of 8 /8
5 Anos - Informando a Coletividade EDIÇÃO 50 - ANO V - PASSO FUNDO - OUTUBRO/NOVEMBBRO DE 2010 SAÚDE CUIDADOS COM O SOL 7 COMPORTAMENTO QUEM TEM CRÉDITO TEM TUDO 7 MÚSICA ENCONTRO DE CORAIS 3 PALAVRA DE VIDA TUDO SE FEZ NOVO 2 Pág. 5

Jornal Visao

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Visao, a informção de Passo Fundo e da Igreja Assembleia de Deus desta cidade.

Citation preview

Page 1: Jornal Visao

5 Anos - Informando a Coletividade

EDIÇÃO 50 - ANO V - PASSO FUNDO - OUTUBRO/NOVEMBBRO DE 2010

SAÚDE

CUIDADOS COM O SOL

7

COMPORTAMENTO

QUEM TEM CRÉDITO TEM TUDO 7

MÚSICA

ENCONTRO DE CORAIS 3

PALAVRA DE VIDA

TUDO SE FEZ NOVO

2

A Pessoa de

E o Verbo se fez carne,e habitou entre nós...(João 7.14)

Pré-JornadaInscrições de15/03/2010 a 15/04/2010 Inscrições e Informaçõescom Margarete Michel(54) 9982.1364 / 3312.2967

28 a 31de outubro de 201028 a 31de outubro de 2010

Pág. 5

Page 2: Jornal Visao

2 - JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010

Vilquerson Samuel MachadoEvangelista da Igreja Assembléia de Deus e membro dodepartamento Jurídico.

JornalExpedientePresidente: Pr João Maria Hermel

Vice-Presidente: Pr Sandro Nogueira de OliveiraDiretora Geral: Jairita Cassiana Vargas da Costa MTB 13879

Conselheira Editorial: Maria Inês MalaquiasColaboradores: Vilquerson Samuel Machado, Margarete Ferrão Michel, Jarina Isabela Vargas,

Ercilia Puhl, Juliano Machado de Matos, Terezinha do Carmo de Miranda. Redação, correspondência e assinatura:

Rua Leopoldo Vila Nova, 83 - Bairro São Cristóvão - Passo Fundo – RSFone: (54) 3315 7583 – Cel: (54) 9957 4580

e-mail: [email protected]ção: AlessandroMeneghetti.comImpressão: Gráfi ca Imperial - 3313-5434

Os artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores, e não representam necessariamente a opinião do ConselhoEditorial ou do informativo. É expressamente proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo do veículo, sem prévia

dos titulares dos Direitos Autorais.

Redação do Visão: [email protected]

Basegio entra para a galeria dos imortais

O médico, escritor, vereador licenciado, e deputado eleito, Dióge-nes Basegio, passa a integrar a partir de agora a galeria dos imortais da Acade-mia Passo-Fundense de Letras (APL). Com mais de oito livros e diversos artigos publicados na área médica no Brasil e no exterior Basegio ocupa a ca-deira de número 35, cujo patrono é o Dr. César Santos.

Em cerimônia realizada na noi-te de quinta-feira, Basegio, falou da honra em estar integrando a Academia e principalmente o assento que já foi de um homem muito respeitado em Passo Fundo. “Para mim é um orgulho poder estar entre os grandes nomes do município. Já faço parte da Academia Passo-Fundense de Medicina e essa ho-

menagem me deixa ainda muito feliz. Quero honrar este convite”, declarou.

Além de Basegio também to-maram posse os escritores Carlos An-tonio Madalosso, Diogenes Luiz Base-gio, Elmar Luiz Floss, Marilise Lech, Mauro Gaglietti, Odilon Garcez Ayres e Sueli Gehlen Frosi.

Tudo se fez novo!Queridos leitores, é com satis-

fação e alegria que volto a coluna pas-toral para mais uma vez falar do Amor de Deus para conosco. Enquanto me-ditava no que escreveria, fui invadido por recordações do passado, das coisas que já passaram e de imediato lembrei--me do que o apostolo Paulo escreveu em 2ª Coríntios 5. 17 – “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. Nosso passado às vezes não nos traz boas recordações, pelo contrário, nos fazem pensar e que-rer que tudo tivesse sido diferente, mas, não temos como mudar o que já acon-teceu. Por mais que tenhamos vividos momentos felizes, e todos tiveram esses momentos, do que mais lembramos são daqueles momentos de tristeza e dor, e que de alguma forma ainda nos atingem e infl uenciam ainda hoje.

