Click here to load reader

Folha Regional de Cianorte - Edição 1280

  • View
    220

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Versão Impressa da Edição 1280 da Folha Regional de Cianorte com circulação na quinta-feira, 29 de agosto de 2015

Text of Folha Regional de Cianorte - Edição 1280

  • CIANORTE-PR - SEXTA-FEIRA, 28 DE AGOSTO DE 2015 - ED. N 1.280 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: [email protected]

    1 O JOrnal da famlia!

    Ano 14 - Edio n 1.280 - R$ 2,00 - Site: www.folhadecianorte.com - E-mail: [email protected] - Fone (44) 3018-2876

    Sexta-feira, 28 de Agosto de 2015

    Aps o falecimento, em maro deste ano, de Maria da S Pernomian, uma das figuras mais im-portantesdo ento CEMIC So Jos, a comunidade

    e as os pais das crianas atendidas pelo Servio de Obras Sociais (SOS) so-licitaram a alterao do nome do local para Cen-tro Educacional Tia S. A

    reinaugurao e renomea-o do pavilho, respons-vel por oferecer o servio de contraturno social para crianas, aconteceu na tar-de tera-feira (25). PG. 4

    O governador Beto Ri-cha e o presidente da Co-pel, Luiz Fernando Leone Vianna, lanaram, nesta quinta-feira (27), em Salto do Lontra, no Sudoeste do Paran, o maior programa de investimentos na rea rural j implementado no Paran. O Mais Clic Rural vai aplicar R$ 500 milhes na melhoria da qualidade do fornecimento de ener-gia eltrica para consumi-dores do campo, com foco em atividades agropecu-rias de importantes proces-sos produtivos. O objetivo do programa fornecer aos produtores rurais ener-gia eltrica com qualidade equivalente a de grandes centros urbanos. Um be-nefcio muito grande, visto que a fora e economia do Paran basicamente de agricultura , afirmou Beto Richa. PG. 2

    Richa lana programa para investir R$ 500 milhesem energia na rea ruralO Mais Clic Rural vai aplicar R$ 500 milhes na melhoria da qualidade do fornecimento de energia eltrica rural

    PARA O CAMPO

    Foto: Orlando Kissner/ANPr

    Governador Beto Richa lana o programa +Click Rural, e acompanhado do presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, inaugura a Estao de Chaves de Salto do Lontra

    Data da prova do Concurso Pblicoda Prefeitura de Cianorte foi alterada

    NOVA DATA

    A data de aplicao da prova para os candidatos ao Concurso Pblico da Prefei-tura de Cianorte, prevista para o dia 25 de outubro, foi alterada por coincidir com o ENEM. O novo dia definido foi 8 de novembro.

    A prova objetiva ser aplica-da em locais e horrios a se-rem confirmados no edital de ensalamento, que ser divulgado nos istes www.fauel.org.br e http://www.cianorte.pr.gov.br/a-prefei-tura/concursos/. PG. 4

    Mais de 168 casais devem

    participar do Casamento

    ColetivoPG. 8

    Prefeitura reativa

    Fanfarra Municipal de

    CianortePG. 4

    HOMENAGEM

    CEMIC So Jos passa a se chamar Centro Educacional Tia S

    Assessoria/PMC

  • CIANORTE-PR - SEXTA-FEIRA, 28 DE AGOSTO DE 2015 - ED. N 1.280 - Web: www.folhadecianorte.com - Email: [email protected]

    2 O JOrnal da famlia!

    AEN

    O governador Beto Richa autorizou a Fomento Paran a disponibilizar uma linha de crdito para oferecer ca-pital de giro para empresas paranaenses. A autorizao foi dada nesta quarta-feira (26). A nova linha BNDES Progeren - vai atender em-presas de micro, pequeno e mdio porte, com financia-mentos entre R$ 100 mil e R$ 10 milhes.

    Tambm podem ser atendidas empresas de grande porte, de setores especficos, conforme as normas do Progeren - Pro-grama BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capa-cidade de Gerao de Em-prego e Renda. O objetivo aumentar a produo, o emprego e a massa salarial, por meio do apoio financei-ro para capital de giro.

    O Paran criou com su-cesso o Programa Paran Competitivo, para atrao de grandes investimentos, mas temos tambm a preo-cupao de que os negcios das pequenas empresas te-nham sustentabilidade, para assegurar a gerao de empregos e renda, afir-ma Richa. O capital de

    giro fundamental para dar sustentao aos empre-endimentos, em especial os de pequeno porte, que so responsveis pela maior parte dos empregos e da massa salarial, afirmou o governador.

    SUSTENTVEIS Segundo ele, a oferta de

    crdito parte da lio de casa que o Paran est fa-zendo para atravessar o mo-mento difcil da economia. O Estado fez o ajuste nas contas pblicas, para ree-quilibrar receitas e despesas e voltar a investir. E preci-so ajudar o setor privado a ter suas contas equilibradas e sustentveis, afirmou.

    O presidente da Fo-mento Paran, Juraci Bar-bosa, afirma que a nova li-nha de crdito adequada para apoiar empresas que precisam reforar ou re-compor o capital de giro em razo de investimen-tos realizados ou de ne-cessidades de momento no fluxo de caixa.

    Muitas vezes a empre-sa investe o capital prprio, at para fugir das taxas de juros, mas por razes diver-sas fica descapitalizada e passa a ter dificuldade com

    capital de giro, para man-ter a produo, o que pode comprometer o empreen-dimento, explicou. Tam-bm estamos preocupados em oferecer esse tipo de financiamento para apoiar os Arranjos Produtivos Lo-cais, que esto estrutura-dos em diferentes regies do Paran e so respons-veis por milhares de em-pregos, completa.

