of 13/13
PROCESSOS N° 635/17 PROTOCOLOS N° 14.164.342-8 636/17 13.898.606-3 PARECER CEE/CEIF/CEMEP Nº 60/17 APROVADO EM 09/11/17 CÂMARA DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DO ENSINO FUNDAMENTAL CÂMARA DO ENSINO MÉDIO E DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO INTERESSADO: COLÉGIO ESTADUAL DOUTOR GENEROSO MARQUES – ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO MUNICÍPIO: CAMBARÁ ASSUNTO: Pedido de renovação do reconhecimento do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. RELATORA: SANDRA TERESINHA DA SILVA I – RELATÓRIO 1. Histórico A Secretaria de Estado da Educação, pelos ofícios nº 884/17 e nº 885/17 – Sued/Seed, de 25/04/17, encaminhou a este Conselho os expedientes protocolados no NRE de Jacarezinho em 22/12/15 e 08/07/16, de interesse do Colégio Estadual Doutor Generoso Marques – Ensino Fundamental e Médio, município de Cambará, pelos quais solicitaram a renovação do reconhecimento do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. 1.1 Da Instituição de Ensino O Colégio Estadual Doutor Generoso Marques – Ensino Fundamental e Médio, localizado na Rua Otávio Rodrigues Ferreiro Filho, nº 1137, Centro, município de Cambará, é mantido pelo Governo do Estado do Paraná. Obteve a renovação do credenciamento da instituição de ensino para a oferta da Educação Básica pela Resolução Secretarial nº 1291/17, de 30/03/17, pelo prazo de 05 (cinco) anos, a partir de 19/03/17 a 19/03/22 (fls. 108 e 160, protocolo nº 14.164.342-8 e fls. 116 e 169, protocolo nº 13.898.606-3). O Ensino Fundamental foi autorizado a funcionar por meio do Decreto nº 2014, de 01/07/76, e reconhecido pela Resolução Secretarial nº 2681/81, de 20/11/81. As renovações do reconhecimento foram concedidas mediante Resoluções Secretariais nº 429/02, de 14/02/02, nº 3871/06, de 11/08/06 e nº 6585/12, de 05/11/12, esta última com base no Parecer CEE/CEIF nº 37/12, de 02/10/12, pelo prazo de 05 (cinco) anos, a partir de 31/12/11 a 31/12/16 (fls. 110 a 121, protocolo nº 14.164.342-8). EDLB 1

I – RELATÓRIO 1. Histórico · Também constatou-se a existências de extintores com carga em vigência. ... as adequações do Relatório Técnico de Inspeção da Vigilância

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of I – RELATÓRIO 1. Histórico · Também constatou-se a existências de extintores com carga em...

  • PROCESSOS N 635/17 PROTOCOLOS N 14.164.342-8 636/17 13.898.606-3

    PARECER CEE/CEIF/CEMEP N 60/17 APROVADO EM 09/11/17

    CMARA DA EDUCAO INFANTIL E DO ENSINO FUNDAMENTALCMARA DO ENSINO MDIO E DA EDUCAO PROFISSIONAL TCNICA DENVEL MDIO

    INTERESSADO: COLGIO ESTADUAL DOUTOR GENEROSO MARQUES ENSINO FUNDAMENTAL E MDIO

    MUNICPIO: CAMBAR

    ASSUNTO: Pedido de renovao do reconhecimento do Ensino Fundamental e do Ensino Mdio.

    RELATORA: SANDRA TERESINHA DA SILVA

    I RELATRIO

    1. Histrico

    A Secretaria de Estado da Educao, pelos ofcios n 884/17 e n885/17 Sued/Seed, de 25/04/17, encaminhou a este Conselho os expedientesprotocolados no NRE de Jacarezinho em 22/12/15 e 08/07/16, de interesse doColgio Estadual Doutor Generoso Marques Ensino Fundamental e Mdio,municpio de Cambar, pelos quais solicitaram a renovao do reconhecimento doEnsino Fundamental e do Ensino Mdio.