Isso são as conseqüências dos nossos atos e não temos como evitar, pois para tudo o que fi zermos, de bom ou de mal, amanhã ou depois colhere-mos as conseqüências igualmente boas ou más. No entanto o apóstolo Paulo nos fala que se alguém já encontrou o Salvador Jesus e entregou sua vida a Ele, está em Cristo, e estando em Cris-to (Jesus) é nova criatura, nasceu de novo, tem uma nova vida. Por esse mo-tivo acrescenta que “as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. Meu amigo, eu quero dizer com isso, que a Palavra do Senhor escrita pelo apósto-lo Paulo nos ensina que, por mais que tenhamos contenda com o nosso passa-do, que não o desejamos, que ele con-tinue nos causando mal, isso fi cou para trás e tudo se fez novo.

Quando nos entregamos a Je-sus Cristo tudo aquilo que fi cou para trás e que nos incomoda não tem mais poder sobre nós, porque tudo em nossa

vida se faz novo, e o novo é desejado por todos, faz sentir bem, traz novas expectativas e renova a esperança de coisas melhores. Até no passado as coisas novas tem infl uência, pois mes-mo que nossas lembranças de atitudes passadas não sejam boas, aprendemos com elas e depois que aceitamos Jesus como nosso único e sufi ciente salvador e lhe entregamos nossa vida, recebemos a condição de modifi car essas lembran-ças com novas atitudes geradas pelo Espirito Santo. Muitas coisas são di-fíceis de serem mudadas em suas con-seqüências, mas, para aquele que está em Cristo “tudo se fez novo” inclusive a possibilidade de mudar os erros e as conseqüências indesejadas do passado. De igual modo não podemos nos es-quecer de que nossa vida de hoje será o passado de amanhã, e de todas as coisas daremos conta um dia perante Ele. Por isso, ao fi nalizar esse breve comentário convido a todos a participarem dessa novidade de vida oferecida por Jesus Cristo, que inclui experiências novas, novas atitudes, vida nova, alegria nova, e tudo isso a cada dia, mas, a condi-ção é estar nEle. A decisão que você tomar hoje, ecoará na eternidade. Se escolher estar com Cristo, com certeza no decorrer de algum tempo, nossos sentimentos serão outros e poderemos dizer que “...as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo”. Que Deus abençoe a todos.

“ Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele

eternamente. Amém.”(Romanos 11:36)

Page 3: Jornal Visao

JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010 - 3

MÚSICA

ORQUESTRA RENASCER

ASSEMBLÉIA DE DEUS REALIZA ENCONTRO DE CORAISExaltação e manifestação da glória de Deus por cada indivíduo e pelo povo quando reunido para a adoração pública

Acontecerá no dia 13 de No-vembro às 19h e 30min na Igreja Assembléia de Deus o primeiro Encontro de Corais

das Assembléia de Deus. O evento con-tará com quatro corais do Estado em comemoração ao aniversário do Coral Feminino Hosanas ao Rei. Segundo organizador do evento, o regente do Coral Harmonia Celeste do bairro Pe-trópolis, Daisson de Andrade da Silva, o encontro tem o objetivo de resgatar o movimento coral nas igrejas que é fun-damental e necessário na formação de um povo, de uma nação, inclusive do povo de Deus, povo de Sua proprieda-de exclusiva, como escreve Pedro (1 Pe-dro 2.9), para proclamarmos as virtu-des daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz, isto é, para adoração de Seu nome.

Para o maestro Daisson a mú-sica criativa e elaborada do canto coral é e será sempre instrumento válido de adoração e evangelização e que precisa ser resgatada em nossa realidade. “A visão de João no Apocalipse confi rma e prenuncia esta importância para ho-mens ao redor do Trono de Deus vin-do de todas as nações, e também aos

anjos. Na história da adoração judaica cristã, o canto coral tem esta fi nalida-de básica a exaltação e manifestação da glória de Deus por cada indivíduo e pelo povo quando reunido para a adoração pública.”

Evento itineranteOutra novidade é que este

evento será itinerante e poderá ser rea-lizado as etapas em diversas cidades do Estado, como informou Daisson. “Esta é uma idéias que queremos levar a todo o Estado e cada igreja que quiser orga-nizar este evento poderá fazer mediante a adesão “de um regulamento que será criado na reunião entre os regentes que estarão presentes neste encontro”

No encerramento todos os corais estarão entoando um hino em conjunto, onde unirão as vozes para engrandecer o nome do Senhor.

