of 29 /29
7/25/2019 Mapeando AFO http://slidepdf.com/reader/full/mapeando-afo 1/29  COLEÇÃO M PE NDO  Administração Financeira e Orçamentária 26 DE JANEIRO DE 2016 ROMMELMOURA.COM & MEMOMAPS.COM.BR Brasília - DF

Mapeando AFO

Embed Size (px)

Text of Mapeando AFO

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    1/29

    COLEO M PE NDO

    Administrao Financeira e Oramentria

    26 DE JANEIRO DE 2016

    ROMMELMOURA.COM & MEMOMAPS.COM.BRBraslia - DF

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    2/29

    1

    O modelo oramentrio brasileiro definido na Constituio Federal de1988 do Brasil. Compe-se de trs instrumentos: o Plano Plurianual PPA, a Lei de Diretrizes OramentriasLDO e a Lei Oramentria AnualLOA.

    A Lei Oramentria Anual (LOA) estabelece os Oramentos da Unio, porintermdio dos quais so estimadas as receitas e fixadas as despesas dogoverno federal. Na sua elaborao, cabe ao Congresso Nacional avaliare ajustar a proposta do Poder Executivo, assim como faz com a Lei deDiretrizes Oramentrias (LDO) e o Plano Plurianual (PPA). OsOramentos da Unio dizem respeito a todos ns, pois geram impactosdiretos na vida dos brasileiros. O Oramento Brasil um instrumentoque ajuda na transparncia das contas pblicas ao permitir que todocidado acompanhe e fiscalize a correta aplicao dos recursos pblicos.

    Segundo o art. 165 da CF/1988:

    Art. 165. Leis de iniciativa do Poder Executivo estabelecero:I o plano plurianual;II as diretrizes oramentrias;

    III os oramentos anuais.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    3/29

    2

    Cabe aos Chefes do Poder Executivo sancion-las e execut-las. Competeao Poder Legislativo acompanhar e fiscalizar sua execuo.

    A quem compete s Leis Oramentrias? Aos Chefes do Poder Executivo(Presidente(a), Governador(a) e Prefeito(a)). Desta forma, como a Unio,

    cada estado, municpio e o Distrito Federal tambm tero seus prpriosinstrumentos oramentrios (PPAs, LDOs e LOAs).

    Fique atento! No mbito da Unio

    O Presidente da Repblica poder enviar mensagem ao CongressoNacional para propor modificao nos projetos a que se refere o art. 166da CF/1988 (PPA, LDO, LOA e crdito adicionais) enquanto no iniciadaa votao, na comisso mista, da parte cuja alterao proposta.

    Plano Plurianual (PPA)O Plano PlurianualPPA o instrumento de planejamento do Governoque estabelece, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas daAdministrao Pblica para as despesas de capital e outras delasdecorrentes e para as relativas aos programas de durao continuada.Retrata, em viso macro, as intenes do gestor pblico para um perodode quatro anos. Assim como a Unio, cada estado, cada municpio e oDistrito Federal tambm tm seus prprios PPAs.

    Mas que regies seriam estas a que se refere a Constituio? Uma

    primeira indicao encontra-se no art. 35 do ADCTCF 1988

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    4/29

    3

    O disposto no art. 165, 7, ser cumprido de forma progressiva, noprazo de at dez anos, distribuindo-se os recursos entre as regiesmacroeconmicas em razo proporcional populao, a partir dasituao verificada no binio 1986-87.

    Veja como j foi cobrado nas provas

    (CESPE TJ TRT10/Administrativa/2013)

    Tendo em vista que, em virtude de sua importncia para aadministrao pblica e a sociedade em geral, o oramento recebeuateno especfica na CF, principalmente nos artigos de 165 a 169,

    julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que as siglas PPA,LDO e LOA, sempre que empregadas, se referem, respectivamente, aplano plurianual, lei de diretrizes oramentrias e lei oramentriaanual.

    A fim de reduzir as desigualdades socioeconmicas entre as cinco regiesgeogrficas brasileiras, o PPA deve ser apresentado de formaregionalizada, necessariamente segundo o padro tradicional de divisoregional: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

    Errado

    (CESPE AJ TRT10/Administrativa/2013)

    Considerando que, entre outros instrumentos, a integrao entreplanejamento e oramento no Brasil se serve do trip composto peloplano plurianual (PPA), pela lei de diretrizes oramentrias (LDO) epela lei oramentria anual (LOA), julgue o item seguinte.

    Em virtude das fortes diferenas regionais existentes no pas, a CF impsa regionalizao do PPA com base na diviso tradicional das cinco regiesbrasileiras.

    Errado

    O PPA pea de mais alta hierarquia dentre a trade oramentria,embora esta seja somente constituda de leis ordinrias. Esse o modelodisposto em nossa Carta Magna, que determina em seu art. 165, 7,que os oramentos devem ser compatibilizados com o plano plurianual.

    Segundo o 1 do art. 165 da CF/1988:

    1 A lei que instituir o plano plurianual estabelecer, de forma

    regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administrao pblica

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    5/29

    4

    federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para asrelativas aos programas de durao continuada.

