Click here to load reader

Jornal Vitrine Lageana Ed, 199

  • View
    221

  • Download
    6

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Jornal Vitrine Lageana Ed, 199

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2015

    OpinioSadeSegurana Destaque CidadeEducaoEsporte Poltica

    Lages - Santa Catarina segunda-feira, 28 de setembro de 2015

    Ano 05 - Edio 199

    Div

    ulga

    o

    PRB j tem nome para concorrer sucesso municipal de lages. | Pg. (16)

    POLTICANatal Felicidade recebe prmio

    Advb/SC. | Pg. (10)

    TURISMOCircuito dos vinhedos com

    novidades. | Pg. (12)

    REGIONAL

    No Brasil, uma de cada

    cinco crianas de oito anos no sabe ler

    Visite Hotel Transilvnia 2 no Garden Shopping

    Quando chegam ao final do terceiro ano do Ensino Fundamental, um em cada cinco crianas de oito anos (22%) no consegue ler uma frase. Santa Catarina est entre os 07 estados que alcanaram resultados positivos; ou seja, mais de 50% dos alunos ficaram aos nveis mais altos. | Pg. (9)

    Em homenagem ao Dia das Crianas, o Lages Garden Shopping preparou uma atrao gratuita e recheada de atividades infantis. De 25 de setembro a 26 de outubro, a crianada vai se divertir em um circuito cheio de brincadeiras com massinha, caa palavras, desenhos e pinturas. Tem brinquedo castelo, mira de morcego, backdrop para fotos, cama elstica e mesa de pintura. O Hotel Transilvnia 2 funciona todos os dias, no mesmo horrio de atendimento do shopping.

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 2015OPINIO1202

    Novas mdias ocupam o espao do jornal impresso

    Nossa OpinioSituao no Brasil como filme

    de terror sem fimA atual situao do Brasil comparvel a um filme de terror sem

    fim devido s crises poltica e econmica. A podrido crescente no Brasil. A incompetncia, arrogncia e corrupo quebraram a magia do pas, que poder enfrentar tempos ainda mais difceis.A maior razo da crise enfrentada pela presidente Dilma Rousseff seria o escndalo de corrupo na Petrobras, desvendada pela Operao Lava Jato, da Polcia Federal. Dezenas de polticos e empresrios so investigados sob suspeita de participao no esquema de desvio na estatal. J h, inclusive condenao para alguns. Um deles, o ex-chefe da Casa Civil do ex-presidente Lula, voltou priso.

    Dilma foi presidente do Conselho de Administrao da Petrobras entre 2003 e 2010, quando se acredita que parte do esquema tenha sido realizado, mas nega conhecimento das irregularidades e no foi citada por delatores que cooperam com as investigaes. Poucos acreditam que Dilma seja corrupta, mas isso no significa que ela esteja segura, at mesmo pelos crescentes pedidos de impeachment da presidente.H suspeita de que parte do dinheiro desviado da Petrobras possa ter sido usado no financiamento de sua campanha eleitoral. Alm disso, a presidente enfrenta suspeitas sobre contas de seu governo, em manobras que ficaram conhecidas como pedaladas fiscais.

    Grimpa

    Nos anos 60, uma dupla de cantores tornou-se famosa com uma msica intitulada, S o amor Constri. Baseado nessa premissa, vale ressaltar que o departamento de marketing do Lages Garden Shopping acertou em cheio, com o lanamento da campanha intitulada Amo Lages. lgico que, h muitas razes para que o lageano ame a sua cidade. Porm, de bom alvitre lembrar que, vivemos numa poca em que o amor entre as pessoas parece estar esfriando. Confundem o amor cristo com ideologias religiosas com fins comerciais. Enfim, feliz a ideia do departamento de marketing do Lages Garden Shopping quando difunde o slogan Amo Lages. Realmente, o sentimento do ser humano comea a partir em que valoriza o seu querer bem pela terra que nasceu ou mesmo, simplesmente, na cidade onde mora. Criar a fora do amor em cada cidado lageano melhorar a autoestima de cada habitante.No decorrer da semana que se finda, o Governador do Estado Joo Raimundo Colombo visitou algumas cidades da regio serrana, como foi em Painel, onde assinou a Ordem de Servios para a pavimentao asfltica no trecho Painel-Lages, de 45 quilmetros. Em Palmeiras, o mandatrio estadual inaugurou benfeitorias na Delegacia de Polcia. Em Otaclio Costa, colocou em atividade o Centro de Monitoramento de Vdeo propiciando uma melhor forma de prestar segurana sociedade otaciliense.

