Gest£o Estrat©gica

  • View
    423

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

administração descomplicada

Text of Gest£o Estrat©gica

  • Administrao Pblica: Professor Rafael Barbosa

    Gesto estratgica

    Diferena entre Planejamento estratgico e Gesto estratgica

    No podemos confundir Gesto Estratgica com Planejamento Estratgico.

    O planejamento estratgico uma ferramenta de definio de objetivos para limitar e orientar as aes organizacionais, enquanto a gesto estratgica uma forma de gerenciar toda a organizao com foco em aes estratgicas em todas as reas.

    Planejar elaborar um bom plano. Gerenciar fazer o plano, acompanhar e liderar a sua execuo, corrigindo as aes e o prprio plano quando necessrio.

    IMPORTANTE: A gesto estratgica um conceito bem mais amplo que o de planejamento estratgico.

    A gesto estratgica permite a visualizao mais favorvel para a sobrevivncia da organizao, de modo que desbloqueia o individualismo dos colaboradores e concentra todos os esforos da empresa para o alcance dos objetivos globais, atuando constantemente com aes de curto, mdio e longo prazo.

    O processo de gesto estratgica envolve as seguintes atividades principais:

    Diagnstico organizacional anlise do ambiente externo e interno: consiste na definio dos objetivos estratgicos e na anlise do ambiente interno e externo, atravs da matriz SWOT, onde so definidos os pontos fracos e pontos fortes do ambiente interno, e as ameaas e oportunidades do ambiente externo.

    Formulao da estratgia: uma boa anlise estratgica a base da formulao da estratgia. Trata-se dos caminhos para alcanar os objetivos.

    Implementao: momento no qual a estratgia entra em ao.

    Acompanhamento e controle da estratgia: modificar a estratgia ou sua implementao para assegurar que os resultados desejados sejam alcanados.

    DICA: Desse modo, gesto estratgica pode ser vista como uma srie de passos em que a alta administrao deve realizar as seguintes tarefas:

    1. Analisar oportunidades e ameaas ou limitaes que existem no ambiente externo;2. Analisar os pontos fortes e fracos de seu ambiente interno;3. Estabelecer a misso, viso organizacional e os objetivos gerais;4. Formular estratgias (no nvel empresarial, no nvel de unidades de negcios e no nvel funcional) que permitam organizao combinar os pontos fortes e fracos da organizao com as oportunidades e ameaas do ambiente;5. Implementar as estratgias;6. Realizar atividades de controle estratgico para assegurar que os objetivos gerais da organizao sejam atingidos.

    Negcio, misso, viso de futuro e valores.

    A primeira fase do planejamento estratgico consiste na definio da misso, que a razo de ser da organizao, na definio da viso, que descreve como a organizao pretende ser (idealizao), e na definio dos valores, que so as crenas e princpios bsicos de uma organizao.

    MISSO

    Conforme o Planejamento Estratgico do TST, misso declarao de propsito ampla e duradoura, que individualiza e distingue a razo de ser da organizao, definindo elementos essenciais de sua identidade institucional.

  • Administrao Pblica: Professor Rafael Barbosa

    Nesta fase que se determina a razo de ser de uma organizao, o porqu dela existir. nesta etapa tambm que o negcio da empresa definido e a identidade da organizao se torna mais clara.

    A misso deve ser clara e conter a razo da empresa, o que ela faz. Segundo Martinho Almeida, a misso a razo de ser da entidade e serve para delimitar seu campo de atuao, como tambm para indicar as possibilidades de expanso de suas aes.

    A misso orienta e delimita as aes organizacionais de forma atemporal, pois deve ser cumprida. Ela serve para auxiliar na identificao das competncias necessrias para o alcance dos objetivos da empresa.

    Definir a misso leva as seguintes aes:

    Anlise e reviso dos propsitos atuais da organizao: identifica se os objetivos atuais da organizao so fatores crticos de sucesso organizacional;

    Definio do propsito principal: no pode ser muito amplo para que a organizao corra o risco de perder o foco, e tambm no pode ser muito restrito para no limitar excessivamente as aes organizacionais;

    Finalmente, a misso deve ser escrita e ser repassada para os demais integrantes e interessados da organizao da forma mais clara possvel, para que todos entendam as definies organizacionais.

    IMPORTANTE: A Misso do Poder Judicirio como um todo a seguinte: realizar justia. J a misso do TST : Pacificar as relaes trabalhistas por meio da uniformizao jurisprudencial e da prestao jurisdicional acessvel, clere e efetiva.

    VISO

    Segundo o Planejamento Estratgico do TST, viso de Futuro refere-se imagem instigante do futuro desejado para a organizao num dado horizonte de tempo, geralmente de longo prazo; conjunto compartilhado de intenes estratgicas, desafiantes, porm plausveis, relativas a esse futuro.

    Nesta etapa, formula-se uma projeo de como a organizao pretende estar no futuro conforme os interesses e anseios dos interessados (colaboradores, fornecedores, clientes, sociedade).