    Os programas de durao continuada pela LRF:

    Art. 17. Considera-se obrigatria de carter continuado a despesacorrente derivada de lei, medida provisria ou ato administrativonormativo que fixe para o ente a obrigao legal de sua execuo por umperodo superior a dois exerccios.

    o Plano Plurianual que baliza a elaborao das LDOs em cada um dosquatro anos de sua abrangncia. Segundo o ADCT, a vigncia do PPA de quatro anos (48 meses), iniciando-se no segundo exerccio financeirodo mandato do chefe do executivo e terminando no primeiro exercciofinanceiro do mandato subsequente. O Plano deve ser encaminhado doExecutivo ao Legislativo at quatro meses antes do encerramento doprimeiro exerccio, ou seja, at 31 de agosto. A devoluo ao Executivodeve ser feita at o encerramento do segundo perodo da sesso legislativa(22 de dezembro) do exerccio em que foi encaminhado.

    O PPA, assim como a LDO, uma inovao da CF/1988. Antes do PPA eda CF/1988, existiam outros instrumentos de planejamento estratgico,como o Oramento Plurianual de Investimentos (OPI), com trs anos dedurao, o qual no se confunde com o PPA, que possui quatro anos dedurao.

    Rpidas sobre o PPA:

    O PPA antecede a LDO, estabelecendo as diretrizes, objetivos emetas da Administrao para o ciclo correspondente.

    Cabe ao PPA estabelecer as diretrizes, objetivos e metas de

    mdio prazo da administrao pblica. O PPA um instrumento de planejamento que deve ser

    elaborado de forma regionalizada. O perodo de abrangncia do PPA no coincide com o mandato do

    chefe do Executivo. Segundo o ADCT, a vigncia do PPA de quatroanos, iniciando-se no segundo exerccio financeiro do mandato dochefe do executivo e terminando no primeiro exerccio financeiro domandato subsequente.

    1 Nenhum investimento cuja execuo ultrapasse um exercciofinanceiro poder ser iniciado sem prvia incluso no plano plurianual,ou sem lei que autorize a incluso, sob pena de crime deresponsabilidade.

    Sobre emendas(gosta de aparecer nas provas):

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    6/29

    5

    As emendas ao projeto de lei do oramento anual ou aos projetos que omodifiquem somente podem ser aprovadas caso sejam compatveis como PPA e a LDO;

    indiquem os recursos necessrios, admitidos apenas os provenientes de

    anulao de despesa (excludas as que incidam sobre dotaes parapessoal e seus encargos; servio da dvida;

    transferncias tributrias constitucionais para Estados, Municpios eDistrito Federal) ou sejam relacionadas com a correo de erros ouomisses; ou com os dispositivos do texto do projeto de lei.

    Lei de Diretrizes Oramentrias (LDO)

    Esta Lei tambm surgiu por meio da Constituio Federal de 1988,

    almejando ser o elo entre o planejamento estratgico (Plano Plurianual) eo planejamento operacional (Lei Oramentria Anual). Sua relevnciareside no fato de ter conseguido diminuir a distncia entre o planoestratgico e as LOAs, as quais dificilmente conseguiam incorporar asdiretrizes dos planejamentos estratgicos existentes antes da CF/1988.

    A LDO condiciona a Lei Oramentria Anual, mas quem estima asreceitas e fixa as despesas para o exerccio subsequente a prpria LOA.A vigncia da LDO de aproximadamente 1 ano e meio.

    2 A lei de diretrizes oramentrias compreender as metas eprioridades da administrao pblica federal, incluindo as despesas decapital para o exerccio financeiro subsequente, orientar a elaboraoda lei oramentria anual, dispor sobre as alteraes na legislaotributria e estabelecer a poltica de aplicao das agncias financeirasoficiais de fomento.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    7/29

    6

    Assim, segundo a CF/1988, a LDO:

    Compreender as metas e prioridades da Administrao PblicaFederal;

    Incluir as despesas de capital para o exerccio financeirosubsequente; Orientar a elaborao da LOA; Dispor sobre as alteraes na legislao tributria; Estabelecer a poltica de aplicao das agncias financeiras

    oficiais de fomento Seguem como anexos a esta Lei: as Metas e os Riscos fiscais Logo, de acordo com a CF/1988, a orientao relacionada aos

    gastos com transferncias a terceiros no cabe LDO. O quemais se aproxima desses termos tem previso na LRF, a qualdetermina que cabe LDO as demais condies e exigncias para

    transferncias de recursos a entidades pblicas e privadas.

    Lei Oramentria Anual (LOA)

    A Lei Oramentria Anual o instrumento pelo qual o Poder Pblico preva arrecadao de receitas e fixa a realizao de despesas para o perodode um ano. A LOA o oramento por excelncia ou o oramentopropriamente dito. Assim, de um lado, permite avaliar as fontes derecursos pblicos no universo dos contribuintes e, de outro, quem so osbeneficirios desses recursos.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    8/29

    7

    Os principais objetivos desta lei so: estimar a receita e fixar aprogramao das despesas para o exerccio financeiro.

    A LOA , simultaneamente, uma lei ordinria e especial:

    Lei ordinria:as leis oramentrias (PPA, LDO e LOA) e os crditossuplementares e especiais so leis ordinrias. No se exige qurumqualificado para sua aprovao, sendo necessria apenas a maioriasimples.

    Lei especial:possui processo legislativo diferenciado, como estudadono mbito do Ciclo Oramentrio. Possui iniciativa do Executivo e tratade matria especfica: previso de receitas e fixao de despesas.

