LAUDO DE AVALIAÇÃO ACÚSTICA - ?· laudo de avaliaÇÃo acÚstica academia crossfit cpk av. leomil,…

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • LAUDO DE AVALIAO

    ACSTICA

    ACADEMIA CROSSFIT CPK

    AV. LEOMIL, 772 BARRA FUNDA

    PROCESSO: 37.561/2015

  • 1

    NDICE

    1 INTRODUO 2

    2 INFORMAES GERAIS 3

    2.1 DADOS DO EMPREENDEDOR 3

    2.2 EQUIPE TCNICA 3

    3 NIVEIS DE DESCONFORTO ACSTICO 4

    3.1 LEGISLAO 4

    3.2 METODOLOGIA DE AMOSTRAGEM 4

    3.3 RESULTADOS OBTIDOS 12

    3.4. ANLISE DOS RESULTADOS 15

    4. CONCLUSES 19

    5. ENCERRAMENTO 19

  • 2

    1 INTRODUO

    O presente relatrio vem atender o item 5.2 da Instruo Tcnica n 225/16,

    seguindo as diretrizes da NBR 10.151/00, item 7, para apresentar os nveis de rudos

    gerados pelo empreendimento durante suas atividades, de forma a verificar quais so

    os possveis impactos causados.

    Para esta avaliao foram seguidas as condies exigveis dispostas:

    Norma NBR 10151, da Associao Brasileira de Normas Tcnicas;

    CONAMA N 001, de 08 de maro de 1990, que dispe sobre critrios de

    padres de emisso de rudos decorrentes de quaisquer atividades

    industriais, comerciais, sociais ou recreativas, inclusive as de propaganda

    poltica;

    Lei Complementar n 44, de 24 de dezembro de 1998, que estabelece as

    normas disciplinadoras do desenvolvimento econmico sustentado e da

    manuteno da Cidade, da paisagem urbana e qualidade ambiental, de

    higiene pblica e do funcionamento de estabelecimentos comerciais,

    industriais, prestadores de servios e assemelhados.

    Lei Complementar n 156, de 20 de Dezembro de 2013, que institui o

    Plano Diretor e d outras providncias.

    Lei Complementar n 160, de 27 de Dezembro de 2013, que regulamenta

    os instrumentos previstos no Plano Diretor para o cumprimento da funo

    social da propriedade urbana no municpio de Guaruj e d outras

    providncias

    Neste sentido, apresenta-se a seguir a avaliao do desconforto acstico

    (rudo) do entorno da Crossfit CPK.

  • 3

    2 INFORMAES GERAIS

    O presente captulo apresenta as informaes gerais relativas ao

    empreendedor e dos profissionais envolvidos no presente trabalho.

    2.1 DADOS DO EMPREENDEDOR

    Razo Social: Vincius Gasques Daniel Treinamentos ME

    Endereo: Avenida Leomil, 772 - Barra Funda - CEP 11.410-162

    Telefone: (13) 3355 2208

    2.2 EQUIPE TCNICA

    Ana Paula Azevedo Stefano

    Engenheira Qumica - CREA n 5063039548/SP

    Tel. (13) 99775 3343

    Leonardo da Fonseca Brando

    Engenheiro Ambiental - CREA n 5069422310/SP

    Tel. (13) 99690 8867

  • 4

    3 NIVEIS DE DESCONFORTO ACSTICO O Programa de Monitoramento de Desconforto Acstico (rudo) teve como

    objetivo principal acompanhar as oscilaes nos nveis de rudos gerados pelo

    empreendimento durante suas atividades, tendo como parmetro de referncia as

    medies realizadas nos dias 05 e 06 de abril.

    3.1 LEGISLAO Para esta avaliao foram seguidas as condies exigveis dispostas na

    Norma NBR 10.151 da Associao Brasileira de Normas Tcnicas, de acordo com a

    Resoluo CONAMA N 001, de 08 de maro de 1990 que dispe sobre critrios de

    padres de emisso de rudos decorrentes de quaisquer atividades industriais,

    comerciais, sociais ou recreativas.

