of 32/32
2010 ANO 20 - Publicação Mensal - Edição 192 - março/abril 2010 Polêmica no Centro Comercial Polêmica no Centro Comercial Polêmica no Centro Comercial Polêmica no Centro Comercial Polêmica no Centro Comercial Forma e Conteúdo de Qualidade. Forma e Conteúdo de Qualidade. Forma e Conteúdo de Qualidade. Forma e Conteúdo de Qualidade. Forma e Conteúdo de Qualidade. Mercado Imobiliário d Mercado Imobiliário d Mercado Imobiliário d Mercado Imobiliário d Mercado Imobiliário da região a região a região a região a região em expansão em expansão em expansão em expansão em expansão Orçada em 6 milhões de reais, a superprodução estreia em grande suceso CatsJornal Tamboré J. L. DI SANTO - DIRETOR A declaração é obrigatória para os contribuintes brasileiros que residem no Brasil e que tiveram rendimen- tos tributáveis superiores a R$ 17.215,08 em 2009. A Receita Fe- deral espera que cerca de 24 milhões de pessoas enviem a declaração em 2010. Pág. 9 Dada a partida para Dada a partida para Dada a partida para Dada a partida para Dada a partida para o Imposto de Renda o Imposto de Renda o Imposto de Renda o Imposto de Renda o Imposto de Renda Passada a crise que abalou as estruturas financeiras do mun- do inteiro, o superávit do mer- cado imobiliário em Alphaville e região que pouco sentiu os efei- tos desta crise, continua cres- cendo acima da média. Atraindo novos moradores e empresas investidoras e com o intuito de ex- pandir suas atividades, é visível à quantidade de lançamentos que ocupa áreas estratégicas nas ad- jacências de Alphaville e Tamboré. De acordo com o economista e su- perintendente da ACSP (Associa- ção Comercial de São Paulo) Mar- cel Solimeo, 2010 será certamen- te o ano do crédito imobiliário. Pág. 4 O seu melhor amigo O seu melhor amigo O seu melhor amigo O seu melhor amigo O seu melhor amigo também envelhece também envelhece também envelhece também envelhece também envelhece Através dos avanços da medicina veterinária e o aumento de es- pecializações , ficou mais fácil dar qualidade de vida aos bichinhos idosos. A entrada do cão na velhice é determinada pelo seu porte. Os de raças mai- ores che-gam à terceira idade com 8 anos. Os menores envelhe- cem mais devagar e são considera- dos idosos com 10 anos. Pág. 30 R Rubens Furlan afirma: erro de funcionário não pode de- negrir a imagem do poder público, principalmente quan- do os acusados já respondem à sindicância em virtude do desvio de televisor. Pág. 10 CQC não intimida Barueri CQC não intimida Barueri CQC não intimida Barueri CQC não intimida Barueri CQC não intimida Barueri No início de dezembro de 2009, alguns comerciantes estabelecidos nas Calçadas das Violetas, Azaleias, Lí- rios e Margaridas receberam comunicado enviado pela administração do Centro Comercial Alphaville, infor- mando o início das obras naquele trecho e já anterior- mente previsto em projeto, o que incluia o fechamen- to parcial das Calçadas das Violetas e Azaleias. O referido projeto de modernização e revitalização pro- vocou indignação por parte de alguns lojistas que se dizem prejudicados pelo fechamento parcial destas calçadas, já que impossibilita a passagem de veículos. As partes não chegaram a um consenso e os lojistas que se dizem prejudicados ameaçam buscar a tutela do judiciário para resolver o impasse. Pág. 3 Com uma combinação de ousadia, cri- atividade e inovação, a tradicional Casa Cor São Paulo acontecerá de 25 de maio a 13 de julho, no Jockey Club de São Paulo. A expectativa é receber 160 mil visitantes. Pág. 15 Casa Cor 2010 Casa Cor 2010 Casa Cor 2010 Casa Cor 2010 Casa Cor 2010 www.editoratambore.com.br Tels.: 4195.7844 / 4195.8806 Jornal Tamboré Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:21 1

Jornal Tamboré edição de Março

  • View
    232

  • Download
    9

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição de Março do Jornal

Text of Jornal Tamboré edição de Março

  • 2010 Jornal Tambor - 2010

    ANO 20 - Publicao Mensal - Edio 192 - maro/abril 2010

    Polmica no Centro ComercialPolmica no Centro ComercialPolmica no Centro ComercialPolmica no Centro ComercialPolmica no Centro Comercial

    Forma e Contedo de Qualidade.Forma e Contedo de Qualidade.Forma e Contedo de Qualidade.Forma e Contedo de Qualidade.Forma e Contedo de Qualidade.

    Mercado Imobilirio dMercado Imobilirio dMercado Imobilirio dMercado Imobilirio dMercado Imobilirio da regioa regioa regioa regioa regio em expansoem expansoem expansoem expansoem expanso

    Orada em 6 milhes de

    reais, a superproduo

    estreia em grande suceso

    Cats

    Jornal Tambor J. L. DI SANTO - DIRETOR

    A declarao obrigatria para os

    contribuintes brasileiros que residem

    no Brasil e que tiveram rendimen-

    tos tributveis superiores a R$

    17.215,08 em 2009. A Receita Fe-

    deral espera que cerca de 24 milhes

    de pessoas enviem a declarao em

    2010. Pg. 9

    Dada a partida paraDada a partida paraDada a partida paraDada a partida paraDada a partida parao Imposto de Rendao Imposto de Rendao Imposto de Rendao Imposto de Rendao Imposto de Renda

    Passada a crise que abalou as

    estruturas financeiras do mun-

    do inteiro, o supervit do mer-

    cado imobilirio em Alphaville e

    regio que pouco sentiu os efei-

    tos desta crise, continua cres-

    cendo acima da mdia. Atraindo

    novos moradores e empresas

    investidoras e com o intuito de ex-

    pandir suas atividades, visvel

    quantidade de lanamentos que

    ocupa reas estratgicas nas ad-

    jacncias de Alphaville e Tambor.

    De acordo com o economista e su-

    perintendente da ACSP (Associa-

    o Comercial de So Paulo) Mar-

    cel Solimeo, 2010 ser certamen-

    te o ano do crdito imobilirio. Pg. 4

    O seu melhor amigoO seu melhor amigoO seu melhor amigoO seu melhor amigoO seu melhor amigotambm envelhecetambm envelhecetambm envelhecetambm envelhecetambm envelhece

    Atravs dos avanos da medicina

    veterinria e o aumento de es-

    pecializaes , ficou mais

    fcil dar qualidade de vida aos

    bichinhos idosos. A entrada do

    co na velhice determinada

    pelo seu porte. Os de raas mai-

    ores che-gam terceira idade

    com 8 anos. Os menores envelhe-

    cem mais devagar e so considera-

    dos idosos com 10 anos. Pg. 30

    R

    Rubens Furlan afirma: erro de funcionrio no pode de-

    negrir a imagem do poder pblico, principalmente quan-

    do os acusados j respondem sindicncia em virtude do

    desvio de televisor. Pg. 10

    CQC no intimida BarueriCQC no intimida BarueriCQC no intimida BarueriCQC no intimida BarueriCQC no intimida Barueri

    No incio de dezembro de 2009, alguns comerciantes

    estabelecidos nas Caladas das Violetas, Azaleias, L-

    rios e Margaridas receberam comunicado enviado pela

    administrao do Centro Comercial Alphaville, infor-

    mando o incio das obras naquele trecho e j anterior-

    mente previsto em projeto, o que incluia o fechamen-

    to parcial das Caladas das Violetas e Azaleias.

    O referido projeto de modernizao e revitalizao pro-

    vocou indignao por parte de alguns lojistas que se

    dizem prejudicados pelo fechamento parcial destas

    caladas, j que impossibilita a passagem de veculos.

    As partes no chegaram a um consenso e os lojistas

    que se dizem prejudicados ameaam buscar a tutela

    do judicirio para resolver o impasse. Pg. 3Com uma combinao de ousadia, cri-

    atividade e inovao, a tradicional

    Casa Cor So Paulo acontecer de 25

    de maio a 13 de julho, no Jockey Club

    de So Paulo. A expectativa receber

    160 mil visitantes. Pg. 15

    Casa Cor 2010Casa Cor 2010Casa Cor 2010Casa Cor 2010Casa Cor 2010

    www.editoratambore.com.brTels.: 4195.7844 / 4195.8806

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:211

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:212

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 especial 3

    Considerado como um dos maiorescentros integrados de compras e ser-vios do Brasil, com mais de 1.500estabelecimentos comerciais, circu-lao diria de 45 mil pessoas e pas-sagem de mais de 8.500 veculos, oCentro Comercial Alphaville tornou-se um dos grandes plos de comprase lazer de toda a regio.No incio de dezembro de 2009, al-guns comerciantes estabelecidos nasCaladas das Violetas, Azalias, Lri-os e Margaridas receberam comuni-cado enviado pela administrao docondomnio informando o incio dasobras naquele trecho, j anteriormen-te previsto em projeto, e que incluiao fechamento parcial da Calada dasVioletas e Azaleias.O referido projeto de modernizaoe revitalizao do Centro ComercialAlphaville, provocou indignao porparte de alguns lojistas que se dizemprejudicados pelo fechamento parcialdestas caladas, j que impossibilitaa passagem de veculos. A lojista Ma-ria Isabel Cussolin se surpreendeucom a notcia: achei um absurdo oque o CCA fez conosco: simplesmenteinterromperam a passagem de vecu-los, e minhas alunas, muitas com ida-de avanada, tm encontrado difi-culdade para chegar at o meu ate-lier, afirma Isabel. Segunda ela, cer-ca de 50 lojistas podem estar sendoprejudicados, como o caso de Ali-ce Kobayashi. Alm de termos per-dido nossa visibilidade, o nosso fa-turamento caiu cerca de 30%. A pas-sagem de veculos importantssi-ma. O empresrio Edson Marinhotambm acredita que o projeto sejaum equvoco. A reformulao doCCA simplesmente interrompeu um

    meio de circulao importante. Por-que somente esse trecho foi fecha-do? Onde h passagem de carros ocomrcio vivo. No entendo esse ex-cesso de paisagismo. Mesmo o pro-jeto tendo sido aprovado h 8 anos,a nossa realidade atual outra. Aoinvs de aumentar o fluxo, o CCA sim-plesmente o diminuiu, ressalta Ma-rinho. Outro fator de descontentamen-to por parte dos lojistas refere-se car-ga e descarga naquele trecho, uma vezque alguns fornecedores esto se ne-gando a entregar as mercadorias, porno ter lugar para estacionar.

