Lâminas Luiza Moron

  • View
    210

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Lâminas Luiza Moron

  • Extrema ordem traz extrema desordem. A razo entre ordem e desordem contingente. (Robert Smithson)

    Conhecimento | Limite | Fragilidade | Equilbrio | Antago-dependncia

    equilbrio e.qui.l.brio

    sm (lat aequilibriu) Estado de um corpo que atrado ou solicitado por foras cuja resultante nula. Estado de um corpo que se mantm sobre um apoio, sem se inclinar para nenhum dos lados. Estado da poltica geral em que as naes convivem de maneira que nenhuma pode pr outra em perigo. Justa proporo. Proporo, harmonia. Equivalncia de foras antagnicas num sistema fechado de inter-relao dinmica. Comedimento, moderao cautelosa. Domnio de si mesmo. E. do nimo: juzo imparcial. E. esttico, Fs:equilbrio do corpo em repouso. E. estvel, Fs: estado de equilbrio de um corpo tal que, ao ser levemente deslocado, o corpo tende a retomar a sua posio original. E. social: estado de integrao em que tendncias antagnicas ou competitivas se compensam reciprocamente. Perder o equilbrio: desviar-se da posio de equilbrio e cair.

    apontamentos

    Areia e gua representando foras complementares que se confrontam e respeitam. Ora uma avana, ora recua. Equilbrio no esttico. fim / comeo areia / gua slido / lquido conexo / limite

    Luiza Moron, jornada 16/04/2013.

  • E importa () ao arquiteto, naqueles sucessivos processos de escolha a que afinal se reduz a elaborao do projeto, ter sempre presente, "como lembrete", o seguinte: arquitetura coisa para ser exposta intemprie e a um determinado ambiente; arquitetura coisa para ser encarada na medida das idias e do corpo do homem; arquitetura coisa para ser concebida como um todo orgnico e funcional; arquitetura coisa para ser pensada estruturalmente; arquitetura coisa para ser sentida em termos de espao e volume; arquitetura para ser vivida. (Lcio Costa)

    Humanizao | Integrao | Concepo | Envolvimento | Modernismo | Conjunto | Conjuntura

    envolvimento en.vol.vi.men.to

    sm (envolver+i+mento2) Ao ou efeito de envolver ou envolver-se. envolver en.vol.ver

    (lat involvere) Enrolar(-se), embrulhar(-se), meter(-se) dentro de invlucro. Servir de invlucro a. Esconder, dissimular. Abranger. Cercar, rodear, circundar. Comprometer, enredar. Entremeter-se, incluir-se, comprometer-se. Resguardar-se, salvaguardar-se. Anuviar-se, toldar-se (o cu, o dia, o tempo).

    apontamentos Colegas de classe conversando com pequeno morador da cidade. De um lado a curiosidade acadmica e de outro a curiosidade infantil. Taylor (o menino da foto) e Scooby (seu cachorro) nos fizeram companhia durante o tempo em que ficamos esperando o restante da turma chegar no calado da prefeitura. Ambos curiosos.

    Luiza Moron, jornada 16/04/2013.

  • Desenho porque quero ver (Carlo Scarpa)

    Concreto | Expresso| Realizao | Palpvel | Materializar | Materializao | Concretizar

    materializar ma.te.ri.a.li.zar

    (material+izar) Considerar como material o que imaterial: impossvel materializar a alma. Tornar material; dar aparncia objetiva a. Tornar(-se) materialista. Embrutecer(-se), tornar(-se) boal, bronco. Tornar(-se) visvel e palpvel, tornar(-se) corpreo.

    apontamentos Materializao do outro lado. Confeco material de uma cidade dos mortos. Tentativa de materializar a eternidade, a saudade, a f. Construo da memria. Aceitao. Cidade dos vivos / cidade dos mortos

    Luiza Moron, jornada 16/04/2013.

  • Eis aqui o problema. Ns desejamos projetar formas claramente concebidas que sejam bem adaptadas a um dado contexto. (Christopher Alexander)

    Contexto | Clareza | Complexidade | Transgresso | Restrio | Melhoria

    contexto con.tex.to

    (s) sm (lat contextu) Encadeamento de ideias de um escrito. Argumento. Composio, contextura.

    apontamentos Estacionamento da prefeitura exclusivo para bicicletas. O uso da bicicleta foi identificado como essencial para a comunidade. Pessoas de vrias idades e ocupaes utilizam as bicicletas e muitos nem mesmo as acorrentam. Identificao do contexto em que este veculo est inserido.

    Luiza Moron, jornada 16/04/2013.

  • Arquiteturizar a cidade sustentvel no difcil, basta simplesmente deixar de sustentar aquela insustentvel, deixar de alimentar o fogo de sua ideologia, para aspirar, em troca, os saberes incorporados nas cidades histricas. (Sergio Los)

    Mudana | Marasmo | Essncia | Resgate | Modismo | Resgate|

    essncia es.sn.cia

    sf (lat essentia) Natureza ntima das coisas; aquilo que faz que uma coisa seja o que , ou que lhe d a aparncia dominante; aquilo que constitui a natureza de um objeto. Existncia no que ela tem de mais constitucional. Significao especial. Ideia principal. Distintivo. A natureza primeira das coisas que se ope ao que nelas seja acidental. E. eterna:Deus. E. humana: a humanidade. E. prima: a origem, a causa principal.

    apontamentos Argamassa de assentamento do muro do cemitrio expondo sua composio, como a revelar de onde vinha. Assim que pisei em Barra do Ribeiro meus tnis encheram de areia. Em vez de limp-los optei por deixar a areia ali, a me lembrar de onde estava a cada passo.

    Luiza Moron, jornada 16/04/2013.