Click here to load reader

Ford Courier 98

  • View
    793

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Ford Courier 98

FordCourier

AZa

Seu Ford

de

(ndice ilustrado)

Vista frontal

04

05

08

10

06

06

07

01

02

03

09

Pg. Bancos (ajuste e posicionamento) ................................................................... 2-8 Cintos de segurana (ajuste) .......................................................................... 2-20 Encostos de cabea ........................................................................................ 2-9 Espelho retrovisor interno ............................................................................... 2-40 Extintor de incndio ......................................................................................... 3-5 Grupo ptico dianteiro (lanternas, farol alto e baixo, farol de neblina e indicadores direcionais) ................................................................................. 2-61 Substituio de lmpadas ........................................................................... 2-63 07 - Limpadores e lavador do pra-brisa ................................................................ 2-84 Palhetas do limpador do pra-brisa .............................................................. 2-86 08 - Nmero de identificao do veculo ................................................................ 2-54 09 - Para-sol ......................................................................................................... 2-85 10 - Tampa do compartimento do motor (abertura) ............................................. 2-123 Lavagem do veculo ............................................................................................... 2-66 Pintura ................................................................................................................... 2-88 Rebocando o veculo ........................................................................................... 2-100 01 02 03 04 05 06 2-2 | FordCourier |

Vista traseira

10

09

07

01 04

05

06

02

12 08

03

11

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 -

Pg. Caamba ....................................................................................................... 2-30 Combustvel (qualidade e consumo) / tanque de combustvel ......................... 2-24 Espelhos retrovisores externos ........................................................................ 2-41 Grupo ptico traseiro / luz de freio / indicadores direcionais / r ....................... 2-63 Substituio de lmpadas .......................................................................... 2-63 Luz da caamba (se equipado) ...................................................................... 2-77 Pneus / classificao / presso / rodzio .......................................................... 2-90 Pneus / substituio / estepe .......................................................................... 2-94 Portas - abertura / fechamento ....................................................................... 2-98 Sistema de escapamento / catalisador ............................................................ 2-14 Tampa da caamba - remoo ....................................................................... 2-31 Transmisso / troca de marchas / verificao do fluido .................................. 2-126 Vidros - acionamento eltrico (se equipado) ................................................. 2-134

| FordCourier | 2-3

AZa

Seu Ford

de

(ndice ilustrado)

Painel dos instrumentos

10

09

07

12

12

06

02

03

08

01

04

14

13

05

11

12

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 -

Pg. Ar condicionado / recirculador de ar ............................................................. 2-114 Buzina Chaves / ignio e partida / posio / partida com bateria auxiliar ............ 2-56/2-58 Cinzeiro ......................................................................................................... 2-22 Faris de neblina - acionamento / substituio de lmpadas (se equipado) ......................................................................... 2-62/2-75 Fusveis e rels ............................................................................................... 2-46 Limpadores do pra-brisa - acionamento ........................................................ 2-84 Luz da caamba - acionamento / substituio de lmpadas (se equipado) ......................................................................... 2-65/2-77 Luz intermitente de emergncia - acionamento ............................................... 2-76 Luzes internas e externas - acionamento ........................................................ 2-74 Porta-luvas Sadas de ventilao ..................................................................................... 2-112 Sistema de ventilao / aquecimento / ar condicionado ............................... 2- 112 Tomada de corrente eltrica 12V / acendedor de cigarros (se equipado) ........ 2-124

2-4 | FordCourier |

Conjunto dos instrumentos e luzes de advertncia

13 04

02 01 09 11 10 05 08 06 07 11 03

12

14

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 -

Pg. Indicador da temperatura do motor .............................................................. 2-108 Indicador de nvel de combustvel ................................................................ 2-104 Lmpada indicadora de mau funcionamento (LIM) ........................................ 2-81 Luz de advertncia de baixo nvel de combustvel ........................................... 2-73 Luz de advertncia de presso de leo do motor ............................................ 2-70 Luz de advertncia do sistema de carga da bateria .......................................... 2-72 Luz de advertncia do sistema de freios / freio de estacionamento .................. 2-72 Luz de advertncia do sistema Ford antifurto .................................................. 2-72 Luz de advertncia de temperatura ................................................................. 2-71 Luz indicadora de farol alto ............................................................................ 2-71 Luz indicadora de direo .............................................................................. 2-70 Hodmetro / relgio ..................................................................................... 2-132 Tacmetro ..................................................................................................... 2-78 Velocmetro .................................................................................................. 2-132

| FordCourier | 2-5

AZa

Seu Ford

de

(ndice ilustrado)

Compartimento do motor

07

02

08

05

06

09

04

01

03

Pg. 01 02 03 04 05 06 07 08 Bateria / sistema de carga ............................................................................... 2-10 Direo hidrulica (se equipado) .................................................................... 2-38 Filtro de ar - manuteno ........................................................................... Cap.03 Freios de servio e de estacionamento - acionamento / reservatrio ......... 2-42/2-44 leo do motor /verificao / abastecimento .................................................... 2-82 Vareta medidora de nvel do leo do motor ...................................................... 2-82 Reservatrio do lavador do pra-brisa ............................................................. 2-87 Sistema de alimentao / reservatrio do sistema de partida a frio abastecimento ............................................................................................ 2-102 09 - Sistema de arrefecimento / reservatrio - abastecimento ................................ 2-110 Motor / filtro de leo do motor ....................................................................... 2-79 As tampas do enchimento e a vareta medidora do nvel de leo do motor so coloridas para fcil identificao.2-6 | FordCourier |

ImportanteAs informaes aqui contidas referem-se a um veculo Ford Courier equipado com todos os opcionais e equipamentos disponveis. O seu Ford Courier poder no dispor de todos os equipamentos mostrados neste manual. Os dados contidos no manual so meramente informativos do modo de usar cada equipamento, no constituindo qualquer garantia quanto existncia, s caractersticas tcnicas ou forma deles em seu veculo. As ilustraes, informaes tcnicas e especificaes desta publicao eram as vigentes at o momento de sua impresso. A Ford Motor Company Brasil Ltda. reserva-se ao direito de, a qualquer tempo, revisar, modificar, descontinuar ou alterar qualquer modelo de seus produtos, sem prvio aviso. Nenhuma dessas aes gerar por si qualquer obrigao ou responsabilidade para a Ford ou para o vendedor face ao cliente. Fica proibida a reproduo total ou parcial desta publicao, assim como de suas ilustraes ou ainda tradues, gravaes e fotocpias da mesma, por meios mecnicos ou eletrnicos, sem a permisso prvia da Ford Motor Company Brasil Ltda. Importante Dirija sempre com prudncia obedecendo os limites de velocidade e utilize o cinto de segurana para todos os ocupantes.

| FordCourier | 2-7

B

ancosApresentaoO sistema de proteo do ocupante composto por bancos, encosto de cabea e cintos de segurana. A utilizao correta destes componentes protege melhor os ocupantes em caso de acidente. Importante Nunca ajuste os bancos com o veculo em movimento.

Conduo / Modo de operaoPosio correta de dirigir Sente na posio mais vertical possvel e com o encosto do banco inclinado em no mais de 30. Ajuste os encostos de cabea. No coloque o banco dianteiro demasiadamente perto do painel de instrumentos. O motorista deve segurar o volante com os braos ligeiramente dobrados, bem como as pernas, de forma que os pedais possam ser pressionados at o final. Certifique-se de que a sua posio de dirigir seja confortvel e que consiga manter o controle total do veculo.

Ajuste da posio do bancoLevante a alavanca situada na parte inferior dianteira e movimente o banco. Aps o ajuste, solte a alavanca e certifique-se do seu correto travamento.

2-8 | FordCourier |

BAjuste da inclinao do encosto do banco dianteiroPara ajustar a inclinao do encosto do banco dianteiro, gire a manopla localizada na lateral do banco at chegar inclinao desejada.

Encostos de cabea dianteirosPara regular a altura dos encostos de cabea dianteiros, pressione os botes de bloqueio e puxe os encostos para cima ou empurre-os para baixo. Ajuste os encostos de cabea de modo que a parte superior da cabea e o respectivo encosto fiquem na mesma altura. Importante Jamais trafegue com o veculo sem os encostos de cabea.

Acesso parte traseira da cabinePuxe a alavanca retentora para cima e incline o encosto no banco completamente para frente. Volte o encosto do banco para a sua posio original at ouvir o estalo caracterstico da trava.

Rede porta-objetos (se equipado)Encontra-se fixada no painel atrs dos bancos. Para acess-la, rebata os bancos.

| FordCourier | 2-9

B

ateria e sistema de carga do veculoApresentaoA bateria est localizada no compartimento do motor, prxima ao filtro de ar.

Bateria

Conduo / Modo de operaoLuz de advertncia do sistema de carga da bateriaAcende-se com a chave de ignio na posio II, indicando estar o sistema operacional, apagando-se assim que o motor entrar em funcionamento. Se esta luz acender com o veculo em movimento, desligue todo o equipamento eltrico dispensvel e procure imediatamente os servios do Distribuidor Ford mais prximo. Importante A bateria do seu veculo foi dimensionada de acordo com os itens/acessrios originais Ford. No recomendada a adio de equipamentos eltricos que sobrecarreguem o sistema eltrico do veculo.

Luz de advertncia da bateria

Smbolo de aviso na bateriaGases Normalmente, as baterias produzem gases explosivos que podem causar ferimentos. Portanto, no aproxime da bateria chamas, fascas ou substncias acesas. Ao trabalhar prximo a uma bateria, proteja sempre o rosto e os olhos. Providencie sempre ventilao apropriada.2-10 | FordCourier |

BCrianas A bateria dever ser guardada fora do alcance de crianas.

Eletrlito O eletrlito da bateria (cido) fortemente corrosivo. Use sempre luvas e culos de proteo. Na eventualidade de contato de eletrlito com os olhos, lave-os imediatamente com gua fria e procure, em seguida, por cuidados mdicos. Na eventualidade de ingesto de eletrlito, procure imediatamente por cuidados mdicos. Fascas e cigarros proibido provocar fascas ou fumar prximo da bateria. No manuseio de cabos e aparelhos eltricos evite a formao de fascas e curto-circuitos. Jamais feche os circuitos entre os plos da bateria. H perigo de leso provocada por fasca com elevada descarga eltrica.

Reciclagem obrigatria da bateriaDevolva a bateria usada ao revendedor no ato da troca (resoluo CONAMA 257/99 de 30/06/99). Todo consumidor/usurio final obrigado a devolver a sua bateria usada num ponto de venda. No a descarte no lixo domstico. Os pontos de venda so obrigados a aceitar a devoluo da bateria usada e devolv-la ao fabricante para reciclagem.| FordCourier | 2-11

B

ateria e sistema de carga do veculoA soluo cida e o chumbo contidos na bateria, se descartados na natureza de forma incorreta podero contaminar o solo, o subsolo e as guas, bem como causar danos sade do ser humano.

