GOVERNANÇA PÚBLICA: ANÁLISE DAS PRÁTICAS DE C7%C3O%20FINAL... · O termo “governança” teve

Embed Size (px)

Text of GOVERNANÇA PÚBLICA: ANÁLISE DAS PRÁTICAS DE C7%C3O%20FINAL... · O termo “governança” teve

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPRITO SANTO

    CENTRO DE CINCIAS JURDICAS E ECONMICAS

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GESTO PBLICA

    MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTO PBLICA

    EDUARDO MARTINS DA ROCHA

    GOVERNANA PBLICA: ANLISE DAS PRTICAS DE CONTROLE

    INTERNO ADOTADAS PELA POLCIA FEDERAL NA

    SUPERINTENDNCIA REGIONAL DO ESTADO DO ESPRITO

    SANTO

    VITRIA

    2017

  • EDUARDO MARTINS DA ROCHA

    GOVERNANA PBLICA: ANLISE DAS PRTICAS DE

    CONTROLE INTERNO ADOTADAS PELA POLCIA FEDERAL NA

    SUPERINTENDNCIA REGIONAL DO ESTADO DO ESPRITO

    SANTO

    Dissertao apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Gesto Pblica da Universidade Federal do Esprito Santo como requisito parcial para obteno do ttulo de Mestre em Gesto Pblica. Orientador: Prof. Dr. Rogrio Antonio Monteiro.

    VITRIA

    2017

  • Dados Internacionais de Catalogao-na-publicao (CIP)(Biblioteca Central da Universidade Federal do Esprito Santo, ES, Brasil)

    Bibliotecria: Perla Rodrigues Lbo CRB-6 ES-000527/O

    Rocha, Eduardo Martins da, 1976-R672g Governana pblica : anlise das prticas de controle interno

    adotadas pela polcia federal na Superintendncia Regional do Estado do Esprito Santo / Eduardo Martins da Rocha. 2017.

    142 f. : il.

    Orientador: Rogrio Antnio Monteiro.Dissertao (Mestrado Profissional em Gesto Pblica)

    Universidade Federal do Esprito Santo, Centro de Cincias Jurdicas e Econmicas.

    1. Esprito Santo. Departamento de Polcia Federal. Superintendncia Regional. 2. Governana. 3. Administrao pblica. 4. Controle administrativo. I. Monteiro, Rogrio Antnio, 1955-. II. Universidade Federal do Esprito Santo. Centro de Cincias Jurdicas e Econmicas. III. Ttulo.

    CDU: 35

  • AGRADECIMENTOS

    Ao final desta caminhada cientfica, manifesto a minha gratido a diversas pessoas

    que, em maior ou menor grau, contriburam para que este trabalho pudesse ser

    finalizado.

    Inicialmente agradeo a Deus, por ter me permitido concluir este estudo.

    A minha filha Maria Eduarda, pela compreenso diante de minhas ausncias, por me

    fazer descobrir o amor incondicional e a fora que havia dentro de mim.

    A minha amada esposa Hayandra, leal companheira de todas as horas, pela

    cumplicidade e estmulo para seguir adiante.

    Aos meus amados pais, Casimiro Jos (in memoriam) e Maria Ludovina, pela

    educao e amor incondicional dispensado.

    Ao meu irmo Fernando, pelo companheirismo e apoio nos momentos difceis.

    Ao professor Dr. Rogrio Antonio Monteiro, pela firme e segura orientao, sem a qual

    no seria possvel o desenvolvimento deste trabalho.

    Aos colegas e amigos servidores da Polcia Federal que dispuseram de seu tempo

    para participar efetivamente da pesquisa desenvolvida.

    Aos professores e colegas do mestrado, pelo compartilhamento de seus

    conhecimentos.

    Muito obrigado a todos.

  • RESUMO

    A correta utilizao dos recursos pblicos tem sido motivo de preocupao da

    administrao pblica, no s quanto existncia de corrupo, mas tambm pela

    m gesto, falta de eficcia, eficincia e efetividade, e pela pouca economicidade na

    execuo de recursos por meio das polticas pblicas. Buscando por melhores

    padres de desempenho no mbito da governana do setor pblico, o Tribunal de

    Contas da Unio (TCU) props uma forma de avaliao de controle interno que possui

    bastante semelhana com aquela desenvolvida a partir do relatrio do Committe of

    Sponsoring Organizations of the Treadway Commission (COSO), referncia adotada

    pelas companhias do setor privado. O objetivo desta pesquisa foi analisar, no contexto

    da governana pblica, as prticas de controle interno adotadas pela

    Superintendncia da Polcia Federal no Estado do Esprito Santo e sua harmonizao

    com os procedimentos identificados como indispensveis pela literatura do COSO I.

