Hyundai Rotem apoia polo ferrovirio de Araraquara ... Barbieri, com ogerente de proje-tos da Hyundai

Hyundai Rotem apoia polo ferrovirio de Araraquara ... Barbieri, com ogerente de proje-tos da Hyundai

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Hyundai Rotem apoia polo ferrovirio de Araraquara ... Barbieri, com ogerente de proje-tos da Hyundai

DCIS O PA U LO | Sexta-feira, 25 de abril de 2014C14

A R A R AQ UA R A

Hyundai Rotem apoia poloferrovirio de AraraquaraEm visita ao municpio,o diretor de operaesda empresa, Jong-MookChoi, garantiu auxliopara a indstria etecnologia brasileira detra n s p o r te s

a r a r aq ua r aO diretor de operaes mundiaisdaempresa sul-coreanaHyundaiRotem, Jong-Mook Choi, visitou oprefeito da Araraquara, MarceloBarbieri, com o gerente de proje-tos da Hyundai Rotem, Stan Ryu;o diretor geralda Hyundai RotemBrasil, Choon-Sung Han; o geren-te geral da Iesa Transportes, Fer-nando Nunes de Oliveira, e o pre-sidente daIesa Araraquara,Ricar-do Woitowicz.

Choi agradeceu a hospitalida-de do prefeito Barbieri e a produ-o,tambm nalnguasul-corea-na, do vdeo institucional sobre opotencial de Araraquara, o nicono mundonarrado emsul-corea-n o, conforme disse, e destacou oconsrciocom aIesa, queprodu-zir trenspara aCompanhia Pau-lista de Trens Metropolitanos(CPTM) e para o Metr de Salva-dor (BA).

Jong Mook Choi tambm ga-rantiu o apoio da Hyundai Rotemao projeto de tornar Araraquaraum polo ferrovirio e ressaltou avisita do prefeito Coreia do Sul,em maro, para conhecer as ins-talaes da produo sul-corea-na de trens e metrs.

Marcelo Barbieri destacou apresena de Jong-Mook Choi no

Brasil, especialmente em Arara-quara, e o consrcio firmado en-tre a Iesa e a Hyundai Rotemanunciado em 2013, quando ven-ceu a concorrncia da CPTM. Oconsrcio ir fabricar 30 compo-sies, num total de 240 carros,para o governo do Estado de SoPaulo. Barbieri ressaltou a impor-tncia da transferncia de tecno-logia da Hyundai para a indstriabrasileira na produo de trens eo apoio da empresa ao projetoque visa transformar Araraquaraem um polo ferrovirio.

Po l oO prefeito destacou ainda a altatecnologia dos trens sul-corea-nos, principalmente da linha doMetr de Seul (capital da Coreiado Sul), considerado um dosmais seguros e modernos do

m u n d o, e agradeceu o apoio daHyundai e da Cmara Municipalao projeto do futuro polo ferro-vir io.

A Coreia do Sul avanou muitonos ltimos 30 anos no transporteferrovirio, por isso a Hyundaivence grandes concorrncias in-ternacionais para produzir trens.Esta alta tecnologia ser muitoimportante para o Brasil, disseMarcelo Barbieri.

O prefeito ainda anunciou pa-ra o final de maio, em Araraquara,umseminriosobre osetorferro-virio, que envolver empres-rios e outros segmentos da rea,para discutir a produo de trensno Brasil.

Trata-se de seminrio que terpor objetivo trazer para a cidadetodo o setor produtivo do estado edo pas. Com isso, Araraquara

pretende expor seu DNA ferrovi-rio e se apresentar como uma op-o depolo econmicopara ose-tor. Choi agradeceu a hospitalida-de do prefeito Barbieri e destacouo consrcio com a Iesa.

Tripla parceriaO presidente da Iesa Araraquara,Ricardo Woitowicz, ressaltou aimportncia da parceria da em-presa brasileira com a HyundaiRotem e o apoio da Prefeitura aoc o n s rc i o. A Iesa projeta empre-gar 600 pessoas em Araraquarapara produzir os novos trens.

