Click here to load reader

Informações Sobre o Modelo da Empresa de Referê · PDF fileA estrutura da planilha de Dados de Modelo Aéreo é idêntica a de Dados de Modelo Subterrâneo. Estas planilhas servem

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Informações Sobre o Modelo da Empresa de Referê · PDF fileA estrutura da...

  • 1

    Informaes Sobre o Modelo da Empresa de Referncia

    1) OBJETIVO

    O objetivo deste documento apresentar um manual para a abordagem do Modelo de Empresa de Referncia (ER), conforme apresentado no Anexo I das Notas Tcnicas que trataram da reviso tarifria das concessionrias de distribuio durante o primeiro ciclo de revises tarifrias. O Modelo da ER apresentado para melhor entendimento dos clculos, e para facilitar as contribuies que se desejem fazer sobre aprimoramentos de clculos e parmetros para sua aplicao no segundo ciclo de revises tarifrias.

    O Modelo est desenvolvido em planilhas Excel, de modo que uma vez conhecida a estrutura geral, todos os clculos so efetuados atravs dos vnculos de clculo.

  • 2

    2) PLANILHAS DA ER

    As planilhas do Modelo da Empresa de Referncia podem ser divididas na seguinte estrutura: Macro para abrir os arquivos

    o Modelo ER.xlw Dados de ingresso ao Modelo.

    o Dados.xls Processos e Atividades de O&M

    o Instalaes Areas Dados de Entrada ao Modelo Aereo.xls Redes

    Rede de AT Aerea.xls Rede de BT Aerea.xls Rede de EAT Aerea.xls Rede de MT Aerea.xls Rede de UAT Aerea.xls

    Subestaes Subestacoes AT-MT Aerea.xls Subestacoes de MT-BT Aerea.xls Subestacoes de MT-MT Aerea.xls Subestacoes EAT-AT Aerea.xls Subestacoes UAT-AT Aerea.xls

    Outros Aparelhos de Manobra Aereo.xls Iluminaao Publica

    o Instalaes Subterrneas Dados de Entrada ao Modelo Subterraneo.xls Redes

    Rede de AT Subterranea.xls Rede de BT Subterranea.xls Rede de EAT Subterranea.xls Rede de MT Subterranea.xls

    Subestaes Subestacoes AT-MT Subterranea.xls Subestacoes de MT-BT Subterranea.xls Subestacoes de MT-MT Subterranea.xls Subestacoes EAT-AT Subterranea.xls EAT-AT SF6.xls

    Outros Aparelhos de Manobra Subterrneo.xls

    Sadas do Modelo para O&M o Saidas do Modelo Aereo.xls o Saidas do Modelo Subterraneo.xls o Resumo Empresa.xls

    Estrutura Central, Regionais, Processos e Atividades Comerciais o Comercializacao.xls

  • 3

    Sadas do Modelo Resumo final o Tabelas Relatorio.xls o Tabelas Relatorio COM.xls o Nmeros do Relatrio.xls

    O arquivo Nmeros do Relatrio no aberto pela macro. Deve ser aberto no final, depois de abrir todo o Modelo.

    Os valores preenchidos e apresentados nas respectivas planilhas no se referem a nenhuma concessionria em particular, esto ali presentes somente a ttulo exemplificativo. A seguir, uma breve descrio das planilhas do Modelo da ER. PROCESSOS E ATIVIDADES COMERCIAIS, SISTEMAS E VECULOS

    Dados.xls

    O arquivo Dados.xls concentra parte da entrada de dados no Modelo. O primeiro conjunto de informaes [Clientes] se refere aos consumidores, onde se informa a quantidade de clientes da distribuidora, separados por tipo (residencial, industrial, comercial, etc.) e nveis de tenso.

    A informao de clientes classificada por nveis de tenso e classe tarifria est disponvel em base de dados da ANEEL. Os custos derivados das atividades comerciais e de O&M sobre clientes dependem da localizao geogrfica em reas urbanas ou em reas rurais. Na base de dados, os nicos clientes identificados como rurais so os pertencentes a essa classe segundo os critrios da Resoluo n. 456/2000, haver, ento, clientes de outras classes localizados em reas rurais. No primeiro ciclo estes clientes rurais no classificados como tais foram estimados, em ausncia de informao mais precisa.

    O segundo conjunto [WACC], [Indices], [TAXA DE CAMBIO] se refere aos ndices econmicos e setoriais que sero utilizados nos clculos. Aqui se informa a taxa de retorno regulatria antes de impostos (WACC), os ndices de IPCA e IGPM referidos data-base do modelo (Julho de 2003) at a data de reviso da empresa, assim como a taxa de cmbio na mesma data-base.

    O terceiro conjunto [Dados fsicos] est associado aos dados fsicos informados pela distribuidora, tais como nmero de subestaes e km de redes por nvel de tenso, separados em ativos urbanos ou rurais. Eles so informaes de entrada no modelo de Empresa de Referncia (ER) para calcular os custos do O&M das redes e, indiretamente, para determinar o porte da estrutura conjuntamente com outros parmetros. Conseqentemente, essa informao de importncia relevante na determinao dos custos operacionais. No primeiro ciclo tarifrio, a informao dos dados dos ativos fsicos foi solicitada diretamente s empresas, j que o Regulador no dispunha dessas informaes. Mais detalhes de clculo dos custos de O&M sero vistos nos Anexos 1 e 2.