    Com esse objetivo, empreendeu-se esta pesquisa exploratria, de natureza

    qualitativa, que utilizou como procedimento metodolgico o estudo de caso. Alm da

    pesquisa documental e de legislao, os dados provm de entrevistas

    semiestruturadas. Os resultados indicaram que os documentos analisados e as

    informaes colhidas aproximam-se, de maneira bastante consistente, da base

    conceitual do COSO I nas dimenses ambiente de controle, procedimentos de

    controle e monitoramento. Outra concluso que, na Polcia Federal, h uma

    grande valorizao dos aspectos relacionados com a integridade e valores ticos, indo

    ao encontro do que preconizado pelo modelo. No entanto, tambm se observou a

    necessidade de aprimoramentos, especialmente nas dimenses avaliao de risco

    e informao e comunicao em relao ao que preconiza a estrutura de controle

    interno do COSO I. As divergncias encontradas reforam a necessidade de se

    analisar a aplicabilidade dos modelos de referncia no contexto organizacional a partir

    das particularidades e especificidades de cada instituio.

    Palavras-chave: Governana pblica. Controles internos. Polcia Federal. Gesto

    pblica. COSO.

  • ABSTRACT

    Proper handling of public funds has been a constant concern in the public sector, not

    only due to corruption carried out by government employees, but also because of bad

    administration, low efficiency and efficacy, and poor budgeting when allocating

    resources and executing public policies. In the quest for better performance standards

    in public sector governance, the Brazilian institution Tribunal de Contas da Unio

    (Federal Court of Accounts) also known by the acronym TCU, has proposed a series

    of internal checks to be used as an internal control model; the adopted guidelines are

    very similar to the ones proposed by the Committee of Sponsoring Organizations of

    the Treadway Commission (COSO), which are internal control parameters observed

    in the private sector. From a public governance perspective, this research sought to

    analyze internal control practices used by the Federal Police Superintendency in the

    state of Esprito Santo, Brazil, and its compliance with internal control procedures

    outlined as essential by COSO I. Based on this premise, this study is an exploratory

    research of qualitative nature that used the methodological approach to examine the

    case study. In addition to documentary and legal research, data gathering also

    consisted of semi-structured interviews. Results indicated that the analyzed

    documents and information collected are consistently close to the conceptual basis of

    COSO I in the dimensions 'control environment', 'control procedures' and 'monitoring.'

    Another takeaway was that the Federal Police places high value on maintaining

    integrity and ethical values, which is in line with the proposed model standards.

    However, the findings also uncovered the need for improvements, especially in the

    dimensions risk assessment and information and communication, which failed to

    meet the internal control structure recommendations outlined by COSO I. The

    identified discrepancies reinforce the need for applicability analysis geared towards

    reference models in an organizational context, taking each organizations

    particularities and specificities into account.

    Keywords: Public governance. Internal control. Federal Police. Public administration.

    COSO.

  • LISTA DE QUADROS

    Quadro 1

    Quadro 2

    Quadro 3

    Quadro 4

    Quadro 5

    Abrangncia e diversidade da categoria dos conceitos................

    Princpios de governana corporativa, segundo a OCDE......

    Princpios de boa governana, segundo o Banco Mundial....

    Princpios de governana no contexto do setor pblico,

    segundo o IFAC.........................................................................

    Recomendaes de governana aplicadas ao setor pblico........

    23

    24

    26

    27

    30

    32

    Quadro 6

    Quadro 7

    Quadro 8

    Quadro 9

    Quadro 10 -

    Quadro 11 -

    Quadro 12

    Quadro 13

    Os 10 passos para a boa governana, segundo o TCU...............

    Lista de objetivos da governana no setor pblico........................

    Funes de governana e de gesto............................................

    Princpios do controle interno........................................................

    Primeira dimenso da metodologia COSO ..................................

    Terceira dimenso da metodologia COSO ..................................

    Caracterizao dos sujeitos da pesquisa......................................

    Comparativo entre as categorias de recomendaes (Estudo 13

    do PSC/IFAC) e os mecanismos de governana (Referencial do

    TCU)..............................................................................................

    34

    36

    39

    44

    50

    51

    59

    60

    Quadro 14

    Quadro 15

    Quadro 16

    Quantitativo de servidores na Polcia Federal...............................

    Evoluo do quantitativo de servidores da Polcia Federal...........

    Procedimentos disciplinares instaurados pela Corregedoria na

    SR/ES............................................................................................

    74

    75

    80

    Quadro 17 Exemplo de correspondncia dos objetivos estabelecidos por

    diferentes rgos da esfera pblica.............................................. 87

    Quadro 18 Indicadores e metas da Superintendncia Regional da Polcia

    Federal no