Jornal Visao - Ed49

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A edição 49 do Jornal Visão traz para você leitor, a cobertura dos principais eventos da Assembléia de Deus de Passo Fundo, também apresenta a agenda do próximo mês. A capa deste mês apresenta o dinamismo e a qualidade do atendimento aos menores carentes prestado pelo Lar Emiliano Lopes. Aproveite!!!

Text of Jornal Visao - Ed49

  • 5 Anos - Informando a Coletividade

    eDio 49 - ano V - Passo FunDo - setembro/outubro De 2010

    SADeSucoS nAturAIS PreVIneM DoenAS

    7

    coMPortAMentoLeI Do retorno 7

    MSIcAtrIoS orcHeStrA HoMenAgeADA 5

    MuLHereSMeu DIreIto 6

    A Pessoa de

    E o Verbo se fez carne,e habitou entre ns...(Joo 7.14)Pr-JornadaInscries de15/03/2010 a 15/04/2010 Inscries e Informaescom Margarete Michel(54) 9982.1364 / 3312.2967

    28 a 31de outubro de 201028 a 31de outubro de 2010

    A Pessoa de

    E o Verbo se fez carne,e habitou entre ns...

    (Joo 7.14)

    Pr-JornadaInscries de

    15/03/2010 a 15/04/2010

    Inscries e Informaescom Margarete Michel

    (54) 9982.1364 / 3312.2967

    28 a 31de outubro de 201028 a 31de outubro de 2010

    A Pessoa de

    E o Verbo se fez carne,e habitou entre ns...

    (Joo 7.14)

    Pr-JornadaInscries de

    15/03/2010 a 15/04/2010

    Inscries e Informaescom Margarete Michel

    (54) 9982.1364 / 3312.2967

    28 a 31de outubro de 201028 a 31de outubro de 2010

    ATENDIMENTO DINMICO Dinmica e qualidade aos acolhidos do Lar Emiliano Pg. 03

  • 2 - Jornal Viso - setembro/outubro 2010

    Ev. Izaias Nascimento de OliveiraLider do Distrito Seis

    JornalExpedientePresidente: Pr Joo Maria Hermel

    Vice-Presidente: Pr Sandro Nogueira de OliveiraDiretora Geral: Jairita Cassiana Vargas da Costa MTB 13879

    Conselheira Editorial: Maria Ins MalaquiasColaboradores: Vilquerson Samuel Machado, Margarete Ferro Michel, Jarina Isabela Vargas,

    Ercilia Puhl, Juliano Machado de Matos, Terezinha do Carmo de Miranda. Redao, correspondncia e assinatura:

    Rua Leopoldo Vila Nova, 83 - Bairro So Cristvo - Passo Fundo RSFone: (54) 3315 7583 Cel: (54) 9957 4580

    e-mail: visaojornal@terra.com.brDiagramao: AlessandroMeneghetti.comImpresso: Grfi ca Imperial - 3313-5434

    Os artigos so de responsabilidade exclusiva de seus autores, e no representam necessariamente a opinio do ConselhoEditorial ou do informativo. expressamente proibida a reproduo, total ou parcial, do contedo do veculo, sem prvia

    dos titulares dos Direitos Autorais.

    Redao do Viso: visaojornal@terra.com.br

    Dipp acompanha andamento de obras junto ao Governo do Estado

    O prefeito Airton Dipp esteve em Porto Alegre na tera-feira, 22 de setembro, acompanhando junto a r-gos estaduais e federais, o andamento de obras que sero realizadas na cida-de. Na secretaria de Obras do Estado, Dipp verifi cou o andamento das obras do presdio regional, anunciado pelo governo do Estado.

    Dipp tambm esteve no De-

    partamento Nacional de Produo Mineral, para tratar da agilizao do processo de renovao da permisso para explorar o subsolo na regio da Roselndia. Empresrios que assina-ram um protocolo de intenes com a Prefeitura, para explorar turisticamente as guas termais na regio, dependem desta permisso para comear os traba-lhos no futuro parque.

