Click here to load reader

Jornal Vitrine Lageana Ed. 203

  • View
    226

  • Download
    6

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Jornal Vitrine Lageana Ed. 203

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEGUNDA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO DE 2015

    OpinioSadeCultura Destaque CidadeEducaoEsporte Poltica

    Lages - Santa Catarina segunda-feira, 26 de outubro de 2015

    Ano 05 - Edio 203

    Div

    ulga

    o

    Lages - So Paulo pela aeronave ATR 72 da Azul

    Governo do Estado apresenta obras e outras realizaes em Lages e regio serrana. | Pg. (4)

    Minhas Lgrimas vence Festival de Curtas da Unifacvest. Agora eles sero inclusos no concurso Viver Sem Violncia. | Pg. (9)

    Para construir sua sede prpria a Amures-Associao dos Municpios da Regio Serrana recebeu a ttulo de doao o imvel localizado entre o Aeroporto Federal Correia Pinto e o Lages Garden Shopping. | Pg. (3)

    Cognominada Blitz da Tragdia, com uma vtima fatal. | Pg. (5)

    Unidade mvel do SESC realizar consultas gratuitas de preveno

    do cncer feminino. | Pg. (7)Conselho Regional homenageia Universidade do Planalto Catarinense - Uniplac. | Pg. (8)

    INVESTIMENTOS

    CULTURA

    DOAOTRNSITO

    SADE DISTINO

    O Aeroporto Regional do Planalto Serrano, depois de quase duas dcadas em construo, poder entrar em operao a partir de 2016. E, para fazer a ligao Lages/So Paulo as negociaes com a Azul Linhas Areas esto sendo mantidas atravs do Governo do Estado de Santa Catarina.

    A empresa dever colocar disposio dos passageiros uma aeronave modelo ATR 72, com capacidade para 70 passageiros. Por outro lado, causa preocupao, pois a Azul exige que, pelo menos para cada decolagem a aeronave dever atingir at 50% da capacidade de sua lotao,

    ou seja, 35 passageiros. Uma realidade que s com o passar do tempo saber se essa exigncia poder ser atendida. | Pg. (5)

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEGUNDA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO DE 2015OPINIO1202

    Vo para So Paulo a partir do Aeroporto Regional ainda uma incgnita

    Nossa OpinioTerreno em rea nobreA AMURES Associao dos Municpios da Regio Serrana, entidade que congrega 18 municpios, e que j conta com aproximadamente quase meio sculo de existncia, obteve recentemente uma vitria. um sonho de quase todo presidente que assume a entidade querer construir uma sede prpria. s vezes esbarram em problemas crnicos, com a

    inexistncia de recursos financeiros para enfrentar uma construo. Alis, o primeiro passo que, j desanimava qualquer prefeito que ocupava a presidncia da Amures era no ter um imvel para efetivar o sonho de construir. Recentemente, pelo menos esse problema terminou. A Prefeitura Municipal de Lages, doou um terreno para a Amures. Em ato assinado pelo prefeito Elizeu Mattos, o imvel situado nas proximidades da Br 282, enfim foi doado Amures. Vale ressaltar que dito terreno est situado entre o Aeroporto Federal Correia Pinto e o Lages Garden Shopping,

    uma rea considerada nobre.Agora de posse do terreno, certamente a Associao dos Municpios da Regio Serrana Amures, levar avante o projeto que acalentam os prefeitos dos 18 municpios serranos; que construir uma sede prpria para a entidade.A Amures com sede em Lages est situada rua Otaclio Vieira Costa, centro do permetro urbano da cidade. verdade que, para suas finalidades, o imvel onde est localizada atualmente j est se tornando um tanto quanto acanhada para atender os departamentos tcnicos, assim como para realizaes de promoes sociais ou de encontros tcnicos, como palestras, seminrios, jornadas, etc.Segundo informaes extraoficiais, j existe um projeto arquitetnico arrojado para a futura sede da Amures, onde se contempla todas as necessidades para um perfeito funcionamento da entidade.

    Grimpa

    Como atividade da campanha estadual Drogas. No d mais pra aceitar, lanada pelo Governo de Santa Catarina em parceria com a Assembleia Legislativa, o Ministrio Pblico e o Poder Judicirio, a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Lages e a Associao dos Municpios da Regio Serrana (Amures) iniciaro nesta segunda-feira, 26 de outubro, uma mobilizao junto aos prefeitos. Cada um dos 12 gestores ligados SDR Lages receber uma camiseta oficial para que divulgue a campanha e leve esse to importante assunto s suas comunidades. O ato ocorrer s 14h, na sede da Amures, em Lages.

    No basta s vender o produto, mas acima de tudo, conhecer a origem. Foi com esse objetivo que os produtores da carne nobre britnica, dos Campos das Tropas se reuniram, na noite de sexta-feira (23), na Associao Rural de Lages, com os aougueiros do Supermercado Martendal, exatamente para detalhar todo o processo da cadeia produtiva. O entendimento de que a partir da apresentao sobre a forma de como o animal criado e terminado, alm da degustao, os profissionais, atrs do balco, podero ajudar a repassar as informaes e convencer o consumidor sobre a qualidade da carne, e quem sabe at aumentar a demanda.O produto vendido nas quintas, sextas e sbados. As partes mais nobres so as primeiras a desaparecerem da gndola. J os cortes de segunda demoram um pouco mais a sair, mas so igualmente nobres, e devem ser preparadas de maneira diferenciada. A carne de segunda praticamente igual de primeira. A variao muito pequena, argumenta Rogrio.

