Click here to load reader

Goétia Luciferiana - Michael Ford

  • View
    328

  • Download
    48

Embed Size (px)

DESCRIPTION

goétia luciferiana

Text of Goétia Luciferiana - Michael Ford

  • Gotia Luciferiana

    Michael Ford

    O Encanto da iluminao do investigador

    A percepo da mente da serpente que habita nos sonhos celestiais e infernais singra por entre os

    mundos...

    Na alma anglica e na gnea essncia da serpente, que vm como as sombras mas revelada com

    a luz.

    Eu te ordeno abrir os portais deste livro que so de sangue a primeira coisa que tm que entender destas pginas Entre os mundos dos sonhos viro adiante, aquilo que o investigador transformar em nova uma nova sombra para a presena da Esmeralda de Luz. Eu te ordeno a

    guardar contigo este livro nos teus sonhos indesejados para crescer e tornar-se em luz do Anjo-Serpente.

    Introduo da edio em lngua portuguesa

    Gotia Luciferiana

  • Introduo de Morbitvs Vividvs, 2011

    Quando anos atrs eu tive a sorte de ser um dos responsveis por trazer o sistema gotico para a

    lngua portuguesa, ao lado de meus irmos Iaida6667 e AShTarot Cognatus, no faltaram

    pessoas para nos alertar que estvamos cometendo um grande erro. Que estvamos adquirindo

    um karma infinitamente grande e que seriamos responsveis por tudo o que estas chaves

    fizessem deste ento e assim acabaramos loucos e em desgraa. Para todas estas pessoas

    informo que ns estamos muito bem de vida e sade e no ficamos nem uma polegada mais

    loucos do que j ramos na poca.

    Deste ento Goetia caiu no gosto dos adeptos lusfonos do caminho da mo esquerda.

    Entretanto, embora o sistema seja certamente bastante eficaz ele trouxe com ele dois problemas

    que limitavam seu completo potencial.

    Em primeiro lugar As Chaves de Salomo so por definio parte de uma viso de mundo

    osiriana, ou seja, abraamica. Isto pode ser um real problema para satanistas e luciferianos porque

    a pessoa trabalha com arqutipos monotestas e depois com arqutipos demonacos e espera que

    tudo corra bem. como jorrar gua gelada e um copo para em seguida colocar gua fervendo:

    muitos copos vo rachar. Esta a verdadeira razo para Goetia ter a fama de ser um sistema

    maldito que acaba fazendo mal a seus praticantes. Como defesa muitos magistas so obrigados a

    fazer adaptaes para no sofrerem choques trmicos. O livro que voc esta prestes a ler

    conseguiu levar esta adaptao ao nvel de arte e acaba por convencer o leitor que na verdade o

    sistema osiriano que uma pardia da mais antiga e verdadeira forma luciferiana do ofcio.

    O segundo problema a complexidade exigida pelo sistema original. Verdade seja dita o autor,

    seja l quem tenha sido, demonstra um talento para a verborragia e a decorao esttica barroca

    parece ser uma preocupao constante a cada linha. Isso pode incomodar ocultistas interessados

    em ir direto ao ponto. Mas devemos lembrar que esse um atributo do prprio sistema gotico

    que exige at certo ponto um bom grau de teatralidade. Escrito em uma poca em que era mais

    fcil conseguir couro de cabra do que papel carto, para muitos o sistema acaba sendo irreal. Em

    outras palavras revela-se um sistema muito pouco prtico ao magista moderno mais dado a

    solues do que a mtodos desnecessariamente complexos. Novamente cada um acabava

    fazendo suas prprias adaptaes e simplificaes. O problema que ao fazer isso algumas

    pessoas acabavam eliminando pores importantes sem o qual o sistema simplesmente no pode

    funcionar. O presente livro consegue tornar o sistema o mais simples possvel sem sacrificar sua

    funcionalidade.

    Mas alm de tornar a goetia mais simples e devolv-la para sua origem ofdica luciferiana o autor

    tem ainda um outro grande mrito: ele consegue trazer para o sistema as boas inovaes que o

    ocultismo assistiu nos ltimos anos. Assim, mais do que uma releitura da forma de magia cujas

    lendas remetem a Salomo, temos aqui a herana direta dos magos modernos, notoriamente

    Crowley e Austin Osman Spare. Sigilos, Alfabeto dos Desejos, Postura da Morte tornam-se parte

    integrante e potencializam ainda mais o poder da Goetia.

    Michael Ford tem assim um grande mrito. Ele finca com fora a bandeira de Lcifer na terra de

    Goetia e torna assim os antigos Espritos finalmente livres para serem chamados como aliados e

    no como escravos.

