FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ED INF MEC

  • View
    1.147

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ED INF MEC

MINISTERIO DA EDUCAO E DO DESPORTO SECRETARIA DE EDUCAO FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO DE POLTICAS EDUCACIONAIS COORDENAO GERAL DE EDUCAO INFANTIL

Por uma poltica de formao do profissional de Educao Infantil

1994

Presidente da Repblica Itamar Augusto Cautiero Franco Ministro da Educao e do Desporto Murilio de Avellar Hingel Secretano Executivo Antonio Jos Barbosa Secretria de Educao Fundametal Maria Agla de Medeiros Machado Diretor do Departamento de Polticas Educacionais Celio da Cunha Coordenadora Geral de Educao Infantil Angela Mana Rabelo Ferreira Barreto

MINISTERIO DA EDUCAO E DO DESPORTO SECRETARIA DE EDUCAO FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO DE POLTICAS EDUCACIONAIS COORDENAO GERAL DE EDUCAO INFANTIL

Por uma poltica de formao do profissional de Educao Infantil

Textos das palestras proferidas no Encontro Tcnico de Formao do Profissional de Educao Infantil, realizado no Instituto de Recursos Humanos Joo Pinheiro, em Belo Horizonte, em abril de 1994.

EQUIPE DE ORGANIZAO DO ENCONTRO TCNICOAngela M. Rabelo F. Barreto (Coordenadora da COEDI) Jane Margareth de Castro (IRHJP/GT de Educao Infantil) Jarhta Vieira Damaceno (COEDI) Mrcia P. Tetzner Laiz (COEDI) Rita de Cssia Coelho (IRHJP/GT de Educao Infantil)

APOIO TCNICO Ana Rosa Beai. Anny Mary Baranenko. urea Fucks Drcifus. Ftima Regina T. Salles Dias. Regina Lcia C. Melo, Stela Maris Lagos Oliveira. Tcre/a Nery Barreto. Vilma Pugliese Seixas. Vitria Libia Barreto de

Faria.APOIO OPERACIONAL Aida Iris de Oliveira, Deusalina Gomes Airo. Tereza Lopes de Almeida Oliveira - COEDI Jos Teixeira Soares. Sandra Maria P. Salomo e equipes - IRHJP

P942

Por uma politica de formao do profissional de Educao Infantil./MEC/SEF/COEDI - Braslia: MEC/SEF/DPE/COEDI, 1994. 92t. Textos das palestras proferidas no Encontro Tcnico de Formao do Profissional de Educao Infantil, realizado no Instituto de Recursos Humanos Joo Pinheiro, em Belo Horizonte, em abril de 1994 1. Formao de Professores. 2 Politica da Educao! - Ttulo CDU. 371.13 (061 3) 37.014(061.3)

SUMARIOApresentao Maria Agla de Medeiros Machado Introduo: Por que e para que uma Poltica de Formao do Profissional de Educao Infantil? Angela M. Rabelo F. Barreto Currculo de Educao Infantil e a Formao dos Profissionais de Creche e Pr-escola: Questes Tericas e Polmicas.Sonia Kramer 16

9

11

Educar e Cuidar: Questes Sobre o Perfil do Profissional de Educao InfantilMaria Malta Campos 32

Aspectos Gerais da Formao de Professores para a Educao Infantil nos Programas de Magistrio - 2o GrauSelma Garrido Pimenta 43

Formao do Profissional de Educao Infantil Atravs de Cursos Supletivos Flvia Rosemberg A Universidade na formao dos profissionais de educao infantil Zilma de Moraes Ramos de Oliveira Subsdios para uma Poltica de Formao do Profissional de Educao Infantil. Relatrio-sintese contendo diretrizes e recomendaesSnia Kramer

51 64

69

Anexos: Programao do Encontro Tcnico sobre Poltica de Formao do Profissional de Educao Infantil Participantes do Encontro Tcnico

85 89

AGRADECIMENTOS

A Secretaria de Educao Fundamental agradece aos participantes do Encontro Tcnico sobre Poltica de Formao do Profissional de Educao Infantil, a importante contribuio nos debates de tema to relevante para a melhoria da qualidade do atendimento em creches e pr-escolas. As palestrantes - professoras Snia Kramer, Maria M. Malta Campos, Selma Garrido Pimenta, Fulvia Rosemberg, Zilma M. Ramos de Oliveira - e queles que relataram as experincias dos organismos a que pertencem - Maria Evelyna Pompeu do Nascimento, Liete da Rocha Blume, Rita Cohen Bendetson. Emilia Cipriano Sanches, Elosa A.Candal Rocha, Mana Bernadete de C.Rodrigues, Michel Brault, Stela Naspolini, Isa T.F.Rodrigues, Elenir Bauer Blasius e Solange Leite Ribeiro a SEF expressa seu reconhecimento pelo esforo de anlise das questes pertinentes formao do profissional de Educao Infantil, muitas delas bastante controvertidas. Agradecimento especial dirigido ao Professor Jorge Nagle, conselheiro do Conselho Federal de Educao e Professora Iara Silvia Lucas Wortmann, Presidente do Frum dos Conselhos Estaduais de Educao, pela importante participao nas discusses desse tema que dever ser objeto de recomendaes e normas daquelas instituies. Ao diretor do Instituto de Recursos Humanos Joo Pinheiro, Ramon Villar Paisal, s equipes tcnicas de educao infantil da COEDI/DPE/SEF, do IRHJP e da DEMEC/MG, o agradecimento desta secretaria pelo competente trabalho, que possibilitou a realizao do Encontro Tcnico sobre Poltica de Formao do Profissional de Educao Infantil. Os resultados positivos do encontro tambm devem ser creditados participao dos membros da Comisso Nacional de Educao Infantil e demais convidados.