    Merece o apoio da sociedade

    Carne Campos das Tropas

    Por Chico Pael

    Secretria de Aviao Civil do Ministrio da Defesa afirma que ligaes areas no pas no contemplam localidades com dificuldade de acesso por outros tipos de transporte. Projeto especfico para conceder incentivos malha area regional do pas seria a soluo. Essa a realidade das empresas que ligam cidades de porte mdio com as capitais de estados. Lages est passando por uma situao idntica. Estamos cansados de saber que na regio no existe passageiros suficientes para utilizar 50% da capacidade de uma aeronave, modelo ATR-72 da Azul Linhas Area que pretende operar a partir do Aeroporto Regional do Planalto Serrano que est sendo construdo em Correia Pinto h quase duas dcadas.Linhas areas para menos de 20 mil passageiros por ano no atraem

    empresas e deixam comunidades isoladas. Subsdios aparecem como soluo para integrar regies, como a regio serrana. um projeto que est fadado a acontecer como todos os outros que iniciaram as operaes no Aeroporto Federal Correia Pinto em Lages. Com a inexistncia de passageiros as empresas tiveram que suspender os voos.Os problemas da malha area regional do pas estiveram entre os assuntos mais discutidos na audincia sobre aviao realizada pela Comisso de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR). Porm, muitos deles tendem a durar, j que, conforme a secretria de Aviao Civil do Ministrio da Defesa, no existe um projeto especfico para fomentar a aviao regional no Brasil. Para ela, apenas um conjunto de aes

    e um trabalho concatenado de todos os setores, rgos e entidades do sistema, alm do Congresso, de governadores e de prefeitos podem impulsionar o setor.As ligaes areas no pas no contemplam adequadamente as localidades de baixa e mdia densidade de trfego e aquelas com dificuldade de acesso por outros tipos de transporte. Essas ligaes precisam de esforos adicionais, para integrao nacional e desenvolvimento regional, constatou Fabiana, citando estudo feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social (BNDES) e pela Consultoria McKinsey, contratada pelo Ministrio da Defesa para auxiliar na elaboao de propostas para a aviao regional.A realidade atual da malha area regional considerada crtica

    pelos polticos. Antigamente, havia voos normais de muitas capitais de estados e hoje no existem mais. Hoje, poucas cidades so atendidas normalmente. Na poca dos DC-3, dos Curtiss Commander, havia diversas empresas: Cruzeiro do Sul, Real-Aerovias, Aeronorte, Racional, Sadia. Quase todas foram incorporadas Varig. Esse monoplio, mal conduzido por polticas governamentais, foi prejudicial aviao. Hoje surgem novas empresas. Porm, se o modelo de 50, 60 anos atrs tivesse evoludo de outra forma, talvez houvesse hoje maior concorrncia, com melhor atendimento. H tambm os problemas da malha area unicamente falta de infraestrutura dos aeroportos.

  • VITRINE LAGEANA - LAGES, SEGUNDA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO DE 201503DESTAQUE 03

    Abrao coletivo no Tanque alerta para a preveno da sade da mulher

    Confirmada doao de terreno para nova estrutura da Amures

    Sabores de Lages: Participantes do festival aprendem a deixar

    seus pratos mais atrativos

    Vestidos de rosa, a cor da campanha, os colaboradores coloriram as margens do lago e celebraram o sucesso das aes realizadas em Lages durante o ms

    Tcnicas de decorao poder deixar os pratos mais atrativos

    O prefeito Elizeu Mattos confirmou no incio da tarde de sexta-feira (23), a doao do terreno para construo da nova sede da Amures, do Consrcio de Sade e Con-srcio Serra Catarinense Cisama. Ele props a cesso por decreto, de uma rea de 10 mil metros quadrados e assim que os recursos da construo estiverem asse-gurados, o municpio envia Cmara de Vereadores, a Lei que autoriza a doao defini-tiva da rea.O presidente da Amures, prefeito de Correia Pinto Vnio Forster e o presidente do Cisama, prefeito de Campo Belo do Sul Edilson Jos de Souza aceitaram a proposta que foi respaldada tambm pelo Procurador da Repblica Nazareno Jorge alm Wolff. Com o decreto mais fcil buscar os recursos e o terreno fica garantido. No momento que tiver os recursos libera-mos faremos a doao por Lei, defendeu Elizeu Mattos.

    A princpio o pleito era por uma rea institucional de 13 mil metros, prximo ao Lages Gardem Shopping. Mas o prefeito se reuniu com sua equipe tcnica antes e definiu a cesso de 10 mil metros. A ideia de um terreno para abri-gar toda estrutura da Amures iniciou em 2011, pelo ento prefeito de Lages e presidente da Amures Renato Nune sde Oliveira. Agora amadureceu com a deciso do prefeito Elizeu Mattos.O presidente da A