20
ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO E TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA EXERCÍCIOS - CNJ PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br  1 Aula 0 – 2.8 Motivação e satisfação no trabalho Olá pessoal, como vão as coisas? Estudando muito? Espero que sim, desde que sejam estudos planejados, otimizados, concentrados e com material de qualidade. Meu nome é Vinicius Ribeiro, sou um uberlandense que vive há 5 anos em Brasília. Gosto muito dessa cidade. Apesar disso, preserrrrvo meu sotaque mineiro que come quieto um pão de queijin, sempre com café (humm, maravilha!!!) Hoje começo um curso referente a um concurso que tenho um carinho especial. É que até setembro do ano passado eu era servidor do Conselho Nacional de Justiça. Eu era Analista Judiciário – Área Administrativa. Mas, como ocorreu isso professor? O CNJ nunca tinha feito concurso. É verdade. Esse é o primeiro!!!! Entretanto, eles aproveitaram candidatos aprovados de outros concursos, como o do STF (meu caso) e o STJ. Aliás, lá vai uma notícia ótima: é muito comum os tribunais federais (superiores ou não) aproveitarem candidatos de outros concursos quando a lista deles acabam. Ficar classificado em um concurso como esse é quase o passaporte para o ingresso no Poder Judiciário!!! Este curso de exercícios de Noções de Administração Geral e Pública é destinado aos postulantes aos seguintes cargos:  Cargo 2: Analista Judiciário – Área Administrativa  Cargo 13: Técnico Judiciário – Área Administrativa Essa matéria, para esses dois cargos, é idêntica e tem peso 2. Assim, não haverá excesso ou falta de matérias aqui. Outro detalhe muito positivo: é possível fazer as duas provas, já que uma será no período da manhã e a outra na parte da tarde!!! São duas chances em uma. Vamos a um breve resumo do meu currículo:  Graduado em Administração na Universidade Federal de Uberlândia – UFU;  MBA em Comércio Exterior e Negócios Internacionais na Fundação Getúlio Vargas – FGV;  Atualmente, sou Analista de Planejamento e Orçamento do MPOG, mas estou classificado dentro das vagas no Concurso da Câmara dos Deputados para Analista Legislativo. Em breve o Poder Legislativo será a minha nova Casa!!!  Ex-servidor do Supremo Tribunal Federal, onde atuava na Secretaria de Controle Interno (oriundo do concurso do STJ);

Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

Embed Size (px)

Citation preview

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 1/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   1 

Aula 0 – 2.8 Motivação e satisfação no trabalho

Olá pessoal, como vão as coisas? Estudando muito? Espero que sim, desde quesejam estudos planejados, otimizados, concentrados e com material dequalidade.

Meu nome é Vinicius Ribeiro, sou um uberlandense que vive há 5 anos emBrasília. Gosto muito dessa cidade. Apesar disso, preserrrrvo meu sotaquemineiro que come quieto um pão de queijin, sempre com café (humm,maravilha!!!)

Hoje começo um curso referente a um concurso que tenho um carinhoespecial. É que até setembro do ano passado eu era servidor do ConselhoNacional de Justiça. Eu era Analista Judiciário – Área Administrativa.

Mas, como ocorreu isso professor? O CNJ nunca tinha feito concurso. Éverdade. Esse é o primeiro!!!! Entretanto, eles aproveitaram candidatosaprovados de outros concursos, como o do STF (meu caso) e o STJ.

Aliás, lá vai uma notícia ótima: é muito comum os tribunais federais(superiores ou não) aproveitarem candidatos de outros concursos quando alista deles acabam. Ficar classificado em um concurso como esse é quase o

passaporte para o ingresso no Poder Judiciário!!!Este curso de exercícios de Noções de Administração Geral e Pública édestinado aos postulantes aos seguintes cargos:

•  Cargo 2: Analista Judiciário – Área Administrativa•  Cargo 13: Técnico Judiciário – Área Administrativa

Essa matéria, para esses dois cargos, é idêntica e tem peso 2. Assim, nãohaverá excesso ou falta de matérias aqui. Outro detalhe muito positivo: épossível fazer as duas provas, já que uma será no período da manhã e a outrana parte da tarde!!! São duas chances em uma.

Vamos a um breve resumo do meu currículo:

•  Graduado em Administração na Universidade Federal de Uberlândia –UFU;

•  MBA em Comércio Exterior e Negócios Internacionais na FundaçãoGetúlio Vargas – FGV;

•  Atualmente, sou Analista de Planejamento e Orçamento do MPOG,mas estou classificado dentro das vagas no Concurso da Câmara dosDeputados para Analista Legislativo. Em breve o Poder Legislativo

será a minha nova Casa!!!•  Ex-servidor do Supremo Tribunal Federal, onde atuava na Secretariade Controle Interno (oriundo do concurso do STJ);

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 2/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   2 

•  Ex-servidor do Conselho Nacional de Justiça, onde atuava naSeção de Gestão de Contratos (oriundo do concurso do STF);

•  Ex-servidor do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, ondeatuava na Coordenação de Tomada de Contas Especial;•  Classificado no concurso de analista  legislativo (administração) do

Senado Federal em 2012;•  Desde agosto de 2010, leciono, no sítio do Ponto dos Concursos, 

administração para concursos, tais como os seguintes cursos: MPU,ABIN, INMETRO, PF, STM, TRTs, TRF 1ª, Infraero, BACEN, BNDES,Transpetro, TSE, TJDFT, Petrobrás e Senado Federal.

