LEILÃO 1.000 TOUROS NELORE GRENDENE

  • View
    230

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

LEILÃO 1.000 TOUROS NELORE GRENDENE 30 DE AGOSTO DE 2015 - FAZENDA RESSACA - CÁCERES/ MT. TRANSMISSÃO: TERRA VIVA LEILOEIRA: ESTÂNCIA BAHIA

Text of LEILÃO 1.000 TOUROS NELORE GRENDENE

  • LEILO 1.000 TOUROS

    REGULAMENTO LEILO 1.000 TOUROS NELORE GRENDENE CCERES-MT - 30/08/2015

    O presente regulamento estabelecer as normas que sero observadas durante o leilo, sendo que seu cumprimento ser obrigatrio a todos aqueles que, na condio de convidados, participantes e/ou promotores do evento, quiserem promover a aquisio ou venda de animal(is) ou produto(s) agrobusiness, ou como mero espectador.

    1. DEFINIES1.1. Considera-se LEILO o evento que visa comercializao de animal(is) e/ou produto(s), pela melhor oferta de valores, efetuada de forma aberta e aceita por um leiloeiro.1.2. Considera-se EMPRESA LEILOEIRA a empresa responsvel pela organizao e coordenao do leilo. O presente leilo ser coordenado e organizado pela Estncia Bahia Leiles .1.3. Considera-se LEILOEIRO a pessoa inscrita no Sindicato Nacional dos Leiloeiros Rurais, detentor de f-pblica, e que ser responsvel pela recepo das propostas de ofertas aos lotes comercializados, bem como pela batida do martelo e concretizao do negcio.1.4. Considera-se PROMOTOR DO EVENTO a(s) pessoa(s), fsica(s) ou jurdica(s), que for(em) responsvel(is) pela promoo do evento e arregimentao do(s) animal(is) ou produto(s) para serem comercializados no leilo.1.5. Considera-se CONVIDADO a pessoa, fsica ou jurdica, que for proprietria de animal(is) ou produto(s) que ser(o) comercializado(s) no leilo. Ao convidado tambm ser permitida a realizao de compras no leilo.1.6. Considera-se PARTICIPANTE todo aquele que comparecer no leilo e que tenha interesse na compra de animal(is) ou produto(s) comercializado(s) no evento, ou como mero espectador.1.7. Considera-se COMISSO DE COMPRA a comisso paga pelo comprador do(s) animal(is) / produto(s) EMPRESA LEILOEIRA, no percentil de 8 % (Oito por cento) para Machos e Fmeas das Raas Nelore, Brahman e RedBrahman, Equinos, Semn, Prenhez, Embries e Livre Acasalamentos e de 4 % (Quatro por cento) para animais

    de Corte (Cria, Recria e engorda) Machos e Fmeas , cujo percentual incidir sobre o valor total da batida do martelo de cada lote apregoado.Pargrafo nico: Caso o comprador optar pelo pagamento Vista, fica ciente que a taxa de intermediao de compra paga sobre o valor Bruto da batida do martelo.1.8. Considera-se COMISSO DE VENDA a comisso paga pelo vendedor do(s) animal(is) / produto(s) EMPRESA LEILOEIRA, no percentil de 12% (Doze por cento) para Machos e Fmeas das Raas Nelore, Brahman e RedBrahman, Equinos, Semn, Prenhez, Embries e Livre Acasalamentos e de 4 % (Quatro por cento) para animais de Corte (Cria, Recria e engorda) Machos e Fmeas , cujo percentual incidir sobre o valor total da batida do martelo de cada lote apregoado.1.9. Considera-se PRODUTO tudo que no seja semovente e que possa ser comercializado em leilo, tais como: embrio, smen, etc.1.10. Considera-se LANCE DE DEFESA o lance ofertado pelo prprio proprietrio do animal(is) ou produto(s), quando no alcanado o preo esperado por este junto ao leilo. Nesta hiptese, o proprietrio ser responsvel pelo pagamento das comisses de compra e venda acima previstas.1.11. Considera-se LOTE o grupo de animais ou o animal individualmente e/ou de produtos a serem colocados venda atravs de leilo, devidamente identificado no catlogo.1.12. Considera-se EMBRIO; o feto. Resultado til da unio do smen com o vulo.1.13. Considera-se OVCITO ou OCITO, nada mais que o gameta feminino ou vulo que, juntamente com o smen, capaz de gerar um embrio.1.14. Considera-se DOAO o produto ou animal, ou ainda, de direitos, distinto(s) do(s) daquele(s) que inicialmente (so) posto(s) venda(s), mas a ele(s) se agregando, doado por vendedor ou terceiro, com fim de aumentar o interesse no bem ofertado.

