21h20 (exc. 24/12), 22h20 (exc. 24/12). Sex. e Sb., 00h15.

    O Hobbit: Uma Jornada Inesperada2012. Direo: Peter Jackson. Com: Martin Freeman, Ian McKellen, Richard Armitage, Aidan Turner, Graham McTavish, Elijah Wood, Orlando Bloom, Andy Serkins, Cate Blanchett. O mago Gandalf e os 13 anes que formam a companhia contratam Bilbo Bolseiro para uma jornada at a Montanha Solitria, onde tentaro recuperar os pertences dos anes que foram roubados pelo drago Smaug. Shopping Bonsucesso 4,6, 13h00, 14h00, 16h20, 17h25, 19h40, 20h45. Mogi Shopping 1, 13h30, 17h00, 20h30. Ter. 17h00. Suzano Shopping 1,2,3, 13h10, 13h30, 15h20, 16h35, 17h00, 19h00, 20h00, 20h30. Ter., 15h20, 16h35, 17h00, 19h00, 20h00, 20h30. Internacional Shopping 6,7,8,9,12,14, 11h10 (exc. 25/12), 11h40 (exc. 25/12), 12h10 (exc. 25/12), 13h40 (exc. 25/12), 14h00 (exc. 25/12), 14h40 (exc. 25/12), 15h10, 15h20 (exc. 24/12), 15h50 (exc. 24/12), 17h20 (exc. 24/12), 17h50 (exc. 24/12), 18h20 (exc. 24/12), 18h50 (exc. 24/12), 19h00 (exc. 24/12), 19h30 (exc. 24/12), 21h00 (exc. 24/12), 21h30 (exc. 24/12), 22h00 (exc. 24/12), 22h30 (exc. 24/12). Sex. e Sb., 22h50, 23h20.

    A Origem dos Guardies2012. Direo: Peter Ramsey e William Joyce. Com: Vozes de: Hugh Jackman, Isla Fisher, Chris Pine, Jude Law, Alec Baldwin, Dakota Goyo. A Origem dos Guardies baseado na srie de livros The Guardians of Childhood, de William Joyce, e segue a histria dos heris da nossa infncia. Papai Noel, Coelho da Pscoa, Fada dos Dentes se unem para salvar o mundo do malvado Bicho-Papo. Ele pretende iniciar uma era da escurido, que destruir o sonho de todas as crianas. Shopping Bonsucesso 2, 13h30, 15h30, 17h30, 19h30. Mogi Shopping 2, 13h50, 16h00. Ter. 16h00. Suzano Shopping 5, 12h50. Internacional Shopping 1,6, 10h50 (exc. 25/12), 12h50 (exc. 24/12), 13h00 (exc. 25/12), 15h15, 17h30 (exc. 24/12), 19h50 (exc. 24/12), 22h10 (exc. 24/12).

    FOTOS: DIVULGAO

  • VARIEDADES14 Folha metropolitana14 Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

    Conservatrio de Tatu uma das mais renomadas de todo o Pas

    Inscries podero ser feitas de 7 a 18 de janeiro

    palavras cruzadas diretaswww.coquetel.com.br Revistas coquetel 2012

    RIES: Lute com tenacidade e perseverana, por tudo que pretenda realizar, pois, esforando-se, conseguir resultados surpreendentes. xito profissional.

    TOURO: O trabalho, as empresas e o amor esto em bom aspecto. Nervosismo flor da pele. Os astros revelam que todos os assuntos fora do lar esto amplamente favorecidos.

    GMEOS: Evite desavenas, questes e desarmonias na vida domstica. Por outro lado, ter sucesso nos negcios e ser bem sucedido profissionalmente.

    CNCER: Conseguir progredir no trabalho e ser bem sucedido. tima fase para novas conquistas no setor profissional. Neutro para amor. Confie mais em si mesmo.

    LEO: Grandes possibilidades de sucesso. No amor, evite atropelos e aguarde outra oportunidade. Vai querer escapar de modo negativo dos seus afazeres domsticos.

    VIRGEM: Dia em que sua mente estar bastante alerta para obter novas e valiosas informaes em relao aos amigos e parentes. timo dia para os passeios e ao amor.

    LIBRA: No invente coisas novas. Deixe para uma poca mais propicia. Tome cuidado com acidentes, causados por inflamveis e corrosivos, e cuide de sua sade e reputao.

    ESCORPIO: A influncia astral a melhor para fazer novas amizades, pois estar com nimo para influenciar favoravelmente os outros. Poder viajar a negcios.

    SAGITRIO: As oposies e crticas freqentes devero ser evitadas, juntamente com as aes violentas. Ter bastante felicidade, na vida sentimental e amorosa.

    CAPRICRNIO: Enormes probabilidades de realizar seus mais antigos desejos. Evite ingerir bebidas alcolicas em excesso que s lhe faro prejudicar o seu lado espiritual.