•  Possuo um livro publicado pela Editora Método, sob coordenação doVicente Paulo e Marcelo Alexandrino, intitulado “Administração para

Concursos”.

E como será o curso, Professor? 

O foco deste curso, ministrado em 8 aulas (além desta aula demo), é capacitá-los para resolver a prova de Noções de Administração Geral e Pública para oscargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário, ambos da áreaadministrativa.

Meu objetivo aqui é fazer com que vocês acertem as questões desta disciplinae que isso contribua para a aprovação no concurso.

Esse curso de exercícios comentados possui foco na nossa banca: Cespe. Noentanto, para subsidiar a explicação de parte da matéria, eventualmente serãocolocadas questões de outras bancas.

Muitos alunos me questionam sobre a necessidade de leiturascomplementares. A minha resposta: depende do nível e da disponibilidade decada um. O edital será todo abordado em nossas aulas.

Particularmente, eu evitaria esse “aprofundamento” em livros, para poderdiversificar meus estudos em outras matérias. É essencial que o candidato nãodeixe de lado aquela matéria que ele possui um conhecimento prévio, mas nãonecessário para gabaritar.

Opte por estudar três matérias (português, administração, direitoconstitucional) diferentes por dia. No próximo dia, escolha outras três e assimvai. Em um intervalo de 3 ou 4 dias, você viu um pouco de todas as matériasdo edital, deixando sempre a cabeça fresquinha com os mais variadosconhecimentos.

Outro ponto que quero falar é sobre as questões comentadas. Ao longo docurso, irei colocar questões das matérias já estudadas. Assim, é possível

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 3/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   3 

que eu coloque, por exemplo, uma questão da matéria vista hoje na aula 4. Aideia é não deixar o conteúdo cair no esquecimento, ok?

A estrutura da aula será a seguinte: exposição dos exercícios com seuscomentários e rápidas explanações sobre a matéria cobrada. Ao final da aula,esses mesmos exercícios serão colocados, porém sem os devidos comentários,para quem queira tentar resolvê-los sem que haja explicações.

Vocês verão, durante o curso, a repetição de teoria no comentário dasquestões. Tenho certeza que essa insistência fará com que a matéria sejainternalizada por vocês.

Esta aula, que é um demonstrativo do meu trabalho, será bem menor que as

demais. Mas, como já falei, os temas da aula de hoje ainda serão abordadosdurante o curso com questões de matérias já estudadas, ok?

O que preciso saber sobre o edital?

•  Cargo: Analista Judiciário – Área Administrativao  Vagas: 28o  Classificam-se: 200o  Remuneração: R$ 6.611,39o  Além dessa remuneração, é possível ter acréscimos referentes a

cursos de 120 horas e a titulação por especialização, mestrado oudoutorado. (essa informação não consta do edital)

o  Data da prova: 17/2 – manhã

•  Cargo: Técnico Judiciário – Área Administrativao  Vagas: 80o  Classificam-se: 500o  Remuneração: R$ 4.052,96o  Além dessa remuneração, é possível ter acréscimos referentes a

cursos de 120 horas e a titulação por especialização, mestrado oudoutorado. (essa informação não consta do edital)

o  Data da prova: 17/2 - tarde

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 4/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   4 

E o cronograma, Professor?

Abaixo, coloco o cronograma do nosso curso. Antes, uma ressalva: aspróximas aulas serão estruturadas, preferencialmente, conforme os tópicosabaixo, sempre com ênfase nos conteúdos tidos como mais importantes para oconcurso. No andamento do curso, pode haver alteração na ordem proposta,por questões didáticas. Porém, todos os itens descritos serão abordados.