Corais Participantes: - Coral Harmonia Celeste – Passo Fundo- Coral Hosanas ao Rei – Passo Fundo- Coral Vozes de Gratidão – Erechim- Coral Acordes Celeste – Caxias do Sul

A música criativa e elaborada do canto coral é e será sempre instrumento válido de adoração e evangelização e que precisa

ser resgatada em nossa realidade

Um compromisso na formação de músicos e adoradoresA Orquestra Renascer surgiu

no dia 8 de maio de 2010 e está tra-balhando na formação de músicos há seis meses, O nome Renascer surgiu da visão bíblica de João 3, onde Jesus diz a Nicodemos: “na verdade, na ver-dade te digo que aquele que no nas-cer de novo, não poderá ver o Reino de Deus...”. Renascer signifi ca nascer outra vez. Acreditamos que na área musical, isso se faz indispensável, pois é a área mais afetada nas igrejas, mais infl uenciada pelo modismo, pelo ata-que do inimigo e se não nascermos de novo, de forma constante, o risco é deixar de lado o verdadeiro signifi ca-do do louvor para o orgulho pessoal, a satisfação do ego, a busca pelo prazer, pelo reconhecimento, pelos aplausos e o abandono do louvor, da adoração, pela busca de apresentações pessoais e show.

Os ensaios da Renascer acon-tecem no Centro Evangelístico da AD, todos os sábados das 16h às 18h, onde são ministradas aulas de música de for-

ma gratuíta, a todas as idades, diversos instrumentos como: saxofone, clarine-te, fl auta, violino, trompete, percussão e muitos outros. Todos os interessados por música, independente de congre-gação, podem participar da orquestra, que pertence ao templo central (sede) da AD.

Este compromisso, esta missão, surgiu da percepção de que precisamos constantemente nos renovar no quesi-to musical em nossas igrejas, primando a formação de novos músicos adorado-res. A Assembléia de Deus de Passo Fundo tem um caráter muito amplo, com diversas congregações e templos, o que nos faz perceber uma lacuna existente na área da música, onde por um lado existem muitos músicos de qualidade, mas em contrapartida em muitos momentos há a ausência desses por diversas razões e a carência de uma estrutura musical mais ampla, diver-sifi cada e descentralizada. Em Deus, sempre seremos um, mesmo que exis-tam diversos corais, diversas bandas,

conjuntos e orquestras, afi nal, uma

igreja com a dimensão da nossa não daria conta de seus compromissos sem pessoas comprometidas com o “Ide” do Senhor Jesus. Vale lembrar que o objetivo central é ampliar e disseminar o trabalho musical e não suprimir os existentes, não dividindo, não desesti-mulado, mas de forma descentralizada

colaborar para o crescimento e o avan-

ço da obra de Deus no ministério de louvor e adoração no departamento de música. A todos os leitores o nosso carinho e o convite para esta missão. Lembrem de nós em vossas orações.

Vanessa LimaProfessora e musicista profi ssional da OMB (Ordem dos Músicos do Brasil) Maestra da

Orquestra Renascer

Page 4: Jornal Visao

4 - JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010

Culto Geral do EBAO Templo Central no dia 3 de

outubro realizou o Culto Geral da Es-cola Bíblica para Adolescentes - EBA. O EBA tem como objetivo a evange-lização.

Segundo a coordenadora do departamento, Eliane Deferrari, “Não é porque nasceu na Igreja que o adoles-cente está salvo. Além disso, 30 % dos alunos são fi lhos de não cristãos.”

A Palavra de Deus foi ministra-da pelo Irmão Oziel, baseada em 1Jo 2.16 “Porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupis-cência dos olhos e a soberba da vida não é do Pai, mas do mundo”.

A Banda Geração de Adora-

dores (Sede), Marciane (Força e Luz), Coral de Adolescentes e Coreografi a do Eba, louvaram ao Senhor.

O Culto dos Adolescentes ocorre no sábado, das 14h00min às 15h00min, nas seguintes congregações: Hípica, Força e Luz, Templo Central.

Consagração de JovensCom o objetivo de levar os

participantes a uma maior intimida-de com Deus foi realizado, no dia 12 de outubro, na Congregação da Vera Cruz, a consagração da mocidade.

O evangelista Jovane Lopes, O pastor Adão Vanderlei, o pastor San-dro de Oliveira, estiveram ministran-do a Palavra de Deus, de acordo com o tema: “Movidos pelo Espírito Santo, conforme 2Pe 1.21: “ Porque a profe-cia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espí-rito Santo”.

