Click here to load reader

Folheto 09/09/2011

  • View
    218

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Folheto 09/09/2011

Text of Folheto 09/09/2011

  • 1. MOTIVAOA Irms e irmos, hoje, festa do Ba-tismo do Senhor, nos reunimos para contemplar Jesus, o Filho amado do Pai. Ele, verdadeiro Deus e verdadei-ro homem, est no meio de ns, para nos revelar o projeto de vida e salvao para toda a humanidade.

    Nesta celebrao, a gua ser aben-oada e ns renovaremos as promessas do nosso batismo, para, com vigor, vi-vermos a misso que recebemos. Inicie-mos, cantando.

    2. CANTO DE ABERTURA(10 Curso: 09.95)O Esprito do Senhor repousa sobre mim. / O Esprito do Senhor me esco-lheu, me enviou. 1. Para dilatar o seu Reino entre as na-es, / para anunciar a Boa-Nova a seus pobres, / para proclamar a alegria e a paz: / exulto de alegria em Deus meu Salvador. 2. Para dilatar o seu Reino entre as na-es / consolar os coraes esmagados pela dor; / para proclamar sua graa e salvao / e acolher quem sofre e chora sem apoio, sem consolo.3. Para dilatar o seu Reino entre as na-es, / para anunciar libertao e sal-vao; / para anunciar seu amor e seu perdo, / e para celebrar sua glria entre os povos.

    3. ACOLHIDAP Em nome do Pai...T Amm.P A graa de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunho do Esprito Santo estejam convosco.T Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

    4. BNO DA GUA(Como haver o rito de bno e asper-so da gua, omite-se o Ato Penitencial.) (Algumas pessoas entram com jarras de gua e a derramam na pia batismal, ou em vasilha preparada. A entrada da gua poder ser acompanhada de um refro

    apropriado. Em seguida, o presidente faz a motivao com as seguintes palavras:)P Neste dia, as guas exultam de ale-gria por terem recebido, no meio do Jor-do, a bno santificadora. O sol da jus-tia se banhou no rio, o fogo mergulhou nas guas e foi manifestada a todo gnero humano a salvao de Deus. (Estendendo as mos sobre a gua)P Que esta gua, Pai, recorde para ns o batismo do Senhor e seu mergulho em nossa humanidade. E vosso povo passe da morte para a vida, e acolha a graa do vosso Esprito que manifesta a vossa mi-sericrdia, por Cristo, nosso Senhor!

    5. HINO DE LOUVOR (30 Curso: 10.05)Glria a Deus nos altos cus! / Paz na terra a seus amados! / A vs louvam, Rei celeste, / os que foram libertados!1. Deus e Pai, ns vos louvamos, / ado-ramos, bendizemos; / damos glria ao vosso nome, / vossos dons agradecemos!2. Senhor nosso, Jesus Cristo, / Unignito do Pai, / vs, de Deus Cordeiro Santo, / nossas culpas perdoai!3. Vs, que estais junto do Pai, / como nosso intercessor, / acolhei nossos pedi-dos, / atendei nosso clamor!4. Vs somente sois o Santo, / o Altssi-mo, o Senhor, / com o Esprito Divino, / de Deus Pai no esplendor.

    6. ORAOP Oremos. (Pausa para orao) Deus, cujo Filho Unignito se ma-nifestou na realidade de nossa carne, concedei que, reconhecendo sua huma-nidade semelhante nossa, sejamos in-teriormente transformados por ele. Que convosco vive e reina, na unidade do Esprito Santo. T Amm.

    ESTE O MEU FILHO AMADO! 7. PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Livro do Profeta Isaas (42,1-4.6-7) Assim fala o Senhor: 1Eis o meu servo eu o recebo; eis o meu eleito nele se compraz minhalma; pus meu esprito sobre ele, ele promo-ver o julgamento das naes.

    2Ele no clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3No que-bra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega; mas promove-r o julgamento para obter a verdade.

