Manual do Aluno Bombeiro Militar da ABMGO

  • View
    233

  • Download
    9

Embed Size (px)

Text of Manual do Aluno Bombeiro Militar da ABMGO

  • SECRETARIA DA SEGURANA PBLICA E JUSTIA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

    COMANDO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR

    MANUAL DO ALUNO

    Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Gois - CBMGO

    Vidas alheias e riquezas salvar

  • SUMRIO

    1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33. 34. 35. 36. 37. 38. 39.

    BOAS VINDAS DO COMANDANTE DE ENSINO............................3 PREFCIO........................................................................................3 DA CONDUTA DO ALUNO...............................................................4 DOS HORRIOS..............................................................................4 DA NUMERAO DO ALUNO.........................................................5 DA APRESENTAO DO ALUNO A UM SUPERIOR

    HIERRQUICO..........................................................................5 DA APRESENTAO DA TURMA NAS INSTRUES.................5 DO CANTO DAS CANES E HINOS............................................5 DO DESLOCAMENTO DAS TURMAS.............................................5 DOS CORREDORES E PTIOS......................................................6 DO USO DOS TELEFONES.............................................................6 DO USO DE NOTEBOOKS, NETBOOKS E CMERAS

    FOTOGRFICAS E SIMILARES................................................6 DA ENTREDA NO QUARTEL...........................................................6 DA SADA DO QUARTEL.................................................................6 DAS GUIAS DE TRNSITO..............................................................6 DAS DISPENSAS DAS AULAS........................................................7 DA LIBERAO DA TURMA POR TRMINO DAS AULAS...........7 DA UTILIZAO DOS ARMRIOS..................................................7 DA PROIBIO DE FUMAR E DE INGERIR BEBIDAS

    ALCOOLICAS.............................................................................7 DAS CONDIES FSICAS E DE SADE......................................7 DOS UNIFORMES............................................................................7

    21.1 Cadetes ................................................................................7 21.2 Alunos Soldados...................................................................8 21.3 Educao Fsica para Cadetes e Alunos Soldados............8

    DA APRESENTAO INDIVIDUAL................................................10 DA COMISSO DE FORMATURA.................................................12 DOS ALOJAMENTOS.....................................................................12 DOS SERVIOS DIRIOS.............................................................13 DO SOBREAVISO E DA PRONTIDO...........................................13 DO ESTGIO SUPERVISIONADO.................................................13 DO SERVIO DE ALUNO DE DIA AO CORPO DE ALUNOS.......13 DO SERVIO DE ALUNO DE DIA TURMA ...............................14 DO SERVIO DA FAXINA E GUARDA..........................................15 DA ATIVIDADE EXTRACURRICULAR...........................................15 DA AVALIAO DO RENDIMENTO DA APRENDIZAGEM E DO APROVEITAMENTO ESCOLAR...........................................15 DO DESLIGAMENTO E TRANCAMENTO DE MATRCULA........ 18 DA REVISO DAS NOTAS.............................................................18 DA CLASSIFICAO DOS ALUNOS.............................................19 DA FREQNCIA S AULAS........................................................19 DAS ATRIBUIES DOS ALUNOS...............................................21 DA VIOLAO DAS OBRIGAES E DOS DEVERES DOS BOMBEIROS MILITARES...............................................................22 DAS DISPOSIES FINAIS...........................................................22 ANEXO A - RELAO DE ENXOVAL DO ALUNO NA

    APRESENTAO....................................................................23 ANEXO B HINRIO.....................................................................24 ANEXO C TERMO DE DESISTNCIA........................................29

  • 3

    01. BOAS VINDAS DO COMANDANTE DE ENSINO

    O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Gois desfruta de enorme

    credibilidade perante a opinio pblica goiana. Esta credibilidade foi conquistada com muito esforo, trabalho, dedicao, abnegao e principalmente amor ao prximo e a esta Corporao Gloriosa.

    O Bombeiro-Militar deve primar pelo profissionalismo, pois uma profisso que exige alto nvel tcnico e alto grau de especializao. Para tanto, devemos estar sempre buscando o aperfeioamento profissional atravs de cursos de formao bsica e de especializao, praticando e exercitando diariamente as tcnicas e o manejo dos diversos equipamentos existentes. Esta dedicao e responsabilidade profissional, garantem uma melhor resposta durante a atuao do bombeiro militar nos diversos socorros prestados pelo CBMGO. Este melhor atendimento, reflete diretamente na imagem da Corporao, aumentando a confiana e o respaldo perante a populao e governantes.

    O militar do Corpo de Bombeiros deve ser: disciplinado, obedecendo rigorosamente as ordens dos superiores e cumprindo integralmente o regulamento; corajoso, diante do perigo no se deixar vencer pelo medo, e sim, domin-lo; ntegro, procurando fazer as coisas corretas, sendo honesto, justo, sincero e cultivando o sentimento da honra.