    Veja como foi cobrado

    (CESPE TA (ANTT)/2013) A respeito do oramento pblicobrasileiro, julgue o seguinte item.

    A CF em vigor confere ao oramento a natureza jurdica de lei formal ematerial. Por esse motivo, a lei oramentria pode prever receitaspblicas e autorizar gastos.

    Errado. Como vimos, a LOA considerada uma lei especial e ordinria

    (formal).

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    9/29

    8

    Deve integrar a LOA, obrigatoriamente, segundo os 1 e 2 tambmdo art. 2 da referida Lei:

    1. Sumrio geral da receita por fontes e da despesa por funes doGoverno

    2.

    Quadro demonstrativo da receita e da despesa segundo ascategorias econmicas;

    3. Quadro discriminativo da receita por fontes e respectivalegislao.

    4. Quadro das dotaes por rgos do Governo e da Administrao.

    Segundo o 5, I, II e III, do art. 165 da CF/1988, a LOA conter ooramento fiscal, o oramento da seguridade social e o oramento deinvestimento das empresas (ou investimentos das estatais).

    Figura 1 - Lei Oramentria Anual

    5 A lei oramentria anual compreender:

    Io oramento fiscalreferente aos Poderes da Unio, seus fundos,rgos e entidades da administrao direta e indireta, inclusivefundaes institudas e mantidas pelo Poder Pblico;IIo oramento de investimentodas empresas em que a Unio,direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito

    a voto;IIIo oramento da seguridade social, abrangendo todas as entidades

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    10/29

    9

    e rgos a ela vinculados, da administrao direta ou indireta, bemcomo os fundos e fundaes institudos e mantidos pelo Poder Pblico.

    Segundo o 7 do art. 165 da CF/1988, os oramentos fiscais e deinvestimentos das estatais, compatibilizados com o plano plurianual,tero entre suas funes a de reduzir desigualdades inter-regionais,segundo critrio populacional.

    a) Oramentos Fiscal

    O Oramento Fiscal abrange os trs poderes, seus fundos, rgos,autarquias, inclusive as fundaes institudas e mantidas pelo PoderPblico. Compreende tambm as empresas pblicas, sociedades deeconomia mista e demais controladas que recebam quaisquer recursosdo Tesouro Nacional, exceto as que percebam unicamente sob a forma departicipao acionria, pagamento de servios prestados, oufornecimento de bens, pagamento de emprstimo e financiamentoconcedidos e transferncias para aplicao em programa definanciamento. Este ltimo, refere-se aos 3% do IR e do IPI destinados

    aos FNO, FCO, FNE, e 40% das contribuies do PIS/PASEP, destinadosao BNDES.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    11/29

    10

    b) O Oramento da Seguridade Social

    Particularmente, constitui o detalhamento dos montantes de receitasvinculados aos gastos da seguridade social especialmente ascontribuies sociais nominadas no art. 195 da Constituio.

    Compreende tambm outras contribuies que lhe sejam asseguradas outransferidas pelo oramento fiscal, bem como do detalhamento dasprogramaes relativas sade, previdncia e assistncia social quesero financiadas por tais receitas. Esse oramento abrange todas asentidades e rgos vinculados seguridade social, da administraodireta e indireta, bem como fundos e fundaes institudas e mantidaspelo Poder Pblico.

    Fique atento na hora da prova!

    O Oramento da Seguridade Social no tem a funo de reduzirdesigualdades inter-regionais, segundo critrio populacional.

    c) Oramento de Investimento das Estatais

    As Estatais, operando nas condies e segundo as exigncias do mercado,no teriam obrigatoriedade de ter suas despesas e receitas operacionaisdestas empresas integrem o oramento pblico. As despesas de custeiodas empresas estatais vinculadas ao Executivo (entendidas comoempresas pblicas e as sociedades de economia mista, subsidirias,controladas) tero seus oramentos organizados e acompanhados com a

    participao do MPO, mas no so apreciadas pelo Legislativo.

    A incluso de seus investimentos justificada na medida em que taisaplicaes constam com o apoio do oramento fiscal e at mesmo daseguridade que fornecem os recursos ou com o apoio do Tesouro queconcede aval para as operaes de financiamento, ou com lucros e

    excedentes de aplicaes de recursos pblicos. Por uma questo de

    racionalidade, transparncia e evitar a dupla contagem no se incluemneste oramento as programaes de estatais cujos trabalhos integremos oramentos fiscal e da seguridade social (CBTU, CODEVASF, CONAB,CPRM, EMBRAPA, RADIOBRS, SERPRO).

    8 A lei oramentria anual no conter dispositivo estranho previsoda receita e fixao da despesa, no se incluindo na proibio aautorizao para abertura de crditos suplementares e contratao deoperaes de crdito, ainda que por antecipao de receita, nos termosda lei.

    Ciclo Oramentrio

    O ciclo (ou processo) oramentrio compreende as diversas fases de

    elaborao e execuo das leis oramentrias, como o PPA, LDO e aprpria LOA.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    12/29

    11

    Este processo corresponde ao perodo de tempo em que se processam asatividades tpicas do oramento pblico, desde sua concepo at aapreciao final. um processo contnuo, dinmico e flexvel, por meiodo qual se elabora/planeja, aprova, executa, controla/avalia aprogramao de dispndios do setor pblico nos aspectos fsico e

    financeiro.

