Click here to load reader

IMPLANTAÇÃO DE UM PROVEDOR DE ACESSO À INTERNET … · o PMBOK (2008), são gerenciamento do escopo, tempo, custos, qualidade, recursos ... Segundo o PMBOK o gerenciamento de custos

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of IMPLANTAÇÃO DE UM PROVEDOR DE ACESSO À INTERNET … · o PMBOK (2008), são gerenciamento do...

  • IMPLANTAO DE UM PROVEDOR DE ACESSO INTERNET SEM FIO PARA COMUNIDADES CARENTES1

    Grasiela Crepaldi de Souza1, Vilson Gruber2

    1Ps-graduao em Gerenciamento de Projetos Faculdade SATC Cricima SC Brasil.

    2Universidade Federal de Santa Catarina Ararangu SC Brasil.

    [email protected]; [email protected]

    RESUMO:

    Este artigo descreve um estudo para implantao de um provedor de inter-net para comunidades carentes. Foi feito uma pesquisa em uma comunida-de X para saber a importncia da internet para tal comunidade, verificar a u-tilizao da internet e se possuem internet em suas residncias. Foram es-timados tambm os custos necessrios para implantao deste provedor juntamente com o gerenciamento dos custos para implantao deste proje-to. Os resultados dos custos estimados para implantao deste provedor mostrou-se muito elevado, portanto foi sugerida a participao do programa Cidade Digital do Governo Federal. Com a pesquisa realizada na comuni-dade, notou-se uma aceitao por maioria dos entrevistados, pois muitos no possuem internet em suas residncias.

    PALAVRAS-CHAVE:

    Provedor de internet; Gerenciamento de custo; Comunidade de Cricima.

    1 Artigo Cientfico elaborado sob a orientao do Professor Dr. Vilson Gruber e apresentado ao Curso

    de Ps-Graduao em Gerenciamento de Projetos, da Faculdade SATC Cricima SC, no 2 semestre de 2013.

  • 2

    1 INTRODUO

    Conforme Ministrio das Comunicaes o projeto Cidades Digitais possi-

    bilita a modernizao da gesto das cidades com a implantao de infraestrutura de

    conexo de rede entre os rgos pblicos alm da implantao de aplicativos, com o

    objetivo de melhorar a gesto e o acesso da comunidade aos servios de governo.

    O modelo bsico do projeto-piloto inclui dentre outros acesso da populao aos ser-

    vios de governo eletrnico e pontos de acesso pblico internet em praas, rodo-

    virias ou outros espaos. [1]

    Informativo passado pelo Ministro Paulo Bernardo aos prefeitos reunidos

    no encontro Nacional de Prefeitos que ocorre em Braslia:

    O Programa Cidades Digitais do Ministrio das Comunicaes ser includo no Programa de Acelerao do Crescimento (PAC) por determinao da presidente Dilma Roussef e ter um reforo de R$ 100 milhes no oramen-to de 2013. [2]

    Embasado neste programa do ministrio das comunicaes, que visa

    tambm disponibilizao de espaos de acesso ao pblico e gratuito internet pa-

    ra populao, surgiu ideia de estudar esta possibilidade para as comunidades ca-

    rentes em Cricima.

    Disponibilizar acesso internet sem fio as comunidades carentes em Cri-

    cima, resolver o problema de falta de acesso internet. Realizar estudo da neces-

    sidade do uso da internet para uma comunidade e analisar um meio de disponibilizar

    um provedor de internet de baixo custo.

    Devido falta de internet nas comunidades carentes e a necessidade de

    se ter internet hoje em dia. Por trazer conhecimento, ajudar em pesquisas e traba-

    lhos escolares, agregar cultura, possibilitar o trabalho e aumento da renda familiar

    atravs dela, ajudando as comunidades carentes em Cricima e participando do

    Programa Cidade Digital.

    O trabalho a seguir ir mostrar um estudo da necessidade do uso da in-

    ternet naquela comunidade especfica, a porcentagem das pessoas que utilizam e

    possuem a internet em suas residncias ou no tem condies de ter e que aprova-

    riam ou no uma internet de baixo custo ou at mesmo gratuita oferecida pelos r-

    gos Pblicos daquela regio.

