of 29 /29
7/25/2019 Mapeando AFO http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 1/29  COLEÇÃO M PE NDO  Administração Financeira e Orçamentária 26 DE JANEIRO DE 2016 ROMMELMOURA.COM & MEMOMAPS.COM.BR Brasília - DF

Mapeando AFO

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 1/29

 

COLEÇÃO M PE NDO

 

Administração Financeira e Orçamentária

26 DE JANEIRO DE 2016

ROMMELMOURA.COM & MEMOMAPS.COM.BRBrasília - DF

Page 2: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 2/29

 

1

O modelo orçamentário brasileiro é definido na Constituição Federal de1988 do Brasil. Compõe-se de três instrumentos: o Plano Plurianual  –  PPA, a Lei de Diretrizes Orçamentárias –  LDO e a Lei Orçamentária Anual –  LOA.

A Lei Orçamentária Anual (LOA) estabelece os Orçamentos da União, porintermédio dos quais são estimadas as receitas e fixadas as despesas dogoverno federal. Na sua elaboração, cabe ao Congresso Nacional avaliare ajustar a proposta do Poder Executivo, assim como faz com a Lei deDiretrizes Orçamentárias (LDO) e o Plano Plurianual (PPA). OsOrçamentos da União dizem respeito a todos nós, pois geram impactosdiretos na vida dos brasileiros. O Orçamento Brasil é um instrumentoque ajuda na transparência das contas públicas ao permitir que todocidadão acompanhe e fiscalize a correta aplicação dos recursos públicos.

Segundo o art. 165 da CF/1988:

Art. 165. Leis de iniciativa do Poder Executivo estabelecerão: I  –  o plano plurianual; II  –  as diretrizes orçamentárias; 

III  –  os orçamentos anuais. 

Page 3: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 3/29

 

2

Cabe aos Chefes do Poder Executivo sancioná-las e executá-las. Competeao Poder Legislativo acompanhar e fiscalizar sua execução.

A quem compete às Leis Orçamentárias? Aos Chefes do Poder Executivo(Presidente(a), Governador(a) e Prefeito(a)). Desta forma, como a União,

cada estado, município e o Distrito Federal também terão seus própriosinstrumentos orçamentários (PPAs, LDOs e LOAs).

Fique atento! No âmbito da União

O Presidente da República poderá enviar mensagem ao CongressoNacional para propor modificação nos projetos a que se refere o art. 166da CF/1988 (PPA, LDO, LOA e crédito adicionais) enquanto não iniciadaa votação, na comissão mista, da parte cuja alteração é proposta.

Plano Plurianual (PPA)O Plano Plurianual –  PPA é o instrumento de planejamento do Governoque estabelece, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas daAdministração Pública para as despesas de capital e outras delasdecorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada.Retrata, em visão macro, as intenções do gestor público para um períodode quatro anos. Assim como a União, cada estado, cada município e oDistrito Federal também têm seus próprios PPAs.

Mas que regiões seriam estas a que se refere a Constituição? Uma

primeira indicação encontra-se no art. 35 do ADCT –  CF 1988

Page 4: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 4/29

 

3

O disposto no art. 165, § 7º, será cumprido de forma progressiva, noprazo de até dez anos, distribuindo-se os recursos entre as regiõesmacroeconômicas em razão proporcional à população, a partir dasituação verificada no biênio 1986-87.

Veja como já foi cobrado nas provas

(CESPE  –  TJ TRT10/Administrativa/2013) 

Tendo em vista que, em virtude de sua importância para aadministração pública e a sociedade em geral, o orçamento recebeuatenção específica na CF, principalmente nos artigos de 165 a 169,

 julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que as siglas PPA,LDO e LOA, sempre que empregadas, se referem, respectivamente, aplano plurianual, lei de diretrizes orçamentárias e lei orçamentáriaanual.

A fim de reduzir as desigualdades socioeconômicas entre as cinco regiõesgeográficas brasileiras, o PPA deve ser apresentado de formaregionalizada, necessariamente segundo o padrão tradicional de divisãoregional: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Errado

(CESPE  –  AJ TRT10/Administrativa/2013) 

Considerando que, entre outros instrumentos, a integração entreplanejamento e orçamento no Brasil se serve do tripé composto peloplano plurianual (PPA), pela lei de diretrizes orçamentárias (LDO) epela lei orçamentária anual (LOA), julgue o item seguinte.

Em virtude das fortes diferenças regionais existentes no país, a CF impôsa regionalização do PPA com base na divisão tradicional das cinco regiõesbrasileiras.

Errado

O PPA é peça de mais alta hierarquia dentre a tríade orçamentária,embora esta seja somente constituída de leis ordinárias. Esse é o modelodisposto em nossa Carta Magna, que determina em seu art. 165, § 7º,que os orçamentos devem ser compatibilizados com o plano plurianual.

Segundo o § 1º do art. 165 da CF/1988:

§ 1º A lei que instituir o plano plurianual estabelecerá, de forma

regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administração pública

Page 5: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 5/29

 

4

federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para asrelativas aos programas de duração continuada.

Os programas de duração continuada pela LRF:

Art. 17. Considera-se obrigatória de caráter continuado a despesacorrente derivada de lei, medida provisória ou ato administrativonormativo que fixe para o ente a obrigação legal de sua execução por umperíodo superior a dois exercícios.