    4No esmorecer nem se deixar abater, enquanto no estabelecer a justia na terra; os pases distantes esperam seus ensinamentos.

    6Eu, o Senhor, te chamei para a justia e te tomei pela mo; eu te formei e te constitu como o centro de aliana do povo, luz das naes, 7para abrires os olhos dos cegos, ti-rar os cativos da priso, livrar do crcere os que vivem nas trevas. Palavra do Senhor. T Graas a Deus.

    (Tempo de silncio)

    8. SALMO 28 (29) (Salmos e Aclamaes / ano A:11.10) Que o Senhor abenoe, / que o Senhor abenoe, / que o Senhor abenoe, com a paz, o seu povo!1aFilhos de Deus, tributai ao Senhor, / tributai-lhe a glria e o poder! / 2Dai-lhe a glria devida ao seu nome; / adorai-o com santo ornamento!3aEis a voz do Senhor sobre as guas, / csua voz sobre as guas imensas! 4Eis a voz do Senhor com poder! / Eis a voz do Senhor majestosa.3bSua voz no trovo reboando! / 9bNo seu templo os fiis bradam: Glria! 10 o Senhor que domina os dilvios, / o Se-nhor reinar para sempre!

    (Tempo de silncio)

    9. SEGUNDA LEITURALeitura dos Atos dos Apstolos

    (10,34-38) Naqueles dias: 34Pedro to-mou a palavra e disse: De fato, estou compreendendo que Deus no faz dis-tino entre as pessoas. 35Pelo contrrio,

    O mistrio que celebramos hojeEncerrando o tempo do Natal, recordamos o dia em que Je-

    sus foi batizado e manifestou publicamente a sua adeso ao Pai e misso que lhe foi confiada. Fazendo memria do ba-tismo do Senhor, renovamos o nosso batismo e nos propomos a um maior engajamento na misso.

    Celebramos a Pscoa de Jesus Cristo que acontece em todas as pessoas e grupos que, ultrapassando os seus prprios limites, con-tinuam hoje a misso de Jesus entre os seus pobres e pequenos.

    Batizado o Senhor, os cus se abriram e o Esprito pairou sobre ele sob a forma de pomba. E a voz do Pai se fez ouvir: Este o meu Filho amado; nele est todo o meu amor! (Mt 3,16-17). Sugestes para a equipe de celebrao:1. O smbolo a ser valorizado neste dia a gua batismal.

    2. Destacar a pia batismal, enfeitando-a e deixando-a em lugar mais visvel onde as pessoas possam se aproximar; ou pre-parar uma vasilha bonita, junto ao Lecionrio, velas acesas e flores. (Ver bno da gua, n 4 deste folheto).

    3. Lembrar todas as pessoas que se dedicam ao mission-ria na comunidade, ou fora dela.4. A bno final poder ser cantada e acompanhada de gestos de envio em Misso.Tempo Comum O Tempo Comum comea no dia seguin-te celebrao da festa do Batismo do Senhor e se estende at a tera-feira antes da Quaresma, inclusive. Recomea na segunda-feira depois do domingo de Pentecostes e termi-na antes das Primeiras Vsperas do 1 domingo do Advento (cf. NALC 44).

    ESTE O MEU FILHO AMADO!

    Praa Dom Emanuel, s/n - Centro - Caixa postal 174 CEP 74001-970 - Goinia - GoisFone: (62) 3223-0759 - [email protected]

    CRIA ARQUIDIOCESANA

    P um prazer para ns te louvar, Deus do universo. Antes que nos aproximsse-mos de ti, tu te fizeste prximo de ns, para nos fazer participar da tua glria, por Cristo teu Servo e nosso Salvador.T Glria a ti, Senhor, graas e louvor!P Hoje nas guas do rio Jordo revelas-te o novo batismo com sinais admirveis. Pela voz descida do cu, ensinaste que teu Verbo habita entre ns e pelo sinal do Esprito descendo sobre ele, tu revelas Jesus como o teu ungido para proclamar a boa-nova aos pobres. T Glria a ti, Senhor, graas e louvor!P Bendito sejas por este po e pela ale-gria da partilha, memria viva do corpo do Senhor e sinais de que o teu reino j se faz presente entre ns. Como santificaste Jesus no batismo, consagra-nos para o

    servio do teu reino. Recebe o louvor de toda a criao e a prece que elevamos a ti com as palavras que Jesus nos ensinou: T Pai Nosso... pois vosso o reino, o poder e a glria para sempre.