No louvor a Jesus Cristo cola-boraram: As Irmãs Machado, Conjun-to Dona Elisa, Conjunto da Cohab.

Este evento foi coordenado pelo Setor C da juventude assembleia-na, composto pelos Distritos: 02 e 09.

I Congresso da JIAD na IndustrialCom o objetivo de unir a juven-

tude do Setor B (distrito 10) ocorreu, de 1 a 3 de outubro, o I Congresso Distrital da JIAD na Congregação da Industrial.

Este acontecimento teve como tema 1 Jo 2.14b: “Eu vos escrevi, jo-vens, porque sois fortes, e a Palavra de

Deus está em vós, e já vencestes o ma-ligno”.Na sexta-feira, a mensagem foi pregada pela Irmã Janaína Conceição. No sábado e no domingo, pelo Irmão Márcio Conceição.

O Coral do Distrito 10, o Co-ral da São José, o Conjunto Vida Nova

da Zachia, o Cantor Cristiano Ramos, adoraram a Jesus.

Este evento foi coordenado pe-los evangelistas: Samuel Batista e Elie-nai Deferrari.

Congresso Distrital do Círculo de Oração

De 15 a 17 de outubro foi re-alizado o I Congresso do Círculo de Oração, do Distrito 10, na Congrega-ção da Industrial.

A ministração da Palavra de Deus esteve a cargo do pastor Améri-co, das irmãs Márcia Santos e Eloina. O Congresso teve como texto base Sl 133.1: “Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união”!

Na adoração a Deus coopera-ram: o Exército de Débora e os Corais Distritais.

Este acontecimento esteve sob a coordenação da Irmã Jane Mello, co-ordenadora geral do círculo de oração.

Congresso do Círculo de Oração

Acontecerá de 19 a 21 de no-vembro, no Templo Central, o Con-gresso do Círculo de Oração.

O pastor Adalberto da Silva de Foz do Iguaçu estará pregando a Palavra de Deus. O cantor Amarildo, o Coral do Círculo de Oração, esta-rão louvando.

Retiro de JovensSegundo o minidicionário da

língua portuguesa, Soares Amora, con-sagração signifi ca dedicar-se a Deus. Sendo assim, de 19 a 21 de novembro acontecerá em Novo Hamburgo, no Sítio São Luiz, o Retiro de Jovens.

O sítio está localizado na Zona Rural de Novo Hamburgo, em Lomba

Grande, cercado por morros e matas nativa. Situa-se aproximada-mente 50 km de Porto Alegre. Maiores informações sobre o local onde será re-alizado o retiro, no site: www.sitiosao-luiz.com.br.

A pregação da Palavra será feita pelo pastor João Vieira, de Salto, Uru-guai. O louvor, pelo irmão Elias Pedro-so de Sapucaia do Sul.

A viagem custará R$150,00, podendo ser parcelada em três vezes, havendo mais de um participante da mesma família o valor será R$130,00 por pessoa.

A saída de Passo Fundo será as 19h00min, no dia 19, e o regresso está programado para as 22h00min, do dia 21 de novembro.

Este evento está sob a coorde-nação dos Evangelistas: Elienai Defer-rari e Samuel Batista.

I Congresso de Avivamento

Com o objetivo de evangelizar, ganhar almas, adorar e receber graça de Deus, acontecerá de 10 a 14 de no-vembro, o I Congresso de Avivamento na Congregação da Tristão de Almeida.

Estarão ministrando a Palavra de Deus, os pastores: Adão Vanderlei, João Maria Hermel, Sandro de Olivei-ra e o presbítero Márcio Nascimento. De acordo com o tema: “É tempo de conhecer a Deus”. Baseando-se em 1Jo 4.13,14: “Nisto conhecemos que esta-mos Nele, e Ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito, e vimos, e testi-fi camos que o Pai enviou o seu Filho para Salvador do mundo”.

No louvor, Mauro e Coral, Elias e Elizeu, Nairo Silva, Adriano de Aratiba. No domingo, à tarde, será rea-lizado o louvor interdenominacional, à partir das 14h00min.

O evento está sob a coordena-ção do presbítero Daniel dos Santos, responsável pela Congregação da Tris-tão de Almeida.

Aproveite este espaço para divulgar os

eventos do mês.