    O ciclo oramentrio corresponde ao perodo em que se processam asatividades tpicas do oramento pblico, desde sua concepo at aaprovao final, sendo superior a 1 (um) ano civil. No devemosconfundir com o exerccio financeiro, que o perodo durante o qual seexecuta o oramento.

    Todas as leis oramentrias so de iniciativa do Poder Executivo que asenvia, sob a forma de proposta, para apreciao e aprovao do PoderLegislativo. Cabe ao Chefe do Poder Executivo sancion-las e execut-las. Compete ao Poder Legislativo acompanhar e fiscalizar suaexecuo.

    No nosso pas identificam-se, basicamente, quatro etapas no ciclo ouprocesso oramentrio:

    1. Elaborao/planejamento da proposta oramentria;2. Discusso/estudo/aprovao da Lei de Oramento;3. Execuo oramentria e financeira;4. Avaliao/controle.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    13/29

    12

    Fique atento s 8 fases:

    1. Formulao e apresentao do PPA pelo Executivo (1)2. Apreciao e adequao do PPA pelo Legislativo (2)3. Apresentao da LDO com as metas pelo Executivo (3)

    4.

    Apreciao e adequao da LDO pelo Legislativo (4)5. Elaborao e apresentao da LOA pelo Executivo (5)6. Apreciao e adequao da LOA pelo Legislativo (6)7. Execuo do oramento aprovado pelo Legislativo (7)8. Controle pela avaliao da execuo e controle de contas (8)

    A SOF tem entre suas atribuies principais a coordenao, aconsolidao e a elaborao da proposta oramentria da Unio,compreendendo os oramentos fiscal e da seguridade social. O oramentode investimentos cabe ao Departamento de Coordenao e Governanadas Empresas Estatais (DEST), rgo de assistncia direta e imediata aoMinistro de Estado do Planejamento, sendo ligado diretamente Secretaria-Executiva. Assim, o DEST responsvel pela elaborao doPrograma de Dispndios GlobaisPDGe pela proposta do oramentode investimentos das empresas estatais no dependentes.

    A fase de discusso/estudo/aprovao corresponde ao debate entre osparlamentares (representantes eleitos pelo povo) sobre a propostaoramentria.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    14/29

    13

    Figura 2 - Ciclo Integrado de Planejamento e Oramento

    Apreciao do Oramento pelo Poder Legislativo

    MOGNATTI (2008) descreve, de forma sucinta, o processo de apreciaodo oramento no Congresso Nacional. Reconhece que o Poder Executivoque determina a formao da agenda para o conjunto de polticaspblicas a serem formalizadas no oramento.

    No mbito do Poder Legislativo federal a apreciao das peasoramentrias cabe Comisso Mista de Planos, Oramentos Pblicos eFiscalizao (CMO) (Art. 166, 1, I e II, CF), composta por trintaDeputados Federais e dez Senadores da Repblica, com igual nmero desuplentes, regida pela Resoluo n 1 do Congresso Nacional, de 26 dedezembro de 2006 (Resoluo n 1/06-CN).

    A CMO emite parecer e delibera sobre os projetos de lei do planoplurianual, diretrizes oramentrias, oramentos anuais e suasalteraes (crditos adicionais), alm de outras matrias de cunhooramentrio. Em seu mbito so apresentadas as emendas aos projetospara incluso dos interesses dos parlamentares, respeitando os prazos,limites e condies determinados pela Resoluo.

    Cada proposta de PPA, LDO ou LOA recebe proposies acessrias

    durante sua tramitao, que auxiliaro na anlise das proposiesprincipais e determinaro regras para atuao dos relatores e a

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    15/29

    14

    apresentao de emendas. Dentre essas proposies acessriasdestacam-se o parecer preliminar, os relatrios setoriais (somente nocaso do projeto da LOA), as emendas e os destaques.

    As emendas podem ser apresentadas pelos parlamentares de forma

    individualizada ou coletiva. As emendas individuais so apresentadas porqualquer parlamentar detentor do mandato e tambm por relatores daspropostas, sendo estas limitadas correo de erros ou omissescontidas nos projetos em anlise. As emendas coletivas derivam doconsenso dos parlamentares reunidos em comisses permanentes decada Casa do Congresso Nacional Emendas de Comisso ou dosparlamentares pertencentes mesma unidade da federaoEmendasde Bancada. No caso das Emendas de Comisso, sua apresentao ficacondicionada aprovao pela maioria de seus membros, e as Emendasde Bancada devem constar de ata assinada por, no mnimo, 3/4 (trsquartos) de deputados federais e 2/3 (dois teros) de senadores darespectiva unidade da federao para serem submetidas apreciao daCMO.

    Um resumo desse procedimento pode ser visualizado no desenho criadopor MOGNATTI (2008):

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    16/29

    15

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    17/29

    16

    Execuo do oramento

    Descentralizao de Crdito Oramentrio:

    Quando uma unidade oramentria ou administrativa transfere paraoutra o Poder de utilizar crditos oramentrios ou adicionais queestejam sob a sua superviso, ou lhe tenham sido dotados outransferidos. So operaes descentralizadoras de crdito: o destaque e aproviso.

    Descentralizao de Recursos Financeiros:

    Movimentao de recursos financeiros entre as diversas unidadesoramentrias e administrativas, compreendendo:

    CotaCrdito colocado disposio do rgo ou Ministrio, em conta,na instituio bancria credenciada como o agente financeiro do Tesouro.

