histórico da extensão rural

Embed Size (px)

Text of histórico da extensão rural

le gn

Co

Consultoria Legislativa do Senado FederalCENTRO DE ESTUDOS

EXTENSO RURAL NO BRASIL UMA ABORDAGEM HISTRICA DA LEGISLAOMarcus Peixoto

TEXTOS PARA DISCUSSOISSN 1983-0645

48

Braslia, outubro / 2008Contato:

conlegestudos@senado.gov.br

O contedo deste trabalho de responsabilidade do autor e no reflete necessariamente a opinio da Consultoria Legislativa do Senado Federal. Os trabalhos da srie Textos para Discusso esto disponveis no seguinte endereo eletrnico: http://www.senado.gov.br/conleg/textos_discussao.htm

Projeto grfico: Llia Alcntara

2

ndiceINTRODUO ............................................................................................................................... 6 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. O CONCEITO DE EXTENSO RURAL .................................................................................. 7 BREVE HISTRICO DA EXTENSO RURAL NO BRASIL E SEUS REFERENCIAIS LEGAIS ........... 11 MARCOS LEGAIS DA ATER PS-CONSTITUIO DE 1988 ................................................... 25 OS PAPIS DOS MINISTRIOS E AS MUDANAS DA ATER NA DCADA DE 90........................ 29 ENFIM, UMA POLTICA E UM PROGRAMA NACIONAL DE ATER, NO MDA .............................. 33 A ATER NO MANUAL DE CRDITO RURAL ........................................................................... 41 CONCLUSES ..................................................................................................................... 42

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ................................................................................................. 45 ANEXO ...................................................................................................................................... 48

Lista de tabelasTabela 1 - Opes para a proviso e financiamento de servios pluralsticos de extenso...... 10 Tabela 2 - Decretos presidenciais para criao de campos de demonstrao e fazendas modelo .......................................................................................................................................... 15 Tabela 3 - Evoluo do Sistema Brasileiro de Extenso Rural - 1948-1974 ........................... 19 Tabela 4 - Evoluo do Sistema Brasileiro de Extenso Rural, segundo diversos indicadores 1949/1988 ......................................................................................................................... 22

3

Lista de SiglasABCAR - Associao Brasileira de Crdito e Assistncia Rural ACAR - Associaes de Crdito e Assistncia Rural AIA - Associao Internacional Americana ASBRAER - Associao Brasileira das Entidades Estaduais de Assistncia Tcnica e Extenso Rural ATER Assistncia Tcnica e Extenso Rural ATES - Assessoria Tcnica, Social e Ambiental Reforma Agrria CMN - Conselho Monetrio Nacional COMPATER - Comisso Nacional de Pesquisa Agropecuria e de Assistncia Tcnica e Extenso Rural CNDR - Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural CNDRS - Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentvel CONDRAF - Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentvel CNER - Campanha Nacional de Educao Rural CONTAG - Confederao Nacional de Trabalhadores da Agricultura DATER - Departamento de Assistncia Tcnica e Extenso Rural DIER - Departamento de Infra-Estrutura e Extenso Rural EBTU - Empresa Brasileira de transportes Urbanos EMATER - Empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria EMBRATER - Empresa Brasileira de Assistncia Tcnica e Extenso Rural ETA - Escritrio Tcnico de Agricultura FAO Food and Agriculture Organization FASER - Federao das Associaes e Sindicatos dos Trabalhadores de Assistncia Tcnica e Extenso Rural e Servio Pblico do Brasil GEIPOT - Empresa Brasileira de Planejamento de Transporte GERA - Grupo Executivo da Reforma Agrria IBRA - Instituto Brasileiro de Reforma Agrria IIBA - Imperial Instituto Bahiano de Agricultura INCRA - Instituto Nacional de Colonizao e Reforma Agrria INDA - Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrrio MA - Ministrio da Agricultura

4

MAA - Ministrio da Agricultura, do Abastecimento MAPA - Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento MARA - Ministrio da Agricultura e Reforma Agrria MAARA - Ministrio da Agricultura, do Abastecimento e da Reforma Agrria MCR - Manual de Crdito Rural MDA - Ministrio do Desenvolvimento Agrrio MIRAD - Ministrio da Reforma e do Desenvolvimento Agrrio PNATER - Poltica Nacional de Assistncia Tcnica e Extenso Rural PNRA - Programa Nacional de Reforma Agrria PNUD - Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento PROAGRO - Programa de Garantia da Atividade Agropecuria PRONAF - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar PRONATER - Programa Nacional de Assistncia Tcnica e Extenso Rural SAF - Secretaria de Agricultura Familiar SARC - Secretaria de Apoio Rural e Cooperativismo SDR - Secretaria de Desenvolvimento Rural SESI - Servio Social da Indstria SIBER - Sistema Brasileiro de Extenso Rural SIBRATER - Sistema Brasileiro de Assistncia Tcnica e Extenso Rural SICON - Sistema de Informaes do Congresso Nacional SNRA - Secretaria Nacional da Reforma Agrria SSR - Servio Social Rural SUPRA - Superintendncia de Poltica Agrria