É o Plano Plurianual que baliza a elaboração das LDOs em cada um dosquatro anos de sua abrangência. Segundo o ADCT, a vigência do PPA éde quatro anos (48 meses), iniciando-se no segundo exercício financeirodo mandato do chefe do executivo e terminando no primeiro exercíciofinanceiro do mandato subsequente. O Plano deve ser encaminhado doExecutivo ao Legislativo até quatro meses antes do encerramento doprimeiro exercício, ou seja, até 31 de agosto. A devolução ao Executivodeve ser feita até o encerramento do segundo período da sessão legislativa(22 de dezembro) do exercício em que foi encaminhado.

O PPA, assim como a LDO, é uma inovação da CF/1988. Antes do PPA eda CF/1988, existiam outros instrumentos de planejamento estratégico,como o Orçamento Plurianual de Investimentos (OPI), com três anos deduração, o qual não se confunde com o PPA, que possui quatro anos deduração.

Rápidas sobre o PPA:

  O PPA antecede a LDO, estabelecendo as diretrizes, objetivos emetas da Administração para o ciclo correspondente.

  Cabe ao PPA estabelecer as diretrizes, objetivos e metas de

médio prazo da administração pública.  O PPA é um instrumento de planejamento que deve ser

elaborado de forma regionalizada.  O período de abrangência do PPA não coincide com o mandato do

chefe do Executivo. Segundo o ADCT, a vigência do PPA é de quatroanos, iniciando-se no segundo exercício financeiro do mandato dochefe do executivo e terminando no primeiro exercício financeiro domandato subsequente.

§ 1º Nenhum investimento cuja execução ultrapasse um exercíciofinanceiro poderá ser iniciado sem prévia inclusão no plano plurianual,ou sem lei que autorize a inclusão, sob pena de crime deresponsabilidade.

Sobre emendas (gosta de aparecer nas provas):

Page 6: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 6/29

 

5

As emendas ao projeto de lei do orçamento anual ou aos projetos que omodifiquem somente podem ser aprovadas caso sejam compatíveis como PPA e a LDO;

indiquem os recursos necessários, admitidos apenas os provenientes de

anulação de despesa (excluídas as que incidam sobre dotações parapessoal e seus encargos; serviço da dívida;

transferências tributárias constitucionais para Estados, Municípios eDistrito Federal) ou sejam relacionadas com a correção de erros ouomissões; ou com os dispositivos do texto do projeto de lei.

Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 

Esta Lei também surgiu por meio da Constituição Federal de 1988,

almejando ser o elo entre o planejamento estratégico (Plano Plurianual) eo planejamento operacional (Lei Orçamentária Anual). Sua relevânciareside no fato de ter conseguido diminuir a distância entre o planoestratégico e as LOAs, as quais dificilmente conseguiam incorporar asdiretrizes dos planejamentos estratégicos existentes antes da CF/1988.

A LDO condiciona a Lei Orçamentária Anual, mas quem estima asreceitas e fixa as despesas para o exercício subsequente é a própria LOA.A vigência da LDO é de aproximadamente 1 ano e meio.

§ 2º A lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas eprioridades da administração pública federal, incluindo as despesas decapital para o exercício financeiro subsequente, orientará a elaboraçãoda lei orçamentária anual, disporá sobre as alterações na legislaçãotributária e estabelecerá a política de aplicação das agências financeirasoficiais de fomento.

Page 7: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 7/29

 

6

Assim, segundo a CF/1988, a LDO:

  Compreenderá as metas e prioridades da Administração PúblicaFederal;

 

Incluirá as despesas de capital para o exercício financeirosubsequente;  Orientará a elaboração da LOA;  Disporá sobre as alterações na legislação tributária;  Estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras

oficiais de fomento  Seguem como anexos a esta Lei: as Metas e os Riscos fiscais  Logo, de acordo com a CF/1988, a orientação relacionada aos

gastos com transferências a terceiros não cabe à LDO. O quemais se aproxima desses termos tem previsão na LRF, a qualdetermina que cabe à LDO as demais condições e exigências para

transferências de recursos a entidades públicas e privadas.

Lei Orçamentária Anual (LOA) 

A Lei Orçamentária Anual é o instrumento pelo qual o Poder Público prevêa arrecadação de receitas e fixa a realização de despesas para o períodode um ano. A LOA é o orçamento por excelência ou o orçamentopropriamente dito. Assim, de um lado, permite avaliar as fontes derecursos públicos no universo dos contribuintes e, de outro, quem são osbeneficiários desses recursos.

Page 8: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 8/29

 

7

Os principais objetivos desta lei são: estimar a receita e fixar aprogramação das despesas para o exercício financeiro.

A LOA é, simultaneamente, uma lei ordinária e especial: 

Lei ordinária: as leis orçamentárias (PPA, LDO e LOA) e os créditossuplementares e especiais são leis ordinárias. Não se exige quórumqualificado para sua aprovação, sendo necessária apenas a maioriasimples.

Lei especial: possui processo legislativo diferenciado, como estudadono âmbito do Ciclo Orçamentário. Possui iniciativa do Executivo e tratade matéria específica: previsão de receitas e fixação de despesas.

Veja como foi cobrado

(CESPE  –  TA (ANTT)/2013) A respeito do orçamento públicobrasileiro, julgue o seguinte item. 

