of 8/8
Balanço Estabilidade e ambição marcaram um ano à IPCA... Com um ano que finda e outro a começar, é chegado o momento de fa- zer o balanço e traçar objetivos. Nesta edição, são revistos os principais acontecimentos que fizeram de 2013 um ano “à IPCA”, marcado pela estabilidade e pela ambição de continuar a crescer em 2014. nº2 - dez 2013 / jan 2014 Esta publicação é distribuída como suplemento. A sua distribuição é gratuita, não podendo ser vendida separadamente. ISSN: 2183-1181 Investigação de excelência em Contabilidade e Fiscalidade A diretora do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do IPCA revela, em entrevista, os projetos de crescimento do CICF e realça os desafios futuros. Tuna Académica do IPCA é uma família de talentos Com 12 anos de existência, a TAIPCA assume-se como uma família para sempre. Dividindo a sua atividade entre a música e a solidariedade, é no amor ao IPCA que encontra inspiração.

Jornal do IPCA - Nº 2

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Jornal do IPCA - Nº 2

  • Balano Estabilidade e ambio marcaram um ano IPCA...Com um ano que finda e outro a comear, chegado o momento de fa-zer o balano e traar objetivos. Nesta edio, so revistos os principais acontecimentos que fizeram de 2013 um ano IPCA, marcado pela estabilidade e pela ambio de continuar a crescer em 2014. n2 - dez 2013 / jan 2014

    Esta

    publ

    ica

    o di

    strib

    uda

    com

    o sup

    lemen

    to. A

    sua d

    istrib

    ui

    o gr

    atui

    ta, n

    o po

    dend

    o ser

    vend

    ida s

    epar

    adam

    ente

    .ISSN: 2183-1181

    Investigao de excelncia em Contabilidade e FiscalidadeA diretora do Centro de Investigao em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do IPCA revela, em entrevista, os projetos de crescimento do CICF e reala os desafios futuros.

    Tuna Acadmica do IPCA uma famlia de talentosCom 12 anos de existncia, a TAIPCA assume-se como uma famlia para sempre. Dividindo a sua atividade entre a msica e a solidariedade, no amor ao IPCA que encontra inspirao.

  • embora nos seja dado o privilgio de espreitar o caderno (ao longe, cla-ro est...), enquanto Rafael Ferreira folheia as pginas gastas por anos de utilizao.

    J quanto ao projeto que sub-meteu ao Passaporte para o Em-preendedorismo, vai explicando que, em termos gerais, a ideia de negcio a criao de uma soluo de alojamentos temporrios para portadores de necessidades especi-ais que, habitualmente, se veem im-possibilitados de frequentar even-tos como a Queima das Fitas, ou os festivais de Vero.

    A ideia surgiu, precisamente, numa Queima, porque um colega meu de fora me perguntou se eu conhecia um local para ficar du-rante uma ou duas noites, recorda. Foi a que me deu um clique, acres-centa, pensando na possibilidade de criar um alojamento temporrio, simples, com uma cama e uma ca-sa-de-banho.

    O incentivo do G3EA ideia passou, ento, para o pa-

    pel leia-se, caderno de negcios e por ali ficou em banho-maria, at ao momento em que voltou a lem-brar-se dela nas aulas de Turismo para Portadores de Necessidades Especiais.

    S mais tarde, porm, j no 3 ano,

    editorial

    2013, o ano da estabilidadeSe quisssemos identificar cada

    ano de existncia do IPCA, 1994 se-ria o ano da sua criao, 1995 o dos primeiros cursos de bacharelato, 2008 o da inaugurao do edifcio da Escola Superior de Gesto, 2010 o da inaugurao da Cantina, 2011 o do fim do regime de instalao. E 2013 podemos designar o ano da estabi- lidade. Este facto um aspeto muito positivo se tivermos em conta que, a nvel nacional, 2013 foi marcado pela manuteno da crise econmi-ca e, ao nvel do ensino superior, ficar registado como o ano do de-crscimo do nmero de estudantes que ingressaram nas Universidades e Politcnicos.

    A estabilidade do IPCA verifi-cou-se em vrios aspetos. O relatrio de atividades desenvolvidas, que se resume nesta edio, comprova a es-tabilidade do nmero de estudantes que frequentam os cursos de licen-ciatura, de mestrado ou CET, verif-icando-se que, atualmente, o IPCA tem cerca de 3500 estudantes inscri-tos. Comprova, tambm, a estabi- lidade do seu corpo docente, o qual, ao contrrio de outras instituies de ensino superior, no reduziu si- gnificativamente o seu nmero de professores, tendo atualmente 89 a tempo integral e 93 a tempo parcial.

    O IPCA continua, tambm, a organizar eventos nacionais e in-ternacionais, destacando-se a 1 Semana Internacional, a SeGAH 2013, a Conferncia Internacional em Contabilidade e Fiscalidade, o III Congresso Internacional de Turis-mo, a ICT LAW 2013 e a CONFIA 2013.

    Para o novo ano esperam-se no-vos acontecimentos e projetos que consolidam a utilidade do IPCA para a regio. Logo no incio de 2014 ser inaugurado o Centro de Investi-gao de Jogos Digitais. Ser um vi-rar de pgina para a Escola Superior de Tecnologia, uma vez que passar a dispor de laboratrios de apoio aos seus cursos, nomeadamente nos domnios das interfaces eletrnicas, da computao grfica e do design.

    E, quanto oferta formativa, provvel que se iniciem cursos supe-riores de curta durao (dois anos), destinados a estudantes que termi-nam o 12 ano no ensino profissio- nal. Como consequncia, o IPCA tende a aumentar o nmero de es-tudantes e, muito provavelmente, necessitar de criar polos em ou- tras cidades para este tipo de oferta formativa. Para este crescimento do IPCA muito contribuiram com o seu o empenho e colaborao, o corpo de docentes, funcionrios e estudantes. A todos, muito obrigado!