    A Viso nada mais que lanar um olhar para o futuro com o fim de enxergar a realidade a ser construda, com convico de que, mesmo havendo inmeros obstculos a serem transpostos, a tarefa factvel e a vontade e disposio para alcanar os resultados so de tal forma consistentes que no se pode ter dvidas quanto viabilidade de sucesso do empreendimento.

    DICA: A viso descreve com clareza um futuro almejado pelos interessados da organizao, buscando ser flexvel s mudanas ambientais.

    A viso no uma adivinhao, um misto de racionalidade e desejo, que busca deixar claro como a organizao pretende estar no futuro.

    A viso deve:

    Ser positiva;

    Expressar uma situao futura ambiciosa e possvel;

    Trabalhar com cenrios possveis.

    IMPORTANTE: A Viso do Poder Judicirio a seguinte: ser reconhecido pela Sociedade como instrumento efetivo de justia, equidade e paz social. A Viso do TST : Ser reconhecido perante a sociedade como instituio de referncia na pacificao das relaes trabalhistas.

  • Administrao Pblica: Professor Rafael Barbosa

    VALORES

    Conforme o Planejamento Estratgico do TST, valores so crenas, costumes e idias em que a maioria das pessoas da organizao acredita. Os valores permeiam todas as atividades e relaes existentes na organizao e desta com os clientes. Constituem uma fonte de orientao e inspirao no local de trabalho. So elementos motivadores que direcionam as aes das pessoas na organizao, contribuindo para a integrao e a coerncia do trabalho.

    Os valores so elaborados pela cpula administrativa, revelando as preferncias e ideologias pessoais dos componentes da alta administrao. Os valores orientam as atitudes de toda a organizao em qualquer atividade organizacional.

    Augustinho Paludo menciona que valores so princpios, crenas, normas e padres, que orientam o comportamento e atuao da organizao, e que devem ser internalizados e incorporados em sua cultura.

    DICA: Valores so virtudes que orientam a organizao em uma viso nica a ser praticada e compartilhada por todos os membros da organizao.

    So caractersticas dos valores:

    Os valores afastam o individualismo e aumentam a sinergia entre os membros da organizao;

    Favorecimento da comunicao;

    Aumenta o esprito de lealdade, o otimismo e comprometimento dos funcionrios;

    fator crtico de sucesso para o fortalecimento da organizao.

    So essenciais para o pensamento estratgico e no podem ser reduzidos a simples palavras de efeito.

    As principais palavras-chaves dos valores so:

    tica;

    Honestidade;

    Excelncia;

    Compromisso;

    Responsabilidade;

    Trabalho;

    Valorizao dos funcionrios.

    IMPORTANTE: So atributos de valor do Judicirio os seguintes: a) credibilidade;b) acessibilidade;c) celeridade;d) tica;e) imparcialidade;f) modernidade;g) probidade:h) responsabilidade Social e Ambiental;i) transparncia.

    Os valores do TST so os seguintes:

    Comprometimento - Atuar com dedicao para alcance dos objetivos.

    Efetividade - Realizar aes com qualidade e eficincia de modo a cumprir sua funo institucional.

    tica - Agir com honestidade, integridade e imparcialidade em todas as aes.

    Inovao - Apresentar e implementar novas idias direcionadas resoluo de problemas e ao aperfeioamento contnuo dos servios.

    Responsabilidade social e ambiental - Promover aes voltadas sustentabilidade e preservao do meio ambiente.

    Transparncia - Praticar aes com visibilidade plena no cumprimento das atribuies.

  • Administrao Pblica: Professor Rafael Barbosa

    OBSERVAO IMPORTANTE: O Conselho Nacional de justia CNJ o rgo responsvel pela conduo da gesto

    estratgica do judicirio brasileiro, portanto, faz-se necessrio realizar uma anlise das diretrizes estabelecidas pelo

    rgo. Sua atuao resultou na Resoluo n 70 de 2009, que dispe sobre o Planejamento e a Gesto Estratgica no mbito

    do Poder Judicirio e d outras providncias.

    Exerccios

    01. (FCC/2011/TRT24/Analista rea administrativa) 34. Analise:I. A misso uma orientao atemporal, a razo de ser, o motivo da existncia de uma organizao.II. A misso uma orientao temporal, a razo ser de uma organizao.III. A misso uma orientao temporal, determinando onde a organizao deseja chegar.Considerando as etapas do Planejamento Estratgico, est correto o que consta APENAS em(A) II e III.(B) II.(C) III.(D) I e II.(E) I.

    02. (FCC/2011/TRT24/Tcnico rea administrativa) 31. Em relao Gesto Estratgica, analise:I. Estratgia o conjunto de decises fixadas em consonncia com a misso.II. Estratgia a razo de ser de uma organizao.III. Estratgia processo contnuo e sistemtico que direciona a organizao para atingir sua misso.Est correto o que consta APENAS em(A) II.(B) I e III.(C) III.(D) I e II.(E) II e III.

    03. (FCC/2011/TRT23/Analista rea administrativa)25. A definio da viso da organizao no planejamento estratgico(A) s vale