    2. CADASTRO:2.1. Todo aquele que pretenda apresentar lance no leilo dever estar previamente cadastrado junto Estncia Bahia Leiles, podendo encaminhar tal solicitao EMPRESA LEILOEIRA com antecedncia, para fins de anlise e aprovao prvia dos cadastros. Nesta hiptese, o pedido de cadastramento importar em autorizao automtica EMPRESA LEILOEIRA de consulta de informaes do solicitante junto ao SERASA ou outros rgos de proteo ao crdito.2.2. A fim de dar o mximo de segurana aos negcios a serem realizados sob sua intermediao a Estncia Bahia Leiles disponibilizar aos convidados e participantes um escritrio no local do evento onde os acertos de compra devero

    REGULAMENTO

  • LEILO 1.000 TOUROS

    ser realizados at as 12:00hs - DF do dia 30/08/2015, e tambm podendo o cadastro ser efetuado neste local. Nesta hiptese, toda compra efetuada pelo convidado ou participante ficar condicionada a posterior aprovao do cadastro, bem como aceitao pelo VENDEDOR.correspondncia; f) Informaes de idoneidade.2.4. Os dados cadastrais, objetos de anlise da EMPRESA LEILOEIRA, naturalmente que s tero valor contanto que acompanhado de respectivo comprovante o qual, a seu arbtrio, poder solicitar cpia para seu arquivo prprio ou eventual informao e/ou documento complementar.2.5. A EMPRESA LEILOEIRA, de acordo com seu conhecimento de idoneidade do cadastrado, poder dispensar um ou mais documentos mencionados no item 2.3.2.6. As informaes contidas no item 2.3, tem carter imediato e valor por prazo indeterminado, vigendo assim, a todos os Leiles posteriores e realizados sob a custdia da Estncia Bahia Leiles e coligadas.2.7. Ficar a encargo do cadastrado informar a EMPRESA LEILOEIRA sobre alteraes de qualquer dos itens do cadastro.2.8. A qualquer tempo a EMPRESA LEILOEIRA poder solicitar atualizao de cadastro e documentos; pena de ser vedado participao direta em leiles futuros at que seja a solicitao formulada.2.9. A presena dos convidados ou participantes no recinto do leilo importar em imediata autorizao Estncia Bahia Leiles em promover consultas sobre os mesmos junto ao SERASA ou outros rgos de proteo ao crdito.2.10. Os empregados da Estncia Bahia Leiles no esto autorizados a avalizar ou endossar qualquer comprador junto ao leilo.2.11. A existncia de cadastro no dispensar a necessidade de apresentao de avalista, caso seja solicitado pelo VENDEDOR ou pela Estncia Bahia Leiles . 2.12. Ser permitida a compra de animal(is) / produto(s) mediante procurao por Instrumento Pblico, a qual dever ser especfica para aquele evento e dever conter o valor mximo autorizado pelo outorgante e desde que este possua cadastro aprovado junto Estncia Bahia Leiles, que permanecer com referida procurao.2.13. A Estncia Bahia Leiles atua como intermediria das transaes, sendo responsvel pela organizao e coordenao do evento, no se responsabilizando pelo inadimplemento do comprador, seja em relao ao valor do(s) produto(s) / animal(is) adquirido(s), seja em relao s comisses de venda. Portanto, cabe ao vendedor manifestar-se sobre o cadastro do comprador antes da assinatura do

    contrato de compra e venda, bem como exigir a assinatura de avalista antes da formalizao deste contrato.