ManutenoMoto rc r a f tImportante Evite fascas e chamas expostas. No fume. Os gases explosivos e o cido sulfrico podem provocar cegueira e queimaduras graves. Quando a bateria substituda ou simplesmente religada, o veculo poder apresentar algumas caractersticas de conduo diferentes do normal, ao longo de aproximadamente 8 km, depois de religar a bateria, enquanto o sistema eletrnico de controle do motor est se realinhado com o motor. A bateria do seu veculo est livre de manuteno (no requer adio de gua). Para a operao adequada da bateria, mantenha a parte superior limpa e seca e assegure-se de que os cabos estejam firmemente conectados aos terminais da bateria.

2-12 | FordCourier |

BPolo positivo Polo negativo

Sinais de corrosoRemova os cabos dos terminais e limpe-os com uma escova de ao. O cido pode ser neutralizado com uma soluo de bicarbonato de sdio e gua. Instale-os novamente e aplique uma pequena quantidade de graxa na parte superior de cada terminal da bateria para evitar novo processo de corroso.

Chave na posio desligado

RemooAntes de remover qualquer um dos cabos da bateria, imprescindvel desligar a ignio e aguardar 60 segundos, no mnimo.

2o +

1o

Aps desligada a ignio, desconecte os cabos da bateria. Comece pelo cabo negativo (-). Tenha muito cuidado para evitar o contato de ambos os terminais da bateria com ferramentas metlicas, ou o contato inadvertido entre o terminal positivo (+) e a carroceria do veculo, sob o risco de provocar curto-circuito.

1o +

2o

InstalaoAo religar a bateria, comece primeiro pelo cabo positivo (+) e, em seguida, o cabo terra ao plo negativo (-).

| FordCourier | 2-13

C

atalisadorApresentaoPara que seu veculo atenda a legislao de limites mximos de emisses de gases, ele dispe de um catalisador, dispositivo que reduz a poluio dos gases gerados pelo motor, transformando-os em substncias menos txicas. Est localizado no sistema de escapamento do veculo. Importante Mesmo os veculos equipados com catalisadores no devem ser colocados em funcionamento em ambientes fechados, pois os gases emitidos podem ser prejudiciais sade.

Catalisador

Conduo / Modo de operaoDirigindo com catalisadorEvite situaes de funcionamento em que combustvel no queimado ou apenas parcialmente queimado possa entrar no catalisador, especialmente com o motor quente, conforme descrito a seguir: Nunca deixe o tanque de combustvel esvaziar completamente; Evite tentativas de partida muito longas; Nunca deixe o motor funcionando com um cabo de vela desligado; No empurre ou reboque o veculo, na tentativa de dar partida ao motor, enquanto o mesmo estiver quente. Utilize cabos auxiliares de partida; Nunca desligue a ignio com o veculo em movimento.

Estacionando o veculoAlavanca do freio de estacionamento 2-14 | FordCourier |

Depois de desligar o motor, o sistema de escapamento ainda emana calor por algum tempo.

CImportante No pare com o motor em funcionamento ou estacione sobre folhas secas. H risco de incndio.

Dirigindo sobre gua ou lamaAo trafegar sobre grandes poas de gua, certifiquese de que a gua no exceda a parte inferior do aro das rodas, sob pena de molhar o sistema de ignio e consequente parada do veculo. Revestimento de proteo do assoalho O seu veculo equipado com protees trmicas. Nunca aplique qualquer revestimento protetor por cima ou ao lado dessas protees trmicas no cano de escape, assim como no prprio catalisador. No remova as protees trmicas.

Tipo de combustvelImportante Use unicamente gasolina sem chumbo. Gasolina com chumbo causa danos permanentes no catalisador e no sensor sonda lambda do motor. A Ford no assume qualquer responsabilidade por eventuais danos decorrentes do uso de gasolina com chumbo. Embora tais danos sejam excludos da garantia, procure imediatamente o Distribuidor Ford mais prximo caso tenha adicionado inadvertidamente gasolina com chumbo.

ManutenoSe o motor apresentar falha na ignio ou desempenho abaixo do normal, procure os servios do Distribuidor Ford mais prximo. No pressione totalmente o acelerador. Evite aceleraes desnecessrias.| FordCourier | 2-15

C

havesApresentaoO veculo entregue com duas chaves codificadas somente estas chaves podem ser utilizadas para dar partida no veculo. Consulte o item Sistema Ford anti-furto, neste captulo, para mais informaes.

Conduo / Modo de operaoChaves codificadasAcionam a ignio do veculo e as portas. Recomenda-se guardar sempre uma das chaves em lugar seguro, para casos de emergncia.

Codificao de chavesPode-se codificar no mximo 8 chaves a partir de duas chaves codificadas. Proceda da seguinte forma: 1. Insira a primeira chave codificada na ignio e gire-a para a posio II; 2. Volte posio 0 e, dentro do intervalo de 5 segundos, retire a chave da ignio e insira a segunda chave codificada na ignio. Gire-a para a posio II, dentro do intervalo de 5 segundos; 3. Dentro do mesmo intervalo de tempo de 5 segundos volte posio 0 e retire a chave da ignio. 4. Em seguida, insira a chave no codificada para efetuar a sua codificao. Se a codificao no foi efetuada corretamente, a luz de controle acender logo que a ignio for ligada com a nova chave. Caso isto acontea, repita o procedimento de codificao aps 20 segundos.2-16 | FordCourier |

Posio II

CChave com lmpada integrada (se equipado)A luz acende ao apertar o boto redondo. A pilha e a lmpada podem ser substitudas separadamente. Para obter peas de reposio consulte o seu Distribuidor Ford. Importante Cuidado para no perder as chaves. Caso isto ocorra procure os servios de um Distribuidor Ford para recodificao do sistema. Lembre-se que so necessrias duas chaves para codificar uma terceira.

Substituio da bateriaPara efetuar a substituio, pressione primeiro o boto oval (com emblema Ford) at ao fim e puxe a unidade para fora. Em seguida, separe as metades da unidade, utilizando uma moeda. Substitua a pilha e/ ou lmpada. Junte novamente as partes, exercendo certa presso at encaix-las e reinstale a unidade na chave.

ManutenoEm caso de extravio, esto disponveis chaves de reposio em seu Distribuidor Ford, pela especificao do nmero da chave (na etiqueta fornecida com as chaves originais).

| FordCourier | 2-17

C

intos de seguranaCerto

ApresentaoUtilize sempre os cintos de segurana e os sistemas de proteo para crianas. A parte superior do cinto deve passar pelo ombro e nunca no pescoo e a parte inferior do cinto sobre a regio plvica e nunca sobre o estmago. Nunca utilize um cinto para mais de uma pessoa. Assegure-se de que os cintos no estejam torcidos ou soltos, nem obstrudos por outro passageiro, pacotes etc. Coloque o cinto de segurana somente quando o veculo estiver parado, nunca com o veculo em movimento.Errado

No incline o encosto dos bancos dianteiros excessivamente, pois os cintos de segurana s garantem proteo mxima com os encostos em posio prxima vertical.

Conduo / Modo de operaoCintos de segurana de trs pontos retrtil-inercialHaste de reteno

Este tipo de cinto est disponvel nos dois bancos dianteiros. indispensvel manter o porta-cinto desobstrudo de bagagem, etc, no assoalho traseiro. Fixao Puxe o cinto com um movimento uniforme para no bloque-lo. Coloque a lingueta da trava na fechadura do cinto at ouvir um estalo caracterstico, certificando-se do correto travamento do mesmo.

2-18 | FordCourier |

CLiberao Pressione o boto vermelho do fecho. Depois, deixe o cinto enrolar uniforme e completamente.Boto de travamento

Cinto de segurana em mulheres grvidasOs cintos de segurana devem ser usados sempre durante a gravidez, posicionado de forma a no criar presso desnecessria sobre o abdmen, deixando-o o mais baixo possvel.

Banco dianteiro

Acessrios de segurana para crianasExcepcionalmente, nos veculos dotados exclusivamente de banco dianteiro, o transporte de crianas poder ser realizado nesse banco, observadas rigorosamente as normas de segurana. Crianas com menos de 12 anos, ou altura inferior a 1,50 m, devem viajar sentadas em sistemas de proteo apropriados e em conjunto com os cintos de segurana para adultos.

| FordCourier | 2-19

C

intos de seguranaCadeira de segurana para crianasCrianas de at aproximadamente 4 anos de idade, e que pesem entre 9 e 18 kg, devem viajar sentadas em cadeiras de segurana para crianas. Siga cuidadosamente as instrues do fabricante da cadeira de segurana. Se a cadeira no for instalada ou utilizada de forma segura, haver risco de ferimentos graves em caso de acidente.

Cadeira de segurana

Almofada de segurana para crianasPara crianas entre 4 e 11 anos de idade, e que pesem entre 15 e 36 kg, recomenda-se a utilizao de almofadas de segurana para crianas. Estas possibilitam que o cinto de segurana para adultos seja colocado altura devida, uma vez que a criana fica mais alta. A parte superior do cinto passa sobre o ombro e no pelo pescoo e a parte inferior do cinto assenta sobre os quadris, em vez de passar sobre o estmago.

Almofada de segurana

Regulagem da altura do cinto de seguranaO seu veculo possui regulagens da altura do cinto de segurana dos bancos dianteiros. Para ajustar a altura, movimente o suporte de ancoragem da coluna para uma das posies. Importante Posicione os reguladores de altura do cinto de segurana de forma que o mesmo passe no meio do ombro. O uso do cinto de segurana sem o ajuste correto pode reduzir sua eficcia e aumentar o risco de ferimentos em uma coliso.

2-20 | FordCourier |

CManutenoVerificaoExamine periodicamente os cintos quanto a danos ou desgastes. Para verificar a estabilidade dos pontos de fixao, assim como o efeito de bloqueio dos retratores inerciais, basta puxar os cintos bruscamente. Cintos de segurana que tenham sido excessivamente forados devido a um acidente devem ser substitudos e os pontos de fixao verificados por um Distribuidor Ford. Nunca tente reparar ou lubrificar o mecanismo de enrolamento ou os retratores, nem modificar os cintos.

Limpeza dos cintos de seguranaLave-os com gua morna. Seque-os naturalmente, nunca os exponha ao calor artificial. De forma alguma devero ser utilizados solventes qumicos, gua fervente, solues alcalinas ou alvejantes. O mecanismo de enrolamento do retrator inercial no deve ser exposto umidade excessiva.

gua morna

| FordCourier | 2-21

C

inzeiro dianteiro / porta-copos (se equipado)Cinzeiro

ApresentaoO cinzeiro est localizado no painel do veculo.

Conduo / Modo de operaoCinzeiro (se equipado) Para retirar o cinzeiro, abra-o por completo e levanto-o. Para utilizar o cinzeiro, abra-o por completo. Ao terminar de fumar apague o cigarro por completo para evitar que outras pontas de cigarro possam acender no interior do cinzeiro.

Porta copos (se equipado)Para utiliz-lo abra o porta-luvas. H tambm um porta-canetas e suporte para bloco de anotaes.

