of 20/20
MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANÇA PARA O 2º GRAU NO PJe-JT Autor: TRT 5ª REGIÃO

MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE … · MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANÇA ... dos dados existentes na Receita Federal do Brasil cuja verificação é feita

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE … · MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANÇA ......

  • MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANA PARA O 2 GRAU NO PJe-JT

    Autor: TRT 5 REGIO

  • ! A distribuio de um mandado de segurana no PJe-JT simples e se resume ao preenchimento de alguns campos dispostos em vrias ABAS de fcil identificao pelo usurio. Ao preencher os CAMPOS OBRIGATRIOS dispostos em vrias delas e clicar no boto PROTOCOLAR, disponvel na aba PROCESSO, o sistema, de forma transparente e automtica, efetuar a distribuio, instante em que o usurio ter conhecimento do rgo julgador incumbido de promover o julgamento.! Algumas informaes so necessrias:a) para acessar o sistema e praticar qualquer ato no processo, o usurio deve estar de posse do seu

    CERTIFICADO DIGITAL e conectado internet, pois o PJe-JT concebido para funcionar no ambiente web;

    b) essa caracterstica do sistema permite, por outro lado, a prtica do ato de qualquer lugar do mundo em que o usurio se encontre, desde que preencha as premissas definidas no item anterior;

    c) por essa mesma peculiaridade, uma vez praticado o ato, o sistema o insere automaticamente nos autos digitais e, imediatamente, passar a ser visto pelos demais usurios que tiverem acesso ao processo;

    d) todos os atos praticados no processo exigem ASSINATURA DIGITAL, para que possa ser atribuda validade legal, nos termos da MP n. 2.200/01.

    1

    Informaes iniciais

  • ! Selecione a jurisdio (TRT 5a Regio), a classe processual respectiva (MANDADO DE SEGURANA), informe o nmero do processo referncia (processo no qual foi praticado o ato que deu origem ao mandado de segurana). Em seguida, clique no boto INCLUIR.

    2 PASSO

    2

    Definir classe processual(aba DADOS INICIAIS)

  • ! Selecione os assuntos a que se refere a ao, a partir da tabela de assuntos especficos editada pelo Conselho Nacional de Justia CNJ, exibida na tela. Escolha tantos quantos julgar necessrios e, em seguida, defina o ASSUNTO PRINCIPAL. O sistema assume que o primeiro deles, se no houver outra escolha, ser o assunto principal.

    3 PASSO

    3

    Selecionar assuntos(aba ASSUNTOS)

  • ! Cada uma dos plos da ao deve ser cadastrado individualmente, embora o procedimento seja idntico. Em primeiro lugar, devem ser includos os dados do impetrante selecionando-se entre as opes que so exibidas pelo sistema (tipo de pessoa e se brasileiro ou no). obrigatria a indicao do CPF ou CNPJ, conforme a hiptese. IMPORTANTE: o nome da parte obtido a partir dos dados existentes na Receita Federal do Brasil cuja verificao feita automaticamente.

    4 PASSO

    4

    Cadastramento das partes (POLO ATIVO - nome)

  • ! Aps a indicao do nome, devem ser informados os demais dados do impetrante, indicados nas abas da Complementao do Cadastro, alguns deles de carter obrigatrio. O endereo obtido a partir da indicao do CEP e deve ser selecionada a opo USAR NO PROCESSO. Isso porque podem haver vrios endereos j cadastrados no PJe e o sistema exibir todos. Em seguida, selecionar o boto INSERIR. Importante: em algumas cidades do interior, h um nico CEP para vrios endereos. Nesse caso, o nome da rua pode ser editado.

    4 PASSO

    5

    Cadastramento das partes (POLO ATIVO - complementao do cadastro)

  • ! Deve ser indicada a AUTORIDADE COATORA, clicando-se no boto AUTORIDADE. Em seguida, o sistema exibe as autoridades cadastradas. Pode-se digitar a palavra juiz e todos so exibidos ou CADASTRAR NOVA AUTORIDADE, se no constar do rol exibido. Em seguida, clicar no boto CONFIRMAR.

    5 PASSO

    6

    Cadastramento das partes (POLO PASSIVO - AUTORIDADE COATORA)

  • ! Aps a informao dos dados das partes, o sistema retorna tela inicial do cadastramento, a fim de permitir o lanamento dos dados do litisconsorte. Neste caso, deve ser selecionada a opo PROCURADOR/TERCEIRO INTERESSADO.