    Repasse Distribuio pelo rgo ou Ministrio dos recursosfinanceiros correspondentes ao seu crdito, para utilizao pelasunidades oramentrias.

    Sub-Repasse Redistribuio, pelas unidades oramentrias, sunidades administrativas ou a outras unidades oramentriasincumbidas de fazer os pagamentos necessrios realizao de seusprogramas de trabalho.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    18/29

    17

    Figura 3 - Execuo oramentria e financeira

    Crditos Adicionais

    O ato que abrir crdito adicional indicar a importncia, a espcie domesmo e a classificao da despesa, at onde for possvel (art. 46 da Lei4.320/1964).

    Os crditos adicionais classificam-se em suplementares, especiaise extraordinrios.

    Suplementares

    Os crditos adicionais suplementares so os destinados a reforo dedotao oramentria. Estes crditos, tero vigncia limitada aoexerccio em que forem autorizados. Logo, os saldos no empenhadosat o final do exerccio financeiro sero extintos.

    Especiais

    Os crditos especiais so aqueles destinados a despesas para as quais

    no haja dotao oramentria especfica.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    19/29

    18

    Extraordinrios

    A abertura de crdito extraordinrio somente ser admitida paraatender a despesas imprevisveis e urgentes, como as decorrentes deguerra, comoo interna ou calamidade pblica.

    Caso a nova despesa seja tambm urgente e imprevisvel, poder serutilizado o crdito extraordinrio.

    Os examinadores gostam de cobrar:

    permitida a abertura de crdito extraordinrio sem prvia

    autorizao legislativa. O que vedado a abertura de crditosuplementar ou especial sem prvia autorizao legislativa.

    De acordo com o 2 do art. 167 da CF/1988, os crditos especiaise extraordinrios tero vigncia no exerccio financeiro em que

    forem autorizados, salvo se o ato de autorizao for promulgadonos ltimos quatro meses daquele exerccio, caso em que,reabertos nos limites de seus saldos, sero incorporados aooramento do exerccio financeiro subsequente.

    A possibilidade de ultrapassar o exerccio financeiro s existe paraos crditos especiais e para os crditos extraordinrios.

    Os recursos que, em decorrncia de veto, emenda ou rejeio doprojeto de lei oramentria anual, ficarem sem despesascorrespondentes podero ser utilizados mediante crditossuplementares ou especiais, com prvia e especfica autorizaolegislativa.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    20/29

    19

    O supervit financeiro apurado no balano patrimonial pode serfonte de recursos para a abertura de crditos adicionais, desde quese refira ao exerccio anterior.

    Solicitaes de Crditos Adicionais e otrabalho dos APOs

    Ao receber a solicitao de crdito adicional, a SOF elabora o pleito decrditos e, por meio de uma anlise criteriosa da solicitao, decide poratend-la ou no. Os Analistas de Planejamento e Oramento da SOFverificam se a solicitao est em conformidade com a metodologiautilizada e se atende aos parmetros legais vigentes, fazem os ajustesnecessrios e avaliam a viabilidade de atendimento da solicitao. Casoseja aprovado o pedido de crdito adicional, sero preparados os atoslegais necessrios formalizao da alterao no oramento. Porexemplo, caso se trate de um crdito suplementar dependente deautorizao legislativa, caber SOF a elaborao do projeto de leicorrespondente.

    Voc precisa saber!

    Caber a uma Comisso mista permanente de Senadores e Deputadosexaminar e emitir parecer sobre os projetos relativos ao PPA, LDO, LOA,

    crditos adicionais e sobre as contas apresentadas anualmente peloPresidente da Repblica

    Embora a Lei 4320/1964 tenha passado pelo rito deelaborao reservado s leis ordinrias, a CF/1967 e a CF/1988trouxeram a orientao que as normas gerais de direito financeiroseria disciplinadas por lei complementar. Assim, atualmente, a Lei4320/1964 possui o status de lei complementar, j que trata denormas gerais de Direito Financeiro. Houve a inovao de suanatureza normativa pelo art. 165, 9, I e II da CF/88, o qual lheconferiu uma posio sui generis no quadro das fontes do Direito:

    como lei ordinria em sentido formal e lei complementar no sentidomaterial.

    Oramento Pblico na Constituio da Repblica

    CF88

    Art. 165. Leis de iniciativa do Poder Executivo estabelecero:

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    21/29

    20

    Io plano plurianual;IIas diretrizes oramentrias;IIIos oramentos anuais.

    1 A lei que instituir o plano plurianual estabelecer, de forma

    regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administraopblica federal para as despesas de capital e outras delasdecorrentes e para as relativas aos programas de duraocontinuada.

    2 A lei de diretrizes oramentrias compreender as metas eprioridades da administrao pblica federal, incluindo as despesasde capital para o exerccio financeiro subseqente, orientar aelaborao da lei oramentria anual, dispor sobre as alteraes nalegislao tributria e estabelecer a poltica de aplicao dasagncias financeiras oficiais de fomento.

    3 O Poder Executivo publicar, at trinta dias aps oencerramento de cada bimestre, relatrio resumido da execuooramentria.

    4 Os planos e programas nacionais, regionais e setoriais previstosnesta Constituio sero elaborados em consonncia com o planoplurianual e apreciados pelo Congresso Nacional.

