Click here to load reader

HISTORIA- EVOLUCAO

  • View
    2.466

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

HISTORIA - EVOLUCAO

Text of HISTORIA- EVOLUCAO

  • 1. O impacto da teoria da Evoluo nas Cincias Biolgicas

2. Plato 427-343 A.C.) Filsofo grego dos mais influentes, geometrista, via as coisas como registros imperfeitos do mundo real, ideal, onde tudo seria resultado de formas geomtricas perfeitas. 3. Aristteles (384-322 A.C.) Discpulo de Plato, imagina a Natureza como uma grande cadeia de complexidade. Props a gerao espontnea, idia que fez parte do senso comum por 2.000 anos. 4. A Idade Mdia (476-1453) 5. Leonardo da Vinci (1452-1519) Pintor, escultor, cientista e inventor italiano, comentou sobre a impossibilidade de que os fsseis de organismos marinhos encontrados em montanhas terem sido originados a partir do Dilvio. 6. Jan Swammerdam (1637-1680) Microscopista holands, estudou o desenvolvimento de insetos, refutou algumas idias de gerao espontnea, e lanou a base para a teoria preformacionista. Visualizou cluals vermelhas no sangue 7. Robert Hooke (1635-1703) Ingls, inventou o microscpio composto e escreveu o livro Micrographia, com ilustraes muito detalhadas. Contemporneo de Isaac Newton. 8. Francesco Redi (1626-1697) Mdico italiano, mostrou, atravs de experimentos,que no haveria gerao espontnea de insetos e ratos conforme acreditado anteriormente. 9. Anton van Leeuwenhoek (1632-1723) Comerciante holands muito curioso, desconhecedor das teorias vigentes, descobriu as bactrias, protozorios, clulas do sangue, e muitos outros organismos microscpicos. 10. Lineu (1707-1778) Carolus Linnaeus ouCarl von Linn,naturalista francs, escreveu a obra Sistemae naturae, lanando um sistema de classificao que , grosso modo, empregado at hoje. 11. Lazzaro Spallanzani (1729-1799) Italiano, professor universitrio de lgica, metafsica e grego. Reconhecido por ter refutado a gerao espontnea de micrbios, descobriu a fecundao e realizou a primeira inseminao artificial em ces. 12. Vitalismo Doutrina metafsica na qual os organismos vivos possuiriam algum tipo de energia no fsica que os distinguiriam de seres inanimados. Essa energia, conhecida como lan vitalcomeou a ser postulada no sculo 16, coincidindo com a divulgao da teoria da gravitao universal de Newton, que postulava algo semelhante que existe entre os corpos inanimados ou no. Doutrina contraposta pelo materialismo, onde os processos que ocorrem nos organismos no so diferentes daqueles que ocorrem fora deles. 13. Fixismo Doutrina na qual os organismos vivos teriam aparecido na Terra por interferncia divina e no teriam sofrido mudanas desde ento. Por ter sido apoiada pelo cristianismo, que derivado do judasmo, e por outras religies que pregam uma criao especial, influenciou profundamente o pensamento cientfico do ocidente. 14. Buffon (1707-1788) Georges-Louis Leclerc, Comte de Buffon , naturalista francs. Escreveu 44 volumes da obra Histoire naturelle. Notou a extrema semelhana estrutural de homens e dos grandes macacos e chegou a postular a existncia de um ancestral comum. Considerou a existncia da evoluo das espcies mas no props processo algum para isso. 15. Lamarck (1744-1829) Jean Baptiste Pierre Antoine de Monet, Chevalier de Lamarck, originariamente militar, estudou botnica e medicina, inicialmente protegido de Buffon, props a evoluo dos organismos atravs do mecanismo de herana de caracteres adquiridos. Foi depois perseguido por Buffon. Cunhou o termo Biologia. 16. Thomas Malthus (1766-1834) Economista poltico ingls, preocupado com a degradao das condies de vida da Europa, escreveu Essay on the principle of population, onde observava que o potencial reprodutivo sempre muito maior do que o realizado nos organismos e tecia consideraes sobre organizao das sociedades humanas que no poderiam eliminar a pobreza. 17. Charles Robert Darwin (1809-1882) Naturalista ingls, desistiu dos estudos de medicina para se dedicar Biologia e Geologia. Baseado nas suas observaes in loco de populaes naturais de animais, props, com Alfred Russell Wallace, a teoria da evoluo por seleo natural, uma das teorias cientficas mais revolucionrias de todos os tempos. EscreveuA origem das espcies. 