    1.1 Da Instituio de Ensino

    O Colgio Estadual Doutor Generoso Marques EnsinoFundamental e Mdio, localizado na Rua Otvio Rodrigues Ferreiro Filho, n 1137,Centro, municpio de Cambar, mantido pelo Governo do Estado do Paran.Obteve a renovao do credenciamento da instituio de ensino para a oferta daEducao Bsica pela Resoluo Secretarial n 1291/17, de 30/03/17, pelo prazo de05 (cinco) anos, a partir de 19/03/17 a 19/03/22 (fls. 108 e 160, protocolo n14.164.342-8 e fls. 116 e 169, protocolo n 13.898.606-3).

    O Ensino Fundamental foi autorizado a funcionar por meio doDecreto n 2014, de 01/07/76, e reconhecido pela Resoluo Secretarial n 2681/81,de 20/11/81. As renovaes do reconhecimento foram concedidas medianteResolues Secretariais n 429/02, de 14/02/02, n 3871/06, de 11/08/06 e n6585/12, de 05/11/12, esta ltima com base no Parecer CEE/CEIF n 37/12, de02/10/12, pelo prazo de 05 (cinco) anos, a partir de 31/12/11 a 31/12/16 (fls. 110 a121, protocolo n 14.164.342-8).

    EDLB 1

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    O Ensino Mdio foi autorizado a funcionar por meio daResoluo Secretarial n 2207/99, de 26/05/99, e reconhecido pela ResoluoSecretarial n 626/01, de 13/03/01. As renovaes do reconhecimento foramconcedidas pelas Resolues Secretariais n 3262, de 24/11/05 e n 329/11, de19/01/11, pelo prazo de 05 (cinco) anos, a partir de 01/01/11 at 31/12/15 (fl. 117,protocolo n 13.898.606-3).

    A direo da instituio de ensino apresentou justificativas emrelao ao atraso no pedido da renovao do reconhecimento dos cursos.

    Ensino Fundamental, fl. 154, protocolo n 14.164.342-8:

    () Justificamos atravs do presente documento o envio tardio doRequerimento de Renovao de Credenciamento e Renovao doReconhecimento do Ensino Fundamental, conforme segue: Iniciamos amontagem do processo com bastante antecedncia para atender o prazoestipulado, porm, com tantos afazeres e ainda tivemos no ano de 2016 aimplantao do Registro de Classe On Line RCO, o que tomou bastantenossa ateno, onde que acabou gerando um atraso de 8 ou 10 dias.

    Ensino Mdio, fl. 145, protocolo n 13.898.606-3:

    () Justificamos atravs do presente documento o motivo pelo qual oRequerimento de Reconhecimento do Ensino Mdio foi enviado fora doprazo estipulado que de 180 dias antes do vencimento, conforme segue: Oano letivo de 2015, foi um ano um tanto quanto conturbado e devido sparalisaes (greve), a escola esteve empenhada em calendrios,distribuio de aulas, reposies, suprimentos, substituies, acertos dehorrios, entre outros afazeres, na expectativa de promover e ofertar aosalunos um ensino de qualidade, com carga horria suficiente e necessria,como se fosse um ano letivo normal e, consequentemente acabamos porno nos atentar quanto Renovao do Reconhecimento do Ensino Mdio,no qual acontece a cada cinco anos.

    EDLB 2

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    1.2 Organizao Curricular

    O Ensino Fundamental de 6 ao 9 ano est organizado pordisciplinas, presencial, anual, com carga horria mnima de 800 (oitocentas) horas emnimo de 200 (duzentos) dias letivos.

    Matriz Curricular (fls. 180 e 181, protocolo n 14.164.342-8):

    EDLB 3

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    EDLB 4

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    O Ensino Mdio est estruturado em 03 (trs) sries.