•  Aula 0: 2.8 Motivação e satisfação no trabalho;

•  Aula 1 (5/12): 2.7 Características das organizações formais modernas:tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios dedepartamentalização. 2.8 Liderança

•  Aula 2 (12/12): 2.4 Comportamento, clima e cultura organizacional. 2.5Gestão por competências e gestão do conhecimento. 2.6 Qualidade devida no trabalho;

•  Aula 3 (19/12): 2.9 Recrutamento e seleção de pessoas. 2.10 Análise edescrição de cargos. 3 Educação, Treinamento e Desenvolvimento 3.1Educação corporativa. 3.1.2 Educação a distância. 3.1.3 Planejamento,desenvolvimento e objetivos do ensino. 3.1.4 Avaliação;

•  Aula 4 (9/1/13): 1 A evolução da Administração Pública e a reforma do

Estado. 1.1 Convergências e diferenças entre a gestão pública e a gestãoprivada. 1.2 Excelência nos serviços públicos. 1.3 Excelência na gestãodos serviços públicos;

•  Aula 5 (16/1/13): 5 Indicadores de desempenho. 6 Ferramentas deanálise de cenário interno e externo. 7 Balanced scorecard; 4 GestãoOrganizacional 4.1 Planejamento Estratégico: definições de estratégia,condições necessárias para se desenvolver a estratégia, questões-chaveem estratégia. 4.1.2 Processos associados: formação de estratégia,análise, formulação, formalização, decisão e implementação. 4.1.3 Metasestratégicas e resultados pretendidos;

•  Aula 6 (18/1/13): 2 Gestão de Pessoas 2.1 Conceitos e práticas de RHrelativas ao servidor público. 2.2 Planejamento estratégico de RH. 2.3Gestão do desempenho;

•  Aula 7 (23/1/13): 8. Modelagem organizacional: conceitos básicos. 9Identificação e delimitação de processos de negócio. 10 Técnicas demapeamento, análise, simulação e modelagem de processos. 11Construção e mensuração de indicadores de processos. 12 Gestão deprojetos: planejamento, execução, monitoramento e controle,encerramento. 13 Escritório de Projetos. 14 Gestão de risco;

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 5/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   5 

•  Aula 8 (30/1/13): 15 A organização e o processo decisório. 16 Oprocesso racional de solução de problemas. 16.1 Fatores que afetam a

decisão. 16.2 Tipos de decisões. 16.3 Processo de mudança: mudançaorganizacional, forças internas e externas. 16.4 O papel do agente emétodos de mudança.

Fórum

O fórum de dúvidas é um importante mecanismo de aprendizado. Qualquerquestionamento com relação à matéria pode ser feito por lá. À medida que asperguntas são realizadas, vou respondendo seguindo a ordem de postagem.

Normalmente eu respondo às perguntas com até 2 dias de diferença. Às vezes,pode acontecer de demorar um pouco mais, mas todos os questionamentosserão atendidos.

Motivação e Satisfação no Trabalho

Mãos à “obris”, como diria o Mussum?

1) (CESPE MPE-PI 2012) Acerca de objetivos, desafios e característicasda gestão de pessoas e de comportamento organizacional, julgue ospróximos itens.

De acordo com a teoria dos dois fatores — motivação e higiene —, ooposto de satisfação não é a insatisfação. Ainda segundo essa teoria, aeliminação dos aspectos de insatisfação de um trabalho não o tornanecessariamente satisfatório. 

Quando se estuda a motivação, os gestores estão preocupados com os motivosque fazem com que as pessoas se comportem de determinada maneira.Podemos dizer que a motivação é uma força motriz incorporada pelosindivíduos, por meio da qual eles tentam alcançar um objetivo específico, como intuito de satisfazer uma necessidade ou expectativa. Motivação é “motivar aação”.

A satisfação no trabalho, para Locke, é o “estado positivo ou de prazer,resultando na avaliação positiva do trabalho do indivíduo”.

A teoria dos dois fatores mencionada na questão é tratada por Herzberg.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 6/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   6 

Os fatores de higiene (também chamados de extrínsecos) sãocausadores de insatisfação, ou seja, na falta de salário, por exemplo, ocorre

o problema. Por outro lado, a presença desses fatores, por si só, não aumentaa motivação, não gera satisfação. É por isso que podemos afirmar quesatisfação e insatisfação não são sinônimos e que quando eliminamos essesproblemas não temos necessariamente satisfação.

•  Exemplos de fatores higiênicos: supervisão (disposição para ensinar oudelegar); políticas empresariais (normas e procedimentos), condiçõesambientais (ambientes onde trabalham as pessoas), remuneração(contrapartida da prestação do serviço).

Os fatores motivacionais (também chamados de intrínsecos) são

causadores de satisfação, ou seja, o aumento do sentimento de realizaçãotrará mais motivação para o funcionário.

•  Exemplos: realização (realização com êxito de uma tarefa),reconhecimento (pelo trabalho bem feito), trabalho em si (atividadesagradáveis), desenvolvimento pessoal (possibilidade de aumento destatus ou de posição social, aquisição de conhecimento), possibilidade decrescimento (crescimento dentro da estrutura da organização)

Gabarito: C

2) (CESPE MPE-PI 2012) Entre as teorias motivacionais focadas emnecessidades, uma das mais importantes é a de McClelland, que tratadas necessidades individuais de realização, de poder e de associação.