    Joo CarvalhoPresidente do IPCA

    Na era dos computadores portteis, dos tablets e dos tele-mveis a que chamam smart-phones, num pequeno caderno que Rafael Ferreira vai anotando as suas ideias de negcio para o que der e vier. Foi, precisamente, graas a um desses apontamentos que no se esqueceu de uma ideia nasci-da durante uma conversa com um amigo e que, em outubro passado, acabou por lhe valer a atribuio de uma bolsa do programa Passaporte para o Empreendedorismo.

    Licenciado em Gesto de Ativi-dades Tursticas pelo IPCA, Rafael Ferreira frequenta, atualmente, o 2 ano do Mestrado em Gesto das Or-ganizaes.

    Nos negcios o segredo assume o papel de alma e, por isso, Rafael Ferreira no abre excessivamente o jogo no que respeita ao projeto que candidatou ao Passaporte para o Empreendedorismo, nem mesmo coleo de ideias que guarda no seu caderno de negcios. Mas sempre confessa que este ltimo um com-panheiro desde o incio da licencia-tura e que nele vai anotando aquilo que lhe vem cabea.

    No o fao com a inteno de aproveitar tudo e abrir todos estes negcios, mas de ter uma fonte que me poder ser til em algum mo-mento, explica.

    E pronto, no lhe conseguimos extrair mais nenhuma informao,

    Rafael Fernandes

    sucesso

    regressou a ela para desenvolver um trabalho na disciplina de Proje-tos e Incentivos em Turismo. Agar-rei na ideia, fiz o plano financeiro e, no final, correu tudo bem, recorda, sublinhando, entre risos, que o pro-jeto lhe valeu uma boa nota, um 19, o que sempre importante....

    Mais uma vez, protegeu a ideia de olhares curiosos nunca revelei grandes pormenores a ningum, diz e decidiu recorrer ao Gabinete para o Emprego, Empreendedoris-mo e Ligao s Empresas (G3E) do IPCA, que o auxiliou na apre-sentao da candidatura Bolsa.

    O G3E deu-me o incentivo que me faltava para avanar, recorda, acrescentando que, a partir da, foi tudo muito simples. Preenchi um formulrio muito bsico, onde expliquei minimamente o projeto, submeti e obtive a aceitao, ex-plica Rafael Ferreira.

    Muitas vezes as pessoas no concorrem a estes apoios porque acham que tudo muito complica-do, diz. Mas a verdade que para concorrer Casa dos Segredos so muitas mais perguntas, bem mais complicado.

    Agora, a Bolsa vai permitir a Ra-fael Ferreira desenvolver o projeto empresarial, beneficiando de um valor mensal de 691,70 euros por um perodo de quatro meses, po-dendo prolongar-se por mais oito.

    O objetivo desta Bolsa, atribuda no mbito do Programa Estratgico para o Empreendedorismo e a Ino-vao (+E+I), apoiar projetos em fase de ideia que sejam conside- rados inovadores, com potencial de crescimento e que respondam a uma necessidade de mercado.

    Ideias em banho-mariaj valeram uma Bolsa

    02 n2 - dez 2013 / jan 2014

    Diretor: Joo Carvalho | Editor: Pedro Bessa | Contedos: Ana Reis, Pedro Bessa | Grafismo e paginao: Pedro Rito Impresso: Empresa Dirio do Minho, Lda. | Propriedade: Instituto Politcnico do Cvado e do Ave | Servios Centrais: Campus do IPCA - Vila Frescainha S. Martinho, 4750-810 Barcelos | Telefone: 253 802 190 | www.ipca.pt www.facebook.com/IPCA.Instituto.Politecnico | www.twitter.com/ipca | ISSN: 2183-1181 Tiragem: 18.000 exemplares | Publicao de distribuio gratuita.

  • Breves

    03n2 - dez 2013 / jan 2014

    iDroneCup desafia alunos do ensino secundrioCompetio indita na rea da robtica autnoma

    Breves

    Ps-Graduao em FiscalidadeA Escola Superior de Gesto (ESG) do IPCA tem abertas, at 6 de janeiro, as candidaturas para o curso de Ps-Graduao em Fiscalidade. Esta formao, que vai j na sua sexta edio, destina-se a licenciados em Fiscalidade, Economia, Gesto, Direito, Auditoria, Contabilidade e reas afins, com experincia profissional relevante no mbito da Fiscalidade e preparao cientfica adequada na rea tributria. Com incio previsto para o dia 8 de maro de 2014 e fim para 30 de julho de 2014, o curso vai decorrer, em horrio ps-laboral, s quartas- -feiras (19h00 s 23h00) e sbados (9h00 s 13h00). As candidaturas podem ser feitas atravs do site do IPCA. Para mais informaes os interessados devero contactar a secretaria da ESG, atravs do nmero de telefone 253 802 500 ou do endereo de e-mail [email protected]

    Curso para exames da OTOCAs 23 edio do Curso de Preparao para os Exames de Avaliao Profissional da Ordem dos Tcnicos Oficiais de Contas (OTOC) do IPCA vai abrir candidaturas no prximo ms de fevereiro, devendo iniciar-se em maro. Os licenciados que frequentam este curso tm obtido excelentes resultados nos exames. Para isso contribui o corpo docente altamente especializado na rea da contabilidade e da fiscalidade e a atualizao constante da legislao em vigor. Este sucesso tem-se traduzido numa grande afluncia de candidaturas. Anualmente h sempre trs edies desta formao, para ir de encontro aos trs exames anuais que a OTOC realiza. As candidaturas sero feitas atravs do site www.esg.ipca.pt.

    TV Cincia em reportagem no IPCA Uma equipa de reportagem do canal online TV Cincia passou, em novembro, trs dias no IPCA, a fim de realizar diversas reportagens sobre o dia-a- -dia do Instituto e os diversos projetos de investigao desenvolvidos por estudantes e docentes da Escola Superior de Tecnologia. Esta srie de trabalhos ser emitida em breve, bem como uma entrevista com o Presidente do IPCA, Joo Carvalho, em que sero abordados temas como o sucesso atual e o futuro da instituio. A TV Cincia (www.tvciencia.pt) um canal online que visa, entre outros objetivos, dar visibilidade investigao cientfica nacional.

    O Gabinete de Psicologia do IPCA um servio especializado para apoio, aconselhamento e acompa- nhamento psicolgico. um espao onde o estudante pode esperar uma compreenso emptica do seu so- frimento e obter apoio emocional e interveno teraputica.