    26. ABRAO DA PAZ P Irmos e irms, por sua morte e res-surreio, o Cristo nos reconciliou. De-mo-nos uns aos outros o abrao da paz!

    27. RITO DA COMUNHO (Aps o Pai-Nosso, quem preside convida a comunidade a partilhar o po, dizendo:)P Vocs que tm fome e sede de justi-a, venham e comam. E o Deus da paz esteja com vocs. Mostrando o po consagrado:P Eis o Cordeiro de Deus, aquele que

    tira o pecado do mundo! T Senhor, eu no sou digno(a)...(Distribuio da Comunho: canto n. 17 A e B deste folheto)

    28. ORAO FINAL Deus, me de consolao, nesta cele-brao, recebemos de ti o mesmo Esp-rito que pairou sobre as guas e revelou ao mundo todo o teu Filho muito ama-do. Guiados por ele, recebamos a graa de ouvir sempre a sua voz e de viver na intimidade do seu amor. Por Cristo, nosso Senhor!

    O roteiro de onde no houver missa encontra-se no livro Dia do Senhor: de M. Guimares e P. Carpanedo, Paulinas: Apostolado Litrgico.

    Arquidiocese de GoiniaBatismo do Senhor

    9 de janeiro de 2011 - Ano XXVIII - N 1591

    LITURGIA DA PALAVRA

    LEITURAS BBLICAS: 2-f.: Hb 1,1-6; Mc 1,14-20. 3-f.: Hb 2,5-12 Mc 1,21b-28. 4-f.: Hb 2,14-18; Mc 1,29-39. 5-f.: Hb 3,7-14; Mc 1,40-45. 6-f.: Hb 4,1-5.11; Mc 2,1-12. Sbado: Hb 4,12-16; Mc 2,13-17. Domingo: 2 Domingo do Tempo Comum - Is 49,3.5-6; lCor 1,1-3; Jo 1,29-34.

    A No Batismo de Jesus, o Pai revela quem o Filho e qual a sua misso. Escutemos.

    BrasilC

    entral

    BrasilCentralBrasilCentralBrasilCentral

    Sua fonte mensal de formao e informaona Igreja e fora dela

  • ele aceita quem o teme e pratica a jus-tia, qualquer que seja a nao a que pertena.

    36Deus enviou sua palavra aos isra-elitas e lhes anunciou a Boa-nova da paz, por meio de Jesus Cristo, que o Senhor de todos.

    37Vs sabeis o que aconteceu em toda a Judeia, a comear pela Gali-leia, depois do batismo pregado por Joo: 38como Jesus de Nazar foi un-gido por Deus com o Esprito Santo e com poder. Ele andou por toda a par-te, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demnio; porque Deus estava com ele. Palavra do Senhor. T Graas a Deus.

    (Tempo de silncio)

    10. ACLAMAO AO EVANGELHO(Salmos e Aclamaes / ano A: 11.10) Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

    Abriram-se os cus e fez-se ouvir a voz do Pai: / Eis meu Filho muito amado; escutai-o, todos vs!

    P O Senhor esteja convosco.T Ele est no meio de ns.P Proclamao do Evangelho de Je-sus Cristo segundo Mateus.T Glria a vs, Senhor.

    (3,13-17) Naquele tempo, 13Jesus veio da Galileia para o rio Jordo, a fim de se encontrar com Joo e ser ba-tizado por ele. 14Mas Joo protestou, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?

    15Jesus, porm, respondeu-lhe: Por enqu