    A regularidade da obraSegundo o engenheiro e gerente doCCA Eduardo Pereira da Silva, oprojeto faz parte do plano diretoraprovado h cerca de 9 anos. Nsiniciamos esta obra no dia 4 de ja-neiro e ela faz parte do plano de re-vitalizao que um dos pontos doplano diretor, cujos objetivos estosendo atingidos. Toda a obra foi

    aprovada em assembleia geral e tudoest na mais absoluta regularidade,afirma Silva. Para o engenheiro, o tre-cho foi fechado com o intuito de aten-der as normas de padronizao das ruas.Temos disponvel, uma rua com 4 me-tros de largura - se tirarmos 1,20 m decada lado para as caladas, sobrariaapenas 1,60 m, impossibilitando a pas-sagem dos veculos, ressalta o gerente.

    Associao Comercial de SPDe acordo com o vice-presidente daAssociao Comercial de So PauloRoberto Mateus Ordine, o comercianteperde muito com o impedimento dapassagem de veculos, uma vez queinibe o progresso. Para ele, os cal-ades so sinnimos da extino docomrcio local a longo prazo. Ordinecomplementa: o que est ocorrendono Centro Comercial de Alphaville o mesmo erro que ocorreu na dcadade 70 no Centro Novo de So Paulo,nas regies do Anhangaba, Avenida SoJoo, Rua 24 de Maio e Baro de Ita-

    petininga. Com a reforma, a regioperdeu sua fora e muitos comerciantesacabaram, migrando para outros locais.Para ele a administrao do Centro Co-mercial de Alphaville est incidindo nomesmo erro.Procurado, o Presidente da Associa-o Comercial e Industrial de Barue-ri (Acib), Valdir Sifuentes preferiuno se manifestar.

    ImpasseSegundo os lojistas atingidos, uma so-luo amigvel seria a maneira maisvivel para acabar com o problema,uma vez que muitos dos condmi-nos esto estabelecidos no Centro Co-mercial h anos.Inobstante j terem se reunido, as par-tes no chegaram a um consenso e oslojistas que se dizem prejudicados,ameaam buscar a tutela do judici-rio. A finalizao das obras est pre-vista para o final de maio deste ano.O impasse est criado.

    Fechamento de caladaFechamento de caladaFechamento de caladaFechamento de caladaFechamento de caladasssss no Centro Comercial Alphaville gera polmica no Centro Comercial Alphaville gera polmica no Centro Comercial Alphaville gera polmica no Centro Comercial Alphaville gera polmica no Centro Comercial Alphaville gera polmica

    O engenheiro e gerente do CCA Eduardo Pereira da Silva garante: asobras que fazem parte do plano diretor esto na mais absoluta regularidade

    Roberto Ordine afirma que o impedimentona passagem de veculos impede o

    progresso de qualquer comrcio

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:223

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn4 imveis & lanamentos

    Mercado Imobilirio dMercado Imobilirio dMercado Imobilirio dMercado Imobilirio dMercado Imobilirio da regioa regioa regioa regioa regio crescecrescecrescecrescecresce acima da mdia acima da mdia acima da mdia acima da mdia acima da mdia

    Passada a crise que abalou as estru-turas financeiras do mundo inteiro,o supervit do mercado imobilirioem Alphaville e regio que pouco sen-tiu os efeitos desta crise, continuacrescendo acima da mdia. Atraindonovos moradores e empresas investi-doras que se instalam na regio como intuito de expandir suas atividades, visvel a quantidade de lanamen-tos que ocupa reas estratgicas nasadjacncias de Alphaville e Tambo-r. Um dos destaques fica por contado Shopping Iguatemi Alphaville,projeto desenvolvido pela OdebrechtEmpreendimentos Imobilirios, Y.Takaoka e o Grupo Iguatemi. O em-preendimento deve ocupar uma reade quase 2,5 mil metros quadrados.Mesmo com a crise, no interrom-pemos o investimento de R$ 180 mi-lhes, pois acreditamos no potencialda regio. A renda per capta, a fcillocalizao, o incentivo fiscal e o ex-celente planejamento urbano, fizeramcom que ns continussemos com oprojeto, mesmo diante dos problemasfinanceiros mundiais, afirma o en-genheiro de incorporao da Odebre-cht, Bruno Scacchetti. Outro projetode grande porte o Total Trade Ad-vanced, localizado no Tambor, uma

    parceria entre a MPD-KC e a Cyrela,com 314 unidades em 25 pavimentos.Os investimentos no setor movimen-tam a economiada regio quebusca sempremanter qualida-de de vida atra-vs da infraes-trutura comple-ta para serviraos novos e an-tigos morado-res. Os investi-mentos no setormovimentam aeconomia da regio que busca sem-pre manter qualidade de vida atravsda infraestrutura completa para ser-vir aos novos e antigos moradores.Incorporadoras, construtoras, grandesempresas e imobilirias, cientes da im-portncia da publicidade no processode venda na regio e valorizao damarca neste mercado que retomou ocrescimento de forma bastante acele-rada neste ano, tm investido alto nasestratgicas de marketing.

    O crdito imobilirio voltouDe acordo com o economista e supe-rintendente da ACSP (Associao

    Comercial de So Paulo) Marcel So-limeo, 2010 ser certamente o anodo crdito imobilirio. Em termos

    relativos, o cr-dito que deve seexpandir mais,no s por cau-sa dos incenti-vos construocivil, mas tam-bm porque abase muito bai-xa. Isso signifi-ca que, de ma-neira geral, o cr-dito imobilirio

    no alcana 2% do total do PIB. Des-sa forma, o espao para ampliao des-sa modalidade existe.E no s isso. Solimeo explica tam-

    bm que, com o retorno de um cen-rio econmico favorvel e devido s li-es deixadas pela crise econmica,muitas pessoas estudam diversificar osinvestimentos e o imvel uma alter-nativa. Com isso, voc vai ter umaoferta de recursos tambm para aten-der a essa demanda, que ser mai-or, explica. Para Solimeo, de maneirageral, o crdito ao consumidor cresce-r. Porm, o financiamento habitaci-onal se sobressair dentre as demaismodalidades, com o Minha Casa, Mi-nha Vida, por exemplo. Dessa for-ma, em 2010, eletros e veculos perde-ro um pouco de espao para o crdi-to imobilirio. O economista calculaque o crescimento do crdito ao con-sumidor de maneira geral deve ser emtorno de 15% a 20%. Percentualmen-te, o crdito imobilirio pode crescer atmais de 50%, mas ainda um volumeinexpressivo, completa.

    Os atrativos da regio

    As construtoras esto transformandoa regio de Alphaville num dos plosmais atrativos para endereos empre-sarias e comerciais do Estado de SoPaulo. Muitos so os fatores: fcil lo-calizao, incentivos fiscais, baixa tri-butao e segurana. E o que me-lhor: atrelado a estes fatores, o crdi-to imobilirio deve impulsionar ain-da mais o crescimento da regio.

    O economista e superintendente da Associao Comercial de So Paulo, Marcel Solimeo garante: 2010 ser o ano do crdito imobilirio.Os investimentosno setor, como o caso do Shopping Iguatemi , esto transformando a regio num dos plos mais atrativos para endereos empresarias e comerciais

    Atraindo novos moradores eempresas investidoras que se

    instalam na regio com ointuito de expandir suas ativi-dades, visvel a quantidadede lanamentos que ocupa

    reas estratgicas nas adjacn-cias de Alphaville e Tambor

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:224

  • 2010 Jornal Tambor - 2010

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:225

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:226

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 agenda cultural

    Reservamo-nos o direito de reduzir os textos das mat-rias enviadas redao, sem prejuzo do contedo

    Jornal Tambor

    Redao e AdministraoCalada das Violetas, 101Centro Comercial de AlphavillePABX: 4195.7844 - 4195.8806

    [email protected]

    CirculaoResidenciais de Alphaville do Zero ao 12, Tambor 1ao 6, Exclusive House, Alphaville Conde, Melville, 18do Forte, Up-town Housing, Residencial Scenic,Gnesis I e II, Alpha Stio, Edifcios Residenciais eComerciais de Alphaville e Tambor, Centro Comerci-al de Alphaville, de Apoio I e II, Centro Empresarial deAlphaville, Aldeia da Serra, Centro e Comrcio deBarueri e Pontos Estratgicos, at o limite da tiragem.

    Cats

    A histria da gata Grizabella (interpre-tada pela cantora Paula Lima) originamais uma superproduo, orada em 6milhes de reais. Na data mais especi-al do ano para a tribo dos Jellicle Cats,em que todos se renem para celebraros lderes do grupo, Grizabella resolveabandonar os companheiros para explo-rar o mundo. De volta, desprezada pelaescolha e sofre ao som de canes famo-sas como Memory, em letras vertidas parao portugus pelo compositor Toquinho.

    Teatro AbrilAvenida Brigadeiro Lus Antnio, 411

    Tel.: 2846-6060Quando: quinta e sexta, 21h00; sbado, 17h00e 21h00; domingo, 16h00 e 20h00. R$ 50,00 aR$ 220,00 (qui. e dom.); R$ 80,00 a R$ 240,00

    (sex. e sb.)

    7

    Teatro BradescoR. Turiassu, 2.100 - Perdizes - Oeste.

