Click here to load reader

Jovens Jornalistas

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Este é um manual que apresenta os jornalistas que acabam de se lançar ao mercado e que se ocupam ou se especializaram em diversas áreas do jornalismo durante a graduação. Este livreto é um produto realizado por eles, desenvolvido em aula, na disciplina ‘administração e marketing em comunicação’ ofertada em 2011 e ministrada pelo professor luiz dantas.

Text of Jovens Jornalistas

  • JOVENS JORNALISTASMANUAL DE USOUNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS2012

    JOVENS JORNALISTASMANUAL DE USOUNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

  • 2012

    JOVENS JORNALISTASMANUAL DE USOUNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

  • arthur mouraben-hur bernardelaine gonzagafbio de souzafilipe alencargabriela lapaisaac josjanaina marquesjuliana dos anjoslas pitalvia vasconcelosmarcel henrique leitemarco antnio fischermayra costa piresmorena melo diasnathlia honcipatrcia pacficopollyana gonzagarenata gregorinirivngela santanaroberta batistasarah mendestayana mourawilliam correiayzza albuquerque

    SOBRE O LIVRETO

    SOBRE A TURMA

    Este um manual que apresenta os jornalistas que aca-bam de se lanar ao mercado e que se ocupam ou se es-pecializaram em diversas reas do jornalismo durante a graduao. Este livreto um produto realizado por eles, desenvolvido em aula, na disciplina administrao e ma-rketing em comunicao ofertada em 2011 e ministrada pelo professor luiz dantas.

    A turma, em sua maioria, ingressou na Universidade Federal de Alagoas, no curso de Comunicao Social - habilitao em Jornalismo -, em 2008. Todos colaram grau em 2012 nessa mesma instituio.

  • projetos realizados

    coletivamenteDurante os quatro anos de formao foram rea-lizados trabalhos profis-

    sionais, de forma coletiva, onde esses jovens jornalis-

    tas puderam por em pr-tica suas habilidades no

    mbito da comunicao. Estes so os projetos que

    mais se destacam desse perodo.

    2008

    2010

    2011

    2009

    Primeiro jornal experimental que houve participao da turma. Criado pelos veteranos, chegou a ter duas edies, sendo essa l-tima produzida inteiramente por alguns desses jovens jornalistas.

    Depois do I FEstA, a revista Cdigo um dos projetos mais ou-sados executados pelos alunos, por debater diversas linguagens; no chegou a ser impressa e teve uma edio. No segundo semes-tre, fizemos o jornal nica Edio, nome em protesto ao descaso da Ufal e do curso de Comunicao Social com o jornal laborat-rio, que deveria ser obrigatrio no curso.

    Este ano, fechando nossa jornada na Ufal, realizamos telejornais, projetos de publicidade e, claro, este catlogo.

    Para a concluso da disciplina Esttica da Comunicao, pedia-se um produto miditico. Em conjunto, boa parte da turma se uniu para a realizao de um nico e grande produto: o I Festival de Esttica e Artes como estratgia de marketing. Paralelamente, foi feito o Contraverso, o jornal de maior tiragem do COS, que teve o envolvimento de estudantes de outras turmas.

    001100010101011010101001010101010101010101010101010101101CDIGO

  • (82) 9124.7611 / [email protected] / [email protected] interesse:redao impresso, diagramao, educao, educomunicao, cultura de paz, comunicao no violenta, entretenimento, cinema, quarinhos, msica

    Gosto de sentir-me til e produtivo quando par-ticipo de uma atividade e de saber que minhas

    aes fazem diferena no mundo, por isso assumo responsabilidades com facilidade. Interesso-me

    por aes sociais, como as da ONG e revista Vira-o, onde estou h trs anos como midiador do

    ncleo Virajovem Alagoano. Sou um dos criadores e facilitadores do JECA Juventude, Educao e

    Comunicao Alternativa projeto de extenso da Ufal premiado com o ttulo de excelncia acad-

    mica no Congresso Acadmico da Ufal. Sou, desde agosto de 2009, estagirio da Assessoria de Comu-nicao da Ufal, onde desenvolvi projetos grficos

    para a universidade. Fui diagramador e assessor de comunicao em trs edies do Super Conquest -

    conveno de quadrinhos, jogos eletrnicos, RPG e animaes, realizadas em 2010 e 2011.

    ALLANFAGNER

  • (082).8859.0141 / [email protected]

    interesse:design grfico, diagramao, fotografia, produ-

    o.

    Nunca me interessei pela vitrine. Nunca quis estar na tela, assinar grandes matrias investi-gativas, segurar microfone. Sempre me atraiu mais o bastidor, os detalhes da engrenagem. Logo, tive sorte por poder estagiar na produo do programa Educativa em Revista, da Educativa FM, ao lado de Rodrigo Machado e Elias Ferrei-ra. Produzir foi muito bom, aprendi bastante e gostei da rea, mas meu p no design grfico falou mais alto, fiz diversos trabalhos freelan-cers e outros tantos projetos na prpria Ufal que me ensinaram a diagramar, ilustrar, fotografar e foram porta para outros trabalhos. Espero trabalhar nesta rea de design grfico. Alm de aprender observando e bisbilhotando, fiz dois cursos certificados pela Adobe, nos programas InDesign e Flash.