  • 3

    2 FUNDAMENTAO TERICA

    As etapas de pesquisa para um projeto precisam de um planejamento do

    que dever ser feito com os dados coletados. Para este planejamento foi estudado o

    provedor de internet, gerenciamento do projeto e gesto de custos.

    2.1 PROVEDOR DE ACESSO INTERNET

    O servio de provedor de acesso Internet consiste na disponibilizao

    ao usurio dos meios necessrios para a conexo a Internet, ou seja, um conjunto

    de redes, os meios de transmisso e comutao, roteadores, equipamentos e proto-

    colos necessrios comunicao entre computadores, bem como o software e os

    dados contidos nestes computadores. [11]

    Os acessos internet a partir de residncias ou de pequenas empresas

    esto envolvidos dois tipos de provedores de servio:

    Provedor de acesso Internet, provedor de servios de valor adicionado, que tem a funo de conectar um computador (PC por exemplo) Internet permitindo a navegao na World Wide Web e acesso a servios como en-vio e recebimento de e-mail. Provedor de servio de telecomunicaes que fornece a conexo entre a residncia (ou escritrio) e o local onde esto localizados os servidores do provedor de acesso a Internet. Esta conexo pode ser discada, fornecida pelas operadoras de telefonia fixa, ou Banda larga oferecida por operadoras de SCM. [12]

    A figura a seguir ilustra o papel dos dois tipos de provedores:

    Figura 1 Papel dos dois tipos de provedores

    Fonte: TELECO, 2013.

    Para instalar um provedor de acesso a internet necessria ter uma li-

    cena SCM (Servio de Comunicao Multimdia).

    O Servio de Comunicao Multimdia um servio fixo de telecomunica-es de interesse coletivo, prestado em mbito nacional e internacional, no

  • 4

    regime privado, que possibilita a oferta de capacidade de transmisso, e-misso e recepo de informaes multimdia, permitindo inclusive o provi-mento de conexo internet, utilizando quaisquer meios, a Assinantes den-tro de uma rea de Prestao de Servio. [13]

    2.2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS

    O gerenciamento de projetos a aplicao de conhecimento, habilidades,

    ferramentas e tcnicas s atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos.

    [3] Pode ser uma profisso, um trabalho ou uma atividade, dependendo do perfil da

    organizao. Logo, podemos apresentar uma definio bsica para o gerente de

    projeto, como aquele envolvido na liderana do gerenciamento das atividades do

    projeto, por meio de sua iniciao, planejamento, execuo, controle e encerramen-

    to. [4]

    O gerenciamento, ou seja, a aplicao de conhecimento, habilidades, fer-

    ramentas e tcnicas para atingir o objetivo do projeto, realizado por uma pessoa

    responsvel: o gerente de projeto, que tem como suas atribuies: identificar as ne-

    cessidades do projeto, estabelecer objetivos claros e palpveis, atender s expecta-

    tivas de todas as partes interessadas, estar atento ao balanceamento entre qualida-

    de, escopo, tempo e custo, que realizado obedecendo-se chamada teoria da tri-

    pla restrio. [4]

    Os benefcios ao se gerenciar projetos so muitos, entre eles pode-se re-

    lacionar a eficincia da organizao e sua capacidade de administrar mudanas de

    maneira mais eficaz. Os processos bem desenvolvidos adaptados empresa forne-

    cem a maior parte dos benefcios. Porm estes processos devem ser controlados de

    forma a garantir que as prticas estejam de acordo com os resultados pretendidos.

    [5]

    As reas de conhecimento de gerenciamento de projetos, de acordo com

    o PMBOK (2008), so gerenciamento do escopo, tempo, custos, qualidade, recursos

    humanos, comunicao, riscos, aquisies e integrao do gerenciamento do proje-

    to. Destas nove reas de conhecimento, existem algumas que possuem maior apli-

    cao e so mais utilizadas e desenvolvidas em projetos de telecomunicaes que

    so tempo, custo, risco e aquisies. [6]

    Ao estudar estas reas de gerenciamento de projetos e como forma de

    organizar tal pesquisa, foi escolhido o gerenciamento de custo para estudar a im-

  • 5

    plantao deste projeto, ou seja, estudar os custos necessrios para implantao

    deste provedor de internet.

