JOHANN MORITZ RUGENDAS Pintor e desenhista alemão, Rugendas nasceu em Augsburg a 29 de março de 1802 e morreu em Weilheim a 29 de maio de 1858. Descendente

  • View
    116

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 3
  • JOHANN MORITZ RUGENDAS Pintor e desenhista alemo, Rugendas nasceu em Augsburg a 29 de maro de 1802 e morreu em Weilheim a 29 de maio de 1858. Descendente de famlia de pintores e gravadores, fez os primeiros estudos com o pai, aperfeioando-se depois na Academia de Belas-Artes de Munique. Viveu muitos anos no Brasil, cuja paisagem e costumes fixou com o mesmo sentido de observao de Debret.
  • Slide 4
  • Rugendas chegou ao Brasil em 1821, como desenhista da expedio do Cnsul Geral Russo no Brasil, Freiherr von Langsdorff. Os desenhos que realizou para a expedio encontram-se na Academia de Cincias de Moscou. Desistindo de prosseguir com a expedio, preferiu viajar por conta prpria, permanecendo no Brasil at 1835. Quando voltou Europa, reuniu cem de seus trabalhos, publicando-os em Paris sob o ttulo Voyage pittoresque au Brsil (1855, "Viagem Pitoresca ao Brasil"). Alm do Brasil, onde voltou novamente em 1847, Rugendas visitou tambm a Argentina, o Peru, a Bolvia, o Uruguai e o Mxico, tendo publicado obra semelhante referente ao Brasil em relao a este ltimo pas. Durante todas essas viagens Rugendas procurou documentar, alm das paisagens, os usos e os costumes locais. Trabalhou intensamente, de modo que s o governo prussiano adquiriu mais de trs mil obras suas. Foi principalmente um grande desenhista, mas seu Voyage pittoresque, mesmo sem as suas belssimas gravuras, constitui um dos mais curiosos e honestos documentos sobre o Brasil nas primeiras dcadas do sculo XIX. Os trabalhos de Rugendas encontram-se hoje dispersos em museus e colees particulares da Europa e da Amrica do Sul. Fonte (editada): Enciclopdia Mirador Internacional
  • Slide 5
  • Casal de Negros da Bahia
  • Slide 6
  • Negras do Rio de Janeiro
  • Slide 7
  • Casal de negros numa plantao
  • Slide 8
  • Negros recm-chegados
  • Slide 9
  • Capito-do-Mato
  • Slide 10
  • Negros direita vindos de Benguela e Congo
  • Slide 11
  • Negros esquerda vindos de Moambique direita vindos de Cabinda, Quiloa, Rebolla e Mina
  • Slide 12
  • Dana de Capoeira
  • Slide 13
  • Carregadores de gua
  • Slide 14
  • A Palmatria
  • Slide 15
  • Casa de Negros
  • Slide 16
  • Crditos Fundo musical: Musica Africana - Meiway Mapouka Pesquisa e Produo: Mario Capelluto e Ida Aranha