O consrcio entre a Iesa e aHyundai investir mais de R$ 2 bi-lhes na produo em Araraqua-ra. O acordo foi firmado em agos-to do ano passado.

Novostrens depassageirospa-ra o metr de Salvador (BA) tam-bm sero adquiridosdo consr-cio. Sero fabricados em Arara-quara mais 28 novos trens, totali-zando 352 carros de passageiros.

bete cervi

Divu

lga

o/S

ergi

o Pi

erri

Prefeito Barbieri recebe Jong Mook Choi, diretor da Hyundai Rotem

Publicamos 294 reportagens sobre

A R A R AQ UA R A

www.dci.com.br

RIBEIRO PRETO

Encontro renepesquisadores emRibeiro Preto

ribeiro pretoEntre ontem e hoje se renemno campus da USP em RibeiroPreto os coordenadores de Edu-cao e Difuso de Conheci-mentodos CentrosdePesquisa,Inovao e Difuso (Cepids),vinculados Fundao deApoio Pesquisa do Estado deSo Paulo (Fapesp).

Os objetivos principais desteencontro so possibilitara trocade experinciasentre asativida-des de Educao e Difuso de-senvolvidas nos 17 Cepids; veri-ficar aesque possamser reali-zadas conjuntamente entre es-ses centros, e identificar, em ca-da uma das principais reas deatuao dos Cepids, atividadeque possa ser comum a todos.

Ao final sero formados gru-pos de discusses, nos quais se-ro apresentadas propostas esugestes para auxiliar no pla-nejamento e desenvolvimentode novos projetos e atividades.

Este encontro muitosigni-ficativo porque possibilita oti-mizar os resultados j to im-portantes conquistados por es-tes centros. Acreditamos que es-sadiscusso permitirarealiza-o de aesconjuntas, alm deuma troca fundamental de ex-per incias, avalia a professoraRita Tostes, do Departamentode Farmacologia da Faculdadede Medicina de Ribeiro Preto(FMRP) da USP.

Os Cepids desenvolvem al-guns dosmais importantespro-jetos brasileiros nas reas de nu-trio e alimentos; neurotecno-logia; doenas inflamatrias;biodiversidade e descoberta de

novas drogas; toxinas; genomahumano e clulas-tronco, entreo u t ra s.

O evento est sendo realiza-do no Anfiteatro Pedreira deFreitas, no PrdioCentral da Fa-culdade de Medicina de Ribei-ro Preto (FMRP) da USP.

So 17 no PasAtualmente, 17 Cepids desen-volvem projetos no Brasil. Fi-nanciadospela Fapesp,elestmcomo principais objetivos, bus-car ativamente oportunidadesque possam contribuir parainovao e transferncia efetivade tecnologia. So tambm res-ponsveis por oferecer ativida-des de extenso voltadas para oensino fundamental e mdio eao pblico em geral e, para tan-to, os projetos devem envolverestudantes eprofessores emati-vidades de investigao e for-mao e incluir aes de divul-gao da cincia.

Os Cepids renem 499 cien-tistas do Estado de So Paulo e68 de outros pases. O financia-mento total para esses centros,em 11 anos, est estimado emR$ 1,4 bilho

bete cervi

k VA N G UA R DAOs centros atuamcom importantesprojetos de pesquisaem nutrio, novasdrogas, alimentos,genoma humano eclulas tronco

k T E C N O LO G I AA Coreia do Sulavanou muito nosltimos 30 anos nosetor ferrovirio, porisso a Hyundai venceconcorrncias globaisMARCELO BARBIERIPREFEITO DE ARARAQUARA

Acesse sescsp.org.br/transportepublico e saiba como chegar no Sesc de metr, trem ou nibus.