    AQURIO: Poder lucrar pela cincia e educao. Evite desentendimentos com a pessoa amada. Durma mais cedo e acorde mais cedo. Visite seus amigos e parentes.

    PEIXES: Algumas perturbaes passageiras na vida domstica e depresso psquica. Haja com calma e autoconfiana, que tudo tende a dar certo. Melhora da sade.

    21 MAR.20 ABR.

    21 ABR.20 MAI.

    21 MAI.20 jUN.

    21 jUN.21 jUL.

    22 jUL.22 AGO.

    23 AGO.22 SET.

    23 SET.22 OUT.

    23 OUT.21 NOV.

    22 NOV.21 dEz.

    22 dEz.20 jAN.

    21 jAN.19 fEV.

    20 fEV.20 MAR.

    HOrscOpO omaR caRdoso Filho | www.omarcardoso.com.br

    Conservatrio de Tatu abre inscries em janeiro

    O Conservatrio de Ta-tu, instituio da Secreta-ria de Estado da Cultura de So Paulo, abre 374 vagas para novos alunos nos cur-sos de canto, instrumentos (com ou sem conhecimento musical), teatro e luteria. Os interessados em estudar na instituio podem se inscrever para o processo seletivo durante o perodo de 7 a 18 de janeiro. O aten-dimento ao pblico ser re-alizado na secretaria esco-lar, de segunda a sexta, das 8h s 11h e das 14h s 17h. necessrio apresentar um documento oficial com foto e data de nascimento, alm de fazer o pagamento da taxa de inscrio de R$ 40.

    O processo seletivo composto por duas fases eliminatrias. A primeira, dirigida a todos os inscri-tos, consiste em um tes-te para a verificao da capacidade de percepo auditiva. O resultado ser divulgado no site www.conservatoriodetatui.org.br e nos murais da escola no dia 25 de janeiro de 2013.

    A segunda fase ser composta por uma entre-vista e, caso o candidato tenha conhecimento musi-cal, uma avaliao de per-formance. Os dias para a realizao da segunda fase sero divulgados no site do Conservatrio de Tatu.

    Teste para Artes Cnicas ser divididoO teste para os candidatos

    de Artes Cnicas ser divi-dido em trs etapas: escrita (questes sobre compreenso de texto), leitura primeira vista e uma avaliao sobre jogos teatrais. Para os cursos

    de regncia de banda e coral haver um teste envolvendo teoria musical, leitura mu-sical, harmonia, histria da msica e uma entrevista.

    Para o curso de luteria, o candidato realizar um tes-te prtico (construo de um cubo) e far uma entrevista com uma banca de professo-res do curso. No site da insti-tuio, o candidato pode en-contrar o edital do processo seletivo, assim como as obras a serem apresentadas na se-gunda fase do processo.

    DiVuLGAO

  • Folha metropolitana 15Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 1515

    OPORTUNIDADES

    CURSOS

    EMPREGOS

    ContrataCRIANAS E BEBS, varias vagas p/ figura-o em catlogos publicitrios e comerciais. Cach R$420,00 2409-6806 HOSPITAL CONTRATAEnfermeira do CCIH, interes-sados encaminhar Cv. para e-mail: [email protected] JOVENS 35 VAGASSelees imediatas p/ eventos, feiras e figurao. timo cach c/ ou s/ exp.. Urgente F:2409-6279 MECNICODe injeo p/ autos. Salrio mais comisso. P/ Centro de Guarulhos. F: 2358-2711 PRECISA-SE GAROTASMaiores, boa aparncia p/ pri-v na Penha, inicio imediato, t. ganhos. 2091-0923

    IMVEIS

    Aluga-seAPTO PRX. SHOP3 dorms, st, sl 2 amb., coz., rea de serv., e sacada, 1 vg. F: 99178-6182/ 97976-7798 TRANQUILIDADECasa 2 dorm, R$ 700,00 ac. dep. c/ prop. F: 7894-2641

    Sitios & ChcarasCHCARAP/ Natal. Festas e Confrater-nizao. F: 2436-1597/ 2088-3544

    TemporadaPOUSADA ITANHAMDiria R$ 40,00. p/p, 30m da praia F: 98779-4740/ 99988-0181 SITIO STA ISABELChals, pisc.,eventos! 4656-2123 www.sitioveraovivo.com.br TEMPORADACasa em Ubatuba para final de semana 3 dorms., 1 suite c/ piscina e mesa bilhar garagem p/ 3 carros Fs: 99584-5775 ou 98167-8979

    Vende-seAPTO 02 DORMSPronto p/ morar entrada 18 mil, + mensais 650,00 Pla-no minha casa minha vida F: 4116-7557 APTO 2 DORMSR$ 3500 entr.+ mensais de R$ 652, plano minha casa minha vida. F: 4116-7557 SHOPPING 2 DRMS99586-4031 creci: 62455 SOBRADO NOVO!Partic. Jd. Adriana. Pronto p/ morar, 3 dorms, ste, lavabo e coz. planej. R$ 305 mil. Ac. Financ. 11 96057-3399/ 19 3392-3444 Ana TERR. COML. CUMBICAPrx. Churrascaria Cumbica, 450m. F: (11) 2304-2944/ 2451-0204/ (81) 8699-4056