    O gabinete tem como objetivo promover o bem-estar e desen-volvimento pessoal, encorajando o estudante a estabelecer percursos gratificantes. Os domnios de inter-veno deste servio so: o acom-panhamento dos alunos, indivi- dualmente, ao longo do ano letivo, apoiando o desenvolvimento do sis-tema de relaes interpessoais no interior da Instituio e entre esta e a comunidade; o apoio psicope-

    Gabinete de Psicologia do IPCA

    Belisa [email protected]

    daggico a estudantes e docentes e o apoio ao desenvolvimento do sis-tema de relaes na comunidade acadmica. Dispe tambm de Avaliao Psicolgica, Psicoterapia, Mediao, Propostas de interveno com vista ao sucesso acadmico e Bolsa de Colaboradores

    O gabinete est disponvel, gra-tuitamente, a todos os estudantes, docentes e colaboradores do IPCA, bem como outros profissionais que trabalhem em parceria com a escola.

    O Gabinete de Psicologia fun-ciona no edifcio dos Servios de Ao Social, no Campus do IPCA. O horrio encontra-se disponvel no site www.sas.ipca.pt e o e-mail para a marcao de consultas : [email protected]

    Exame Nacional de Matemtica O IPCA vai promover um Curso de Preparao para o Exame Nacional de Matemtica A, destinado aos estudantes que pretendem realizar esse exame para o ingresso no ensino superior. A formao vai decorrer de 15 de janeiro a 28 de maio, sempre s quartas-feiras, das 18h00 s 20h00, e composta por dois mdulos independentes: o primeiro dedicado reviso da matria terica e o segundo com uma componente mais prtica, atravs da resoluo orientada de exames nacionais de outros anos. A inscrio neste curso pode ser feita at 10 de janeiro, na secretaria da Escola Superior de Tecnologia, situada no Campus do IPCA, ou atravs do correio eletrnico [email protected], solicitando a ficha de inscrio.

    e Processamento de Imagem, ministrados por docentes do IPCA, que transmitiro aos participantes os conheci-mentos necessrios para responderem aos desafios.

    De 15 de maro a 15 de abril decorrem os treinos na Arena da competio, que se realizar nos dias 29 e 30 de abril.

    A Escola Superior de Tecnologia do IPCA vai promo- ver, nos dias 29 e 30 de abril, a primeira competio de drones em Portugal, tendo como destinatrias equipas compostas por alunos do ensino secundrio.

    Organizada pelos cursos de Licenciatura e Mestra-do em Engenharia Eletrnica e de Computadores, a iDroneCup visa promover a educao da robtica e ser composta por quatro competies: iDrone Arena, iDrone Person Tracking, iDrone Line Follower e iDrone Automatic Landing.

    Para a iDrone Arena, o desafio ser conseguir que o rob levante voo, de forma autnoma, de uma base de partida e seja capaz de identificar e localizar diferentes aros atravs do seu sistema de viso, definindo uma trajetria que lhe permita passar pelo seu interior at base de chegada.

    Na iDrone Person Tracking, os concorrentes tero de preparar o seu rob de forma a que este seja capaz de levantar voo, identificar e localizar um dos elementos da equipa, definindo uma trajetria que lhe permita seguir esse elemento durante todo o mercurso.

    As inscries das equipas esto abertas at 31 de dezembro

    O desafio iDrone Line Follower prev que, numa rea reservada com um percurso assinalado no cho, atravs de uma linha, o rob levante voo autonomamente, identifique essa linha e defina uma trajetria que lhe permita segui-la at ao fim do trajeto.

    Finalmente, no iDrone Automatic Landing o rob de-ver levantar voo at uma altura de dois metros, iden-tificar e localizar uma base atravs do seu sistema de viso e definir uma trajetria que lhe permita aterrar no centro da mesma.

    A equipa vencedora da competio ser aquela que obtiver a melhor pontuao global, de acordo com uma frmula previamente definida no regulamento. Em breve ser anunciada a lista de prmios.

    As inscries das equipas na iDroneCup esto aber-tas at 31 de dezembro, estando prevista para fevereiro a realizao de dois workshops sobre Robtica Autnoma

    INFO

    Todos os pormenores sobre a iDroneCup 2014 encontram-se disponveis no site:http://web.ipca.pt/idronecup2014.

  • 27 de abril Cerimnia de Entrega de Cartas de CursoRealiza-se a tradicional Cerimnia de Entrega de Cartas de Curso aos estudantes que terminaram os respetivos cursos de Mestrado, Li-cenciatura e Especializao Tec-nolgica. Na sesso , tambm, realizada a entrega de Bolsas de Estudo por mrito, atribudas pelo Ministrio da Educao e Cincia, e os Prmios de Mrito, patrocinados pela Caixa Geral de Depsitos.2 e 3 de maio Conferncia Inter-nacional SeGAH 2013Cerca de 40 investigadores nacio-nais e estrangeiros renem-se, em Vilamoura, na 2 Conferncia Inter-nacional sobre Jogos Srios e Apli-caes para a Sade SeGAH 2013. O evento organizado pela Escola Su-perior de Tecnologia do IPCA, onde ministrado o curso de Licenciatura em Engenharia em Desenvolvimen-to de Jogos Digitais.

    04 n2 - dez 2013 / jan 2014

    shops destinados aos estudantes do IPCA. 26 e 27 de fevereiro: Semana da Tec-nologia e do DesignCerca das 600 alunos do ensino se-cundrio e profissional visitaram a Escola Superior de Tecnologia (EST) do IPCA, durante dois dias, no m- bito de mais uma Semana da Tecno-logia e do Design. A iniciativa visou proporcionais aos jovens que fre-quentam o 12 ano de escolaridade atividades em ambiente laboral, en-volvendo a realizao de exposies, workshops e oficinas em torno de temas relacionados com a oferta formativa da EST. 13 de maro: Dia D Conversas so-bre DesignO Auditrio Municipal de Barcelos voltou a encher para a quinta edio do Dia D Conversas sobre Design, promovido pelo Departamento de Design. O evento contou com a par-ticipao de alguns dos mais con-ceituados profissionais portugueses nesta rea. Em paralelo, decorreu tambm a Amostra D Mostra de Trabalhos de Design Grfico e In-dustrial, que esteve patente no Salo Gtico da Cmara Municipal de Barcelos.