Porta-copos

2-22 | FordCourier |

CManutenoLimpe o cinzeiro e o porta-copos somente com gua e sabo neutro.gua e sabo neutro

| FordCourier | 2-23

C

ombustvelApresentaoUse somente gasolina tipo C, sem chumbo, com teor de etanol conforme legislao vigente. Seu veculo pode usar tanto etanol como gasolina, em qualquer proporo. O uso de combustvel com chumbo proibido por lei, podendo danificar o motor e o catalisador do veculo. Este tipo de combustvel, com chumbo, no comercializado no Brasil, mas pode ser encontrado em alguns pases da Amrica do Sul. Portanto, verifique o tipo de combustvel antes de abastecer o veculo em outros pases. Caso o veculo seja abastecido com gasolina com chumbo, no coloque o motor em funcionamento (mesmo que a quantidade tenha sido pequena). O chumbo contido na gasolina provocar danos permanentes ao catalisador. Entre em contato imediatamente com o Distribuidor Ford mais prximo.

Combustvel adulteradoA utilizao de combustvel adulterado, contaminado e/ou de m qualidade, danifica os componentes internos do motor, tendo como consequncia: Rudo anormal e falha do motor em acelerao; Perda de potncia do motor; Acmulo de leo pela caixa do filtro de ar do motor; Consumo elevado de combustvel e leo do motor; Carbonizao das velas e pistes;2-24 | FordCourier |

C Travamento dos anis; Danos no sensor de oxignio; Acendimento da lmpada indicadora de mau funcionamento do motor (LIM).

Conduo / Modo de operaoReservatrio do sistema de partida a frioO sistema de partida a frio dever ter gasolina em seu reservatrio para o correto funcionamento. Reabastea o reservatrio de partida a frio sempre que possvel. Importante Mantenha o reservatrio de gasolina do sistema de partida a frio sempre abastecido, preferencialmente com gasolina aditivada. O abastecimento deve ser efetuado com o motor desligado. Evite manter o sistema de ventilao ligado durante o abastecimento do reservatrio. Para maiores informaes consulte o item Sistema de alimentao neste captulo.

Reservatrio de gasolina do sistema de partida a frio

ConsumoO consumo de combustvel e a emisso de CO2 dependem do motor, do tipo de transmisso, da medida dos pneus, do peso do veculo, bem como de muitos outros fatores. O consumo elevado de combustvel , sobretudo, causado por:

| FordCourier | 2-25

C

ombustvelConsumoO consumo de combustvel e a emisso de CO2 dependem do motor, do tipo de transmisso, da medida dos pneus, do peso do veculo, bem como de muitos outros fatores. O consumo elevado de combustvel , sobretudo, causado por:

Consumo de combustvel

Velocidade do veculo e seleo de marcha Manter marchas mais baixas para obter melhor acelerao resulta em alto consumo. O grfico mostra a relao entre o consumo de combustvel, a velocidade e a escolha de marchas.Velocidade

Distncias percorridas / temperatura ambiente Partidas frequentes a frio e percursos pequenos acarretam num consumo de combustvel muito mais alto do que um nico percurso mais longo, onde o motor funciona na faixa ideal de temperatura. Planeje seus percursos e evite horrios de pico no trnsito sempre que possvel. Em baixas temperaturas o consumo de combustvel ser elevado durante os primeiros 10 - 15 Km de percurso. Mudanas de marcha transmisso manual A mudana de marcha no tempo correto melhora a economia de combustvel e reduz a emisso de poluentes. Assim, selecione as marchas do veculo observando as seguintes velocidades:

2-26 | FordCourier |

CMudana de marcha 12 23 34 45Condies de trnsito Trnsito lento, percursos ngremes, muitas curvas e estradas em ms condies tm efeito adverso no consumo de combustvel. Hbitos de dirigir Antecipe situaes de perigo e mantenha uma distncia segura do veculo frente. Este procedimento no s reduz o consumo de combustvel, como tambm reduz o nvel de rudo. Conduo agressiva do veculo (velocidades elevadas, aceleraes e freadas fortes) desperdia combustvel - pode elevar o consumo em estrada aproximadamente 30% e, em cidade, 5%. A prtica de direo defensiva no apenas mais econmica, como tambm mais segura para o motorista e outras pessoas. Respeite os limites de velocidade. Trs minutos de espera com o motor funcionando em ponto morto resultam em consumo equivalente a um percurso de aproximadamente 1 quilmetro. Sempre que possvel desligue o motor do veculo. Motores com injeo eletrnica cortam a injeo de combustvel quando a rotao do motor est acima da rotao de marcha lenta e o pedal do acelerador no acionado. Alm de economizar combustvel essa prtica contribui para sua segurana.| FordCourier | 2-27

Motor frio km/h 25 40 65 75

Motor a temperatura normal km/h 20 35 50 75

C

ombustvelEm viagens Evite colocar carga acima do nvel do teto. O arrasto aerodinmico aumenta o consumo de combustvel em, aproximadamente, 5%. Reduza o arrasto aerodinmico e consequentemente o consumo de combustvel, colocando a carga alinhada com a cabine, sempre que possvel.

Condies do veculo Veculos que no recebem a manuteno adequada, principalmente no sistema de injeo de combustvel, podem apresentar consumo aproximadamente 40% mais alto. Procure os servios de um Distribuidor Ford sempre que notar qualquer anomalia, como falha no motor. Verifique e substitua o filtro de ar do motor sempre que necessrio. Um filtro sujo ou entupido aumenta cerca de 10% o consumo de combustvel. Alm disso, o filtro de ar impede que partculas de sujeira ingressem no motor, o que aumenta o desgaste e reduz sua vida til. O alinhamento e a calibrao dos pneus na presso especificada neste manual reduz o consumo de combustvel em mais de 3%, alm de ser um item fundamental para a segurana do veculo e dos ocupantes. Use apenas o leo Motorcraft 5W-30 no motor do seu veculo. Sendo um leo de baixo atrito, ele assegura um consumo de combustvel at 5% menor do que um leo SAE 20W-50 e uso urbano.

Filtro de ar

2-28 | FordCourier |

CCarregamento Veculos sobrecarregados ou rebocando trailer tero o consumo de combustvel prejudicado em qualquer velocidade. Transporte de peso desnecessrio eleva o consumo de combustvel.

Recomendaes para dirigir econmica e ecologicamente Utilize o acelerador moderadamente. Mude a marcha no tempo correto para manter o motor a uma rotao adequada. Mantenha a marcha mais alta o maior tempo possvel. Utilize a acelerao mxima o menos possvel. Antecipe-se s condies de trfego. Verifique/ajuste a presso dos pneus regularmente. Execute as manutenes peridicas do seu veculo no Distribuidor Ford.

| FordCourier | 2-29

C

ompartimento de carga / caambaApresentaoA tampa da caamba pode ser aberta ou removida. Para evitar danos na caamba e na cabine, prenda qualquer tipo de carga com cordas, que devem ser fixadas nos ganchos existentes na caamba. Carga solta constitui risco potencial de acidentes na estrada. Toda carga deve ser colocada o mais frente possvel na caamba. Importante Jamais transporte pessoas na rea de carga, que estariam sob risco de srios ferimentos.

Importante Nunca encha recipientes com gasolina dentro do veculo ou na caamba. A eletricidade esttica pode inflamar vapores de gasolina durante o enchimento de recipientes portteis. Os recipientes devem ser removidos do veculo e colocados no cho quando do seu enchimento. Somente aps hermeticamente fechados podero ser transportados com segurana.

Conduo / Modo de operaoAbertura da tampa da caambaPuxe a maaneta para abrir e abaixar a tampa. Para fech-la, suba a tampa e pressione-a com fora suficiente para acionar a trava. Balance firmemente a tampa para certificar-se de que est bem fechada.

2-30 | FordCourier |

CRemoo da tampa da caambaNo recomendada e remoo da tampa da caamba para transporte de carga que exceda o comprimento da caamba. Porm, caso seja necessria a sua remoo, proceda da seguinte maneira: 1. Abaixe a tampa; 2. Use uma chave de fenda ou ferramenta similar para soltar o grampo de reteno na parte superior de cada cabo. Solte o cabos; 3. Erga a tampa a 45o; 4. Remova a tampa da dobradia direita; 5. Remova a tampa da dobradia esquerda. Cargas que excedam o comprimento do veculo devem ser sinalizadas por bandeira ou luz vermelha.

LUZ DE FREIO ELEVADA E DO COMPARTIMENTO DE CARGA (se equipado) Uma combinao de luz de freio elevada e do compartimento de carga est localizada na parte externa do veculo, acima do vidro traseiro. Para ligar a luz do compartimento de carga, acione o interruptor direita da coluna de direo, que s funciona com a ignio desligada.

| FordCourier | 2-31

D

iagnstico do sistema de controle de emissesApresentaoConforme Instruo Normativa n 24, de 28 de Agosto de 2009, onde estabelece especificaes e critrios dos sistemas OBDBr-2, em complemento aos artigos 1 e 5, da Resoluo CONAMA n 354, de 13 de Dezembro de 2004, e da Instruo Normativa IBAMA n 126, de 24 de Outubro de 2006 (OBDBr-1), os veculos fabricados partir de 1 de Janeiro de 2010 devero ter o Diagnstico do Sistema de Controle de Emisses disponveis para controle e indicao de possveis falhas que resultam no aumento de emisses de poluentes pelo veculo, como segue.

Como funciona?O mdulo eletrnico de controle do motor do seu veculo est equipado com um sistema que monitora os componentes do controle de emisses de poluentes do motor. Esse sistema tambm conhecido como Diagnstico do Sistema de Controle de Emisses (OBDBr-2). O sistema OBDBr-2 protege o ambiente informando falhas que estejam potencialmente aumentando a emisso de poluentes do veculo, alm de auxiliar o Distribuidor a reparar adequadamente o veculo. Sempre que um problema em um desses componentes for detectado, a lmpada indicadora de mau funcionamento (LIM), localizada no painel de instrumentos, acender conforme indicaes a seguir.

2-32 | FordCourier |

DConduo / Modo de operaoLmpada indicadora de mau funcionamento (LIM)A LIM acende quando a chave de ignio inicialmente girada para a posio II. Deve apagar assim que o motor entrar em funcionamento, indicando que o sistema est operacional. Caso no acenda com a chave na posio II (ou no se apague com o motor em funcionamento), procure um Distribuidor Ford para correo deste problema. Se a LIM permanecer acesa aps o motor entrar em funcionamento, o Diagnstico do Sistema de Controle de Emisses (OBDBr-2) detectou o mau funcionamento de algum componente ou sistema relacionado ao controle de emisses de poluentes. Neste caso, procure um Distribuidor Ford para inspeo do seu veculo. Se a LIM piscar com o veculo em movimento, o sistema OBDBr-2 detectou o mau funcionamento de algum componente ou sistema que pode causar danos ao catalisador e perda de desempenho. Neste caso, evite aceleraes fortes e/ou altas velocidades e leve o veculo imediatamente a um Distribuidor Ford para inspeo do veculo. Importante Enquanto a LIM piscar, as temperaturas excessivas do escapamento podem danificar o catalisador, o sistema de combustvel, os revestimentos interiores do assoalho ou outros componentes do veculo, com risco de causar um incndio.

| FordCourier | 2-33

D

iagnstico do sistema de controle de emissesImportante Ao dirigir com a LIM acesa, podem ocorrer alteraes no comportamento do veculo tais como: perda de desempenho, dificuldade de partida e aumento do consumo de combustvel. O uso contnuo do veculo com a LIM acesa pode comprometer at mesmo a durabilidade do motor e de outros componentes alm de elevar os custos de reparo do veculo. Procure um Distribuidor Ford para reparo imediatamente

Partida do veculo aps parada por falta de combustvelEvite ligar o veculo sem combustvel, sob pena de provocar efeitos adversos nos componentes do motor. Caso ocorra falta de combustvel, observe: Aps o abastecimento, antes de dar partida no motor, gire alternadamente a chave de ignio da posio I para II vrias vezes ou mantenha a chave de ignio na posio III por aproximadamente 10 segundos, permitindo que o sistema de alimentao do veculo bombeie combustvel do tanque para o motor. O motor demorar alguns segundos a mais que o normal para dar partida. A lmpada indicadora de mau funcionamento (LIM) poder acender.

