Click here to load reader

Fundamentos da Administração

  • View
    58

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Fundamentos da Administração

Fundamentos da Administrao

Alexandre Tavares da Silva Farmaceutico-Bioquimico Ps-Graduado - Administrao em Mkt

Evoluo da Teoria da Administrao4.000

a.C. Sumrios > Organizao de cidades;

Evoluo da Teoria da Administrao Moiss (Bblia) = Delegao competncia por Abrao. de

Evoluo da Teoria da AdministraoAristteles (384 a .c.) = Administrao Pblica: monarquia, aristocracia e democracia; racionalismo.

Evoluo da Teoria da AdministraoJesus (bblia) = Unidade de comando, regulamentos, relaes humanas;

Evoluo da Teoria da AdministraoImprio Romano Veneza do Sec. XIV(normas legais); Machiavelli (1525) = Coeso na organizao, qualidade de lideranas; lideranas

Evoluo da Teoria da AdministraoAdam Smith (1776) = Aplicao do princpio de especializao aos trabalhos manufatureiros, conceito de controle.

Sc.XVIII Revoluo Industrial.

Revoluo Industrial

Etapas da IndustrializaoPodem-se distinguir trs perodos no processo de industrializao em escala mundial:

1760 a 1850; 1850 a 1900; 1900 at hoje.

Etapas da Industrializao

1760 a 1850A Revoluo se restringe Inglaterra, a "oficina do mundo". Preponderam a produo de bens de consumo, especialmente txteis, e a energia a vapor;

Etapas da industrializao 1850 a 1900A Revoluo espalha-se por Europa, Amrica e sia.

Etapas da industrializao 1850 a 1900Cresce a concorrncia, a indstria de bens de produo se desenvolve, as ferrovias se expandem; surgem novas formas de energia, como a hidreltrica e a derivada do petrleo.

Etapas da industrializao 1900 at hojeSurgem conglomerados industriais e multinacionais. A produo automatizada;

produo em srie; sociedade de consumo de massas; expanso dos meios de comunicao; Avanam a indstria qumica e eletrnica, a engenharia gentica, a robtica.

Teorias AdministrativasAdministrao Cientfica (1903)- Taylor, Gantt,Ford, Gilbreth

Teoria Clssica(1916) Fayol, Urwick, Mooney; Teoria da Burocracia (1919) Max Weber, Bendix,Hokins;

Escola das Relaes Humanas(1932) EltonMayo, Kurt Lewin;

Teorias AdministrativasEstruturalista - 1947(Influencia da Sociologia) Dos Sistemas-1951(viso do todo) Abordagem Sociotcnica-1953(administrao por objetivos) Neoclssica 1954(ecltica, anteriores) Comportamental-1957(Behaviorismo)

Desenvolvimento Organizacional-1962 (mudana) Da Contingncia-1972 (Adaptao)

nfase

TEORIAS ADMINISTRATIVAS, SUAS NFASES E SEUS PRINCIPAIS ENFOQUESTeorias administrativas Principais enfoques Administrao cientfica Teoria clssica Teoria neoclssica Teoria da burocracia Teoria estruturalista Racionalizao do trabalho no nvel operacional Organizao Formal; Princpios gerais da Administrao; Funes do Administrador Organizao Formal Burocrtica; Racionalidade Organizacional; Mltipla abordagem: Organizao formal e informal; Anlise intra-organizacional e anlise interorganizacional; Organizao informal; Motivao, liderana, comunicaes e dinmica de grupo;

Tarefas Estrutura

Pessoas

Teoria das relaes humanas

Teoria do comportamento organizacional Estilos de Administrao; Teoria das decises; Integrao dos objetivos organizacionais e individuais; Teoria do desenvolvimento organizacional Mudana organizacional planejada; Abordagem de sistema aberto;

TEORIAS ADMINISTRATIVAS, SUAS NFASES E SEUS PRINCIPAIS ENFOQUESnfase Ambiente Teorias administrativas Teoria estruturalista Teoria neo-estruturalista Principais enfoques Anlise intra-organizacional e anlise ambiental; Abordagem de sistema aberto;

Teoria da contingncia

Anlise ambiental (imperativo ambiental); Abordagem de sistema aberto;

Tecnologia

Teoria da contingncia

Administrao da tecnologia (imperativo tecnolgico);

Escola da Administrao Cientifica (1903)Taylor, Gantt, Ford, GilbrethPlanejamento; Preparo(Seleo eTreinamento); Controle; Execuo.

Escola da Administrao Cientifica (1903)Taylor, Gantt, Ford, GilbrethAtividades Complexas Subdivididas

Planos Salariais

Atividades Mais Simples

Controle de Desempenho

Tempo e Movimento

Movimentos Elementares

Tempo-padro das Tarefas Padronizao

Racionalizao

Escola da Administrao Cientifica (1903)Taylor, Gantt, Ford, Gilbreth

Homo economicus - As pessoas so motivadas exclusivamente por interesses salariais.

Teoria Clssica (1916)Henri Fayol, Urwick, MooneyEMPRESA

FUNES TCNICAS Bens e Servios

FUNES COMERCIAIS Compra e Venda

FUNES FINANCEIRAS procura e gerncia de capitais

FUN ES D E SEGURANA proteo e preservao dos bens e das pessoas

FUN ES CONTBEIS -inventrios, - balanos, - custos - e estatstica

FUN ESADMINISTRATIVAS

Coordenar e harmonizar as funes da empresa.