A partir de segunda-feira, s 15h pelo Portal sescsp.org.br

A partir de quarta-feira, s 17h30 em todas as unidades do Sesc

Online BilheteriasVENDA SEMANAL DE INGRESSOS

SIGA /SESCSP

sesctv.org.br/aovivo

SescTV Assista em:

CINEMAMSICA

VO CIRCUMSTANTIAM | MARIA BONOMI Instalao composta por xilografias entre cabos e espelhos suspensos, executada em papeis reciclveis e alumnio degradvel.

14 Bis

CRIANAS

SimbadCom Coletivo de Ventiladores. Local: Teatro Santos Dumont - Av. Gois 1.111.

Uma Trilha Para Sua HistriaDireo: Gustavo Kurlat. Coreografia: Dafne Michellepis e Marina Caron.

CES ERRANTESDireo: Tsai Ming Liang. (Taiwan/Frana, 2013).

El Gran Gustavo Augusto Com Gutto Thomaz.

CIRCO

Bang Bang Pastelana Com A Trupe Irmos Atada.

TEATRO

O Jardim das CerejeirasDe Anton Tcheckov. Direo e iluminao: Marcelo Lazzaratto.

PindoramaCriao e direo: Lia Rodrigues.

Assim , Se Lhe Parece Texto: Luigi Pirandello. Direo: Marco Antonio Pmio.

ESPORTES E ATIVIDADES FSICAS

Mulheres Que LutamBate-papo sobre o Kend, tradicional arte marcial japons. Com Lilian Natsumi.

DANA

CarimbolandoAula aberta de carimb, dana paraense. Com Afonsinho Menino, Karina Frana, Sergio Paulo e Caula Brito.

FESTIVAL DE MSICA E DANA DOS BLCS Festa dos Blcs: Michael Ginsburg & Zlatne Uste (EUA) + Kyriakos Moisidis & Methorios (GRE)Msica e danas tradicionais da Grcia, Srvia, Macednia, Bulgria e Romnia.

Trio Eltrico Armandinho, Dod e Osmar Participao: Mrcia Castro.

Crebro Eletrnico

SALVE SAMBA! RiachoShow com repertrio de lbum Mundo de Ouro.

Despertar | veil Obras de arte robticas e instalaes inspira-das em organismos vivos e nos movimentos do corpo humano. Curadoria: Sylvie Parent, grupo Molior (Canad).

Parques LdicosBichos da Mata, Orquestra Mgica e Espao de Aventura.

Jacar Gigante e Vacalina.

Conectando lugares,circulando ideias

sescsp.org.br/circuitosescdeartesNo portal do Sesc, vdeos, contos e ilustraes revelam poeticamente paisagens, histrias e personagens das cidades participantes. Compartilhe com: #CircuitoSescdeArtes

MSICA, DANA, TEATRO, CINEMA, CIRCO, LITERATURA, ARTES VISUAIS E ARTEMIDIA

Consulte a programao e participe!

12 66 102 370591510

roteiros

trabalhos artsticos

cidades

artistas

apresentaes

horas de programao

/ColorImageDict > /JPEG2000ColorACSImageDict > /JPEG2000ColorImageDict > /AntiAliasGrayImages false /CropGrayImages true /GrayImageMinResolution 300 /GrayImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleGrayImages true /GrayImageDownsampleType /Bicubic /GrayImageResolution 200 /GrayImageDepth -1 /GrayImageMinDownsampleDepth 2 /GrayImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeGrayImages true /GrayImageFilter /DCTEncode /AutoFilterGrayImages true /GrayImageAutoFilterStrategy /JPEG /GrayACSImageDict > /GrayImageDict > /JPEG2000GrayACSImageDict > /JPEG2000GrayImageDict > /AntiAliasMonoImages false /CropMonoImages true /MonoImageMinResolution 1200 /MonoImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleMonoImages true /MonoImageDownsampleType /Bicubic /MonoImageResolution 1200 /MonoImageDepth -1 /MonoImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeMonoImages false /MonoImageFilter /CCITTFaxEncode /MonoImageDict > /AllowPSXObjects false