    5 PASSO

    7

    Informao dos dados do litisconsorte

  • ! Aps a seleo inicial, o sistema exibir as opes devendo ser escolhida a opo LITISCONSORTE na aba ASSOCIAR PROCURADOR/TERCEIRO INTERESSADO no TIPO DE VINCULAO.

    5 PASSO

    8

    Informao dos dados do litisconsorte

  • ! Digite o CPF do litisconsorte. Em seguida, clique no boto PESQUISAR, a fim de que seja validado na Receita Federal do Brasil. O sistema exibir o nome. Aps, clicar no boto CONFIRMAR. Importante: se j houver sido cadastrado no PJe, a validao feita no prprio sistema. Aps a escolha, deve haver a vinculao do impetrante autoridade coatora, o que feito mediante a seleo no campo especfico.

    5 PASSO

    9

    Informao dos dados do litisconsorte

  • ! Aps a indicao do nome, devem ser informados os demais dados do litisconsorte, indicados nas abas Associar Procurador/Terceiro vinculado, alguns deles de carter obrigatrio. O endereo obtido a partir da indicao do CEP e deve ser selecionada a opo USAR NO PROCESSO. Isso porque podem haver vrios endereos j cadastrados no PJe e o sistema exibir todos. Aps, selecionar o boto INSERIR. Importante: em algumas cidades do interior, h um nico CEP para vrios endereos. Nesse caso, o nome da rua pode ser editado.

    5 PASSO

    10

    Informao dos dados do litisconsorte

  • ! A elaborao da petio inicial feita diretamente no sistema, utilizando-se editor de texto nele existente. Tambm se pode colar texto elaborado no Word pressionando-se o boto W no cone prprio situado na barra de ferramentas, a fim de ser aproveitada a formatao (negrito, itlico, recuo, etc.). A descrio do documento corresponde classificao feita pelo usurio, para facilitar a identificao prpria por ele feita, como, por exemplo, petio inicial do caso X, etc. A opo SOLICITAR SIGILO no corresponde ao SEGREDO DE JUSTIA. Trata-se do pedido para que a petio no seja exibida diretamente na internet antes de ser apreciada

    6 PASSO

    11

    Elaborar a petio inicial (aba ANEXAR PETIO E DOCUMENTOS)

  • ! Essa opo (SOLICITAR SIGILO) destina-se aos pe-didos que, se conhecidos pela parte contrria, prejudica-ro o seu cumprimento, como busca e apreenso, blo-queio de contas, etc. Por isso, deve ser utilizada com cautela pelo usurio, pois exigir que o magistrado a analise individualmente, a partir de cada petio,inclusi-ve cada documento a ela anexado.

    ! No lado esquerdo da tela, canto superior da barra de ferramentas, h o boto SALVAR RASCUNHO, que deve ser utilizado para o salvamento parcial do ar-quivo. No se deve esquecer que o PJe um sistema que funciona no ambiente web e, por isso, o usurio deve salvar a petio na medida em que est sendo ela-borada, o que lhe ser til quando necessitar conclu-la posteriormente.

    ! Se o usurio desejar interromper o trabalho de ela-borao da petio inicial, dever GRAVAR o arquivo, clicando no boto prprio, o que lhe permitir recupe-r-lo posteriormente ao selecionar a opo PROCESSOS NO PROTOCOLADOS na aba PROCESSOS.

    ! A opo REMOVER deve ser utilizada para remo-ver o contedo da petio inicial.

    ! A opo ASSINAR DIGITALMENTE somente deve ser utilizada quando o usurio concluir a elaborao da petio inicial, pois, aps ser realizada, no permitir a anexao de documentos mencionada pea processu-al.

    ! Ainda no foi disponibilizada para o usurio a op-o de cadastrar o cabealho do seu escritrio, assim como a sua identidade visual, funcionalidade que ser implantada posteriormente.

