Jornal Visao

  • View
    216

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal Visao, a informção de Passo Fundo e da Igreja Assembleia de Deus desta cidade.

Text of Jornal Visao

  • 5 Anos - Informando a Coletividade

    EDIO 50 - ANO V - PASSO FUNDO - OUTUBRO/NOVEMBBRO DE 2010

    SADE

    CUIDADOS COM O SOL 7

    COMPORTAMENTO

    QUEM TEM CRDITO TEM TUDO 7

    MSICA

    ENCONTRO DE CORAIS 3

    PALAVRA DE VIDA

    TUDO SE FEZ NOVO 2

    A Pessoa de

    E o Verbo se fez carne,e habitou entre ns...(Joo 7.14)

    Pr-JornadaInscries de15/03/2010 a 15/04/2010 Inscries e Informaescom Margarete Michel(54) 9982.1364 / 3312.2967

    28 a 31de outubro de 201028 a 31de outubro de 2010

    Pg. 5

  • 2 - JORNAL VISO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010

    Vilquerson Samuel MachadoEvangelista da Igreja Assemblia de Deus e membro dodepartamento Jurdico.

    JornalExpedientePresidente: Pr Joo Maria Hermel

    Vice-Presidente: Pr Sandro Nogueira de OliveiraDiretora Geral: Jairita Cassiana Vargas da Costa MTB 13879

    Conselheira Editorial: Maria Ins MalaquiasColaboradores: Vilquerson Samuel Machado, Margarete Ferro Michel, Jarina Isabela Vargas,

    Ercilia Puhl, Juliano Machado de Matos, Terezinha do Carmo de Miranda. Redao, correspondncia e assinatura:

    Rua Leopoldo Vila Nova, 83 - Bairro So Cristvo - Passo Fundo RSFone: (54) 3315 7583 Cel: (54) 9957 4580

    e-mail: visaojornal@terra.com.brDiagramao: AlessandroMeneghetti.comImpresso: Grfi ca Imperial - 3313-5434

    Os artigos so de responsabilidade exclusiva de seus autores, e no representam necessariamente a opinio do ConselhoEditorial ou do informativo. expressamente proibida a reproduo, total ou parcial, do contedo do veculo, sem prvia

    dos titulares dos Direitos Autorais.

    Redao do Viso: visaojornal@terra.com.br

    Basegio entra para a galeria dos imortais

    O mdico, escritor, vereador licenciado, e deputado eleito, Dige-nes Basegio, passa a integrar a partir de agora a galeria dos imortais da Acade-mia Passo-Fundense de Letras (APL). Com mais de oito livros e diversos artigos publicados na rea mdica no Brasil e no exterior Basegio ocupa a ca-deira de nmero 35, cujo patrono o Dr. Csar Santos.

    Em cerimnia realizada na noi-te de quinta-feira, Basegio, falou da honra em estar integrando a Academia e principalmente o assento que j foi de um homem muito respeitado em Passo Fundo. Para mim um orgulho poder estar entre os grandes nomes do municpio. J fao parte da Academia Passo-Fundense de Medicina e essa ho-

    menagem me deixa ainda muito feliz. Quero honrar este convite, declarou.

    Alm de Basegio tambm to-maram posse os escritores Carlos An-tonio Madalosso, Diogenes Luiz Base-gio, Elmar Luiz Floss, Marilise Lech, Mauro Gaglietti, Odilon Garcez Ayres e Sueli Gehlen Frosi.

    Tudo se fez novo!Queridos leitores, com satis-

    fao e alegria que volto a coluna pas-toral para mais uma vez falar do Amor de Deus para conosco. Enquanto me-ditava no que escreveria, fui invadido por recordaes do passado, das coisas que j passaram e de imediato lembrei--me do que o apostolo Paulo escreveu em 2 Corntios 5. 17 Pelo que, se algum est em Cristo, nova criatura ; as coisas velhas j passaram; eis que tudo se fez novo. Nosso passado s vezes no nos traz boas recordaes, pelo contrrio, nos fazem pensar e que-rer que tudo tivesse sido diferente, mas, no temos como mudar o que j acon-teceu. Por mais que tenhamos vividos momentos felizes, e todos tiveram esses momentos, do que mais lembramos so daqueles momentos de tristeza e dor, e que de alguma forma ainda nos atingem e infl uenciam ainda hoje.

    Isso so as conseqncias dos nossos atos e no temos como evitar, pois para tudo o que fi zermos, de bom ou de mal, amanh ou depois colhere-mos as conseqncias igualmente boas ou ms. No entanto o apstolo Paulo nos fala que se algum j encontrou o Salvador Jesus e entregou sua vida a Ele, est em Cristo, e estando em Cris-to (Jesus) nova criatura, nasceu de novo, tem uma nova vida. Por esse mo-tivo acrescenta que as coisas velhas j passaram; eis que tudo se fez novo. Meu amigo, eu quero dizer com isso, que a Palavra do Senhor escrita pelo apsto-lo Paulo nos ensina que, por mais que tenhamos contenda com o nosso passa-do, que no o desejamos, que ele con-tinue nos causando mal, isso fi cou para trs e tudo se fez novo.