    Para o presidente da Fe-derao do Comrcio do Es-tado do Paran, Darci Pia-na, a iniciativa do Governo do Estado muito bem vin-da e chega em boa hora. Os indicadores utilizados pelo mercado apontam dificul-dade na gerao de caixa e consequente inadimpln-cia em alta entre as empre-sas, ao mesmo tempo em que cresce a demanda por crdito, especialmente nas micro e pequenas empresas (Serasa Experian julho 2015). O capital de giro um fator fundamental para a vida de uma empresa, es-pecialmente no comrcio e no setor de servios. Ofere-cer condies de acesso a esse capital uma medida de grande valia, especial-mente em momentos como esse, em que a economia

    est frgil, afirma.Desde 2011, a Fomento

    Paran firmou contratos de financiamento com empre-endedores de micro, peque-no, mdio e grande porte que somam mais de R$ 622 milhes. De acordo com o Planejamento Estratgico da instituio, a meta contra-tar outros R$ 800 milhes no perodo 2015-2018.

    REGRAS A linha de crdito BN-

    DES Progeren conta com recursos do BNDES Ban-co Nacional de Desenvolvi-mento Econmico e Social.

    O pblico alvo principal da linha formado por em-presas de micro, pequeno e mdio porte (com Receita Operacional Bruta anual de at R$ 2,4 milhes; at R$ 16 milhes; e at R$ 90 mi-lhes, respectivamente), com sede e administrao no pas.

    Para empresas de gran-de porte (faturamento anu-al superior a R$ 90 mi-lhes) os financiamentos esto restritos a uma re-lao de setores especfi-cos, que so definidos pelo BNDES de acordo com o respectivo cdigo na Clas-sificao Nacional de Ativi-dades Econmicas CNAE.

    Richa autoriza linha de crdito paracapital de giro das empresas

    Sistema auxilia implantao de novos programas habitacionais

    AEN

    A Companhia de Habi-tao do Paran (Cohapar) concluiu nesta quinta-feira (27) a primeira fase de ca-pacitao de agentes muni-cipais no Sistema de Infor-maes sobre Necessidades Habitacionais (Sispehis). Representantes de 28 muni-cpios da Regio Metropoli-tana de Curitiba e do Litoral participaram, em Curitiba, do treinamento de dois dias e aprenderam a trabalhar com as informaes tcni-cas do sistema. O objetivo unificar os dados das lo-calidades, o que orienta-r a implantao de novos programas habitacionais do Governo do Paran nos municpios. Na abertura do treinamento, o diretor ju-rdico e de Regularizao Fundiria da Cohapar, Nel-son Cordeiro Justus, desta-cou as aplicaes do novo sistema. O objetivo divul-gar a pesquisa de necessida-des habitacionais, realizada em 2010, para que o Plano Estadual de Habitao de Interesse Social do Paran (Pehis-PR) possa ser revisa-do e atualizado, afirmou.

    Temporal previsto pelo Simepar afeta mais de 2.298 pessoas

    AEN

    Mais de 1.200 pessoas, de dez muncpios do inte-rior, foram afetadas pelo vendaval que atingiu o Pa-ran na madrugada desta quinta-feira (27), segundo o primeiro boletim da Co-ordenadoria Estadual de Proteo e Defesa Civil. Na foto estragos causados pelo vendaval em Ponta Grossa.Foto: Rodrigo Covolan/Di-rio dos Campos

    O vendaval que atingiu o Paran na madrugada des-ta quinta-feira (27) afetou 2.298 pessoas, de 14 muni-cpios do interior, segundo o boletim da Coordenado-ria Estadual de Proteo e Defesa Civil, divulgado s 12 horas. As ocorrncias envolvem falta de energia, queda de rvore, destelha-mento. Foram danificadas 562 residncias.

    Alm destes municpios, em Curitiba cerca de 200 mil pessoas ficaram sem energia, mas pela manh, com o trabalho da Copel, o nmero havia reduzido para 77 mil pessoas. Os da-dos continuam sendo atua-lizados.

    EMPREGO E RENDA

    AEN

    O governador Beto Ri-cha e o presidente da Co-pel, Luiz Fernando Leone Vianna, lanaram, nesta quinta-feira (27), em Salto do Lontra, no Sudoeste do Paran, o maior programa de investimentos na rea rural j implementado no Paran. O Mais Clic Rural vai aplicar R$ 500 milhes na melhoria da qualidade do fornecimento de ener-gia eltrica para consumi-dores do campo, com foco em atividades agropecu-rias de importantes proces-sos produtivos.

    O objetivo do progra-ma fornecer aos produto-res rurais energia eltrica com qualidade equivalente a de grandes centros urba-nos. Um benefcio muito grande, visto que a fora e economia do Paran ba-sicamente de agricultura. Ento, nada mais inteligen-te do que fortalecermos a agricultura e pecuria do estado, porque contribuem para a gerao de empre-gos, renda, fortalecimento da nossa economia, afir-

    mou Beto Richa, ao lado do prefeito em exerccio de Salto do Lontra, Fernando Cadori, e do prefeito licen-ciado, Maurcio Bau.

    O governador disse que o Mais Clic Rural aprimora um grande programa, o Clic Ru-ral, implantando no governo Jos Richa, que garantiu a permanncia das famlias no campo, com mais qualidade de vida e renda a partir da transformao dos seus pro-dutos l no meio rural.

    Agora um avano ain-da maior. O Mais Clic Ru-ra

Search related