A CF em vigor confere ao orçamento a natureza jurídica de lei formal ematerial. Por esse motivo, a lei orçamentária pode prever receitaspúblicas e autorizar gastos.

Errado. Como vimos, a LOA é considerada uma lei especial e ordinária

(formal).

Page 9: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 9/29

 

8

Deve integrar a LOA, obrigatoriamente, segundo os §§ 1º e 2º tambémdo art. 2º da referida Lei:

1.  Sumário geral da receita por fontes e da despesa por funções doGoverno

2. 

Quadro demonstrativo da receita e da despesa segundo ascategorias econômicas;

3.  Quadro discriminativo da receita por fontes e respectivalegislação.

4.  Quadro das dotações por órgãos do Governo e da Administração.

Segundo o § 5º, I, II e III, do art. 165 da CF/1988, a LOA conterá oorçamento fiscal, o orçamento da seguridade social e o orçamento deinvestimento das empresas (ou investimentos das estatais).

Figura 1 - Lei Orçamentária Anual  

§ 5º A lei orçamentária anual compreenderá:

I –  o orçamento fiscal referente aos Poderes da União, seus fundos,órgãos e entidades da administração direta e indireta, inclusivefundações instituídas e mantidas pelo Poder Público;II –  o orçamento de investimento das empresas em que a União,direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito

a voto;III –  o orçamento da seguridade social, abrangendo todas as entidades

Page 10: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 10/29

 

9

e órgãos a ela vinculados, da administração direta ou indireta, bemcomo os fundos e fundações instituídos e mantidos pelo Poder Público.

Segundo o § 7º do art. 165 da CF/1988, os orçamentos fiscais e deinvestimentos das estatais, compatibilizados com o plano plurianual,terão entre suas funções a de reduzir desigualdades inter-regionais,segundo critério populacional.

a) Orçamentos Fiscal

O Orçamento Fiscal abrange os três poderes, seus fundos, órgãos,autarquias, inclusive as fundações instituídas e mantidas pelo PoderPúblico. Compreende também as empresas públicas, sociedades deeconomia mista e demais controladas que recebam quaisquer recursosdo Tesouro Nacional, exceto as que percebam unicamente sob a forma departicipação acionária, pagamento de serviços prestados, oufornecimento de bens, pagamento de empréstimo e financiamentoconcedidos e transferências para aplicação em programa definanciamento. Este último, refere-se aos 3% do IR e do IPI destinados

aos FNO, FCO, FNE, e 40% das contribuições do PIS/PASEP, destinadosao BNDES.

Page 11: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 11/29

 

10

b) O Orçamento da Seguridade Social 

Particularmente, constitui o detalhamento dos montantes de receitasvinculados aos gastos da seguridade social  –   especialmente ascontribuições sociais nominadas no art. 195 da Constituição.

Compreende também outras contribuições que lhe sejam asseguradas outransferidas pelo orçamento fiscal, bem como do detalhamento dasprogramações relativas à saúde, à previdência e à assistência social queserão financiadas por tais receitas. Esse orçamento abrange todas asentidades e órgãos vinculados à seguridade social, da administraçãodireta e indireta, bem como fundos e fundações instituídas e mantidaspelo Poder Público.

Fique atento na hora da prova! 

O Orçamento da Seguridade Social não tem a função de reduzirdesigualdades inter-regionais, segundo critério populacional.

c) Orçamento de Investimento das Estatais 

As Estatais, operando nas condições e segundo as exigências do mercado,não teriam obrigatoriedade de ter suas despesas e receitas operacionaisdestas empresas integrem o orçamento público. As despesas de custeiodas empresas estatais vinculadas ao Executivo (entendidas comoempresas públicas e as sociedades de economia mista, subsidiárias,controladas) terão seus orçamentos organizados e acompanhados com a

participação do MPO, mas não são apreciadas pelo Legislativo.

A inclusão de seus investimentos é justificada na medida em que taisaplicações constam com o apoio do orçamento fiscal e até mesmo daseguridade que fornecem os recursos ou com o apoio do Tesouro queconcede aval para as operações de financiamento, ou com “lucros e

excedentes” de aplicações de recursos públicos. Por uma questão de

racionalidade, transparência e evitar a dupla contagem não se incluemneste orçamento as programações de estatais cujos trabalhos integremos orçamentos fiscal e da seguridade social (CBTU, CODEVASF, CONAB,CPRM, EMBRAPA, RADIOBRÁS, SERPRO).

§ 8º A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho à previsãoda receita e à fixação da despesa, não se incluindo na proibição aautorização para abertura de créditos suplementares e contratação deoperações de crédito, ainda que por antecipação de receita, nos termosda lei.

Ciclo Orçamentário 

O ciclo (ou processo) orçamentário compreende as diversas fases de

elaboração e execução das leis orçamentárias, como o PPA, LDO e aprópria LOA.

Page 12: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 12/29

 

11

Este processo corresponde ao período de tempo em que se processam asatividades típicas do orçamento público, desde sua concepção até aapreciação final. É um processo contínuo, dinâmico e flexível, por meiodo qual se elabora/planeja, aprova, executa, controla/avalia aprogramação de dispêndios do setor público nos aspectos físico e

financeiro.

O ciclo orçamentário corresponde ao período em que se processam asatividades típicas do orçamento público, desde sua concepção até aaprovação final, sendo superior a 1 (um) ano civil. Não devemosconfundir com o exercício financeiro, que é o período durante o qual seexecuta o orçamento.

