Inaudíveis e Invisíveis-representações de Negros Na Historiografia Acreana

  • View
    24

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • 1

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UFAC

    PR-REITORIA DE PESQUISA E PS-GRADUAO

    MESTRADO EM LETRAS: LINGUAGEM E IDENTIDADE

    REA DE CONCENTRAO: LINGUAGEM

    LINHA DE PESQUISA: CULTURA E SOCIEDADE

    INAUDVEIS E INVISVEIS:

    Representaes de negros

    na historiografia acreana

    Rio Branco, Acre

    2011

  • 2

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UFAC

    PR-REITORIA DE PESQUISA E PS-GRADUAO

    MESTRADO EM LETRAS: LINGUAGEM E IDENTIDADE

    REA DE CONCENTRAO: LINGUAGEM

    LINHA DE PESQUISA: CULTURA E SOCIEDADE

    INAUDVEIS E INVISVEIS:

    Representaes de negros

    na historiografia acreana

    Rio Branco, Acre

    2011

  • 3

    FLVIA RODRIGUES LIMA DA ROCHA

    INAUDVEIS E INVISVEIS:

    Representaes de negros

    na historiografia acreana

    Dissertao apresentada ao Programa de

    Mestrado em Letras: Linguagem e

    Identidade, da Universidade Federal do

    Acre UFAC, como requisito para a

    obteno do ttulo de Mestre em Letras.

    Orientador: Professor Doutor Gerson

    Rodrigues de Albuquerque

    Rio Branco, Acre

    2011

  • 4

  • 5

    FLVIA RODRIGUES LIMA DA ROCHA

    INAUDVEIS E INVISVEIS:

    Representaes de negros na historiografia

    acreana

    BANCA EXAMINADORA:

    Prof. Dr. Gerson Rodrigues de Albuquerque Orientador Universidade Federal do Acre

    Prof. Dr. Francisco Bento da Silva Membro Universidade Federal do Acre

    Prof. Dra. Simone de Souza Lima Membro Universidade Federal do Acre

    Rio Branco, Acre

    2011

  • 6

    queles a quem ns pesquisadores

    no temos ouvido nem visto,

    nem tampouco dado vozes

    em nossas pesquisas.

    Em especial, aos negros do Acre.

  • 7

    AGRADECIMENTOS

    Ao Esprito Santo, sem o qual eu jamais conseguiria sequer entrar no mestrado,

    muito menos sair.

    Aos meus pais, que sempre me ensinaram o valor da educao, tendo eles

    prprios contribudo muito com a educao deste estado, atravs do ofcio de

    professores. E por terem me presenteado com um notebook quando passei na seleo

    deste mestrado. Ao meu irmo, que tambm seguiu a profisso da famlia, na rea de

    Ingls, e que me ajudou com o abstract desta dissertao. Ao meu amado esposo, pelo

    incentivo contnuo, pela presena sempre disponvel e pelas horas roubadas para a

    pesquisa. Ao meu filho querido, pela compreenso da ausncia nas horas dedicadas a

    este trabalho. s amigas queridas que sempre me apoiaram, inclusive com favores

    impagveis, como Roslia e Ivonete, que me ajudaram na digitao; Tavifa e Jussara,

    que me ajudaram, dentre outras coisas, nas entrevistas; Ceildes e muitas outras,

    inclusive s colegas de mestrado, que nem cabem aqui, pelo apoio nas horas difceis.

    s direes e coordenaes das escolas onde trabalhei durante os anos do

    mestrado, Ozineide, Maria Raimunda, Evinaldo e Oneide, pela compreenso, pelo apoio

    e, sobretudo, pela generosidade em cumprir a lei complementar n 39, que ampara o

    professor que se esfora em aprimorar sua formao educacional, mesmo desafiando a

    prpria Secretaria de Estado de Educao, que nas palavras de alguns de seus

    representantes contemporneos declara que no tem interesse algum que seus

    professores aperfeioem sua formao em Cursos de Mestrado. Aos meus alunos, pela

    pacincia, pela compreenso e pelo apoio, em dividirem a professora com a

    pesquisadora, que durante estes anos ocupou muito mais o espao do que a primeira.

    Aos meus queridos colegas de historia que muito me ajudaram e incentivaram

    no projeto inicial, com indicaes, emprstimos de livros e outra srie de gentilezas,

    como Tereza Cruz, Gergia Lima, Jos Dourado, dentre outros. Especialmente mulher

    negra Professora Doutora Maria Jos Bezerra, que muito me inspirou nesta pesquisa,

    com seu grande incentivo, generosidade e boa vontade em contribuir para o alargamento

    do conhecimento.