    Matriz Curricular (fls. 188 e 189, protocolo n 13.898.606-3):

    EDLB 5

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    EDLB 6

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    1.4 Avaliao Interna

    Ensino Fundamental, fl. 149, protocolo n 14.164.342-8:

    Na primeira linha da coluna concluintes ano 2016 onde se l 56 leia-se 55

    Ensino Mdio, fl. 143, protocolo n 13.898.606-3:

    1.5 Comisso de Verificao

    A Comisso de Verificao, constituda pelos AtosAdministrativos n 136/16 e n 137/16, de 22/09/16, do NRE de Jacarezinho,composta pelas tcnicas pedaggicas: Maria da Glria Pereira Duarte, licenciada emPedagogia/Cincias/Biologia; Ieda Maria dos Santos, licenciada em Pedagogia; eMaria Flauzina Juvncio, licenciada em Pedagogia/Letras, aps verificao, in loco,emitiu laudo tcnico com parecer favorvel ao pedido de renovao doreconhecimento do Ensino Fundamental e do Ensino Mdio (fls. 130 e 144, protocolon 14.164.342-8 e fls. 124 e 138, protocolo n 13.898.606-3), e informou:

    () Localizao: a instituio de ensino est localizada no centro domunicpio de Cambar, possui infraestrutura satisfatria () apresenta boascondies de manuteno e higiene. H um bom espao externo.

    () As salas de aula atendem suficientemente aos requisitos de dimenso,limpeza, iluminao, acstica, ventilao, segurana e comodidadenecessria, com bom estado de conservao. O mobilirio adequado esatisfatrio ao atendimento pedaggico.

    () Possui biblioteca, o acervo composto de ttulos de literatura infantojuvenil, poesias, crnicas e contos, organizado em prateleiras.

    () Conta com quadra poliesportiva, com cobertura e outra sem cobertura,usadas para a prtica de Educao Fsica e tambm de atividadesrecreativas, reunies com os pais e demais festividades.

    EDLB 7

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    () O laboratrio de Informtica possui 10 computadores, conectados internet, 02 impressoras, recebidos atravs dos programas Paran DigitalProinfo1. Para a utilizao de alunos e professores e esto em plenascondies de uso.

    () As instalaes sanitrias so suficientes para atender asnecessidades da instituio.

    () Foram realizadas algumas obras referentes a acessibilidade, comoconstruo se rampas e um banheiro para cadeirante, alargamento de portade sala de aula, aquisio de um bebedouro () e aquisio de carteiraescolar adaptada.

    () A instituio apresenta Relatrio de Inspeo Sanitria, com data:15/09/2016 () apresenta Atestado de Conformidade do Programa BrigadasEscolares Decreto Estadual n 4587, de 13/07/2016, com validade de um(1) ano. Tambm constatou-se a existncias de extintores com carga emvigncia. O calendrio escolar aprovado, apresenta as duas datas previstaspara a simulao do plano de abandono.

    () Corpo Docente, Ensino Fundamental, quadro fl. 138, protocolo n14.164.342-8.

    () Corpo Docente, Ensino Mdio, quadro fl. 132, protocolo n13.898.606-3.

    A Comisso de Verificao apresentou os docentes com ashabilitaes especficas no Ensino Fundamental e no Ensino Mdio.

    Sobre o Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola,a instituio de ensino apresentou o Certificado de Conformidade n 321, de14/09/16, documento vlido por 01 (um) ano, a partir da data de emisso (fl. 162,protocolo n 13.898.606-3).