    14 de maro Eleies na Asso-ciao de Estudantes do IPCASo eleitos os novos rgos diretivos da Associao de Estudantes do IPCA (AEIPCA), tomando posse al-guns dias depois. O ato eleitoral foi o mais participado de sempre, com 956 alunos a manifestarem o seu sentido de voto. Maro Site internacional destaca estudantes do IPCAVrios trabalhos desenvolvidos por estudantes do curso de Design Grfi- ico do IPCA merece o destaque do Packaging of the World, um dos mais conceituados websites do mundo dedicados ao tema. Os pro-jetos destacados dizem respeito criao de diferentes propostas de embalagem e rotulagem para pro-dutos to diversos como o Galo de Barcelos, latas de conserva, garrafas de gua, acar refinado, maionese ou feijo. 27 de maro Estudante destaca-se em concurso nacional de com-putaoNuno Alves, estudante do 2 ano de Informtica Mdica, alcana o 5 lugar, entre cerca de 400 par-ticipantes, em concurso de pro-gramao promovido pela Critical Manufacturing, no mbito do 8 Encontro Nacional de Estudantes de Informtica (ENEI 2013).19 de abril Aprovado novo Mestra-do Nesta data anunciada a aprovao, pela Agncia de Avaliao e Acredi- tao do Ensino Superior (A3E), do novo curso de Mestrado em Enge- nharia Eletrnica e de Computado-res, a ser ministrado na Escola Supe-rior de Tecnologia.24 a 27 de abril Queima das FitasA Associao de Estudantes do IPCA promove a tradicional Queima das Fitas. A maior parte dos eventos decorre no Queimdromo instalado no Campus do IPCA. No ltimo dia, a cidade de Barcelos assiste ao habitu-al Cortejo Acadmico.

    19 de janeiro: Seminrio sobre Ora-mento de Estado para 2013Integrado no plano de atividades do Departamento de Contabilidade e Fiscalidade da Escola Superior de Gesto do IPCA, o Seminrio Ora-mento de Estado para 2013 Impli-caes Fiscais juntou mais de 250 participantes, esgotando a lotao do auditrio da Cmara Municipal de Barcelos.22 de janeiro Desafio EggDropEstudantes do 2 ano do curso de Design Industrial lanam ovos da torre do quartel dos Bombeiros Vo- luntrios de Barcelos. O objetivo foi testar 42 prottipos de uma estrutu-ra de proteo ao impacto inspirada numa espcie natural. A iniciativa despertou as atenes dos media, merecendo reportagens na impren-sa e televiso.18 a 22 de fevereiro: Semana Inter-nacional do IPCADe 18 a 22 de fevereiro, cerca de 80 docentes de 20 pases europeus participaram na 1 Semana Interna- cional do IPCA, tornando-se numa das maiores iniciativas do gnero na Europa. Ao longo de cinco dias mi- nistraram um conjunto alargado de seminrios abertos comunidade em geral e lecionaram aulas e work-

    19 J

    AN

    22 J

    AN

    MAR

    27 M

    AR

    18 a

    22

    FEV

    26 e

    27

    FEV

    14 M

    AR

    27 ABR

    Nmero total de docentes no ano letivo 2013-2014. Destes, 89

    encontram-se a tempo integral e 93 a tempo parcial. Entre a totalidade

    dos docentes, 57 so doutorados.

    Nmero total de estudantes inscritos a 26 de novembro

    (matrculas ainda decorrem). Destes, 1962 frequentam cursos de Licenciatura e 261 cursos de

    Mestrado. Os restantes so alunos de Ps-Graduaes, CET e Unidades

    Curriculares Isoladas.

  • 05n2 - dez 2013 / jan 2014

    6 a 10 de maio Semana Europeia Realiza-se a 1 Semana Europeia, no mbito da qual so inauguradas, no Campus do IPCA, as instalaes do Centro de Informao Europe Di-rect (CIED). Os cinco dias do evento ficam marcados pela realizao de tertlias, conferncias, saraus cul-turais e visitas escolares ao espao fsico do CIED Barcelos.8 de maio III Jornadas da Tecno-logiaCriatividade e Tecnologia so te-mas em destaque nas III Jornadas da Tecnologia. Organizadas pela Escola Superior de Tecnologia, as jornadas abordam, nesta edio, a criatividade enquanto ferramenta para o desenvolvimento. A sesso de abertura fica marcada pela assina- tura de um protocolo de cooperao entre o IPCA e a Infaimon, empresa distribuidora de sistemas e compo-nentes de viso artificial. O objetivo a colaborao ao nvel do ensino e da investigao. 9 de maio Dia da EuropaNo mbito da Semana Europeia, assinalado o Dia da Europa com a realizao de uma conferncia so-bre Oportunidades de Mobilidade e de Emprego Novas Realidades e Desafios, contando com as inter-venes dos eurodeputados Jos Manuel Fernandes e Marisa Matias. Uma tertlia sobre cidadania euro-peia e um Sarau Cultural junta, no IPCA, mais de 100 jovens estrangei-ros.14 de maio Curso Livre de ItalianoArranca o 1 Curso Livre de Ita- liano, organizado pelo Gabinete de Relaes Internacionais do IPCA e

    destinado a estudantes, docentes e funcionrios. A formao, de carter gratuito, ministrada por Antonella Alessi e Daniela Cassaro, no mbito do Programa de Mobilidade Leonar-do Da Vinci.14 de maio Dia Aberto da ESGCerca de 200 alunos das escolas secundrias de Barcelos visitam a Escola Superior de Gesto (ESG). Ao longo do dia so convidados a conhecer a oferta formativa da ESG e participam em diferentes ativi-dades associadas simulao em-presarial, tribunal simulado e Feira de Turismo. 14 de maio Feira de TurismoIniciativa dinamizada, no Campus do IPCA, pelo 2 ano do curso de Gesto de Atividades Tursticas, no mbito da unidade curricular de Marketing Turstico e Hoteleiro. Na Feira de Turismo so apresentados stands de exposio de diferentes produtos tursticos, dando tambm destaque gastronomia regional do Norte de Portugal.25 de maio Estudante de Contabil-idade premiada Joana Costa, estudante do curso de Contabilidade do IPCA, alcana o 2 lugar nas IV Olimpadas da Contabi-lidade. Este concurso visa estimular