Teoria Clssica (1916)Henri Fayol, Urwick, MooneyEspecializao; Autoridade; Disciplina; Unidade de comando; Unidade de direo; Subordinao do interesse individual; Remunerao;

Teoria Clssica (1916)Henri Fayol, Urwick, MooneyCentralizao; Hierarquia; Ordem; Equidade; Estabilidade de pessoal; Iniciativa; Unio de pessoal.

Teoria Clssica (1916)Henri Fayol, Urwick, Mooney

nfase na estrutura

Teoria Burocrtica (1919)

Ter autoridade ter poder, mas nem sempre ter poder e ter autoridade.Max Weber

Teoria Burocrtica (1919)Max Weber, Bendix, Hokins.Sujeito Pensante

Idias

Normas e Procedimentos de Execuo

Sujeito Executor

Teoria Burocrtica (1919)Max Weber, Bendix, Hokins.

Teoria Burocrtica (1919)Max Weber, Bendix, Hokins.Profissionalizao do Funcionrio Formalizao

Competncia Tcnica

Diviso do Trabalho

Separao entre Propriedade e Administrao Impessoalidade

Princpio da Hierarquia

Escola das Relaes Humanas (1932)Elton Mayo, Kurt LewinHomo Social - Em confronto ao homo econimicus, o homem o motivado basicamente por recompensas sociais e simblicas. Grupos sociais Delegao plena de autoridade. Autonomia do empregado.

Escola das Relaes Humanas (1932) Organizaes informais - grupos informais, comportamento social dos empregados, atitude e expectativas, etc.nfase nas pessoas

A tarefa bsica da administrao fazer as coisas atravs das pessoas. Chiavenato Administrao tem o carter eminentemente universal, e o administrador deve ter uma formao ampla e variada. Sir Julian Sorell Huxley,

AdministraoA tarefa atual da administrao a de interpretar os objetivos propostos, e transform-los em ao organizacional por meio do:

Planejamento; organizao, direo; controle de todas as atividades da empresa.

PlanejamentoDefinir o futuro da empresa, principalmente, suas metas, como sero alcanadas e quais so seus propsitos e seus objetivos (ARAJO, 169, 2004)

OrganizaoAs atividades sejam adequadas s pessoas e aos recursos da organizao, ou seja, chega a hora de definir o que deve ser feito, por quem deve ser feito, como deve ser feito, a quem a pessoa deve reportar-se, o que preciso para a realizao da tarefa. (ARAJO, 169, 2004).

DireoA funo direo se preocupa com que as operaes sejam executadas e os objetivos atingidos. Para dirigir subordinados, o administrador deve motivar, comunicar e liderar.

ControleO processo de controle atua no sentido de ajustar as operaes a determinados padres previamente estabelecidos, e funciona de acordo com a informao que recebe. Essa informao permite a oportunidade de uma ao corretiva, que base do corretiva controle.

Qual a relao do Farmacutico com a Administrao, nas diversas reas de atuao?

Ciclo da Assistncia Farmacutica

Ciclo da Assistncia Farmacutica (adaptado de um consenso estabelecido pelo grupo tcnico que assessora a ASSFARM/MS e a OPAS (14) na rea de medicamentos, 1999)

O fato isolado mais importante que a

informao na aprendizagem, aquilo que o aprendiz j conhece .David Ausubel

OBRIGADO!Alexandre Tavares da Silva [email protected]

Referncias BibliogrficasELIANE MATOS1, DENISE PIRES2 -Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Doutoranda do Programa de Ps-Graduao em Enfermagem da UFSC. Enfermeira chefe da Diviso de Enfermagem e Emergncia do Hospital Universitrio da UFSC 2 Enfermeira. Mestre em Sociologia Poltica pela UFSC. Doutora em Cincias Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Ps-Doutorado na University of Amsterdam. Enfermeira. Professora da UFSC. Teorias Administrativas E Organizao Do Trabalho: De Taylor Aos Dias Atuais, Influncias No Setor Sade E Na Enfermagem; http://www.culturabrasil.org/maquiavel.htm (6 de 8)24/3/2009 16:54:08;Centro Federal de Educao Tecnolgica do Rio Grande do Norte-Curso Superior de Tecnologia em Gesto Ambiental na modalidade a distncia-Prof. Gerda; distncia-

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sum%C3%A9ria; http://pt.wikipedia.org/wiki/Sum%C3%A9ria; http://www.colegioweb.com.br/historia/o-imperio-romano; http://www.colegioweb.com.br/historia/o-imperio-romano; Chiavenato, Idalberto: Introduo Teoria Geral da Administrao, So Paulo Makron Books, 1993, p 63-76; Chiavenato, Idalberto: Administrao nos Novos Tempos, So Paulo, Ed. Campus, 2 Edio, cap 1 e 2; http://www.planodenegocios.com.br/, acessado em13/2/2006; http://pt.wikipedia.org/wiki/Administra%C3%A7%C3%A3o; http://pt.wikipedia.org/wiki/Administra%C3%A7%C3%A3o;