    3. DO LEILOEIRO E EMPRESA LEILOEIRA:3.1. O leilo ser realizado por um LEILOEIRO RURAL, devidamente inscrito nos rgos prprios, sendo que a venda considerar efetuada com a batida do martelo, momento em que as partes, compradores e vendedores, estaro obrigados ao cumprimento do negcio fechado, exceto na hiptese de no aprovao do cadastro do comprador, na forma do item 02 supra.3.2. O valor das comisses, tanto de compra como de venda, ter seu percentual anunciado pelo leiloeiro no incio dos trabalhos.3.3. Poder o leiloeiro, durante o leilo, promover as alteraes das presentes normas, estabelecer outras regras, alterar as disposies do catlogo, de lotes ou condies de pagamento, instituir preos mnimos, sem direito de reclamao ou indenizao por parte dos convidados ou participantes.3.4. Qualquer alterao havida pelas partes, sobretudo no tocante ao valor da transao, no interferir no valor final das comisses (venda e compra) que ter, sempre, como base de clculo, o valor da transao anunciada pelo LEILOEIRO pela batida do martelo. Ou seja, em sendo dado qualquer desconto, seja para pagamento vista, seja para desconto progressivo em lotes seqenciais ou desconto de qualquer natureza concedido pelo VENDEDOR ao COMPRADOR, referida liberalidade no atingir os honorrios do leiloeiro e/ou EMPRESA LEILOEIRA.3.5. O valor das comisses (compra e venda) considerado devido logo aps a concretizao do negcio e seu pagamento ser sempre vista.3.6. Os casos de lance de defesa so regidos pelo item 6.13.3.7. O atraso no pagamento da comisso acarretar a mora do devedor com acrscimo de atualizao monetria, juros de 1% ao ms, clusula penal de 20% e mais honorrios advocatcios em igual patamar. Tudo como rezam os artigos 389 e 406 do CC/02.como rezam os artigos 389 e 406 do CC/02.

    4. DISPOSIES ESPECFICAS PARA LEILO DE PRENHEZES:4.1. Salvo estipulao em contrrio, nos casos de livre acasalamento ou embrio, a primeira parcela ser considerada como sinal de negcio e devida no ato. As demais parcelas somente podero ser exigidas do(s) COMPRADOR(es) aps o

  • LEILO 1.000 TOUROS

    recebimento ou a retirada da(s) prenhez(es) confirmada(s). Caso o VENDEDOR tenha recebido antecipadamente alguma parcela e a prenhez no consiga se realizar o VENDEDOR restituir ao(s) COMPRADOR(es) o valor recebido em dobro e com demais acrscimos da mora.

    4.2. PRENHEZES RECEPTORAS:4.2.1. Constatado a prenhez, o VENDEDOR, salvo disposio em contrrio, se responsabiliza em apresentar a(s) receptora(s) em perfeitas condies fsicas, com boa habilidade maternal, a fim de bem criar o embrio. Para tanto e dado o prazo mnimo para a transferncia do embrio da vaca prenhe vaca receptora, obriga-se o VENDEDOR a entregar ao COMPRADOR a vaca receptora devidamente fertilizada com o embrio objeto do lance.4.2.2. A vaca receptora considerada como bem acessrio ao embrio. Nesse compasso, a vaca receptora faz parte integrante do contrato de compromisso de compra e venda do embrio.4.2.3. O COMPRADOR, por sua vez, se compromete a mant-la(s) sob as mesmas condies de manejo e trato, a fim de no prejudicar