    5 A lei oramentria anual compreender:

    Io oramento fiscal referente aos Poderes da Unio, seus fundos,rgos e entidades da administrao direta e indireta, inclusivefundaes institudas e mantidas pelo Poder Pblico;IIo oramento de investimento das empresas em que a Unio,direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social comdireito a voto;IIIo oramento da seguridade social, abrangendo todas asentidades e rgos a ela vinculados, da administrao direta ouindireta, bem como os fundos e fundaes institudos e mantidospelo Poder Pblico.

    6 O projeto de lei oramentria ser acompanhado dedemonstrativo regionalizado do efeito, sobre as receitas e despesas,decorrente de isenes, anistias, remisses, subsdios e benefcios denatureza financeira, tributria e creditcia.

    7 Os oramentos previstos no 5, I e II, deste artigo,compatibilizados com o plano plurianual, tero entre suas funes ade reduzir desigualdades inter-regionais, segundo critriopopulacional.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    22/29

    21

    8 A lei oramentria anual no conter dispositivo estranho previso da receita e fixao da despesa, no se incluindo naproibio a autorizao para abertura de crditos suplementares econtratao de operaes de crdito, ainda que por antecipao dereceita, nos termos da lei.

    9 Cabe lei complementar:

    Idispor sobre o exerccio financeiro, a vigncia, os prazos, aelaborao e a organizao do plano plurianual, da lei de diretrizesoramentrias e da lei oramentria anual;IIestabelecer normas de gesto financeira e patrimonial daadministrao direta e indireta bem como condies para ainstituio e funcionamento de fundos.IIIdispor sobre critrios para a execuo equitativa, alm deprocedimentos que sero adotados quando houver impedimentoslegais e tcnicos, cumprimento de restos a pagar e limitao dasprogramaes de carter obrigatrio, para a realizao do dispostono 11 do art. 166. (Includo pela Emenda Constitucional n 86, de2015)

    Continue lendo os Artigos 166,167,168 e 169 na CF88

    Questes

    001 (CESPE AJ CNJ/Judiciria/2013)Considerando que Joo seja responsvel pela elaborao daproposta oramentria de um tribunal federal, que ir compor oprojeto de lei oramentria anual (LOA) para 2014, julgue o itemque se segue luz do disposto na CF, na Lei n. 4.320/1964 e naLei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

    Elaborada a proposta oramentria de todos os rgos, entidades epoderes federais, o projeto de lei oramentria deve ser encaminhado

    ao Congresso Nacional, que poder fazer alteraes na proposta,inclusive para reduzir as despesas com investimentos dos tribunais.

    002 (CESPE AJ CNJ/Administrativa/2013) Com referncia organizao e programao do processo oramentrio brasileiro,

    julgue o item subsequente. Nesse sentido, considere que, sempreque empregada, a sigla PPA refere-se a plano plurianual.

    A elaborao do oramento compreende o estabelecimento de planode mdio prazo (quatro anos) ou PPA; lei orientadora ou lei dediretrizes oramentrias (LDO); e oramento propriamente dito ou

    LOA.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    23/29

    22

    003 (CESPE Proc (MPTC-DF)/2013) Acerca das normasjurdicas que regem a atividade financeira estatal, o prximoitem apresenta uma situao hipottica, seguida de umaassertiva a ser julgada.

    Um estado brasileiro pretende reorganizar seu sistema de finanaspblicas, para melhorar a eficincia do planejamento e do gastopblico; para isso, dever, entre outras aes, modificar o aparatojurdico que ordena a matria. Entretanto, o referido estado nopoder editar norma geral dispondo sobre oramentos, diretrizesoramentrias e plano plurianual.

    004 (CESPE TJ TRT10/Administrativa/2013)Tendo em vista que, em virtude de sua importncia para aadministrao pblica e a sociedade em geral, o oramentorecebeu ateno especfica na CF, principalmente nos artigos de165 a 169, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere queas siglas PPA, LDO e LOA, sempre que empregadas, se referem,respectivamente, a plano plurianual, lei de diretrizesoramentrias e lei oramentria anual.

    Dada a realizao, no Brasil, de eventos como a Copa do Mundo daFIFA Brasil 2014 e dos Jogos Olmpicos de 2016, cogitou-se aimediata necessidade de investimentos com execuo superior anico exerccio financeiro. Assim, para que projetos relativos a esseseventos possam ser imediatamente iniciados, suficiente a alterao

    da LOA vigente mediante clusula que preveja incluso dessesinvestimentos nas leis oramentrias posteriores.

    005 (CESPE TJ TRT10/Administrativa/2013)Tendo em vista que, em virtude de sua importncia para aadministrao pblica e a sociedade em geral, o oramentorecebeu ateno especfica na CF, principalmente nos artigos de165 a 169, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere queas siglas PPA, LDO e LOA, sempre que empregadas, se referem,respectivamente, a plano plurianual, lei de diretrizesoramentrias e lei oramentria anual.

    As emendas oramentrias, que s podem ser aprovadas casoestejam de acordo com o PPA e a LDO, constituem um importanteinstrumento do Poder Legislativo para influenciar a alocao derecursos pblicos.

    006 (CESPE AUFC/Controle Externo/AuditoriaGovernamental/2013) A propsito do PPA e da LDO, julgue oitem subsecutivo.

