Click here to load reader

ISSN 1808-057X Conhecimento e Avaliação dos Trade-offs de ... · PDF file... Departamento de Contabilidade e Atuária da Faculdade de Economia, ... transportes que reduza o tempo

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of ISSN 1808-057X Conhecimento e Avaliação dos Trade-offs de ... · PDF file......

R. Cont. Fin. USP, So Paulo, v. 25, n. 65, p. 111-123, maio/jun./jul./ago. 2014 111

Conhecimento e Avaliao dos Trade-offs de Custos Logsticos: um Estudo com Profissionais Brasileiros* Knowledge and Assessment of Logistics Cost Trade-offs: a Study with Brazilian ProfessionalsJuliana Ventura Amaral Doutoranda em Controladoria e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Aturia da Faculdade de Economia, Administrao e Contabilidade, Universidade de So Paulo E-mail: [email protected]

Reinaldo GuerreiroProfessor Titular, Departamento de Contabilidade e Aturia da Faculdade de Economia, Administrao e Contabilidade, Universidade de So Paulo E-mail: [email protected]

Recebido em 18.9.2013 - Aceito em 26.9.2013 - 3 verso aceita em 23.5.2014

RESUMOO equilbrio entre os custos incorridos e o servio oferecido ao cliente depende da identificao e da explorao dos trade-offs de custos logsticos. Nesse sentido, o presente estudo teve o objetivo de identificar a extenso em que os profissionais logsticos brasileiros conhecem e avaliam os trade-offs de custos. Para tanto, um questionrio, definido com base no arcabouo terico, foi aplicado a uma amostra de 73 profissionais de companhias comerciais e industriais constantes na relao das maiores empresas da Revista Exame Melhores e Maiores. A indicao da confiabilidade do questionrio foi dada pelo Alfa de Cronbach (90,8%). Os dados coletados foram submetidos anlise quantitativa que abrangeu a estatstica descritiva e a realizao do teste estatstico no paramtrico de Mann-Whitney. Os resultados de-monstraram que a maioria dos profissionais logsticos sabe que os trade-offs existem, mas no possui amplo entendimento do conceito, especialmente da sua relao com o custo total. O conhecimento de que a logstica impacta o desempenho econmico-financeiro, por sua vez, apareceu como difundido para a maior parte da amostra, sendo mais expressivo entre os profissionais experientes. Os resultados tambm revelaram que a avaliao dos trade-offs enfatizada em desenhos e redesenhos da rede e dos processos logsticos, mas ainda limitada na formulao de projetos especficos. A no utilizao de simuladores de custo e a indisponibilidade de informaes adequadas de custo apareceram como fatores relacionados restrita avaliao dos trade-offs. Esses achados so importantes para demonstrar que a Controladoria pode ajudar a Logstica a reverter a situao de no avaliao dos trade-offs para buscar otimizar o resultado econmico.

Palavras-chave: Logstica. Custo total. Custos logsticos. Trade-offs de custos logsticos.

ABSTRACTThe balance between costs incurred and the service provided to the customer depends on the identification and exploitation of logistics cost trade-offs. In this sense, the goal of the present study was to identify the extent to which Brazilian logistics professionals understand and assess cost trade-offs. To this end, a questionnaire based on the theoretical framework was administered to a sample of 73 professionals at commercial and industrial companies that were included on the list of the largest Brazilian enterprises in the Melhores and Maiores (Best and Biggest) edition of Exame Magazine. The questionnaire's reliability was ascertained using Cronbach's Alpha (90.8%), and the data thus gathered were quantitatively analyzed through descriptive statistics and the non-parametric Mann-Whitney test. The results showed that most logistics professionals know that there are trade-offs but lack a broad understanding of the concept, especially with respect to the relationship between trade-offs and total cost. Nonetheless, the knowledge that logistics have an impact on economic-financial performance appeared to be widespread for most of the sample, particularly among experienced professionals. The results also revealed that although trade-off assessments are emphasized when designing and redesigning logistics processes and networks, these assessments are still limited in regard to the formulation of specific projects. The non-use of cost simulators and lack of adequate cost information were identified as factors related to the limited assessment of trade-offs. These findings are important because they demonstrate that a companys controllership can help logistics professionals to reverse this situation of non-assessment of trade-offs and to strive for the optimization of economic results.

Keywords: Logistics. Total Cost. Logistics Costs. Logistics cost trade-offs.

ISSN 1808-057X

* Artigo apresentado no XXXVII Encontro da Anpad (EnANPAD), Rio de Janeiro, Brasil, 2013 e 37th Annual Congress of the European Accounting Association, Tallinn, Estnia, 2014.

Juliana Ventura Amaral e Reinaldo Guerreiro

R. Cont. Fin. USP, So Paulo, v. 25, n. 65, p. 111-123, maio/jun./jul./ago. 2014112

1 IntROdUO

Um produto com boa concepo, com tima embala-gem e com ampla promoo no tem valor se no estiver disponvel quando for desejado pelo cliente (LaLonde, 1993). Destaca-se, portanto, a relevncia da logstica, que a principal responsvel para que o produto certo esteja no lugar certo, no tempo certo, na quantidade certa, nas condies certas, a um preo certo e com as informaes certas (Mentzer, Flint, & Hult, 2001).