De fato, essa teoria baseia-se no conceito de três grupos de necessidades e demotivos que se desenvolvem socialmente: afiliação (associação), realização epoder.

Todas as pessoas possuem essas necessidades, mas a intensidade de cadagrupo varia a cada indivíduo. Vejamos cada necessidade:

Realização: cada indivíduo tem que por à prova seus limites, deve fazer umbom trabalho que mensure as realizações pessoais. As pessoas que possuemmuito essa necessidade costumam procurar mudanças na vida, sãocompetitivas, cumprem metas estipuladas.

Afiliação (Assossição): nessa necessidade, há a preocupação de se estabelecer,manter ou restabelecer relações emocionais positivas com as pessoas.

Poder: essa necessidade é caracterizada pelo forte impulso em exercerautoridade sobre os demais e executar ações poderosas.

Gabarito: C

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 7/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   7 

3) (CESPE BASA 2010) Se o gerente de uma agência bancária com 35funcionários do quadro, dez terceirizados e cinco estagiários adotar

uma postura única como forma de motivar seus colaboradores, essaconduta estará de acordo com os pressupostos da teoria de Maslow.

Pela teoria de Maslow, há uma hierarquia de necessidades humanas, sendoque cada um está em um patamar/momento diferente. Dessa forma, não hácomo adotar uma única postura para motivar o seu quadro de funcionários.

A figura abaixo (pirâmide de Maslow) exemplifica essa hierarquia:

À medida que um nível é satisfeito (não sendo mais motivador), passa-se para

o de cima.Vejamos outra teoria que possui forte relação com Maslow.

Modelo do Continuum de Necessidades de Alderfer (teoria ERG) – trata-se de uma variação de Maslow, a partir da condensação dos níveis em umcontinuum, baseado em três conjuntos básicos de necessidades:

•  Existenciais: dizem respeito à preservação da existência humana(sobrevivência). Incluem necessidades fisiológicas e de segurança, denatureza material.

•  Semelhança: relações com o ambiente social. Incluem o afeto ou o fatode pertencer a um grupo, com natureza de segurança ou de estima.

Necessidades Fisiológicas: fome, sede, oxigênio, sono, desejosexual, abrigo

Necessidades de Segurança: não sujeito a dor, ao perigo eàs perdas; proteção contra ameaças/privações

Necessidades de Afeição: social, sentimento depertencer a um grupo, associação e participação

Necessidades de Estima (Ego): confiança erealizações, status, valorização, aprovação social

Necessidades de Auto- Realização: realização total, do próprio potencial,

envolvendo o pessoal e o profissional

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 8/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   8 

•  Crescimento: referem-se ao desenvolvimento do potencial. Incluem-se onível auto-estima e auto-realização.

Gabarito: E

4) (CESPE BASA 2010) A preocupação do gerente de uma agênciabancária com a salubridade do ambiente de trabalho identifica-se comos aspectos motivacionais propostos na teoria de Herzberg.

Ambiente de trabalho não é um aspecto motivacional. É um fator higiênicogerador de insatisfação caso o ambiente não seja salubre.

Vejam a figura.

Gabarito: E

5) (CESPE BASA 2010) A implantação de um novo plano deremuneração que contemple um aumento substancial no salário dos

colaboradores de uma organização vai ao encontro dos fatoresextrínsecos propostos na teoria de Herzberg.

Salário, segurança no emprego, condições de trabalho,

nível e qualidade da supervisão

Sentimento de realização, reconhecimento,

responsabilidade, natureza do trabalho, crescimento e

progresso pessoais

Causadores de Insatisfação

Fatores de Hi iene e Manuten ão

Motivação e Satisfação com o Trabalho

Causadores de Satisfação

Motivadores ou Fatores de Crescimento

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 9/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   9 

Fatores extrínsecos são os fatores higiênicos. Assim, aumento de salário vaisim ao encontro desses fatores, segundo a teoria de Herzberg dos Dois

Fatores.Exemplos: supervisão (disposição para ensinar ou delegar); políticasempresariais (normas e procedimentos), condições ambientais (ambientesonde trabalham as pessoas), remuneração (contrapartida da prestação doserviço).

Ir ao encontro significa concordar.

Ir de encontro significa discordar.

Gabarito: C

6) (CESPE STJ 2012) Acerca do comportamento de indivíduos, grupose organizações, julgue o item subsequente.

A motivação, sob o enfoque das necessidades, enfatiza a influência devalores, crenças e desejos no comportamento humano no trabalho.

Existe uma abordagem que separa as diversas teorias motivacionais em doisgrupos: teorias de conteúdo e teorias de processo.

•  Conteúdo: relaciona-se com “o que” (razões, motivos e desejos) motiva

ou influencia o comportamento;•  Processo: o modo como (valores e crenças) o comportamento é

motivado.