    2.3 GERENCIAMENTO DE CUSTOS

    O Gerenciamento de custos tem como objetivo garantir que o capital dis-

    ponvel ser suficiente para obter todos os recursos para se realizarem os trabalhos

    do projeto. [7]

    Gerenciar bem os custos de um projeto uma das atribuies do gestor

    de qualquer organizao, independente do segmento de atuao. Nos projetos, o

    poder de influncia sobre os custos maior no incio, quando eles ainda no so

    totalmente conhecidos ou esto sendo negociados. Portanto o gerenciamento de

    custos importante no planejamento e na definio dos pacotes de trabalho do pro-

    jeto, pois fornece os dados e informaes para tomadas de decises nos quais a

    viabilidade econmica um dos fatores para seleo de investimentos que sero

    feitos nos projetos. [8]

    O Controle de Custos alcanado atravs do acompanhamento de gas-

    tos e sua comparao com o oramento. O acompanhamento de gastos deve consti-

    tuir uma abordagem proativa para a coleta de despesas no tempo real para fins de

    comparao e anlise. O Resultado da anlise da origem ao relatrio sobre o status

    e progresso para a reviso semanal de gastos. [9]

    Segundo o PMBOK o gerenciamento de custos descreve os processos

    envolvidos em planejamento, estimativa, determinao do oramento e controle de

    custos, de modo que o projeto termine dentro do oramento aprovado. Estes trs

    processos so:

    Estimar os custos o processo de desenvolvimento de uma estimativa de custos dos recursos monetrios necessrios para terminar as atividades do projeto. Determinar o oramento processo de agregao dos custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base autorizada de custos. Controlar os custos processo de monitoramento do andamento do proje-to para atualizao do seu oramento e gerenciamento das mudanas feitas na linha de base dos custos. [3]

    Para estimar os custos, uma das tcnicas mencionadas no PMBOK a

    estimativa de trs pontos, este conceito se originou com a Tcnica de Reviso e A-

  • 6

    valiao de Programa (PERT). PERT usa trs estimativas para definir uma faixa a-

    proximada para o custo de uma atividade:

    Mais Provvel () o custo da atividade baseado num esforo de avalia-o realista para o trabalho necessrio e quaisquer outros gastos previstos. Otimista () os custos da atividade so baseados na anlise do melhor cenrio para a atividade. Pessimista () os custos da atividade so baseados na anlise do pior cenrio para a atividade.[3]

    A anlise PERT calcula o custo esperado da atividade () usando uma

    mdia ponderada dessas trs estimativas:

    =( + 4 + )

    6

    Para anlise dos custos deste projeto foi utilizada esta tcnica de trs

    pontos por ser mais precisa que outras tcnicas e por ser uma estimativa de trs

    pontos esclarece melhor a faixa de variabilidade das estimativas dos custos.

    3 METODOLOGIA

    Esta pesquisa vai adotar uma metodologia em campo atravs de ques-

    tes realizadas em uma comunidade X.

    Foram analisadas respostas de 120 (cento e vinte) jovens entre 15 (quin-

    ze) e 19 (dezenove) anos efetuadas em uma comunidade X referente aos questio-

    namentos considerando alguns fatores de importncia do estudo para implantao

    de provedor de acesso internet com baixo custo. Um destes fatores foi quanto

    utilizao da internet e para qual finalidade utilizada.

    3.1 PESQUISA DE CAMPO

    De acordo com o Grfico 1 das questes analisadas foi constatado que

    10% (dez por cento) dos entrevistados no utilizam a internet para nenhum fim, en-

    quanto 90% (noventa por cento) utilizam para vrios fins dentre eles, o trabalho, os

    estudos, as pesquisas e entretenimento em geral como: viagens, jogos, redes soci-

    ais, compras e etc.

