Click here to load reader

Gestão Custos Logísticos

  • View
    1.236

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Gestão Custos Logísticos

Universidade Anhanguera Uniderp Centro de Educao a Distncia

ATIVIDADE PRATICA SUPERVISIONADAGesto de Custos Logsticos

Curso Superior Tecnologia em LogsticaProfessor Tutor a Distncia: Marco Antnio Maia Ribeiro

Piracicaba/SP 2012

Fabiana de Toledo Renata Tamae Myreille Salvaia Danielle Santim

RA 2370471772 RA 2625482887 RA 2603478975 RA 2348459568

Piracicaba/SP 2012

ETAPA 1 Processos Logsticos A gesto empresarial est focada para os processos, que so compostos por um conjunto de subprocessos, atividades e tarefas inter-relacionadas, visando agregar valor e gerar bens e servios, conseqentemente o atendimento dos clientes internos ou externos. As empresas atravs dos processos esto gerenciando sua produo, sendo que os processos de negcios agregam valor ao cliente, por meio dos movimentos internos, para alm das fronteiras organizacionais, e esto se considerando empresas cada vez menos autnomas e mais como um elo da cadeia de valor. A Logstica pode ser vista como um macroprocesso que se dividido em trs processos bsicos : 1) Abastecimento (obteno de materiais e componentes nacionais e importados), abrange atividades realizadas para colocar os materiais e componentes disponveis produo ou distribuio, utilizando tcnicas de armazenagem, movimentao, estocagem, transporte e fluxo de informaes, tambm compreende relaes com o ambiente, no que diz respeito obteno de insumos, no pas e no exterior, envolvendo atividades realizadas, desde o ponto de origem (fornecedores) at a sua entrega no destino (empresa); 2) Planta (suporte manufatura) - envolve atividades realizadas no suporte logstico produo, envolvendo todo o fluxo de materiais e componentes na manufatura dos produtos em processo, at a entrega dos produtos acabados para a Logstica de Distribuio; 3) Distribuio (entrega do produto ao cliente, tanto no mercado nacional como no externo, incluindo as atividades relacionadas ao ps venda), a distribuio uma parte do composto de Marketing (produto, preo, promoo e distribuio), tem seu processo inicial com o subprocesso de Armazenagem, recebendo e estocando os produtos acabados oriundos da fbrica, como, tambm, as embalagens adquiridas de terceiros. Os trs processos supracitados em algumas empresas realizam-se sob responsabilidade de um ou mais gestores, que tem como objetivo a administrao de todo sistema logstico. No macroprocesso de Logstica est inserido um dos maiores desafios, que gerenciar cada um desses processos, de maneira coordenada, tendo como principal atender aos objetivos do sistema logstico.

Piracicaba/SP 2012

Na gesto dos processos logsticos relevante que se reconhea o tratamento das diversas atividades neles existentes como um sistema integrado, bem como suas interaes com outras atividades da empresa, agregando valor a clientes e acionistas. Estudo da Empresa Rosfrios Alimentos Ltda no contexto logstico Entrevistado: Sr. Roberto Carlos Zaratin Diretor Comercial.

1) Qual o nome fantasia da empresa? Rosfrios Alimentos Ltda. 2) Qual o ramo de atividade, segmento e o mercado que a empresa atua? O ramo de atividade de Indstria e Comrcio. O segmento e alimentcio. E a empresa atua no estado de So Paulo, parte de Minas Gerais e Belm do Par. 3) Qual ou quais so os produtos comercializados e/ou produzidos? Salsichas de diversos tipos, presuntos e apresuntados, linguias frescas e defumadas, bacon, costelas, pertences de feijoada e mortadelas. 4) A estrutura organizacional da empresa adequada s suas necessidades logsticas? Sim, o processo logstico deve estar conectado ao conceito da logstica, compreender as reas operacionais (suprimento, produo e distribuio), desde as fontes de matria prima at o produto acabado acessar as mos do consumidor final, buscando a minimizao dos custos envolvidos e garantindo a melhoria dos nveis de servio. 5) H um esforo constante para reduo de custos da cadeia de produo na empresa? Como isso ocorre? Sim, cada dia mais buscamos a reduo de custos. Tentando produzir produtos com baixo custo, sem perda de qualidade. 6) A empresa tem planos claros e realistas que mostrem quais so seus objetivos a longo e a curtos prazos e como far para atingi-los? Quais so eles? Sim, mas no momento estamos preocupados em manter se no mercado, e reestruturar financeiramente a empresa. 7) A empresa tem fontes seguras e estveis de suprimento de matrias primas para fornecimentos, h parcerias ou terceirizaes? Sim, todos nossos fornecedores cumprem com prazos de entrega e qualidade na matria prima. 8) A empresa adota controles que possam orientar a eficincia das atividades de produo com resultados eficazes? Sim, constantemente. 9) A empresa mantm banco de dados de produo e consumo para prospeco futura?

