Lyrics Heather Dale

  • View
    11

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • Como Sou (As I Am- Heather Dale)

    Suponho que pareo diferente sem as vestes reais e a coroa

    Venho perante voc nesse dia sem riquezas, sem renome

    Pois aqui no sou um lder, apenas um humilde homem

    E s peo a voc que aceite-me, que aceite-me como sou

    No estou procura de perfeio, no ofereo-lhe um santo

    No busco um belo pssaro para pr em uma gaiola

    A nica coisa que quero que que me ame se puder

    E s peo a voc que aceite-me, que aceite-me como sou

    Ofereo-lho uma viso de meu interior, ofereo-lhe tal confiana

    Preciso de sua fora para ajudar-me a lutar as batalhas que devo

    Preciso que lembre-me da luz que carregamos dentro de ns mesmos

    Que h mais na vida que lutas e coisas que desejamos conquistar

    No aceite-me por obrigao, no aceite-me por orgulho

    Aceite-me apenas se o homem que v um que voc ficaria lado a lado com

    Ofereo-lhe um corao aberto, estou pedindo-lhe sua mo

    E s peo a voc que aceite-me, que aceite-me como sou

    Aceite-me como sou

  • Conto de Fadas (Fairytale- Heather Dale)

    No deveria ter uma carruagem

    Com empregados e um noivo

    No deveria haver um palcio

    E eu escapar das cinzas e da vassoura

    No deveria ter um casamento

    Com sapatos de vidro e uma coroa

    Voc deveria ser o prncipe encantado

    No perseguir garotas na cidade

    Voc no quer um conto de fadas?

    Voc no, voc no quer este conto de fadas?

    Voc no quer viver o meu conto de fadas comigo?

    No deveria haver uma torre

    Com espinhos ao redor

    E eu deveria ser uma princesa

    L acima e olhando para baixo

    Era para ser importante

    Que voc venha e me liberte

    Voc deveria ser um herI

    No sair com garotas mais fceis do que eu

    No me conte sua histria

    Se voc pode jogar como peter pan

    Com a sua segunda partida at de manh

    E o seu filho dentro do homem

    Em um felizes para sempre

    Deveramos compartilhar nosso sonho

    Onde voc est montando em meu socorro

    E eu chegar a ser a rainha

    Voc no quer viver o meu conto de fadas comigo?

  • Para Guinevere (For Guinevere- Heather Dale)

    Com todos os anos entre ns

    Eu conheo o seu corao

    Voc sabe que eu nunca mentiria

    Deixe as outras pessoas nos julgarem

    Com todos os seus pressupostos

    Voc sabe que comigo nunca tem que se esconder

    Ns nunca vamos ser essas crianas de olhos arregalados que se apaixonaram

    Ns nunca vamos atender dentro dessas linhas estreitas novamente

    Ns podemos fingir, podemos fingir

    Mas isso nunca nos serviu de alguma forma

    O amor infinitamente surpreendente

    To precioso para ser esbanjado

    Eu sempre serei seu amante,

    Eu sempre serei seu ombro,

    E eu no me importo o quo longe eles dizem que viajei.

    Eles acham que o nico caminho o lugar onde esto indo,

    Mas voc e eu fomos feitos para navegar sobre o mar.

    Ns podemos fingir, podemos fingir,

    Mas isso nunca nos serviu de alguma maneira.

    Ento confie em mim agora

    Eu nunca vou pesar voc e ancorar.

    Eu espero que voc sempre me veja dentro de sua vela

    Eu posso ver que voc est sempre preocupada

    Voc diz que se eles descobrissem

    Se voc apenas ouvisse

    Poderia surpreend-los

    Sobre o que essa escolha realmente

    No temos que pedir desculpas para o que ns compartilhamos entre ns

    E a cada dia parecemos nos apaixonar de novo

    Ns podemos fingir, podemos fingir,

    Ns podemos fingir, podemos fingir

    Mas isso nunca nos serviu de alguma forma

  • Ento confie em mim agora.

    Confie em mim agora.

    Confie em mim agora.

  • Cano de Ninar de Mordred (Mordred's Lullaby- Heather Dale)

    Aquieta-se, criana, a escurido ir surgir

    E adormecer-te...

    Filho inocente, formarei sua crena

    E voc sempre saber que seu pai um ladro

    E voc no entender a razo de sua tristeza

    Mas voc sempre seguir as vozes dentro de voc

    Lealdade, lealdade, lealdade, lealdade

    Lealdade, lealdade, lealdade apenas a mim

    Filho inocente, seu esprito ir odi-la

    A flor que se casou com meu irmo, o traidor

    E voc ir mostrar que ele age como uma marionete

    Pois voc a prova de como ele a traiu

    A lealdade...

    Filho inocente, a cada dia voc fica mais velho

    A cada momento estou vendo minha vingana se desenvolver

    Pois o filho de meu corpo, carne de minha alma

    Ir morrer pegando de volta o direito de nascena que lhe foi roubado

  • O Julgamento de Lancelote

    Os cavaleiros do Rei Artur sentaram-se Tvola Redonda,

    Exceto por um, que ficou de p perante eles.

    Apenas desta vez, sem armas;

    Apenas desta vez, em desonra.