  • Grfico 1 Percentual de Jovens que utilizam a internet

    Dos entrevistados

    senta e cinco por cento)

    apenas para entretenimento, 7%

    (trs por cento) para uso no

    Grfico 2 Anlise

    Destes 90% (noventa por cento) que utilizam a internet

    nove por cento) no possuem internet em suas residncias por no ter

    Jovens que Utilizam a internet

    5% 3%

    Entretenimento,

    estudos e

    pesquisas

    Trabalho

    Percentual de Jovens que utilizam a internet atualmente

    entrevistados que utilizam a internet, pode-se afirmar que 65%

    senta e cinco por cento) usam a internet para vrios fins, 19% (dezenove por cento)

    apenas para entretenimento, 7% (sete por cento) para estudos e pesquisas e 3%

    uso no trabalho, conforme Grfico 2.

    Anlise quanto da utilizao da internet dos entrevistados

    Destes 90% (noventa por cento) que utilizam a internet

    no possuem internet em suas residncias por no ter

    no

    utilizam

    10%

    utilizam

    90%

    Jovens que Utilizam a internet

    3% 1%

    7%

    19%

    Trabalho Trabalho,

    estudos e

    pesquisas

    Estudos e

    Pesquisas

    Entretenimento

    UTILIZAO DA INTERNET

    7

    atualmente

    se afirmar que 65% (ses-

    (dezenove por cento)

    para estudos e pesquisas e 3%

    da internet dos entrevistados

    Destes 90% (noventa por cento) que utilizam a internet, 49% (quarenta e

    no possuem internet em suas residncias por no terem condies

    65%

    Entretenimento Todas as

    Alternativas

  • financeiras, por no chegar internet at suas residncias ou por falta de interesse.

    Enquanto 51% (cinquenta e um por cento)

    casa e pagam entre R$ 30,00

    internet. (Grfico 3).

    Grfico 3 Amostras dos que possuem internet em suas residncias

    Quanto aceitao

    gos Pblicos nota-se no

    seis por cento) dos entrevistados

    interesse.

    51%

    Possuem internet em casa

    POSSUIR INTERNET EM SUAS RESIDNCIAS

    ACEITAO DO PROVEDOR

    financeiras, por no chegar internet at suas residncias ou por falta de interesse.

    (cinquenta e um por cento) dos entrevistados afirmam

    entre R$ 30,00 (trinta) e R$ 120,00 (cento e vinte)

    Amostras dos que possuem internet em suas residncias

    aceitao de um provedor de baixo custo

    se no Grfico 4 que houve uma aceitao de 96%

    dos entrevistados, contra apenas 4% (quatro por cento)

    Grfico 4 Aceitao do provedor

    49%

    Possuem internet em casa No possuem internet em casa

    POSSUIR INTERNET EM SUAS RESIDNCIAS

    NO

    4%

    SIM

    96%

    ACEITAO DO PROVEDOR

    8

    financeiras, por no chegar internet at suas residncias ou por falta de interesse.

    afirmam ter internet em

    (cento e vinte) reais mensais pela

    Amostras dos que possuem internet em suas residncias

    oferecido pelos r-

    que houve uma aceitao de 96% (noventa e

    (quatro por cento) que no tem

    POSSUIR INTERNET EM SUAS RESIDNCIAS

    NO

    4%

  • 9

    3.2 LEVANTAMENTO DOS RECURSOS

    Para implantao deste projeto foi feito levantamento dos recursos de

    mo-de-obra necessria (Tabela 1). A mo-de-obra fornece os custos estimados de

    vrias categorias de profissionais que possivelmente trabalharo no projeto [...]. [10]

    Alm destes, inclui-se tambm os servios de contabilidade e RH.

    Recursos Necessrios Qtd. Pessoas Gerente de Projetos 01 Financeiro 01 Administrativo 01 Tcnico Encarregado 02 Ajudante de Montagem 04 Tcnico TI 01 Total 10

    Tabela 1 Recursos necessrios

    s vezes, o fornecedor pode precisar de equipamentos especiais, ferra-

    mentas ou instalaes exclusivamente para o projeto [...]. Em tais casos, o fornece-

    dor pode alugar os equipamentos pelo tempo que precisar durante o projeto. [10]

    Neste caso, para implantar o provedor necessrio alugar um espao

    junto operadora de telefonia para instalar uma antena transmissora, onde esta far

    o contato entre as outras antenas. O cliente ter um custo inicial para implantao

    deste provedor, nestes custos esto inclusos os equipamentos necessrios os quais

    foram feito levantamento (Tabela 2).