 Todas as leis orçamentárias são de iniciativa do Poder Executivo que asenvia, sob a forma de proposta, para apreciação e aprovação do PoderLegislativo. Cabe ao Chefe do Poder Executivo sancioná-las e executá-las. Compete ao Poder Legislativo acompanhar e fiscalizar suaexecução.

No nosso país identificam-se, basicamente, quatro etapas no ciclo ouprocesso orçamentário:

1.  Elaboração/planejamento da proposta orçamentária; 2.  Discussão/estudo/aprovação da Lei de Orçamento; 3.  Execução orçamentária e financeira; 4.  Avaliação/controle.  

Page 13: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 13/29

 

12

Fique atento às 8 fases: 

1.  Formulação e apresentação do PPA pelo Executivo (1)2.  Apreciação e adequação do PPA pelo Legislativo (2)3.  Apresentação da LDO com as metas pelo Executivo (3)

4. 

Apreciação e adequação da LDO pelo Legislativo (4)5.  Elaboração e apresentação da LOA pelo Executivo (5)6.  Apreciação e adequação da LOA pelo Legislativo (6)7.  Execução do orçamento aprovado pelo Legislativo (7)8.  Controle pela avaliação da execução e controle de contas (8)

A SOF tem entre suas atribuições principais a coordenação, aconsolidação e a elaboração da proposta orçamentária da União,compreendendo os orçamentos fiscal e da seguridade social. O orçamentode investimentos cabe ao Departamento de Coordenação e Governançadas Empresas Estatais (DEST), órgão de assistência direta e imediata aoMinistro de Estado do Planejamento, sendo ligado diretamente àSecretaria-Executiva. Assim, o DEST é responsável pela elaboração doPrograma de Dispêndios Globais –  PDG –  e pela proposta do orçamentode investimentos das empresas estatais não dependentes.

A fase de discussão/estudo/aprovação corresponde ao debate entre osparlamentares (representantes eleitos pelo povo) sobre a propostaorçamentária.

Page 14: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 14/29

 

13

Figura 2 - Ciclo Integrado de Planejamento e Orçamento 

Apreciação do Orçamento pelo Poder Legislativo

MOGNATTI (2008) descreve, de forma sucinta, o processo de apreciaçãodo orçamento no Congresso Nacional. Reconhece que é o Poder Executivoque determina a formação da agenda para o conjunto de políticaspúblicas a serem formalizadas no orçamento.

No âmbito do Poder Legislativo federal a apreciação das peçasorçamentárias cabe à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos eFiscalização (CMO) (Art. 166, § 1º, I e II, CF), composta por trintaDeputados Federais e dez Senadores da República, com igual número desuplentes, regida pela Resolução nº 1 do Congresso Nacional, de 26 dedezembro de 2006 (Resolução nº 1/06-CN).

A CMO emite parecer e delibera sobre os projetos de lei do planoplurianual, diretrizes orçamentárias, orçamentos anuais e suasalterações (créditos adicionais), além de outras matérias de cunhoorçamentário. Em seu âmbito são apresentadas as emendas aos projetospara inclusão dos interesses dos parlamentares, respeitando os prazos,limites e condições determinados pela Resolução.

Cada proposta de PPA, LDO ou LOA recebe proposições acessórias

durante sua tramitação, que auxiliarão na análise das proposiçõesprincipais e determinarão regras para atuação dos relatores e a

Page 15: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 15/29

 

14

apresentação de emendas. Dentre essas proposições acessóriasdestacam-se o parecer preliminar, os relatórios setoriais (somente nocaso do projeto da LOA), as emendas e os destaques.

As emendas podem ser apresentadas pelos parlamentares de forma

individualizada ou coletiva. As emendas individuais são apresentadas porqualquer parlamentar detentor do mandato e também por relatores daspropostas, sendo estas limitadas à correção de erros ou omissõescontidas nos projetos em análise. As emendas coletivas derivam doconsenso dos parlamentares reunidos em comissões permanentes decada Casa do Congresso Nacional  –   Emendas de Comissão  –   ou dosparlamentares pertencentes à mesma unidade da federação –  Emendasde Bancada. No caso das Emendas de Comissão, sua apresentação ficacondicionada à aprovação pela maioria de seus membros, e as Emendasde Bancada devem constar de ata assinada por, no mínimo, 3/4 (trêsquartos) de deputados federais e 2/3 (dois terços) de senadores darespectiva unidade da federação para serem submetidas à apreciação daCMO.

Um resumo desse procedimento pode ser visualizado no desenho criadopor MOGNATTI (2008):

Page 16: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 16/29

 

15

Page 17: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 17/29

 

16

Execução do orçamento 

Descentralização de Crédito Orçamentário: 

Quando uma unidade orçamentária ou administrativa transfere paraoutra o Poder de utilizar créditos orçamentários ou adicionais queestejam sob a sua supervisão, ou lhe tenham sido dotados outransferidos. São operações descentralizadoras de crédito: o destaque e aprovisão.

Descentralização de Recursos Financeiros: 

Movimentação de recursos financeiros entre as diversas unidadesorçamentárias e administrativas, compreendendo:

• Cota  –  Crédito colocado à disposição do órgão ou Ministério, em conta,na instituição bancária credenciada como o agente financeiro do Tesouro.