    Ingresso: R$ 40 a R$ 170.Quando: quinta: 21h; sexta: 21h30, sbado:

    17h e 21h30; domingo: 18h.O Rei e Eu

    Baseada no romance Anna e o Rei doSio, de Margaret Landon, vertido duasvezes para o cinema, a trama estreou naBroadway em 1951 e se passa no Sio,atual Tailndia, no sculo XIX. O po-deroso rei do pas (Tuca Andrada) temdezenas de mulheres e sessenta filhos.Para educ-los contratada uma pro-fessora inglesa (Claudia Netto), que, emmeio ao choque cultural, acaba envol-vida com o patro.

    Teatro AlfaRua Bento Branco de Andrade Filho, 722

    Tel.: 5693-4000(Dom, Qui, Sex e Sb) quinta, s 21h00; sexta, s

    21h30; sb., 17h00 e 21h00; dom., 16h00 e 20h00.

    Com: Cameron Diaz, Frank Langella, James Marsden Distribuidora: Imagem Filmes

    A Caixa

    O que voc faria se lhe entregassemuma caixa com apenas um boto e quese voc o apertasse lhe deixaria milio-nrio mas, ao mesmo tempo, tirasse avida de algum que voc no conhe-ce? Norma Lewis (Cameron Dias) umaprofessora e o seu marido, Arthur (Ja-mes Marsden), um engenheiro daNASA. Eles so um casal com um filhoque leva uma vida normal morando nosubrbio. Tudo muda quando um mis-terioso homem aparece com uma pro-posta tentadora: a caixa. Norma e Ar-thur tm 24 horas para fazer a escolha.Logo eles iro descobrir que certas es-colhas esto fora de seu controle e vomuito alm da fortuna e do destino.

    Cinema

    Mentes Perigosas

    O Psicopata Mora ao Lado

    Eles podem arruinar empresas e fam-lias, provocar intrigas, destruir sonhos,mas no matam. Por serem charmosos,eloquentes, inteligentes e sedutorescostumam no levantar a menor sus-peita de quem realmente so. Visamapenas o benefcio prprio, almejam opoder e o status, engordam ilicitamen-te suas contas bancrias, so mentiro-sos contumazes, parasitas, chefes tira-nos, pedfilos, lderes natos da malda-de. O que a sociedade desconhece que os psicopatas, em sua grande mai-oria, no so assassinos e vivem comose fossem pessoas comuns, podendoestar ao seu lado.

    Ttulo: Mentes PerigosasO Psicopata Mora ao Lado

    Autor: Ana Beatriz Barbosa SilvaEditora: Fontanar

    Nmero de Pginas: 210

    Editorial

    Teatro

    Passado o carnaval, 2010 realmente ater-rissou, e com ele, a certeza de que muitasmudanas positivas esto ocorrendo: elei-es presidenciais, Copa do Mundo, aque-cimento da economia brasileira, crescimentodo nmero de mulheres no cargo de chefia,expanso da internet banda-larga, possvelindependncia petrolfera, ascenso dasclasses sociais, conscincia ambiental e ocrescimento acelerado da regio de Al-phaville, Tambor e Aldeia da Serra. Aten-ta velocidade destas mudanas, a Edito-ra Tambor tambm no poderia ficar defora e tratou de adequar-se aos exigentespadres jornalsticos e ao seu pblico-alvo,promovendo mudanas em seus diversosprodutos. A primeira delas foi o reposicio-namento da marca atravs de um planeja-mento estratgico de marketing realizadoem parceria com a Agncia Go Up Publi-cidade, que buscou elevar o veculo JornalTambor ao patamar dos leitores, anun-ciantes e da regio. Em seguida, veio a ade-quao de seus cadernos que trazem assun-tos cotidianos, informaes precisas e atu-alizadas mensalmente pela nossa equipe,alm de apresentar as tendncias do mun-do contemporneo. De olho no crescentemercado virtual, desenvolvemos um sitedinmico e completo para que o leitor possaestar bem informado a qualquer momen-to, bastando acessar a partir de abrilwww.jornaltambore.com.br.Para concluir, criamos nosso slogan, se-dimentando assim o compromisso assu-mido com a regio ao longo dos anos. Oslogan Jornal Tambor - Forma e con-tedo de qualidade! - que passar a fazerparte integrante do dia-a-dia dos nossosleitores, faz referncia ao modo de apre-sentao das informaes em relao qualidade do contedo e da forma como sotratados, pois sabemos que um no nadasem o outro. Da, a nossa preocupao emapresentar um jornal de qualidade: forma econtedo especialmente para voc leitor.Nas prximas edies, a exemplo do re-posicionamento ocorrido nas editorias demercado de imveis & lanamentos, atua-lidade, local, esportes, sade & bem-estararquitetura & decorao, gastronomia,tecnologia & informtica, moda & bele-za, ensino, agenda cultural, servios e ces& cia, os anncios tambm sero reposicio-nados. Desejamos uma tima leitura e at anossa prxima edio!

    A montagem rene 12 msicos, or-questra e mais 28 atores, cantores e bai-larinos para contar a histria de TracyTurnblad, uma adolescente obesa (in-terpretada por Simone Gutierrez), queanseia provar seu talento em um famo-so programa musical de televiso.

    Livro

    Diretor ComercialJos Luiz Di [email protected]

    FotografiaRodrigo [email protected]

    ReportagemJoo Felipe Cndido da Silva - MTB 57.364/[email protected]

    Expediente

    Os artigos assinados so de exclusivaresponsabilidade de seus autores

    Departamento JurdicoCrmen Agle - OAB/SP [email protected]

    As informaoes contidas nos anncios so deinteira responsabilidade dos anunciantes queas autorizaram.

    Assessoria de MarketingGO UP [email protected]

    Edio 192 - maro/abril 2010 uma publicao mensal da Editora Tambor

    A redao

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:227

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    As operadoras de TV por assinatura noEstado de So Paulo tm mais um moti-vo para no cobrar dos clientes pela uti-lizao de ponto extra. A proibio jhavia sido determinada pela AgnciaNacional de Telecomunicaes (Anatel)no ano passado e foi reforada por limi-nar da 6 Vara da Fazenda Pblica de SoPaulo, resultado de ao movida pelaFundao Procon-SP.As empresas no podem cobrar pelocontedo transmitido, mas permitido

    Cobrana de ponto extra deCobrana de ponto extra deCobrana de ponto extra deCobrana de ponto extra deCobrana de ponto extra deTV por assinatura suspensaTV por assinatura suspensaTV por assinatura suspensaTV por assinatura suspensaTV por assinatura suspensa

    continuar cobrando pela instalao doponto extra, a manuteno da rede edos conversores/decodificadores - oque, na prtica, abre uma brecha para acobrana como era feita antes.O descumprimento da deciso acarreta-r em multa diria de R$ 30 mil. De acor-do com dados da Associao Brasileirade Televiso por Assinatura (ABTA), atsetembro passado, havia 6,9 milhes deassinantes de TV paga no pas.

    O MPF (Ministrio Pblico Federal)de So Paulo est pressionando asoperadoras de celular e de TV por as-sinatura a acabarem com as multas aosclientes que assinaram contratos defidelizao e querem rescindi-los.Atualmente, a Anatel (Agncia Naci-onal de Telecomunicaes) autorizaas prestadoras a vincularem o clientepor, no mximo, 12 meses em trocade benefcios. No caso das teles, isso

    Procuradoria quer o fim deProcuradoria quer o fim deProcuradoria quer o fim deProcuradoria quer o fim deProcuradoria quer o fim demultas a cliente fidelizadomultas a cliente fidelizadomultas a cliente fidelizadomultas a cliente fidelizadomultas a cliente fidelizado

    significa subsdio na aquisio de ce-lulares. Na TV paga, pode ser um des-conto no valor do plano.Quando o cliente encerra seu contratoantes dos 12 meses, a operadora podecobrar multa proporcional ao temporestante do contrato. O cliente s es-capar dessa punio se houver des-cumprimento de obrigao contratu-al ou legal pela operadora. Nesse caso,o nus da prova cabe companhia.

    8 atualidade

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:228

  • 2010 Jornal Tambor - 2010

    Imposto de Renda: a declarao j comeouImposto de Renda: a declarao j comeouImposto de Renda: a declarao j comeouImposto de Renda: a declarao j comeouImposto de Renda: a declarao j comeouDeu-se incio ao perodo de entrega daDeclarao de Ajuste Anual do Impos-to de Renda da Pessoa Fsica 2010,obrigatria para os contribuintes bra-sileiros. Neste ano, ter a obrigatorie-dade da declarao, todos os contribu-intes que residem no Brasil e que tive-ram rendimentos tributveis superio-res a R$ 17.215,08 em 2009. A Recei-ta espera que cerca de 24 milhes depessoas enviem a declarao em 2010.Quem perder o prazo estar sujeito amulta de R$ 165,74, mais 20% do im-posto sobre a renda. Em visita sededa Delegacia de Barueri, o superinten-dente da RF do Brasil no Estado deSo Paulo Jos Guilherme AntunesVasconcelos, esclareceu que o concei-to cultural do brasileiro mudou muitonos ltimos anos. O contribuinte notem deixado a declarao para a lti-ma hora: s na primeira semana, tive-mos mais de 100 mil declaraes, in-formou Vasconcelos. J o DelegadoDirceu Alves da Louza, responsvelpela unidade, afirma que a internet mo-dificou e facilitou a vida de toda a po-pulao. Outra novidade de acordocom o superintendente da RF que sea pessoa errar na hora da declaraodevido alguma eventualidade, ela po-der ajustar o problema pela prpriainternet. J o mal contribuinte, poderter pssimas surpresas este ano commultas que variam de 75 a 80%, porisso importante cumprir o papel decidado. De acordo com o Delegadoda RF de Barueri, o contribuinte podeagendar pela internet o dia e hora em

    Nesta fase preliminar foram constatados re-colhimentos na ordem de R$ 350.500,00.A RF de Barueri no ano passado proto-colizou 653 DISO (declarao e infor-mao sobre obra) e emitiu 558 AROS(aviso para regularizao de obras).

    atualidade 9

    que gostaria de ser atendido. Opescomo esta facilitam muito a vida dequalquer contribuinte. S no ano pas-sado, o tempo de espera mdia foi de15minutos e tivemos mais de 7 mil aten-dimentos nesta unidade, afirma Lou-za. S em 2009, a regio de Baruerirecebeu 92 mil declaraes. O prazode entrega da declarao deste ano, vaide 1 de maro a 30 de abril.