    Ao iniciar a sua carreira militar preciso ter em mente que quando estiver atendendo a uma solicitao de socorro, que muitas vezes para voc pode parecer simples e at insignificante, lembre-se que, para o solicitante aquele atendimento pode ser o maior problema do mundo, pois est acontecendo com ele e ele no consegue resolv-lo. No trate esta pessoa de forma indelicada nem displicente, pois a vtima est sempre fragilizada. Procure colocar-se no lugar dela e verifique o tratamento que voc gostaria de receber. Desta forma voc estar prestando um servio de qualidade, sendo corts, atencioso, humano com as causas pblicas e com o sofrimento do seu semelhante.

    Nunca se esquea de nosso lema: "Vidas Alheias e Riquezas Salvar". O Comando de Ensino do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Gois

    deseja a voc boas vindas e votos que aproveite o mximo o tempo que passar na nossa Academia de Bombeiros Militar a fim de tornar-se um bombeiro militar.

    Atenciosamente,

    CEL BM Lenidas Eduardo Dias

    02. PREFCIO

    Militar no apenas um servidor pblico disciplinado e observador do

    civismo. , tambm, um profissional que deve colocar os interesses coletivos acima dos individuais. O bombeiro aquele que corre para o lugar de onde outros fogem, enfrentando o perigo e vencendo o medo atravs do conhecimento das tcnicas corretas de enfrentar os sinistros.

    Aluno aquele que busca no aprendizado o amadurecimento antes da habilitao profissional. Ele deve reunir harmoniosamente estas caractersticas, consciente de que no momento imediato concluso de seu Curso, todos lhe exigiro competncia e pouco importar a pequena experincia na funo.

    Portanto, comece, desde j, a compreender os fundamentos exigidos numa boa formao, pois, dentro em breve, voc ser um bombeiro militar.

  • 4

    03. DA CONDUTA DO ALUNO O aluno do CBMGO, desde o dia de sua apresentao para o incio do

    curso, tem como princpio orientador de sua vida diria, a completa observao da disciplina militar. Ele deve ter em mente que a condio de estar em perodo de formao lhe exigir esforos e procedimentos diferentes dos habituais da vida em organizaes militares ou no, cuja principal atividade no esteja voltada ao ensino.

    A Academia Bombeiros Militar (ABM), rgo formador da Corporao, possui o respaldo necessrio e suficiente para que sejam adotadas, de acordo com os regulamentos militares, atividades que visem sempre a boa formao profissional.

    04. DOS HORRIOS As atividades escolares ocorrero ordinariamente de segunda a sexta-

    feira das 07:30h s 18:00h, no entanto, os alunos podero ser empenhados em atividades extraordinrias (estgios supervisionados e outras atividades relacionadas formao militar), determinadas pelo Comandante da Academia Bombeiro Militar ou pelo Chefe da Seo Tcnica de Ensino, nos demais dias e horrios.

    Os horrios das atividades ordinrias devero ser cumpridos, conforme abaixo:

    PERODO ATIVIDADES HORRIO

    MA

    TU

    TIN

    O

    Apresentao dos Pelotes 07:20h

    Canto das Canes e Hinos 07:45h

    1 Tempo 08:00 as 08:45h

    2 Tempo 08:45 as 09:30h

    3 Tempo 09:30 as 10:15h

    Intervalo 10:15 as 10:30h

    4 Tempo 10:30 as 11:15h

    5 Tempo 11:15 as 12:00h

    Liberao para o Almoo 12:00h

    Almoo 12:00 as 13:45h

    VE

    SP

    ER

    TIN

    O

    Reapresentao 13:45h

    1 Tempo 14:00 as 14:45h

    2 Tempo 14:45 as 15:30h

    Intervalo 15:30 as 15:45h

    3 Tempo 15:45 as 16:30h

    4 Tempo 16:30 as 17:15h

    5 Tempo 17:15 as 18:00h

    Dispensa quando possvel 18:00h

    Igualmente, todo e qualquer horrio de aula dever ser sempre respeitado

    no sendo tolerada a permanncia de Aluno fora da sala de aula, em horrio em que l deva permanecer, ainda que no haja professor em sala.

    Sempre que possvel o aluno ser liberado as 12:00h para o almoo, apresentando-se novamente s 13:45h pronto para a formatura.

  • 5

    05. DA NUMERAO DO ALUNO

    Cada aluno receber um nmero de identificao que corresponder ao nmero de armrio e da carteira escolar, os quais sero da inteira responsabilidade do mesmo. Todos os armrios e carteiras devem constar a Graduao, o RG e o Nome do aluno, de maneira padronizada.

    06. DA APRESENTAO DO ALUNO A UM SUPERIOR HIERRQUICO

    Toda a apresentao realizada pelo aluno dever seguir o padro de apresentao de al