  • Na poca em que vivemos, uma goetia luciferiana no apenas uma ferramenta necessria, ela

    inevitvel.

    ndice

    Conceitos preliminares:

    Introduo da edio em lngua portuguesa Uma definio preliminar de magia e magia negra A Goetia Antiga e Moderna Um Trabalho Preliminar O Ritual da Espiral do Drago (Leviat, a Serpente Sinuosa) Trabalhando com os Espritos Demonacos e Anglicos O Corpo de Luz O Corpo de Sombra

    Invocaes iniciais:

    Invocao ao sagrado Anjo Guardio Invocao do Adversrio

    Ferramentas da Arte:

    O Crculo Gotico O Tringulo de Evocao Os Punhais de cabo branco e negro O Basto e o Pentculo O Vaso de Salomo O Espelho Negro Evocao Sexual As Conjuraes Goticas

    Espritos Goticos:

    Os 72 Espritos - Shehamforash Anexo - Selos e Ilustraes

    Uma definio preliminar de magia e magia negra

    Gotia Luciferiana

  • significante explanar as definies do contexto desta obra, no apenas uma maneira rgida de

    fundamentao, mas tambm uma sugesto para uma feliz aplicao deste Grimrio. Este livro

    no defende que o indivduo desenvolva um comportamento profano, aes anti-sociais tampouco filosofias repugnantes que podem ser definidas como no-saudveis para o Self. A

    essncia deste livro explorar as fundamentaes luciferianas da evoluo humana, a prxima

    etapa em nossa prpria espiritualidade e ideologias filosficas. Qualquer comportamento

    negativo e aes criminosas (como definidas pela sociedade corrente) so consideradas um

    dissuasivo de nossa evoluo individual, assim no so aceitveis.

    Magia(K) a Grande Arte da evoluo da conscincia, esta ascenso especfica do Self e um

    portal diante da mais alta articulao do Eu. Magia(K) a Arte do Sol, que abundante e belo, o

    verdadeiro fundamento do Ouro Resplandente. Magia(K) a evoluo do esprito e do Self, o

    verdadeiro caminho da meditao entre ns e os Deuses. Isto finalmente contudo, a separao

    de ns de todos os Deuses e a Coroa Esmeralda que ns adotamos e com ela tornamos-nos igualmente lindos Deuses e Deusas individuais em nossos muitos caminhos.

    Magia(K) negra como revelado pelo modelo corrente a arte da auto-deificao atravs de

    processos antinomianos, por aquela auto separao da ordem natural que movemos entre o

    mundo da caminhada e dos sonhos. Na arte da Bruxaria Primal esta definida como cingindo o

    Drago do Self. O crculo no moderno contexto da Magia(K) e nos Trabalhos Cerimoniais no

    designado para manter as foras fora, tal como era na (antiga*) filosofia, cuja qual e embora

    empregada desta maneira, uma fundamentao leiga que causa ao magista um fracasso inicial. O

    Crculo um vo para o autocontrole; isto nossa prpria influncia de que ns somos e viremos

    a ser. Assim, no temas foras externas si, pois seu maior inimigo interior. Qualquer magista

    que est capacitado convocar algum esprito da Goetia devia estar preparado para encarar

    aqueles que evocam seno que sofra as conseqncias. O magista moderno entende que o Trabalho no pode ser bem sucedido quando o intento no puro ou claro. Se voc buscar

    evocar primeiro um Djinn da Goetia, entenda como o esprito refere-se sua mente, como este

    deve manifestar-se em seu ser. No deves evocar alguma coisa que no esteja confortvel no

    trabalho consigo. No podes entrar em outro com medo de muitas foras que ambicionas

    comandar, seja elas anglicas ou demonacas.

    Magia Negra trabalho com foras avessas ou obscuras que so traduzidas como sombrios

    aspectos mgicos da psique. Estas sombras do Self so essencialmente nosso prprio auto-

    desenvolvimento e estabelecimento como indivduos. Isto requer feitios bem disciplinados e

    alm disso bem balanceados, salvo dos portes do fracasso e da loucura. Para olhar dentro dos

    olhos de Seth e Lilith-Hecate ou mesmo de Ahriman e para se ver fora das foras que devorariam

    quaisquer daqueles que no preparados para serem portadores da ecloso da Chamas Negras, um

    esprito luciferiano portanto ele mesmo. Uma vez que este pacto feito, quando o Sigillium

    Diaboli introduzido na mente, no esprito e no corpo, ento impossvel retornar - somente a

    ascenso do esprito como alm da matria mortal.No moderno mundo dos magistas, Sat nosso iniciador ou estimulador da psique. Primeiro lembrete, na doutrina pr-islmica Sat-

    Azazel considerado a Imaginao-Sufismo reconhecendo Sat como a imaginao interior, do

    prprio ser. Sat assim o anunciador do nosso caminho, a verdadeira fonte de nossa riqueza. Na

    contemplao da forma e modelo de Deus, Lcifer (Sat) a forma ideal para alinhar-se ao senso

    inicitico. Azazel rebelado contra a ordem natural (God Ain Soph) murmura independncia,

  • hediondo para o reino da terra e vangloriado e despertado no inferno (terra reino ctnico). Ao contrrio do que receava e temia, escondido, a compreenso de Lcifer era independente em sua

    mente e existia independentemente da ordem natural e despertou todos os outros anjos cados

    para manterem-se fortes. Neste contexto, Lcifer foi o criador da Ordem do Caos. Este um

    modelo semelhante de iniciao, que ns trabalhamos favoravelmente reconhecendo nosso

    prprio sendo de individualidade, para expandir o crculo de controle.

    Os Demnios e Djinns da Goetia so tanto foras iniciticas como benficas!

    Consideramos as definies de anjo e demnio. A significncia