    RF em Barueri deflagraOperao MansesO objetivo da Operao Manses identificar e notificar proprietrios queno efetuaram os recolhimentos dascontribuies previdencirias inciden-tes sobre as obras. O proprietrio queno quitar o dbito previdencirio fi-car sujeito abertura de uma ao fis-cal para o lanamento dos valores de-vidos, com cobrana do principal acres-cido de multa e demais encargos le-gais, sem prejuzo de outras sanes ad-ministrativas e penais.Todos os proprietrios de obras novasso obrigados a efetuar a matrcula desua edificao junto a Receita Federaldo Brasil, que jurisdiciona o local daobra - independentemente de prvia in-timao do rgo - para obteno dematrcula do imvel e recolhimento dasdevidas contribuies previdencirias.Em relao aos municpios de Barueri,Jandira, Santana de Parnaba e Pirapo-ra do Bom Jesus, inicialmente, foram inti-mados 50 proprietrios, at o dia 31dejaneiro deste ano, sendo que 25 intima-es foram atendidas e 14 contestadas.

    Neste mesmo ano, arrecadou-se o valorsuperior a 34 milhes em contribuiesreferentes ao segmento de regulariza-o de obras PJ e PF.

    Informaes:www.receita.fazenda.gov.br

    De acordo com a Secretaria estadualdos Transportes, o ndice de aciden-tes nas estradas paulistas caiu 1,7%no ltimo Carnaval, em comparaoao ano anterior - em nmeros absolu-tos foram 1315 acidentes, 41 mortose 814 feridos. Com um efetivo de maisde 4.000 homens, a Polcia MilitarRodoviria garante a fiscalizao, se-gurana e o policiamento nas rodo-vias do Estado, mediante convniocom o DER, Dersa ou com as empre-sas concessionrias rodovirias esta-duais. Para uma viagem sempre se-gura e livre de transtornos, no po-demos esquecer de dois assuntos quedependem somente de ns mesmos osquais so muito importantes: a m-quina e o ser humano. O veculo deveestar em condies seguras para a

    Cai ndice de acidentes nas rodoviasCai ndice de acidentes nas rodoviasCai ndice de acidentes nas rodoviasCai ndice de acidentes nas rodoviasCai ndice de acidentes nas rodoviasviagem, explica o 1 Tenente PM -Comandante do 1 Peloto da 4 Ciado 5 BPRv Rodovia Castello Bran-co, Carlos Eduardo Guar Carrilho.A manuteno peridica e principal-mente a reviso especfica para a via-gem devero ser realizadas regular-mente. Cabe ao motorista cumprirseu dever de um bom condutor obe-decendo todas as normas de trnsi-to. No tenha pressa, o importante chegar ao destino. Seja corts e diri-ja sempre atento. Evite falar ao celu-lar, esteja em boas condies fsicaspara poder dirigir e no consumabebida alcolica, finaliza Carrilho.A quantidade de bitos causados pe-los acidentes no Brasil alarmante,chegando a ultrapassar em nmeros,alguns pases que esto em guerra.

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:229

  • Jornal Tambor - 2010 Jornlocal

    ParnabaParnabaParnabaParnabaParnaba a cidade da regio oest a cidade da regio oest a cidade da regio oest a cidade da regio oest a cidade da regio oesteeeeecom menor ndice de criminalidadecom menor ndice de criminalidadecom menor ndice de criminalidadecom menor ndice de criminalidadecom menor ndice de criminalidade

    A Secretaria Estadual de SeguranaPblica de So Paulo (SSP/SP) divul-gou o balano de crimes registradosdurante o ano de 2009. E os dados es-tatsticos divulgados pelo rgo apon-tam Santana de Parnaba como a cida-de da Regio Oeste Metropolitanacom o menor ndice de criminalidadeem todos os delitos registrados: ho-micdio doloso, furto, roubo e furto eroubo de veculo. Ainda, segundo a SSP/SP, o municpio o terceiro do Estado,entre as cidades com mais de 100 milhabitantes, que apresenta o menor n-mero de roubos (181,67), ficando atrs

    apenas de Ourinhos (148,07) e Ja,que registrou ndice de 137,09.Outro destaque do municpio rela-tivo taxa de homicdio doloso. San-tana de Parnaba apresenta taxa de 8,05(por 100 mil habitantes). Este ndi-ce, abaixo de dois dgitos, consi-derado, pela Organizao Mundial daSade (OMS), abaixo da faixa consi-derada epidmica que acima de 10casos por 100 mil habitantes. Em 2009,a mdia em todo o Estado foi de 10,95.

    10

    Servios 24 horas da GMC153 (emergncias)

    0800-161532 (Disque-Denncia)

    No ltimo dia 23 de maro, a Prefeiturade Barueri, por intermdio da Secreta-ria Municipal de Comunicao Social,reuniu a imprensa local para entre ou-tros assuntos de interesse da regio, co-mentar a veiculao da matria exibidano Programa CQC da TV Bandeirantes.Na ocasio, o prefeito Furlan deixouclaro o fato de sempre atender aos jor-nalistas que o procuram para dar entre-vistas, ressaltando que ao longo de suatrajetria poltica nunca se teve not-cia da sua falta de compostura no aten-dimento imprensa. Ressalte-se que emseus 34 anos de vida poltica, RubensFurlan tem ajudado a construir a histriade prosperidade da cidade de Barueri, semnunca ter havido nada que desabonassea sua trajetria e conduta. De acordo coma Secretaria Municipal de ComunicaoSocial, ele no poderia nunca se inti-midar com pessoas que, em nome dojornalismo, metem uma cmara e o dedono nariz das pessoas, tratando uma au-toridade com deboche e desrespeito.

    Prefeitura de Barueri: exerccio daPrefeitura de Barueri: exerccio daPrefeitura de Barueri: exerccio daPrefeitura de Barueri: exerccio daPrefeitura de Barueri: exerccio da

    democracia no abala democracia no abala democracia no abala democracia no abala democracia no abala ooooo 2 m2 m2 m2 m2 maioraioraioraioraior PIB PIB PIB PIB PIB

    de So Paulo e o 8 do Brasilde So Paulo e o 8 do Brasilde So Paulo e o 8 do Brasilde So Paulo e o 8 do Brasilde So Paulo e o 8 do BrasilVale salientar que quando vivemosnum regime democrtico, todos tm odireito de expressar suas opinies. Nes-te contexto, a assessoria de imprensado municpio ressaltou que quando oprefeito adjetivou os jornalistas come-diantes do CQC, estava apenas exer-cendo a democracia com o direito de sereferir s pessoas com a opinio que temdelas. Hbito permanente dos prpriosintegrantes do CQC, que deram ao casouma dimenso maior do que o necessrio.Todas as pessoas envolvidas no desvio dotelevisor respondero sindicncia e seroresponsabilizadas nos termos da Lei.O que todos no podem esquecer queRubens Furlan, recentemente, em levan-tamento realizado pelo Governo do Es-tado de So Paulo detm 89% de apro-vao dos muncipes, considerado pelogovernador Jos Serra a melhor avalia-o de todos os municpios do Estado.Barueri ocupa atualmente o 2 maior PIBde So Paulo e o 8 do Brasil.

    Construdo com recursos prprios daPrefeitura de Barueri, que investiumais de 100 milhes, com cerca de 25milhes aplicados somente em equi-pamentos, o Hospital Municipal omais moderno da regio e est apare-lhado com instrumentos de alta tec-nologia para atender a casos de mdiacomplexidade que envolve, entre outros:clnica mdica, centro cirrgico, cirur-gias ambulatoriais, pediatria, fisioterapiaespecial, clnica psiquitrica e consultasem especialidades mdicas.InfraestruturaSua capacidade de 304 leitos divi-didos em: 241 leitos de enfermaria,41 leitos de UTI (neonatal, adulto epeditrico) e 22 leitos de berrio dealto risco. Esto disponveis 32 espe-cialidades mdicas e a sua capacida-de mdia de atendimento de cerca

    Hospital Municipal de Barueri Hospital Municipal de Barueri Hospital Municipal de Barueri Hospital Municipal de Barueri Hospital Municipal de Barueri referncia na rea da sade referncia na rea da sade referncia na rea da sade referncia na rea da sade referncia na rea da sade nnnnna regioa regioa regioa regioa regio

    de 25 mil pacientes por ms. Alm disso,oferece exames de: laboratrio clnico,ultrassonografia, mamografia, ecocardio-grafia, holter, eletroneuromiografia, den-sitometria, radiologia; eletrocardiografia,doppler, endoscopia, urodinmico, cito-patologia e hemoterapa.Hemodilise de qualidadeO Ministrio da Sade reconheceu a qua-lidade dos servios prestados e habili-tou o servio de hemodilise do Hos-pital Municipal de Barueri Dr. Fran-cisco Moran a continuar realizandoatendimento especializado a pacientescom deficincias renais. Esse reconheci-mento do Governo Federal confirma obom atendimento do seu setor de he-modilise, que j vinha sendo realiza-do desde a sua inaugurao oficial nodia 31 de maro de 2009.

