KATIA ELEOTأ‰RIO RUBIO - KATIA ELEOTأ‰RIO RUBIO A AVALIAأ‡أƒO EXTERNA NA PERSPECTIVA DE DOCENTES DE

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of KATIA ELEOTأ‰RIO RUBIO - KATIA ELEOTأ‰RIO RUBIO A AVALIAأ‡أƒO EXTERNA NA PERSPECTIVA DE...

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

    Faculdade de Educação

    KATIA ELEOTÉRIO RUBIO

    A AVALIAÇÃO EXTERNA NA PERSPECTIVA DE

    DOCENTES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DO

    INTERIOR PAULISTA

    CAMPINAS 2020

  • KATIA ELEOTÉRIO RUBIO

    A AVALIAÇÃO EXTERNA NA PERSPECTIVA DE

    DOCENTES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DO

    INTERIOR PAULISTA

    Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Mestrado Profissional em Educação Escolar da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas como parte dos requisitos exigidos para a obtenção do título de Mestra em Educação Escolar, na área de concentração Educação Escolar.

    Orientadora: Profa. Dra. Geisa do Socorro Cavalcanti Vaz Mendes

    ESTE TRABALHO CORRESPONDE À VERSÃO FINAL DE DISSERTAÇÃO DEFENDIDA PELA ALUNA KATIA ELEOTÉRIO RUBIO E ORIENTADA PELA PROFA. DRA. GEISA DO SOCORRO CAVALCANTI VAZ MENDES

    CAMPINAS

    2020

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

    FACULDADE DE EDUCAÇÃO

    DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

    A AVALIAÇÃO EXTERNA NA PERSPECTIVA DE

    DOCENTES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DO

    INTERIOR PAULISTA

    Autora: KATIA ELEOTÉRIO RUBIO

    COMISSÃO JULGADORA:

    Geisa do Socorro Cavalcanti Vaz Mendes

    Mara Regina Lemes de Sordi

    Regiane Helena Bertagna

    A ata da Defesa com as respectivas assinaturas dos membros encontra-se no SIGA/Sistema de Fluxo de Dissertação/Tese e na Secretaria do Programa da Unidade.

    CAMPINAS

    2020

  • AGRADECIMENTOS

    Gostaria de agradecer a minha orientadora Geisa do Socorro Cavalcanti Vaz

    Mendes pelas orientações realizadas durante o processo de realização deste

    trabalho. Pelas leituras atentas e devolutivas encaminhadas. Pelos conselhos dados

    em momentos difíceis atravessados neste percurso. Pela injeção de ânimo quando

    parecia que não seria possível.

    Agradeço à escola na qual realizei a pesquisa, pela qual tenho muito apreço,

    pelas relações que estabeleci, pelo aprendizado com os meus colegas de profissão

    e às crianças que me animam e prosseguir.

    Agradeço as professoras que dedicaram um pouco do seu tempo e aceitaram

    participar das entrevistas.

    Agradeço as professoras Mara Regina Lemes de Sordi, Regiane Helena

    Bertagna, Sara Badra de Oliveira e Sandra Cristina Tomaz por terem participado da

    banca de qualificação e terem contribuído cada uma com o seu olhar próprio e

    singular.

    A professora Nima Spigolon pelas constantes lutas para que o Mestrado

    Profissional em Educação Escolar se efetivasse.

    Aos colegas que fiz no Mestrado.

    Ao meu companheiro Clóvis Côrrea Júnior que me deu total apoio desde que

    decidi trilhar esse caminho. Sou grata pela compreensão, pela calma e paciência.

    Aos meus pais: Márcio e Maria, que apesar de terem estudado até a quarta

    série, com todos os seus esforços e limitações me permitiram chegar até aqui. Que

    alegria partilhar este momento.

    As minhas irmãs Tati e Vivi pelo amor, carinho e amizade.

    E sempre, sempre a Deus, em quem me refugio e me abrigo.

