of 91 /91
Tibagi Patrimônio Geológico e Geoturismo

Geoturismo em Tibagi - geoturismobrasil.comgeoturismobrasil.com/Material didatico/Curso Geoturismo em Tibagi.pdf · Arenito do Grupo Itararé no morro do Jacaré –formado em

Embed Size (px)

Text of Geoturismo em Tibagi - geoturismobrasil.comgeoturismobrasil.com/Material didatico/Curso Geoturismo...

  • Tibagi

    Patrimnio Geolgico e Geoturismo

  • Relao da populao com a

    natureza

  • Geoturismo

    Atividade multidisciplinar

    Forte subsdio para turismo cultural, ecolgico e esportivo

    Geologia, geomorfologia, geografia, turismo, histria, arqueologia, paleontologia, gemologia...

  • Pontos a se considerar

    Infra estrutura turstica

    Patrimnio natural

    Conscincia

    Turismo cultural

    Identidade

    Manuteno do patrimnio

  • Tibagi

    Geologia

    Paleontologia

    Arqueologia

    Geomorfologia

    Histria da minerao

    Gemologia

    Hidrologia

  • Geologia

  • Formaes geolgicas

    1 Rochas gneas vulcnicas do Grupo Castro

    2 Rochas sedimentares marinhas das FormaesFurnas e Ponta Grossa (Grupo Paran)

    3 Rochas sedimentares glaciais do GrupoItarar

    4 Rochas gneas vulcnicas da Formao SerraGeral

  • 1 Grupo Castro

  • Ignimbritos e riolitos Pedreira em Castro

  • Ignimbritos e riolitos rio Iap fundo do Guartel

  • Ignimbritos e riolitos Grupo Castro

  • Bombas vulcnicas em meio ao ignimbrito Grupo Castro

  • A Gruta da Pedra Ume formada em rocha vulcnica do Grupo Castro - ignimbrito

  • Presena de alunita a pedra ume

  • Contato geolgico importante

  • Afloramento raro de diamictito sinal de ambiente glacial

  • 2 Fm. Furnas

    2 Fm. Ponta Grossa

  • Conglomerado basal Furnas Arroio Ingrata paleoambiente marinho costeiro

  • Arenitos Furnas as paredes dos canyons - paleoambiente marinho costeiro

  • Arenito Furnas Itaytiba - paleoambiente marinho costeiro

  • Contato geolgico entre Arenito da Fm.Furnas(paleoambiente marinho costeiro) e Folhelho da Fm.Ponta grossa (paleoambiente marinho profundo)

  • Folhelho da Fm. Ponta Grossa Transbrasiliana - paleoambiente marinho profundo

  • Folhelho da Fm. Ponta Grossa com fssil Transbrasiliana - paleoambiente marinho profundo

  • 3 Grupo Itarar

  • Conglomerado basal ao p do Salto Santa Rosa Grupo Itarar paleoambiente flvio-glacial

  • Arenito do Grupo Itarar Serra Branca, Borges, Barreiro paleoambiente glacial

  • Arenito do Grupo Itarar no morro do Jacar formado em paleoambiente glacial semelhante a Vila Velha e Gruta do

    Monge na Lapa

  • 4 Fm. Serra Geral

  • Diabsio decomposio esferoidal- paleoambiente vulcnico

  • Diabsio afloramentos no Rio Iap Pousada Guartel

  • Diabsio calamento da cidade um testemunho do vulcanismo que aconteceu na separao dos continentes!

  • O Canyon do Guartel

  • Entrada do Parque Estadual do Guartel e painel geoturstico

  • Plancie de campos que bordeja o canyon

  • O arenito da Fm.Furnas forma as paredes do canyon

  • Geomorfologia

  • Aspectos ligados ao relevo

    Montanhas, gargantas, vales, plancies...

    Feies especficas das rochas da regio

    Intemperismo modelagem do relevo

  • Escarpa do Canyon Guartel

  • Ponte de pedra formada pelo rio Pedregulho e vista da garganta ao longo do Rio Iap.