    Hospital Municipal: Rua Angela Mirella, n 354Fones: PABX: 2575-3200 - 4168-7878

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2210

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 11

    H algumas semanas, a crise hiperten-siva que atingiu o Presidente Lula dei-xou muitos brasileiros apreensivos. que segundo dados da Sociedade Bra-sileira de Cardiologia, atualmente hmais de 30 milhes de hipertensos nopas. O fato que a elevao anormal dapresso nas artrias aumenta o risco dedistrbios como acidente vascular ce-rebral, ruptura de um aneurisma, insufi-cincia cardaca, infarto do miocrdio eleso renal. Pessoas de todas as ida-des devem consultar o mdico e verifi-car como anda sua presso constante-mente, j que essa doena dificilmenteapresenta sintomas, afirma o personaltrainer Heleno Oussaki, que atua h maisde 7 anos na regio de Alphaville.Segundo o personal, para afastar o pe-

    Por Heleno OussakiPersonal Trainer

    [email protected]

    Hbitos saudveis e exercciosHbitos saudveis e exercciosHbitos saudveis e exercciosHbitos saudveis e exercciosHbitos saudveis e exercciosfsicos reduzem a presso arterialfsicos reduzem a presso arterialfsicos reduzem a presso arterialfsicos reduzem a presso arterialfsicos reduzem a presso arterial

    rigo da hipertenso, importante apos-tar nos exerccios aerbicos de formamoderada. Estudos demonstram quecaminhada, dana, bicicleta, corridae at mesmo musculao, podem redu-zir e equilibrar o nvel de presso arte-rial, sem a necessidade do uso de medi-camentos, explica Oussaki. Alm dosexerccios importante manter umarotina tranquila, com hbitos saud-veis, diminuindo o uso de sal, manten-do o peso em dia. Para garantir resulta-dos satisfatrios seja na reduo de pesoou presso arterial, essencial buscara ajuda de um profissional com vastaexperincia, que de forma funcional,elaborar um programa de exercciospara que todos os resultados e objeti-vos sejam atingidos.O hobbie virou profisso: Ricardo de

    Castro, conhecido como Urso, prati-cante e instrutor de mergulho h maisde 15 anos, decidiu investir o seu vas-to conhecimento na Scafo, uma lojaexclusiva para cursos de mergulho emAlphaville. Morador da regio, Ursoque mergulhou literalmente nos setemares e destaca-se como um dos pro-fissionais mais conceituados do pas,disponibiliza atravs da Scafo, cursosde mergulho para pessoas a partir de 10anos, sem que para isso precisem se des-locar para a grande So Paulo. As au-las vo do bsico ao profissional paratodos os tipos de necessidades, desde omergulho mais simples at mesmo osmais complexos, como o caso dos queso realizados em cavernas e navios nau-

    Alphaville e regio ganhamAlphaville e regio ganhamAlphaville e regio ganhamAlphaville e regio ganhamAlphaville e regio ganhamexcluexcluexcluexcluexclusiva escola de mergsiva escola de mergsiva escola de mergsiva escola de mergsiva escola de mergulhoulhoulhoulhoulho

    fragados, declara . A loja disponibili-za uma infinidade de acessrios, comomscaras, nadadeiras, roupas de mergu-lho, regulador, cilindro, entre muitosoutros e oferece cursos bsicos a partirde 2 parcelas de R$ 190,00, incluindocertificao internacional. Aproveite econhea o calendrio semanal de via-gens nacionais e internacionais, que sa Scafo oferece nos melhores pontos demergulho do planeta.Que tal conhecer um novo mundo?

    Tire duas dvidas!Tire duas dvidas!Tire duas dvidas!Tire duas dvidas!Tire duas dvidas!Se faltar um dia na academia, pos-so compensar com um treino maispesado no dia seguinte?Voc pode aumentar um pouco, masessa no a medida ideal. Para no so-brecarregar o corpo de forma errada,consulte o instrutor e estabelea uma es-tratgia saudvel.

    Por quanto tempo posso ficar semmalhar e no prejudicar meu con-dicionamento?Em uma semana seu corpo j comeaa perder os ganhos, at chegar condi-o de um sedentrio. A capacidade ae-rbica a primeira a ser afetada. Mas

    H mais de 15 anos, o instrutor de mergulho Ricardo de CastroUrso ministra aulas para pessoas a partir de 10 anos

    esportes

    Scafo AlphavilleTel.: 4249-3770

    Calada das Violetas, 94Centro Comercial Alphaville

    [email protected]

    Servio

    a partir da terceira semana sem ati-vidade fsica que esse processo se tor-na mais rpido e voc percebe as dife-renas. Se necessrio, reduza o treino,mas no pare totalmente.

    Quanto tempo deve durar uma ses-so de musculao?O treino de fora deve ter no mximo50 minutos. Aps isso, o catabolismo (oconsumo de massa muscular como fon-te de energia para o corpo) aumentadoe h maior fadiga neural, ou seja, voccomea a estimular mais a perda do queo ganho de msculo e, assim, acaba ten-do um efeito contrrio ao desejado.

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2211

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    O outono chegou e nesta poca, inicia-se o perodo das podas e adubaes. Deacordo com Alcindo Leonardo, geren-te da Garden Centre Alphaville, asplantas entram no perodo de dormn-cia. importante adubar a planta acada 30 dias e no se esquecer de po-d-las, tirando apenas o excesso, expli-ca Leonardo. Uma planta que est emalta e que se adapta em todos os ambi-entes internos durante todo o ano a paudgua. Essa espcie faz muito suces-so na Europa e na sia, sem contar que

    fica muito elegante em cacheps, arran-jos, exigindo pouca manuteno, in-forma o gerente. A Garden Center Al-phaville atualmente referncia em to-da a regio e conta com uma equipe dejardinagem especializada em oferecer oque h de melhor no mercado. Um ambi-ente sempre exala cor e vida se estivercom flores e plantas, no mesmo?

    arquitetura & decorao12

    Outono: hora de cuidar das plantasOutono: hora de cuidar das plantasOutono: hora de cuidar das plantasOutono: hora de cuidar das plantasOutono: hora de cuidar das plantas

    O pau dgua est em alta j que se adpta em todos os ambientes, exigindo poucos cuidados

    Garden Center AlphavilleTel.: 4195-5238

    Alameda Amazonas, 262

    Servio

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2212

  • 2010 Jornal Tambor - 2010

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2213

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn14

    A presena da natureza tem feito cadavez mais parte da decorao dos ambi-entes residenciais e comerciais, tantoassim que os investimentos agora pas-sam a fazer parte da rea interna tam-bm. neste momento, que o clientenecessita do auxlio de um paisagistacapaz de oferecer consultoria, projetoe manuteno do jardim. De olho nes-te mercado, Sheila Jano evoca influ-ncias contemporneas em seu traba-lho, aliando experincia, conhecimen-to tcnico, charme e elegncia, numaespcie de grife do paisagismo.Acompanhando todas as fases e asses-sorando toda a equipe da implantao

    A grife do paisagismoA grife do paisagismoA grife do paisagismoA grife do paisagismoA grife do paisagismo

    reforma, a paisagista entrega ao cli-ente o projeto da maneira como foi pla-nejado, escolhendo as melhores plan-tas, a forma adequada para regar, adu-bar, disponibilizando todas as orien-taes necessrias para que o jardimfique sempre impecvel. J a parte deexecuo fica por conta da Agross Pai-sagismo, que tambm administradapela paisagista.

    Sheila Jano: o ambiente planejado por um paisagista tambm pode ser valorizado em at 30%

    arquitetura & decorao

    Sheila Jano PaisagismoTel.: 5851-9102

    [email protected]

    [email protected]

    Servio

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2314

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 15

    Com uma combinao de ousadia, cri-atividade e inovao, a tradicionalCasa Cor So Paulo deste ano aconte-cer simultaneamente com mais trseventos: Casa Hotel, dedicado ao se-tor de hotelaria e turismo; Casa Kids,com tendncias em decorao e arqui-

    Casa Cor 2010 promoverCasa Cor 2010 promoverCasa Cor 2010 promoverCasa Cor 2010 promoverCasa Cor 2010 promoverquatro eventos simultneosquatro eventos simultneosquatro eventos simultneosquatro eventos simultneosquatro eventos simultneos

    tetura para toda a famlia; e o Casa Ta-lento, em que profissionais da arte edo design iro expor seus trabalhos. Asmostras acontecero de 25 de maio a 13de julho, no Jockey Club de So Paulo.A expectativa receber 160 mil visitan-tes. O pblico tambm poder usufruirde diversas atividades, premiaes,produtos licenciados e de servios di-ferenciados nas reas da gastronomia,entretenimento e compras. Os dois lti-mos dias da mostra sero dedicados aoSpecial Sale, perodo em que os visitan-tes podero levar para casa os produtosexpostos com descontos de 30% a 70%.

    A Casa Cor 2010 ocorrer de 25 de maio a 13de julho de 2010, no Jockey Club de So Paulo

    arquitetura & decorao

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2315

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn16

    Com mais de 20 anos de experinciano ramo, a arquiteta e empresria LigeZomignani decidiu inovar o seu traba-lho oferecendo aos moradores de Al-phaville e regio, um novo conceitoem atendimento com produtos exclu-sivos, que atende o cliente mais exi-gente. H mais de 1 ano e meio admi-nistrando a loja Vivoli, a empresriaacredita que dessa forma os moradoresda regio no necessitem mais ir atSo Paulo para encontrar peas e aces-srios diferenciados com preos e con-dies imperdveis. Temos uma infi-nidade de porcelanatos e revestimen-tos italianos, espanhis e nacionais emgrande formato, pastilhas importadase nacionais em materiais to variados

    MMMMMuito mais charme para a decoraouito mais charme para a decoraouito mais charme para a decoraouito mais charme para a decoraouito mais charme para a decorao

    quanto vidro reciclado, inox e cermicaecolgica feita com sobras de lmpadasfluorescentes, alm de mosaicos em mr-mores e pedras, porcelanatos slim paraassentamento sobre pisos e revestimen-tos j instalados e pisos atrmicos parapiscina, entre muitos outros, esclareceLige. Alm disso, a Vivoli oferece as-sessoria completa, inclusive com pagi-nao de ambientes e equipe de assen-tadores, fazendo com que dessa forma ocliente conhea o projeto antes mesmode ser executado. Vale a pena conhecero catlogo disponibilizado pela loja.