    e premiar os melhores estudantes de Contabilidade a nvel nacional e, simultaneamente, contribuir para a divulgao da importncia social da disciplina contabilstica, bem como para o reconhecimento dos seus fu-turos profissionais.31 de maio Conferncia Interna- cional em Contabilidade e Fiscali-dadeO Centro de Investigao em Conta-bilidade e Fiscalidade (CICF) e o IPCA juntam, em Barcelos, cerca de 400 investigadores e profissionais na-cionais e estrangeiros para debater-em Desafios Atuais e Perspetivas Futuras.20 de junho 1 Reunio do Comit Consultivo da ESTMais de meia centena de empresas da rea das tecnologias e do design a operarem em Portugal integram o recm-criado Comit Consultivo da Escola Superior de Tecnologia (EST). Neste dia realiza-se a primeira re-unio para identificar reas de coope- rao em projetos de investigao e desenvolvimento, entre outras for-mas de colaborao.1 de julho Cursos Livres de Ita- liano e JaponsArrancam a 2 edio do Curso Livre de Italiano e a 1 edio do Curso

    Livre de Japons para estudantes, docentes e funcionrios do IPCA. As formaes so ministradas, respeti-vamente, por Franceso Riccobono e Ylena Manfredi, no mbito do pro-grama de mobilidade Leonardo Da Vinci.11 de junho Projeto nascido no IPCA vence Imagine Cup 2013O projeto que comeou a ser desen-volvido, h cerca de oito anos, na licenciatura em Informtica para a Sade do IPCA pela ento estudante Ana Ferraz vence, na Rssia, a final mundial da Imagine Cup 2013.11 de julho Apresentao do Anurio Financeiro dos Municpios Portugueses apresentado, em Lisboa, o Anurio Financeiro dos Municpios Portu-gueses 2012. Este estudo, coorde-nado por Joo Carvalho (presidente do IPCA), resulta de um trabalho em equipa que envolve o Centro de In-vestigao em Contabilidade e Fis-calidade (CICF) do IPCA e o Ncleo de Estudos em Administrao e Polti-cas Pblicas (NEAPP) da Universi-dade do Minho.1 de agosto Protocolo com 24 mu-nicpios, IPVC e UMO IPCA assina um protocolo que visa a cooperao cientfica e tcnica com a Universidade do Minho (UM), o Instituto Politcnico de Viana do Castelo (IPVC) e as Comunidades Intermunicipais (CIM) do Ave, do Cvado e do Minho-Lima, que repre-sentam um total de 24 municpios.

    8 M

    AI

    24 a

    27

    ABR

    27 A

    BR

    19 A

    BR

    2 e

    3 M

    AI

    6 M

    AI

    25 M

    AI31

    MAI

    20 J

    UN

    11 J

    UL

    1 JU

    L

    1 AG

    O

    14 M

    AI9

    MAI

    6 a 10 MAI1 AGO

    20 JUN

  • 06 n2 - dez 2013 / jan 2014

    1 de setembro Estudantes es-trangeiros aprendem Portugus no IPCAArranca o 1 Curso Intensivo de Ln-guas Erasmus (EILC) do IPCA, des-tinado a dar formao em Lngua Portuguesa a cerca de 30 estudantes europeus que vieram para estudar em instituies nacionais de ensino superior.19 de setembro Equipa do IPCA vence Poliempreende nacionalA equipa representante do IPCA vence, pela primeira vez, a final da 10 edio do Poliempreende na-cional com o projeto Endorobot Handheld Robot for MIS. O projeto diz respeito a um sistema robotiza-do que visa o manuseamento mais preciso e eficaz dos instrumentos tradicionalmente utilizados na ci- rurgia laparoscpica.30 de setembro Sesso de Acolhi-mento aos Novos EstudantesTradicional sesso de boas vindas aos novos estudantes, numa sesso em que so apresentados os servios e valncias do IPCA.18 e 19 de outubro III Congresso In-ternacional de TurismoSubordinado ao tema Gesto Turstica: Tradio, Inovao e Em-preendedorismo, o III Congresso Internacional de Turismo, organiza-do pela Escola Superior de Gesto, rene investigadores provenientes de Espanha, Brasil, Itlia e Portugal.28 de outubro Curso de TeatroArranca mais um curso de teatro promovido pelos Servios de Ao Social do IPCA, em parceria com a Companhia S Cenas, aberto a toda a comunidade acadmica e tambm comunidade envolvente.29 de outubro Sesso Inaugural do Mestrado em Engenharia Eletrni-ca e de ComputadoresSesso marca o arranque da 1 edio do curso de Mestrado em Engenharia Eletrnica e de Com-putadores, dando a conhecer aos novos estudantes aquilo que se faz nas reas da Automao, Robtica e Eletrnica Mdica.

    8 e 9 de novembro VIII Barca-CeliDecorre a 8 edio do Festival de Tunas Cidade de Barcelos (Barca-Ce-li), organizada pela Tuna Acadmica do IPCA (TAIPCA). Cinco tunas a con-curso e a atuao da Tuna Feminina do IPCA (TFICA) preenchem o pro-grama que, como habitualmente, leva a tradio acadmica ao centro da cidade.8 e 9 de novembro 1 Conferncia Internacional em ICT LAWCerca de 50 profissionais e inves-tigadores das reas do Direito e das Tecnologias da Informao e da Comunicao (TIC) de mais de uma dezena de pases renem-se, no Porto, na 1 Conferncia Interna- cional em ICT LAW, promovida pelo IPCA. Questes como a privacidade dos dados pessoais na internet, a regulao do comrcio virtual, a adaptao do sistema judicial s TIC e a prestao de servios de Es-tado aos seus cidados atravs do e-government so alguns dos temas em debate.11 a 15 de novembro 1 Semana 100% SaudvelOs Servios de Ao Social (SAS) do IPCA e a Associao de Estudantes (AEIPCA) promovem uma semana dedicada vida saudvel, com a realizao de workshops e ativi-