    A LDO/2013 prev que, no caso de frustrao da receita que venha acomprometer o cumprimento das metas de resultado primrio ou

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    24/29

    23

    nominal, o Poder Executivo efetuar automaticamente, a qualquertempo,o contingenciamento das dotaes e a reteno dos recursoscorrespondentes a todos os poderes e ao Ministrio Pblico, situaoque s se reverter se houver plena recuperao da receitainicialmente estimada antes do final do exerccio.

    007 (CESPE AJ TRT8/Administrativa/2013) Assinale a opocorreta acerca do oramento-programa.

    a) A classificao programtica, consubstanciada em programas eatividades, subdivide-se em origem, espcie e subalnea.b) O sistema de mensurao do oramento-programa estruturadonos nveis forte, mediano e fraco de mensurao e evidenciao.c) No oramento-programa, a locao de recursos visa aquisio demeios com nfase nos aspectos contbeis da gesto administrativagovernamental.d) Os elementos essenciais do oramento-programa so os objetivose propsitos almejados, os mecanismos de medidas de desempenho,os programas e seus respectivos custos.e) A atividade, elemento do oramento-programa, tem a funo dedisponibilizar um bem de capital sociedade ao final da execuooramentria.

    008 CESPE TJ TRT8/Administrativa/2013

    O instrumento previsto na CF no qual se enfatizam prioridades e

    metas e mediante o qual so operadas mudanas na legislaotributria, definidas polticas de financiamento para as agncias defomento e relacionadas despesas de capital denomina-se de

    a) plano plurianual.b) lei oramentria anual.c) lei de diretrizes oramentrias.d) Lei de Responsabilidade Fiscal.e) plano de longo prazo.

    009 (CESPE TA (ANTT)/2013) A respeito do oramento pblicobrasileiro, julgue o seguinte item.

    Uma notvel modificao introduzida pela CF no processooramentrio foi a integrao entre plano e oramento, por meio dacriao do plano plurianual (PPA) e da lei de diretrizes oramentrias(LDO).

    010 (CESPE TA (ANTT)/2013) A respeito do oramento pblicobrasileiro, julgue o seguinte item.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    25/29

    24

    A CF em vigor confere ao oramento a natureza jurdica de lei formale material. Por esse motivo, a lei oramentria pode prever receitaspblicas e autorizar gastos.

    011 (CESPE TA (ANTT)/2013) Com relao ao planejamento e

    ao oramento dos entes pblicos federal, estaduais e municipais,julgue o item subsequente.

    De acordo com a CF, a lei oramentria anual compreende ooramento fiscal, o oramento de investimento e o oramento-programa.

    012 (CESPE TA (ANTT)/2013) Com relao ao planejamento eao oramento dos entes pblicos federal, estaduais e municipais,

    julgue o item subsequente.

    Ao realizar-se a integrao entre o sistema de planejamento e ooramento federal, o instrumento legal que explicita as metas eprioridades para cada ano, alm das alteraes na legislaotributria, a lei oramentria anual.

    013 (CESPE TA (ANTT)/2013) O ciclo oramentriocorresponde ao perodo de tempo em que se processam asatividades tpicas do oramento pblico, desde sua concepoat a apreciao final. Com relao ao processo do ciclooramentrio, julgue o item a seguir.

    No processo de elaborao da proposta oramentria, a Secretaria deOramento Federal coordena, consolida e supervisiona a elaboraoda LDO e da proposta oramentria da Unio, compreendendo ooramento fiscal e o oramento da seguridade social.

    014 (CESPE Eng (CEF)/Engenharia Eltrica/2014) Julgue oitem subsecutivo, a respeito dos princpios do oramentopblico e de sustentabilidade urbana.

    Os investimentos em manuteno de bens pblicos municipais,como, por exemplo, a reforma de instalaes escolares, podem serrealizados sem prvia incluso na lei do plano plurianual.

    015 (CESPE AA (ANTAQ)/Qualquer rea de Formao/2014)No que diz respeito a aspectos da administrao financeira eoramentria pblica, julgue o item a seguir.

    De acordo com as normas constitucionais vigentes, o planoplurianual (PPA) deve ser elaborado em consonncia com os planos eprogramas nacionais, regionais e setoriais.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    26/29

    25

    016 (CESPE AA (ANTAQ)/Qualquer rea de Formao/2014)Com base nas disposies do plano plurianual (PPA), da Lei deDiretrizes Oramentrias (LDO) e da Lei Oramentria Anual(LOA), julgue o seguinte item.

    No poder ser autorizada a abertura de crditos suplementares devalor que, quando somado s demais operaes anteriormenterealizadas, ultrapasse o total de despesas de capital fixadas na LOA.

    017 (CESPE AA (ANTAQ)/Qualquer rea de Formao/2014)Com base nas disposies do plano plurianual (PPA), da Lei deDiretrizes Oramentrias (LDO) e da Lei Oramentria Anual(LOA), julgue o seguinte item.

    A existncia de dotao oramentria prvia para se atender sprojees de despesa de pessoal e aos acrscimos dela decorrentes condio necessria e suficiente para a contratao de pessoal pelosrgos e entidades da administrao pblica direta.

    018 (CESPE AL (CAM DEP)/rea IV/ConsultorLegislativo/2014) Considerando aspectos relacionados aplanejamento pblico, oramento e receitas e despesas pblicas,

    julgue o item. Nesse sentido, considere que as siglas PPA e LDO,sempre que empregadas, se referem, respectivamente, a planoplurianual e lei de diretrizes oramentrias.