    A Vivoli possui uma infinidade de porcelanatos e revestimentos, oferecendo aindaassessoria completa com paginao de ambientes e equipe de assentadores

    Vivoli Revestimentos EspeciaisTel.: Fone: 4208 3321

    Calada das Violetas, 29Centro Comercial Alphaville

    [email protected]

    Servio

    arquitetura & decorao

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2316

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 17

    Na hora de reformar um ambiente, sejaele residencial ou comercial, vem o totemido transtorno que a obra pode cau-sar. Pensando nisso, a arquiteta Ana Cris-tina Fazzio, criou uma maneira din-mica e ao mesmo tempo gil para aca-bar definitivamente com esses proble-mas, com a otimizao do tempo daentrega da obra.Investindo na iluminao, no mobilirioe destacando a parede com um papelfloral personalizado, a arquiteta conse-guiu modernizar o ambiente, inclusive decorao, toda realizada em preto ebranco para combinar com o piso de gra-nito polar existente. A reforma durou

    Antes e depois: projetoAntes e depois: projetoAntes e depois: projetoAntes e depois: projetoAntes e depois: projeto

    arrojaarrojaarrojaarrojaarrojado e funciodo e funciodo e funciodo e funciodo e funcionalnalnalnalnal

    1 ms, comeamos pelo forro de gesso,novos circuitos com a iluminao deembutir para dar aconchego, destacan-do o papel de parede. A mesa em aocromado e tampo de vidro preto deramo ar de modernidade. As cadeiras demadeira e fibra deixaram o espao commuito mais sofisticao. O toque finalficou por conta dos acessrios que com-pe o ambiente, ressalta a arquiteta.

    Investindo na iluminao, no mobilirio e na decorao, a arquiteta conseguiu modernizar o ambiente

    arquitetura & decorao

    Ana Cristina Fazzio | ArquiteturaPaisagismo & Interiores

    Tel.: 4195.2096www.anacristinafazzio.com.br

    Servio

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2317

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    Que o nude e os tons pastis so umasdas maiores tendncias atuais nin-gum mais duvida. As cores esto pre-sentes nos sapatos, nas roupas, nosacessrios e... na decorao!Alm de elegante, o nude uma corleve, verstil e que mantm melhoriluminao nos ambientes. poss-vel criar uma produo monocrom-tica ou uma mais ousada, combinan-do com cores vibrantes. Aproveiteque esta a cor do momento e d umup em sua decorao.

    O nude pegou a decoraoO nude pegou a decoraoO nude pegou a decoraoO nude pegou a decoraoO nude pegou a decorao

    18 arquitetura & decorao

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2318

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 19ensino

    Atravs da realizao de um sonho quesempre esteve nos planos de seus pro-prietrios, Francisca e Francisco Rodri-gues, o Colgio Vila Alpha, que atuana regio de Alphaville h mais de cin-co anos, possui uma proposta diferen-ciada e nica na regio. O colgio ofe-rece a oportunidade de contato diretocom a natureza, num ambiente seguro,com rea de 14.000 m e amplo espaoverde. Escrever, ler, contar, pintar, co-zinhar, modelar com argila, planejar pa-ra semear na horta, alimentar e conhe-cer o dia a dia dos mais diferentes ani-mais existentes na escola como galo, ga-

    Encontro entre a natureza e a educaoEncontro entre a natureza e a educaoEncontro entre a natureza e a educaoEncontro entre a natureza e a educaoEncontro entre a natureza e a educao

    linha, codorna, pavo, faiso, coelho, ca-valo, carneiro, ovelha, avestruz, entreoutros, faz parte da rotina das nossascrianas que aprendem interagindocom a natureza, explica a coordena-dora pedaggica Mrcia. Alm disso,o Vila Alpha oferece aulas de ingls,msica, horticultura, educao fsica,capoeira e ballet. Vale a pena conheceresta proposta diferenciada!

    O renomado Instituto Antakarana-WillisHarman uma organizao no governa-mental, com sede em So Paulo, que tempor objetivo incentivar e promover ativida-des, consultorias e publicaes que contri-buem para a expanso da conscincia glo-bal e o desenvolvimento das relaes hu-manas, mediante a priorizao de conheci-mento, metodologias e projetos integradosque conduzem a ajustes sociais, econmi-cos, educacionais, culturais e ambientais.

    Invista na sua equipe!Invista na sua equipe!Invista na sua equipe!Invista na sua equipe!Invista na sua equipe!

    Onde encontrar:

    Instituto Antakarana-Willis Harman

    R. Lisboa, 328 - Pinheiros - SP - Tel.: 3064-4630

    Colgio Vila AlphaTel.: 4154-4715

    Estrada de Ipanema, 272 Vila VelhaSantana de Parnaba

    Servio

    O colgio Vila Alpha oferece a oportunidade de contato direto com a natureza,num ambiente seguro, com rea de 14.000 m e amplo espao verde

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2319

  • Jornal Tambor - 2010 Jorngastronomia

    Com a chegada do outono e conse-quentemente a queda na temperatura,nada melhor do que apreciar uma sa-borosa massa acompanhada de umbom vinho no mesmo? Nesta po-ca, os pratos gratinados, regados commuito queijo e molho branco, so cam-pees de procura dos ristorantes espe-cializados na tpica culinria italiana,como o caso do La Buca Romana.O cardpio disponibilizado pelo ris-torante oferece centenas de opes dereceitas que podem ser acompanha-das de um delicioso drink ou at mes-mo ser harmonizado com um exce-lente vinho. Contamos com uma no-va e seleta carta de vinhos exclusivos, co-mo o caso do renomado Brunello DiMontalcino, Rossi Di Toscana, Viu Ma-nent, todos sucesso absoluto, explicao sommelier Ed Passamani. Agora que

    Referncia em cozinha italianaReferncia em cozinha italianaReferncia em cozinha italianaReferncia em cozinha italianaReferncia em cozinha italiana

    tal saborear uma apetitosa lasanha le-ve e macia, ou o famoso ravili a Re-gina Buco, elaborado com massa de es-pinafre, recheado com mussarela de b-fala, flambado com molho branco, azei-tona, abobrinha e muito parmeso, ouquem sabe o tradicional polpetone bu-ca de carne com fettuccine!O La Buca Romana iniciou suas ativi-

    dades em 1972 no bairro de Pinhei-ros, na grande So Paulo. A pequenarotsserie transformou-se numa redede cantinas espalhadas pela cidade eno para de crescer. O pblico que fre-quenta a unidade da Oscar Freire mais descolado, com muitas celebrida-des e pessoas da mdia. J a gua Bran-ca, considerado mais cantina da ma-

    ma, com uma linha completa de pi-zzas. J na Paulista, so executivos quetm pressa e correm contra o tempo.Segundo Passamani, o restauranteno para de inovar, por isso os clien-tes iro contar com inmeras novi-dades para 2010.A unidade da gua Branca, estarcom um novo conceito de restaurante/ bar, mais casual, descontrado, ondeos clientes tero uma experincia di-ferente com drinks e petiscos para sa-borear antes do seu prato principal,finaliza o somellier.

    ItaimTel.: 3044-4777

    R. Joo Cachoeira, 1421

    JardinsOscar Freire, 2117

    Tel.: 3088-6689

    gua BrancaTel.: 3864-8630

    P. Toms Morus, 198

    Top CenterTel.: 3284-2176

    Av. Paulista, 854

    Servio

    Pscoa: Chocolate meio amargoPscoa: Chocolate meio amargoPscoa: Chocolate meio amargoPscoa: Chocolate meio amargoPscoa: Chocolate meio amargoajuda a reduzir o colesterolajuda a reduzir o colesterolajuda a reduzir o colesterolajuda a reduzir o colesterolajuda a reduzir o colesterol

    Assim, consumir pelo menos 30 gra-mas de chocolate meio amargo pordia trs benefcios sade e melhoraprincipalmente o funcionamento docorao. O amargo leva vantagem so-bre o branco e ao leite porque apre-senta menos quantidade de gordura.Vale lembrar que o consumo deveser moderado!

    Pscoa 2010

    Mesmo com um peso maior no bolsodos consumidores que pode chegarat 6%, o setor supermercadista pro-jeta um crescimento de 8,8% nas ven-das dos produtos ligados Pscoa.

    A Pscoa chega em breve e o consu-mo de chocolate nesta poca aumen-ta. Segundo especialistas, os benef-cios do chocolate amargo se sobres-saem com relao ao chocolate co-mum. Que tal fazer esta troca na Pscoa?Pesquisas realizadas na rea re-velaramque o chocolate meio amargo capazde reduzir o colesterol ruim, devido aum componente encontrado no cacauchamado flavonide. Essa substncia responsvel pela produo de xi-do ntrico no organismo, recurso res-ponsvel para dilatao das artrias emelhor circulao sangnea.

    O famoso ravili a Regina Buco pode ser facilmente harmonizado com a seleta carta de vinhos

    20

    La Buca Romana

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2320

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 gastronomia 21

    mana

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2321

  • Jornal Tambor - 2010 Jorngastronomia

    Que tal unir o prazer de comer coma certeza de estar cuidando da sa-de? Pois exatamente isso que vocfaz quando opta pela comida japo-nesa. Tanto que seus mais fiis se-guidores, no Continente Asitico, ul-trapassam facilmente a casa dos 80anos e no so raros os que come-moram os 100. A harmonia entre osingredientes o segredo da longevi-dade, por isso, vale a pena investirnesse tipo de alimento.Cientistas do mundo esto compro-vando que certas doenas, como asdo corao, osteoporose e at o cn-cer, podem ser evitadas com umaalimentao saudvel e balanceada.A culinria japonesa muito conhe-cida pelos seus pratos, que contm,na maioria das vezes, vegetais e ali-

    A saudvel comida japonesaA saudvel comida japonesaA saudvel comida japonesaA saudvel comida japonesaA saudvel comida japonesafrutos do mar e peixe. Em geral, os pei-xes possuem menos gordura que a mai-

    oria das carnes bovinas e sunas.