    MOURAARTHUR

  • Admiro a Comunicao Social como um todo e, como parmetro dessa flexibilidade, estagiei sem-pre em assessorias de comunicao, onde desempe-nhei atividades alm das exercidas por jornalistas. Retendo-me minha habilitao, tenho experincia com texto de releases a reportagens especiais , fotografia, webjornalismo, ilustrao charges e tirinhas , projeto grfico e diagramao. Considero esses trs ltimos meu diferencial, uma vez que te-nho muita habilidade em desenvolver projetos gr-ficos de design e de diagramao, alm do prazer que tenho pelo desenho; e, por no acreditar em um jornalismo isento de opinio, creio que a charge e a tirinha so excelentes ferramentas de crtica. Sou tambm graduando em Design de Interiores, no Instituto Federal de Alagoas e, em ambos os cursos, busco a realizao de mestrados.

    BEN-HURBERNARD

    (82) 9103.5277 / [email protected]

    interesse:design grfico, diagramao, ilustrao

    jornalismo impresso

  • (82) [email protected][email protected]:fotojornalismo, radiojornalismo e telejornalismo

    Objetivo: Emprego na rea de formao. Bem, no so os clichs de currculos que busco, mas

    aprender cada vez mais fazendo o que gosto. Foi com esse pensamento que realizei todas as minhas atividades acadmicas e profissionais. Na universi-

    dade, busquei garantir uma formao de qualidade, exigindo meus direitos por meio do Movimento Es-

    tudantil. Assim entendi que o curso de Comunicao Social, em conjunto com os dois projetos de exten-

    so e a pesquisa em fotojornalismo, foi o arcabouo para uma concepo mais poltica e crtica de tudo

    que realizo e vejo. Uma viso evidenciada na realiza-o de quatro exposies fotogrficas, na monitoria

    de rdio e jornal, na colaborao para um tablide, como estagiria da Gazeta de Alagoas, e que ser

    mantida quando a fotografia, a TV e a rdio fizerem parte da minha experincia.

    ELAINEGONZAGA

  • Uma rea que me atrai, e isso bem antes de comear o curso, a do jornalismo esportivo. Procuro sempre me atualizar so-bre o que acontece no meio desportivo - seja por meio da m-

    dia impressa, seja em portais na web, ou pela TV, etc -, e sobre esportes em geral. Mas, como para a maioria dos brasileiros, o futebol que minha paixo. Produzirei meu trabalho de

    concluso sobre esse tema, o qual ser um livro reportagem sobre a vida do alagoano Edvaldo Alves de Santa Rosa (Dida), ex-jogador do CSA, da seleo brasileira e dolo no Flamengo.

    O que ficou claro para mim durante o curso que no tenho problemas em relao a campo de atuao. Trabalharia tanto em web, impresso, TV, rdio, etc. Sempre gostei de trabalhar

    em grupo, talvez por isso tenha escolhido a rea de comu-nicao. Participei como reprter em trabalhos produzidos pela turma e de algumas exposies fotogrficas. Tambm

    participei do Curso de Aperfeioamento em Poder Judicirio, realizado pela ESMAL, em 2011.

    (82) [email protected]

    interesse:reportagem e produo, independente do meio de comunicao

    DE SOUZAFBIO

  • (82) 9650.4287 / 8882.6020 [email protected]

    interesse:telejornalismo - edio e reportagem, design

    grfico, msica e entretenimento, poltica

    At pouco tempo atrs eu ainda estava apreensi-vo quanto a seguir ou no a carreira de jornalista. Sempre foi o que eu quis, desde criana, mas nada havia me empolgado at ento. Mas chegou o sti-mo perodo e tudo mudou. Com a disciplina prtica de Oficina de Telejornalismo, eu me apaixonei de vez pelo jornalismo televisivo. Ento abri mo de um estgio em uma assessoria, fui atrs de algo em TV e encontrei. E, olha... no podia ter tomado deciso melhor! A sensao de estar numa redao de TV, numa ilha de edio, aqueles momentos an-tes de o jornal entrar no ar, quando parece que vai dar tudo errado e no fim tudo d certo, so coisas indescritveis. Eu vou todo dia trabalhar no melhor humor possvel. E posso, finalmente, dizer com cer-teza que encontrei o que eu quero fazer pelo resto da minha vida!

    ALENCARFILIPE

  • (82) [email protected]:jornalismo impresso, jornalismo de revista, cultura, turismo e meio ambiente

    Gosto de escrever matrias especiais, principal-mente as que envolvem pesquisa histrica. J tra-balhei com webjornalismo, produo de TV e jor-nalismo impresso dirio. Fui estagiria do Portal

    Macei Agora, da TV Educativa de Alagoas e do O JORNAL, onde fiquei por dois anos e meio. Escrevi

    reportagens dirias e especiais para as editorias de Cultura, Turismo, Gastronomia, Economia e

    Cidades, e venci, com uma reportagem sobre os riachos de Macei, o Prmio Octavio Brando de

    Jornalismo Ambiental 2011. Minha experincia favorita foi escrever sobre as histrias dos pr-

    dios antigos de Macei, e da Praa Sinimb. A mais difcil foi uma reportagem sobre uma famlia

    de Palmeira dos ndios, que sofria com Displasia Ectodrmica, uma sndrome rara que se manifesta

    principalmente nos homens.

    GABRIELALAPA

  • (82) 9116.8467 [email protected]

    interesse:produes audiovisuais, televiso, rdio, jornal-

    ismo poltico, jornalismo esportivo

    Estagiei na Secretaria de Estado da Fazenda, onde produzi, fiz locuo e editei programa

Search related