• Repasse   –   Distribuição pelo órgão ou Ministério dos recursosfinanceiros correspondentes ao seu crédito, para utilização pelasunidades orçamentárias.

• Sub-Repasse   –   Redistribuição, pelas unidades orçamentárias, àsunidades administrativas ou a outras unidades orçamentáriasincumbidas de fazer os pagamentos necessários à realização de seusprogramas de trabalho.

Page 18: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 18/29

 

17

Figura 3 - Execução orçamentária e financeira 

Créditos Adicionais 

O ato que abrir crédito adicional indicará a importância, a espécie domesmo e a classificação da despesa, até onde for possível (art. 46 da Lei4.320/1964).

Os créditos adicionais classificam-se em suplementares, especiaise extraordinários.

Suplementares 

Os créditos adicionais suplementares são os destinados a reforço dedotação orçamentária. Estes créditos, terão vigência limitada aoexercício em que forem autorizados. Logo, os saldos não empenhadosaté o final do exercício financeiro serão extintos.

Especiais 

Os créditos especiais são aqueles destinados a despesas para as quais

não haja dotação orçamentária específica.

Page 19: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 19/29

 

18

Extraordinários 

A abertura de crédito extraordinário somente será admitida paraatender a despesas imprevisíveis e urgentes, como as decorrentes deguerra, comoção interna ou calamidade pública.

Caso a nova despesa seja também urgente e imprevisível, poderá serutilizado o crédito extraordinário.

Os examinadores gostam de cobrar:

  É permitida a abertura de crédito extraordinário sem prévia

autorização legislativa. O que é vedado é a abertura de créditosuplementar ou especial sem prévia autorização legislativa.

  De acordo com o § 2º do art. 167 da CF/1988, os créditos especiaise extraordinários terão vigência no exercício financeiro em que

forem autorizados, salvo se o ato de autorização for promulgadonos últimos quatro meses daquele exercício, caso em que,reabertos nos limites de seus saldos, serão incorporados aoorçamento do exercício financeiro subsequente.

  A possibilidade de ultrapassar o exercício financeiro só existe paraos créditos especiais e para os créditos extraordinários.

  Os recursos que, em decorrência de veto, emenda ou rejeição doprojeto de lei orçamentária anual, ficarem sem despesascorrespondentes poderão ser utilizados mediante créditossuplementares ou especiais, com prévia e específica autorizaçãolegislativa.

Page 20: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 20/29

 

19

  O superávit financeiro apurado no balanço patrimonial pode serfonte de recursos para a abertura de créditos adicionais, desde quese refira ao exercício anterior.

Solicitações de Créditos Adicionais e otrabalho dos APOs

Ao receber a solicitação de crédito adicional, a SOF elabora o pleito decréditos e, por meio de uma análise criteriosa da solicitação, decide poratendê-la ou não. Os Analistas de Planejamento e Orçamento da SOFverificam se a solicitação está em conformidade com a metodologiautilizada e se atende aos parâmetros legais vigentes, fazem os ajustesnecessários e avaliam a viabilidade de atendimento da solicitação. Casoseja aprovado o pedido de crédito adicional, serão preparados os atoslegais necessários à formalização da alteração no orçamento. Porexemplo, caso se trate de um crédito suplementar dependente deautorização legislativa, caberá à SOF a elaboração do projeto de leicorrespondente.

Você precisa saber!

  Caberá a uma Comissão mista permanente de Senadores e Deputadosexaminar e emitir parecer sobre os projetos relativos ao PPA, LDO, LOA,

créditos adicionais e sobre as contas apresentadas anualmente peloPresidente da República

Embora a Lei 4320/1964 tenha passado pelo rito deelaboração reservado às leis ordinárias, a CF/1967 e a CF/1988trouxeram a orientação que as normas gerais de direito financeiroseria disciplinadas por lei complementar. Assim, atualmente, a Lei4320/1964 possui o status de lei complementar, já que trata denormas gerais de Direito Financeiro. Houve a inovação de suanatureza normativa pelo art. 165, § 9º, I e II da CF/88, o qual lheconferiu uma posição sui generis no quadro das fontes do Direito:

como lei ordinária em sentido formal e lei complementar no sentidomaterial.

Orçamento Público na Constituição da República

CF88

Art. 165. Leis de iniciativa do Poder Executivo estabelecerão:

Page 21: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 21/29

 

20

I –  o plano plurianual;II –  as diretrizes orçamentárias;III –  os orçamentos anuais.

§ 1º A lei que instituir o plano plurianual estabelecerá, de forma

regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administraçãopública federal para as despesas de capital e outras delasdecorrentes e para as relativas aos programas de duraçãocontinuada.

§ 2º A lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas eprioridades da administração pública federal, incluindo as despesasde capital para o exercício financeiro subseqüente, orientará aelaboração da lei orçamentária anual, disporá sobre as alterações nalegislação tributária e estabelecerá a política de aplicação dasagências financeiras oficiais de fomento.

§ 3º O Poder Executivo publicará, até trinta dias após oencerramento de cada bimestre, relatório resumido da execuçãoorçamentária.

§ 4º Os planos e programas nacionais, regionais e setoriais previstosnesta Constituição serão elaborados em consonância com o planoplurianual e apreciados pelo Congresso Nacional.

