Gás a História Natural

  • Published on
    08-Jan-2017

  • View
    213

  • Download
    1

Embed Size (px)

Transcript

  • GS

    A HISTRIA NATURAL

    Uma edio de:

  • Instalaes de Cabo Ruivo,Lisboa, com destaque para asinstalaes da fbrica de gs naMatinha

  • Gs a histria natural pretende dar a conhecer ahistria do gs em Portugal, desde o momento emque se acende a primeira lmpada alimentada comeste combustvel, em Lisboa, at ao alargamento derede e introduo de um novo tipo de gs o GsNatural, mais econmico, eficiente e amigo doambiente.

    Esta edio da Fundao Galp Energia percorre trssculos de fotografias e dados histricos que ilustrama capacidade e viso para a execuo de projetosto complexos e desafiantes, em que a mudana eraa nica constante.

    Os trabalhos de instalao da tubagem em ao carbono estenderam-se um pouco por todo o Pas

  • 1807 acendem-se, pela primeira vez no mundo,candeeiros a gs num espao pblico, na londrina Rua PallMall

    1846 atribuda a concesso de iluminao pblica deLisboa CLIG e arranca o sistema de gs iluminante

    1899 a rede de gs canalizado da Grande Lisboaestende-se at Cascais, Oeiras e Sintra

    1944 a fbrica de gs da Matinha, em Cabo Ruivo, Lisboa, oficialmente inaugurada com uma capacidade deproduo diria de 75 000 m3/dia de gs de hulha

    1954 inicia-se a produo de GPL na refinaria de CaboRuivo

    1989 cria-se a GDP - Gs de Portugal, S.A., tendo pormisso o fornecimento de gs natural ao pas

    1993 forma-se a Transgs - Sociedade Portuguesa deFornecimento de Gs Natural, S.A. (atualmente designadaGalp Gs Natural, S.A.) e assinado o contrato deconcesso de importao, transporte e armazenagem efornecimento de GN entre o Estado Portugus e a Transgs

    Acender de candeeiro a gs no Terreiro do Pao, Lisboa (sc. XIX)

  • 1994 inicia-se a construo do projeto GN em Portugal; aTransgs inicia a construo do gasoduto de alta pressoentre Setbal e Braga; assinado o contrato de venda deGN para produo eltrica, na Central de Ciclo Combinadoda Tapada do Outeiro, Gondomar

    1997 a GDP assume a liderana estratgica do setor edinamiza o projeto do GN

    1998 a Carris inaugura a rota para a Expo98 com oprimeiro autocarro movido a GN, fruto de uma parceriacom a Lisboags

    1999 inicia-se a Operao de Mudana de Gs em Lisboa;ocorre a fuso entre o grupo GDP e a Petrogal para acriao da Galp Energia; a Transgs compra a primeiracarga SPOT de GNL Sonatrach

    2000 iniciam-se os trabalhos de preparao do terrenopara as obras de implantao do terminal GNL de Sines

    2002 inicia-se a construo do gasoduto Setbal Sines;ocorre o encerramento definitivo e a venda dos terrenos docomplexo fabril da Matinha

    Tubagens destinadas obra do gasoduto

  • 2004 inaugurao oficial do terminal GNL de Sines e daCentral de Ciclo Combinado do Carregado

    2006 a Galp Energia aprova em AG o processo deunbundling referente transmisso de titularidade para aREN dos ativos regulados de GN; inaugurao oficial dascavernas salinas para armazenagem de GN no Carrio,Pombal; a ERSE aprova regulao do setor

    2007 a Galp Energia obtm licena de comercializadorade gs natural em Espanha

    2012 concluem-se as obras de ampliao do TerminalGNL de Sines

    2013 o consrcio para a explorao da rea 4 na bacia doRovuma, no offshore de Moambique, anuncia uma novadescoberta de gs natural, no prospeto exploratrio Agulha

    2014 inicia-se a construo de dois postos deabastecimento de Gs Natural Veicular na Azambuja e emMatosinhos, destinados ao abastecimento de veculospesados de mercadorias e frotas com percursos tipificados

    Operao de purga e queima de gs de cidade para introduo de Gs Natural, durante a Operao de Mudana de Gs em Lisboa

  • Ficha tcnica

    Edio Fundao Galp Energia

    Coordenao editorial Joo Carlos Ferreira de Lima, Rita Macedo e Suzana Barreto

    Coordenao, investigao, desenvolvimento e textos* Miguel Satrio Pires

    * Ins Forjaz (textos pp. 26, 27, 28 e 29), Isabel Ribeiro (texto p. 166), Tnia Paiva (transcrio de entrevistas)

    Edio e pesquisa fotogrfica Manuel Aguiar

    Design Henrique Cayatte Design, Monica Lameiro (design) e Pedro Gonalves (produo)

    Reviso de texto Marta Castelo Branco

    Impresso e acabamento Greca

    Apresentao (design) Joana Pereira

Recommended

View more >