2-34 | FordCourier |

DManutenoO seu veculo est equipado com vrios componentes que atuam diretamente no sistema de controle de emisses, entre eles o catalisador, que permitiro que o veculo opere dentro dos padres aplicveis de emisses no escapamento. Para certificar-se do correto funcionamento do Diagnstico do Sistema de Controle de Emisses (OBDBr-2) observe: Utilize somente combustvel de boa qualidade. Utilize somente o leo lubrificante recomendado pela Ford. Realize as trocas conforme especificado neste manual. Evite dar partida no veculo sem combustvel. No desligue a ignio com o veculo em movimento, principalmente em altas velocidades. de fundamental importncia submet-lo s revises peridicas, nos intervalos de tempo ou nas quilometragens indicadas, de acordo com os itens de verificao na respectiva reviso. As revises peridicas so essenciais para a vida til e desempenho do veculo e do sistema de emisses. No conduza o veculo com a luz do sistema de carga da bateria ou de temperatura do motor acesa. Dirija-se imediatamente a um Distribuidor Ford quando a lmpada indicadora de mau funcionamento (LIM) estiver acesa ou piscando.

| FordCourier | 2-35

D

iagnstico do sistema de controle de emisses No utilize gasolina com chumbo. Utilize gasolina aditivada conforme frequncia especificada neste manual. Fique atento quanto a vazamentos de fluidos, odores estranhos, fumaa ou perda de potncia do motor, que podem indicar que o sistema de controle de emisses no est funcionando adequadamente. Garanta que a estrutura tcnica ou mecnica do veculo no seja modificada devido substituio ou adio de componentes, peas, acessrios ou equipamentos no veculo, sob pena de comprometer o sistema de controle de emisses. Informaes sobre o sistema de emisses esto na Etiqueta de Informaes do Controle de Emisses do Veculo, localizada no ou prximo do motor.

2-36 | FordCourier |

DObservao:Funcionamentos temporrios irregulares podem fazer com que a LIM acenda. Por exemplo: 1. O veculo funcionou sem combustvel o motor pode ter sofrido uma falha de combusto ou funcionou com proporo incorreta de mistura arcombustvel. 2. Baixa qualidade do combustvel ou gua no combustvel o motor pode ter sofrido uma falha de combusto ou funcionou com proporo incorreta de mistura ar-combustvel. Funcionamentos irregulares temporrios como os descritos anteriormente podem ser corrigidos abastecendo-se o veculo com combustvel de boa qualidade.

| FordCourier | 2-37

D

ireo hidrulicaApresentaoComo funciona?O sistema de direo hidrulica possui uma bomba movimentada por uma correia ligada ao motor que se encarrega de pressurizar o leo no instante em que se gira o volante. A presso ajuda mover as rodas reduzindo o esforo fsico do motorista.

(se equipado)

Conduo / Modo de operaoEvite movimentos bruscos com o volante. Lembrese que a fora necessria para mudar o veculo de trajetria menor comparada a um veculo com direo mecnica. Caso o motor pare de funcionar, a assistncia da direo hidrulica tambm no ir funcionar. Isto significa que o esforo no volante ser maior.

ManobrasQuando a direo esterada at o final do curso, a presso hidrulica do sistema aumenta abrindo a vlvula de alvio. Isto gera um rudo caracterstico, similar a um vazamento de ar. Quando isto ocorrer, retorne levemente a direo no sentido contrrio para no atingir o final de curso e aliviar a presso mxima do sistema. Importante Jamais mantenha a direo hidrulica do seu veculo esterada at o fim de curso por mais de 3 segundos. Isto pode provocar um srio desgaste na bomba, que ir comprometer o funcionamento da direo hidrulica permanentemente.2-38 | FordCourier |

DEvite passar sobre ruas alagadas para no molhar as polias e correias que acionam a bomba de direo. Caso isto acontea, pode-se ouvir um rudo agudo no compartimento do motor, similar a um chiado, que no compromete o funcionamento do sistema de direo. Se o rudo persistir, procure um Distribuidor Ford.

ManutenoVerificao do nvel / reservatrioCom o motor na temperatura normal de funcionamento, verifique o nvel do fluido da direo hidrulica. O nvel do fluido no deve ultrapassar a marca MX. do reservatrio localizado no lado direito do compartimento do motor.

Reservatrio do fluido da direo hidrulica

AbastecimentoSe o nvel estiver abaixo da marca MN. do reservatrio, complete com o fluido especificado.

Importante Caso ocorra qualquer falha no sistema de direo hidrulica (perda de assistncia ou vazamento de fluido), o veculo deve ser imobilizado imediatamente. Procure os servios de um Distribuidor Ford.

| FordCourier | 2-39

E

spelhos retrovisoresApresentaoImportante Para maior segurana, ajuste os espelhos retrovisores antes de movimentar o veculo.

Espelho retrovisor internoPara reduzir o ofuscamento ao dirigir noite, incline o retrovisor, puxando a alavanca junto ao espelho.

2-40 | FordCourier |

EConduo / Modo de operaoRetrovisores externosAjustveis manualmente Movimente a alavanca localizada no painel das portas para ajustar o espelho.

ManutenoImportante A limpeza dos espelhos devem ser feitas somente com pano mido, gua e sabo neutro.gua e sabo neutro

| FordCourier | 2-41

F

reiosApresentaoComo funciona?O sistema de freios de duplo circuito, dividido diagonalmente.Dianteiros a disco Traseiros a tambor

Se um dos circuitos falhar, o outro continuar a funcionar normalmente. Nesta condio a distncia de frenagem torna-se mais longa e deve-se exercer maior fora sobre o pedal dos freios. Caso acontea alguma falha no sistema, dirija-se imediatamente a um Distribuidor Ford. Os freios dianteiros so a disco e os traseiros a tambor.

Conduo / Modo de operaoFreios de servioFreios molhados tm coeficiente de atrito mais baixo, resultando em frenagens menos eficientes. Aps lavar o veculo ou dirigir sob chuva forte, ou ainda, em estradas lamacentas, toque levemente o pedal do freio, repetidas vezes, enquanto o veculo est em movimento, para eliminar qualquer vestgio de umidade dos discos e pastilhas de freio. Importante Se precisar frear nestas condies, ser necessrio aplicar maior fora no pedal de freio. Por isso, mantenha maior distncia do veculo que vai frente para obter maior segurana nas frenagens. Os materiais de atrito do sistema de freio pastilhas no contm amianto.

2-42 | FordCourier |

FOs freios de servio so auto-ajustveis. Consulte o item Freios no captulo 3, Tabela de lubrificao e manuteno para informaes sobre os intervalos de inspeo e manuteno dos freios do veculo. Rudo ocasional do freio normal e geralmente no indica um problema de desempenho com o sistema de freios do veculo. Em funcionamento normal, os sistemas de freios podem emitir chiados ou roncos ocasionais quando aplicados. Tais rudos so normalmente ouvidos durante as primeiras aplicaes dos freios pela manh; todavia, os mesmos podem ser ouvidos a qualquer tempo quando da frenagem e podem ser agravados por variaes nas condies ambientais tais como frio, calor, umidade, poeira da estrada ou barro. Se houver rudos, tais como metal-com-metal, rudo rascante contnuo ou chiado contnuo presentes durante a frenagem, as lonas dos freios podem estar gastas e devem ser inspecionadas num Distribuidor Ford.

Freio de estacionamentoO freio de estacionamento atua nas rodas traseiras. Acionamento Pressione o pedal do freio de servio. Puxe a alavanca para cima com firmeza. Ao estacionar o veculo em subidas ou descidas, engate tambm a 1 marcha. A luz de advertncia no painel acende se a ignio estiver na posio II. Apaga assim que o freio de estacionamento for liberado.| FordCourier | 2-43

Luz de advertncia de freio acionado

F

reiosLiberao Puxe a alavanca do freio de estacionamento ligeiramente para cima, pressione o boto retentor e abaixe a alavanca.

ManutenoLuz de advertncia do sistema de freio / freio de estacionamentoSe permanecer acesa ou acender com o veculo em movimento, verifique primeiramente se a alavanca no est ligeiramente puxada e em seguida verifique o nvel do fluido. Caso esteja abaixo do especificado, complete o nvel e procure os servios de um Distribuidor Ford, assim que possvel.Reservatrio do fluido de freio

Verificao do nvel / reservatrioO sistema de freios e o sistema de embreagem so abastecidos pelo mesmo reservatrio. O nvel do lquido deve ser mantido entre as marcas MN e MX na lateral do reservatrio localizado na parte central do compartimento do motor, prximo da bateria. Abastecimento Complete o reservatrio apenas com fluido de freio especificado. Importante H srios riscos de danos no sistema de freios, se qualquer outro tipo de fluido for utilizado.

2-44 | FordCourier |

FNo deixe que o fluido de freios entre em contato com a pele ou os olhos. Se isso acontecer, lave imediatamente as reas afetadas com bastante gua. O fluido de freios danifica a pintura do veculo. Caso isto ocorra limpe imediatamente a superfcie pintada com uma esponja umedecida. importante manter higiene absoluta ao completar o reservatrio. Qualquer entrada de sujeira no sistema pode diminuir a eficincia de frenagem. Caso ocorra a contaminao do fluido por gua, ser necessrio substituir todo o fluido. Se ocorrer contaminao por leo mineral, todas as borrachas que compem o sistema de freio e embreagem devem ser substitudas. Embalagens de fluido de freio abertas no devem ser armazenadas para uso posterior. O produto extremamente higroscpico (absorve a umidade do ar) e rapidamente perde suas caractersticas. O smbolo gravado na tampa do reservatrio indica que o fluido no pode conter parafina.

| FordCourier | 2-45

F

usveis e relsApresentaoA caixa eltrica central est localizada sob o painel de instrumentos, do lado esquerdo do volante.Caixa central de fusveis e rels (sob o painel)

Conduo / Modo de operaoCaixa central de fusveis e rels (sob o painel de instrumentos)Para verificar e / ou substituir fusveis, necessrio remover a respectiva tampa da caixa central de fusveis e rels. Esta caixa contm os fusveis e rels principais. O acesso aos rels feito pela parte traseira da caixa. Todos os fusveis so numerados.