    Os peixes so ricos em mega 3.Dentre as famlias de gordura poliin-

    saturada, destaca-se o mega 3, devi-

    do aos grandes benefcios proporcio-

    nados nossa sade, como: diminui-

    o dos riscos de doenas cardiovas-

    culares e acidente vascular cerebral, re-

    duo da presso arterial, ao anti-

    inflamatria, diminuio das taxas de

    triglicrides e colesterol total no sangue.

    O mega 3 est presente, em maiorquantidade, nos peixes de guassalgadas e frias, como: atum, aren-que, bacalhau, sardinha e salmo.

    mentos naturais. Os fatores que con-tribuem para a longevidade japo-nesa so muitos, como a gentica,a maneira de lidar com o estresse

    e a medicina avanada. Mas, aprincipal razo para se viver tantoest na alimentao saudvel, ba-se de arroz, algas, legumes, verduras,

    A principal razo para o aumento da longevidade est na alimentao saudvel, base de arroz, algas, legumes, verduras, frutos do mar e peixe

    22

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2322

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 gastronomia

    A cidade de So Paulo literalmenteapaixonada pela culinria italiana. Astradicionais cantinas espalhadas pelametrpole oferecem cardpio varia-do e completo, como o caso da Can-tina Bella Donna, localizada no bair-ro do Itaim. O ristorante foi fundadoem 1985 por Tereza Efignia, quesempre teve esprito de empreende-dorismo. Trabalhei por muitos anosem um restaurante especializado emcomida italiana e sempre tive o so-nho de ter o meu prprio negcio,revela Tereza. O sonho, que virourealidade, tornou-se referncia e umadas melhores cantinas da capital, deacordo com a revista Veja SP.Fazer uma refeio na Cantina BellaDonna pedir licena a qualquer di-eta e se esbaldar nas generosas op-es de massas, a maioria delas pre-

    Pratos italianos ePratos italianos ePratos italianos ePratos italianos ePratos italianos epizzaria em um s lugarpizzaria em um s lugarpizzaria em um s lugarpizzaria em um s lugarpizzaria em um s lugar

    paradas artesanalmente. Na entrada,o antepasto completo acompanha-do por uma mesa farta com saladas.O cannelone, a lasagna e o fusilli soalgumas das estrelas do cardpio, quepodem ser harmonizados com a sele-ta carta de vinhos disponibilizados.As novidades ficam por conta do Fil Bella Donna, o delicioso Carr compolenta, a perna de cabrito, nhoque,entre muitos outros. A clientela podeainda degustar mais de 20 opes desobremesa. Recentemente a Cantinaincorporou ao seu cardpio, pizzaspra l de especiais, alm do exclusi-vo servio de entrega.

    Sabores fortes e infinitas combinaes:Sabores fortes e infinitas combinaes:Sabores fortes e infinitas combinaes:Sabores fortes e infinitas combinaes:Sabores fortes e infinitas combinaes:receita da cozinha Mexicanareceita da cozinha Mexicanareceita da cozinha Mexicanareceita da cozinha Mexicanareceita da cozinha Mexicana

    O Mxico pode ser considerado umparaso para a gastronomia. A cozinhamexicana consegue aliar sabores for-tes e infinitas combinaes de ingredi-entes de maneira simples. Isso tudo re-sultado da influncia de naes indge-nas milenares como os astecas e maias,associadas a novos ingredientes e tcni-cas trazidas por colonizadores europeus.A base da culinria mexicana o mi-lho. Dele so feitas as Tortilhas queoriginaram os Burritos, Tacos, Enchi-ladas, Fajitas, Tostadas, Chimichangas,Flautas, Quesadilhas e Nachos. As tor-tilhas podem ser servidas quentes, fri-as, fritas ou tostadas. Em muitos casosso usadas como talher adicional ouat como veculos para que possa-se

    comer carnes, feijes, entre outros, demaneira rpida e prtica.Quando os restaurantes e bares mexi-canos comearam a aparecer com maisintensidade por aqui, no incio da d-cada de 90, muitos paulistanos apro-varam. Nachos, tacos e burritos vira-ram moda. Com o tempo, a novidadefoi assimilada pela clientela e se trans-formou em apenas mais uma das in-meras opes gastronmicas de SoPaulo. As inovaes nas receitas souma adaptao ao paladar brasilei-ro, afirma Joaquim Saraiva de Almei-da, diretor da Associao Brasileira deBares e Restaurantes (Abrasel). Os pra-tos vm com cada vez menos pimenta.

    De acordo com a revista Veja SP, a Cantina Bella Donna considerada referncia na capital paulista

    23

    Cantina Bella DonnaTe.: 3078-6889 / 3078-3144

    Rua Tabapu, 749 Itaim Bibi / SPwww.cantinabelladonna.com.br

    Servio

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2323

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    Aps meses de boatos e especula-es, a Apple anunciou oficial-mente, enfim, a chegada do iPad,seu primeiro computador em for-mato de prancheta digital, ao mer-cado. Em evento realizado em SoFrancisco, nos EUA, o fundador epresidente da companhia, SteveJobs, apresentou o produto - queune computador, videogame, to-cador de msica e vdeo e leitorde livro digital - como mgico erevolucionrio.O aparelho chega s lojas dos Es-tados Unidos custando a partir deUS$ 500 na verso mais barata -sem conexo celular e com 16GB para armazenamento. A ver-so mais cara, com conexo 3Ge 64 GB, custar US$ 829. Hespao para uma categoria entreos smartphone e o notebook. Eprecisvamos criar algo melhor doque um netbook justificou Jobs,antes de confirmar o nome ofici-

    iPad: prancheta digitaliPad: prancheta digitaliPad: prancheta digitaliPad: prancheta digitaliPad: prancheta digitalcom acom acom acom acom acesso a internecesso a internecesso a internecesso a internecesso a internettttt

    al da prancheta digital, que pesapouco menos de 700 gramas etem tela sensvel ao toque de 9,7polegadas, com espessura totalde 1,2 centmetro. O aparelhopode ser ligado a um teclado ex-terno prprio, ou o usurio podeusar teclas virtuais exibidas na telasensvel ao toque.Com o aparelho, ser possvel es-cutar msicas, assistir a vdeos, ou-vir podcasts e acessar a internet.Mas a principal novidade o apli-cativo de livros digitais da Apple,o iBooks. O aparelho ter a mes-ma funo de um Kindle, da Ama-zon. A Amazon fez um excelen-te trabalho com o Kindle, iremosum pouco alm com o aplicati-vo iBooks, disse Jobs. O equipa-mento sem acesso a rede celularestar disponvel mundialmenteem at dois meses, segundo Jobs.

    tecnologia & informtica24

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2324

  • 2010 Jornal Tambor - 2010

    A empresa Porsche Design, integran-te do grupo da famosa montadora deveculos alem, lanou um telefonecelular exclusivo para proprietriosdo esportivo de luxo. Produzido pelaempresa Sagem Wireless em alum-nio e vidro mineral, com a sua car-

    Porsche cria celular exclusivo de luxoPorsche cria celular exclusivo de luxoPorsche cria celular exclusivo de luxoPorsche cria celular exclusivo de luxoPorsche cria celular exclusivo de luxo

    caa totalmente na cor preta, o mo-delo P9522 Black est sendo vendi-do em Cingapura por US$ 1.636,equivalentes a R$ 2.890.O Porsche Design P9522 possui umatela de 2.8 polegadas, cmera de 5megapixels, GPS, Wi-Fi, slot para mi-croSD, e um sistema de segurana porimpresso digital.

    25tecnologia & informtica

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2325

  • Jornal Tambor - 2010 Jornmoda & beleza

    Preparem-se as franjas esto voltandoe com fora total novamente na pr-xima estao outono/inverno 2010.Comece a mudar o corte de cabelo eapostar nas franjas desfiadas, compri-das , desconectadas,ou cobrindo le-vemente o rosto - a franjinha supercurta tambm vir com tudo nesse in-verno. A tendncia outono/inverno2010 ficar por conta da franja, fran-jo ou franjinha.

    Espelho, espelho meuNo entanto, por mais interessante queseja o corte, no cai bem em qualquerpessoa, seja pelo estilo, seja pelo for-mato do rosto. importante procurarum corte que combine tanto com apersonalidade quanto com o as for-mas da face.

    As franjas so as queridinhas da estaoAs franjas so as queridinhas da estaoAs franjas so as queridinhas da estaoAs franjas so as queridinhas da estaoAs franjas so as queridinhas da estaoInspiraoOs looks que marcaram presena nassemanas de moda de Paris, Milo, Lon-dres e Nova York, so baseados emcones da msica rock e folk, comoAmy Winehouse e Janis Joplin, e nainfluncia que elas exercem sobre astendncias de cabelos. A coloraoinspirada no universo Rock apresen-ta-se em tons de loiros platinados, cas-tanhos escuros altamente brilhosos epretos contrastando com tons verme-lhos. J a colorao inspirada na m-sica Folk traz um cabelo com mechasque contrastem entre si, ao mesmotempo em que se completam, deixan-do assim o cabelo com uma coloraomais natural.Mas no se esquea: preciso cora-gem para arriscar!