  • RESUMO

    A presente pesquisa realizada no Mestrado Profissional em Educação Escolar buscou compreender a avaliação externa na perspectiva de docentes do ensino fundamental I (1º ao 5º ano) de uma escola municipal do interior paulista. Diante das observações realizadas na prática profissional, enquanto professora na educação básica e a partir de leituras relacionadas à temática, observo que as avaliações da aprendizagem e as externas têm sido o centro do processo ensino aprendizagem. Isso tem provocado alguns questionamentos, os quais norteiam esta pesquisa tais como: Em que medida a política de avaliação externa interfere na prática pedagógica docente? Como o professor tem compreendido a lógica da avaliação? Frente a essas questões buscamos conhecer a perspectiva das docentes das séries iniciais em relação à avaliação externa e sua prática docente. Este estudo é de abordagem qualitativa, abrange observação, entrevista semiestruturada e estudo documental. O período pesquisado, em relação aos dados da rede municipal, foi de 2009 a 2017. Para composição dos dados foram realizadas: a) revisão bibliográfica, estudo de artigos, dissertações e teses relacionadas ao tema; b) análise de leis e decretos do município pesquisado; c) levantamento dos dados do IDEB das séries iniciais disponibilizados pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais); d) entrevistas com cinco professoras da escola estudada. O estudo nos permitiu observar e compreender as possíveis influências da avaliação externa na prática pedagógica docente. Apresentamos como principais conclusões a responsabilização vertical, a busca por melhores resultados da escola e dos professores por meio de simulados e o estreitamento curricular.

    Palavras-chave: Avaliação educacional, ensino fundamental, política pública.

  • ABSTRACT

    This research carried out in the Professional Master's in School Education sought to understand the external evaluation from the perspective of teachers of elementary school I (1st to 5th year) of a municipal school in the interior of São Paulo. In view of the observations made in professional practice, as a teacher in basic education and from readings related to the theme, I note that learning and external assessments have been the center of the teaching-learning process. This has provoked some questions, which guide this research such as: To what extent does the external evaluation policy interfere with teaching pedagogical practice? How has the teacher understood the logic of evaluation? In view of these issues, we seek to know the perspective of teachers from Elementary School I (1st to 5th year) in relation to external evaluation and their teaching practice in a municipal institution in the interior of São Paulo. This study has a qualitative approach, covering observation, semi- structured interview and documentary study. The surveyed period, in relation to data from the municipal network, was from 2009 to 2017. To compose the data, the following were performed: a) bibliographic review, study of articles, dissertations and theses related to the theme; b) analysis of laws and decrees of the researched municipality; c) survey of IDEB data from the initial series provided by INEP (National Institute of Educational Studies and Research); d) interviews with five teachers from the school studied. The study allowed us to understand that the policies of external evaluations affect the pedagogical practice of teachers in which training takes place through simulations, narrowing the curriculum and vertical accountability.

    Key words: Educational evaluation, elementary education, public policy.

  • LISTA DE ABREVIATURAS

    ANA Avaliação Nacional da Alfabetização

    ANEB Avaliação Nacional da Educação Básica

    ANRESC Avaliação Nacional do Rendimento Escolar

    APM Associação de Pais e Mestres

    BNCC Base Nacional Comum Curricular

    EF Ensino Fundamental

    EI Educação Infantil

    EJA Educação de Jovens e Adultos

    EM Ensino Médio

    EMDEC Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas

    FCC Fundação Carlos Chagas

    HAPE Hora de Atividades Pedagógicas na Escola

    IDEB Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

    IDESP Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São

    Paulo

    INEP Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

    LDB Lei de Diretrizes e Base da Educação

    MEC Ministério da Educação

    PAANE Professor Auxiliar de Alunos com Necessidades Especiais

    PISA Programa Internacional de Avaliação de Estudantes

    PNAIC Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

    PNLD Programa Nacional do Livro Didático

    PPP Projeto Político Pedagógico

    RMC Região Metropolitana de Campinas

    SAEB Sistema de Avaliação da Educação Básica

    TCC Término de Conclusão de Curso

    TRT Tribunal Regional do Trabalho

  • LISTA DE TABELAS

    TABELA 1. ESCOLAS DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO ................................................................................. 78

    TABELA 2 - MATRÍCULA INICIAL DO ENSINO FUNDAMENTAL .............................................................................. 79

    TABELA 3-. PROJEÇÃO E NOTA DO IDEB DO MUNICÍPIO PARA O EF – 1 O . AO 5

    O . ANO ..................................... 80

    TABELA 4 -. TAXA DE APROVAÇÃO POR ESCOLA (ENSINO FUNDAMENTAL – ANOS INICIAIS)............................ 82

    TABELA 5 -TAXA DE REPROVAÇÃO POR ESCOLA (ENSINO FUNDAMENTAL – ANOS INICIAIS) ........................... 82

    TABELA 6 - TAXA DE APROVAÇÃO DA ESCOLA I (1º AO 5º ANO) ......................................................................... 85

    TABELA 7. NOTA MÉDIA PADRONIZADA E O IDEB (2009-2017) ........................................................................ 86

    TABELA 8 - RELAÇÃO DE ALUNOS POR TURMA DA ESCOLA – 2019 ................................................