    O Relatrio de Inspeo Sanitria, de 16/09/16, relata que ainstituio de ensino deve sanar as irregularidades para receber o licenciamentosanitrio, no qual consta:

    () SALAS DE AULA: ILUMINAO ARTIFICIAL DESPROTEGIDACONTRA IMPACTOS E QUEDAS; PORTAS DE ACESSO NOAPRESENTAM VISOR; REVESTIMENTO DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE E NEM RESISTENTE LIMPEZA; - SALAS DE USOMLTIPLO: INEXISTENTE;

    - LABORATRIO DE INFORMTICA: ILUMINAO ARTIFICIALDESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS; PORTAS DE ACESSONO APRESENTAM VISOR; REVESTIMENTO DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE E NEM RESISTENTE LIMPEZA; INSTALAESELTRICAS EXPOSTAS; - LABORATRIO DE CINCIAS: INEXISTENTE;- LABORATRIO DE QUMICA: INEXISTENTE; - BIBLIOTECA: P-DIREITO MENOR QUE 2,80 (PISO-TETO); ILUMINAO ARTIFICIALDESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS; PORTAS DE ACESSONO APRESENTAM VISOR; INSTALAES ELTRICAS EXPOSTAS; -PTIO COBERTO: NO H PROTEO ACSTICA CAPAZ DE EVITAR AINTERFERNCIA NAS ATIVIDADES PEDAGGICAS E ADMINISTRATIVASDESENVOLVIDAS NOS DEMAIS AMBIENTES;

    1 Programa Nacional de Tecnologia EducacionalEDLB 8

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    - REFEITRIO: ILUMINAO ARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRAIMPACTOS E QUEDAS; NO H PROTEO ACSTICA CAPAZ DEEVITAR A INTERFERNCIA NAS ATIVIDADES PEDAGGICAS EADMINISTRATIVAS DESENVOLVIDAS NOS DEMAIS AMBIENTES; -DIRETORIA: REVESTIMENTO DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE ENEM RESISTENTE LIMPEZA; - SECRETARIA: ILUMINAOARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS;REVESTIMENTOS DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE E NEMRESISTENTE LIMPEZA; - SALA DE ORIENTAO: ILUMINAOARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS;REVESTIMENTO DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE E NEMRESISTENTE LIMPEZA; - SALA DE COORDENAO: ILUMINAOARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS;REVESTIMENTO DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE E NEMRESISTENTE LIMPEZA; - SALA DOS PROFESSORES: ILUMINAOARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS;REVESTIMENTO DOS PISOS NO ANTIDERRAPANTE E NEMRESISTENTE LIMPEZA; - SALA DE OBSERVAO: INEXISTENTE; -SALA DE REPROGRAFIA: INEXISTENTE; - ABRIGO DE RESDUOS:INEXISTENTE; - DEPSITO DE MATERIAL DE LIMPEZA (DML):INEXISTENTE; - INSTALAES SANITRIAS MASCULINAS:ILUMINAO ARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS EQUEDAS; PORTAS NO ABREM PARA FORA, OU NO PERMITEM ARETIRADA PELO LADO EXTERNO; SABONETE LQUIDO E TOALHA DEPAPEL DESCARTVEL NO DISPONVEL; - INSTALAES SANITRIASFEMININAS: ILUMINAO ARTIFICIAL DESPROTEGIDA CONTRAIMPACTOS E QUEDAS; PORTAS NO ABREM PARA FORA, OU NOPERMITEM A RETIRADA PELO LADO EXTERNO; SABONETE LQUIDO ETOALHA DE PAPEL DESCARTVEL NO DISPONVEL; - INSTALAESSANITRIAS PARA PROFESSORES: ILUMINAO ARTIFICIALDESPROTEGIDA CONTRA IMPACTOS E QUEDAS; PORTAS NO ABREMPARA FORA, OU NO PERMITEM A RETIRADA PELO LADO EXTERNO;SABONETE LQUIDO E TOALHA DE PAPEL DESCARTVEL NODISPONVEL; - INSTALAES SANITRIAS PARA FUNCIONRIOS:INEXISTENTE; - AUDITRIO: INEXISTENTE; - COZINHAS E CANTINAS:A DISTRIBUIO DAS DEPENDNCIAS NO PERMITEM ODESENVOLVIMENTO DO TRABALHO COM FLUXO NICO E SEMCRUZAMENTO DAS REAS; FORROS NO SO LAVVEIS EIMPERMEVEIS; PORTAS SO DESPROVIDAS DE FECHAMENTOAUTOMTICO; NO POSSUEM INSTALAES SANITRIASEXCLUSIVAS PARA OS MANIPULADORES DE ALIMENTOS; NOPOSSUI LAVATRIO DENTRO DA REA DE MANIPULAO DEALIMENTOS COM PIA, SABO LQUIDO, ESCOVAS PARA LIMPEZA DASUNHAS E TOALHAS DESCARTVEIS; VESTIRIO INEXISTENTE;- ALIMENTOS: NO RESERVA AMOSTRA (100 GR) DOS ALIMENTOSPREPARADOS EM CADA SESSO DE MANIPULAO; -MANIPULADORES: NO H TREINAMENTO DOS MANIPULADORES DEALIMENTOS PERIODICAMENTE; - MANUAL DE BOAS PRTICAS:INEXISTENTE (fls. 136 e 137, protocolo n 13.898.606-3 e fls. 142 e 143,protocolo n 14.164.342-8).

