Instalações Elétricas Em Canteiros

Embed Size (px)

Text of Instalações Elétricas Em Canteiros

  • UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

    ESTHER TOMIYAMA

    INSTALAES ELTRICAS TEMPORRIAS EM CANTEIROS DE OBRAS

    SO PAULO 2006

  • ESTHER TOMIYAMA

    INSTALAES ELTRICAS TEMPORRIAS EM CANTEIROS DE OBRAS

    Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao Curso de Engenharia de Segurana do Trabalho da Universidade Presbiteriana Mackenzie, como requisito parcial para obteno do ttulo de especialista.

    ORIENTADORA: PROF. DRA. YARA MARIA BOTTI MENDES DE OLIVEIRA

    So Paulo 2006

  • A minha famlia pela compreenso do meu afastamento temporrio do convvio familiar para que pudesse realizar este trabalho.

  • AGRADECIMENTOS

    Dra. Yara Maria Botti Mendes de Oliveira, minha eterna gratido, por ter sido orientadora persistente que, com diretrizes seguras e muita pacincia, me aceitou com todas as minhas restries e me fez concluir este trabalho. Ao Eng. Paulo Rossi e ao Tcnico de Segurana do Trabalho Diogo Bertolete Frana, por terem compartilhado suas experincias. Prof. Olinda Keiko Shoyama Kawanami, que me ajudou na traduo do resumo deste trabalho.

  • RESUMO

    As condies desfavorveis de trabalho na construo civil, somadas velocidade com que uma obra se realiza e o pensamento equivocado do empregador com relao ao custo aplicado em segurana, dificultam a organizao do canteiro de obras. As instalaes eltricas, que so obrigadas a acompanhar o ritmo desenfreado para suprir as necessidades da obra, sofrem alteraes de forma precria, comprometendo a segurana dos trabalhadores. Pensando nisso, os fabricantes de materiais eltricos tm desenvolvido sistemas de instalaes temporrias portteis. O objetivo deste trabalho de transmitir informaes necessrias realizao de instalaes eltricas temporrias em canteiros de obras visando a preveno de acidentes de origem eltrica, atravs de medidas preventivas e de proteo contra contatos com eletricidade. Foi feito um estudo de caso, comparando e analisando registros fotogrficos com situaes previstas nas Normas Regulamentadoras do Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE) e da Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT). As condies de segurana em geral dos canteiros de obras melhoraram aps as revises das NR-10 e NR-18 e da norma NBR 5410. Entretanto, ainda necessita de uma fiscalizao efetiva dos rgos responsveis. Palavras-chave: Instalaes eltricas temporrias. Canteiro de obras. NR-18.

  • ABSTRACT

    The organization of a construction site is considerably hindered due to the adverse working conditions in the construction industry, as well as the velocity at which a work is executed and the employers misjudgement regarding the cost involved in safety procedures. In order to meet the needs and demands of a bustling building work, electrical installations are carried out hurriedly, thus suffering precarious alterations that jeopardize the workers safety. Considering these points, electrical material makers have developed portable temporary installation systems. The objective of this research is to provide all the necessary information for the temporary electrical installations in construction sites, in order to avoid electrical accidents by using preventive and protective measures against contact with electricity. A case study has been carried out comparing and analyzing photographic registrations with situations foreseen in the Safety Policies of the Ministry of Labor and Employment (MTE) and of the Brazilian Association of Technical Regulations (ABNT). General safety conditions in construction sites have been improving after the revision of the NR-10, NR-18 and of NBR 5410 policies. However, an effective fiscalization of the organ in charge is still necessary. Keywords: Temporary electrical installations. Construction sites. NR-18.

  • SUMRIO

    1 INTRODUO...............................................................................................................8 2 INSTALAES ELTRICAS EM CANTEIROS DE OBRAS ..............................11 2.1 MEDIDAS DE PREVENO DE ACIDENTES DE ORIGEM ELTRICA..............13

    2.1.1 Organizao da rede eltrica .......................................................................................14

    2.1.2 Redes e equipamentos de alta tenso ..........................................................................18

    2.1.3 Elementos para instalaes seguras ............................................................................18

    2.1.3.1 Instalao e utilizao de chaves blindadas ......... ...................................................20

    2.1.3.2 Quadros de Distribuio ...................................... ...................................................21

    2.1.3.3 Sinalizao de Segurana .................................... ...................................................21

    2.1.3.4 Plugues e tomadas................................................ ...................................................22