    Algumas questes em relao a este tema so importantes: Primeiro, devido aos atrasos da validao da base de remunerao e a dificuldade do formato das informaes resultantes dos laudos da Resoluo ANEEL n. 493/2002, foram realizadas anlises simplificadas de consistncia entre as informaes de ativos includos na base de remunerao aprovada e os ativos utilizados pelo modelo ER para determinao dos custos operacionais.

  • 4

    O quarto conjunto de dados [Municipios] informa quais so os municpios da rea de concesso, bem como a quantidade de clientes (ou populao) presente em cada um deles. Como esta informao busca dimensionar os escritrios comerciais da empresa, os municpios podem ser substitudos diretamente pelos escritrios existentes, com os respectivos clientes atendidos.

    No quinto conjunto de informaes [Remuneraciones], tem-se a lista das categoriais salariais existentes na estrutura, bem como a remunerao associada a cada uma delas. Aqui se calculam as remuneraes anuais de cada categoria, alem dos encargos obrigatrios, chegando-se por fim aos custos anuais e horrios que sero utilizados para fins de clculos salariais e de custo de mo-de-obra. Vale ressaltar que os salrios por categoria podem variar dependendo da regio e do tamanho da distribuidora estudada.

    Para as revises do primeiro ciclo tarifrio, foram usadas como base duas pesquisas de salrios. Para os cargos de auxiliares at profissionais de nvel mdio, foi usada como base a pesquisa HAY GROUP - HAY. Para os cargos de nvel superior, foi usada como base a pesquisa da PRICEWATERHOUSE - PWC. A pesquisa HAY tem fatores diferentes de ajuste por regio do pas e um fator redutor para pequenas concessionrias. Todos esses critrios e dados foram usados nos processos de reviso do primeiro ciclo tarifrio.

    Por ltimo, em [Vehculos] esto as informaes por tipo de veculos (automveis, caminhonetes, caminhes, gruas, etc.). Aqui so calculados os custos anuais e horrios de vrios tipos de veculos, dados os respectivos custos de aquisio, vida til, km percorridos por ano, consumo de combustvel, custos de manuteno, entre outros. Com isto se determinam todos os custos de transporte e deslocamento. Sero vistos mais detalhes no Anexo 4.

    Comercializao.xls

    O arquivo Comercializao.xls concentra a outra parte da entrada de dados no Modelo vinculadas a preos e parmetros de produtividade. Alm disso, realiza o clculo de Processos e Atividades de Comercial, como leitura, envio e emisso de faturas de energia e outros documentos, o clculo dos gastos com investimento, implementao e manuteno dos sistemas centrais e PCs, e os clculos referentes estrutura central da empresa, bem como de suas regionais e escritrios comerciais. Para tal, algumas planilhas so importantes neste arquivo, como ser visto adiante.

    Na planilha DADOS GERAIS so informados todos os dados que serviro de entrada para os clculos referentes estrutura central e regional da Empresa de Referncia, dentre eles custos unitrios de eletricidade, telefone e limpeza, alugueis, sistemas centrais e PCs. Alm disso, so informados tambm os parmetros determinantes para o clculo dos custos diretos (Processos e Atividades Comerciais), como horas de trabalho dirias e dias de trabalho no ms. Este clculo realizado na planilha Diretos por Processos, e feito de forma direta sem apresentar dificuldades de entendimento com relao sua mensurao.

    Tendo-se definido os Custos de O&M, atravs dos Dados Fsicos informados, e os Custo dos Processos e Atividades Comerciais, deseja-se determinar a Estrutura Central da Empresa de Referncia, bem como das estruturas regionais que possam ser necessrias em acordo com as caractersticas da concesso. A idia do dimensionamento realizada observando o esquema abaixo.

  • 5

    Antes de se definir a Estrutura Central da ER, definem-se os Processos e Atividades Comerciais e de Operao e Manuteno, que so a base da empresa, s para depois estabelecer os funcionrios das diretorias, conselho, presidncia e regionais.

    A estrutura central padro definida no incio do primeiro ciclo de revises foi obtida a partir da estrutura das prprias concessionrias do Brasil. Essa estrutura engloba as funes de Direo, Estratgia, Controle, Administrao Financeira, Distribuio e Comercial. A figura a seguir ilustra a estrutura padro utilizada.

    CONSELHO FISCAL

    GERNCIAS REGIONAIS

    Administrao Comercial

    O&M Logstica

    CONSELHO DE ADMINISTRAO

    DIRETORIAS (SEDE CENTRAL)

    Administrao Financeira Comercial

    Distribuio

    UNIDADES DE O&M

    Logstica Manuteno Operao

    ESCRITRIOS COMERCIAIS

    Atendimento ao Cliente Gesto Comercial Servio Tcnico

    PRESIDNCIA Assessoramento Legal

    Auditoria Controle Estratgico de Gesto

    Relaes Institucionais

  • 6

    Como essa estrutura padro no atende completamente as especificidades de todas as reas concesso, foi necessrio, em determinados casos devidamente justificados, realizar ajustes nessa estrutura. No quadro a seguir, apresentam-se as empresas utilizadas na anlise para definio do padro.

    Empresa Clientes rea de Concesso Km de Rede AES-SUL 1.011.770 99.267 52.270 RGE 1.050.782 90.718 64.771 ENERSUL 647.225 329.270 42.958 CEMAT 717.900 906.807 76.550 CPFL 3.098.776 90.440 74.814