APRESENTAO

A Secretaria de Educao Fundamental do Ministrio da Educao e do Desporto traz a pblico os textos apresentados no Encontro Tcnico sobre Poltica de Formao do Profissional de Educao Infantil, realizado no Instituto de Recursos Humanos Joo Pinheiro (IRHJP), em Belo Horizonte, em abril de 1994. Elaborados por especialistas de renome nacional nas reas de educao infantil e de formao de recursos humanos para a educao, os textos aqui reproduzidos, na mesma ordem em que foram apresentados pelos respectivos autores no Encontro Tcnico, subsidiaram a anlise de questes relevantes para a formulao de uma poltica deformao dos profissionais de Educao Infantil. O currculo da Educao Infantil, os cursos de formao profissional e as diferentes possibilidades dessa formao, a estruturao da carreira, a remunerao e as condies de trabalho em creches e pr-escolas foram os principais temas debatidos. A discusso desses textos e dos vrios relatos de experincias apresentados no Encontro resultou em um relatrio-sntese, que constitui o ltimo captulo deste livro. A riqueza dos debates e das concluses do evento foi fruto da participao competente e comprometida de todos: convidados, palestrantes, relatores de experincias, professores e tcnicos da rea de Educao Infantil. A programao e a relao dos participantes do Encontro Tcnico so apresentadas como anexos. Aos leitores, nossos votos de que esta publicao contribua para o surgimento de novas idias e propostas de renovao do cotidiano da Educao Infantil.

MARIA AGLA DE MEDEIROS MA CH ADO SECRETRIA DE EDUCAO FUNDAMENTAL

INTRODUO

POR QUE E PARA QUE UMA POLTICA DE FORMAO DO PROFISSIONAL DE EDUCAO INFANTIL?Angela M. Rabelo F. Barreto*

Pretende-se, aqui, explicitar as razes que levaram o Departamento de Polticas Educacionais da Secretaria de Educao Fundamental, atravs da Coordenao Geral de Educao Infantil, a promover o Encontro Tcnico sobre a poltica de formao do profissional que trabalha com a educao da criana de zero a seis anos. Para tanto, foram convidados especialistas de renome, profissionais dos sistemas de ensino, de agncias de formao e de outras organizaes que atuam na rea e representantes dos Conselhos de Educao de mbito federal e estadual A formao do professor reconhecidamente um dos fatores mais importantes para a promoo de padres de qualidade adequados na educao, qualquer que seja o grau ou modalidade. No caso da educao da criana menor, vrios estudos internacionais tm apontado que a capacitao especfica do profissional uma das variveis que maior impacto causam sobre a qualidade do atendimento, como mostrou uma recente reviso da literatura (Scarr e Eisenberg, 1993). No Brasil, a relevncia da questo tem levado vrios estudiosos e profissionais que atuam na rea a promover discusses e elaborar propostas para a formao do profissional de educao infantil, especialmente daqueles que trabalham em creches (Rosemberg et ai, 1992). A importncia atribuida ao fator "recursos humanos", para o alcance da qualidade, evidenciada pelo destaque dado questo no documento da Poltica de* Coordenadora da Coordenao Geral de Educao Infantil, do Departamento de Polticas Educacionais da SEF/ MEC e professora do Instituto de Psicologia da UnB.

ANCHA M. RABELO E. BARRETO

Educao Infantil proposta pelo MEC e apoiada por rgos de governo e entidades da Sociedade Civil, em especial as que integram a Comisso Nacional de Educao Infantil (MEC/SEF/DPE/COEDI, 1993). As diretrizes para uma poltica de recursos humanos explicitadas no refendo documento fundamentam-se em alguns pressupostos, entre os quais se destacam: ( 1 ) a educao infantil a primeira etapa da educao bsica, destina-se s enancas de zero a seis anos e oferecida em creches e pr-escolas, e, (2), em razo das particularidades desta etapa de desenvolvimento, a educao infantil deve cumprir duas funes complementares e indissociveis cuidar e educar, complementando os cuidados e a educao realizados na famlia. Assim, o adulto que atua, seja na creche seja na pr-escola, deve ser reconhecido como profissional e a ele devem ser garantidas condies de trabalho, plano de carreira, salrio e formao continuada condizentes com o papel que exerce. No que se refere formao, a Poltica explicita as seguintes diretrizes: " Formas regulares deformao e especializao, bem como mecanismos de atualizao dos profissionais de Educao Infantil devero ser assegurados. A formao inicial, em nvel mdio e superior, dos profissionais de Educao Infantil dever contemplar em seu currculo contedos especficos relativos a esta etapa educacional. A formao do profissional de Educao Infantil, bem como a de seus formadores, deve ser orientada pelas diretrizes expressas neste documento. Condies devero ser criadas para que os profissionais de Educao Infantil que no possuem a qualificao mnima, de nvel mdio, obtenhamna no prazo mximo de 8 (oito) anos. " (MEC/SEF/COEDI.993). Em decorrncia dessas diretrizes, uma das aes prioritrias explicitadas na Poltica de Educao Infantil a promoo da formao e valorizao dos profissionais da rea, o que exige acordos e compromissos entre as instncias que pres