    A Tabela 1 apresenta os nveis de rudo limites diurno e noturnos, conforme a

    Norma ABNT NBR 10.151.

    REA DE INFLUNCIA LIMITE dB(A)

    reas de stio e fazendas 40

    rea estritamente residencial urbana ou de hospital ou de escolas 50

    rea mista, predominantemente residencial 55

    rea mista, com vocao comercial e administrativa 60

    rea mista, com vocao recreativa 65

    rea predominantemente industrial 70

    Tabela 1 - Nveis de Rudo Limites para Ambientes Externos no Perodo Diurno e Noturno. Fonte: Norma NBR 10.151.

    3.2 METODOLOGIA DE AMOSTRAGEM Foi utilizado um decibilmetro medidor digital de nvel sonoro, como

    especificado no IEC-651 - Sound level meters, com escala de compensao A e

    resposta de leitura rpida, marca 01dB-STELL, modelo Solo.

    O decibilmetro foi posicionado a 1,20m de altura em relao ao terreno local.

    Utilizou-se o modo FAST, na faixa de 30 a 100 dB(A), com curva de compensao A

    e durao de 1 minutos.

    Para caracterizar o rudo de um determinado ambiente submetido a diferentes

  • 5

    nveis de rudo, com variao de forma aleatrio no tempo, determinou-se o nvel de

    rudo equivalente, Leq. Este valor fornecido pelo prprio decibilmetro como uma

    mdia de todo o perodo de medio (1 minutos).

    Com a finalidade de avaliar a distribuio dos nveis de rudo durante um

    determinado intervalo de medio, calculou-se o valor de LX. Esse valor representa o

    nvel de rudo superado em X% do tempo. Por exemplo, L90 = 42 dB(A), significa que

    90% dos nveis de rudo medidos a intervalos de tempo regulares estiveram acima de

    42dB(A).

    As medies foram realizadas em 04 pontos situados no entorno do

    empreendimento, em trs horrios diferentes s 18h do dia 05, s 08h30 e s 19h do

    dia 06, no intuito de verificar a interferncia no conforto acstico das reas do entorno

    pela atividade desenvolvida pelo empreendimento, Tabela 2.

    Amostra Local Localizao Geogrfica UTM

    01 Em frente a entrada da academia 371726,00 m E / 7345568,00 m S

    02 Esquina da Rua Rio de Janeiro com a Av. Leomil no sentido bairro, em frente a academia

    371733,00 m E / 7345556,00 m S

    03 Esquina da Rua Rio de Janeiro com a Av. Leomil no sentido centro, na esquina do outro lado

    371741,00 m E / 7345531,00 m S

    04 Na esquina da R. Rio de Janeiro com a Rua do Contorno. 371707,00 m E / 7345601,00 m S

    Tabela 2 Localizao dos Pontos de Amostragem de Rudo. Coleta: 05/04/2016 e 06/04/2016 - Datum: WGS 84 Os horrios de medies foram escolhidos para que pudesse verificar se

    durante aulas com maiores concentraes de alunos impactariam de forma

    significativa, e para determinar o rudo de fundo foram realizadas medies nos pontos

    01 e 02.

    Na primeira medio do dia 05, foram realizados 12 pontos devido a aula ser

    dividida em trs partes, conforme detalhado no captulo 2 do EIV, onde se realizaram 4

    medies de rudo de fundo, duas antes do incio das aulas e duas durante a

    passagem de fundamentos.

    No restante das outras medies, o rudo de fundo foi obtido durante a

    passagem de fundamentos e o rudo da atividade durante o alongamento e o WOD,

    sendo realizado em cada horrio 6 medies.

  • 6

    A seguir na figura 1 observa-se a localizao dos pontos de amostragem com a

    imagem de satlite fornecida pelo Google Earth e nas figura 2 a 25 observa-se

    detalhamento do local das amostragens.