Page 5: Jornal Visao

JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010 - 5

Mais de 1000 crianças no evangelismo Infantil do Distrito 6 da AD

O Evangelismo Infantil do Distrito 6, através da Assembléia de Deus é realizado há mais de 20 anos em Passo Fundo. Iniciou-se na Ed-mundo Trem. Vem proporcionando grandes encontros com Cristo e tes-temunhos de muitas crianças. O Pro-jeto de evangelismo foi trazido para Passo Fundo, através da irmã Marina, que chegara do IBE – trazendo novas idéias e inspirando os irmãos locais. E no dia 10 de outubro, em comemo-ração ao Dia das Crianças, na Asso-ciação do Bairro São Luiz, em frente ao Presídio foi realizado Grande Show com o Evangelismo Infantil do Dis-tritio 6 da Assembléia de Deus – AD.

“No primeiro evangelismo esperávamos 50 crianças e o padeiro achou que viria 100, então mandou 100 pães e seus dois fi lhos. Mais adian-te o evento foi realizado em alguns lugares, como Mato Castelhano, Se-rafi na Correia e nos bairros Petrópolis, Tristão de Almeida, São Cristóvão. E todos os anos na São Luiz, e na Igreja da AD da Arizona”, relataram os co-ordenadores do Evangelismo Infantil Onorina e Lairton Rodrigues.

O evento movimenta toda a con-gregação cristã, e todos participam com orações, doações e esse trabalho já tem ultrapassado o número de mil crianças.

Esse ano foi convidada as igre-jas evangélicas locais, bandas e a Leão XIII em parceria com a Tenda de Evan-gelismo e presidente de bairro. No fi -nal da festa foi realizado um convite especial, e muitas crianças levaram Je-sus para a sua casa. “Entregamos 1500 potes de doces, 1800 pícolés, 2000 copos de refrigerante grantuitamente, pois com o número de participantes e amigos contribuiu para o sucesso do evento que tem o objetivo de anun-ciar a Jesus em praça pública, levando a muitos a adorar a Deus, oportunizar bandas locais e dizer que dá para viver sem drogas tendo uma conscientização que a música e o envolvimento com Cristo proporciona isso e muito mais que as igrejas evangélicas tem a oferecer a nossa comunidade.

Segundo eles foram entregues convites de cada em casa. Também com professores e crianças do Culto Infantil e Escola Dominical, acompa-nhados de pais ou um adulto, pela par-te da manhã no dia do evento e à tarde já estavam todos ansiosos esperando os convidados.

Os organizadores agradecem a todos os colaboradores e contam com a ajuda para a programação de Natal e o próximo evangelismo em 2011.

Associação do Bairro São Luiz em frente ao Presídio (lado esquerdo com a Tenda de Evangelismo)

Associação do Bairro São Luiz em frente ao Presídio (lado direito muros do Presídio)

No sábado, as crianças que já frequentavam o Culto Infantil ensaiam para apresentação no domingo dia 10 de outubro

Evangelismo infantil noDia das Crianças

O projeto Além da Música da Orquestra Átrios da Igreja Assembléia de Deus de Passo Fundo realizou, no dia 12 de outubro uma tarde de evan-gelismo voltado para as crianças. O evento aconteceu em um pátio cedido próximo à rodoviária, na rua Ângelo Preto. Durante a tarde foi distribuído folhetos e convites nas as residências próximas ao local.

Após o envangelismo todos se reuniram para participarem de brincadeiras, apresentação de teatro, com a presença de palhaços, hora do conto, com histórias e apresentação de louvores.

Também foi feita a distribui-ção de refrigerantes e cachorros-quen-tes para mais de 150 crianças acompa-nhadas de pais e familiares.

Page 6: Jornal Visao

6 - JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010

Educação Cristã

EBA Evangeliza Adolescentes há 14 anos em Passo Fundo

Quanto custa formar uma criança, até que ela se torne um adulto? Sem dú-vida trabalhar com a educação cristã dos adolescentes exige vários investimentos. Investimentos não só de dinheiro, de ma-terial, mas também de tempo, dedicação e, principalmente, amor.

Quando o trabalho com ado-lescentes é feito a base de improvisação, obtêm-se poucos resultados; por isso, o trabalho com adolescentes exige prepara-ção de material específi co para a idade, e dentro do planejamento anual, o pla-nejamento de atividades de campo que visem o desenvolvimento emocional e intelectual, visando como objetivo prin-cipal a compreensão do evangelho e sua aplicação diária, a melhoria nos relacio-namentos familiares e social.

Mas na maioria das vezes nem mesmo os pais querem investir na edu-cação cristã de seus fi lhos, e nem sentem necessidade de investimentos nesta área, até que estejam diante de um adolescente questionador e confl ituoso.