Caixa de fusvel central

Substituio de fusveisImportante No modifique o sistema eltrico do seu veculo em hiptese alguma. Sempre que necessrio procure os servios de um Distribuidor Ford.

Importante Desligue a ignio e todos os equipamentos eletrnicos antes de remover e substituir o fusvel/rel.Fusvel queimado 2-46 | FordCourier |

FImportante Substitua sempre um fusvel/rel por outro novo de mesma corrente/caracterstica. Coloque sempre um fusvel de reposio com o mesmo valor daquele que foi retirado. Um fusvel queimado pode ser reconhecido pelo filamento partido. Todos os fusveis so de encaixar, exceto os de alta capacidade de corrente (amperes).

| FordCourier| 2-47

F

usveis e relsCaixa central de fusveis e rels (sob o painel de instrumentos)

2-48 | FordCourier |

FCaixa central de relsI II III IV V VI VIIVIII

A F49

B

C

D

E

F50

Central de Rels No rel I III III IV V VI VII VIII A, C, D, E F 49 F 50 B Tipo Vermelho 40A (Mini ISO) 20A (ATO) 25A (ATO) 20A (Micro ISO) Circuitos No utilizado Limpador / lavador do pra-brisa No utilizado No utilizado Ignio No utilizado No utilizado No utilizado No utilizado Rels do farol alto e farol baixo F6 e F7 Buzina

| FordCourier| 2-49

F

usveis e relsCentral de Fusveis Fusvel n F1 F2 F3 F4 F5 F6 F7 F8 F9 F10 F11 F12 F13 F14 F15 F16 F17 F18 F19 F20 F21 F222-50 | FordCourier |

Capacidade (ampres) 15(ATO) 7,5(ATO) 15(ATO) 15(ATO) 7,5(ATO) 7,5(ATO) 15(ATO) 30(ATO) 20(ATO) 15(ATO) 30(ATO) 15(ATO) 15(ATO) 7,5(ATO) 10(ATO) 3(ATO) 10(ATO)

Circuitos protegidos Acendedor de cigarros Luz de cor tesia, mdulo de controle de ar Buzina No utilizado Pisca aler ta e buzina Iluminao interna, lanterna traseira e dianteira lado esquerdo Luz da placa e lanterna traseira e dianteira lado direito Travamento das por tas No utilizado No utilizado Vidros eltricos Lavador / limpador do pra-brisa Painel de instrumentos, mdulo de controle de ar, luz de freio, luz de r e vlvula aquecedora No utilizado No utilizado Ventilador interno e recirculador de ar Setas Rel do ar condicionado e rel auxiliar (se equipado) Painel de instrumentos e sistema de udio Luz de carga Controle eletrnico do motor, PATS - Sistema eletrnico de imobilizao, rel de controle eletrnico do motor e bomba de combustvel Sistema de udio e conector do diagnstico

FR1 R2F23

Central eltrica da bateria Os fusveis e rels esto conectados em uma caixa localizada no compartimento do motor, junto bateria. Importante No caso de substituio de algum desses fusveis / rels, procure os servios de um Distribuidor Ford.

R3F24 F25 F26 F27 F28 F29 F30 F31 F32

R4 R6 R8 R10F 40

R5 R7 R9F 38 F 37 F 36

F33 F34 F35

F 39

C5

C4

R12

R11

Central de rels da bateria No rel R1 R2 R3 R4 R5 R6 R7 R8 R9 R10 R11 R12 Tipo 40A (Mini ISO) 20A (Micro ISO) 40A (Mini ISO) 20A (Micro ISO) 40A (Mini ISO) 20 A (Micro ISO) 40A (Mini ISO) 20A (Micro ISO) 40A (Mini ISO) 20A (Micro ISO) Circuitos protegidos Auxiliar Farol alto Inibidor de par tida Farol baixo Controle eletrnico do motor e bomba de combustvel Farol de neblina (se equipado) Ventoinha Sistema de par tida a frio Alta velocidade da ventoinha No utilizado No utilizado Ar condicionado (se equipado)

| FordCourier| 2-51

F

usveis e relsCentral de fusveis da bateria Fusvel F23 F24 F25 F26 F27 Capacidade (ampres) 10(ATO) 10(ATO) 10(ATO) 10(ATO) 7,5(ATO) Circuitos protegidos Farol alto esquerdo e luz indicadora de farol alto Farol alto direito Farol baixo esquerdo Farol baixo direito Sensor de velocidade, vlvula purga, sonda lambda 1 (sensor de oxignio aquecido) / sonda lambda 2 (sensor do monitor do catalisador) Injetores, bobina de ignio e vlvula termosttica No utilizado No utilizado Farol de neblina (se equipado) e rel do ar condicionado (se equipado) Controle eletrnico do motor Painel de instr umentos e rel da ventoinha Sistema de par tida a frio e controle eletrnico do motor Bomba de combustvel e controle eletrnico do motor Ventoinha e inibidor de par tida F27, F28, F35, rel da bomba de combustvel / controle eletrnico do motor F11, F16, F17, F20 e rel de ignio F1, F2, F3, F5, F8 e F22 F12, F13, F14, F18,F19, F21, F49, F50 e chave de ignio e rel do motor de par tida

F28 F29 F30 F31 F32 F33 F34 F35 F36 F37 F38 F39 F40

15(ATO) 20(ATO) 5(ATO) 3(ATO) 10(ATO) 15(ATO) 40(JCASE) 40(JCASE) 60(JCASE) 60(JCASE) 60(JCASE)

2-52 | FordCourier |

FManutenoSubstitua sempre um fusvel queimado por outro de mesma capacidade de corrente (amperagem). Desligue a ignio e todos os equipamentos eltricos antes de substituir um fusvel ou rel. Importante Qualquer modificao inadequada no sistema eltrico ou de combustvel, pode por em perigo a segurana do veculo, implicando em risco de incndio ou danos ao motor. Para quaisquer esclarecimentos, procure um Distribuidor Ford.

| FordCourier| 2-53

I

dentificao do veculoApresentaoNmero de identificao do veculo (VIN)9BFXXXXXXXXXXXXX

O nmero de identificao do veculo (VIN) est gravado no assoalho dianteiro direito (1). H tambm etiquetas adesivas nos seguintes locais: Coluna B, lado direito (2). Compartimento do motor, lado direito sobre a torre do amortecedor (4). Nos vidros (5, 6, 7 e 8).

Etiqueta com o ano de fabricao Coluna B, lado direito (3).

Etiqueta com a indicao de pesos Coluna B, lado esquerdo (9).

2-54 | FordCourier |

INmero do motorNa lateral direita do bloco, parte inferior traseira, prximo carcaa da embreagem.

ManutenoImportante Durante a lavagem do compartimento do motor, no remova a etiqueta transparente que protege o cdigo VIN.

-

| FordCourier| 2-55

I

gnio e partidaApresentaoPosies da chave0 ignio desligada e direo travada; I rdio operacional: Ignio e todos os circuitos eltricos principais desativados e direo destravada; II ignio ligada: todos os circuitos eltricos so ativados; III motor de partida ativado: Volte a chave para a posio II assim que o motor funcionar. Exceto pela buzina, lanterna e pisca-alerta, as outras funes so operacionais somente com a ignio ligada. Importante Nunca gire a chave para a posio 0 ou I com o veculo em movimento.

Posio II

Conduo / Modo de operaoPartida do motor Certifique-se de que a alavanca de cmbio esteja em ponto-morto. Pressione o pedal da embreagem sem pisar no acelerador. Gire a chave de ignio para a posio III para acionar o motor de partida. No acione o motor de partida por mais de 5 segundos consecutivos sob pena de descarregar a bateria. Se o motor no funcionar na primeira tentativa, gire a chave de ignio para a posio I ou 0 antes de tentar novamente. Se o motor no funcionar aps trs tentativas, o reservatrio do sistema de partida a frio, localizado no compartimento do motor pode ter atingido a reserva, ou est esgotado. Reabastea preferencialmente com gasolina aditivada e d partida novamente.

Pedal da embreagem

Posio III

2-56 | FordCourier |

IMotor frio / quente Pressione totalmente o pedal da embreagem e ligue o motor sem pisar no acelerador. Se o motor no funcionar em 5 segundos, espere um pouco e repita o procedimento anterior. Se o motor no funcionar aps trs tentativas, verificar se o reservatrio do sistema de partida a frio atingiu a reserva, ou est esgotado. Reabastea preferencialmente com gasolina aditivada e d partida novamente. Se o problema persistir, espere 10 segundos e siga o processo descrito a seguir. Motor afogado Pressione totalmente o pedal da embreagem. Pressione o pedal do acelerador at o fim. Mantenha-o nessa posio e ligue o motor. Se o motor no funcionar, repita o procedimento de partida conforme descrito no item Motor frio/ quente.

Partida do motor aps desligamento da bateriaAo conectar a bateria novamente e dar a partida no motor, o veculo poder apresentar algumas caractersticas pouco usuais durante aproximadamente 8 km. Isto se deve reprogramao automtica do sistema de gerenciamento eletrnico do motor e pode ser ignorado. Caso persistam tais caractersticas, procure os servios de um Distribuidor Ford.| FordCourier| 2-57

I

gnio e partidaSistema de controle eletrnico do motorEm caso de aceleraes fortes em marchas iniciais, que elevem a rotao do motor a nveis mximos, o sistema de controle eletrnico do motor poder cortar momentaneamente a injeo de combustvel.Tacmetro

Isto poder ser sentido temporariamente pelo motorista na forma de falha, porm, no significa que haja alguma falha ou problema, mas sim que o controle eletrnico est protegendo o motor.

Procedimento de partida do motor com bateria auxiliarImportante Para evitar danos ao catalisador, injeo eletrnica e ao motor de partida, evite dar partida no motor empurrando o veculo ou com uso de reboque, principalmente se o motor estiver quente. Utilize cabos para ligao de uma bateria auxiliar. Utilize exclusivamente baterias com a mesma tenso nominal (12 V). Utilize cabos auxiliares de partida com alicates de plos isolados e cabo de bitola apropriada. No desligue a bateria do sistema eltrico do veculo.

2-58 | FordCourier |

ILigao de cabosVeculo com bateria descarregada

Desligue todos os equipamentos eltricos. Ligue o plo positivo (+) da bateria descarregada ao plo positivo (+) da bateria auxiliar. Ligue uma das extremidades do segundo cabo ao plo negativo (-) da bateria auxiliar e a outra a um ponto metlico do motor do veculo com a bateria descarregada. No ligue ao plo negativo (-) da bateria descarregada.