§ 5º A lei orçamentária anual compreenderá:

I –  o orçamento fiscal referente aos Poderes da União, seus fundos,órgãos e entidades da administração direta e indireta, inclusivefundações instituídas e mantidas pelo Poder Público;II –  o orçamento de investimento das empresas em que a União,direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social comdireito a voto;III –  o orçamento da seguridade social, abrangendo todas asentidades e órgãos a ela vinculados, da administração direta ouindireta, bem como os fundos e fundações instituídos e mantidospelo Poder Público.

§ 6º O projeto de lei orçamentária será acompanhado dedemonstrativo regionalizado do efeito, sobre as receitas e despesas,decorrente de isenções, anistias, remissões, subsídios e benefícios denatureza financeira, tributária e creditícia.

§ 7º Os orçamentos previstos no § 5º, I e II, deste artigo,compatibilizados com o plano plurianual, terão entre suas funções ade reduzir desigualdades inter-regionais, segundo critériopopulacional.

Page 22: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 22/29

 

21

§ 8º A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho àprevisão da receita e à fixação da despesa, não se incluindo naproibição a autorização para abertura de créditos suplementares econtratação de operações de crédito, ainda que por antecipação dereceita, nos termos da lei.

§ 9º Cabe à lei complementar:

I –  dispor sobre o exercício financeiro, a vigência, os prazos, aelaboração e a organização do plano plurianual, da lei de diretrizesorçamentárias e da lei orçamentária anual;II –  estabelecer normas de gestão financeira e patrimonial daadministração direta e indireta bem como condições para ainstituição e funcionamento de fundos.III –  dispor sobre critérios para a execução equitativa, além deprocedimentos que serão adotados quando houver impedimentoslegais e técnicos, cumprimento de restos a pagar e limitação dasprogramações de caráter obrigatório, para a realização do dispostono § 11 do art. 166. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 86, de2015)

Continue lendo os Artigos 166,167,168 e 169 na CF88

Questões

001 (CESPE  –  AJ CNJ/Judiciária/2013)Considerando que João seja responsável pela elaboração daproposta orçamentária de um tribunal federal, que irá compor oprojeto de lei orçamentária anual (LOA) para 2014, julgue o itemque se segue à luz do disposto na CF, na Lei n.º 4.320/1964 e naLei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Elaborada a proposta orçamentária de todos os órgãos, entidades epoderes federais, o projeto de lei orçamentária deve ser encaminhado

ao Congresso Nacional, que poderá fazer alterações na proposta,inclusive para reduzir as despesas com investimentos dos tribunais.

002 (CESPE  –  AJ CNJ/Administrativa/2013) Com referência àorganização e programação do processo orçamentário brasileiro,

 julgue o item subsequente. Nesse sentido, considere que, sempreque empregada, a sigla PPA refere-se a plano plurianual.

A elaboração do orçamento compreende o estabelecimento de planode médio prazo (quatro anos) ou PPA; lei orientadora ou lei dediretrizes orçamentárias (LDO); e orçamento propriamente dito ou

LOA.

Page 23: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 23/29

 

22

003 (CESPE  –  Proc (MPTC-DF)/2013) Acerca das normas jurídicas que regem a atividade financeira estatal, o próximoitem apresenta uma situação hipotética, seguida de umaassertiva a ser julgada.

Um estado brasileiro pretende reorganizar seu sistema de finançaspúblicas, para melhorar a eficiência do planejamento e do gastopúblico; para isso, deverá, entre outras ações, modificar o aparato jurídico que ordena a matéria. Entretanto, o referido estado nãopoderá editar norma geral dispondo sobre orçamentos, diretrizesorçamentárias e plano plurianual.

004 (CESPE  –  TJ TRT10/Administrativa/2013)Tendo em vista que, em virtude de sua importância para aadministração pública e a sociedade em geral, o orçamentorecebeu atenção específica na CF, principalmente nos artigos de165 a 169, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere queas siglas PPA, LDO e LOA, sempre que empregadas, se referem,respectivamente, a plano plurianual, lei de diretrizesorçamentárias e lei orçamentária anual.

Dada a realização, no Brasil, de eventos como a Copa do Mundo daFIFA Brasil 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, cogitou-se aimediata necessidade de investimentos com execução superior aúnico exercício financeiro. Assim, para que projetos relativos a esseseventos possam ser imediatamente iniciados, é suficiente a alteração

da LOA vigente mediante cláusula que preveja inclusão dessesinvestimentos nas leis orçamentárias posteriores.

005 (CESPE  –  TJ TRT10/Administrativa/2013)Tendo em vista que, em virtude de sua importância para aadministração pública e a sociedade em geral, o orçamentorecebeu atenção específica na CF, principalmente nos artigos de165 a 169, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere queas siglas PPA, LDO e LOA, sempre que empregadas, se referem,respectivamente, a plano plurianual, lei de diretrizesorçamentárias e lei orçamentária anual.

As emendas orçamentárias, que só podem ser aprovadas casoestejam de acordo com o PPA e a LDO, constituem um importanteinstrumento do Poder Legislativo para influenciar a alocação derecursos públicos.

006 (CESPE  –  AUFC/Controle Externo/AuditoriaGovernamental/2013) A propósito do PPA e da LDO, julgue oitem subsecutivo.