Embora se saiba que este tra-balho produz mais resultados do que o trabalho com adultos, chegando alguns a afi rmar que dá um retorno de 90% contra 10%, as Igrejas investem apenas 10% nas crianças e adolescentes, quando investem.

Não haverá ministério efi caz com os adolescentes sem assumir os de-vidos custos:a) custos para melhor preparo de aulas;b) custos para ter-se melhores materiais

didáticos;e) custos para se transmitir melhor o

ensino da Palavra de Deus aos adoles-centes;

d) custos para se tornar uma infl uência amiga e marcante na formação da per-sonalidade da criança.

Enquanto as crianças são mais suscetíveis de serem evangelizadas, de reconhecerem seu pecado, de crerem na pessoa e obra de Jesus a medida que elas vão crescendo, que vão se adultizando, vão também endurecendo os seus cora-ções e fi cando cada vez mais marcadas pelos pecados.

Tem sido comprovado que os 85% dos que são cristãos, tomam esta importante decisão entre 15 e 30 anos; 4% após os 30 anos e 1% de 1 a 4 anos.

Esta estatística nos mostra como é urgente ganhar os adolescentes para

Cristo. Infelizmente muitos não crêem na evangelização e protelam a comunica-ção da mensagem.

Quantas crianças acabam sendo igrejadas e não evangelizadas, e chegam a adolescência frequentadores assíduos das Igrejas, mas não compreendem o evange-lho Salvador.

Para ensinar os adolescentes com efi ciência e sucesso, precisamos conhecer as características, necessidades e interes-ses peculiares desta faixa etária. Ex: O profeta Eliseu para ressuscitar um rapa-zinho desceu ao seu nível adaptando-se às suas medidas e dimensões, por certos pormenores como boca, olhos, mãos e corpo. Vejamos ai uma grande lição es-piritual para ganharmos os adolescentes para Jesus, (II Rs 4.33,34).

A Psicologia Educacional estu-da as leis que governam o crescimento, desenvolvimento e comportamento do indivíduo. Portanto apresentaremos de forma resumida as características, as ten-dências, aspirações, predileções e interes-se dos adolescentes, e com isso também as suas necessidades de aprendizado. A divisão em grupos, que se segue, não sig-nifi ca precisamente a divisão psicológica, uma vez que inúmeros educandos, ou melhor, cada pessoa tem diferenças psí-quicas.

Adolescente deriva do latim ado-lesco, e signifi ca crescer, desenvolver-se para a idade varonil. Nossa palavra adul-to é o particípio de adolesco=crescido.

a) Quanto ao aspecto físico: Crescimento rápido com mudanças pro-fundas, físicas e mentais, isto devido à ação de certas glândulas até então ina-tivas, mas agora, em obediência às leis do Criador são ativadas e respondem pelas transformações físicas e psíquicas da criança. Possuem muito vigor e mui-ta atividade. O coração do adolescente cresce e palpita com mais rapidez, o que dá ao menino energia, tornando-o baru-lhento. Bate a porta com força, assobia e grita com força total, que a pobre mãe cansada e nervosa pergunta por que é que o Joãozinho não pode ser mais cavalheiro e delicado. Esses jovens furacões também dão vazão, facilmente, a tais explosões de energia e logo fi cam cansados. Meninos e meninas começam a demorar-se dian-te do espelho e do perfume. As meninas crescem mais rápidas, mas param mais cedo; os meninos demoram um pouco

mais e continuam crescendo. Devido as novas forças desenvolvidas e o desassosse-go do físico, grande perigos rondam esta idade. Os adolescentes são desajeitados; esbarram em tudo e como quebram as coisas em casa! Isso porque mãos, pernas e pés estão em rápido crescimento, jun-tamente com forças até então inativas, e o cálculo e a fi rmeza sofrem prejuízos. Também costumam aprender e inven-tar cacoetes os mais diversos, mas sendo observados com simpatia, os abandonam pouco depois automaticamente. (Cacoe-tes na idade têm sempre origem no siste-ma nervoso, como pressa, preocupação, estado emocional, etc., etc.). Deus deve ser apresentado aos adolescentes como nosso verdadeiro alvo.