  • Feies de dissoluo nos arenitos formando relevo ruiniforme

  • Alvolos formados pela dissoluo em arenito Reserva Itaytiba

  • Figuras bizarras com formas diversas formadas pelo intemperismo nas rochas Parque Guartel

  • Feies de relevo formadas pela ao intemprica arenitos no Parque Guartel

  • Paneles formados pelo desgaste da gua em arenito Crrego Pedregulho no Parque Guartel

  • guas

  • gua como fator de formao do relevo

  • gua como um recurso natural importante

  • Salto Santa Rosa Salto Puxa nervos

  • Muitas vezes estncias hidrominerais esto intimamente ligadas ao turismo Imagem gua Itay em Tibagi.

  • Paleontologia

  • Estudo dos Fsseis

    Fsseis so restos de seres vivos que viveram no passado e ficaram preservados nas rochas.

    Rochas sedimentares so mais favorveis a apresentar fsseis

  • Ao lado da rodovia Transbrasiliana existe a previso de uma rea de parada e visitao ao ponto de maior

    concentrao dos fsseis, com implantao de painel

  • Formao de fsseis

    Ambiente sub-aquoso calmo

    Condies especiais de ausncia de oxignio para que no haja a decomposio do animal ou planta

    Soterramento rpido

    Partculas finas

  • Fsseis encontrados nos folhelhos ao longo da RodoviaTransbrasiliana

  • Fssil Braquipoda

  • Fssil Orbiculoidea

  • Fssil Lingula

  • Fssil Tentaculites

  • Arqueologia

  • Regio de Tibagi

    Pinturas rupestres

    Artefatos lticos

    Artefatos cermicos

    Caminho do Peabir

  • Vista do canyon do Guartel, a partir da Lapa Ponciano, onde se encontram pinturas rupestres no teto e parede de arenito

  • Artefatos lticos pontas de projteis em slex e jaspe lascados, encontrados em vrios trechos do Caminho do

    Peabir Regio de Tibagi

  • Machado em diabsio polido encontrado em Tibagi

  • Histria do Paran e da minerao no

    Brasil

  • Antigo documento cartogrfico da regio de Tibagy. Planta

    dos descobrimentos que fizero as Expedioens dos Cappites Estevo

    Ribeiro Baio e Francisco Nunes Pereira no Tibagy anno de 1746(Fonte Boletim do Arquivo Municipal de Curityba)

  • Mapa dos Sertes do Tibagy e Campos de Guarapuava de

    1755.So indicadas as

    principais ocorrncias de ouro

    conhecidas at ento.

    FAISQUEIRAS(Museu Paranaense)

  • Ouro em p e pepita, encontrados em aluvio

  • Rplica do diamante Getlio Vargas, o maior encontrado no Brasil, com 726,5ct. o stimo maior no mundo. (+ou-145g)

  • Por 140 anos (1725 a 1845) o Brasil foi o

    maior produtor do mundo de diamantes.

    Oficialmente a produo vinha somente de

    Diamantina, onde havia controle fiscal.

    fato que em Tibagy j existia produo neste

    perodo.

  • A primeira notcia sobre diamante em Tibagi data

    de 1754, portanto, apenas 30 depois da primeira descoberta no Brasil.

    Notcias da dcada de 30 sobre os diamantes de

    Tibagy relatam o grande surto de garimpagem com o

    incio do uso de escafandros.

  • Imagem de mergulhadores da dcada de 30 em busca de diamantes Fonte Museu de Tibagi

  • Mtodos de extrao artesanais

  • Projeto Diamante da Mineropar na dcada de 80.Vista do fundo do rio Tibagi, quando a gua foi desvida.

  • O Museu do Garimpo em Tibagi um forte atrativo geoturstico, ligado principalmente ao fascnio do diamante

  • Gemologia

  • Diamante excepcional com 73ct (FL cor D)vendido na Sothebys por 15 milhes de dlares. Ofascnio do diamante encontra-se arraigado nacultura moderna, como por exemplo no cinema.

  • Exemplares de diamantes produzidos em Tibagi. Os maiores pesam em torno de 2ct.

  • Diamantes coloridos do Tibagi

  • Diamante bruto octadrico de tom amarelo,produzido em Tibagi ao lado depois de lapidado

  • Material produzido em

    alguns dias num garimpo.

  • Outros materiais encontrados junto ao diamante, normalmente so refugados, mas permitem um bom

    aproveitamento como gema

  • Estes materiais ornamentais podem ser usados em artesanatos de alta qualidade e mesmo em joalheria.

  • Se quiser saber mais sobre GEOTURISMO visite os sites:www.geoturismobrasil.com e www.mineropar.pr.gov.br