    Figura 1 - Imagem de satlite adquirida do Google Earth com a localizao dos pontos de amostragem de rudo.

    Figura 2 e 3 - Ponto 01 e Ponto 02, medio do rudo de fundo, antes do incio das aulas.

  • 7

    Figura 4 e 5 - Ponto 1 e Ponto 2, medio durante o alongamento.

    Figura 6 e 7 - Ponto 3 e Ponto 4, medio durante o alongamento.

  • 8

    Figura 8 e 9 - Ponto 1 e Ponto 2, medio do rudo de fundo durante a passagem de

    fundamentos.

    Figura 10 e 11 - Ponto 1 e Ponto 2, medio do rudo durante o WOD.

  • 9

    Figura 12 e 13 - Ponto 3 e Ponto 4, medio do rudo durante WOD.

    Figura 14 e 15 - Ponto 1 e Ponto 2, medio do rudo de fundo durante a passagem de

    fundamentos.

  • 10

    Figura 16 e 17 - Ponto 1 e Ponto 2, medio do rudo durante o WOD.

    Figura 18 e 19 - Ponto 3 e Ponto 4, medio do rudo durante o WOD.

  • 11

    Figura 20 e 21 - Ponto 1 e Ponto 2, medio do rudo de fundo durante a passagem de

    fundamentos.

    Figura 22 e 23 - Ponto 1 e Ponto 2, medio do rudo durante o WOD.

  • 12

    Figura 24 e 25 - Ponto 3 e Ponto 4, medio do rudo durante o WOD.

    3.3 RESULTADOS OBTIDOS

    Os resultados das amostragens realizadas no perodo diurno esto

    apresentados nas tabelas 3 10, em que as tabelas 3, 5, 7 e 9 so referentes a

    medio do rudo de fundo e as outras tabelas referem-se as medies com o rudo

    gerado pelo empreendimento.

    Ponto Inicio Fim Leq (dB(A)) L90 (dB(A)) L10 (dB(A))

    NR 01 17:52 17:53 59,6 70,6 44,3

    Observaes: Ao fundo trfego intenso de veculos leves, nibus e pessoas.

    NR 02 17:55 17:56 67,4 76,1 46,2

    Observaes: Trfego intenso de veculos leves, nibus, caminhes, pessoas.

    Tabela 3 - Nveis de Rudo de Fundo antes do incio da aula das 18h at 19h - Amostragem: 05/04/2016.

  • 13

    Ponto Inicio Fim Leq (dB(A)) L90 (dB(A)) L10 (dB(A))

    NR 01 18:16 18:17 65,0 78,2 41,4

    Observaes: Ao fundo trfego intenso de veculos leves, nibus e pessoas.

    NR 02 18:18 18:19 68,5 78,5 52,8

    Observaes: Trfego intenso de veculos leves, nibus, caminhes, pessoas.

    NR 03 18:20 18:21 66,1 70,6 54,8

    Observaes: Trfego intenso de veculos leves, nibus, caminhes, pessoas.

    NR 04 18:23 18:24 57,6 71,7 36,8

    Observaes: Trfego de veculos leves.

    Tabela 4 - Nveis de Rudo durante o alongamento na aula das 18h at 19h - Amostragem: 05/04/2016.

    Ponto Inicio Fim Leq (dB(A)) L90 (dB(A)) L10 (dB(A))

    NR 01 18:38 18:39 66,4 72,2 50,5

    Observaes: Ao fundo trfego intenso de veculos leves, nibus e pessoas.

    NR 02 18:40 18:41 68,6 77,8 55,4

    Observaes: Trfego intenso de veculos leves, nibus, caminhes, pessoas, rudos de construo prxima ao empreendimento.

    Tabela 5 - Nveis de Rudo de fundo durante a passagem de fundamentos na aula das 18h at 19h - Amostragem: 05/04/2016.