    dades fsicas. Diariamente os SAS oferecem cerca de 200 pequenos- -almoos aos estudantes do IPCA.19 de novembro CICF apresenta es-tudo sobre Setor Empresarial LocalO Centro de Investigao em Conta-bilidade e Fiscalidade (CICF) do IPCA apresenta os dados atualizados do Anurio Financeiro dos Municpios Portugueses, referentes atividade financeira do Setor Empresarial Lo-cal. A apresentao feita por Joo Carvalho, presidente do IPCA e coor-denador deste estudo, durante uma conferncia em Lisboa.29 e 30 de novembro CONFIA 2013A Casa da Msica, no Porto, recebe a segunda edio da CONFIA Con-ferncia Internacional em Ilus-trao e Animao, organizada pelo Departamento de Design da Escola Superior de Tecnologia do IPCA.19 de dezembro - Dia do IPCA

    19 S

    ET

    11 a

    15

    NOV

    19 N

    OV

    19 D

    EZDi

    a do

    IPCA

    18 e

    19

    OUT

    29 O

    UT

    28 O

    UT

    29 e

    30

    NOV

    1 SE

    T

    8 e

    9 NO

    V

    30 S

    ET

    Servios de Ao Social

    Dois mil estudantes com apoios sociaisNo ano letivo de 2012/2013 e nos primeiros trs meses de 2013-2014, os Servios de Ao Social (SAS) do IPCA prestaram apoio a cerca de dois mil estudantes atravs da atribuio de bolsas de estudo, do Fundo de Emergncia e da Bolsa de Colaboradores.Em 2012/2013, os SAS registaram 1023 bolseiros, que receberam um valor mdio anual de 1938,54 euros. J no corrente ano letivo, o processo de atribuio de bolsas ainda est a decorrer, tendo sido atribudas, at 9 de dezembro, 892 bolsas de estudo, financiadas pelo Governo de Portugal.J no que respeita ao Fundo de Emergncia do IPCA, no ano letivo 2012/2013 foram apoiados 58 estudantes, tendo sido despendidos mais de 22 800 euros, o que corresponde a um valor mdio por estudante na ordem dos 393,73 euros. No ano letivo 2013/2014, este fundo j apoiou 40 estudantes com um total de 2541,15 euros.O Fundo de Emergncia do IPCA foi criado para apoiar estudantes com grave carncia econmica, preferencialmente, em situaes no enquadrveis no processo de atribuio de bolsa de estudo, suscetveis de afetar o seu percurso escolar e at a sua subsistncia. Estes apoios so concedidos a fundo perdido para suportar despesas do prprio estudante consideradas elegveis.No que respeita Bolsa de Colaboradores, que funciona atravs da participao de estudantes em atividades adequadas ao IPCA e pela atribuio de um apoio monetrio proporcional ao nmero de horas prestadas, foram envolvidos 19 estudantes, durante o ano de 2013 e at 9 de dezembro.Este nmero corresponde a valores despendidos de cerca de 3 800 euros e a uma mdia de 203,92 euros por estudante.

    29 e 30 NOV

    1 SET

  • Na verdade, diz Renato Dantas, a Tuna um elo de ligao ao IPCA para toda a vida, cria continuidade e faz com que os ex-estudantes quei-ram continuar a vir c.

    Aqui so criados laos to fortes que qualquer um de ns sabe que, se precisar de alguma coisa, tem sem-pre uma famlia com quem pode contar, reala Pedro Curval, adi-antando que, alm disso, os tunos ganham ferramentas importantes. Por exemplo, experincia na orga- nizao de eventos e sentido de res- ponsabilidade. Fatores que podem ser muito importantes para o fu-turo, j que, nos tempos que correm, para a entrada no mercado de tra-balho muito importante um jovem ter, alm de uma boa nota final na sua formao, mais-valias acresci-das, refere Renato Dantas. E isso, diz, tambm se adquire na Tuna.

    E no se pense que a Tuna pode ser uma pedra na engrenagem para um estudante que pretenda ter um bom desempenho acadmico. H tempo para tudo, a Tuna no obriga ningum a faltar s aulas e temos inmeros casos de colegas que terminaram a licenciatura em trs anos e o mestrado em dois, sa-lienta o Magister da TAIPCA, dando mesmo um exemplo: j aconteceu obrigarmos um colega estudar en-quanto estvamos a ensaiar.

    Pedro Curval refere ser frequente a entreajuda entre os elementos da Tuna em trabalhos de curso, ou na resoluo de problemas pessoais.

    Uma Tuna solidriaAlm da participao em arraiais

    e festivais, da realizao de serena-tas e da organizao do Barca-Celi Festival de Tunas Cidade de Barce-los, cuja oitava edio decorreu a 8 e 9 de novembro, a TAIPCA tambm participa em aes de solidariedade.

    Tuna+Tuna2002 Festival de Tunas da Associao de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia de Viseu2002 XI Festival de Tunas de Ponte de Lima2002 Festival de Tunas Agrria2012 XIII El Aor - Ponta Delgada (Aores)2012 II TUNASTIRSO (Santo Tirso)2012 II Baladas do Lima (Ponte de Lima)2013 XIX FITUP (Porto)2013 Festunag (gueda)

    Melhor Solista2002 Festival de Tunas da Associao de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia de Viseu2004 VII COGITO (Braga)2005 Festival de Tunas (Amares)2010 IV Feltunas (Felgueiras)2011 I TunasTirso (Santo Tirso)2012 XIII El Aor (Ponta Delgada)2012 II TUNASTIRSO (Santo Tirso)2012 IX Serenata a Macedo (Macedo de Cavaleiros)2013 Festunag 2013 (gueda)

    Melhor Instrumental2012 II festa.coh (Oliveira do Hospital)2012 XIV FITAB (Bragana)2013 XVI FITAFF (Figueira da Foz)