Conteúdo

• Hierarquia das Necessidades de Maslow

• ERG de Alderfer

• Dois Fatores de Herzberg• Motivação para realização de McClelland

Processo

• Teoria da Expectativa de Vroom

• Teoria da Equidade de Adams

• Teoria do Reforço de Skinner

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 10/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   10 

À medida que formos resolvendo as questões, veremos um pouco sobre cadateoria não vista ainda.

Mas o que já sabemos é que a hierarquia das necessidades, teoria cobradapela questão, relaciona-se com o conteúdo, ou seja, com as razões, motivos edesejos. Valores e crenças estão presentes nas teorias de processo.

Gabarito: E

7) (CESPE TJ-ES 2011) Consoante os pressupostos da hierarquia denecessidades de Maslow, um administrador que almeje motivar seuscolaboradores deve considerar primeiramente as necessidadesfisiológicas destes.

Exatamente. Essa é a base da pirâmide de Maslow. Portanto, é a primeiranecessidade a ser suprida.

Da base para o topo:

•  Fisiológicas•  Segurança•  Afeição•  Estima•  Auto-Realização

Gabarito: C

8) (CESPE CORREIOS 2011) Necessidades são razões para que o serhumano se ponha em movimento para buscar determinados fins.

Isso mesmo. À medida que o ser humano vai tendo suas necessidades, elepassa a buscar a solução para resolver esse “problema”. Essa busca se traduzem movimentação para um fim (objetivo).

Gabarito: C

9) (CESPE CORREIOS 2011) Quanto maior a satisfação, maior amotivação.

Essa questão foi anulada por não haver consenso entre os autores sobre otema. Veja a justificativa do Cespe:

 “Devido à existência de diversas teorias que orbitam o tema e que sinalizamsentidos diversos sobre o que gera a motivação, optou-se pela anulação doitem.” 

Gabarito: X

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 11/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   11 

10) (CESPE TJ-ES 2011) Os subordinados de uma equipe cujo líderadote uma liderança no estilo X, conforme Douglas McGregor, têm um

nível de dependência elevado em relação ao líder.Trata-se de duas teorias opostas. Vejamos:

X: baseado em organizações tradicionais, cujas hipóteses indicam oseguinte:

•  As pessoas em geral são preguiçosas e não gostam de trabalhar;•  As pessoas devem ser coagidas, controladas, ameaçadas, para que

trabalhem;•  As pessoas não assumem responsabilidades;•  A motivação só ocorre em níveis fisiológicos e de segurança.

Costumo falar que essa é a teoria do problema. É a teoria do Xiiii, lá vemproblema. Por exclusão, a outra é a teoria y. Vejamos.

Y: abordagens mais recentes em relação à natureza humana, cujashipóteses indicam:

•  Para as pessoas, trabalhar é tão natural quanto se divertir ou descansar;•  As pessoas são comprometidas com a organização;•  Em condições adequadas, o trabalhador pode aprender e aceitar

responsabilidades;•  Há capacidade de criatividade;•  A motivação ocorre nos níveis de entendimento, estima e auto-realização

tanto quanto nos níveis fisiológicos e de segurança.

Resolvendo a questão.

No estilo do Xiiii (lá vem problema), uma vez que os subordinados possuemtodos os defeitos possíveis, não gostando de trabalhar, eles são dependentesdo líder. Se o líder não conduzir os seus liderados, não haverá êxito notrabalho.

Gabarito: C

11) (CESPE TJ-ES 2011) Os subordinados liderados por um chefe queadota um estilo Y, conforme preconizado por Douglas McGregor,geralmente têm dificuldades para desenvolver relacionamentosinterpessoais — entre si e com o chefe — francos e espontâneos.

No estilo Y, as pessoas gostam do trabalho e do ambiente organizacional. Issogera facilidades para estabelecer relacionamentos entre as pessoas de formaespontânea.

Gabarito: E

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 12/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   12 

12) (CESPE MPE-PI 2012) Os conhecimentos sobre comportamentoorganizacional proporcionam uma melhor compreensão dos indivíduos

e grupos que integram organizações. A respeito das situaçõesrelacionadas ao trabalho, julgue o item que se segue.

As intervenções que busquem agregar aspectos motivacionaisextrínsecos tendem a ser eficazes para a manutenção da motivaçãodos indivíduos com forte necessidade de realização.

Motivacionais extrínsecos? Tá louco mano?

Os fatores motivacionais (também chamados de intrínsecos) sãocausadores de satisfação, ou seja, o aumento do sentimento de realização

trará mais motivação para o funcionário.Exemplos: realização (realização com êxito de uma tarefa), reconhecimento(pelo trabalho bem feito), trabalho em si (atividades agradáveis),desenvolvimento pessoal (possibilidade de aumento de status ou de posiçãosocial, aquisição de conhecimento), possibilidade de crescimento (crescimentodentro da estrutura da organização)

Gabarito: E

13) (CESPE EBC 2011) A administração de recursos humanos está

relacionada a todas as funções do processo administrativo, referindo-se a políticas e práticas necessárias para se administrar o trabalho daspessoas. A esse respeito, julgue o item a seguir. 