    Quando nos entregamos a Je-sus Cristo tudo aquilo que fi cou para trs e que nos incomoda no tem mais poder sobre ns, porque tudo em nossa

    vida se faz novo, e o novo desejado por todos, faz sentir bem, traz novas expectativas e renova a esperana de coisas melhores. At no passado as coisas novas tem infl uncia, pois mes-mo que nossas lembranas de atitudes passadas no sejam boas, aprendemos com elas e depois que aceitamos Jesus como nosso nico e sufi ciente salvador e lhe entregamos nossa vida, recebemos a condio de modifi car essas lembran-as com novas atitudes geradas pelo Espirito Santo. Muitas coisas so di-fceis de serem mudadas em suas con-seqncias, mas, para aquele que est em Cristo tudo se fez novo inclusive a possibilidade de mudar os erros e as conseqncias indesejadas do passado. De igual modo no podemos nos es-quecer de que nossa vida de hoje ser o passado de amanh, e de todas as coisas daremos conta um dia perante Ele. Por isso, ao fi nalizar esse breve comentrio convido a todos a participarem dessa novidade de vida oferecida por Jesus Cristo, que inclui experincias novas, novas atitudes, vida nova, alegria nova, e tudo isso a cada dia, mas, a condi-o estar nEle. A deciso que voc tomar hoje, ecoar na eternidade. Se escolher estar com Cristo, com certeza no decorrer de algum tempo, nossos sentimentos sero outros e poderemos dizer que ...as coisas velhas j passaram e tudo se fez novo. Que Deus abenoe a todos.

    Porque dele, e por ele, e para ele, so todas as coisas; glria, pois, a ele

    eternamente. Amm.(Romanos 11:36)

  • JORNAL VISO - OUTUBRO/NOVEMBRO 2010 - 3

    MSICA

    ORQUESTRA RENASCER

    ASSEMBLIA DE DEUS REALIZA ENCONTRO DE CORAISExaltao e manifestao da glria de Deus por cada indivduo e pelo povo quando reunido para a adorao pblica

    Acontecer no dia 13 de No-vembro s 19h e 30min na Igreja Assemblia de Deus o primeiro Encontro de Corais das Assemblia de Deus. O evento con-tar com quatro corais do Estado em comemorao ao aniversrio do Coral Feminino Hosanas ao Rei. Segundo organizador do evento, o regente do Coral Harmonia Celeste do bairro Pe-trpolis, Daisson de Andrade da Silva, o encontro tem o objetivo de resgatar o movimento coral nas igrejas que fun-damental e necessrio na formao de um povo, de uma nao, inclusive do povo de Deus, povo de Sua proprieda-de exclusiva, como escreve Pedro (1 Pe-dro 2.9), para proclamarmos as virtu-des daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz, isto , para adorao de Seu nome.

    Para o maestro Daisson a m-sica criativa e elaborada do canto coral e ser sempre instrumento vlido de adorao e evangelizao e que precisa ser resgatada em nossa realidade. A viso de Joo no Apocalipse confi rma e prenuncia esta importncia para ho-mens ao redor do Trono de Deus vin-do de todas as naes, e tambm aos

    anjos. Na histria da adorao judaica crist, o canto coral tem esta fi nalida-de bsica a exaltao e manifestao da glria de Deus por cada indivduo e pelo povo quando reunido para a adorao pblica.

    Evento itineranteOutra novidade que este

    evento ser itinerante e poder ser rea-lizado as etapas em diversas cidades do Estado, como informou Daisson. Esta uma idias que queremos levar a todo o Estado e cada igreja que quiser orga-nizar este evento poder fazer mediante a adeso de um regulamento que ser criado na reunio entre os regentes que estaro presentes neste encontro

    No encerramento todos os corais estaro entoando um hino em conjunto, onde uniro as vozes para engrandecer o nome do Senhor.

    Corais Participantes: - Coral Harmonia Celeste Passo Fundo- Coral Hosanas ao Rei Passo Fundo- Coral Vozes de Gratido Erechim- Coral Acordes Celeste Caxias do Sul

    A msica criativa e elaborada do canto coral e ser sempre instrumento vlido de adorao e evangelizao e que precisa

    ser resgatada em nossa realidade

    Um compromisso na formao de msicos e adoradoresA Orquestra Renascer surgiu

    no dia 8 de maio de 2010 e est tra-balhando na formao de msicos h seis meses, O nome Renascer surgiu da viso bblica de Joo 3, onde Jesus diz a Nicodemos: na verdade, na ver-dade te digo que aquele que no nas-cer de novo, no poder ver o Reino de Deus.... Renascer signifi ca nascer outra vez. Acreditamos que na rea musical, isso se faz indispensvel, pois a rea mais afetada nas igrejas, mais infl uenciada pelo modismo, pelo ata-que do inimigo e se no nascermos de novo, de forma constante, o risco deixar de lado o verdadeiro signifi ca-do do louvor para o orgulho pessoal, a satisfao do ego, a busca pelo prazer, pelo reconhecimento, pelos aplausos e o abandono do louvor, da adorao, pela busca de apresentaes pessoais e show.

    Os ensaios da Renascer acon-tecem no Centro Evangelstico da AD, todos os sbados das 16h s 18h, onde so ministradas aulas de msica de for-

    ma gratuta, a todas as idades, diversos instrumentos como: saxofone, clarine-te, fl auta, violino, trompete, percusso e muitos outros. Todos os interessados por msica, independente de congre-gao, podem participar da orquestra, que pertence ao templo central (sede) da AD.

    Este compromisso, esta misso, surgiu da percepo de que precisamos constantemente nos renovar no quesi-to musical em nossas igrejas, primando a formao de novos msicos adorado-res. A Assemblia de Deus de Passo Fundo tem um carter muito amplo, com diversas congregaes e templos, o que nos faz perceber uma lacuna existente na rea da msica, onde por um lado existem muitos msicos de qualidade, mas em contrapartida em muitos momentos h a ausncia desses por diversas razes e a carncia de uma estrutura musical mais ampla, diver-sifi cada e descentralizada. Em Deus, sempre seremos um,