    O acusao do julgamento era traio ao Rei

    E quebra de um juramento

    E caso sua culpa fosse provada,

    Ambos os traidores receberiam a morte!

    Os cavaleiros iam aconselhar a difcil deciso de Artur.

    E Lancelote, mantendo a cabea erguida, disse:

    "Sou julgado pelo meu amor Guinevere.

    Meu crime foi amor."

    O primeiro a falar foi Cai, que tinha a lngua mais afiada:

    "Ele um homem como qualquer outro.

    As palavras dos reis o comandam,

    Mas seu corao no obedece.

    Apesar de toda sua fora e coragem,

    O esprito deste cavaleiro muito fraco.

    Seu crime no tem desculpa,

    E ele no deve buscar por favores!

    As leis de reis no so flexveis e no podem ser quebradas!"

    E Lancelote, mantendo a cabea erguida, disse:

    "Estou aqui por amor Guinevere.

    Por orgulho do amor."

    "Conheo bem este cavaleiro", falou o corajoso Gawain,

    "E ele sempre lutou ao meu lado.

    Com ao ele respondeu insultos,

    Defendeu o cdigo da cavalaria.

    E frequentemente este homem lutou

    Pela honra de sua esposa.

    As aes dele no foram apropriadas,

    Mas no deveriam custar sua vida!

    Seus servios prestados deveriam conceder-lhe misericrdia."

    E Lancelote, mantendo a cabea erguida, disse:

  • "Lutei por amor Guinevere.

    Lutarei por amor."

    Sir Tristo falou: "Eu amo a esposa de meu tio.

    Por ela eu ficaria feliz em sofrer,

    Ela o deleite de meu corao.

    Isolda, aquela que me tenta,

    E pela qual mantenho-me puro.

    Meu amor por ela me confunde,

    E minha nica certeza.

    Compreendo as contradies de meu irmo..."

    E Lancelote, mantendo a cabea erguida, disse:

    "Chorei pelo meu amor Guinevere.

    Chorei por amor."

    Falou Galahad, o mais puro deles:

    "No temam favoritismo de minha parte!

    Embora ele seja meu pai,

    Ele minha fonte de vergonha.

    Ele uniu-se em um ato pecaminoso

    Com minha inocente me!

    E embora diga ser virtuoso,

    Ele deitou-se com outra!

    As leis de Deus declaram este ato uma abominao!"

    E Lancelote, mantendo a cabea erguida, disse:

    "Menti pelo meu amor Guinevere.

    Menti por amor."

    Enquanto chorava, Artur clamou que a ira dos cus recasse

    Sobre os amantes que o traram;

    Sobre o cavaleiro a quem ele havia chamado de "irmo"

    E pensou ser digno de sua confiana;

    Sobre a rainha que o enganou,

    E ainda podia dizer que o amava.

    Pela inocncia e beleza perdidas,

    E em justia pela culpa de ambos,

    O Rei Artur conhecia o nico preo para traio...

  • E Lancelote, mantendo a cabea erguida, disse:

    "Morrerei amando Guinevere.

    Morreria por amor."

  • Rosa Branca (White Rose

    Heather Dale)

    Contarei uma histria de quando o tempo no tinha significado

    Quando as lendas e as histrias caminhavam de mos dadas

    Quando as espadas dos poderosos haviam derrotado o drago

    Mas os elfos ainda caminhavam sobre a terra

    Rosa branca: Rainha do vero

    Rosa branca: Rainha do outono

    Rosa branca: a nova guarda seguir

    Rosa branca: A velha guarda cair

    O sol e a lua estavam fixados no paraso

    O mundo inteiro se cansou do vero parado

    Uma rainha de grande coragem e o corao do drago

    Ps o seu trono no monte Elf

    Rosa branca: Rainha do vero

    Rosa branca: Rainha do outono

    Rosa branca: a nova guarda seguir

    Rosa branca: A velha guarda cair

    A rainha no seu trono chamou o Elfo diante dela

    E disse: Olhe ao seu redor, o tempo deveria passar

    Eu te peo para contar a histria do vencedor

    O dia das lendas se foi

    Rosa branca: Rainha do vero

    Rosa branca: Rainha do outono

    Rosa branca: a nova guarda seguir

    Rosa branca: A velha guarda cair

    O povo aproximou-se dela para oferecer suas bnos,

    E cada um trouxe rosas vermelhas para colocar em seus ps.

    Enquanto o Elfo veio para a frente para colocar suas flores por ltimo:

    Brancas como a derrota do vero.

    Rosa branca: Rainha do vero

  • Rosa branca: Rainha do outono

    Rosa branca: a nova guarda seguir

    Rosa branca: A velha guarda cair

    Os ciclos de tempo tecem o mundo em seus crculos

    E a rainha coroada de flores est entre ns novamente.

    Enquanto os Elfos tm o seu lugar nos versos da lenda

    Mas no na histria dos homens.

    Rosa branca: Rainha do vero

    Rosa branca: Rainha do outono

    Rosa branca: a nova guarda seguir

    Rosa branca: A velha guarda cair

  • CHOOSE- Heather Dale

    Another June, another wedding We are gathered here today To watch a girl who chose to be a bride Give promises away

    I do, I do The sun is shining I reach out to