18. Louis Pasteur (1822-1895) Qumico francs, demonstrou o papel de microorganismos em diversas doenas. Fundador da Microbiologia, considerado um dos maiores benfeitores da humanidade por suas descobertas espetaculares e desenvolvimento de vacinas. 19. Gregor Mendel (1822-1884) Monge austraco, Mendel props, baseado em cruzamentos entre variedades de ervilha, duas leis da hereditariedade, uma das quais mostrou ser geral para organismos diplides. A importncia de suas descobertas somente veio a ser reconhecida aps a sua morte, em 1900. Fundador da Gentica. 20. Hugo De Vries (1848-1935) Botnico holands, De Vries, juntamente com Correns e Tschermak-Seysenegg, redescobriu as leis de Mendel em experimentos independentes, mas mantendo os crditos ao austraco. Um dos mais influentes saltacionistas, trabalhou com a plantaOenothera lamarckiana . 21. Francis Galton (1822-1911) Primo de Darwin, Galton foi um dos fundadores da escola biomtrica do pensamento gentico. Realizou pesquisas com herana de caracteres quantitativos, defendeu a hiptese gradualista da Evoluo tal como Darwin a havia proposto. Contribuiu enormenmente com a Estatstica tendo Carl Pearson como discpulo. Defensor da Eugenia. 22. Thomas Hunt Morgan (1866-1945) Formado em histria natural, fez seu doutorado com Evoluo de Pantopodas. Passou a trabalhar com Embriologia experimental, acabou por liderar um laboratorio muito influente com pesquisas de Gentica deDrosophila . Opunha-se ao darwinismo, encampando as idias de De Vries. 23. Theodor Boveri (1862-1915) Bilogo alemo, props, pouco aps a redescoberta das leis de Mendel, conjuntamente com Walter Sutton, a teoria cromossmica da herana, na qual os fatores responsveis pela hereditariedade estariam localizados nos cromossomos. 24. Archibald Garrod (1857-1936) Mdico ingls, props a hiptese um gene - uma enzima, atravs do estudo de doenas genticas que causam deficincias metablicas. 25. Ronald Alymer Fisher (1890-1962) Matemtico ingls, trabalhou numa estao experimental de agricultura, onde desenvolveu teorias e mtodos estatsticos fundamentais. Um dos fundadores da Gentica de populaes, considerado como um dos pesos-pesados na formulao da Teoria sinttica da Evoluo 26. J. B. S. Haldane (1892-1964) Bilogo ingls, tambm um dos fundadores da Gentica de populaes. Extremamente criativo, contribuiu em vrios aspectos da teoria da Evoluo, tendo lanado vrias idias a respeito de Evoluo molecular. 27. Sewall Wright (1892-1964) Bilogo norte-americano, terceiro dos fundadores mais importantes da Gentica de populaes. Esteve envolvido em uma disputa de natureza cientfica com Fisher, sobre a qual restam claras seqelas at os dias de hoje. 28. Theodosius Dobzhansky (1900-1975) Bilogo russo, que trabalhou nos Estados Unidos e no Brasil, foi um dos mais produtivos evolucionistas experimentais. Suas populaes deDrosophilamostraram inequivocamente os processos evolutivos que tinham sido postulados teoricamente. 29. George G. Simpson (1902-1984) Paleontlogo norte-americano, considerado como um dos responsveis pela construo da teoria sinttica da evoluo. Mostrou, com seus estudos do registro fssil, a compatibilidade com o arcabouo terico da Evoluo e da Gentica. 30. Ernst Mayr (1904-) Zologo alemo, que trabalha nos Estados Unidos, foi um dos responsveis pelo grande desenvolvimento da Biogeografia evolutiva. Dedicou-se ao estudo das aves e desenvolveu o conceito de espcies mais influente at o momento. 31. Oswald Theodore Avery (1877-1955) Mdico canadense, juntamente com os americanos Colin MacLeod e Maclyn McCarty, demonstraram que o DNA o material gentico em 1944. 32. James Dewey Watson (1928-) Francis Harry Compton Crick (1916-) Zologo americano e fsico ingls, propuseram um modelo de estrutura do DNA baseados em difrao de Raios X de cristais da molcula . 33. Reducionismo Doutrina na qual uma rea da Cincia pode ser reduzida outra, que estuda um nvel de complexidade inferior, se esta ltima for capaz de explicar os fenmenos da primeira. A Gentica teria sido reduzida Biologia molecular de acordo com essa doutrina. A doutrina oposta a do holismo, onde propriedades novas emergem quando se aumenta o nvel de organizao.