LAUDO MÉDICO PERICIAL JUDICIAL

Embed Size (px)

DESCRIPTION

LAUDO MÉDICO PERICIAL JUDICIAL. INSS. Exame Médico Pericial Relação perito-periciando. Baseada na DESCONFIANÇA MÚTUA. PREVIDÊNCIA SOCIAL. Aposentadoria  idade  tempo de serviço Benefícios por incapacidade. BENEFICIOS OBJETO DE AÇÕES JUDICIAIS. AUXÍLIO-DOENÇA - PowerPoint PPT Presentation

Text of LAUDO MÉDICO PERICIAL JUDICIAL

  • LAUDO MDICO PERICIAL JUDICIALINSS

  • Exame Mdico PericialRelao perito-periciandoBaseada na

    DESCONFIANAMTUA

  • PREVIDNCIA SOCIALAposentadoria idade tempo de servio

    Benefcios por incapacidade

  • BENEFICIOS OBJETO DE AES JUDICIAISAUXLIO-DOENA

    BENEFCIO DE LIMITE INDEFINIDO (= Aposentadoria por invalidez)

    BENEFCIO DE PRESTAO CONTINUADA (BPC) (Lei Orgnica da Assistncia Social)

    PENSO PS-MORTE

  • INSS qualidade de seguradoeCarncia12 contribuies

    4 contribuies (reaquisio da qualidade)

    Segurado especial

  • ISENO DA CARNCIAQualidade de seguradoInacapacidade para o trabalho

    Acidente de qualquer natureza

    Doenas isentas de carncia previstas em lei. - Cardiopatia grave - Neoplasia maligna

  • DATA DO INCIO DA INCAPACIDADEDeterminar a concesso de benefcio (mediante comprovao de incapacidade e qualidade de segurado)

  • ATIVIDADE LABORATIVA

    e

    GRAU DE ESFORO EXIGIDOCOMPETE AO PERITO A CARACTERIZAO

  • CONSELHO FEDERAL DE MEDICINAAo perito cabe, aps avaliar o periciando, concluir se o mesmo portador de patologia que o incapacita ou no para o trabalho.

    Sua funo tem que ser rigorosamente imparcial: nem paternalista, que acoberte interesses pessoais do indivduo, sem respaldo tcnico; nem tampouco rgida em demasia, em defesa do seu empregador. (PC/CFM/No 24/96)

  • Incapacidade X LimitaoIncapacidade parcial ??

    Limitao

    Incapacidade

  • QUESITO 8 - Diga o Sr. Perito, considerando a caracterstica da atividade declarada, se o autor se apresenta incapacitado para a(s) atividade(s) laborativa(s) anteriormente exercida(s) ?

    Sim, parcialmente. Tem contra-indicao atividades que exponham o membro superior a riscos de traumas e a exerccios. Tem leses neurolgicas e linfticas decorrentes da cirurgia.A autora no pode realizar atividades que possam expor o membro a traumas como cortes, punes, arranhaduras, compresso, porque podem estas leses causar estase linftica com edema grave em punho.

  • QUESITO 8 - Diga o Sr. Perito, considerando a caracterstica da atividade declarada, se o autor se apresenta incapacitado para a(s) atividade(s) laborativa(s) anteriormente exercida(s) ?Sim. Existe incapacidade laborativa para a atividade declarada.

    No. No existe incapacidade laborativa.

  • DIAGNSTICO Diagnstico objeto de incapacidade Diagnstico maior de incapacidade (maior tempo de incapacidade)

    **Diagnsticos secundrios que influenciam no estado de incapacidade devem ser citados parte.

  • QUESITO 3: Diga o Sr. Perito qual o diagnstico atual da patologia objeto da solicitao do benefcio indeferido ? Qual o Cdigo Internacional da Doena (CID) da doena? A autora apresenta-se com hipertenso arterial sistmica, diabetes mellitus, osteoporose, esofagite ulcerativa severa, hrnia de hiato, cirurgia de catarata biocular, lombalgia e vasculpatia diabtica em membros inferiores.

    CID: I 10, K 21.0, Q 40.1, E 10.5, E 14 e M54.4

  • QUESITO 3: Diga o Sr. Perito qual o diagnstico atual da patologia objeto da solicitao do benefcio indeferido ? Qual o Cdigo Internacional da Doena (CID) da doena?Diagnstico principal: o que apareceu primeiro causando incapacidade.

    Diagnsticos secundrios: cit-los apenas se tambm forem objeto de incapacidade.

    (se o principal causa uma incapacidade de 12 meses e o secundrio for objeto por 3 meses, no h necessidade da sua citao, pois no modificar o estado de incapacidade)

  • IncapacidadeUNIPROFISSIONAL

    MULTIPROFISSIONAL

    OMNIPROFISSIONAL

  • IncapacidadeUma incapacidade no pode sobrepor-se a uma j existente:

    Ex: Uma pessoa j possui incapacidade permanente devido a uma cardiopatia desde 2002; em 2006 apresentou-se com quadro de lombociatalgia desenvolvida em 2006.

    No cabe a mudana de diagnstico incapacitante e nem mesmo da data do incio da incapacidade.

  • REABILITAO PROFISSIONAL- Potencial para aprendizagem e/ou desempenho de outra atividade de trabalho.

    - Re-insero no mercado de trabalho.

    - Mudana de funo quando empregado.

    **NO CONFUNDIR COM TRATAMENTO**

  • INCAPACIDADE PARA OS ATOS DA VIDA CIVIL e NECESSIDADE DE TERCEIROSComunicar-se

    Alimentar-se

    Locomover-se

    Vestir-se

    Higienizar-se

  • INCAPACIDADE PARA OS ATOS DA VIDA CIVIL e NECESSIDADE DE TERCEIROSCASOS PSIQUTRICOS EM QUE EXISTE A NECESSIDADE DE VIGILNCIA CONSTANTE

  • INCAPACIDADE PARA OS ATOS DA VIDA CIVIL e NECESSIDADE DE TERCEIROSNo caracteriza para tal:

    O cuidado e administrao de medicamentos por terceiros.

  • Cdigo de tica Mdica vedado ao mdico ser perito de paciente seu, de pessoa de sua famlia ou de qualquer pessoa com a qual tenha relaes capazes de influir em seu trabalho. Art. 120

  • FIM