    2.1.3.5 Condutores ........................................................... ...................................................23

    2.1.3.6 Aterramento ......................................................... ...................................................24

    2.1.4 Manuteno ...................................................................................................................26

    2.2 MEDIDAS DE PROTEO CONTRA CONTATO COM ELETRICIDADE ............29

    2.2.1 Proteo bsica (Proteo contra contatos diretos)...................................................32

    2.2.2 Proteo supletiva (proteo contra contatos indiretos)...........................................35

    2.2.3 Proteo contra contatos acidentais ............................................................................36

    2.2.4 Protees dos circuitos .................................................................................................37

    3 CUIDADOS COM LIGAES PROVISRIAS .....................................................38 4 ESTUDO DE CASO: ANLISE DAS CONDIES DAS INSTALAES

    ELTRICAS EM CANTEIROS DE OBRAS............................................................40 5 CONCLUSO...............................................................................................................53 REFERNCIAS............................................................................................................55

  • 8

    1 INTRODUO

    Na implantao de um canteiro de obra so montadas instalaes eltricas

    temporrias que tm por finalidade a ligao de mquinas e iluminao do local da

    construo, sendo desfeitas ao trmino da obra.

    Durante o desenvolvimento da obra, essas instalaes vo sofrendo

    modificaes procurando suprir as necessidades de cada etapa de servios. Na maioria das

    vezes, as adequaes precisam ser executadas rapidamente, tornando as instalaes precrias

    e comprometendo a segurana dos trabalhadores.

    As instalaes eltricas provisrias, necessrias para a execuo de obras de construo civil, no devem ser tratadas de forma negligente. Provisrio no quer dizer precrio. preciso sempre levar em considerao a segurana dos trabalhadores que se utilizam dessas instalaes (SAMPAIO, 1998, p. 341).

    Segundo o engenheiro Paulo Barreto (apud NEGRO, 2004, p. 63), da Barreto

    Engenharia, tambm vice-presidente da Associao Brasileira de Engenharia de Sistemas

    Prediais (Abrasip),

    [...] outra preocupao so os canteiros de obras, para os quais j est sendo elaborada uma norma especial. Atualmente os canteiros so englobados pela NBR 5410, mas ainda h riscos de danos aos condutores eltricos e segurana das pessoas. Nos canteiros de obras, frequentemente as pessoas trabalham molhadas, e o nvel de qualificao na rea eltrica na maioria das vezes baixo.

    Com a finalidade em prevenir acidentes, as instalaes temporrias precisam

    ser feitas e mantidas de forma segura por um profissional qualificado, sob a superviso de um

    profissional legalmente habilitado.

    Para muitos empregadores, a implantao de medidas de preveno e proteo

    implica em aumento de custo, o que nem sempre verdade, j que vrios elementos de

    instalaes podem ser reaproveitados se forem mantidos em boas condies.

  • 9

    H necessidade em orientar a equipe sobre a utilizao das instalaes

    eltricas, de modo que no haja sobrecarga de fontes de energia como usar furadeira,

    lixadeira e britadeira na mesma tomada e empregar materiais resistentes gua, por

    exemplo.

    Tem-se notado mudanas de comportamento na gesto de canteiros de obra.

    Exemplo disso a preocupao recente na utilizao da NR-18, discutida de forma tripartite

    (governo, sindicatos e empregadores), resultando em mudanas de cultura na construo civil:

    praticar segurana do trabalho nas obras por objetivo e no por obrigao e dar aos

    trabalhadores condies favorveis de trabalho e convvio, trazendo benefcios para todos,

    gerando bem-estar, economia e produtividade para a empresa.

    Cabe ressaltar que o perigo eltrico invisvel, a ameaa no percebida e os

    trabalhadores no pensaro na sua segurana se no entenderem a origem do risco de trabalho

    envolvendo a eletricidade. Conforme relatado pelo engenheiro Antonio Pereira (2006)1, dos

    acidentes fatais em obra, os causados por choque eltrico so os de maior ndice de

    incidncia, inclusive o de baixa tenso. Choque eltrico o efeito patofisiolgico que resulta

    da passagem de uma corrente eltrica, chamada de corrente de choque, atravs do organismo

    humano. Pode causar diversas perturbaes ou leses no organismo, cuja atividade depender

    da intensidade da corrente, sua durao, seu trajeto pelo corpo humano e das condies

    orgnicas do indivduo acidentado. No caso de acidente, preciso agir rpido.