Infância(s), criança(s), cultura(s), socialização e escola ...· terem atenção para a cultura

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Infância(s), criança(s), cultura(s), socialização e escola ...· terem atenção para a cultura

  • Infncia(s), criana(s), cultura(s), socializao e escola: perspectivas

    sociolgicas e educacionais

    Lisandra Ogg Gomes

  • 5. Atuaes e interaes infantis: o sentido da cultura das crianas no espao escolar.

    Esse princpio tem como propsito mobilizar os professores a observarem e avaliarem as relaes e construes sociais ocorridas entre as crianas, isto , terem ateno para a cultura das crianas. O conhecimento dessa cultura possibilitar maior compreenso e aproximao dos acontecimentos do mundo infantil, o qual est em correlao com a cultura da qual as crianas participam. um princpio que envolve a produo, reproduo e interpretao da cultura das crianas.

  • Atividades ldicas: brincar e jogar so inerentes aos seres humanos; no so prticas secundrias na cultura; so um intervalo na vida cotidiana; so atividades voluntrias; ocorrem dentro de um tempo e espao; tm regras que so livremente consentidas, mas obrigatrias; envolvem tenso, divertimento e prazer (ousar, correr riscos, suportar a incerteza); encerram um determinado significado;

    conferem um sentido ao; tm uma dimenso criativa;

    esto envoltas por um segredo.

  • Socializar-se

    reproduo interpretativa = socializao interpretativa; compreende todos os indivduos de uma sociedade; abrange as instncias da famlia, escola, igreja, grupo de amigos, trabalho...; um processo construdo coletiva e individualmente; envolve interaes e aes: multidimensionais, ordenadas e assistemticas; envolve tenses e imposies: coercitivas, intencionais e inconscientes;

    um constate jogo entre experincias pessoais e aes coletivas; um querer se integrar e uma integrao necessria.

  • Criana, Crianas, Infncias e Infncia

    Criana trata-se do indivduo, da sua personalidade e das suas capacidades;

    Crianas representam a pluralidade desses indivduos;

    Infncias so as diversas formas de vida das crianas;

    Infncia - representa uma categoria geracional que compe a estrutura da sociedade (ideias, prticas e indivduos).

  • CULTURA

    CULTURA DAS CRIANAS

    EDUCAOSOCIEDADE

    LDICO HEDONISMO

  • Cultura

    Voc tem cultura? (Roberto DaMatta, Exploraes. 1986).

    um modo de vida, um agir aceito como natural (coletivo);

    um amplo leque de conhecimentos e competncias intelectuais e artsticas (individual).

    [] a cultura abarca o conjunto de processos sociais de produo, circulao e consumo da significao na vida social (Nstor Garca Canclini. Diferentes, desiguais e desconectados. 2007).

  • Cultura

    Quando os socilogos se referem cultura, esto preocupados com aqueles aspectos da sociedade

    humana que so antes aprendidos do que herdados (Anthony Giddens. Mundo em descontrole. 2005).

    [] toda cultura , primeiramente, uma certa experincia do tempo, e uma nova cultura no possvel sem uma transformao desta experincia (Giorgio Agamben.

    Infncia e histria. 2005).

  • Cultura

    [] no simplesmente um referente que marca uma hierarquia de civilizao, mas uma maneira de viver total de um grupo,

    sociedade, pas ou pessoa. Cultura , em Antropologia Social e Sociologia, um mapa, um receiturio, um cdigo atravs do qual as pessoas de um dado grupo pensam, classificam, estudam e

    modificam o mundo e a si mesmas. justamente porque compartilham de parcelas importantes deste cdigo (a cultura) que um conjunto de indivduos com interesses e capacidades distintas,

    e at mesmo opostas, transformam-se num grupo e podem viver juntos sentindo-se parte de uma mesma totalidade. Podem, assim,

    desenvolver relaes entre si, porque a cultura lhes forneceu normas que dizem respeito aos modos, mais (ou menos)

    apropriados de comportamento diante de certas situaes. Por outro lado, a cultura no um cdigo que se escolhe

    simplesmente. algo que est dentro e fora de cada um de ns, como as regras de um jogo de futebol, que permitem o

    entendimento do jogo e, tambm, a ao de cada jogador, juiz, bandeirinha e torcida (Roberto DaMatta,

    Exploraes. 1986).

  • Cultura

    O ser humano depende do ambiente fsico, mas para lidar com esse ambiente e consigo mesmo produz formas lingusticas, artsticas, smbolos mticos e ritos religiosos, os quais tm sentido.

    O ser humano um ser simblico.

    Cultura contedo produzido, reproduzido e transmitido.

    Cultura a fonte e razo ltima da educao.

  • Cultura

    Educao/socializao - sempre uma ao.

    Transmisso da cultura - ocorre atravs da educao.

    Educao - no transmite jamais a cultura, mas algo da cultura.

    Crise - surge diante da diversidade cultural, do que se deve ensinar e do entendimento da funo social da escola.

  • As crianas tm cultura?

    Cultura na infncia um conjunto de prticas e ideias que atua na infncia.