b) Quanto ao aspecto men-tal: Expansão e abandono das coisas de criança. Surge a razão, a mais alta das fa-culdades humanas, e o rapaz está sempre a perguntar o porquê e o como das coisas (falamos de razão no sentido de raciocí-nio e não noutro). É a idade das dúvidas, inclusive as de ordem teológica. O ado-lescente é pesquisador e lógico. Lê muito, se tiver formado esse hábito. Concentra--se no que faz. Surgem as emoções. Per-guntas bíblicas. Impera o reino da fan-tasia. Há constantes sonhos quiméricos de coisas irrealizáveis, que costumamos chamar de “castelos de areia”. As emo-ções oscilam de um extremo ao outro. Hoje a mocinha está alegre, irrequieta e sonhadora. Amanhã estará muda, triste e não gosta de mais ninguém. O rapazinho adquire ares de teimosia, rebeldia e argu-mentação. Tudo isso faz parte dessa ida-de. Tudo deve ser canalizado e orientado para o bem. A oração constante a Deus e a confi ança em Suas promessas segundo a sua Palavra, por parte dos pais, é fator de primeira ordem para o equilíbrio, controle e vitória, tanto no lar como na vida do adolescente. É ainda nessa idade que a mente atinge o mais elevado perío-do intelectual, na fronteira dos 15 anos.

c) Quanto ao aspecto social: Desejo de companhias. Aumenta o sen-timento de grupo. Os pais enfrentam o problema de companheiros apropriados para os fi lhos. Impulsos de independên-cia. Detestam a rotina; querem varieda-de. Emoções intensas. A disposição e a força devem ser dirigidas contra o mal, o erro. O amor profundo que surge nes-sa época deve ter seu verdadeiro alvo em Deus e no próximo, com o qual convive-mos aqui na terra até a morte. O estudo de relações humanas por parte dos pais é muito útil nessa fase. O sentimento de justiça é muito forte, o que exige cuidado dos pais quanto à aplicação de disciplina. É a época ideal para serem conduzidos a Cristo. Precisam de apoio constante e orientação, isso num ambiente apropria-do de espiritualidade profunda, ativida-des cristãs e programas próprios para o adolescente.

Portanto o EBA - Escola Bíblica para Adolescentes da Igreja Assembléia de Deus de Passo Fundo -, oferece um trabalho específi co dentro da Igreja que possa desenvolver todos os aspectos da vida do adolescente; pensar em ativida-des de lazer e ensinamentos bíblicos com aplicação prática, e não apenas a musi-calidade, que tem sua importância, mas não basta, pois, como poderiam crer se desconhecem os princípios cristãos, vi-vendo no ápice do desenvolvimento se-xual e de tantas indefi nições, onde não são mais crianças, mas também não são adultos?

Necessitamos cada vez mais, criar espaço dentro de nossas Igrejas para esta faixa etária, valorizando e incen-tivando a todos que, voluntariamente, vêm se dedicando a este trabalho, in-vestindo diariamente nesta missão tão importante que é o “IDE” de Cristo na evangelização dos adolescentes.

Eliane K. DeferrariCoordenadora do EBA

“Então lhe disse a fi lha de Faraó: Leva este menino, e cria-mo; pagar-te-ei o teu salário. A

mulher tomou o menino e o criou”(Êx 2.9)

Page 7: Jornal Visao

JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010 - 7

Comportamento

SaúdeVerão

Lúcia Helena Pedroso

Lúcia Helena Pedroso Palestras sobre Capital Humano - Portifólio de

palestras no blog www.lucia-pedroso.blogspot.comQuem tem crédito, tem tudo!

O homem está vivendo dois sis-temas de forma simultâneas; um, aquele que ele gostaria

de ser e o outro, o que ele consegue ex-pressar. Tem frases que nominam cla-ramente: Quem há que possa discer-nir as próprias faltas? Qual o homem

que enxerga seus erros? Muitas vezes, até sabemos dos erros, mas onde está a consciência na construção dos acer-tos? Vivemos tempos onde as in-formações chegam atropelando nossas emoções e a realidade fi ca distorcida. Confundimos muitas situações, onde o justo nem sempre é o certo, mas a sinceridade é que; A VERDADE É SEMPRE CERTA. Até ontem po-díamos disfarçar atrás da ignorância. “Não adianta alegar desconhecimento da lei. Vai preso igual!” Hoje ACA-BOU AS DESCULPAS. Então o de-safi o é ter claro quem governa nossos pensamentos, sentimentos e nossas

atitudes. Também se diz: “Reino divi-dido não subsiste”. Como poderemos seguir caminhando e olhando para trás? Nossos olhos estão para fora e porque será, que quase nunca, para dentro? É uma grande batalha sairmos das situações convencionais.