Cabo de ligao negativo

Cabo de ligao positivo Veculo com bateria auxiliar

Certifique-se de que os cabos estejam afastados de peas mveis do motor. Ligue o motor e o ventilador do veculo com bateria auxiliar. Partida do motor O motor do veculo auxiliar deve permanecer desligado. D partida no motor do veculo que est com a bateria descarregada. Aps o motor entrar em funcionamento, deixe-o funcionando por aproximadamente 3 minutos. Desligamento dos cabos Importante Evite remover os cabos com motor ainda funcionando. O no cumprimento destes procedimentos poder causar danos aos sistemas eltricos do veculo. Desconecte primeiro o cabo negativo (-) e depois o cabo positivo (+), isso evitar fascas sobre a bateria.| FordCourier| 2-59

L

mpadas(substituio)

ApresentaoImportante Antes de substituir uma lmpada, verifique se o fusvel correspondente no est queimado.

Importante Desligue as luzes e a ignio, antes de efetuar qualquer substituio de lmpada. Assegure-se de que ela est fria antes de retir-la.

Importante No toque no vidro da lmpada. Instale apenas lmpadas de especificao correta. Consulte o item Tabela de especificaes de lmpadas, neste captulo. necessrio retirar o farol para substituir as lmpadas do farol, da luz de posicionamento ou do indicador de direo dianteiro, necessrio retirar o conjunto da luz traseira para substituir as lmpadas das luzes do freio, de posicionamento, de r ou do indicador de direo traseiro.

2-60 | FordCourier |

LConduo / Modo de operaoGrupo ptico dianteiroAs lmpadas dos faris baixos, altos, dos indicadores direcionais dianteiros e das luzes de posicionamento (lanternas) encontram-se alojadas no mesmo grupo ptico. Remova o grupo ptico como indicado a seguir: Desligue as luzes. Abra a tampa do compartimento do motor. Retire a grade do radiador puxando-a para cima.

Solte os parafusos de fixao do grupo ptico (farol). Importante Nunca tente remover um conector sem antes liberar a trava. Desconecte o conector eltrico.

Faris altos e baixos Remova a tampa protetora. Solte a conexo do chicote da lmpada. Aperte as extremidades da presilha de reteno para solt-la. Retire a lmpada. Monte a lmpada nova, observando o correto alinhamento da mesma no alojamento e observando a ordem inversa descrita acima.

| FordCourier| 2-61

L

mpadas(substituio)Indicadores direcionais dianteiros Pelo interior do compartimento do motor pressione a aba da trava para baixo e remova a tampa. Gire a base da lmpada no sentido anti-horrio de modo a remov-la. Pressione levemente a lmpada e gire-a no sentido anti-horrio para remov-la. Monte a lmpada nova observando a ordem inversa descrita acima.

Alinhamento dos faris dianteirosAps a substituio de uma lmpada de halognio, verifique o alinhamento dos faris.

Luzes de posicionamento (lanternas) Retire a lmpada. Monte a lmpada nova observando a ordem inversa descrita acima.

Faris de neblina (se equipado)Para substituio das lmpadas dos faris de neblina procure um Distribuidor Ford.

2-62 | FordCourier |

LIndicadores direcionais laterais (se equipado) Desloque o grupo tico completo para a direita ou esquerda e puxe-o para fora. Tire o soquete do conjunto girando-o no sentido anti-horrio. Retire a lmpada, e monte a lmpada nova, observando o correto alinhamento da mesma no alojamento e observando a ordem inversa descrita acima.

Substituio das lmpadas do grupo ptico traseiro Abra a tampa da caamba. Para retirar a lmpada queimada, gire-a com ligeira presso no sentido anti-horrio e retire-a. Instalao pela ordem inversa.

| FordCourier| 2-63

L

mpadas(substituio)

Grupo ptico traseiro lado esquerdo

Grupo ptico traseiro lado direito

Luz de freio, 21W Luz da lanterna,5W Indicadores de direo, 21W Luz de r, 21W

Luz de cortesia (se equipado) Desligue a luz de cortesia. Desencaixe cuidadosamente o conjunto, usando uma chave de fenda de ponta chata, e substitua a lmpada queimada.

LUZ DE LEITURA As lmpadas podem ser substitudas aps a placa de contato ter sido rebatida.

2-64 | FordCourier |

LLuz da placa de licena Gire o soquete da lmpada no sentido antihorrio e retire-o do pra-choque. Remova a lmpada do conector e substitua-a. Monte o conjunto na ordem inversa.

Luz elevada do freio / luz da caamba Remova os dois parafusos e retire o conjunto. Incline-o para fora para soltar do grampo de reteno. Pressione levemente e gire o suporte da lmpada para remov-lo. Tire a lmpada e substitua-a. Monte o conjunto na ordem inversa.Especificao Tcnica - Lmpada Luz elevada do freio/luz da caamba Luz da placa de licena Luzes de cor tesia Indicadores direcionais laterais (se equipado) Gr upo ptico dianteiro Faris altos e baixos Luzes de posicionamento (lanternas) Indicadores direcionais dianteiros Gr upo ptico traseiro Luz de freio/lanterna Indicadores de direo Luz de r Lmpada de base de vidro em cunha, 5 W Lmpada, 5 W Lmpada tubular, 10 W 5W

Lmpada de halognio, 60/55 W Lmpada de base de vidro em cunha, 5 W Lmpada esfrica, 21 W

21/5 W 21 W 21 W| FordCourier| 2-65

L

avagem do veculoApresentaoOs elementos mais importantes para a conservao da pintura do veculo so gua limpa e sabo neutro. Para a lavagem do veculo, utilize uma esponja, gua fria ou morna e shampoo para carros. Lave frequentemente o seu veculo. Se houver sinais de seiva de rvores, insetos, sujeira industrial ou excrementos de pssaros, o veculo deve ser lavado o mais breve possvel. Geralmente esses tipos de depsitos contm elementos qumicos agressivos pintura. A lavagem do veculo s deve ser feita em reas com sistemas de drenagem que no agridam o meio ambiente.gua morna e sabo neutro

Os restos de produtos de limpeza no devem ser descartados juntamente com o lixo domstico. Procure utilizar apenas instalaes preparadas para a remoo desse tipo de lixo.

Conduo / Modo de operaoLimpeza externaImportante Se usar um sistema de lavagem com um ciclo de enceramento, certifique-se de que remove a cera do para-brisa.

Importante Alguns postos de lavagem usam gua sob alta presso. Isso pode danificar algumas peas do seu veculo.

2-66 | FordCourier |

LLavagem manualNunca lave o seu veculo com gua quente, diretamente sob o sol ou com as superfcies metlicas quentes. Nunca retire o p a seco das superfcies pintadas, sob pena de arranh-las. Lave o veculo com bastante gua, se estiver utilizando um shampoo para carros. Seque-o com um pano macio ou flanela. Importante Depois de lavar o veculo, pressione vrias vezes o pedal do freio com o veculo em movimento, para eliminar a umidade dos discos e pastilhas.

Lavagem automticaO melhor mtodo de lavagem automtica aquela sem rolos. Importante Se estiver equipado com antena de rdio, gire a antena no sentido anti-horrio e retire-a do veculo antes da lavagem automtica.

Lavagem do motorRecomenda-se evitar a lavagem frequente do motor.Haste

Porm, quando lavar o motor, tenha cuidado em no utilizar jatos fortes de gua. Nunca lave o motor quente ou em funcionamento, com gua fria, pois o choque trmico em superfcies aquecidas poder provocar danos ao motor.| FordCourier| 2-67

L

avagem do veculoO condensador do ar condicionado e o radiador possuem aletas de alumnio que podem se deformar quando lavadas com jato dgua sob alta presso. Para evitar danos, lave somente com jato dgua de baixa presso. Evite jatos de gua diretos sobre a bomba da direo hidrulica, reservatrio de fluido de direo, e vedaes da caixa de direo, assim como, sobre as polias e a correia da transmisso que compem o sistema. Isto pode comprometer o funcionamento da direo hidrulica. Importante No despeje gua, sabo, ou qualquer outro produto sobre o alternador e o motor de partida. Eles podero ser danificados caso tenham contato com lquidos.

Importante Devido diversidade de materiais existentes no compartimento do motor, deve-se evitar a utilizao de produtos qumicos de limpeza, detergentes agressivos, desengraxantes, produtos cidos e alcalinos que, devido ao corrosiva, podem ser agressivos a determinados componentes. Deve-se evitar tambm limpeza por meio de vapor de gua.

2-68 | FordCourier |

LImportante Durante a lavagem do cofre do motor, no remova a etiqueta transparente que protege o cdigo VIN. leo do motor, fluido dos freios, aditivo do radiador, baterias e pneus devem ser acondicionados e armazenados em instalaes especialmente preparadas para tratamento de lixo industrial. De modo algum devero ser jogados nos sistemas de canalizao pblica ou colocados no lixo domstico. A defesa do meio ambiente diz respeito a todos. Contribua tambm para este fim.

Revestimento protetor da parte inferior do veculo

A parte inferior do seu veculo revestida com uma camada de proteo anticorrosiva que dever ser periodicamente controlada e, caso seja necessrio, retocada pelo seu Distribuidor Ford. Mesmo com essa proteo adicional, recomenda-se a lavagem frequente da parte inferior do veculo, principalmente sob condies de alta umidade ou salinidade.

Limpeza das rodas

No utilize produtos abrasivos, sob pena de danificar o verniz de proteo das rodas.

Limpeza dos farisImportante No raspe as lentes dos faris, nem use produtos abrasivos, nem lcool ou solventes qumicos para limpar os faris. No limpe os faris quando esto secos.

Limpeza do volantePara a limpeza do volante recomenda-se somente um pano umedecido com gua.| FordCourier| 2-69

L

uzes de advertncia e luzes indicadorasApresentaoAs luzes de advertncia e indicadoras informam ou alertam o motorista sobre as condies do veculo durante a conduo do mesmo.

Conduo / Modo de operaoAs luzes de advertncia e indicadoras acendem por instantes quando se liga a ignio, para confirmar que o sistema est operacional. Caso isto no ocorra h uma avaria. Procure os servios de um Distribuidor Ford.

Luz indicadora de direoPisca durante o funcionamento. Se comear a piscar com maior rapidez, significa que uma das lmpadas dos indicadores de direo est queimada. Consulte o item Lmpadas, neste captulo, para mais informaes.

Luz de advertncia de presso do leo do motor

Se a luz permanecer acesa aps a partida ou se acender durante o percurso, isso indica a existncia de uma anomalia. Estacione o veculo em local seguro e desligue o motor. Verifique o nvel de leo e solicite a verificao do sistema atravs de um Distribuidor Ford.2-70 | FordCourier |

LLmpada indicadora de mau funcionamento (LIM)A LIM acende quando a chave de ignio inicialmente girada para a posio II. Deve apagar assim que o motor entrar em funcionamento, indicando que o sistema est operacional. Caso no acenda com a chave na posio II (ou nos apague com o motor em funcionamento), procure um Distribuidor Ford para correo deste problema. Consulte o item Diagnstico do sistema de controle de emisses, neste captulo, para mais informaes.