Piracicaba/SP 2012

Sim, necessitamos desse controle para produo diria e futura. 10) De que forma feita a estocagem dos produtos na empresa? Qual o critrio adotado? Em cmaras frias, separadas por tipo e validade 11) Como a empresa mede seus custos relacionados ao transporte e armazenagem? O custo do transporte total, dividido pelo peso da carga, e obteremos o custo por Kg. 12) A empresa tem um sistema de custos eficiente em registrar, agrupar, classificar, atribuir os custos e orientar os rateios de forma coerente, objetiva e justa? Tal sistema permite a obteno rpida de informaes que possam ser necessrias anlise de discrepncias e tomada de decises? Sim, sem elas no teramos informaes precisas. 13) A empresa desenvolve alguma atividade para verificao de necessidades, tendncias e atitudes dos consumidores para o desenvolvimento de novos produtos, reformulao de produtos existentes, estabelecimento de polticas de preo, orientao de esforos publicitrios, etc.? Sim, constantemente fazemos verificaes no mercado consumidor para o desenvolvimento de novos produtos, a reformulao de produtos j existentes e continua, tanto para atender ao gosto dos clientes, como para reduo de custos, para sempre termos um produto de qualidade com preo reduzido para brigarmos de igual para igual com o concorrente, e sempre estamos divulgando a marca em mercados fazendo degustaes dos produtos e apoiando eventos onde podemos divulgar nossos produtos e marcas. 14) De que maneira a empresa leva seus produtos e/ou servios ao cliente? Como identifica a melhor opo? Nossas entregas so realizadas com frota prpria, pois trabalhamos com produtos perecveis que no podem ter alterao de temperatura e demorar muito para ser entregue. 15) Quais so os tipos de transportes utilizados pela empresa? Os custos j foram comparados com os de outras empresas? Rodovirio, sim j comparamos com outras empresas que atuam no mesmo mercado e os custos so os mesmo. 16) Como a empresa monitora sua distribuio de produtos? Temos todas as cargas rastreadas e monitoradas via satlite, onde controlamos as entregas e o tempo de entregas .

Piracicaba/SP 2012

ETAPA 2 Custos de Transportes Em plano nacional ou internacional, os transportes so considerados os subprocessos mais relevantes da Logstica, sua qualidade est associada aos objetivos finais da empresa, portanto, devem ser tratadas de maneira suficientemente satisfatria para que seu desempenho seja eficiente. Desta forma, deve atender as expectativas previstas em termos de qualidade: - fazer com que o produto chegue ao seu destino final, sem qualquer tipo de avaria; - cumprir prazos, - facilitar o processo de descarga para o cliente e no local certo, - investir no aprimoramento dos processos executados, - reduzir custos, levando em considerao a satisfao do cliente e os benefcios gerados para a organizao. Este pode ser um importante fator diferencial para as empresas. Os custos de transportes deveriam ser observados sob duas ticas: a do usurio e a da empresa operadora, na tica do usurio (contratante), quando a empresa terceiriza as operaes de transportes, os custos so variveis, na tica da empresa (com frota prpria), os custos tem uma parcela fixa e uma varivel. Independente da operao ser prpria ou tercerizada o que se deve buscar a otimizao do transporte, por meio de economia de custos, que so influenciados basicamente pelos seguintes fatores econmicos: - Distncia: pois afeta os custos variveis; - Volume: segue o princpio da economia de escala, ou seja, o custo do transporte unitrio diminui a medida que o volume da carga aumenta. - Densidade: relao entre peso a ser trasnportada e volume e o espao a ser ocupado; - Facilidade de acondicionamento: refere-se as dimenses da carga e como utilizar o espao do veculo;

Piracicaba/SP 2012

- Facilidade de manuseio: agilizar e facilitar a carga/descarga; - Responsabilidade: riscos de incidncia de reclamaes, comtemplando as caractersticas da carga a ser transportada. - Mercado: custos influenciados, tais como fatores de sazonalidade, intensidade e facilidades de trfegos. Desta forma a escolha do modo de transportes so influenciadas pelos fatores de custo, tempo de trnsito da origem ao destino, integridade da carga e regularidade do transporte. O transporte pode ser realizado pelos seguintes modais: rodovirio (61,8%), ferrovirio (19,5%), aerovirio, dutovirio e aquavirio (4,9%) . A escolha pelo modal de transporte pode contribuir para a reduo de custos logsticos, fator de grande relevncia para o sistema, assegurando para a empresa uma economia significativa, elevando o nvel de desempenho para os clientes. Modo rodovirio: utilizado para cargas pequenas e mdias, para curtas e mdias distncias, com coleta e entrega ponto a ponto, oferece uma ampla cobertura, podendo se caracterizar como flexvel e verstil, amplamente utilizado devido a praticidade no que se refere a movimentao de diversos tipos de cargas. Modo ferrovirio: mais apropriado para grandes massas, e torna-se pouco eficiente e oneroso para deslocamento de pequenas quantidades, normalmente utilizado para itens de baixo valor agregado, mas, com grandes volumes de movimentao, para longas ou pequenas distncias, com baixa