A teoria dos dois fatores, de Herzberg, pode ser representada por meiode uma pirâmide constituída de dois tipos de necessidade das pessoas:uma básica, a necessidade de segurança; e outra, mais complexa edifícil de ser atingida, a necessidade de autorrealização.

Muito fanfarrão esse examinador, não é? Tentando confundir você, justo você,misturando Maslow com Herzberg. Aqui não!!! A pirâmide é do Maslow e os

dois fatores são de Herzberg, ok?Gabarito: E

14) (CESPE STM 2010) As teorias de conteúdo da motivação notrabalho enfatizam de que maneira as pessoas pensam ao escolherentre diferentes caminhos quando tentam satisfazer suasnecessidades. 

Essas são as teorias de processo. As teorias de conteúdo, como a de Maslowou de Herzberg, enfatizam “o que” motiva o comportamento.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 13/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   13 

Gabarito: E 

15) (CESPE STM 2010) A teoria da equidade e a teoria da expectativapodem ser consideradas teorias de processo da motivação no trabalho.

Isso mesmo. Outra teoria incluída neste grupo é a teoria do reforço, deSkinner. Vejamos:

Teoria da Expectativa de Vroom

O modelo de Vroom baseia-se em três variáveis:

•  Valência: trata-se das opiniões que as pessoas têm sobreresultados específicos. A valência é uma atração/preferência pordeterminado resultado. Importante diferenciar valência de valor.Enquanto este é a verdadeira satisfação oriunda de um resultado,

aquela é antevisão da satisfação oferecida por um resultado;•  Instrumentalidade: trata-se do ponto até o qual os resultados

relacionados ao desempenho (1º nível) levam à satisfação deresultados referentes às necessidades (2º nível)

•  Expectativa: grau de percepção de que uma alternativa escolhidalevará aos resultados esperados. Trata-se da relação entre umdeterminado curso de ação e um resultado previsto.

Explicando de outra maneira, podemos fazer a seguinte relação entre asvariáveis:

•  Falaremos de expectativa quando tratarmos da alta probabilidadede a ação levar a um resultado;

Conteúdo

• Hierarquia das Necessidades de Maslow

• ERG de Alderfer

• Dois Fatores de Herzberg

• Motivação para realização de McClelland

Processo

• Teoria da Expectativa de Vroom

• Teoria da Equidade de Adams

• Teoria do Reforço de Skinner

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 14/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   14 

•  Caso esse resultado gere outros resultados, estamos tratando dainstrumentalidade;

•  Se esses resultados gerarem satisfação, essa é a valência.Teoria da Equidade (Adams)

No campo organizacional, essa teoria funciona da seguinte forma: quando aspessoas avaliam o resultado do próprio trabalho, qualquer diferença percebidaem relação ao trabalho dos outros é um estado de consciência motivador. Issoé muito comum na comparação salarial entre pessoas.

Quando há uma percepção de injustiça, as pessoas estarão motivadas a agirpara que seja restaurada a equidade. A comparação é feita do seguinte modo:

Comparação de Equidade

Recompensas Pessoais Recompensa dos outros

Contribuições Pessoais Contribuições dos outros

Teoria do Reforço de Skinner

Nos termos dessa teoria, o reforço é o condicionante do comportamento, que,por sua vez, é determinado por experiências (negativas ou positivas).

Nesse sentido, o papel do gerente é estimular comportamentos desejáveis(prêmios, promoções ou elogios) e desencorajar aqueles não desejáveis(repreensões, que podem culminar em demissões).

Gabarito: C

16) (CESPE STM 2010) Uma comparação de equidade ocorre sempreque as organizações estabelecem recompensas intrínsecas eextrínsecas.

Não podemos afirmar que sempre que houver essas recompensas haverá acomparação.

Gabarito: E

17) (CESPE TJ-ES 2011) Com referência ao comportamentoorganizacional, julgue o item subsecutivo.

No trabalho de motivação dos funcionários, pesquisas recentesrecomendam que os profissionais de gestão de pessoas adotem, semrestrições, a teoria de Maslow.

Palavrinha-chave: sem restrições.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 15/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   15 

É muito raro, em administração, termos algo que seja regra absoluta, semrestrições.

A hierarquia das necessidades surgiu na década de 60. Embora ela ainda sejamuito popular, já há quem diga que ela está ultrapassada, uma vez que aflexibilidade natural do mundo moderno busca eliminar aspectos de rigidezcomo é uma pirâmide que fixa 5 necessidades.