    12

  • ! O usurio pode anexar documentos petio inicial (fazer up load de arquivos), lembrando que devem estar em formato pdf e os arquivos possuem o limite individual de 1,5 Mb., embora possam ser juntados quantos arquivos forem necessrios. O procedimento simples: a) o usurio digita a descrio do documento, a partir de denominao por ele elaborada, j que se destina ao seu uso pessoal; b) escolhe o tipo de documento entre as opes oferecidas pelo sistema; c) clica no boto ADICIONAR e o sistema armazena os documentos no campo prprio;

    6 PASSO

    13

    Juntar documentos petio inicial (aba ANEXAR PETIO E DOCUMENTOS)

  • e) clica no boto INSERIR para que sejam organizados, de acordo com ordem de seleo pelo usurio, para se-rem juntados ao processo.! !

    ! A atividade, contudo, somente ser concluda quan-do o usurio ASSINAR DIGITALMENTE a petio inici-al, o que atribuir validade legal ao contedo nela lana-do.

    ! Se houver documentos anexados petio inicial, tambm sero automaticamente assinados digitalmen-te.

    ! A opo SOLICITAR SIGILO corresponde, como j mencionado anteriormente, ausncia de visibilidade na internet do documento juntado, o que somente deve ser utilizado quando for estritamente necessrio, pois implicar na anlise individual pelo juiz de cada docu-mento juntado, o que retarda bastante o andamento do processo.

    14

  • ! Essa aba se destina indicao de caractersticas especficas do processo, obtidas mediante a seleo das opes em campos prprios, tais como: a) SEGREDO DE JUSTIA; b) JUSTIA GRATUITA; c) PEDIDO DE LIMINAR OU ANTECIPAO DE TUTELA; d) indicao do VALOR DA CAUSA. Aps selecionar as opes do seu interesse, o usurio clicar no boto GRAVAR. Em seguida, far o mesmo, mediante a escolha prpria, da PRIORIDADE DO PROCESSO, clicando no boto INSERIR. Pode ser associada mais de uma prioridade.

    7 PASSO

    15

    Caractersticas e prioridades legais do processo (ABA CARACTERSTICAS)

  • ! Nessa aba, o usurio dever escolher o ESTADO e o MUNICPIO da prestao de servios, neste caso, entre as opes oferecidas pelo sistema, que podem ser obtidas a partir da digitao das letras iniciais do nome. Tambm dever escolher a ATIVIDADE ECONMICA do empregador ou tomador dos servios entre as opes oferecidas pelo sistema, as quais obedecem Classificao Nacional de Atividades Econmicas - CNAE.

    8 PASSO

    16

    Informaes da Justia do Trabalho (aba com o mesmo nome)

  • ! Concluda a elaborao da petio inicial, anexados os documentos e informados os dados principais do processo, o sistema reunir todas as informaes na aba PROCESSO, a fim de permitir ao usurio percorrer por todas elas e, se for o caso, corrigi-los ou complementar o que falta. Poder ver os documentos juntados (campo ANEXOS). Importante: os documentos devem estar como cadeado fechado, o que indica j terem sido assinados digitalmente. Ao final, clicar no boto PROTOCOLAR, para distribuir o processo.

    9 PASSO

    17

    Exibio dos dados do processo para conferncia final antes do protocolo (aba PROCESSO)

  • ! Nessa aba encontram-se disponveis diversas op-es para o usurio e ser reproduzida a todo momento que o usurio selecionar a opo de visualizao dos au-tos digitais, ao pressionar o boto ___.

    ! Poder, por exemplo, fazer download de todo o pro-cesso em formato pdf (boto DOWNLOAD DE DOCU-MENTOS EM PDF) Essa uma importante funcionali-dade porque permite ao usurio definir o que deseja ver dos autos e a forma como deseja que seja exibida a pesquisa. Pode, por exemplo, escolher por tipo de docu-mento, o que torna importante a classificao feita no momento da juntada; por tipo de petio juntada; por perodo; em ordem crescente ou decrescente, etc.

    ! A opo PAGINADOR permite que sejam exibidos os autos digitais no formato semelhante aos autos fsicos (em ordem cronolgica, a partir da autuao). O marca-dor existente no auto de cada folha indica os dados prin-cipais da assinatura digital nela lanada.

    ! H, tambm, a opo IMPRESSO DE LISTA DE DOCUMENTOS que permite obter a relao de todos os documentos juntados aos autos.

    18

  • ! Aps ser pressionado o boto PROTOCOLAR, o sistema promover a distribuio automtica do processo e exibir, imediatamente, o nmero e o Desembargador Relator.

    10 PASSO

    19

    Distribuio do proceso