A logstica, aps ser estritamente associada ao meio mi-litar, comeou a se estender ao meio empresarial somente na segunda metade do sculo passado. Sua propagao ao ambiente corporativo foi marcada pela fragmentao de diversas atividades por vrias reas organizacionais, o que conduziu existncia de objetivos colidentes e apresenta-o de altos custos (Ballou, 2007).

A fragmentao logstica tambm realou que o custo total timo s poderia ser alcanado com a integrao da rea e com a avaliao dos trade-offs pelos profissionais lo-gsticos (Lambert & Armitage, 1979; Christopher, 1997). Diante desse contexto, este estudo objetivou: (1) investigar a extenso em que os profissionais logsticos conhecem os trade-offs; e (2) identificar se os profissionais avaliam os trade-offs ao desenharem e implantarem solues.

Destarte, chega-se s duas questes que nortearam esta pesquisa: Em que extenso os profissionais logsticos co-nhecem os trade-offs de custos logsticos? e Os profissio-nais logsticos avaliam os trade-offs de custos logsticos?. As respostas a esses dois questionamentos foram obtidas com a adoo de uma abordagem emprico-analtica que envolveu a aplicao de um questionrio a 73 profissionais logsticos

das maiores empresas industriais e comerciais do Brasil, se-gundo a Revista Exame Melhores e Maiores do ano base de 2010. A anlise dos dados ocorreu quantitativamente me-diante estatstica descritiva e testes de hipteses.

H estudos nacionais e internacionais (i.e., Lambert & Armitage, 1979; Christopher, 1997; Bio, Robles, & Faria, 2002; Faria, 2003; Fellous, 2009) que admitem a existncia dos trade-offs e discutem a necessidade da sua avaliao. Contudo, esses estudos, que possuem um escopo amplia-do de explorao dos custos logsticos, acabam tratando os trade-offs como tema acessrio, no como foco da inves-tigao. Dessa forma, o preenchimento de detalhes acerca dos trade-offs pode completar lacunas na literatura e ofere-cer contribuies tanto teoria quanto prtica.

A principal contribuio que este artigo oferece teoria fundamenta-se na constituio de uma forma estruturada para mensurar o conhecimento e a avaliao dos trade-offs. Essa estruturao fomenta a reduo de inconsistncias, melhora a comparabilidade entre estudos e favorece o esta-belecimento de crticas para o tema.

Do ponto de vista prtico, destaca-se a interdisciplinari-dade que este artigo promove ao integrar a logstica con-tabilidade. Este estudo contribui com a logstica ao eviden-ciar que a anlise dos trade-offs necessria para que seja encontrado o equilbrio entre os recursos consumidos e os servios oferecidos (Busher & Tyndall, 1987). Esta pesquisa tambm contribui com a contabilidade ao demonstrar que a avaliao dos trade-offs elementar para que seja otimi-zado o custo total e, assim, seja melhorado o resultado eco-nmico global da organizao.

2 PLAtAfORMA tERICA E dESEnvOLvIMEntO dAS HIPtESES

Embora evidncias da logstica existam, pelo menos, desde o perodo da construo das pirmides, havia, at 1950, ampla associao do seu contexto aquisio, ma-nuteno e ao transporte militar.

Uma expanso limitada da logstica para o meio empresarial apenas comeou a ocorrer a partir da segunda metade do scu-lo passado. Indcios logo demonstraram (entre 1960 e 1970) que os resultados dessa logstica empresarial, at ento fragmentada, no eram bons: existiam acentuados conflitos interdepartamen-tais, os custos eram altos e o nvel de servio oferecido ao cliente era baixo (Ballou, 2007). Esses indcios tambm evidenciaram que uma mudana seria necessria e propulsionaram o surgi-mento da logstica integrada (Lambert & Armitage, 1979).

A logstica integrada visou estabelecer uma situao que no fomentasse conflitos entre as reas e que favorecesse tanto o atendimento aos clientes quanto a gerao dos lucros. Para tanto, sabendo que a satisfao dos clientes dependia do nvel de servio ofertado e que a gerao de lucros dependia do custo total incorrido no oferecimento do servio, a logstica integra-da buscou oferecer solues que atendessem equao nvel de servio timo e custo total mnimo (Faria & Costa, 2005).

O nvel de servio ao cliente representa uma medida de produtividade na criao das utilidades de tempo e de lugar

(Lambert & Lewis, 1983) e, em conjunto com o custo total, constitui um dos pilares da logstica integrada. Cada nvel de servio, por originar diferentes receitas e diferentes cus-tos, determina os lucros.

Se nenhum servio ofertado, incorre-se em baixos custos, mas no se criam as utilidades de tempo e de lugar e no se concretizam as vendas. medida que se amplia o nvel de s