Lean Manufacturing e o impacto no desenvolvimento ... 108]lean...  Lean Manufacturing e o impacto

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Lean Manufacturing e o impacto no desenvolvimento ... 108]lean...  Lean Manufacturing e o...

  • Lean Manufacturing e o impacto no desenvolvimento industrial de Ponta Grossa:

    Case de adoo da Manuteno Produtiva Total em indstria instalada na regio

    Frank de Lima Bazi (UTFPR) fbazi@hotmail.com

    Resumo Independente do tamanho fsico e da fatia de mercado absorvida, as organizaes s conseguiro se consolidar

    no mercado de acordo com a capacidade de tomada de deciso gerencial que possurem e, de forma que abordem

    suas principais vantagens competitivas.

    Devem adaptar-se s condies existentes e deter de uma forte ferramenta de anlise de problemas destinada

    melhoria de processos e servios. A Gesto de metodologias de PE (Produo enxuta) aliadas Gesto da

    Produo e Manuteno (TPM) se torna grande parceira na busca pela excelncia de Classe Mundial.

    Os objetivos do programa so o envolvimento das pessoas. Sua base a aplicao de metodologia passo a passo

    j existente, de fcil entendimento e retorno positivo visvel. constituda por pilares que direcionam os

    trabalhos dos times para um enfoque mais assertivo, atacando os problemas diretamente na sua causa raiz. Eles

    representam eficincia, auto reparo, planejamento, treinamento e ciclo de vida.

    Palavras chave: Gesto da produo. TPM. Metodologia. Excelncia.

    Lean Manufacturing and the impact on the industrial development of Ponta Grossa:

    Case adoption of Total Productive Maintenance installed in industry in the region

    Abstract Regardless of the physical size and absorbed market share, organizations only able to consolidate in

    accordance with the capacity of managerial decision-making market that have and so to address its main

    competitive advantages.

    Must adapt to the existing conditions and hold a strong problem analysis tool for the improvement of processes

    and services. The PE methodologies Management (Lean production) combined with Production Management

    and Maintenance (TPM), becomes major partner in the quest for World Class excellence.

    The objectives of the program are the involvement of people. Its base is the methodology of application step by

    existing step, easy to understand and visible positive return. It consists of pillars that guide the work of teams for

    a more assertive approach, attacking the problems directly in their root cause. They represent efficiency, auto

    repair, planning, training and life cycle.

    Keywords: Management production. TPM. Methodology. Excellence.

    1. INTRODUO

    O avano cientfico-tecnolgico se acentuou a partir da dcada de 70, promovendo

    alteraes nos padres concorrenciais das empresas, permitindo que fossem repensadas as

    formas de organizao da produo.

    Uma organizao empresarial, utilizando determinada tecnologia, produz algum bem

    ou servio, para ser comercializado em funo do atendimento a demandas da sociedade.

    Cabe empresa desempenhar com qualidade sua misso especfica.

    As empresas capitalistas passam por uma reestruturao profunda no que diz respeito

    s relaes hierrquicas e trabalhistas e reformulao das tcnicas gerenciais e de gesto.

    Essa mudana o que tem permitido transformar o trabalhador antes passivo cumpridor de

    tarefas rotineiras e montonas em sujeito ativo, participante das decises empresariais.

    As exigncias de maior responsabilidade e comprometimento do trabalhador no

    controle dos produtos, na verificao da qualidade e na introduo de aperfeioamentos e

    correes no processo de produo proporcionam uma nova dimenso ao treinamento nas

    empresas.

    As condies econmicas que envolvem as empresas foram se tornando cada vez

    mais rigorosas, exigindo a eliminao completa dos desperdcios para que estas pudessem

    sobreviver. Assim, j no so mais permitidos de maneira alguma desperdcios como os

  • provocados por equipamentos em que apresentam perdas por falha, quebra ou fabricam

    produtos defeituosos. A TPM tambm procura intensificar a unio empresa e empregado. A

    primeira busca mais produtividade (produtos e servios com qualidade a baixo custo),

    enquanto a outra parte, busca melhorar as condies ambientais de trabalho assegurando ao

    mesmo tempo sua prpria empregabilidade.

    2. A MANUFATURA ENXUTA - LEAN

    Desperdcios no existem para serem medidos, e sim eliminados, (TAICHI OHNO,

    1997). Os princpios de manufatura enxuta ou Lean Manufacturing, apesar de serem muito

    simples, ainda representam um grande desafio para as empresas, principalmente em termos de

    implementao. O termo Lean Manufacturing, nasceu nos anos 80 com o Livro entitulado A

    mquina que mudou o mundo de Womak e Jones. Este livro foi resultante de um trabalho

    com mais de 5 anos e tentou mostrar para o resto do mundo o tamanho do sucesso das

    indstrias japonesas, em especial s indstrias Toyota Motor CO.