    NEGCIOS

    Aves e AnimaisCES DASCHUNDSalsicha, filhotes. Lindos. F: 98614-9627/ 2468-9183

    Cursos1 OU 2 GRAUSupletivo rpido publicado em Dirio oficial, incio ime-diato. Aceito Fac. e concurso. F: 2463-2761/ 2409-9561

    USP FRETADOTransporte p/ Usp. F: 2409-1000/ 99409-1000

    EsotersmoDEUSA DO AMORTrago seu amor de volta, na palma da sua mao. Joga-se cartas, buzios e tar. Trab. ra-pidos, garantidos e sigilosos. Consulta Grtis! F: 98362-7768 tim/ 2885-0944

    Oportunidades

    GANHOS EXTRASRenda $ 1.000 $ 5.000. Entre-vista. F: 4218-5773 fixo PASSO O PONTO!Pet shop ! Banho, tosa e ra-es. Clientelas fixas. F: 97979-5710 RENDA EXTRAbem estar e controle de peso, ag. entrevista F: 3487-0203 VDO CASA DE Espetinhos, timo preo, na Av Timteo Penteado F: 4962-7189

    SERVIOS

    Festas

    CRISTAL - ALUGAMesas, Cadeiras, tendas, to-alhas, Freezer. 3435-5232/ 2809-0405 REVOLUO FESTAc. elst., p. bolinha, p. pula, bar-raq., tombo legal, 3435-3726

    Relax

    Turismo

    ALUGUEL VANS E micro, p/ passeios e viagens. F: 2409-1000/ 99409-1000 LUZES NATALINASVisite Shop, Paulista, Ibirapue-ra. F: 2409-1000/ 99409-1000

    VECULOS

    Carros

    CELTA SPIRIT 09 R$ 18.500, n. Don., 40m., km, 1.0 VHC-E, ar q. desmb., vidr. Trav. Elet. alar eng. (11) 97355-1464/ 99250-7998 ENVELOPAMENTO Total p/ carros peq. e md. por apenas R$ 499,00. Teto e Cap somente R$ 119,99. Pro-moo por tempo limitado. F: 4218-5004/ 99886-8832 VENDO/ TROCOPor moto, Siena 1.6, Gnv, $ 9.500,00, 4 porta, 98. F: 96730-1582

    Motos

    HONDA TORNADO 02Vermelha, c/ alarme, pneus novos, relao nova, peas, cromadas. 7823-4489 ID. 122*82889

    ACOMPANHE O SITE!www.elenlemos.net BELA LOI-RA Atendo s. 99387-0124 ANA GABRIELA20 anos. Discreta, alto nvel, p/ todas ocasies. F: 99759-9922 CARLA LOIRAAE 8 amigas. Atend. Centro. Grs. 2087-2091 FERNANDALoira, olhos verdes, linda uni-versitria, completa s/ frescu-ra. F: 96285-3784 RAFA NINFETACompltetissma e liberal, ado-ro anal. Venha conferir! Fone: 2440-7756 VIVI LOIRINHA21A., garota sensual, c/ classe, atualmente capacitada em prazer e deitar, certamente realizarei suas fantasias e de-sejos, c/ muito astral. 98807-7290

    tudo aquiLIGUE E ANUNCIE 2475.7810 Imveis Empregos Negcios Servios Veculos Outros

    VARIEDADES

    O quebra nozes em 3D no cinema

    Nos dias 28, 29 e 30 a Rede UCI exibir o famoso bal O quebra nozes em 3D. A obra de Tchaikovsky, reno-mado compositor romntico russo, ser exibida em 14 ci-nemas da rede.

    O musical, filmado no tradicional Mariinsky Thea-tre, se passa nos anos 1920, em Viena, aonde vive a garo-ta Mary, de nove anos, cheia de amor e solido. Em uma noite de Natal ela embarca-r em uma grande aventura quando seu tio, Albert, lhe d um quebra-nozes que ganha vida. Apresentando-

    -se como QN, o boneco leva Mary para outra dimenso, em que brinquedos assu-mem formas humanas e tudo ganha proporo 10 ve-zes maior.

    Alm de So Paulo, mais seis cidades exibiro o bal: Ribeiro Preto, Curitiba, Re-cife, Salvador, Rio de Janei-ro, Juiz de Fora e Fortaleza. Os ingressos custam R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada) e podero ser adquiridos nas bilheterias e terminais de autoatendimento ou no site da rede www.ucicinemas.com.br. Bal O Quebra Nozes ser exibido em seis cidades diferentes. Os ingressos custam R$ 60. Estudantes pagam meia

    divulgao

  • Segunda-feira, 24 de dezembro de 201216 Folha metropolitana