  • 8

    Aos professores do mestrado, que muito contriburam para a elevao de meus

    conhecimentos e para meus progressos acadmicos.

    banca que me examinou, Professores doutores, Francisco Bento da Silva e

    Simone de Souza Lima, pelo tempo dedicado e pelas contribuies preciosas que muito

    me ajudaram a lapidar meu texto, sendo a maioria delas incorporadas ao texto final,

    sendo as que no assim o foram foi por razo de falta de tempo e no por descaso.

    Aos Professores Doutores entrevistados, Valdir Calixto e Cleuza Ranzi, pela

    generosidade e pela sabedoria destilada em minha pesquisa, que muito contriburam

    para melhorar minha compreenso sobre meus estudos.

    s minhas lideranas espirituais, Pra. Socorro Braga e Helen Braga, que foram

    fundamentais em meus momentos de desistncia, lembrando-me que o conhecimento e

    a sabedoria so ddivas divinas.

    Um agradecimento especial ao meu orientador, Professor Doutor Gerson

    Rodrigues de Albuquerque, que, com sua capacidade intelectual incomparvel, me

    orienta desde a graduao, auxiliando-me desde o projeto inicial ao texto final.

    Agradeo pelo tempo dedicado, por ter acreditado em meu projeto, remodelando-o a

    uma conjuntura mais realista e adequada a este programa de mestrado. Muito obrigada

    por no ter desistido de minha pesquisa mesmo em meus momentos de dormncia

    acadmica, levando-me sempre a acordar e a retomar a caminhada at o momento final.

  • 9

    Um dia discursa a outro dia,

    E uma noite revela conhecimento a outra noite.

    No h linguagem, nem h palavras,

    E deles no se ouve nenhum som;

    No entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz,

    E as suas palavras, at aos confins do mundo.

    (Salmos 19:2-3)

  • 10

    RESUMO

    Esta pesquisa um estudo sobre o negro e suas representaes na historiografia acreana.

    A partir da leitura e anlise de algumas obras que abordam a histria do Acre procura-se

    identificar e compreender o tratamento que esta historiografia dispensou ao sujeito

    negro, presente na formao histrica da regio, pontuando as formas de silenciamento

    sobre essa presena e seus significados histricos. Alm disso, a modernidade posta

    nesta pesquisa sob uma perspectiva diferenciada, que, ao invs de trazer ordem e

    progresso, trouxe escravido e desumanidade, silenciando o negro como sujeito

    histrico. Nesta dissertao as representaes historiogrficas ganham relevo,

    especialmente, porque a fora da linguagem escrita tem subordinado outras formas de

    percepo e de insero de diferentes grupos humanos no universo sociocultural

    amaznico.

    Palavras-chaves: discursos - negros historiografia Amaznia acreana

  • 11

    ABSTRACT

    This research is focused on the nigger and his representations in the historiography of

    Acre State. By reading and having some analysis of some works which talk about the

    History of Acre it is tried to identify and understand the treatment this historiography

    has dismissed to the black subject, who is present in the historic formation of this

    region, setting out the ways of silencing about this presence and its historical meanings.

    Besides, the modernity is put on this research under a differentiated perspective, which,

    was supposed to bring order and progress, instead of that fact, has brought slavery and

    inhumanity, silencing the nigger as a historic subject. In this thesis the historiographical

    representations get some beard, especially, because the power of written langue has

    subordinated other ways of perception and insertion of different human groups in the

    amazonic sociocultural universe.

    Key-words: speeches niggers historiography Acreana Amazon.

  • 12

    SUMRIO

    INTRODUO ........................................................................................................... 13

    CAPTULO I

    Representaes sobre as origens histricas do Acre brasileiro ................................ 17

    CAPTULO II

    Negros e Amaznia acreana: dicotomias em livros didticos ....................................... 36

    CAPTULO III

    A subtrao do negro dos discursos historiogrficos oficiais no Acre .......................... 54

    CONSIDERAES FINAIS ...................................................................................... 84

    REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ...................................................................... 88

  • 13

    INTRODUO

    A presente dissertao o resultado de uma pesquisa acerca dos discursos sobre

    o negro na historiografia acreana. A motivao inicial o conhecimento que tenho sobre

    a presena negra na formao histrica e na histria do Acre, a partir de pesquisas que,

    ainda que em pequena escala, evidenciam a importncia de afro-descendentes na

    constituio histrica dessa regio. Busco tambm compreender o tratamento

    dispensado ao sujeito negro na historiografia acreana, e ainda entender as causas de tais

    tratamentos expressos na linguagem historiogrfica.

    A iniciativa de realizar esta pesquisa partiu de minha insatisfao com o

    silenciamento sobre os negros que fizeram e fazem parte da composio sociohistrica

    do Acre. Esta observao vem sendo realizada desde minha graduao como licenciada

    em histria pela Universidade Federal do Acre (UFAC ), principalmente atravs dos

    estudos de Histria do Brasil e do Acre, onde as vertentes predominantes da

    historiografia tm silenciado sobre a presena negra na regio acreana. Obr