    O crescimento global de competio tem levado a um novo cenrio em que as

    organizaes se vem foradas a implementar novas ferramentas e tecnologias que melhorem

    seus processos de gesto. Dentre as vrias aes de manuteno, as paradas (pequenas paradas

    ou quebras), so atividades que ocorrem em momentos especficos de uma unidade industrial.

    Tambm se torna natural em detrimento ao atendimento das necessidades, pois muitas vezes

    necessria a readequao de uma linha de produo para a fabricao de bens de vrios tipos e

    formas (setup).

    Figura 1 - Modelo STP (Sistema Toyota de Produo)

    Fonte: Liker, 2006 p. 51

    A melhoria contnua o grande desafio para os programas de qualidade e

    produtividade existentes. O conceito de melhoria contnua remete busca pela perfeio

    fabril, ou seja, fazer corretamente o trabalho sem gerar desperdcios, sem acidentes

    ocupacionais e sobretudo, sem afetar a qualidade dos produtos.

    3. A MANUTEO PRODUTIVA TOTAL - TPM A TPM tem como objetivo geral, desenvolver uma estrutura organizacional que

    possibilite obter a mxima eficincia global do sistema de produo, envolvendo todos os

  • setores da empresa, desde a produo (operao) at a administrao e vendas. Para

    Takahashi e Osada (2010), a crescente competitividade e o desenvolvimento constante de

    tecnologia fazem com que as empresas busquem mudanas na gesto da manuteno e uma

    maior participao de todas as pessoas envolvidas no processo de produo. Ou seja, em

    resumo transformar o trabalhador em um agente multifuncional capaz de identificar todas as

    possveis causas de perdas no processo e capacit-lo para as novas tecnologias.

    Dentro de uma organizao, conforme Turbino (2000, p. 116):

    Tem-se metas e estratgias definidas, e existe a necessidade de se criar planos para

    atingi-los administrando recursos humanos e fsicos e atravs destes planos deve-se

    direcionar as aes dos recursos humanos sobre os fsicos e acompanhar estas aes

    tratando das devidas correes necessrias para os desvios que surgem no sistema

    produtivo.

    Para tanto, deve-se criar mecanismos para a eliminao dos desperdcios (as chamadas

    "grandes perdas"), atravs da busca pelo "zero acidente", "zero defeito" e "zero quebra/

    falha", levando em conta todo o ciclo de vida do sistema. Um pressuposto bsico da TPM o

    envolvimento de todos no processo, desde a alta administrao at o chamado cho-de-

    fbrica. (NAKAJIMA, 1989, p.81).

    Kardec e Nascif (2012), dividem a manuteno, conforme quadro 1, em cinco

    geraes e em cada uma dessas associam os diversos tipos de manuteno com as

    caractersticas gerenciais e ou administrativas associadas ao contexto produtivo.

    Quadro 1 - Processos de Manuteno

    Fonte: Adaptado de Sderholm, Holngrem e Klefsj, (2007)

    Para Sderholm, Holngrem e Klefsj (2007), h duas perspectivas sobre a forma de

    atuao da manuteno: a dedutiva, que est baseada sobre o estado das funes que

    compem o sistema, e a indutiva, na qual o processo de manuteno se baseia nos requisitos

    dos stakeholders. As atividades ou aes que se repetem e transformam a entrada em produtos

    podem ser vistas como processos de manuteno, execuo da manuteno, testes funcionais

    e feedbacks.

    3.1. Pilares de sustentao da TPM

    Ainda que existam especificidades na implementao da TPM em um tipo de indstria

    e metas que possam ser exclusivas para cada caso, as atividades fundamentais ao processo so

  • usualmente conhecidas como os "oito pilares bsicos", que sustentam qualquer

    implementao de TPM, como mostra a figura 2, (TAKAHASHI e OSADA, 1993).

    Na empresa, objeto de estudo, inicialmente est sendo trabalhado seis pilares, os

    quais j trazem excelentes resultados, inclusive com ndices de Benchmarking. importante

    ressaltar que a TPM prega um gerenciamento orientado para o equipamento, visto que esse

    encarado como o elemento bsico do processo produtivo. Esta mudana estratgica da

    manuteno reflete nos resultados empresariais, tais como:

    a) Aumento da Disponibilidade;

    b) Aumento do Faturamento e do Lucro;

    c) Reduo da Demanda de Servios;

    d) Reduo de Custos;

    e) Reduo de Lucros Cessantes e

    f) Aumento da Segurana Pessoal e das Instalaes.

    Figura 2 - Os Pilares da TPM

    Fonte: Takahashi & Osada, 1993

    Esses pilares bsicos, que norteiam a filosofia da TPM, definem aes concretas que

    visam alcanar a meta de eliminao das grandes perdas para atingir a "quebra-zero". Destes

    pilares, o que nos interessa neste trabalho a Manuteno Autnoma, figura 2 acima.

    3.2. As principais perdas do processo produtivo

    Para ser vivel atingir o desempenho operacional mximo de cada equipamento e,