    Descrio Unidade Servidor 01

    Antena direcional 03 Roteador CISCO 01

    Access Point Indoor 40 Access Point Outdoor 40

    NoBreak 01 Router Mikrotik 01

    Software Mikrotik 01 Rack de Piso 02 Patch Panel 10

    Switch Gerencivel 01 Tabela 2 Equipamentos para implantao

    A Tabela 3 mostra os materiais que sero utilizados mensalmente no de-

    correr do projeto durante a implantao e desenvolvimento deste, caso seja implan-

    tado. Estes custos so considerados variveis.

  • 10

    Descrio Unidade Patch Cord (3m) 10 Cabo UTP Cat 5e Caixa c/ 305m 2 Cabo UTP Cat 6 caixa c/ 305m 1 Cabo coaxial 100m 1 Conector kit (1000 un.) 1 Conector cat 6 (50 un.) 1 Conector SMA 10 Conector N macho 10 Conector N fmea 10 Locao do espao para antena transmissora 1 Provedor 1 Internet Dedicada 5M 1

    Tabela 3 Implantao e Desenvolvimento

    3.3 SITUAO PROPOSTA PARA O PROJETO

    Estes dados de custos que sero apresentados em seguida so aproxi-

    mados, podendo ter um erro percentual de 5% (cinco por cento). Vale ressaltar que

    a gesto de custos do projeto tem a finalidade de levantar o custo necessrio para

    implantao do provedor de internet sugerido neste artigo. Este estimado por uma

    planilha financeira em Excel (Tabela 25), onde os custos e despesas sero controla-

    dos juntamente com um profissional da rea financeira.

    Os custos foram estimados de acordo com a estimativa dos trs pontos

    PERT, utilizada para elaborar estimativas mais assertivas e gerenciar melhor os pro-

    jetos.

    =( + 4 + )

    6

    Estes foram levantados de acordo com pesquisas feitas em sites e lojas

    de departamentos especficos de acordo com a necessidade do projeto. Foram ana-

    lisados os trs custos: custo mais provvel (Cenrio 1), custo otimista (Cenrio 2) e

    custo pessimista (Cenrio 3).

    Para o clculo das horas foi considerado as horas trabalhadas em um ano

    (Tabela 4) mais as horas de descanso remuneradas (Tabela 5) onde resultou no to-

    tal de horas remuneradas em um ano (Tabela 6).

  • 11

    Tabela 4 Horas trabalhadas em um ano

    Tabela 5 Horas de descanso remuneradas

    Tabela 6 Totais de Horas

    A Tabela 7 mostra as horas estimadas para desenvolver o projeto e as

    horas de descanso remuneradas.

    Tabela 7 Horas para desenvolver o projeto e horas de descanso remuneradas

    Na Tabela 8 tem-se o total de horas remuneradas estimada para desen-

    volver o projeto em um ano.

  • 12

    Tabela 8 Total de horas remuneradas

    Atravs destas horas foi possvel estimar o preo por hora de trabalho de

    cada profissional ou categoria.

    3.3.1 Cenrio 1

    O Cenrio 1 representa os custos mais provveis estimados no projeto.

    A Tabela 9, Tabela 14 e Tabela 19 mostram os custos estimados da equi-

    pe do projeto. Os custos de pessoas incluindo servios de contabilidade e RH po-

    dem ser visto na Tabela 10, Tabela 15 e Tabela 20. Estes custos foram estimados

    para o perodo de um ano.

    Tabela 9 Custo da Equipe de Projeto

  • 13

    Tabela 10 Custos de pessoas

    Os custos iniciais para implantar este projeto incluindo equipamentos, ma-

    teriais e software necessrios foram levantados de acordo com a Tabela 11, Tabela

    16 e Tabela 21.

    Tabela 11 Custo Inicial

    Os custos fixos mensais que sero gastos no decorrer de todo o projeto

    podem ser visto na Tabela 12, Tabela 17 e Tabela 22.

    Tabela 12 Custo Mensal

    Considerando todos estes custos apresentados foi possvel calcular o to-

    tal de custo mais provvel (Tabela 13).