    Prevista a duplicao da BR 285O prefeito tambm esteve no

    Departamento Nacional de Infraestru-tura de Transportes, DNIT, para acom-panhar o andamento da licitao para a obra de duplicao da BR 285, no trecho urbano da cidade. Conforme conferiu junto ao engenheiro Joo Loureiro, chefe

    de engenharia do DNIT, a licitao est em andamento e os envelopes das empre-sas que esto participando do processo, contendo as propostas para a execuo da obra, sero abertos dia 13 de outubro. Conforme o projeto sero duplicados 2,5 km na zona urbana da cidade.

    Comprometimento com Deus

    Jos foi rejeitado por seus ir-mos e vendido como um escravo. No entanto foi comprado pelo capito da guarda de fara, em cuja casa come-ou a trabalhar, e o Senhor o pros-perou em tudo que fazia. (Gn. 39.3) Jos foi caluniado por no atender ao apelo da esposa do capito, e jogado na priso. Porm, Deus o levantou, e ele se tornou o segundo na dinastia egpcia do seu tempo. Com isso sal-vou o Egito da fome e resguardou seu pai e seus irmos da misria.

    Daniel era a linhagem real e fazia parte do grupo de nobres judeus levados cativos pelo rei Nabucodono-sor. Ele assentou no seu corao no se contaminar com os manjares do rei nem com o vinho que ele bebia (Dn 1,8), pois eram oferecidos aos dem-nios. Sua conduta exemplar e o te-

    mor a Deus levaram Daniel a tornar--se uma espcie de primeiro ministro em trs reinos mundiais: os imprios caldeus, medo e persas.

    Ester, entre outras mulheres exemplares, teve a oportunidade de entrar para a corte do rei Assuero, mas no com um projeto prprio. Ensinada por seu primo Mardoqueu, arriscou-se diante do rei, a fi m de ob-ter o grande livramento da extermi-nao dos judeus e a proteo total do seu povo.

    As palavras de Mardoqueu para Ester devem servir de alerta para aqueles que representam o nosso povo e no entendem a importncia dessa misso.

    No momento em que va-mos escolher nossos representantes devemos basear nossas escolhas em pessoas sinceras e comprometidas. Devemos espelhar nossas escolhas em homens e mulheres que tenham temor a Deus.

    Infelizmente hoje, muitos dos que so escolhidos para nos represen-tar politicamente nem sempre esto comprometidos com Deus, muito menos com o povo. O resultado a decepo e falta de compromisso com os interesses dos cidados, o que traz prejuzos a populao em geral. Por sua vez, um homem pblico que conhece a palavra de Deus no poder seguir outro caminho, seno buscar e fazer a diferena, aplicando a sua vida os grandes exemplos dos personagens bblicos e procurando fazer o melhor em prol da sociedade. As eleies es-to chegando e ns temos que tomar nossa deciso, ento, que possamos depositar nosso voto de confi ana na-queles que tem compromisso de nos representar da melhor maneira poss-vel. Deus abenoe a todos.

    Em tempos de elei-es quando chega o momento em que devemos escolher

    nossos representan-tes, oportuno re-

    fl etirmos na histria bblica de alguns

    personagens envolvi-dos nesse meio.

  • Jornal Viso - setembro/outubro 2010 - 3

    CRACK NEM PENSAR Atualmente o Lar Emiliano

    Lopes, em parceria com a Fundao Mauricio Sirotski Sobrinho est tra-balhando com a campanha CRACK NEM PENSAR, onde o objetivo conscientizar atravs da msica que, h outras alternativas mais saudveis a oferecer aos adolescentes. O referido grupo composto pelos integrantes da Orquestra Beija Flor, sob a regncia do maestro Rodrigo Davila rene-se semanalmente em trs momentos, um encontro com o grande grupo misto de meninos e meninas, outro s com

    as meninas e outro s com os meni-nos. O objetivo trabalhar assuntos a partir do interesse dos mesmos.