Somos escravos do sistema, as fantasias, a falta de atenção nos dis-traem criando assim caminhos que não são os mais atrativos logo ali adiante. A experiência mostra que, toda pessoa quando quer impressionar leva um tempo investindo em seus talentos e quem sabe que pode levar mais vanta-gens, investe o dobro do tempo. Por-

que então a frase: Quem tem crédito tem tudo? Somos frutos das escolhas, somente o tempo poderá dizer o real crédito que construímos. Temos muitas coisas ocultas. Nosso coração nos con-dena, somos dirigidos pelas emoções. O pior cego é aquele que não quer en-xergar a realidade. Abra os olhos, abra o coração.

O novo entendimento é o po-der de crer no poder da mudança, essa é a diversão. Uma coisa é certa: Não podemos desanimar, porém aquilo que o homem semear, isto ceifará.

Lavagem das mãos previne doençasAs mãos são o principal meio

de contaminação por germes causadores de doenças. Pensando nisso a UNICEF instituiu o dia 15 de outubro como Dia Mundial de Lavar as Mãos.

Segundo a Organização das Na-ções Unidas (ONU), lavar as mãos com água e sabão reduz em cerca de 50% o risco de contrair, por exemplo, diarréia ou infecções respiratórias. Além disso, a higie-ne apropriada das mãos é considerada o método mais simples e efi caz na prevenção de infecções hospitalares e doenças que po-dem levar à morte, como a gripe suína.

Com o objetivo de elaborar medi-das de controle e prevenção das infecções hospitalares, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo, conta com uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). A comissão, que se reúne periodicamente, é composta por mé-dicos de várias especialidades, enfermeiras, farmacêuticos bioquímicos e professores das Faculdades de Medicina e Enfermagem da Universidade de Passo Fundo.

Atuando em conjunto com a co-missão, o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), executa diariamente o programa de ações elaborado pela comis-são. Segundo a enfermeira do Controle de Infecção, Bárbara Barbosa, além de elabo-rar material informativo para os pacientes e familiares, o SCIH também realiza trei-namentos com os funcionários para mos-trar a importância da prevenção.

Ela salienta que é fundamental que os profi ssionais da saúde adquiram boas práticas de higienização das mãos. “Desta maneira estaremos prevenindo as infecções hospitalares e promovendo s se-gurança do paciente e dos próprios profi s-sionais da saúde”, complementa.

Cuidados com o Sol

Para se proteger de envelhecimen-to precoce, queimaduras e, prin-cipalmente, do câncer de pele, o

uso de protetor solar é fundamental. Ao contrário do que você pode

imaginar, você deve usar protetor todos os dias, não apenas quando for tomar banho de sol. No dia-a-dia, provavel-mente, você não corre o risco de quei-maduras, mas o acúmulo de exposição ao sol é o principal desencadeador do câncer de pele.

Escolha bem:• O fi ltro solar deve oferecer proteção

contra UVA e UVB. • Prefi ra um tipo resistente à água. • Opte por protetores sem fragrância ou

corantes. Isso diminui o risco de foto-alergias.

• Veja se ele é apropriado ao grau de oleosidade da sua pele, para não in-duzir a formação de cravos e espi-nhas.

• Não é recomendável usar qualquer tipo de protetor ou bronzeador feito em casa. Eles podem ser causa de alergia e potencializar a ação da luz do sol, au-mentando os danos.

Na praia ou piscina:• O produto deve ser aplicado 30 mi-

nutos antes da exposição. • Reaplique-o sempre que você sair da

água, e com a freqüência indicada na embalagem do produto que você es-

tiver usando.

Não se esqueça de passar:• É muito comum

esquecer de passar em certos locais como orelha, pés, axilas. Não se distraia! O esquecimento pode causar queimaduras que, acumuladas, podem ser fator de risco de câncer de pele.

• Atenção especial também para nariz e ombro, que têm um contato mais direto com os raios solares.

• Calvos devem tomar cuidado es-pecial com o couro cabeludo.

Veja o fator de proteção adeqüado para você:• Pele clara, olhos azuis, sardentos: en-

tre 20 e 30. • Pele clara, olhos azuis, verdes ou cas-

tanhos claros, cabelos loiros ou rui-vos: entre 15 e 20.

• Pele clara, cabelos castanhos: entre

8 e 15. • Pele clara ou morena clara, cabelos

castanhos escuros e olhos escuros: entre 4 e 8.

• Morenos: entre 2 e 4. • Negros: 2.

Page 8: Jornal Visao

8 - JORNAL VISÃO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010