Gabarito: E

18) (CESPE MPS 2010) A teoria de Maslow cita as necessidades

humanas como uma pirâmide, fazendo um paralelo com uma

hierarquia. Na base dessa pirâmide, encontram-se as necessidadesbásicas ou fisiológicas e o pressuposto é: uma necessidade, em

qualquer ponto da hierarquia, precisa ser atendida antes que a

necessidade do nível seguinte se manifeste.

Na teoria de Maslow, cada necessidade é atendida no seu momento. Suprindo

a necessidade, passa-se para a necessidade que está logo acima na hierarquia

(pirâmide).

Gabarito: C

19) (CESPE BASA 2010) A adoção de um controle rigoroso por parte de

um gerente sobre seus colaboradores, por entender que estes são

desmotivados e dependem de uma liderança forte, identifica-se com os

pressupostos da teoria X proposta por Douglas McGregor.

Lembram-se da dica? Teoria do Xiii, lá vem problema. Se tem problema, ogestor deve controlar de forma rigorosa, deve exercer uma liderança forte, já

que os colaboradores são desmotivados por si só.

Gabarito: C

20) (CESPE ANEEL 2010) A respeito de aspectos atinentes a recursoshumanos, julgue o item que se segue.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 16/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   16 

No modelo piramidal criado por Maslow para explicar a motivação,constam as seguintes necessidades humanas, dispostas em ordem

hierárquica: fisiológicas, segurança, social, estima e autorrealização.Corretinho. A necessidade de afeição também pode ser chamada denecessidade social.

Gabarito: C

21) (CESPE ABIN 2010) No que se refere ao comportamentoorganizacional, julgue os itens a seguir.

Dado o conceito multidimensional de satisfação no trabalho, umapessoa pode estar satisfeita com um aspecto do seu trabalho, masinsatisfeita com outro.

Ótima questão. É isso mesmo. Os dois fatores de Herzberg convivem entre si otempo todo. Podemos estar satisfeitos com o trabalho que realizamos einsatisfeitos com a remuneração (normal, neh?).

Gabarito: C

22) (CESPE ABIN 2010) Pesquisas realizadas em organizações têmdemonstrado que a alta satisfação no trabalho implica maiordesempenho.

Necessidades Fisiológicas: fome, sede, oxigênio, sono, desejosexual, abrigo

Necessidades de Segurança: não sujeito a dor, ao perigo eàs perdas; proteção contra ameaças/privações

Necessidades de Afeição: social, sentimento depertencer a um grupo, associação e participação

Necessidades de Estima (Ego): confiança erealizações, status, valorização, aprovação social

Necessidades de Auto- Realização: realização total, do próprio potencial,envolvendo o pessoal e o profissional

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 17/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   17 

Cuidado com essas afirmações taxativas. Como disse antes, devemos evitarregras absolutas em Administração. A satisfação é fundamental para o

desempenho, mas ela não é suficiente para que ele aumente.Exemplo: um funcionário vendedor satisfeito pode não aumentar o seudesempenho (suas vendas) devido a condições negativas do mercado. Simplesassim.

Gabarito: E

Bibliografia

Livro/Texto AutorAdministração para Concursos Vinicius RibeiroAdministração Geral e Pública ChiavenatoTeoria Geral da Administração Maximiano

Exercícios Trabalhados 1) (CESPE MPE-PI 2012) Acerca de objetivos, desafios e características dagestão de pessoas e de comportamento organizacional, julgue os próximositens.

De acordo com a teoria dos dois fatores — motivação e higiene —, o oposto desatisfação não é a insatisfação. Ainda segundo essa teoria, a eliminação dosaspectos de insatisfação de um trabalho não o torna necessariamentesatisfatório.

2) (CESPE MPE-PI 2012) Entre as teorias motivacionais focadas emnecessidades, uma das mais importantes é a de McClelland, que trata dasnecessidades individuais de realização, de poder e de associação.

3) (CESPE BASA 2010) Se o gerente de uma agência bancária com 35funcionários do quadro, dez terceirizados e cinco estagiários adotar umapostura única como forma de motivar seus colaboradores, essa conduta estaráde acordo com os pressupostos da teoria de Maslow.

4) (CESPE BASA 2010) A preocupação do gerente de uma agência bancáriacom a salubridade do ambiente de trabalho identifica-se com os aspectos

motivacionais propostos na teoria de Herzberg.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 18/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   18 

5) (CESPE BASA 2010) A implantação de um novo plano de remuneração quecontemple um aumento substancial no salário dos colaboradores de uma

organização vai ao encontro dos fatores extrínsecos propostos na teoria deHerzberg.

6) (CESPE STJ 2012) Acerca do comportamento de indivíduos, grupos eorganizações, julgue o item subsequente.

A motivação, sob o enfoque das necessidades, enfatiza a influência de valores,crenças e desejos no comportamento humano no trabalho.

7) (CESPE TJ-ES 2011) Consoante os pressupostos da hierarquia denecessidades de Maslow, um administrador que almeje motivar seus

colaboradores deve considerar primeiramente as necessidades fisiológicasdestes.