    EDLB 9

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    Em referncia s ressalvas apontadas no Relatrio de Inspeoda Vigilncia Sanitria, a direo da instituio de ensino apresentou justificativa, de15/02/17:

    () Justificamos atravs do presente as providncias tomadas com relaoas adequaes do Relatrio Tcnico de Inspeo da Vigilncia Sanitria,SENDO: COZINHA/CANTINA/REFEITRIO/DML O Colgio solicitoumelhorias atravs do ofcio 014/16, datado de 06/06/2016, via sistemaOBRAS ONLINE e at o presente momento a solicitao encontra-se noNcleo de Educao de Jacarezinho. BIBLIOTECA/LABORATRIO DEQUMICA, FSICA E BIOLOGIA O Colgio solicitou Ampliao atravs doofcio 013/16, datado de 06/06/16 e verificamos que o processo encontra-seno CPLAN2, para anlise. Demais citaes no relatrio de inspeo sanitriaj foram corrigidas, algumas sero corrigidas no decorrer do incio deste anoletivo, porm algumas so impossveis de correo neste momento, comopor exemplo, onde cita-se revestimento dos pisos no antiderrapante nemresistente limpeza solicitamos respaldo deste departamento, tendo emvista que o Colgio possui piso de assoalho em madeira em 90 % de seusambientes. Com a questo da fiao eltrica exposta e a iluminao artificialdesprotegida, informamos que a Direo est estudando a referidaadequao com verba do Programa Escola 1000, no qual fomoscontemplado (fl. 146, protocolo n 13.898.606-3 e fl. 152, protocolo n14.164.342-8).

    Com relao falta do laboratrio de Cincias, Biologia, Fsica eQumica, a direo da instituio de ensino informou:

    () Justificamos a descrio do espao fsico do Laboratrio de Cincias,Qumica, Fsica e Biologia desta Instituio de Ensino, conforme segue: OColgio solicitou Ampliao via Sistema OBRAS ONLINE, atravs do ofcio013/16, datado de 06/06/16, e verificamos que o processo encontra-se noCPLAN, para anlise. No aguardo de Ampliaes e Melhoria, destacamos afuncionalidade do Laboratrio de Cincias, Qumica, Fsica e Biologia destaInstituio de Ensino, pois diante da dificuldade encontrada, as aulasacontecem. Os professores utilizam materiais como microscpios, balanase vidrarias em outros ambientes que proporcionam mais espao, como ptiocoberto e salas de aulas, no ocasionando riscos sade dos alunos, nemprejuzos no que se refere ao ensino aprendizagem, uma vez que asanlises e pesquisas so realizadas normalmente, porm em outro ambiente(fl. 153, protocolo n 14.164.342-8 e fl. 163, protocolo n 13.898.606-3).

    A Chefia do NRE de Jacarezinho, por meio dos Termos deResponsabilidade, emitidos em 23/09/16, ratificou as informaes contidas nosrelatrios circunstanciados e registrou o compromisso de zelar pelo cumprimento daLei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional e demais atos normativos vigentesno Sistema Estadual de Ensino do Paran (fl. 139, protocolo n 13.898.606-3 e fl.145, protocolo n 14.164.342-8).