    Melhor Pandeireta2012 II TUNASTIRSO (Santo Tirso)2013 IV Festival de Tunas JAP (Vila do Conde)2013 III fesTA.coh (Oliveira do Hospital)2013 Festival de Tunas SantAna (Mogadouro)

    Melhor Serenata2010 IV Feltunas (Felgueiras)2011 VIII Serenata a Macedo (Macedo de Cavaleiros)2012 II festa.coh (Oliveira do Hospital)2013 III fesTA.coh (Oliveira do Hospital)

    Melhor Tuna2007 Festival de Tunas de Felgueiras2010 IV Feltunas (Felgueiras)2011 VIII Serenata a Macedo (Macedo de Cavaleiros) 2012 II Baladas do Lima (Ponte de Lima)2012 II festa.coh (Oliveira do Hospital)2013 Festival de Tunas SantAna (Mogadouro)2013 III fesTA.coh (Oliveira do Hospital)

    Se o papel tocasse msica, o lei-tor poderia ler as palavras que se seguem ao som de A Banda de Chico Buarque, do Brilho dental do Rui Veloso em ritmo Bossa Nova, ou da doura do Zorro de Antnio Zambujo. As vozes, os instrumen-tos e o charme seriam, inevitavel-mente, dos cerca de 50 elementos que compem a Tuna Acadmica do IPCA (TAIPCA).

    Foi a 7 de dezembro de 2001 que, bebendo da inspirao emanada pelas belas donzelas da academia, a TAIPCA se apresentou em pblico pela primeira vez, na freguesia de Vilaa, em Braga, voltando a subir ao palco, a 19 de dezembro, no Ar-raial Acadmico que se realizou na Quinta do Coelho, em Barcelos.

    H tempo para tudo, a Tuna no obriga ningum a faltar s aulas

    Os anos passaram, a jovem Tuna cresceu e amadureceu, tornando-se num dos principais embaixadores do IPCA e da prpria cidade. Hoje, diz o Magister, Pedro Curval, a Tuna , sobretudo, uma famlia que se dedica msica, promoo do es-prito acadmico e participao em aes de solidariedade.

    O que nos une o esprito fami- liar que existe entre ns, comea por referir Renato Dantas, vice-pre- sidente da TAIPCA, explicando que a Tuna composta por 50 elementos, embora destes apenas 25 estejam, atualmente, no ativo. Pedro Cur-val completa a ideia, explicando que quando se tuno uma vez -se tuno para sempre. Prova disso mesmo o facto de muitos dos colegas que j abandonaram o IPCA continuarem a aparecer sempre que podem.

    A ttulo de exemplo, Pedro Curval refere a recente participao num Magusto Solidrio, que decorreu no Campus do IPCA, bem como numa ao de recolha. Recorda, ainda, uma ao desenvolvida no Centro de Acolhimento Temporrio (CAT) da Associao de Pais e Amigos de Cri-anas (APAC) de Barcelos. Estamos sempre abertos a ajudar e a nossa atividade vai muito alm do que aquilo que as pessoas se apercebem, adianta, por seu turno, Renato Dias.

    Basta querer ser Tuno...Para manter a sua atividade, a

    TAIPCA precisa de acolher novos elementos. Todos os anos fazemos cartazes para divulgar a Tuna junto dos caloiros. Convidamo-los a apare-cerem nos nossos ensaios e a junta-rem-se a ns, revela Pedro Curval.

    Os novos elementos no neces-sitam de qualquer formao musi-cal prvia, pois podem aprender na TAIPCA a tocar um instrumento. O mais importante, diz David Pereira, outro dos elementos da direo, estarmos unidos e ajudarmo-nos.

    Depois, o objetivo principal levar o nome do Instituto a todo o lado. Porque o IPCA algo que se entranha... Eu gosto muito desta instituio e at me emociono quando falo do IPCA, confessa Re-nato Dias. E isso sente-se. Nos con-tactos que temos com colegas de ou-tras tunas, muitos deles dizem que sentem existir uma ligao muito estreita entre alunos, professores e funcionrios que no veem em mais lado nenhum, conclui.

    Quanto ao futuro, Pedro Curval revela o desejo de gravar um CD e realizar uma digresso pela Europa. Mas, finaliza, temos que gerir mui-to bem os custos para ver quando que vai ser possvel.

    07n2 - dez 2013 / jan 2014academia

    Tuna Acadmica do IPCA

    Somos uma famlia para sempre

  • A atualizao aos dados do Anurio Financeiro dos Municpios Portu-gueses (2011-2012) foi apresentada, em novembro, pelo presidente do IPCA, Joo Carvalho, na qualidade de coordenador do estudo, depois de uma primeira apresentao, em ju-lho, mas nessa altura ainda sem in-formao completa acerca do Setor Empresarial Local relativa a 2012.Esta atualizao analisa um total de 272 entidades, das quais 163 Em-presas Municipais, 49 Entidades

    Empresariais Locais, 30 Sociedades Annimas, 12 Unidades Unipessoais por quotas e 17 Entidades Intermu-nicipais.O Anurio vai j na sua nona edio, resultando de um estudo desenvol- vido por Joo Carvalho (coordena-dor), Maria Jos Fernandes, diretora do CICF, Pedro Cames, do Ncleo de Estudos em Administrao e Polti-cas Pblicas da Universidade do Minho, e Susana Jorge, docente da Faculdade de Economia de Coimbra. Esta publicao conta, ainda, com a colaborao da Ordem dos Tcnicos Oficiais de Contas, responsvel pela edio da obra, e do Tribunal de Con-tas.

    Apresentada atualizao do Anurio dos Municpios

    de transferncia de conhecimento, que tm sido amplamente desen-volvidas no CICF, quer atravs da or-ganizao de congressos, seminri-os, workshops e cursos avanados de curta durao, quer atravs da par-ticipao dos membros em congres-sos e conferncias internacionais nas reas cientficas do CICF. Estas atividades tm permitido reforar as ligaes com os parceiros es-tratgicos do CICF, designadamente a OTOC, a Ordem dos Revisores Ofi-ciais de Contas, a Associao dos Profissionais da Inspeo Tributria, o CIGAR (rede internacional de in-vestigao) e a Associao Espanho-la de Contabilidade e Administrao de Empresas (AECA).