    O PPA, a LDO e a lei oramentria anual so os principaiscomponentes do processo oramentrio brasileiro. Em termos decompetncia, esta de iniciativa do Poder Legislativo e aqueles sode inciativa do Poder Executivo.

    019 (CESPE Ana MPU/Apoio Tcnico Especializado/Finanas eControle/2015) Julgue o item que se segue, a respeito do planoplurianual (PPA).

    O PPA possui durao de quatro anos, com vigncia at o final domandato presidencial subsequente, devendo ser encaminhado atquatro meses antes do encerramento do exerccio financeiro edevolvido para a sano at o encerramento da sesso legislativa.

    020 (CESPE APF (DEPEN)/rea 1/2015) A respeito deplanejamento e avaliao, funes fundamentais em polticaspblicas, julgue o item subsequente.

    O plano plurianual (PPA) e a lei de diretrizes oramentrias (LDO)so importantes instrumentos de planejamento governamental, pormeio dos quais so definidas as prioridades do governo para um

    perodo de quatro anos.

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    27/29

    26

    021 (CESPE Adm (FUB)/2015) Ainda com relao ao oramentopblico, julgue o item que se segue.

    O processo oramentrio brasileiro direcionado principalmente portrs leis distintas: o plano plurianual com maior vigncia, a lei de

    diretrizes oramentrias em conjunto com o anexo de metas e riscosfiscais e, por fim, a lei oramentria anual, na qual se incluem ooramento fiscal, o de seguridade social e o de investimentos dasempresas.

    022 (CESPE AAmb (IBAMA)/Tema 2/Monitoramento,Regulao, Controle, Fiscalizao e Auditoria Ambiental/2013)Em relao ao oramento pblico, julgue o prximo item.

    Pode-se autorizar, mediante edio de lei especfica, a incluso, noplano plurianual, de investimentos cuja execuo ultrapasse umexerccio financeiro.

    023 (CESPE TJ CNJ/Administrativa/2013)O Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Oramentrias(LDO) e a Lei Oramentria Anual (LOA) formam a trade queconstitui a estrutura bsica de planejamento e implementaodo oramento no Brasil. A respeito desses dispositivos, julgue oitem a seguir.

    O PPA adotado como referncia para a elaborao dos demais

    planos previstos na Constituio Federal, a fim de garantir acoerncia do planejamento oramentrio.

    024 (CESPE TJ TRT10/Administrativa/2013)Tendo em vista que, em virtude de sua importncia para aadministrao pblica e a sociedade em geral, o oramentorecebeu ateno especfica na CF, principalmente nos artigos de165 a 169, julgue o item a seguir.

    Nesse sentido, considere que as siglas PPA, LDO e LOA, sempre queempregadas, se referem, respectivamente, a plano plurianual, lei dediretrizes oramentrias e lei oramentria anual.

    A fim de reduzir as desigualdades socioeconmicas entre as cincoregies geogrficas brasileiras, o PPA deve ser apresentado de formaregionalizada, necessariamente segundo o padro tradicional dediviso regional: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

    025 (CESPE AJ TRT10/Administrativa/2013)Considerando que, entre outros instrumentos, a integraoentre planejamento e oramento no Brasil se serve do trip

    composto pelo plano plurianual (PPA), pela lei de diretrizes

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    28/29

  • 7/25/2019 Mapeando AFO

    29/29

    O plano plurianual um instrumento de alocao de recursospblicos.

    032 (CESPE AA (TCE-ES)/Cincias Contbeis/2013)Assinale a opo correta a respeito do plano plurianual (PPA).

    a) O projeto de lei do PPA encaminhado anualmente, pelo PoderExecutivo, ao Congresso Nacional, at quatro meses antes doencerramento do exerccio e deve ser devolvido para sano at oencerramento da sesso legislativa do exerccio corrente.b) O perodo de vigncia do PPA corresponde ao perodo entre o inciodo segundo ano do mandato presidencial e o final do primeiro ano doexerccio do mandato subsequente.c) A regionalizao, estabelecida no PPA para as diretrizes, objetivose metas da administrao pblica federal, consiste na distribuiodo planejamento e da programao conforme a concentrao demunicpios de cada unidade da Federao.d) O PPA abrange as despesas de capital para efeito de umplanejamento amplo, entretanto no prioriza as despesas correntesporque estas compreendem as inverses financeiras.e) Os programas de durao continuada referem-se aos projetos e soperaes especiais desenvolvidos pela gesto pblica e contidos noPPA para um perodo de quatro anos.

    033 (CESPE AA (TCE-ES)/Direito/2013) No que se refere apreciao das proposies legislativas de matria oramentria,

    o topo da hierarquia material ocupado

    a) pelos crditos extraordinrios.b) pelo plano plurianual.c) pela lei de diretrizes oramentrias.d) pela lei oramentria anual.e) pelo oramento monetrio.

    Gabarito

    001 C 002 C 003 C 004 E 005 C 006 E 007 D 008 C 009 C 010 E(Formal e Especial) 011 E 012 E 013 C 014 E 015 E 016 E(Operaes de crdito e no crditos suplementares) 017 E 018 E019 E 020 E 021 C 022 C 023 C 024 E 025 E 026 E 027 C 028 E029 C 030 E 031 C 032 B 033 B