A LDO/2013 prevê que, no caso de frustração da receita que venha acomprometer o cumprimento das metas de resultado primário ou

Page 24: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 24/29

 

23

nominal, o Poder Executivo efetuará automaticamente, a qualquertempo,o contingenciamento das dotações e a retenção dos recursoscorrespondentes a todos os poderes e ao Ministério Público, situaçãoque só se reverterá se houver plena recuperação da receitainicialmente estimada antes do final do exercício.

007 (CESPE  –  AJ TRT8/Administrativa/2013) Assinale a opçãocorreta acerca do orçamento-programa.

a) A classificação programática, consubstanciada em programas eatividades, subdivide-se em origem, espécie e subalínea.b) O sistema de mensuração do orçamento-programa é estruturadonos níveis forte, mediano e fraco de mensuração e evidenciação.c) No orçamento-programa, a locação de recursos visa à aquisição demeios com ênfase nos aspectos contábeis da gestão administrativagovernamental.d) Os elementos essenciais do orçamento-programa são os objetivose propósitos almejados, os mecanismos de medidas de desempenho,os programas e seus respectivos custos.e) A atividade, elemento do orçamento-programa, tem a função dedisponibilizar um bem de capital à sociedade ao final da execuçãoorçamentária.

008 CESPE  –  TJ TRT8/Administrativa/2013

O instrumento previsto na CF no qual se enfatizam prioridades e

metas e mediante o qual são operadas mudanças na legislaçãotributária, definidas políticas de financiamento para as agências defomento e relacionadas despesas de capital denomina-se de

a) plano plurianual.b) lei orçamentária anual.c) lei de diretrizes orçamentárias.d) Lei de Responsabilidade Fiscal.e) plano de longo prazo.

009 (CESPE  –  TA (ANTT)/2013) A respeito do orçamento públicobrasileiro, julgue o seguinte item.

Uma notável modificação introduzida pela CF no processoorçamentário foi a integração entre plano e orçamento, por meio dacriação do plano plurianual (PPA) e da lei de diretrizes orçamentárias(LDO).

010 (CESPE  –  TA (ANTT)/2013) A respeito do orçamento públicobrasileiro, julgue o seguinte item.

Page 25: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 25/29

 

24

A CF em vigor confere ao orçamento a natureza jurídica de lei formale material. Por esse motivo, a lei orçamentária pode prever receitaspúblicas e autorizar gastos.

011 (CESPE  –  TA (ANTT)/2013) Com relação ao planejamento e

ao orçamento dos entes públicos federal, estaduais e municipais, julgue o item subsequente.

De acordo com a CF, a lei orçamentária anual compreende oorçamento fiscal, o orçamento de investimento e o orçamento-programa.

012 (CESPE  –  TA (ANTT)/2013) Com relação ao planejamento eao orçamento dos entes públicos federal, estaduais e municipais,

 julgue o item subsequente.

Ao realizar-se a integração entre o sistema de planejamento e oorçamento federal, o instrumento legal que explicita as metas eprioridades para cada ano, além das alterações na legislaçãotributária, é a lei orçamentária anual.

013 (CESPE  –  TA (ANTT)/2013) O ciclo orçamentáriocorresponde ao período de tempo em que se processam asatividades típicas do orçamento público, desde sua concepçãoaté a apreciação final. Com relação ao processo do cicloorçamentário, julgue o item a seguir.

No processo de elaboração da proposta orçamentária, a Secretaria deOrçamento Federal coordena, consolida e supervisiona a elaboraçãoda LDO e da proposta orçamentária da União, compreendendo oorçamento fiscal e o orçamento da seguridade social.

014 (CESPE  –  Eng (CEF)/Engenharia Elétrica/2014) Julgue oitem subsecutivo, a respeito dos princípios do orçamentopúblico e de sustentabilidade urbana.

Os investimentos em manutenção de bens públicos municipais,como, por exemplo, a reforma de instalações escolares, podem serrealizados sem prévia inclusão na lei do plano plurianual.

015 (CESPE  –  AA (ANTAQ)/Qualquer Área de Formação/2014)No que diz respeito a aspectos da administração financeira eorçamentária pública, julgue o item a seguir.

De acordo com as normas constitucionais vigentes, o planoplurianual (PPA) deve ser elaborado em consonância com os planos eprogramas nacionais, regionais e setoriais.

Page 26: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 26/29

 

25

016 (CESPE  –  AA (ANTAQ)/Qualquer Área de Formação/2014)Com base nas disposições do plano plurianual (PPA), da Lei deDiretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual(LOA), julgue o seguinte item.

Não poderá ser autorizada a abertura de créditos suplementares devalor que, quando somado às demais operações anteriormenterealizadas, ultrapasse o total de despesas de capital fixadas na LOA.

017 (CESPE  –  AA (ANTAQ)/Qualquer Área de Formação/2014)Com base nas disposições do plano plurianual (PPA), da Lei deDiretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual(LOA), julgue o seguinte item.

A existência de dotação orçamentária prévia para se atender àsprojeções de despesa de pessoal e aos acréscimos dela decorrentes écondição necessária e suficiente para a contratação de pessoal pelosórgãos e entidades da administração pública direta.

018 (CESPE  –  AL (CAM DEP)/Área IV/ConsultorLegislativo/2014) Considerando aspectos relacionados aplanejamento público, orçamento e receitas e despesas públicas,

 julgue o item. Nesse sentido, considere que as siglas PPA e LDO,sempre que empregadas, se referem, respectivamente, a planoplurianual e lei de diretrizes orçamentárias.