    Crianas na cultura trata-se da participao das crianas na cultura.

    Cultura para a infncia abrange as instituies e o aparato concreto e simblico destinados s crianas.

    Cultura com crianas as crianas tanto aprendem como ensinam na cultura da qual participam.

    Cultura das crianas ou da infncia produes, significaes, reprodues, difuses e interaes ocorridas entre as crianas.

  • As crianas tm cultura?

    [] e de onde vm estes elementos da cultura infantil?Em grande parte a quase totalidade esses elementos provm da cultura do adulto. So traos diversos da cultura animolgica que, abandonados total ou parcialmente, transferem-se para o crculo infantil, por um processo de aceitao, incorporando-se cultura do novo grupo.[] Exemplos dessas citaes que supomos infantis so os brinquedos como Papai e Mame, Banqueiro, Polcia, Melancia, Fitas, etc., quase todos calcados sobre motivos da vida social (Florestan Fernandes. As trocinhas do Bom Retiro. 2004).

  • A cultura das crianas

    1) As crianas so atores sociais, ativas e co-construtoras da infncia e sociedade;

    2) As crianas socializam-se reproduzem interpretando so produtoras e produtos dos processos sociais;

    3) As prticas das crianas no so neutras ou naturais, mas traduzem um pertencimento a uma dada cultura.

  • A cultura das crianas

    [...] um conjunto estvel de atividades ou rotinas, artefatos, valores e ideias que as crianas produzem e partilham em interao com os seus pares (William Corsaro e David Eder. Childrens peer cultures. 1990).

    Relaes sociais globais (indstria de produtos para a infncia).

    Relaes inter e intrageracional (valores e tradio).

    Atores sociais/Crianas

  • Elementos da cultura das crianas

    Brincadeiras/jogos

    A cultura estrutura o brincar e o jogo das crianas.

    Passado-presente-futuro regem igualmente as aes das crianas, no h linearidade.

    As crianas partem de roteiros (scripts).

    Envolvem a construo e negociao de sentidos (gestos, movimentos, falas e expresses).

    Interaes/sociabilidades

    So desenvolvidas com base em laos pessoais, ou seja, as formas de fazer tm um modo mais descontrado, pois as normas e os valores so estabelecidos pelos atores sociais envolvidos na interao e segundo seus interesses.

  • Elementos da cultura das crianas

    Brincadeira/jogos

    Envolvem relaes de interdependncia, liderana e influncias.

    O conhecimento tem que ser comunicado e compartilhado.

    Identidade, sentido e regras regem as brincadeiras e os jogos.

    Existe reciprocidade.

    Associao e seleo produzem a imaginao.

    Interaes/socializaes

    H mecanismos normativos e valorativos que tm como propsito ajustar as condutas dos indivduos para uma determinada finalidade, ou seja, a educao de algo.

  • Elementos da cultura das crianas

    Brincadeira/jogos

    sempre criao, pois as crianas imaginam, combinam, reproduzem, produzem, modificam e difundem ideias, prticas, valores.

    uma cultura diversificada e expressiva (abrange contextos, gneros, idades, referncias simblicas, classes sociais, expectativas e possibilidades).

    As crianas so co-construtoras das suas culturas.

    Interaes

    A cultura das crianas produto das interaes, as quais so permeadas por indivduos, objetos, smbolos, prticas e imagens (especificamente brinquedos, jogos e mdia).

    A ao resultado da interao.

  • Elementos da cultura das crianas:hedonismo/prazer

    O jogo e a brincadeira geram prazer, o qual est vinculado ao conhecimento e poder.

    A sensao de prazer leva felicidade.

    O prazer est em gabar-se do xito ou ganhar honra, prmio, poder, prestgio, estima...

    Atravs das prticas ldicas as crianas ressiginificam, ultrapassam e transgridem as regras sociais na busca pelo prazer.

    A socializao impe medo e vergonha; o prazer passa a ser restrito (considerado fcil, irracional e eventual).

  • Elementos da cultura das crianas: hedonismo/prazer

    Realidade.

    - Projetamos racionalmente nossa vida: o passado, elemento que sustenta o presente; no presente planejamos e adiamos o prazer em nome do futuro.

    - O prazer, a felicidade, o sucesso so possveis no futuro. Adiamos o prazer em nome de um projeto futuro.

    Prazer.

    - O que interessa viver o aqui e o agora.

    - Busca-se o prazer do agora.

    - Busca-se o sucesso e a felicidade.

  • Bibliografia:

    AGAMBEN, Giorgio. Infncia e histria: destruio da experincia e origem da histria. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.

    BROUGRE, Gilles. Brinquedo e cultura. SP: Cortez Editora, 2001.CANCLINI, Nstor Garca. Diferentes, desiguais e desconectados: mapas de interculturalidade. RJ: Editora da UFRJ, 2007.

    CORSARO, William A.; EDER, David. Childrens peer cultures. Annual Review of Sociology, vol. 16, 1990.DaMATTA, Roberto. Exploraes: ensaios de sociologia interpretativa. RJ: Rocco, 1986. ELIAS,