    1.6 Parecer Tcnico CEF/Seed

    A Coordenao de Estrutura e Funcionamento, pelos Pareceresn 897/17 e n 898/17CEF/Seed, de 30/03/17, declarou-se favorvel renovao doreconhecimento do Ensino Fundamental e Ensino Mdio (fls. 156 e 157, protocolo n14.164.342-8 e fls. 165 e 166, protocolo n 13.898.606-3).2 Coordenao de Planejamento da Rede Fsica EscolarEDLB 10

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    2. Mrito

    Trata-se do pedido de renovao do reconhecimento do EnsinoFundamental e do Ensino Mdio.

    Em 20/07/17, os processos foram convertidos em diligncias Seed,para manifestao a respeito da falta do laboratrio de Biologia, Fsica e Qumica. Oprotocolado retornou a este conselho em 26/10/17, com as seguintes informaes:

    Da Coordenao de Anlise e Planejamento/FUNDEPAR, de 22/09/17:

    () Solicitao no Sistema de Obras Online n 1602. Protocolo n14.803.955-0. Assunto: Ampliao.

    Da solicitao:A solicitao n 1602 refere-se construo de biblioteca e laboratrio deFsica/Qumica/Biologia. Conforme justificativa da Direo e relatriofotogrfico, a biblioteca e o laboratrio de Fsica/Qumica/Biologia funcionamem espao precrio, improvisado no poro do prdio escolar (fl. 170,protocolo n 14.164.342-8 e fl. 178, protocolo n 13.898.606-3).

    Concluso:Diante do exposto, esta Coordenao de Anlise e Planejamento deparecer favorvel construo da biblioteca e do laboratrio deFsica/Qumica/Biologia, no Colgio Estadual Dr. Generoso Marques,Municpio de Cambar e Ncleo Regional de Educao de Jacarezinho (fl.171, protocolo n 14.164.342-8 e fl. 179, protocolo n 13.898.606-3).

    Da Superviso de Edificaes Escolares do Ncleo Regional de Educaode Jacarezinho, de 05/10/17:

    () Considerando a informao apresentada pelo CEE/PR, informamos queencontra-se em tramitao o pedido n 1602, via Sistema Obras Online, oqual gerou o protocolo n 14.803.955-0, que versa sobre a solicitao deampliao da instituio com a construo de uma biblioteca e umlaboratrio de Qumica, Fsica e Biologia para a instituio. Em atendimento solicitao supracitada, a Coordenao de Anlise e Planejamento doInstituto FUNDEPAR, emitiu o Estudo de Viabilidade, anexo, sendo deparecer favorvel ao solicitado. Tendo em vista o trmite recente dasolicitao e o exposto pela Coordenao de Projetos do InstitutoFUNDEPAR na mensagem de e-mail, anexa, retornamos ao Setor deEstrutura e Funcionamento deste NRE para prosseguimento (fl. 174,protocolo n 14.164.342-8 e fl. 182, protocolo n 13.898.606-3).

    Da anlise do processo e com base nas informaes dosrelatrios circunstanciados da Comisso de Verificao, constatou-se que ainstituio de ensino apresenta docentes habilitados, recursos materiais,pedaggicos e tecnolgicos condizentes com a proposta pedaggica.

    Constatou-se, ainda, que a mantenedora manifestou-se favorvel construo do laboratrio de Biologia, Fsica e Qumica, cuja solicitao encontra-se em tramitao via Sistema Obras Online e que a obra ser includa na demandapara os prximos meses (fl. 173, protocolo n 14.164.342-8 e fl. 181, protocolo n13.898.606-3).