O PPA, a LDO e a lei orçamentária anual são os principaiscomponentes do processo orçamentário brasileiro. Em termos decompetência, esta é de iniciativa do Poder Legislativo e aqueles sãode inciativa do Poder Executivo.

019 (CESPE  –  Ana MPU/Apoio Técnico Especializado/Finanças eControle/2015) Julgue o item que se segue, a respeito do planoplurianual (PPA).

O PPA possui duração de quatro anos, com vigência até o final domandato presidencial subsequente, devendo ser encaminhado atéquatro meses antes do encerramento do exercício financeiro edevolvido para a sanção até o encerramento da sessão legislativa.

020 (CESPE  –  APF (DEPEN)/Área 1/2015) A respeito deplanejamento e avaliação, funções fundamentais em políticaspúblicas, julgue o item subsequente.

O plano plurianual (PPA) e a lei de diretrizes orçamentárias (LDO)são importantes instrumentos de planejamento governamental, pormeio dos quais são definidas as prioridades do governo para um

período de quatro anos.

Page 27: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 27/29

 

26

021 (CESPE  –  Adm (FUB)/2015) Ainda com relação ao orçamentopúblico, julgue o item que se segue.

O processo orçamentário brasileiro é direcionado principalmente portrês leis distintas: o plano plurianual com maior vigência, a lei de

diretrizes orçamentárias em conjunto com o anexo de metas e riscosfiscais e, por fim, a lei orçamentária anual, na qual se incluem oorçamento fiscal, o de seguridade social e o de investimentos dasempresas.

022 (CESPE  –  AAmb (IBAMA)/Tema 2/Monitoramento,Regulação, Controle, Fiscalização e Auditoria Ambiental/2013)Em relação ao orçamento público, julgue o próximo item.

Pode-se autorizar, mediante edição de lei específica, a inclusão, noplano plurianual, de investimentos cuja execução ultrapasse umexercício financeiro.

023 (CESPE  –  TJ CNJ/Administrativa/2013)O Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias(LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA) formam a tríade queconstitui a estrutura básica de planejamento e implementaçãodo orçamento no Brasil. A respeito desses dispositivos, julgue oitem a seguir.

O PPA é adotado como referência para a elaboração dos demais

planos previstos na Constituição Federal, a fim de garantir acoerência do planejamento orçamentário.

024 (CESPE  –  TJ TRT10/Administrativa/2013)Tendo em vista que, em virtude de sua importância para aadministração pública e a sociedade em geral, o orçamentorecebeu atenção específica na CF, principalmente nos artigos de165 a 169, julgue o item a seguir.

Nesse sentido, considere que as siglas PPA, LDO e LOA, sempre queempregadas, se referem, respectivamente, a plano plurianual, lei dediretrizes orçamentárias e lei orçamentária anual.

A fim de reduzir as desigualdades socioeconômicas entre as cincoregiões geográficas brasileiras, o PPA deve ser apresentado de formaregionalizada, necessariamente segundo o padrão tradicional dedivisão regional: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

025 (CESPE  –  AJ TRT10/Administrativa/2013)Considerando que, entre outros instrumentos, a integraçãoentre planejamento e orçamento no Brasil se serve do tripé

composto pelo plano plurianual (PPA), pela lei de diretrizes

Page 28: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 28/29

Page 29: Mapeando AFO

7/25/2019 Mapeando AFO

http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 29/29

 

O plano plurianual é um instrumento de alocação de recursospúblicos.

032 (CESPE  –  AA (TCE-ES)/Ciências Contábeis/2013)Assinale a opção correta a respeito do plano plurianual (PPA).

a) O projeto de lei do PPA é encaminhado anualmente, pelo PoderExecutivo, ao Congresso Nacional, até quatro meses antes doencerramento do exercício e deve ser devolvido para sanção até oencerramento da sessão legislativa do exercício corrente.b) O período de vigência do PPA corresponde ao período entre o iníciodo segundo ano do mandato presidencial e o final do primeiro ano doexercício do mandato subsequente.c) A regionalização, estabelecida no PPA para as diretrizes, objetivose metas da administração pública federal, consiste na distribuiçãodo planejamento e da programação conforme a concentração demunicípios de cada unidade da Federação.d) O PPA abrange as despesas de capital para efeito de umplanejamento amplo, entretanto não prioriza as despesas correntesporque estas compreendem as inversões financeiras.e) Os programas de duração continuada referem-se aos projetos e àsoperações especiais desenvolvidos pela gestão pública e contidos noPPA para um período de quatro anos.

033 (CESPE  –  AA (TCE-ES)/Direito/2013) No que se refere àapreciação das proposições legislativas de matéria orçamentária,

o topo da hierarquia material é ocupado

a) pelos créditos extraordinários.b) pelo plano plurianual.c) pela lei de diretrizes orçamentárias.d) pela lei orçamentária anual.e) pelo orçamento monetário.

Gabarito

001 C 002 C 003 C 004 E 005 C 006 E 007 D 008 C 009 C 010 E(Formal e Especial) 011 E 012 E 013 C 014 E 015 E 016 E(Operações de crédito e não créditos suplementares) 017 E 018 E019 E 020 E 021 C 022 C 023 C 024 E 025 E 026 E 027 C 028 E029 C 030 E 031 C 032 B 033 B