5

Extenso Rural no Brasil - uma abordagem histrica da legislaoMarcus Peixoto 1 RESUMO A assistncia tcnica e a extenso rural so servios de importncia fundamental no processo de desenvolvimento rural e da atividade agropecuria. Embora a maioria dos textos sobre o assunto afirmarem que tais servios surgiram em meados do sculo XX, o estudo da legislao brasileira demonstra que atribuies legais de aes de extenso rural remontam ao sculo XIX. A anlise da legislao federal da segunda metade dos sculos XX e atual demonstra que a obrigao legal da atuao em extenso rural sempre esteve presente, inclusive na Constituio Federal de 1988. No obstante, na prtica o apoio governamental a estes servios foi decrescente desde a dcada de 80 passada, provocando uma crise generalizada que s nos ltimos 5 anos comea a ser revertida, embora de forma ainda incipiente.

ABSTRACT Agricultural extension is an essential service for the development process of rural areas or agricultural and livestock activities. Although most studies on this subject state that such service originated at the middle of twentieth century, the study of Brazilian laws shows that the legal obligation of agricultural extension actions was always present, including at Federal Constitution of 1988. In reality, the governmental support to these services decreased since the eighties, causing a general crisis that only in the five past years has began to be reverted, though still in an incipient way.

Palavras-chave: extenso rural agricultura - legislao

1

Consultor Legislativo do Senado Federal, Mestre em Desenvolvimento Agrcola, doutorando em Desenvolvimento e Agricultura. Contato: marcusp@senado.gov.br

6

INTRODUOA assistncia tcnica e a extenso rural tm importncia fundamental no processo de comunicao de novas tecnologias, geradas pela pesquisa, e de conhecimentos diversos, essenciais ao desenvolvimento rural no sentido amplo e, especificamente, ao desenvolvimento das atividades agropecuria, florestal e pesqueira. As aes de extenso rural no Brasil foram institucionalizadas nacionalmente h mais de 50 anos. O tema da Extenso Rural est em permanente discusso, tanto na academia quanto entre os formuladores de polticas pblicas, bem como entre extensionistas. H diversos estudos, no Brasil e no exterior, enfocando aspectos histricos, modelos e sistemas, metodologia de ao, formas de organizao e casos diversos. Entretanto, aparentemente h uma carncia de estudos sobre a regulao desta atividade. Mas, o que vem a ser extenso rural? Por que instituies pblicas devem utilizar o dinheiro dos contribuintes para oferecer esse servio aos agricultores? Qual a diferena em relao ao conceito de assistncia tcnica? Como tais servios evoluram no Brasil? Qual a legislao brasileira que dispe sobre esse tema? O presente estudo visa apresentar cronologicamente como a legislao brasileira tratou os servios de assistncia tcnica e extenso rural (ATER) ao longo do sculo XX e do atual. Para atingir este objetivo, a primeira seo prope conceitos de assistncia tcnica e de extenso rural e apresenta um quadro com modelos de proviso privada ou pblica de servios e de financiamento. A segunda seo trata resumidamente do histrico dos servios de Ater no Brasil, procurando mostrar que a legislao j regulava tais servios antes da sua institucionalizao efetiva a nvel nacional. A terceira seo trata da evoluo dos aspectos legais da Ater nos 20 anos posteriores promulgao da Carta Magna, na quarta seo enfocado particularmente o papel dos Ministrios da Agricultura, Pecuria e Abastecimento e do Desenvolvimento Agrrio, e na quinta so abordadas brevemente as normas do Manual de Crdito Rural atinentes ao tema. Na concluso faz-se uma anlise do modelo atual e breves reflexes quanto a possveis aperfeioamentos. Para melhor compreenso pelo leitor leigo a multiplicidade de decretos e leis citados ao longo deste Estudo, no final apresentamos um quadro anexo com a sntese dos

7

dispositivos legais pesquisados e as principais alteraes efetuadas na organizao e instituio das atividades de Ater no Brasil.

1. O CONCEITO DE EXTENSO RURAL Embora aes extensionistas estejam registradas na histria da Antiguidade, contemporaneamente o termo teve origem na extenso praticada pelas universidades inglesas na segunda metade do sculo XIX. No incio do sculo XX, a criao do servio cooperativo de extenso rural dos Estados Unidos, estruturado com a participao de universidades americanas, conhecidas como land-grant colleges, consolidou naquele pas, pela primeira vez na Histria, uma forma institucionalizada de extenso rural (JONES e GARFORTH, 1997). O termo extenso rural no auto-explicativo. Desde a imp