    O amor como base da sobrevivncia

    Regio serrana

    Nulvany Chico Pael

    Cortes drsticos nas consideradas grandes imprensas A escalada de demisses de profissionais da imprensa nos ltimos dias, mostra que o setor est arruinando numa velocidade inimaginvel. A internet deu voz a todo mundo, criou verdadeiras praas, que so as redes sociais, tribunas eletrnicas com liberdade de expresso quase absoluta e a possibilidade de checar informaes. Sobreviver nessa selva eletrnica quem produzir informaes confiveis, um jornalismo honesto, e que tenha bons intrpretes da realidade.A escalada de demisses de profissionais da imprensa nos ltimos anos e nos ltimos dias, outros telejornais despencando as audincias, mostra que o setor est arruinando numa velocidade inimaginvel. Grandes grupos esto colocando venda patrimnios, maquinrios, antenas, rotativas gigantescas, e no

    conseguem compradores. O destino delas pode ser os museus. O Grupo Abril, famoso no Brasil fechou vrias revistas, demitiu 150 funcionrios, desocupou metade do prdio, sede da empresa. Muitos jornais discutem manter apenas a edio eletrnica. E ns do Vitrine Lageana j passamos a fazer parte da mdia eletrnica.O Brasil, segundo o IBGE, o pas onde mais cresce o acesso internet no mundo. No final de 2014 chegou a 108 milhes de internautas. Superou o Japo. tambm o 6 pas com o maior nmero de smartphones. Isso quer dizer que os contedos esto na palma da mo e no mais na banca de revista ou na tv da sala. Ou seja, grandes grupos de comunicao esto agora disputando espao na rede em condies iguais com qualquer outro estabelecido ou que queira se estabelecer. A questo a capacidade instalada de produzir contedo.

    Pequenas equipes podem gerar grandes negcios. A queda de audincia e das tiragens dos impressos fizeram com que os anunciantes buscassem outros meios para veiculao da propaganda de seus produtos, migraram na internet ou criaram seus prprios sites. Isso por que a internet chegou para ficar e est colocando em xeque um modelo, principalmente de imprensa, que sofre como nunca a perda de credibilidade, conforme apontam pesquisas de opinio. A internet deu voz a todo mundo, criou verdadeiras praas, que so as redes sociais, tribunas eletrnicas com liberdade de expresso quase absoluta e a possibilidade de checar informaes instantaneamente, caso haja dvida da publicao.

    Cada um pode montar seu canal de comunicao. Tamanho agora no documento. As redaes tradicionalmente centralizadas esto sendo fragmentadas, dando

    lugar s assessorias de imprensa, que crescem nos rgos pblicos e nas empresas. O que est se desenhando que sobreviver nessa selva eletrnica quem produzir informaes confiveis, um jornalismo honesto, com bons intrpretes da realidade, para ajudar a sociedade a entender as transformaes do mundo e poder avanar na afirmao da cidadania e na democracia.O fato que ainda estamos sob impacto do surgimento das novas mdias. A revoluo tecnolgica nos meios de comunicao ainda muito recente. Tudo isso est se decantando. O setor de comunicao to importante para o desenvolvimento do pas quanto os setores de transporte, indstria, agricultura. Mas no costuma ser tratado com a devida considerao.

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO DE 201503DESTAQUE 03

    San

    dro

    Sch

    euer

    man

    n

    Pab

    lo G

    omes

    e D

    eyvi

    s S

    tadn

    ick

    / SD

    R L

    ages

    Div

    ulga

    o

    Semana do Trnsito em Lages encerra com premiao do concurso cultural

    Governo firma convnios para educao, sade e agricultura

    com municpios da Serra

    PF indicia por incitao advogado que ameaou Dilma

    Com intuito de conscientizar e promover a reflexo desde cedo, vrias escolas municipais, estaduais e particulares participaram do concurso cultural

    Os convnios comearam a ser assinados nesta semana

    A Semana Nacional do Trn-sito, realizada de 18 a 25 de setembro, contou com uma pro-gramao repleta de atividades em Lages. O objetivo foi mobi-lizar a comunidade e trazer tona reflexes acerca dos prob-lemas, da falta de segurana e principalmente sobre a human-izao do trnsito. A solenidade de encerramento aconteceu na noite de quinta-feira (24), no auditrio da Cmara de Diri-gentes Lojistas (CDL), com a entrega da premiao do Con-curso Cultural e apresentao da Orquestra da Alan.

    A Campanha do Trnsito, ide-alizada e promovida atravs da parceria entre a prefeitura e CDL Jovem, surgiu da necessidade de alertar a populao sobre os ris-cos de imprudncias no trnsito. Devido aos nmeros alarmantes de acidentes provocados por falha humana, extremamente

    O Governo de Santa Catarina est distribuindo uma nova remessa de recursos que vo beneficiar as reas da educao, sade e agricultura na Serra. Os valores chegam a R$ 1,5 milho e contemplaro os municpios de Anita Garibaldi, Correia Pinto, Palmeira e So Jos do Cerrito.Os convnios comearam a ser assinados nesta semana pelo secretrio de Desenvolvi-mento Regional de Lages, Joo Alberto Duarte; pelos prefeitos

    de Palmeira, Jos Valdori Hem-kemaier; de So Jos do Cerrito, Arno Tadeu Marian; e pelo depu-tado estadual Romildo Titon, que interviu junto ao governador Rai-mundo Colombo para a liberao dos recursos.

    Para a prefeitura de Palmeira foram destinados R$ 300 mil para a aquisio de um trator agrcola, uma van de 16 lugares para o transporte escolar e um veculo de sete lugares para o transporte de pacientes que fazem tratamento

    urgente que a educao e a pre-veno de acidentes no trnsito sejam difundidas.

    Com intuito de con