    IPCA O CICF o nico centro de investigao em contabilidade e fiscalidade reconhecido pela Fundao para a Cincia e Tecnolo-gia (FCT). Que importncia tem este reconhecimento?

    M.J.F. O carimbo da FCT atribui maior credibilidade e reconheci-mento ao trabalho desenvolvido pelos membros do CICF nas reas da Contabilidade e da Fiscalidade. Sen-do o nico Centro de Investigao nestes domnios reconhecido pela FCT, o trabalho desenvolvido pelo CICF tem outro impacto e reconhe-cimento a nvel nacional e interna- cional.

    IPCA Que projetos e desafios tem o CICF para os prximos anos?

    M.J.F. H um grande desafio atual em cima da mesa que consiste em alargar a nossa equipa para 24

    O abandono escolar A questo do abandono escolar,

    do dropout, no pode ser ignorada. Cada Instituio de Ensino Superior tem os seus prprios nmeros, sabe quantos estudantes interromperam, suspenderam, cancelaram, deixa- ram de interagir com a Instituio durante um ano ou mais tempo.

    Numa fase em que o regime jurdico das Instituies de Ensino Superior est a ser revisto em Por-tugal, esta uma oportunidade pre-mente para rever vrias questes que esto diretamente relacionadas com o abandono escolar, como a questo do financiamento, da organizao dos servios, da gesto das Insti- tuies do Ensino Superior.

    Por outro lado, a lei do finan- ciamento a atribuio de bolsas de estudo para suprir a carncia de meios econmicos no suporte e pagamento de propinas, ou mesmo para comparticipar nas despesas de alojamento e transporte, muitas vezes insuficiente para garantir a um estudante o seu aproveitamento e sucesso escolar.

    O abandono que a evaso, a desistncia e o insucesso escolar constitui, cada vez mais, a primeira opo pe-rante a carncia econmi-ca. Subitamente entra-se em dese-quilbrio e num silncio agnico de que ningum tem conhecimento.

    Abandonar os estudos quando se est no ensino superior no uma deciso fcil e, raramente, passa por fatores de inadaptao ou proble-mas de autoestima porque o aban-dono j no um processo pessoal, ntimo, mas aparece como a nica opo perante encargos econmicos insustentveis.

    Cabe, a meu ver, Instituio identificar estes casos limites e ten-tar encontrar solues que podem passar, como o caso do IPCA, pelo fundo de emergncia, pelo associa-tivismo, pelo voluntariado ou, sim-plesmente, por ouvir. Ouvir para conhecer e tentar evitar o abandono e o insucesso escolar.

    Irene PortelaProvedor do [email protected]

    Provedor do estudante

    IPCA O que representa para a atividade do CICF a publicao do Anurio Financeiro dos Municpios Portugueses?

    MARIA JOS FERNANDES O Anurio uma publicao de referncia nacional, de consulta livre, com grande impacto e pro-jeo a nvel nacional, sendo objeto estudo e apoio de todas as autar-quias e outras partes interessadas, tal como estudantes de mestrado e doutoramento, os media e outros grupos. Como tal, representa uma das publicaes mais importantes do CICF e com maior impacto no te-cido empresarial, exigindo muito tempo e dedicao.

    IPCA Este anurio, bem como o que analisa o Setor Empresarial do Estado, so os dois estudos do CICF com maior projeo meditica. Que outros projetos destacaria?

    M.J.F. Os membros que inte-gram o CICF desenvolvem os seus projetos nas reas cientficas da Contabilidade e da Fiscalidade. Temos em curso projetos de natureza mais acadmica e de investigao pura, realizados no mbito das teses de mestrado e doutoramento que os membros se encontram a orien-tar. Os outputs cientficos de qual-idade e de cariz internacional tm resultado, essencialmente, das teses de doutoramento realizadas pelos membros e dos projetos em que es-tes se encontram envolvidos. Outra vertente importante a dos projetos de investigao mais aplicada, onde se destacam os projetos desenvol- vidos junto das cmaras munici-pais com vista ao desenvolvimento de estudos, relatrios e pareceres que contribuem para a melhoria da tomada de deciso destas entidades.

    De destacar ainda as atividades

    membros integrados, com doutora-mento nas reas cientficas do CICF. Com este projeto o nosso Centro passa a integrar membros efetivos de 10 Institutos Politcnicos do pas e uma universidade, representando praticamente todas as instituies onde se investiga e estuda as reas da Contabilidade e da Fiscalidade. O CICF adquire assim massa crtica e dimenso para ver alargados os seus horizontes a mdio prazo, con-solidando a estratgia de se tornar um centro de excelncia nos seus domnios cientficos. Para o efeito, o CICF encontra-se atualmente a ela- borar o programa estratgico para o perodo 2015-2020 com vista sua avaliao pela FCT e continui-dade do reconhecimento do centro por esta entidade. Assim, os princi-pais desafios passam por: (1) criar e reforar parecerias estratgicas nacionais e internacionais com vista ao desenvolvimento das atividades de I&D previstas para o perodo 2015-2020; (2) promover a interdisci-plinaridade da investigao cientfi-ca e aplicada nas reas do Centro; (3) contribuir para a formao avana-da nas reas da Contabilidade e da Fiscalidade; (4) promover atividades de difuso e transferncia de co- nhecimento para o tecido empresa- rial e (5) contribuir para a estrat-gia do desenvolvimento regional. Face estratgica e misso defini-da pelo CICF, o objetivo consiste em aumentar os nveis de qualidade da produo cientfica e o impacto das suas atividades na regio.

    Maria Jos Fernandes Diretora do Centro de Investigao em Contabilidade e Fiscalidade do IPCA

    Crescimento do CICF consolida-o como um centro de excelncia

    entrevista

    O Centro de Investigao em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do IPCA apresentou, em novembro, os dados atualizados do Anurio Financeiro dos Municpios Portugueses (2011-2012), referentes atividade financeira do Setor Empresarial Local. A diretora, Maria Jos Fernandes, falou ao Jornal do IPCA sobre a atividade e os projetos do CICF.

    08 n2 - dez 2013 / jan 2014