    26

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2326

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 sade & bem-estar

    So muitos os mitos que giram em tor-no do clareamento. Este tratamentoconsiste em clarear as pigmentaesdo dente, com uso de um gel aplicadonuma placa fina de silicone, envolven-do todos os dentes. Este gel com-posto de perxido de carbamida ou dehidrognio em concentraes de 6% a16%. Sua funo penetrar no esmal-te e dentina, atravs da liberao demolculas de oxignio, clareando ospigmentos encontrados. Com isso huma alterao da cor do dente para tonsmais claros, entretanto a estrutura dodente preservada.O tempo de uso depender de cadacaso, podendo ser aplicado duas ve-zes ao dia por 30 a 45 minutos oupor 2 a 3 horas somente. No reco-mendamos mais dormir com a placacomo era sugerido no passado. Con-centraes maiores do gel s podemser usadas em consultrio com a de-vida proteo e cuidados especiais,pois acima de 20% o gel queima amucosa e gengiva. Pesquisas e estu-

    Clareamento dental: o melhor para a sua autoestimaClareamento dental: o melhor para a sua autoestimaClareamento dental: o melhor para a sua autoestimaClareamento dental: o melhor para a sua autoestimaClareamento dental: o melhor para a sua autoestima

    dos clnicos indicam que clarear os den-tes sob superviso de um dentista se-guro para os dentes e gengiva. O gelno abrasivo, apresenta pH neutro(6,9) e no enfraquecendo os dentes.O clareamento est contra indicadoantes dos 15 anos de idade, pacientesgrvidas, lactantes (que esto amamen-tando) e para quem j apresentou rea-es alrgicas ao tratamento anteri-ormente. Existem casos, como dentesmanchados por tetraciclina, em queo tratamento pode no ser to efetivo.Cabe ao dentista avaliar os casos vi-veis para o clareamento atravs do exa-me clinico e diagnstico. Como efeitoadverso, algumas pessoas apresentamuma sensibilidade no dente ou na gen-giva durante o tratamento. Estes sin-tomas desaparecem aps 1 a 3 dias da in-terrupo ou trmino do tratamento.Aps o trmino do clareamento, a coralcanada ser definitiva, entretanto,o processo de pigmentao dos den-tes continuar acontecendo, como h-bitos alimentares e idade, porm fica-

    ro sempre mais claros do que esta-vam antes de iniciar o tratamento. Anecessidade de retoque est relacio-nada aos hbitos do paciente em con-sumir em excesso substncias pigmen-tadas. Estes pacientes podem precisarde retoque cada 6 meses ou 1 ano.Com relao a durao do tratamen-to, no existe clareamento em sessonica, isso estratgia de marketing.No possvel precisar ao certo, poiscada paciente responde diferente aotratamento devido a resposta biol-gica de cada um. Os resultados ide-ais geralmente ocorrem quando oprocesso for contnuo por 14 dias a1 ms. Dentes com manchas severase internas, como as de tetraciclina,necessitam de um tempo maior detratamento, podendo chegar a 6 me-ses ou mais e mesmo assim com re-sultados nem sempre satisfatrios.

    Clnica *Tatiana Costa RibeiroTel.: 4195 9930

    Al. Rio Negro 1084, conj. 78 - AlphavilleUnidade de Apoio - So Paulo:

    R. Joaquim Floriano 466, conj. 212 - ItaimA

    Aps o trmino do clareamento, a cor alcanada ser definitiva

    27

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2327

  • Jornal Tambor - 2010 Jornservios28

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2328

  • 2010 Jornal Tambor - 2010

    Os melhores destinos para sua viagemOs melhores destinos para sua viagemOs melhores destinos para sua viagemOs melhores destinos para sua viagemOs melhores destinos para sua viagem

    Destaque na regio, a agncia de turis-mo Super Trips firmou-se no mercadodevido qualidade do atendimento epor disponibilizar preos acessveisobtidos atravs de parcerias com asmelhores operadoras do mercado. Ten-do frente a empresria Elaine LeiteFernandes, moradora da regio e comvasta experincia no segmento, a agn-cia criou um servio diferenciado deconsultoria, oferecendo a mais comple-ta gama de servios e produtos tursti-cos do mercado. Nosso objetivo ve-rificar as caractersticas de cada cli-ente e suas reais necessidades e, as-sim, oferecer sugestes de viagens deacordo com o seu perfil. Para superaras expectativas e tornar a viagem um

    momento especial. Oferecemos dicassobre os melhores roteiros, passeios,restaurantes, entre outros, esclareceElaine. Outro diferencial fica por con-ta do ps venda. Acompanhamos ocliente durante toda a viagem, man-tendo contato com os fornecedores,verificando se o mesmo foi bem aten-dido, e fornecendo total assistnciasempre que necessrio. ressalta a em-presria. Agende uma consulta e co-nhea inclusive, os pacotes especiaispara a Copa 2010 na frica do Sul.

    A empresria Elaine Leite Fernandes afirma que as viagens para a frica do Sul esto em alta devido Copa do Mundo

    29servios

    A nova resoluo da Agncia Naci-onal de Aviao Civil (Anac), pu-blicada no ltimo dia 15, benefici-ar os passageiros em casos de atra-so ou overbooking - quando sovendidas mais passagens do que lu-gares disponveis nas aeronaves. Oprimeiro teste para a medida, quevale a partir de junho, ocorrer nasprximas frias do meio do ano.Quando o atraso superar uma hora,as empresas estaro obrigadas a for-necer facilidade de comunicao, te-lefone e acesso web, por exem-plo. Depois de duas horas de atrasono voo, tero de fornecer alimen-tao adequada e, depois de qua-tro horas, a resoluo manda ofere-cer acomodao em local adequadoe, quando necessrio, hospedagem.A assistncia aos passageiros ter deser dada at mesmo se ele j estivera bordo da aeronave em solo e semacesso ao terminal. Anteriormente,no havia regra para assistncia aopassageiro j embarcado e as puni-

    Auxlio por atraso em voo Auxlio por atraso em voo Auxlio por atraso em voo Auxlio por atraso em voo Auxlio por atraso em voo deve serdeve serdeve serdeve serdeve sergarantido por garantido por garantido por garantido por garantido por empresa empresa empresa empresa empresa areaareaareaareaarea

    es vigoravam aps o seu voo atra-sar mais de quatro horas.Pela nova resoluo, no caso de aempresa area cancelar o voo ante-cipadamente, os passageiros podemreceber integralmente o valor da pas-sagem, na forma como ela foi paga.Ou seja, se pagou em carto de crdi-to, o valor reverte para o seu carto.Se o bilhete foi pago vista, ter deser ressarcido vista. Todos os direi-tos dos passageiros tero de estar ex-pressos em material que a companhiatambm ficar obrigada a distribuir.

    Super Trips Agncia de Viagens e TurismoTel.: 4195-2750

    Calada das Violetas, 297 - C C Alphavillewww.supertrips.com.br

    Servios

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2429

  • Jornal Tambor - 2010 Jornces & cia30

    O aumento da expectativa de vida sinnimo de doenas na velhice. Aboa notcia que exames e tratamen-tos para bichos esto mais sofistica-dos. Porm, exigem do dono uma boasade financeira. A terceira idade fi-cou mais longa tambm para os ani-mais de estimao. Atravs dos avan-os da medicina veterinria e o au-mento de especializaes da carreira -oncologistas, endcrinologistas, den-tistas, oftalmologistas, homeopatas, en-tre outras reas -, ficou mais fcil darqualidade de vida aos bichinhos idosos.A entrada do co na velhice determi-nada pelo seu porte. Os de raas mai-ores tm o metabolismo mais acele-rado e chegam terceira idade com8 anos. Os menores envelhecem maisdevagar e so considerados idososcom 10 anos. J entre os gatos noh diferena, todos ficam idosos aos8 anos. Atualmente, a expectativa devida de ces grandes de 10 a 12 anos e

    O seu melhor amigo tambm envelhece!O seu melhor amigo tambm envelhece!O seu melhor amigo tambm envelhece!O seu melhor amigo tambm envelhece!O seu melhor amigo tambm envelhece!

    de pequenos e mdios de 13 a 18 anos.Felinos vivem de 18 a 20 anos.Na hora de viajar...No h como negar: o co idoso re-quer cuidados especiais, principal-mente quando seu dono tem que seausentar por qualquer motivo. Eaqueles que necessitam viajar, sabeo quanto inconveniente deixar oanimal sob os cuidados de outra pes-soa. Em busca de uma alternativa

    para este tipo de impasse, o empres-rio Gustavo Demange decidiu inves-tir em um hotel exclusivo para o seumelhor amigo, atendendo Alphaville eregio. Na United Dogs, o co, sejaele de qualquer idade, tem um trata-mento especial. Nossa equipe especi-alizada em atender as necessidades detodas as raas. J os ces idosos rece-bem atendimento de alto padro em nos-so hotel, esclarece Demange.Confira as principais doenasdos ces e gatosCncer: comum depois dos 7 anos.H predisposio racial. Tumores em rot-tweiler, fila-brasileiro, bullmastif e mas-tin-napolitano. Linfomas atingem boxers,golden retrievers e so-bernardos.Felinos: Os tumores mais comuns en-tre gatos so carcinomas de pele emfelinos despigmentados e linfomas.Catarata: Acontece aps os 6 anos emraas pequenas de ces, como poodle,

    schnauzer e malts. raro em gatos.Colesterol alto: Ocorre em ces obe-sos e com problema de tireide. Osschnauzers tm grande predisposio.No comum em gatos.Diabetes: relativamente comumem ambas as espcies, especialmen-te fmeas de raas pequenas.Insuficincia renal: Ocorre em ces,depois de 10 anos, em todas as raase tamanhos. Atinge muitos cockerse poodles. Alta incidncia em gatospersas e de pelo longo.Cardiopatias: Comuns em gatospersas e em ces como poodle,yorkshire, cocker e pincher.Obesidade: Ocorre em ces com ali-mentao inadequada e falta de exer-ccio fsico. Raas com propenso:beagle, labrador, cocker, dachshunde collie. Nos gatos, h maior inci-dncia em raas de pelo curto.Costas: Problemas na coluna, hr-nia de disco e calcificao so co-muns em dachshund, pequins, bea-gle, poodle, cocker, shitzu, lhasaapso. Bicos de papagaio acometempastor-alemo, dog-alemo e so-bernardo. O doberman tem predis-posio a alteraes no final da co-luna e os menores no incio.O envelhecimento com dignidadetambm deve ser estendido ao seumehor amigo.

    A terceira idade ficou mais longa tambm para os animais de estimao, atravs dos avanos da medicina

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2430

  • 2010 Jornal Tambor - 2010 servios 29

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2431

  • Jornal Tambor - 2010 Jorn

    Jornal Tambor Diagramado - Atual.pmd 08/04/2010, 16:2432