  • 14

    Tabela 13 Custo Mais Provvel

    3.3.2 Cenrio 2

    No Cenrio 2 sero apresentadas as mesmas planilhas, porm com os

    custos otimistas, onde mostra o melhor custo estimado do projeto. Na Tabela 18

    tem-se o custo otimista total estimado.

    Tabela 14 Custo da equipe do projeto

    Tabela 15 Custos de Pessoas

  • 15

    Tabela 16 Custo Inicial

    Tabela 17 Custo Mensal

    Tabela 18 Custo Otimista

    3.3.3 Cenrio 3

    O Cenrio 3 mostra o custo pessimista, o maior custo estimado do projeto. O Custo

    pessimista total estimado pode ser visto na Tabela 23.

  • 16

    Tabela 19 Custo da equipe do projeto

    Tabela 20 Custos de pessoas

    Tabela 21 Custo Inicial

  • 17

    Tabela 22 Custo Mensal

    Tabela 23 Custo Pessimista

    3.3.4 Anlise dos Cenrios

    Com as anlises feitas, chega-se aos valores apresentados na Tabela 24,

    sem considerar a margem de risco.

    Custo Mais Provvel () R$ 833.005,55 Custo Otimista () R$ 720.277,09 Custo Pessimista () R$ 989.797,26 Tabela 24 Anlises dos trs custos (, )

    O custo estimado () total do projeto (Tabela 25) mostra os custos do

    projeto em um ano, um ano e meio, dois anos e dois anos e meio. O tempo estimado

    para implantao deste projeto, considerando desde o incio at a entrega do projeto

    so dois anos e meio aproximadamente. Tm-se tambm os valores dos impostos

    estimados anuais do faturamento total do projeto (Tabela 26), bem como um percen-

    tual de 30% (trinta por cento) reservados para possveis lucros, riscos que podem

    ocorrer durante o projeto e tambm uma parte para contingncia.

    O valor de contingncia importante para cobrir despesas imprevistas

    que podero surgir durante o projeto. Por exemplo, alguns itens podem ter sido es-

    quecidos quando as estimativas de custo do projeto estavam sendo preparadas; al-

    gumas tarefas podem precisar ser refeitas por no terem dado bom resultado na

  • 18

    primeira vez; custos com mo-de-obra (pagamentos, salrios) ou materiais podem

    aumentar gradativamente em um projeto que dure mais de um ano. [10]

    Tabela 25 Custo Estimado

    Tabela 26 Impostos anuais estimados

    4 CONSIDERAES FINAIS

    Com esta pesquisa foi sugerido proposta de implantao de um prove-

    dor de internet de baixo custo para comunidades carentes, juntamente com o Pro-

    grama Cidade Digitais do Governo Federal atravs do Ministrio das Comunicaes.

    Feito o levantamento para implantao desde projeto, conclui-se que o

    custo para implantar muito elevado. Portando com ajuda do Governo Federal,

    possvel desenvolver e implantar tal projeto.

    O questionrio foi elaborado para saber a necessidade e aceitao da

    comunidade X entrevistada. Com os resultados obtidos, podemos concluir que a

    maioria dos entrevistados utilizam a internet e aceitam o provedor de baixo custo em

    sua comunidade, pois muitos no tem internet em suas residncias.

    REFERNCIAS

    [1] BRASIL. Governo Federal. Ministrio Das Comunicaes (Org.). Incluso Digi-tal: Programa Cidades Digitais 2012. Disponvel em: . Acesso em: 26 jun. 2013.

  • 19

    [2] BRASLIA. Governo Federal. Ministrio Das Comunicaes (Org.). Sala de Im-prensa: Programa Cidades Digitais includo no PAC e ter mais R$ 100 milhes. Notcia de 29/01/2013. Disponvel em: . Acesso em: 06 mar. 2013.

    [3] PMI (PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE). Um guia do conjunto de conhe-cimento em gerenciamento de projetos Guia PMBOK. 4 ed. Newton Square, PA, 2008.

    [4] VALLE, Andr Bittencourt do et al. Fundamentos: do gerenciamento de projetos. 1 edio Rio de Janeiro: FGV, 2007. 170 p. (Srie Gerenciamento de Projetos).