8) (CESPE CORREIOS 2011) Necessidades são razões para que o ser humanose ponha em movimento para buscar determinados fins.

9) (CESPE CORREIOS 2011) Quanto maior a satisfação, maior a motivação.

10) (CESPE TJ-ES 2011) Os subordinados de uma equipe cujo líder adote umaliderança no estilo X, conforme Douglas McGregor, têm um nível dedependência elevado em relação ao líder.

11) (CESPE TJ-ES 2011)  Os subordinados liderados por um chefe que adotaum estilo Y, conforme preconizado por Douglas McGregor, geralmente têmdificuldades para desenvolver relacionamentos interpessoais — entre si e como chefe — francos e espontâneos.

11) (CESPE TJ-ES 2011)  Os subordinados liderados por um chefe que adotaum estilo Y, conforme preconizado por Douglas McGregor, geralmente têmdificuldades para desenvolver relacionamentos interpessoais — entre si e como chefe — francos e espontâneos.

12) (CESPE MPE-PI 2012) Os conhecimentos sobre comportamentoorganizacional proporcionam uma melhor compreensão dos indivíduos egrupos que integram organizações. A respeito das situações relacionadas aotrabalho, julgue o item que se segue.

As intervenções que busquem agregar aspectos motivacionais extrínsecostendem a ser eficazes para a manutenção da motivação dos indivíduos comforte necessidade de realização.

13) (CESPE EBC 2011) A administração de recursos humanos está relacionadaa todas as funções do processo administrativo, referindo-se a políticas e

práticas necessárias para se administrar o trabalho das pessoas. A esserespeito, julgue o item a seguir.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 19/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br   19 

A teoria dos dois fatores, de Herzberg, pode ser representada por meio de umapirâmide constituída de dois tipos de necessidade das pessoas: uma básica, a

necessidade de segurança; e outra, mais complexa e difícil de ser atingida, anecessidade de autorrealização.

14) (CESPE STM 2010) As teorias de conteúdo da motivação no trabalhoenfatizam de que maneira as pessoas pensam ao escolher entre diferentescaminhos quando tentam satisfazer suas necessidades.

15) (CESPE STM 2010) A teoria da equidade e a teoria da expectativa podemser consideradas teorias de processo da motivação no trabalho.

16) (CESPE STM 2010) Uma comparação de equidade ocorre sempre que as

organizações estabelecem recompensas intrínsecas e extrínsecas.17) (CESPE TJ-ES 2011) Com referência ao comportamento organizacional,

 julgue o item subsecutivo.

No trabalho de motivação dos funcionários, pesquisas recentes recomendamque os profissionais de gestão de pessoas adotem, sem restrições, a teoria deMaslow.

18) (CESPE MPS 2010) A teoria de Maslow cita as necessidades humanas como

uma pirâmide, fazendo um paralelo com uma hierarquia. Na base dessa

pirâmide, encontram-se as necessidades básicas ou fisiológicas e o

pressuposto é: uma necessidade, em qualquer ponto da hierarquia, precisa ser

atendida antes que a necessidade do nível seguinte se manifeste.

19) (CESPE BASA 2010) A adoção de um controle rigoroso por parte de um

gerente sobre seus colaboradores, por entender que estes são desmotivados e

dependem de uma liderança forte, identifica-se com os pressupostos da teoria

X proposta por Douglas McGregor.

20) (CESPE ANEEL 2010) A respeito de aspectos atinentes a recursoshumanos, julgue o item que se segue.

No modelo piramidal criado por Maslow para explicar a motivação, constam asseguintes necessidades humanas, dispostas em ordem hierárquica:fisiológicas, segurança, social, estima e autorrealização.

21) (CESPE ABIN 2010) No que se refere ao comportamento organizacional, julgue os itens a seguir.

7/27/2019 Lideranca, Motivacao e Satisfacao No Trabalho

http://slidepdf.com/reader/full/lideranca-motivacao-e-satisfacao-no-trabalho 20/20

ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA PARA ANALISTA JUDICIÁRIO ETÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA

EXERCÍCIOS - CNJPROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Prof Vinicius Ribeiro www pontodosconcursos com br 20

Dado o conceito multidimensional de satisfação no trabalho, uma pessoa podeestar satisfeita com um aspecto do seu trabalho, mas insatisfeita com outro.

22) (CESPE ABIN 2010) Pesquisas realizadas em organizações têmdemonstrado que a alta satisfação no trabalho implica maior desempenho.

Gabarito:

1)  C 2)  C 3)  E 4)  E 5)  C 6)  E 7)  C

8)  C 9)  X 10)  C 11)  E 12)  E 13)  E 14)  E15)  C 16)  E 17)  E 18)  C 19)  C 20)  C 21)  C

22)  E

Abração e bons estudos!!!