Luz de advertncia de temperaturaSe acender com o veculo em movimento, o motor estar em superaquecimento. Pare imediatamente e desligue a ignio. Aguarde at que o motor esfrie e, se necessrio, complete o nvel do lquido de arrefecimento Se o motor voltar a superaquecer, procure os servios um Distribuidor Ford. Importante Nunca abra a tampa do reservatrio do lquido de arrefecimento com o motor quente.

Luz indicadora de farol altoAcende ao ligar o farol alto ou quando utilizado o lampejador do farol alto.

| FordCourier| 2-71

L

uzes de advertncia e luzes indicadorasLuz de advertncia do sistema de carga da bateriaSe acender durante a conduo do veculo, indica a existncia de uma anomalia. Desligue todos os equipamentos eltricos desnecessrios. Procure o seu Distribuidor Ford imediatamente para verificao e reparao do sistema.

Luz de advertncia do sistema de freiosImportante Reduza gradualmente a velocidade. Use os freios com muito cuidado. No pressione bruscamente no pedal do freio. Acende se o nvel do fluido dos freios ficar abaixo da marca MIN. Esta luz acende tambm quando se aciona o freio de estacionamento. Consulte o item Freios - verificao do nvel / reservatrio, neste captulo, para mais informaes.

Luz de advertncia do sistema Ford antifurto (PATS)Pisca quando o sistema antifurto passivo foi ativado.

2-72 | FordCourier |

LLuz de advertncia de baixo nvel de combustvelQuando o veculo atingir a reserva a luz acender. Reabastea assim que possvel.

Avisos sonorosAviso sonoro de faris acesos Soa quando os faris estiverem ligados, a ignio estiver desligada e a porta do lado do motorista ou passageiro dianteiro for aberta.

| FordCourier| 2-73

L

uzes internas e externasApresentaoPara o acionamento das luzes externas a chave da ignio deve estar na posio II, exceto para o acionamento da lanterna que poder ser utilizada com a chave na posio 0.Posio II

Conduo / Modo de operaoLuzes externas desligadasGire o interruptor rotativo na posio neutra.

Farol baixo Lanternas

Luzes das lanternasGire o interruptor rotativo para a primeira posio.

Farol baixoDesligada

Gire o interruptor rotativo para a segunda posio.

Farol altoCom os faris baixos acionados, empurre a alavanca em direo ao painel de instrumentos.

2-74 | FordCourier |

LLampejador de farol altoPuxe a alavanca em direo ao volante. Ao dirigir noite, d preferncia ao uso dos faris baixos. A comutao para os faris altos deve ser feita somente se no houver risco de ofuscamento de outros motoristas.Lampejador do farol alto

Faris de neblina (se equipado)

Com a chave de ignio na posio II e a lanterna ligada, pressione o boto para ligar ou desligar os faris de neblina. A luz indicadora no boto indica acionamento da funo. Importante Os faris de neblina devem ser utilizados somente sob visibilidade restrita (menos de 50 m).

Indicadores direcionaisAcionamento esquerdo Desloque a alavanca para baixo. Acionamento direito Desloque a alavanca para cima. O comando da alavanca direcional desativado automaticamente com o retorno do volante posio central. Luz intermitente durante a operao. Um aumento no grau de intermitncia indica defeito em uma das lmpadas externas indicadoras.

| FordCourier| 2-75

L

uzes internas e externasLuzes intermitentes de emergncia (pisca-alerta)Pressione o boto para ligar / desligar as luzes intermitentes. As luzes indicadoras de direo iro piscar indicando que o sistema est ligado. Este dispositivo deve ser utilizado em caso de avaria do veculo ou para avisar os outros motoristas que h perigo. Importante Use o pisca-alerta apenas em situaes de emergncia e com o veculo parado.

Luz internaAtivado pela porta Desligado Ligado

O interruptor da luz interna possui trs posies: acesa com as portas abertas, desligada e ligada.

Luz interna com luzes de leitura (se equipado)As luzes de leitura so acionadas por interruptores individuais.

2-76 | FordCourier |

LLuz da caamba (se equipado)Com a chave de ignio na posio desligada, pressione o interruptor para ligar ou desligar a luz da caamba. A luz de controle no interruptor indica o acionamento da funo.

| FordCourier| 2-77

M

otorMotor

ApresentaoComo funciona?O motor do veculo tem como funo converter a energia produzida pela combusto da mistura ar/ combustvel em energia mecnica, capaz de gerar movimento nas rodas.

Rodas

O motor do seu veculo pode utilizar tanto etanol como gasolina em qualquer proporo. Consulte o item Combustvel neste captulo, para mais informaes.

Conduo / Modo de operaoTacmetroIndica a rotao do motor em rotaes por minuto. No opere o veculo dentro faixa vermelha do instrumento sob pena de danificar o motor.Tacmetro

Indicador da temperatura do motorIndica a temperatura do motor. No opere o veculo em altas temperaturas sob pena de danificar o motor. O ponteiro deve situar-se dentro da faixa central, aps alguns minutos de funcionamento do motor. Pode aproximar-se da faixa slida quando o motor for muito exigido, voltando ao normal logo que cessar a sobrecarga.2-78 | FordCourier |

MEstratgia de funcionamento limitadoSe for detectada uma avaria no sistema de gerenciamento eletrnico do motor, ser acionado o programa de Estratgia de Funcionamento Limitado. Este programa permitir que o motor continue cumprindo suas funes sem danific-lo. Contudo, uma vez que algumas operaes ficam limitadas, o desempenho do motor ficar reduzido. Todavia, em estradas planas, o veculo pode rodar a velocidades de at 60 km/h. Importante Procure imediatamente um Distribuidor Ford, caso seu veculo passe a apresentar tais caractersticas.

Filtro de leoO filtro de leo tem por funo filtrar todas as partculas prejudiciais ou abrasivas do motor, sem obstruir o fluxo de leo s suas partes vitais. Filtros de leo fora das especificaes Ford podero gerar problemas como rudos durante a partida e danos no motor.

leo do motorA Ford recomenda o uso do leo Motorcraft SAE 5W-30 que atenda a especificao Ford WSS-M2C913-B, para troca a cada 10.000 km ou 06 meses o que ocorrer primeiro. Todo motor de combusto interna apresenta consumo de leo. Esta caracterstica necessria para garantir adequada lubrificao na regio dos anis dos pistes, portanto, o nvel de leo deve ser verificado periodicamente, sempre que o veculo for abastecido (com o motor frio) ou antes de iniciar uma viagem longa.| FordCourier| 2-79

M

otorMotores novos atingem consumo normal aps aproximadamente 5.000 km. Durante este perodo um consumo de at 1 litro de leo considerado normal. Aps este perodo o consumo ir reduzir gradativamente para cerca de 1 litro a cada 10.000 km. Faa as verificaes e complete o nvel sempre que o mesmo atingir a marca inferior da vareta. O consumo de leo do motor depende tambm do modo de dirigir e das condies de uso do veculo. Em casos de usos especficos onde o motor muito exigido, como por exemplo o uso frequente em altas velocidades, o consumo de leo pode ser maior. Importante Durante as trocas de leo em postos de servios, assegure-se de que o leo utilizado o especificado e na quantidade determinada. No aceite leos de tipos e marcas desconhecidas e de embalagens j abertas.

Condies severas de uso do motorSe o veculo for utilizado em condies severas, a troca de leo do motor dever ser efetuada a cada 5.000 km ou 3 meses, o que ocorrer primeiro.

2-80 | FordCourier |

MCondies severas: Percursos curtos (inferiores a 5 km), nos quais o motor no chega a atingir a temperatura normal de funcionamento. Utilizao frequente em percursos de muita poeira ou regies montanhosas. Utilizao em trfego urbano pesado. Utilizao em auto-escola, txi, ambulncia, uso militar ou atividade similar. Uso prolongado com combustvel adulterado.

ManutenoLmpada indicadora de mau funcionamento (LIM)Consulte o item Diagnstico do sistema de controle de emisses, neste captulo, para mais informaes.

Luz de advertncia de presso do leoSe a luz acender com o veculo em movimento, pare imediatamente, desligue a ignio e verifique o nvel do leo do motor. Complete se necessrio. Se a luz de advertncia permanecer acesa aps ter sido completado o nvel, procure os servios de um Distribuidor Ford para a verificao do motor. Importante Quando o motor estiver funcionando, cuide para que peas de roupa como gravatas etc., no entrem em contato com peas mveis do motor, pois h risco de ferimentos graves.| FordCourier| 2-81

M

otorImportante Pessoas portadoras de marca-passo no devem efetuar trabalhos com o motor do veculo em funcionamento, devido s altas tenses geradas pelo sistema de ignio.

leo do motorVerificao do nvel Importante No utilize aditivos para o leo nem outros tratamentos do motor. Em determinadas condies, podem danificar o motor. O consumo de leo dos motores novos atinge o seu nvel normal aps cerca de 5000 km. Certifique-se de que o nvel se situa entre as marcas de MIN e MAX. Verifique o nvel do leo antes de ligar o motor. Certifique-se de que o veculo est nivelado. Quando quente, o leo expande. Por isso, o nvel pode aumentar alguns milmetros alm da marca MAX. Aguarde alguns segundos aps desligar o motor, retire a vareta do nvel do leo e limpe-a com um pano limpo que no solte plos. Coloque e retire novamente a vareta para verificar o nvel do leo. Se estiver abaixo da marca MIN, complete imediatamente.2-82 | FordCourier |

MAbastecimento Complete apenas com o motor frio. Se o motor estiver quente, espere 10 minutos para que esfrie. No remova a tampa de abastecimento com o motor funcionando. Para remov-la, gire-a no sentido anti-horrio. Instale na ordem inversa, observando o encaixe e travamento correto da tampa. No abastea para alm da marca MAX. Importante Use somente leos que atendam as especificaes Ford. O uso de leo diferente do especificado compromete o desempenho e a vida til do motor, podendo tambm causar danos no cobertos pela garantia. Aditivos para o leo do motor no so necessrios nem recomendados, podendo at, em certas circunstncias, provocar danos no motor que no esto cobertos pela garantia Ford. Recipientes de leo vazios e usados no devem ser descartados juntamente com o lixo domstico. Utilize apenas instalaes preparadas para a remoo desse tipo de lixo.

| FordCourier| 2-83

P

ara-brisa e vidro traseiroApresentaoPara o acionamento dos limpadores / lavador do para-brisa a chave da ignio deve estar na posio II.Posio II

Conduo / Modo de operaoLimpador do para-brisaMovimento de limpeza lento Desloque a alavanca uma posio para cima. Movimento de limpeza rpido Desloque a alavanca duas posies para cima. Movimento de limpeza intermitente Desloque a alavanca para baixo.

Lavador do para-brisaPressione o boto. O limpador do para-brisa ser acionado simultaneamente com o esguicho de gua, lavando o para-brisa. Mantenha o boto pressionado at que o para-brisa fique limpo.

2-84 | FordCourier |

PImportante No opere o lavador do vidro traseiro por mais de 10 segundos de cada vez e nunca utilize o lavador se o reservatrio de gua estiver vazio.

Pra-sisOs pra-sis podem ser inclinados para cima e para baixo e girados para o lado, para proteo lateral.