    EDLB 11

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    No dispe da Licena da Vigilncia Sanitria, contudo, algumasmelhorias solicitadas pelo rgo competente foram realizadas. A Direo dainstituio de ensino aguarda a realizao das demais adequaes na infraestruturafsica do Colgio com recursos do Programa Escola 1000, o qual oferece condiesde melhorias nas escolas da rede estadual.

    A instituio de ensino participa do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola, e apresentou o Certificado de Conformidade, emitido em14/09/16, vlido por 01 (um) ano.

    Foram apensadas aos processos as cpias da ResoluoSecretarial n 1291/17, de 30/03/17, que renovou o credenciamento da instituio deensino para a oferta da Educao Bsica, da Vida Legal do Estabelecimento deEnsino VLE, e das Matrizes Curriculares (fls. 160 a 164, 180 e 181 protocolo n14.164.342-8 e fls. 169 a 172, 188 e 189 protocolo n 13.898.606-3).

    Pela falta da Licena Sanitria e do laboratrio de Biologia,Fsica e Qumica, estando em desacordo com as Deliberaes deste Conselho, arenovao do reconhecimento dos cursos ser concedida por prazo inferior a 05(cinco) anos, condicionando-se a resoluo das pendncias aqui apontadas paraapresentao no novo pedido de renovao do reconhecimento.

    Por deciso das Cmaras da Educao Infantil e do EnsinoFundamental, do Ensino Mdio e da Educao Profissional Tcnica de Nvel Mdio,a fim de otimizar a tramitao dos processos faz-se necessrio unificar as datas devencimento dos atos regulatrios.

    II VOTO DA RELATORA

    Face ao exposto, somos favorveis:

    a) renovao do reconhecimento do Ensino Fundamental, doColgio Estadual Doutor Generoso Marques Ensino Fundamental e Mdio,municpio de Cambar, mantido pelo Governo do Estado do Paran, a partir de01/01/17 a 31/07/19, de acordo com a Deliberao n 03/13-CEE/PR;

    b) renovao do reconhecimento do Ensino Mdio, do ColgioEstadual Doutor Generoso Marques Ensino Fundamental e Mdio, municpio deCambar, mantido pelo Governo do Estado do Paran, a partir de 01/01/16 a31/07/19, de acordo com a Deliberao n 03/13-CEE/PR.

    Adverte-se a mantenedora e o Colgio que devem observar ocumprimento das Deliberaes deste Conselho para que no comprometa aregularidade de funcionamento de seus cursos e a vida escolar dos alunos.

    EDLB 12

  • PROCESSOS N 635/17 e N 636/17

    A mantenedora dever:

    a) garantir as condies sanitrias e de segurana para ofuncionamento da instituio de ensino e o desenvolvimento das atividadesescolares, com especial ateno renovao do Certificado de Conformidade,atendendo s exigncias de preveno de incndio e emergncias, e obteno daLicena Sanitria;

    b) sanar a necessidade da instituio de ensino proporcionandoinfraestrutura adequada para o laboratrio de Biologia, Fsica e Qumica.

    A instituio de ensino dever atender ao contido na Deliberaon 03/13-CEE/PR, principalmente em relao aos prazos estabelecidos, quandosolicitar a renovao do credenciamento da instituio de ensino para a oferta daEducao Bsica e a renovao do reconhecimento do Ensino Fundamental e doEnsino Mdio.

    Encaminhamos:

    a) cpia deste Parecer Secretaria de Estado da Educao paraa expedio do ato de renovao do reconhecimento do Ensino Fundamental e doEnsino Mdio;

    b) os processos instituio de ensino para constituir acervo efonte de informao.

    o Parecer.

    Sandra Teresinha da Silva Relatora

    DECISO DAS CMARASA Cmara da Educao Infantil e do Ensino Fundamental e a Cmara do EnsinoMdio e da Educao Profissional Tcnica de Nvel Mdio aprova o voto daRelatora, por unanimidade.

    Curitiba, 09 de novembro de 2017.

    Maria das Graas Figueiredo SaadPresidente do CEE no exerccio da Presidncia

    EDLB 13

    I RELATRIO