    Depoimento

    Participei de palestras e di-nmicas contra as drogas. Aconselho nunca experimentar a primeira vez. Gosto do projeto de msica, me sin-to bem, perdi a timidez por estar no meio de bastante gente. O Lar me trouxe vrias oportunidades, cursi-nhos. Eliana Correia, 14 anos. H 4 anos no Lar.

    Conhea a dinmica do Lar Emiliano Lopes

    O Lar Emiliano Lopes, enti-dade de Acolhimento Insti-tucional, sob a presidncia do Sr. Adelino Csar Fernandes da Sil-veira, oferece as crianas e adolescentes acolhidos, atendimento psicolgico, com profissional contratada pela enti-

    dade, que atende todas as crianas da casa. As crianas encaminhadas as famlias a partir do Programa Famlia Aco-lhedora e as crianas participantes do projeto musical atravs da Or-questra Beija Flor, que fazem parte da comuni-dade.

    Alm do atendi-mento psicolgico, atra-vs da psicloga Raquel Grandeaux de Souza, o

    lar conta com profissional do Servio Social, assistente social, Vera Lucia Sa-mora de Oliveira, contratada pela en-tidade, que acompanha as famlias dos acolhidos na entidade, bem como as famlias acolhedoras. O trabalho com as crianas acolhidas e suas famlias pos-

    sibilita o aconselhado no Estatuto da Criana e do Adolescente, no tocante a encaminhamentos, seja de retorno ao convvio familiar e ou para famlia subs-tituta se for o caso.

    Da mesma forma a entidade conta tambm, com atendimento pe-daggico, com profissional, funcion-ria da entidade, Mrcia Nunes da Rosa, que proporciona o acompanhamento e o reforo escolar dos acolhidos.

    Esta equipe multidisciplinar da entidade trabalha em conjunto com a coordenador da entidade Srgio Au-gusto de Oliveira, com a finalidade de conduzir da melhor forma o trabalho, proporcionando as crianas e adoles-

    centes perspectivas tanto na rea da arte, da cultura, dos cursos profissiona-lizantes e encaminhamento ao merca-do de trabalho.

    Palestra da enfermagem sobre drogas

    Para recordar

    Atendimento psicolgico

  • 4 - Jornal Viso - setembro/outubro 2010

    Aconteceu nA AD

    AgenDA outubro

    Encontro de MissesCom objetivo de

    promover o amor para com a obra missionria, aconte-ceu de 24 a 26 de setembro o Encontro de Misses na Congregao da Hpica.

    O evento teve como texto base Pv. 21.13, que diz: O que tapa o ouvido ao clamor do pobre tambm clamar e no ser ouvido.

    A pregao foi explanada pelo Pr. Antnio Maciel, pastor presidente da AD de Chu. No louvor a Jesus Cristo colaborou o Pb. Mar-cos Maciel, filho do prega-dor do Encontro de Misses.

    Este acontecimento esteve sob a coordenao do Ev. Mrcio Dalberto e sua esposa Ana Maria Dalberto.

    II Etapa da III Jornada Bblica Cultural

    Foi realizada no dia 04 de se-tembro, no Salo de Festas da AD Pas-so Fundo, a II Etapa da III Jornada B-blica Cultural. Neste dia, foi entregue o trabalho terico e apresentado o tra-balho prtico, o qual foi denominado Bolo Bblico. Aps, houve uma con-fraternizao entre os irmos.

    III Etapa da III Jornada Bblica Cultural

    A III Jornada Bblica Cultural tem como objetivo estudar a Palavra de Deus. No dia 28 de outubro, ser dada a abertura a tercei-ra etapa da jornada, onde acontecer a identificao das equipes e estudo bbli-co por meio do Ev. Diogo Roo