Vidro traseiro deslizante (se equipado)Para aumentar a ventilao interna da cabine, acione a trava e deslize os vidros para os lados.

| FordCourier| 2-85

P

ara-brisa e vidro traseiroManutenoVerificao das palhetas dos limpadoresPasse o dedo pela aresta de borracha das palhetas do limpador para verificar se possuem irregularidades. Resduos de gordura, silicone e combustvel tambm prejudicam a ao de limpeza das palhetas. Substitua as palhetas dos limpadores pelo menos uma vez por ano. Importante Palhetas com desgaste podem reduzir a visibilidade sob chuva e causar acidentes.

Palheta

Substituio das palhetas dos limpadoresPara retirar as palhetas, rebata o brao do limpador para frente do veculo e posicione a palheta do limpador em ngulo reto em relao ao brao. Pressione a mola de reteno no sentido da seta, desengate a palheta e tire-a do brao puxando-a no sentido oposto. No utilize querosene, gasolina ou diluente de tinta para limpar as palhetas.

Brao

2-86 | FordCourier |

PAjuste dos bicos do lavador do para-brisaA posio dos injetores esfricos pode ser ajustada com preciso, com o auxlio de um alfinete inserido no orifcio.

Reservatrio do lavador do para-brisaComplete o reservatrio somente com gua limpa e sabo neutro.

| FordCourier| 2-87

P

intura do veculoApresentaoSeu veculo foi pintado com produtos base de gua, menos agressivos ao meio ambiente. Para reparao da pintura, podese utilizar os procedimentos tradicionais de mercado, porm esta dever ser executada por um Distribuidor Ford, sob pena de perda da garantia de corroso. Consulte o captulo Garantia do produto. Consulte o item Garantia do produto, no captulo 3, para mais informaes.

Conduo / Modo de operaoConservao da pinturaA lavagem imediata nem sempre suficiente para remover material agressivo das superfcies pintadas. Portanto, encere a pintura do seu veculo, uma a duas vezes por ano garantindo assim a conservao do brilho, alm de permitir que a gua escorra melhor sobre o veculo.

2-88 | FordCourier |

PManutenoPolimentoAo polir o veculo, assegure-se de que o produto no entre em contato com superfcies plsticas, pois as manchas so de difcil remoo. No efetue polimento sob sol forte.

Revestimento protetor da parte inferior do veculoA parte inferior do seu veculo revestida com uma camada de proteo anticorrosiva que dever ser periodicamente controlada e, caso seja necessrio, retocada pelo seu Distribuidor Ford. Mesmo com essa proteo adicional, recomenda-se a lavagem frequente da parte inferior do veculo, principalmente sob condies de alta umidade ou salinidade.

| FordCourier| 2-89

P

neusApresentaoClassificao do pneuOs pneus dos veculos automotores possuem um Grau de Classificao, que pode ser encontrado na lateral do pneu. O grau de classificao se aplica a pneus novos para uso em veculos de passeio e tem como objetivo, determinar o uso e a aplicao do pneu. A - Largura do pneu, em mm 175 / 70 R 14 82 T F B - Altura em % da largura do pneu C - Pneu Radial (R) ou Diagonal (D) D - Dimetro do aro do pneu E - ndice de carga do pneu F - ndice de velocidade do pneu

A

B

C D

E

Indicador de desgate do Pneu (Treadwear Indicator) - TWIOs pneus possuem indicadores de desgaste da banda de rodagem que so pequenos ressaltos existentes nos sulcos da banda de rodagem. Estes ressaltos tm no mnimo 1.6 mm de altura. Troque de pneu quando estes indicadores estiverem na mesma altura da banda de rodagem, pois isto significa que os pneus no possuem mais as mesmas caractersticas que garantem a sua segurana.

Indicador TWI

Desgaste do pneu (Treadwear)O desgaste do pneu um grau comparativo, baseado na taxa de desgaste do pneu quando testado sob condies controladas, em pista de teste especificada em norma. Um pneu classificado como 350 tm uma durabilidade trs vezes e meia (3 ) maior que um pneu grau 100.

Indicador de desgaste do pneu

2-90 | FordCourier |

PContudo, o desempenho relativo dos pneus depende das condies reais do uso, e pode ser significativamente diferente da norma devido s variaes nos hbitos de direo, prticas de servio, diferenas nas caractersticas da estrada e condies ambientais.

Trao AA A B C (Traction)Indicador de trao

Os graus de trao vo desde o maior AA at o menor C. Os graus representam a capacidade do pneu de parar em pisos molhados, medida em condies controladas, em teste especificado sobre superfcies de asfalto e concreto. Um pneu com a marca C apresenta desempenho de trao menor. O grau de trao baseado em testes de trao de frenagem direta e no inclui caractersticas de acelerao, curvas ou aquaplanagem.

Indicador de temperatura

Temperatura A B C (Temperature)Os graus de temperatura so A (o maior), B e C, que representam a resistncia do pneu gerao de calor e a sua capacidade de dissip-lo quando testado sob condies controladas em laboratrio. Altas temperaturas por perodo prolongado podem causar degradao do material e reduzir a vida do pneu, e temperaturas excessivas podem levar a danos repentinos. Manuteno e especificaes O grau de temperatura estabelecido para um pneu devidamente calibrado, no em sobrecarga. Velocidades excessivas, calibrao baixa do pneu ou excesso de carga podem causar acmulo de calor e possvel dano ao pneu.| FordCourier| 2-91

P

neusConduo / Modo de operaoPresso dos pneusBaixas presses nos pneus reduzem a estabilidade, aumentam a resistncia de rolagem, provocam superaquecimento dos pneus, aceleram o desgaste, aumentam o consumo de combustvel e podem provocar acidentes. Pneus com presso acima da recomendada prejudicam o conforto, pois aumentam os efeitos de pisos irregulares. Alm disso, so mais suscetveis a danos provocados por impactos em superfcies irregulares de rodagem.Baixa presso

Presso normal

Se for necessrio subir o veculo no meio-fio, faa-o devagar e, se possvel, em ngulo reto. Evite obstculos ngremes e pontiagudos. Ao estacionar o veculo, cuide para no raspar a face lateral dos pneus. Boas prticas de direo contribuem para menor desgaste dos pneus. Evite freadas bruscas, fortes aceleraes partindo da imobilidade, choques contra caladas, buracos e uso prolongado em ruas ou estradas acidentadas. Mas o fator mais importante para a vida longa dos pneus manter a presso nos valores recomendados. Pneus com calibrao incorreta podem afetar a dirigibilidade e causar falhas repentinas, resultando na perda do controle do veculo.

Excesso de presso

2-92 | FordCourier |

PManutenoVerificao dos pneusSempre que abastecer o veculo verifique a presso dos pneus a frio (lembre-se de incluir o pneu sobressalente). Examine a superfcie da banda de rodagem periodicamente, a fim de verificar a existncia de cortes, objetos estranhos ou desgaste no uniforme. Um perfil irregular indica necessidade de alinhamento das rodas. O desempenho e a segurana dos pneus tendem a diminuir aps aproximadamente 3 mm de reduo na profundidade dos sulcos. O risco de aquaplanagem ser maior quanto menor a profundidade do sulco. Inspecione tambm regularmente as partes laterais dos pneus quanto a indcios de deformao ou danos, especialmente bolhas e cortes. Pneus nestas condies devem ser substitudos. Pneus danificados ou gastos so perigosos! No dirija o veculo se houver pneus excessivamente gastos, danificados ou com presso incorreta. Se o veculo ficar parado por um perodo de tempo prolongado, mais de um ms, coloque-o sobre cavaletes. Isto evitar srios danos nos pneus. Use um manmetro de preciso para medir a presso. Verifique a presso com os pneus frios. Ajuste a presso de acordo com as especificaes recomendadas neste Manual.

Bicos de enchimento (vlvulas)Mantenha as tampas dos bicos sempre firmemente rosqueadas, pois elas impedem a penetrao de sujeira nas vlvulas. Ao calibrar os pneus, verifique se no h vazamentos pelo bico (ouve-se um assobio caracterstico).| FordCourier| 2-93

P

neusApresentao de extrema importncia observar as precaues indicadas a seguir antes de elevar o veculo com o macaco. Estacione o veculo em superfcie nivelada e firme onde no atrapalhe o trfego e permita a troca do pneu com segurana. Desligue o motor e ligue o pisca-alerta. Aplique o freio de estacionamento e engate a primeira marcha ou marcha a r. Monte o tringulo de segurana. No trabalhe sob o veculo quando ele estiver apoiado apenas no macaco. Se o veculo estiver em um declive, coloque calos em ambas as rodas, do lado oposto ao que vai ser erguido. Antes de erguer o veculo, verifique se a superfcie onde o macaco est apoiado suficientemente firme para suportar o peso do veculo e de quaisquer suportes adicionais utilizados. Se houver necessidade, bloqueie as rodas com calos adequados.

(substituio)

Conduo / Modo de operaoMacaco / Chave de rodaO macaco, chave de roda e o tringulo esto localizados atrs do banco do passageiro.

2-94 | FordCourier |

PPneu sobressalenteO pneu sobressalente est na parte traseira, sob o assoalho da caamba. Solte o parafuso na parte posterior da caamba girando aproximadamente de 6 a 8 voltas com a chave de roda. Levante levemente o suporte da roda, pelo lado de trs do veculo, e solte o gancho. Abaixe lentamente o suporte e puxe o pneu sobressalente para fora. Ao guardar a roda com o pneu danificado, proceda na ordem inversa. Importante Aperte o parafuso o suficiente para assegurar que o suporte do estepe no se solte do gancho.

Elevao do veculoO macaco somente deve ser posicionado nos pontos especficos existentes sob as soleiras. Estes pontos so facilmente identificados por entalhes existentes nas soleiras que permitem encaixe com o macaco.

Fixao do macaco Encaixe o macaco sob o entalhe mais prximo ao pneu que ser removido. Utilize a chave de roda como manivela para levantar o veculo, girando-a at o pneu do veculo ficar afastado do piso, e o suficiente para que o pneu sobressalente possa encaixar. Certifique-se de que o macaco est com sua base perfeitamente apoiada no piso.| FordCourier| 2-95

P

neusPontos adicionais de apoio para o macaco Os pontos A, B e C, indicados na figura, so utilizados como apoios quando forem usados macacos de oficina, elevadores ou cavaletes de sustentao. A aplicao de macaco em outros pontos pode causar graves danos ao monobloco, direo, suspenso, ao sistema de freios e ao sistema de combustvel. A: Macaco de oficina. B: Apoio fixo. C: Macaco do veculo ou macaco de oficina.

(substituio)

Remoo do pneu Antes de erguer o veculo, remova a calota e solte cada porca aproximadamente meia volta. Levante o veculo at o pneu ficar afastado do solo. Remova completamente as porcas. Remova o pneu.

Instalao do pneu

2-96 | FordCourier |

Encaixe a roda sobressalente nos prisioneiros do cubo da roda, e coloque manualmente as porcas com o lado cnico voltado para a roda; e coloque manualmente as porcas. Aperte ligeiramente as