    [5] CLELAND, David I.; IRELAND, Lewis R. Gerncia de projetos. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso, 2002. xii, 324 p.

    [6] RABECHINI JR., Roque; CARVALHO, Marly Monteiro de (Org.). Gerenciamento de projetos na prtica: casos brasileiros . So Paulo: Atlas, 2006. vii, 212 p.

    [7] VARGAS, Ricardo Viana. Gerenciamento de projetos: estabelecendo diferenciais competitivos. 7. ed. Rio de Janeiro: Brasport, 2009. xxii, 236 p.

    [8] BARBOSA, Christina et al. Gerenciamento de custos: em projetos. 3 edio Rio de Janeiro: FGV, 2009. 160 p. (Srie Gerenciamento de Projetos).

    [9] CLELAND, David I.; IRELAND, Lewis R. Gerncia de projetos. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso, 2002. xii, 324 p.

    [10] GIDO, Jack; CLEMENTS, James P. Gesto de projetos. So Paulo: Thomson Learning, 2007. xviii, 451 p.

    [11] MELO. Jos Eduardo Soares de. ICMS x ISS Comunicao Eletrnica. Re-vista de Direito Tributrio. Malheiros, So Paulo, n. 78, p. 258-259, set-dez-2000.

    [12] TELECO. Internet no Brasil: Provedores. Disponvel em: http://www.teleco.com.br/internet_prov.asp. Acesso em 22/08/2013.

    [13] ANATEL. Informaes tcnicas: Comunicao Multimdia. Disponcel em: http://www.anatel.gov.br/Portal/exibirPortalInternet.do. Acesso em 22/08/2013.

  • 20

    ANEXO A QUESTIONRIO

    Faculdade SATC - Especializao em Gerenciamento de Projetos. Pesquisa

    Referente ao Projeto de Implantao de um provedor de acesso internet sem

    fio para Comunidades carentes em Cricima

    Descrio da Pesquisa:

    Devido ao alto custo de se ter uma internet hoje em dia, a ideia veio com o objetivo

    de estudar um projeto para disponibilizar internet sem fio para as comunidades ca-

    rentes em Cricima, como meio de ajudar na educao das novas geraes. A pes-

    quisa busca saber a necessidade do uso da internet e tambm a quantidade de pes-

    soas que usam e que possuem a internet em uma determinada comunidade em Cri-

    cima.

    Prezado Sr./Sra., Obrigada pela sua ateno e colaborao. Completar este questionrio vai nos ajudar a obter os melhores resultados.

    1. Voc utiliza a internet?

    Sim

    No

    2. Com que frequncia voc utiliza a internet?

    1 ou 2 vezes por semana

    de 3 a 5 vezes por semana

    todos os dias da semana

    No utiliza

    3. Qual o motivo da utilizao da internet?

    Estudos e Pesquisas

    Trabalho

    Entretenimento: Viagens, Jogos, Redes Sociais, Compras, baixar Msicas,

    Filmes, etc

    Todas as Alternativas Anteriores

    No utiliza

  • 21

    4. Possui internet em sua residncia?

    Sim

    No

    5. Caso negativo, por que no a possui?

    Alto Custo de Mercado

    Internet no chega at sua Residncia

    No tem Interesse

    6. Caso positivo, qual o valor pago em reais?

    7. Caso houvesse uma internet de baixo custo ou at mesmo gratuita oferecida

    pelos rgos Pblicos voc teria interesse?

    Sim

    No

    Data: ____/____/_______

    Obrigada pela sua resposta e pelo seu tempo.

    ABSTRACT:

    This article describes a study to implement an Internet service provider to needy communities. A survey was done in a community X to know the im-portance of the internet for this community, to verify the use of the internet and if they have internet in their homes. It were also estimated the costs re-quired to implement of this provider along with the costs management for implementation of this project. The results of the estimated costs for imple-mentation of this provider were very high, so it was suggested the participa-tion of Digital City program of the Federal Government. With the research conducted in the community, it was noted an acceptance by a majority of re-spondents, because many of them do not have internet in their homes.

    KEYWORDS

    Internet service provider; Costs management; Community of Cricima.